Você está na página 1de 21

1

Princípios que orientam a mulher cristã na


escolha de suas vestes.

Manoel Coelho Jr

2
Primeira Edição: Janeiro de 2019.

Capa: Adriane Oliveira

Logotipo: Richard Soares.

Ajude-nos a distribuir este e-book para que muitos sejam abençoados. Este texto pode
ser copiado, distribuído, e traduzido livremente para outro idioma, desde que indicada
a fonte, a autoria, e o conteúdo não seja modificado.

3
Uma palavra inicial as moças cristãs.
O que queres moça? Amas a Cristo? Amas a Deus? É assim? Então queres
sua Glória, és moça piedosa, e desejas de fato teu bem e de teu próximo.
Ouças: Escrevi este texto de forma pastoral, por sentir uma demanda por
parte de jovens piedosas que desejam vestir-se decentemente. Como
muitas moças cristãs de nosso tempo, elas têm sentido que infelizmente
as modas contemporâneas vulgarizaram as mulheres, tornando-as
objetos de olhares lascivos. Isso muito as denigre e desonra ao Deus que
as criou para a santidade. Tens sentido isto também? Então este texto é
para ti. Mas talvez nada tens pensado sobre isso. Neste caso também
afirmo que o texto é para ti, pois te fará refletir sobre algo que, apesar
de não dares atenção, é de grande importância para que glorifiques a
Deus e sejas honrada e respeitada sempre. Tratam-se de seis princípios
bíblicos que orientaram as moças sobre suas vestes. Apresento um a um
com aplicações, e concluo com reflexões baseadas no conjunto dos
princípios, com um pequeno poema sobre a real beleza feminina. Peço-te
que os leias com calma, meditação e oração, e, convencendo-te de sua
fidelidade as Escrituras, que os sigas em teu comportamento e roupas.
Mais uma coisa te peço: Se este ebook te fizer bem, repasses a tuas
amigas, para que elas também sejam edificadas. Oro para que o Senhor
te abençoe e te guie. Que teu amor a Ele edifique a muitos, em teu porte,
roupas e comportamento piedoso. O Senhor seja glorificado em tua vida
e na vida dos que amas, oh amada jovem cristã!

Pr. Manoel Coelho Jr.

4
Princípios que orientam a mulher cristã na
escolha de suas veste.
Eis alguns princípios bíblicos que orientam a mulher piedosa sobre o
que roupas deve usar, de forma a glorificar o Nome de Cristo. Que o
Espírito nos guie e use estas palavras para o benefício de nossas irmãs
e irmãos.

1 – Primeiro princípio geral: Cobrindo-se.


As Escrituras claramente nos orientam a nos cobrirmos,
especialmente a cobrirmos as partes sensuais. Isto significa que
devemos evitar a nudez. A nudez é apenas para o cônjuge. Só o
marido pode ver a nudez da esposa, e só a esposa pode ver a nudez
do marido. Isso se estabelece claramente em Gn 3, quando Deus
cobre Adão e Eva e também em Lv 18, com prescrições claras sobre o
assunto. Assim, qualquer roupa que mostre de alguma forma a
nudez, deve ser evitada.

Podemos lembrar-nos de três tipos de vestes que fazem isso:

1 – Roupas demasiadamente decotadas, ou muito pequenas ou


curtas. Estas não cobrem suficientemente o corpo, deixando aparecer
partes sensuais.

2 – Roupas com tecido muito fino ou transparente, que naturalmente


expõem o corpo, apesar de coberto.

3 – Roupas muito apertadas, que modelam o corpo, deixando-o


exposto em suas curvas.

Assim, a moça cristã deve analisar suas vestes nestes termos:

1 – Minha roupa está decotada ou curta ao ponto de expor meu


corpo sensualmente ou não?

5
2 – Minha roupa cobre meu corpo de forma a tornar impossível que
alguém o veja por ela, ou ao olharem para mim podem enxergar
partes sensuais, ainda que cobertas?

3 – Minha roupa está com folga suficiente, ou não apertada


demasiadamente, de forma a não expor exageradamente minhas
curvas, ou está tão colada em mim que parece que nem existe?

6
2 – Segundo Princípio Geral: Glorificando a Deus na
edificação do próximo.
Devemos em tudo glorificar a Deus, e consequentemente, edificar
nossos irmãos e dar um bom testemunho aos de fora (I Co 10: 31, 32;
Rm 15:2, Mt 5: 16). Nosso procedimento deve sempre visar a Glória
de Deus. Isso implica que vivamos para edificar nossos irmãos e não
causar escândalo aos de fora.

