Você está na página 1de 2

Justificativa e problemática

Muitos estudantes de graduação e até mesmo de pós-graduação sentem


dificuldades em relação as normas da ABNT. Acredito que o componente
curricular metodologia do trabalho acadêmico é de fundamental importância
para que estudantes que estão iniciando a graduação entendam a linguagem do
mundo acadêmico.

Contudo, não é o que é visto, muitas vezes mesmo com a componente


metodologia do trabalho acadêmico podemos notar que os/as estudantes não
dominam as normas da ABNT. Sabemos, que nos três semestres iniciais de
qualquer curso o aprendizado das regras da ABNT deve estar presente em todos
os componentes curriculares. Mas não é o que ocorre.

É notório que estudantes do primeiro semestre ou segundo apresentem


dificuldade não apenas com as regras da ABNT, como também dificuldade na
leitura e interpretação de textos acadêmicos.

Acreditamos que o ou a estudante que conheça a estrutura e características do


trabalho acadêmico tenham melhor desenvolvimento. Em alguns cursos os
componentes curriculares que tratam da temática são oferecidos de forma
aligeirada e muitas vezes por professores que não dominam a temática.

É muito comum, muitos estudantes de segundo e terceiro e até mesmo de quarto


semestre não saber a diferença entre um resumo e uma síntese de um texto,
não saber como elaborar uma capa e a folha de rosto, muitos não sabem ler e
interpretar um texto e fazer uma resenha.

Diante desse quadro, acredito que o desconhecimento das regras da ABNT, ou


da dificuldade de ler e compreender um texto, muitas vezes o histórico escolar
dos/das estudantes implica em dificuldades de interpretar e entender textos do
campo da filosofia, linguagens, sociologia, textos de clássicos e até mesmo
artigos científicos. A falta do habito da leitura como base no processo formativo
torna-se um ponto importante ao observar.

Muitos e muitas estudantes apenas decodificam o texto, não o compreende.


Quando Paulo Freire em seu pequeno mais profundo texto “A importância do Ato
de Ler” afirma que “a leitura do mundo precede a leitura da palavra” nos convida
a uma profunda reflexão sobre o que é o ato de ler. Desse modo, acreditamos o
ato de se inicia da compreensão do que entendemos por realidade e por mundo.
Essa perspectiva ontológica e filosófica do ato de ler em nosso entendimento é
a chave para que os estudantes e as estudantes compreendam a importância do
ato de ler na Universidade e em seu processo formativo.

Diante do exposto algumas indagações chamam nossa atenção: como melhorar


o desempenho acadêmicos dos/das estudantes? Como fazer os/as estudantes
entenderem que o ato de ler é fundamental em seu processo formativo? Porque
muitos estudantes não conseguem aprender as normas da ABNT? A dificuldade
de aprendizagem das normas decorre por que não são cobradas pelos
professores e professoras na apresentação dos trabalhos?

Em nossos nove anos de docência no ensino superior percebemos que os/as


estudantes apresentam as dificuldades apresentadas acima. Sendo assim,
surge o seguinte problema: Como contribuir na alfabetização acadêmica ocorre
no processo formativo dos/das estudantes? Desse modo, o objetivo geral desse
projeto de extensão contribuir com alfabetização acadêmica dos/das estudantes
em seu processo formativo. Para isso se faz necessário alguns objetivos
específicos: promover a discussão sobre a importância do ato de ler para um
bom processo formativo; compreender a importância de aprender a estrutura e
características do trabalho acadêmico; promover oficinas sobre cada norma da
ABNT.