Você está na página 1de 6

TRIÂNGULO E ALTO PARANAÍBA

Após ataque em Uberaba, 10 criminosos se entregam e


polícia apreende fuzis e munição
Parte da quadrilha foi cercada nas proximidades da BR-262. Após
negociação, dez foram presos; sete reféns, incluindo uma criança,
foram libertados.
Por G1 Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba
27/06/2019 12h03 Atualizado há 13 horas

Moradores de Uberaba (MG) vivem momentos de pânico durante tentativa de assalto

Após cerca de duas horas de negociação em uma estrada vicinal próxima à BR-262, dez
criminosos do grupo que atacou agência bancária em Uberaba na madrugada desta
quinta-feira (27) se entregaram. Sete pessoas mantidas reféns – entre elas uma criança
de dois anos, um adolescente e funcionários de uma fazenda – foram libertadas.

Mais cedo, na ação, a quadrilha de aproximadamente 25 integrantes trocou tiros com


policiais militares por mais de uma hora, causando pânico entre moradores da cidade.
Duas pessoas foram baleadas e levadas ao hospital – uma jovem atingida por um tiro na
cabeça está em estado gravíssimo. Os assaltantes estavam em caminhonetes, carros e
caminhões e cercaram as principais ruas do Centro.
Segundo o comandante da 5ª Região da Polícia Militar (5º RPM) em Uberaba, coronel
Lupércio Peres Dalvas, com o grupo preso nas imediações da BR-262 foram
apreendidos munição, luneta, mira a laser, coletes e vários fuzis, inclusive, um .50.
Restrito das Forças Armadas, esse armamento é usado por criminosos e pode perfurar
veículos blindados e destruir paredes. Doze veículos usados pelos assaltantes também
foram apreendidos.

Informações iniciais da PM apontam que alguns dos presos são de cidades do interior de
São Paulo, entre elas Campinas. Eles foram encaminhados à sede da 5ª Região
Integrada de Segurança Pública (Risp). Segundo o coronel Peres, todos vão ser ouvidos
pela Polícia Civil.

"A maioria dos presos é de Campinas (SP). Vieram para Uberaba para praticar o crime.
Há a hipótese de participação de pessoas da região, mesmo que seja como informantes,
como olheiros. Vamos levantar essas informações, repassá-las para a Polícia Civil, que
vai investigar e dar continuidade à ocorrência", ressaltou o comandante.

Ainda conforme o comandante da 5ª RPM, juntamente com outras forças de segurança,


bloqueios estão montados em todas as rodovias da região para capturar mais suspeitos.
Helicópteros também estão sendo utilizados nas buscas.

"Na hora que começaram os disparos, a Polícia Civil foi acionada. Primeiramente,
fizemos uma guarnição na delegacia regional, onde também teve tentativa de ataque.
Posteriormente, incorporamos à PM e iniciamos o cerco e bloqueio. Tivemos troca de
tiros na BR-262, onde parte da quadrilha estava com reféns", contou o delegado
Gustavo Anai, do Grupo de Pronta Resposta da Polícia Civil.

O delegado-chefe do 5º Departamento da Polícia Civil (5ª DPC) em Uberaba, Francisco


Eduardo Gouvea Motta, afirmou em entrevista que as investigações sobre o caso já
começaram. "A gente vai seguir com as investigações para identificar e chegar aos
demais participantes do crime", acrescentou.

Francisco Gouvea também revelou que um imóvel utilizado pela quadrilha já foi
descoberto pela polícia. O local, segundo ele, foi alugado há cerca de quatro meses.

Grupo preso e armas apreendidas — Foto: Mariana Dias/G1

Armas apreendidas após tentativa de assalto a banco em Uberaba — Foto: Reprodução/TV


Integração

O ataque

MG1 Edição Especial: ataque em Uberaba - 27/06/2019

Um grupo de criminosos formado por 25 integrantes, segundo a polícia, cercou a região


central de Uberaba por volta das 3h30 e fez disparos para o alto, assustando moradores.
Houve uma intensa troca de tiros com a polícia.

Durante a ação, um homem e uma jovem foram baleados. Os dois foram encaminhados
ao Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (HC-UFTM).
Segundo a assessoria do HC-UFTM, a jovem, que tem 21 anos e foi atingida com um
tiro na cabeça, passou por cirurgia. O estado de saúde dela é gravíssimo. Amigas
contaram à reportagem do MG2 que a vítima mora em Ribeirão Preto e estava
passeando em Uberaba. A jovem era passageira de um carro quando foi baleada.

Já o homem, um trabalhador de 45 anos, baleado na perna, foi medicado e o estado de


saúde é estável.

