Você está na página 1de 4

PERGUNTA 1. Qual é o fim principal do homem?

RESPOSTA. O fim principal do homem é glorificar a Deus, e alegrar-se nele para sempre.

1. Qual o sentido da palavra “fim” nesta pergunta?

A palavra significa alvo, propósito. Note que esta palavra é qualificada pela palavra “principal”. Há outros propósitos na vida humana, mas a glória de Deus é o fio de prata que deve estar presente em todas as nossas ações (1 Co 10.31).

2. O que é a glória de Deus?

Podemos falar da glória de Deus em dois sentidos:

i.

A glória intrínseca de Deus A glória é algo essencial à divindade, assim como a luz o é para o sol. A glória de Deus não pode receber nenhum acréscimo porque é infinita, ele é chamado de o "Deus da glória" (At 7.2).

ii. A glória tributada a Deus A glória que atribuímos a Deus diz

respeito ao reconhecimento da glória que Deus já possui. Temos algo

semelhante em Mateus 6.9: “

3. O que é glorificar a Deus?

santificado seja o teu nome”.

Glorificar a Deus consiste de quatro atitudes:

i. Apreciação. Glorificar a Deus é colocá-lo no lugar mais alto de nossos pensamentos e tê-lo em uma venerável estima:

Salmo 92.8: “tu, porém, Senhor, és o Altíssimo eternamente”.

Salmo 97.9: “ deuses”.

tu és sobremodo elevado acima de todos os

Em Deus estão reunidos todos os bens que transmitem admiração e felicidade.// Ele é prima causa, a origem e a fonte do ser, que lança glória sobre a criatura.

Glorificamos a Deus quando somos admiradores dele e de seus atributos.

ii. Adoração. Glorificar a Deus consiste em adoração.

Salmo 29.2: “Tributai ao Senhor a glória devida ao seu nome, adorai o Senhor na beleza da santidade”.

iii. Afeição. Esta é a parte da glória que oferecemos a Deus, que se considera glorificado quando é amado.

Deuteronômio 6.5: “Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua força. Manifestamos amor de duas maneiras distintas.

iv. Sujeição. A sujeição acontece quando nos dedicamos a Deus e nos apresentamos prontos para seu serviço. É assim que os anjos no céu o glorificam. Eles esperam diante de seu trono e estão prontos para receber uma missão da parte dele. Assim, devemos não somente dobrar nossos joelhos e adorar a Deus, mas lhe oferecer o presente de nossa obediência sincera. Glorificamos a Deus quando o servimos livremente e de boa vontade.

4. Por que Devemos glorificar a Deus?

i. Porque Ele nos criou (Sl 100.3);

ii. Porque toda a criação faz isso (Sl 19.1; Rm 1.18-21);

iii. Porque tudo depende dele (Rm 11.36);

iv. Porque fomos redimidos para isso (Is 43.20-21; 1 Pe 2.9).

5. Como glorificar a Deus?

i. Apreciando sua grandeza (Sl 99.1-3);

ii. Apreciando sua criação (Sl 104.24);

iv.

Zelando por Sua glória (Sl 69.9);

v. Zelando pela Doutrina (Jd 3,4);

vi. Dando Frutos (Jo 15.8);

vii. Santificando-se (1 Co 6.20);

viii. Reconhecendo nossas culpa (Ne 9.33). Em contraste com Adão que

”.; Uma confissão

com Adão em Gn 3.12: “A mulher que me deste humilde exalta a Deus.

ix. Sendo sal e luz (Mt 5.13-16);

x. Contentando-se com as circunstâncias.

A fé santifica nossas obras e as obras testificam nossa fé.

Resumindo, podemos e devemos glorificar a Deus em tudo o que fazemos e sentimos: “Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus" (1 Co 10.31).

6. Como Alegrar-se em Deus?

Quando possuímos um relacionamento correto com Deus, desfrutamos do verdadeiro deleite da vida (Sl 16.11).

Usufruímos esse doce deleite em Deus nas seguintes circunstâncias:

Efésios 5.18: “Não vos embreagueis com vinho

a. Quando sentimos seu Espírito cooperando nas ordenanças e destilando graça sobre nossos corações;

b. Quando por meio da Palavra o Espírito vitaliza e aumenta as afeições;

c. Quando o Espírito transforma o coração deixando uma marca de

somos transformados de glória em glória”

santidade sobre ele e “ (2Co 3.18);

Podemos dividir essa primeira resposta em duas partes:

i. O dever do homem: Glorificar a Deus.