Você está na página 1de 1

Não são palavras nem linguagem

Cujo sentido se não perceba.


O seu eco ressoou por toda a terra
E a sua notícia até aos confins do mundo

Meditação do texto

Introdução: «O acontecimento [da conversão de São Paulo] é descrito [nesta leitura


dos Actos dos Apóstolos] através de uma linguagem simbólica, com o
objectivo de expressar em palavras algo que excede a linguagem
humana. Interessa-nos pois, compreender a experiência sobrenatural de
grande densidade que as palavras e os símbolos deixam entrever.
Como na sequência de um filme, o episódio desenrola-se em três cenas
de extraordinário efeito.» (D. António Marto)

Seguindo a proposta do Sr. Bispo, no número 2 da carta pastoral, Ir ao


coração da Fé, procuremos fazer a leitura orante deste texto da
conversão de São Paulo, seguindo cada uma destas três cenas.

Leitor 2: «Tudo começa, sendo Paulo “envolvido subitamente por uma luz
intensa vinda do céu”. O facto de tudo suceder subitamente acentua o
carácter inesperado do acontecimento: trata-se de uma graça divina
completamente gratuita, imprevisível, extraordinária. Deus é sempre
surpresa e surpreendente!
A luz intensa vinda do céu faz referência a uma experiência divina.
Como sucedera tantas vezes ao longo do Antigo Testamento, Deus
manifesta a sua presença grande e maravilhosa, através de uma luz
intensa, que deslumbra a pessoa e a eleva a uma realidade nova
fascinante.
Paulo não só vê essa luz, mas é envolvido totalmente por ela: não é
algo exterior que ele contempla, mas toca toda a sua pessoa, abarca
todo o seu ser e deixa-o cego. É o esplendor do Ressuscitado que o
cega. De facto, Cristo “é um abismo de luz que cega e desassossega”.
O fulgor no qual é envolvido faz com que caia por terra, expressão do
assombro e atitude de adoração. Cai por terra, sim, mas não cai no
vazio. Na realidade, cai nos braços do amor de Cristo, como mais tarde
virá a descobrir. Paulo está fora de si, rendido ao que acaba de
experimentar, incapaz de dizer ou fazer o que quer que seja.»

Momento de silêncio

Oração: Jesus Cristo ressuscitado, luz no caminho de São Paulo, ilumina o


nosso caminhar de todos os dias. Contemplando-Te neste mistério da
Eucaristia, possamos também nós experimentar-te como esse “abismo
de luz que cega e desassossega”, e nos deixemos cair nos braços do
teu amor que se entrega como alimento de vida eterna. Tu que és Deus
com o Pai, na unidade do Espírito Santo.

Cântico: Senhor, Tu és a luz que ilumina a terra inteira,


Tu és a luz que ilumina a minha vida.

Cantai ao Senhor um cântico novo,


Cantai ao Senhor, terra inteira
Cantai ao Senhor, bendizei o seu nome.