Você está na página 1de 14

LAUDO DE AVALIAÇÃO VALOR PATRIMONIAL

Solicitante

Local – Vistoria

Endereço / Logradouro
Bairro XXXXXX
Cidade/Estado

DATA BASE – XXXXX / XXXX


SUMÁRIO

1 Preliminares

2 Resumo das Avaliações

3 Critérios das Avaliações

4 Terreno

5 Edificações e Benfeitorias

6 Maquinas e Equipamentos

7 Encerramento

8 Anexos
CAPÍTULO 01
Preliminares

1.1. Objetivo

O presente trabalho tem por objetivo a determinação do valor (atual/uso, venda/


desmonte, liquidação forçada, risco) da referida Unidade/Empresa XXXXXXX.

O escopo da avaliação contemplou os seguintes grupos os bens:

Terreno
Edificações e Benfeitorias
Máquinas e Equipamentos

Data da vistoria e Data base do trabalho.

O presente relatório foi elaborado pelos Engenheiros XXXXXXXXXXXXXXXXXX.

1.2. Informações Gerais

Informações gerais da empresa avaliada, como local, área da industria (terreno e


construção, data da realização da (s) vistoria (s), segmento de atuação da empresa,
dentre outras, mapa de localização.
CAPÍTULO 02
Resumo

GRUPO DE BENS Valor Atual (R$)

Terreno 5.000.000,00

Edificações e benfeitorias 10.000.00,00

Máquinas e equipamentos 20.000.000,00

TOTAL 35.000.000,00
CAPÍTULO 03
Criterios

3.1. Definições

Mencionar Normas utilizadas, metotoligia e critérios utilizados

Na avaliação patrimonial, têm-se os seguintes procedimentos indicados:

terrenos: avaliar preferencialmente pelo método comparativo direto de dados de


mercado (reportar-se às NBR 14653-2 ou 14653-3);
infra-estruturase sistemas de utilidades: avaliar pelos métodos de custo definidos na
NBR 14653-1. A estimativa de custos deve ser fundamentada pelo engenheiro de
avaliações, tomando como base a documentação técnica (memorial descritivo,
especificações, plantas as-built, quantitativos e outros), disponibilizada pelo
contratante;
edificações: avaliar, em geral, pelos métodos de custo definidos na NBR 14653-1 e 2;
máquinas e equipamentos: avaliar preferencialmente pelo método comparativo direto
de dados de mercado. Quando não for possível, avaliar pelos métodos de custo
definidos nesta parte da NBR 14653;
moldes, estampos e ferramentas: avaliar preferencialmente pelos métodos de custo;

veículos de transporte: avaliar preferencialmente pelo método comparativo direto de


dados de mercado;
móveis e utensílios: avaliar preferencialmente pelo método comparativo direto de
dados de mercado.
3.2. Avaliação do terreno

A avaliação do terreno obdecerá as premissas contempladas na NBR-14.653


“Avaliação de Bens” da ABNT Partes II e III, (“Imóveis Urbanos” ou "Rurais").

3.3. Avaliação das edificações e benfeitorias

A avaliação das edificações obdecerá as premissas contempladas na NBR-14.653


“Avaliação de Bens” da ABNT Partes I e II

3.4. Avaliação dos bens móveis

A avaliação obdecerá as premissas contempladas na NBR-14.653 “Avaliação de Bens” da


ABNT Parte V

Consultas junto aos fabricantes, revendedores e distribuidores das máquinas e


equipamentos avaliados.

Determinar o valor de reposição dos bens a partir do valor de mercado de usados


ou do custo de aquisição de um bem novo, sem uso, idêntico ou similar ao analisado.

Os valores de bens novos obtidos devem ser depreciados para possibilitar o


cálculo dos valores atuais. Calcular depreciação com base nos critérios de engenharia de
uso e aceitação geral.

3.6. Instalações dos bens móveis

Informar que serão considerados custos de instalação (bases civis, instalações


elétricas, frete, montagem, dentre outros a serem agregados aos valores dos
equipamentos novos.
3.7. Condições Limitantes

Direito de propriedade

Informações relevantes

Data base

Confidencialidade
CAPÍTULO 04
Avaliação do Terreno

4.1. Informações do terreno

Localização...............................
Documentação.......................
Pesquisa de elementos comparativos, com dados das fontes de consulta (nome,
telefone)

4.2. Avaliação do terreno

Apresentação dos cálculos e observações pertinentes

Valor total do terreno


CAPÍTULO 05
Avaliação Edificações

5.1. Edificações e Benfeitorias

Apresentar todas as edificações e benfeitorias, com respectivas carateristicas


(área, acabamento interno, dentre outras. Vide exemplo abaixo)

1. Escritório administrativo: área total construída de 660 m²

A edificação do escritório administrativo foi classificada como casa térrea de


padrão simples com as seguintes características: construção com blocos de concreto;
piso predominante cerâmico com partes em PVC; telhado com estrutura em madeira e
telhas de barro com forro em PVC; esquadrias em alumínio e vidro; portas internas em
madeira; com acabamento em pintura diretamente nos blocos de concreto. Esta
edificação possui uma copa e cinco banheiros, sendo que as salas existentes são
separadas por paredes removíveis tipo drywall.

Seu estado de conservação foi considerado como necessitando de


reparos simples (segundo classificação IBAPE/SP) com idade de 17 anos.
5.2. Avaliação das edificações e benfeitorias

Apresentar os valores apurados das edificações e benfeitorias.

