Você está na página 1de 2

Perguntas e Respostas do Livro Descobrindo o Antigo Testamento

1. O que queremos dizer com o termo “cânon”? Como eram decididos quais
livros deveriam ser incluídos na Bíblia?
R: O termo cânon quer dizer vara ou medida, tanto no hebraico quanto no grego, o
termo remete ao cânon como vara de medida da fé e prática, comparando suas
vidas ao que estava na Bíblia, além de também se referir ao padrão no qual os
escritos bíblicos precisam se encaixar. Eram decididos por 3 testes de
canonicidade, sendo o primeiro o teste de autoria profética ou por uma pessoa com
dom de profecia, sendo a Bíblia escrita por homens era necessário que estes
mesmos fossem capacitados pelo Espírito para assistir a tais come entendimento,
garantindo assim fidelidade na comunicação da vontade de Deus. Já o segundo
teste, era sobre o impacto do texto sobre todas as gerações e não apenas a um
público específico, isso quer dizer que qualquer pessoa poderia aplicar seus
ensinamentos independentes da época ou do lugar. O terceiro teste era se as
doutrinas apresentadas em um novo livro não entravam em contradição com os
livros antigos revelados por Deus, pois as verdades de Deus são as mesmas e não
poderiam entrar em contradição.

2. Identifique as diferentes teorias de inspiração. O que significa para os


evangélicos o termo “inspiração verbal-plenária”? Quais as implicações da
inspiração verbal-plenária?
R: A Teoria neo-ortodoxa, partindo da afirmação de que Deus é totalmente
transcendente, sendo absolutamente diferente de nós e de nossa compreensão,
porém esta teoria diverge dos evangélicos, pois afirmam que a Bíblia é apenas
testemunha da palavra de Deus já que segundo seus teóricos os homens eram
inspirados, porém seus relatos eram passiveis de erros, ou seja, essa teoria não
reconhece a Bíblia como a própria Palavra de Deus.
Teoria do Ditado, estes teóricos acreditam que Deus ditou palavra por palavra aos
autores inspirados, sendo muito comum nos meios do Cristianismo conservador,
porém podemos ver de fato Deus ditando palavras especificas aos autores,
contudo em algumas ocasiões Deus permitiu que os autores expressassem suas
personalidades na medida em que escreviam.
A Teoria da inspiração limitada, Deus inspirou os autores, mas não as palavras que
eles iriam usar, ou seja, Deus lhes deu liberdade total para expressarem os
pensamentos divinos a sua própria maneira. Contudo ela acredita que a Bíblia tem
erros sendo esta sua solução para explicar equívocos interpretativos.
Teoria da Inspiração Verbal-plenária, Verbal por que mesmo com a liberdade dos
autores o Espírito Santo guiou todo o processo, para garantir fielmente o
significado da vontade de Deus e plenária quer dizer que a inspiração Divina esta
presente de forma plena nas Escrituras. Portanto ela é a que melhor lida com os
relatos bíblicos já que admite e reconhece o elemento humano nas Escrituras e
também afirma que o Espírito Santo participou ativamente impulsionando os
autores a comunicarem a mensagem divina.
Suas Implicações são que a Bíblia é digna de confiança e que podemos confiar em
suas informações, tanto as histórias do povo de Deus como o plano de Deus para
o mundo e nossas vidas. Em segundo lugar podemos encontrar na Bíblia sua
Autoridade por ser a Palavra de Deus, pois fala com a autoridade de Deus. Sendo
a eterna verdade de Deus, colocando diante de nós a possibilidade de obediência.

3. Descreva o processo pelo qual recebemos as Escrituras daqueles que a copiaram.


Dê o nome e descreva brevemente o significado do maior conjunto de manuscritos
que temos?

4. O que os interpretes da Bíblia querem dizer com a expressão “interpretação


gramático-histórica”? Por que é importante usar boas regras de interpretação?
Quantas dessas regras você pode citar?