Você está na página 1de 3

Termodinâmica A – Lista de Exercícios 7

Lista de Exercícios do capítulo 4 do Livro-texto: Moran, M. J., Shapiro, H. N.,


Princípios de Termodinâmica para Engenharia, 6ª Edição, Editora LTC, Rio de
Janeiro/RJ, 2009.

Problema 4.94
A figura mostra uma turbina operando em regime permanente que fornece potência
para um compressor de ar e um gerador elétrico. Ar entra na turbina com uma vazão
mássica de 5,4kg/s a 527°C e sai da turbina a 107°C. A turbina fornece potência a
um taxa de 900kW ao compressor e a uma taxa de 1400kW ao gerador. O ar pode
ser modelado como um gás ideal, e as variações de energia cinética e potencial
podem ser ignoradas. Determine (a) a vazão volumétrica do ar na saída da turbina,
em m3/s, e (b) a taxa de transferência de calor entre a turbina e sua vizinhança, em
kW.

Problema 4.95
A figura fornece dados em regime permanente para uma válvula de
estrangulamento em série com um trocador de calor. Refrigerante 134a no estado
de líquido saturado entra na válvula a T1 = 36°C com uma vazão mássica de 0,26kg/s
e sofre um processo de estrangulamento até T2 = -8°C. O refrigerante então entra no
trocador de calor, saindo como vapor saturado sem qualquer decréscimo
significativo na pressão. Água líquida entra como um fluxo separado no trocador de
calor a T4 = 20°C e sai como líquido a T5 = 10°C. As perdas de calor e os efeitos das
energias cinética e potencial podem ser ignorados. Determine (a) a pressão no
estado 2, em kPa, e (b) a vazão mássica do fluxo de água líquida, em kg/s.

Problema 4.100
Dióxido de carbono (CO2) modelado como um gás ideal escoa através do compressor
e do trocador de calor ilustrados na figura. A potência de acionamento do
compressor é de 100kW. Um fluxo separado de água de resfriamento líquida escoa
ao longo do trocador de calor. Todos os dados fornecidos são relativos a uma
operação em regime permanente. As perdas de calor para a vizinhança e os efeitos

1
das energias cinética e potencial podem ser ignorados. Determine (a) a vazão
mássica de CO2, em kg/s, e (b) a vazão mássica da água de resfriamento, em kg/s.

Problema 4.101
Conforme mostrado na figura, a água entra no gerador de vapor de recuperação de
calor perdido em regime permanente a 289,6kPa, 220°C e sai a 275,8kPa, 160°C.
Esse vapor alimenta uma turbina e, na saída, sua pressão e título são de 6,9kPa e
90%. Ar, oriundo da exaustão de um forno, entra no gerador de vapor a 182,2°C, 1
atm, com uma vazão volumétrica de 1,4m3/s e sai a 137,8°C, 1 atm. Ignore todas as
perdas de calor para a vizinhança e todos os efeitos das energias cinética e potencial.
Considerando que a potência desenvolvida é avaliada em U$ 0,08 por kW.h, você
recomendaria a implantação do sistema de recuperação de calor perdido?
Apresente os cálculos que justifiquem sua resposta.

2
Problema 4.102
A figura mostra uma instalação de potência a vapor simples operando em regime
permanente com água circulando nos componentes. Dados relevantes em posições-
chave no ciclo são fornecidos na figura. A vazão mássica da água é de 60kg/s. As
perdas de calor e os efeitos das energias cinética e potencial podem ser desprezados.
Determine (a) a eficiência térmica e (b) a vazão mássica da água de resfriamento
que passa pelo coordenador, em kg/s.

Problema 4.105
Fluxos separados de vapor e ar escoam ao longo do conjunto turbina-trocador de
calor mostrado na figura. Os dados da operação em regime permanente são
mostrados na figura. A transferência de calor para o ambiente pode ser desprezada,
assim como todos os efeitos das energias cinética e potencial. Determine (a) T3, em
K, e (b) a potência da segunda turbina, em kW.