Agência que foi alvo de ataque em Uberaba; local foi interditado nesta quinta-feira — Foto:
Reprodução/TV Globo

Uma agência do Banco do Brasil, as fachadas de duas agências do Itaú e o prédio onde
fica o gabinete dos vereadores de Uberaba também foram atingidos por tiros.

"O objetivo dos ladrões era o dinheiro, atacando o Banco do Brasil, especificamente.
(...) Mas não sabemos se eles levaram dinheiro, isso vai depender do banco nos passar
essa informação", contou o comandante da 5ª RPM.

Duas viaturas do Corpo de Bombeiros, que estavam estacionadas no quartel da Avenida


13 de Maio, e predes e janelas da corporação foram atingidas.

"Temos feitos projetos e planejamento para conter ações desse porte, desenvolvemos
várias contenções na madrugada, vários treinamentos para ter uma resposta à altura
como hoje foi possível dar resposta. Na área central é extremamente complexo fazer
embate porque as armas utilizadas pelo grupo são armas de guerra, de grosso calibre;
então, tivemos que adotar uma estratégia até levar os criminosos para a área rural",
afirmou o comandante Peres.

Vidros de uma das agência Itaú foram atingidos por tiros — Foto: Bruno Sousa/G1

Agência Banco do Brasil em Uberaba atingida por tiros durante ação de criminosos — Foto:
Bruno Sousa/G1

Cartucho foi encontrado na escadaria da Catedral Metropolitana, no Centro de Uberaba —


Foto: Marcos Ribeiro/G1

Prédio da Câmara de Vereadores foi atingido por tiros durante o ataque desta quinta-feira. —
Foto: Bruno Sousa/G1

Locais atingidos por tiros em Uberaba — Foto: Juliane Monteiro/G1

Reféns liberados
PM faz cerco no local onde criminosos fizeram sete reféns — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Dois vigilantes de uma agência, que foram feitos reféns pelos criminosos, precisaram
ser socorridos por terem inalado fumaça. Ambos passam bem.

Na fuga, os criminosos renderam um funcionário da concessionária Triunfo,


responsável pela BR-262. Ele foi liberado posteriormente, sem ferimentos. A Triunfo
informou que houve congestionamento em parte da rodovia pela manhã. O trânsito já
foi liberado.
Um vídeo que circula nas redes sociais mostra uma pessoa amarrada a um capô de um
veículo usado pelos criminosos. "A informação inicial que eles usaram pessoas
amarradas ao capô dos veículos para se deslocarem. Não temos certeza absoluta, pois
não houve nenhum refém além dos sete que estavam no caminhão na área rural",
explicou o comandante Peres.

Homem transportado em veículo durante assalto a banco em Uberaba — Foto:


Reprodução/TV Globo

Mais de 20 bandidos tentam arrombar banco com explosivos, em Uberaba (MG)

Detonação de explosivos

Dois explosivos deixados por criminosos foram encontrados. Um foi encontrado na


Avenida Guilherme Ferreira, perto de uma estação do BRT, e outro artefato estava na
porta de uma agência do Itaú na Avenida Leopoldino de Oliveira.

Os locais foram isolados pela PM até a chegada do Grupo Antibombas da Polícia


Federal, que realizou a detonação dos dois artefatos com segurança.

Em seguida, o trânsito nos dois trechos foi liberado parcialmente.

Artefato explosivo encontrado na Avenida Guilherme Ferreira, em Uberaba — Foto: Bruno


Sousa/G1

Alteração nos serviços públicos

A Prefeitura de Uberaba divulgou que serviços públicos na cidade foram alterados


nesta quinta-feira após o ataque.

Os serviços alterados foram nos setores de: transporte, saúde, serviços urbanos e obras,
trânsito, esporte e educação.

 Veja como estão os serviços públicos e privados nesta quinta em Uberaba

MG1 - Edição de quinta-feira, 27/06/2019

Tiro perfurou janela de apartamento

Durante a troca de tiros, um apartamento no 9º andar de um prédio na Travessa Coronel


José Ferreira, no Jardim Alexandre Campos (região central), foi atingido por um tiro de
arma de grosso calibre.

O projétil perfurou a janela, o vidro, o guarda-roupas, destruiu algumas peças de roupas


e só parou na parede do quarto.

Janela e porta da casa de moradora de Uberaba foram atingidas por um tiro durante ataque —
Foto: Maria Carolina Rodrigues/G1
De acordo com a médica Maria Carolina Nassif Rodrigues da Cunha, de 30 anos,
apenas a mãe dela, de 61 anos, estava no apartamento no momento do ocorrido. Ela
acredita que tenha sido sorte a mãe não ter sido atingida, já que instantes antes ela se
encontrava no quarto.

