Você está na página 1de 5

PLANEJAMENTO DE AULAS 2019

GEM CRICIÚMA E REGIÃO – CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL


SEMESTRE QTDE DE AULAS MÓDULOS DURAÇÃO DA AULA
2º 15 5º ao 8º 50 min

PROGRAMA
Módulo V
Estudo do solfejo e Linguagem Ritimica
Exercícios de Respiração

Módulo VI
Tom e semitom
Acidentes – Sinais de Alteração
Escala Cromática
Intervalos
Fermata

Módulo VII
Subdivisão dos Tempos
Ligadura – Legato
Ponto de Aumento
Síncopa
Contratempo

Módulo VIII
Fraseseologia
Ritmos Iniciais
Terminação das Frases
Bi-subdivisões dos Tempos
PROGRAMAÇÃO DAS AULAS
MÓDULO ASSUNTO AULA MTS EXERCÍCIO
PG.
Reunião inicial e introdução ao GEM 1
5 Solfejo e Marcação dos Compassos 2 27 30
Respiração, Andamento 3 28 29 e 30
6 Tom e Semitom 4 32
Acidentes 4 33 e 57
Escala Cromática 5 34
Intervalos 6e7 32 36 e 37
Fermata 8 35
7 Subdivisão dos tempos 8e9 39 e 40
Ligadura 10 41
Ponto de Aumento 10 40
Síncopa 11 42
Contratempo 11 42 43 e 44
8 Frases 12 46
Ritmos Iniciais e Terminação das Frases 13 47 e 48 50
Bi-subdivisão dos Tempos 14 e 49
15

