Você está na página 1de 4

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAABBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBB
BBBBBBBBBBBBBBBBBBBBB
m água e pouco solúvel em solventes orgânicos. Estudos mostram que a DL50 oral em ratos varia entre
2,2 e 5,8 mg/kg em fêmeas e entre 6,4 e 14 mg/kg em machos. A DL50 cutânea é de mais de
2.000 mg/kg.
A fonte mais comum dessa substância é de sementes de árvores da espécie Nux vomica, nativa do
Ceilão, Austrália e Índia. A estricnina é também uma das substâncias mais amargas que existem. Seu
sabor é perceptível em concentrações da ordem de 1ppm. A estricnina se decompõe rapidamente no
solo, sendo pouco provável que contamine água. Porém, pode ser inalada na forma de pó. Também
existe o risco de um incêndio em locais onde haja compostos com estricnina gerar vapores venenosos.
A absorção pela pele causa reações tóxicas.
Não existe evidência de que a exposição crônica a estricnina produza câncer, mutações, alterações
reprodutivas ou anomalias no crescimento. Porém, seus efeitos em curto prazo são graves. Pode haver
convulsões iniciais violentas, mas frequentemente os primeiros sintomas são ansiedade, tremor,
vômitos, febre alta e de difícil controle. Entre 10 e 20 minutos após a ingestão, os músculos do corpo
começam a ter espasmos, iniciando com a cabeça e o pescoço. Os espasmos então se alastram para
todos os músculos do corpo, com convulsões quase contínuas, que pioram com o menor dos estímulos.
A morte ocorre por asfixia causada pela paralisia do sistema de controle da respiração do sistema
nervoso central, ou por exaustão devida às convulsões. Nesse momento, o corpo endurece
imediatamente, mesmo no meio de uma convulsão, devido ao rigor mortis.
O tratamento inclui a aplicação de diazepam intravenoso, para controlar as convulsões, e o uso de
carvão ativado. A substância é metabolizada no fígado e tem uma meia-vida de 10 horas em humanos.
Portanto, se o paciente sobreviver por 24 horas após a ingestão, a recuperação é quase certa.
Pequenas doses de estricnina eram utilizadas como laxante ou para tratamento de outros problemas
estomacais. Esse tipo de tratamento foi abandonado com o advento de alternativas mais seguras.

Mecanismo de ação

Nas sinapses do sistema nervoso central existem dois tipos distintos de receptores. A ligação a
receptores excitatórios aumenta a chance de um sinal ser transmitido, enquanto a ligação em receptores
inibitórios reduz essa chance. Os receptores de glicina são receptores inibitórios ligados a canais de
cloro, particularmente na medula espinhal. A estricnina age bloqueando esses receptores, sendo
portanto uma antagonista. O resultado é um aumento da transmissão de sinais nervosos, especialmente
em arco-reflexo, que normalmente seriam controlados pela ação da glicina nesses receptores. Assim, o
menor dos estímulos sensoriais causa uma grande contração muscular.

Este artigo sobre um composto orgânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia
expandindo-o.

• Portal da farmácia

Categorias:
• Alcaloides
• Venenos

Menu de navegação

• Não autenticado
• Discussão
• Contribuições
• Criar uma conta
• Entrar

• Artigo
• Discussão

• Ler
• Editar
• Editar código-fonte
• Ver histórico

• Página principal
• Conteúdo destacado
• Eventos atuais
• Esplanada
• Página aleatória
• Portais
• Informar um erro
• Loja da Wikipédia

Colaboração
• Boas-vindas
• Ajuda
• Página de testes
• Portal comunitário
• Mudanças recentes
• Manutenção
• Criar página
• Páginas novas
• Contato
• Donativos

Imprimir/exportar
• Criar um livro
• Descarregar como PDF
• Versão para impressão

Noutros projetos
• Wikimedia Commons

Ferramentas
• Páginas afluentes
• Alterações relacionadas
• Carregar ficheiro
• Páginas especiais
• Hiperligação permanente
• Informações da página
• Elemento Wikidata
• Citar esta página
Noutras línguas
• English
• Español
• Français
• Galego
• हहिन्दद
• Bahasa Indonesia
• Bahasa Melayu
• Русский
• 中文

Editar hiperligações
• Esta página foi editada pela última vez às 17h43min de 26 de fevereiro de 2019.
• Este texto é disponibilizado nos termos da licença Atribuição-CompartilhaIgual 3.0 Não
Adaptada (CC BY-SA 3.0) da Creative Commons; pode estar sujeito a condições adicionais.
Para mais detalhes, consulte as condições de utilização.

Interesses relacionados