"Ela ouviu o barulho dos tiros na região e saiu do quarto e foi até a cozinha interfonar
para o porteiro e saber o que estava ocorrendo. Nesse momento, o tiro entrou pela
janela. Foi sorte, pois, pelas marcas, o local atingido foi mais ou menos a altura da
cabeça dela", descreveu a médica, explicando que a mãe só se deu conta de que o tiro
havia atingido o apartamento quando retornou ao quarto.

"Ela só comentou que o barulho foi muito alto, mas não imaginou que tivesse atingido o
quarto dela."

Janela de moradora de Uberaba foi atingida por um tiro durante ataque — Foto: G1

Prefeito e governador comentam

No início da manhã, o prefeito de Uberaba, Paulo Piau (MDB), publicou um post em


rede social para comentar o episódio.

Às 12h20, um vídeo também foi publicado na página do prefeito. Junto com o deputado
estadual Heli Andrade (PSL) e o presidente da Câmara de Vereadores de Uberaba,
Ismar Marão (PSD), Paulo Piau disse que esteve em Belo Horizonte com o governador
Romeu Zema (Novo) pedindo mais investimento na segurança pública da cidade.

"Triste episódio ocorrido hoje em Uberaba. Um assalto a banco. (...) O governador foi
muito receptivo, já estava tomando as medidas necessárias junto às polícias do estado.
Nós pedimos a ele que aposte mais, invista mais na segurança pública. Os uberabenses e
os mineiros aguardam. Como esperamos isso também do Governo Federal".

Ele falou ainda sobre a participação da Polícia Militar, que, "mais uma vez, se mostrou
muito bem preparada, com agilidade nos trabalhos, o que impediu uma tragédia ainda
maior".

Entidades também se posicionam


Em nota conjunta, a Associação Brasileira dos Criadores de Girolando, Associação
Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), Conselho de Segurança Rural de Uberaba
(Conser), Cooperativa dos Empresários Rurais do Triângulo Mineiro (Certrim) e
Sindicato dos Produtores Rurais de Uberaba manifestaram "revolta e indignação com a
violência que marcou a madrugada desta quinta em Uberaba. A sequência de atos
criminosos fez vítimas na área central da cidade e também na área rural, aumentando a
sensação de insegurança dentro das fazendas, onde temos constantemente assistido todo
nosso esforço a favor do país ser limitado pelo medo".

As entidades parabenizaram as forças de segurança, que prontamente atenderam a


ocorrência.

"Esperamos que haja cada vez mais esforços por parte do poder público, em especial do
Governo do Estado de Minas Gerais, em termos de investimentos em aparatos,
estrutura, treinamento e equipe para atuação em nossa região. Aguardamos medidas
urgentes e efetivas. Que o rigor nas leis e na aplicação delas seja constante. Mãos de
ferro para defender nossa população do bem e inocente. É inaceitável continuarmos
reféns da violência, enquanto trabalhamos pelo crescimento do nosso Brasil".

Explosões em Uberlândia

Ainda durante a madrugada, explosões perto de agências bancárias e uma empresa


de valores foram registradas em Uberlândia.

A Polícia Militar acredita que tenha sido uma estratégia da quadrilha para chamar
atenção em outro município.

Ataque à Rodoban

Uberaba já havia sido alvo de ataque em novembro de 2017, quando uma quadrilha
fortemente armada invadiu a Rodoban, no Bairro Boa Vista.

Cerca de 30 pessoas participaram da ação e atiraram diversas vezes para intimidar a


polícia, fechando quarteirões. Testemunhas ouviram pelo menos duas explosões e
centenas de rajadas de tiros.

Durante o roubo, o quarteirão ficou cercado e vários criminosos armados se


posicionaram nas esquinas. Eles também colocaram fogo em seis veículos para
atrapalhar o acesso ao local.

No dia seguinte, três suspeitos de envolvimento no ataque à empresa de valore foram


presos em Caldas Novas (GO). Em janeiro deste ano, mais um suspeito do crime
também foi preso pela Polícia Civil.

 Quadrilha arromba empresa de valores em Uberaba e atira para intimidar; jovem é


atingido de raspão

 Criminosos que atacaram Rodoban em Uberaba tinham estudo e conhecimento da


região, diz PM; veja vídeos

 Trio é preso em GO por suspeita de envolvimento em assalto à Rodoban em Uberaba

 Polícia Civil prende suspeito de envolvimento em assalto à Rodoban em Uberaba

 RIBEIRÃO PRETO

 UBERABA

© Copyright 2000-2019 Globo Comunicação e Participações S.A.