PLANO DE AULA
Aula 1:
Formação do grupo, informações de cadastramento, de plano de aula, de horários,
regras, avaliações, material didático e os objetivos do GEM.
Informar que além das aulas teóricas e práticas, as aprendizes terão aulas de solfejo
e linguagem rítmica coletiva enquanto realiza-se as aulas práticas. Nessas aulas serão
abordados os temas de estudo dos módulos através de análises de hinos como
também serão apresentadas as várias técnicas utilizadas na execução. Exemplo:
técnica de fixação, técnica de articulação, técnicas de aquecimento, relaxamento e
alargamento dos dedos, técnicas de dinâmicas através do solfejo e análise poética,
técnicas para meia hora e introdução.
Aula 2: Solfejo e Marcação dos Compassos
Revisar os conceitos de Rítmo do módulo 1, as propriedades do som e os compassos.
Explicar como consiste o solfejo seguindo as respectivas alturas e articulações,
obedecendo ao ritmo, executando a métrica, divisão musical e marcação do compasso
com a mão.
Demonstrar o movimento preparatório (levare).
Introduzir o sistema italiano para a Linguagem Ritmica. Aplicar exercícios e tarefas para
casa sobre os estudos abordados
Aula 3: Respiração, Andamento
Explicar sobre a respiração de frases no nosso hinário, exercitar a respiração durante o
solfejo dos hinos.
Orientar os exercícios de respiração diafragmática. Inspiração, Suspensão e Expiração.
Explicar como utilizamos a indicação metronômica no hinário, como encontramos a
velocidade média e qual figura rítimica utilizamos para indicação do andamento.
Aplicar exercícios e tarefas para casa sobre os estudos abordados
Aula 4: Tom, Semitom e Acidentes
Explicar o que é semitom, os tipos de semitons – cromáticos e diatônicos e tom.
Explicar o que são Acidentes como modificam a entonação de uma nota, os tipos de
acidentes (fixos, de precaução e ocorrentes)
Analisar as armaduras de claves dos hinos e os acidentes de precaução e ocorrentes.
Aplicar exercícios e tarefas para casa sobre os estudos abordados
Aula 5: Escala Cromática
Explicar a composição e a percepção visual da escala cromática através do teclado.
Ensinar a posição das mãos e os dedilhados correspondente a cada nota, teclas brancas
dedo 1, teclas pretas dedo 3. Dedo 2; mão direita - fá e dó, mão esquerda – mi e si.
Observar que não usamos o dedo 4 e 5 na escala cromática.
Introduzir os conceitos da escala diatônica de DO MAIOR, ensinando que para o
dedilhado utilizamos a sequência de dedos para a mão direita – 123123412312345
Ensinar o mesmo processo para a mão esquerda, Aplicar exercícios e tarefas para casa
sobre os estudos abordados
Aula 6 e 7: Intervalos
Explicar o que é intervalo simples, intervalo composto, melódico (ascendente e
descendente), harmônico, conjunto, disjunto, uníssono, enarmônico.
Fazer análises de intervalos nos hinos e através dos jogos de memória exercitar os
conteúdos. Aplicar exercícios e tarefas para casa sobre os estudos abordados.
Aula 8 e 9: Fermata e Subdivisão
Explicar o que é fermata e qual seu efeito na escrita musical. Ensinar os tipos de fermata
que encontramos no nosso hinário e como executá-la.
Introduzir o conteúdo de Subdivisão de tempos do 7 º módulo. Revisar o conteúdo de
Formula de compasso do terceiro módulo e explicar como ocorre a divisão binária e
ternária de cada tempo.
Ensinar a acentuação métrica dos compassos nas subdivisões e as formações dos
grupos rítmicos.
Utilizar recursos lúdicos para ilustrar a subdivisão dos tempos.
Aplicar exercícios e tarefas para casa sobre os estudos abordados
Aula 10: Ligadura e Ponto de Aumento
Explicar o que é ligadura e como deve ser executada a ligadura de valor, de portamento
e legato, ligadura de fraseado
Ensinar as técnicas de articulação para que os sons das notas sejam semiligados durante
a execução.
Explicar o efeito do ponto de aumento das figuras, apresentar os 3 tipos de pontos de
aumento e seus respectivos valores sobre as figuras. Dar exemplos de hinos com pontos
de aumento e exemplificar executando as notas pontuadas. Obs: no hinário temos
apenas o hino 228 com ponto duplo, não temos hinos com ponto tiplo.
Aplicar exercícios e tarefas para casa sobre os estudos abordados.
Aula 11: Síncopa e Contratempo
Explicar que as síncopas ocorrem por uma questão de valores (duração), gera um
deslocamento do acento métrico, geralmente quando uma nota de maior valor está
entre duas de menor valor.
Explicar as diferenças entre síncopa regular e irregular. Apresentar exemplos de
síncopas no hinário. Pedir que as aprendizes pesquisem no hinário os tipos de síncopas
regulares e irregulares e façam a contagem dos compassos onde ocorrem as síncopas.
Explicar que no CONTRATEMPO temos a omissão do som no tempo forte do compasso
ou na parte forte do tempo causando o deslocamento do acento métrico do compasso.
Exemplificar os tipos de contratempo (regular e irregular).
Aplicar exercícios e tarefas para casa sobre os estudos abordados.
Aula 12: Fraseologia
Estudar os vários conceitos que englobam as FRASES, como respirações, acentuações
métricas, motivos, semifrases.
Explicar que no hinário, normalmente, as respirações separam as frases e semifrases.
Aplicar exercícios e tarefas para casa sobre os estudos abordados.
Aula 13: Ritmos Iniciais e Terminação das Frases
Explicar que nem sempre o acento tônico está na 1ª sílaba do verso. Para que o acento
tônico coincida com o tempo forte do compasso na frase musical os ritmos iniciais das
frases podem ser: Téticos, Anacrúsicos e Acéfalos.
Apresentar vários hinos que exemplifiquem os ritmos iniciais. Ritmo Acéfalo nos hinos
208, 377...
TERMINAÇÃO DAS FRASES, explicar que é determinada pela posição do acento tônico
musical podendo ter duas formas, terminação masculina e terminação feminina.
Pesquisar no hinário hinos nas duas terminações.
Aplicar exercícios e tarefas para casa sobre os estudos abordados.
Aula 14 e 15: Estudo das bi-subdivisões.
Explicar como ocorrem as divisões dos tempos e os acentos métricos.
Dar instruções sobre o solfejo das bi-subdivisões.
Analisar nos hinos quais figuras são de subdivisão ou bi-subdivisão.
Aplicar exercícios e Análises de hinos para casa sobre os estudos abordados.

LEMBRANDO que as aulas de solfejo serão coletivas com avaliações individuais


periódicas, e que nessas aulas aplicaremos as análises dos hinos, pesquisas no hinário
sobre os conteúdos estudados, técnicas de execução, trabalharemos o solfejo, a
linguagem rítmica, a contagem dos tempos no hinário, etc... Utilizaremos material
didático, jogos musicais, teclado, áudio e outras mídias. As aulas de solfejo terão
duração de 1h30m e será ministrada paralela ás aulas de execução para otimizar o
tempo de espera das aprendizes durante a aula prática.
FONTE: Caderno de Ensino Teórico Setor 8 e MTS.