Edificações
Edificação Valor avaliado Vida remanescente
ESCRITORIO ADMINISTRATIVO
CEDOC
CONTROLADORIA
COZINHA / REFEITORIO
VESTIARIO
43 anos
AMBULATORIO
ALFANDEGA
AREA LAZER
PORTARIA CENTRAL
CONTROLE / LABORATORIO
BENFEITORIAS: PAVIMENTAÇÃO E URBANIZAÇÃO 13 anos
TRATAMENTO DE AGUA (ETA) PARA PARTE ADMINISTRAT
IVA 3 anos
Total R$ 10.000.000,00

417
CAPÍTULO 06
Avaliação dos Bens Móveis
Máquinas e Equipamentos

ESTADO: OPERACIONAL,
DESCRICAO VALOR UNIT. VALOR TOTAL VALOR ATUAL
ITEM LOCALIZAÇÃO TAG DESCRICAO COMPLETA MANUTENÇÃO E QTDE. I V INST. FVR
NORMALIZADA NOVO (R$) NOVO (R$) (R$)
CONSERVAÇÃO

PAINEL DE COMANDO DO SISTEMA DE ARMAZENAGEM COM 02 COLUNAS E EM ESTADO DE CONSERVAÇÃO


148 UTILIDADES PAINEL 1 17 20 40.000,00 20% 48.000,00 0,23 11.040,00
06 GAVETAS REGULAR

EM ESTADO DE CONSERVAÇÃO
149 UTILIDADES PAINEL PAINEL DE COMANDO DO SISTEMA DE ARMAZENAGEM COM 01 COLUNA 1 17 20 20.000,00 20% 24.000,00 0,23 5.520,00
REGULAR

TANQUE EM AÇO CARBONO PARA ARMAZENAMENTO DE ÓLEO DIESEL, EM ESTADO DE CONSERVAÇÃO


150 UTILIDADES TANQUE 1 17 25 24.500,00 20% 29.400,00 0,34 9.996,00
CAPACIDADE 14,5 M³ ENTRE REGULAR E PRECÁRIO

BALANÇA RODOVIÁRIA MARCA TOLEDO, MODELO 8540, CAPACIDADE 80 EM ESTADO DE CONSERVAÇÃO


151 UTILIDADES BALANÇA RODOVIÁRIA 1 17 25 60.000,00 100% 120.000,00 0,34 40.800,00
TONELADAS, DIMENSÕES 3M X 18M REGULAR

CALDEIRA MARCA AALBORG / ATA TIPO AWN, MODELO 10, PRODUÇÃO DE EQUIPAMENTO EM
152 UTILIDADES CA-412R-01 CALDEIRA VAPOR DE 10.000 KG/H, SUPERFICIE DE AQUECIMENTO 190 M², PMTA 255 FUNCIONAMENTO E EM ESTADO 1 12 30 550.000,00 20% 660.000,00 0,58 382.800,00
PSIG / 12 KGF/CM² DE CONSERVAÇÃO REGULAR

TANQUE EM AÇO CARBONO PARA ARMAZENAMENTO DE ÁGUA DA CALDEIRA, EM ESTADO DE CONSERVAÇÃO


153 UTILIDADES TQ-412R-03 TANQUE 1 12 25 36.700,00 20% 44.040,00 0,50 22.020,00
CAPACIDADE 30 M³ REGULAR

EM ESTADO DE CONSERVAÇÃO
REGULAR. PORÉM FALTANDO
154 UTILIDADES GERADOR GERADOR, MARCA SIEMENS, 450 KVA (PAINEL DE CONTROLE FALTANDO) 2 17 30 150.000,00 0% 300.000,00 0,10 30.000,00
PAINEL DE CONTROLE E
ALGUMAS PEÇAS

SUBESTAÇÕES PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA, 13,8KV, TRAFOS de 1000 KVA, EM ESTADO DE CONSERVAÇÃO


155 UTILIDADES SUBESTAÇÃO 1 17 40 6.500.000,00 20% 7.800.000,00 0,50 3.900.000,00
PAINEIS DE DISTRIBUIÇÃO, COMANDO E DEMAIS ACESSÓRIOS ENTRE REGULAR E PRECÁRIO

PAINEL DE CONTROLE LÓGICO PROGRAMÁVEL (CLP-5/40 CP-400R-01 LOCAL),


EM ESTADO DE CONSERVAÇÃO
156 UTILIDADES PAINEL COM 02 COLUNAS, DOS EVAPORADORES, GERADOR DE GASES E TORRE DE 1 17 20 40.000,00 20% 48.000,00 0,23 11.040,00
REGULAR
SECAGEM

PAINEL DE CONTROLE LÓGICO PROGRAMÁVEL, COM 01 COLUNA, DOS EM ESTADO DE CONSERVAÇÃO


157 UTILIDADES PAINEL 6 17 20 20.000,00 20% 144.000,00 0,23 33.120,00
TRANSPORTADORES E DEMAIS EQUIPAMENTOS REGULAR

TOTAL xxxxxxxxxx 20.000.000,00


Documentação Fotográfica

EVAPORADOR 01 DO BENEFICIAMENTO DE EVAPORADOR 02 DO BENEFICIAMENTO DE


CAULIM (TAG EV-412R-01) CAULIM (TAG EV-412R-02)

BOMBAS CENTRÍFUGAS DE POLPA DO BOMBAS DE POLPA TIPO DESLOCAMENTO.


EVAPORADOR 01 POSITIVO DO EVAPORADOR 01

BOMBAS CENTRÍFUGAS DE AGUA DO BOMBAS DE VACUO DO EVAPORADOR 01


EVAPORADOR 01
CAPÍTULO 07
Encerramento

São Paulo, 10 de Dezembro de 2013.

ENGº XXXXXXX
CREA N.º 01111111111
CAPÍTULO 08
Anexos

8.1. Planilhas e memória de calculos

8.2. Enquadramento ABNT

8.3. Documentação Fornecida