Em que isso se relaciona com as nossas vestes? Ora, tendo Deus


proibido a nudez pública, é evidente que isso também se relaciona
aos nossos próximos. Há um texto fundamental nesta questão. Está
em Mt 5: 27, 28. Nele Cristo interpreta o Sétimo Mandamento de Ex
20: 14. Ele mostra que um homem quebra o mandamento em seu
coração quando cobiça uma mulher. No entanto, o mandamento não
se aplica somente aos homens, mas também as mulheres. Observe...
Cada mandamento além de proibir o pecado, também ordena a
santidade, e traz consigo a responsabilidade de todos para que se
promova ou facilite sua obediência geral. Assim, em relação ao
Sétimo, o homem piedoso não deve cobiçar as mulheres, mas, por
outro lado, a mulher piedosa deve, em consequência ao mesmo
mandamento, portar-se e também vestir-se de maneira a não
despertar a cobiça nos homens. Dessa forma, um homem que cobiça
quebra o Sétimo Mandamento. Mas também o quebra, a mulher que
se comporta ou se veste de forma provocante.

Lembrando que em tudo devemos glorificar e Deus, edificando os


irmãos e evitando escândalo, é evidente que as vestes podem ser
para edificação, se forem decentes cobrindo a nudez, ou para a
tentação, o pecado e escândalo, se forem indecentes, mostrando a
nudez. De fato uma mulher piedosa, em seu comportamento e vestes
santos, provocam nos homens crentes, e mesmo nos demais homens,
uma admiração pela beleza do Evangelho expressa em sua vida
prática. Isso honra a mulher e glorifica a Deus. Mas o comportamento

7
e vestes inapropriados de uma mulher, os tentará e provocará a
cobiça. Isso a desonra e se torna um menosprezo ao Santo Nome de
Deus. Uma moça cristã deve lutar por promover o primeiro caso, e
fazer tudo o que está ao seu alcance para evitar o segundo.

Assim, a moça cristã deve perguntar, juntando o primeiro princípio ao


segundo:

Minhas roupas provocam a santidade nos homens por me cobrirem,


ou os tentam a cobiça-me por mostrar-me em minha nudez?

Esta questão lhes trará grande luz sobre como devem vestir-se.

8
3 – Terceiro princípio geral: Mostrando a Beleza do
Coração.
As roupas usadas por uma moça piedosa estarão alinhadas a beleza
de seu coração, ou em outras palavras, a moça piedosa expressará a
pureza do coração nas suas roupas e enfeites (Leia I Pe 3: 1-6). De
fato sua forma de vestir-se será influenciada e manifestará algo desta
pureza, em seu amor e temor a Deus.

Uma mulher ímpia não ama a Deus, mas as coisas que possui ou
deseja. Ela quer ostentar-se, mostrar que tem corpo e roupas
atrativas, que chamam atenção, seja pelo luxo, seja pela
sensualidade. O que está por trás disso é um ego inflado que quer
exaltar-se diante de todos. Já a moça cristã tem outro propósito. Ela
ama a Cristo e quer glorificá-lo. Dessa forma, ela é humilde e evita
extravagâncias e ostentação, procurando chamar atenção não
primariamente para si mesma, mas para Cristo. Isso a fará ser mais
modesta no vestir, menos ostentadora, ainda que procurará ser
sempre bonita, e realmente se enfeitará, o que é próprio das
mulheres e não é pecado, pois Deus a fez assim, o que tratarei no
próximo princípio. Mas fará tudo com prudência, moderação e
recato, pois seu interesse é Cristo, e não seu próprio eu ou as coisas
que possui. Por isso evitará também ser sensual, por meio de trajes
que chamem atenção para seu corpo, e despertem desejos sexuais
nos homens. Na verdade desejará ser bonita em termos da pureza e
modéstia de Cristo. É verdade que a moça cristã muitas vezes terá
que crescer nisso, pois talvez tenha vivido em ostentação por muitos
anos. Mas o Senhor a fará amadurecer nesta verdadeira beleza
modesta, por meio do progresso no amor e obediência.

Diante do que temos falado a moça deve perguntar-se diante do


Senhor...

9
Minhas vestes têm expressado meu amor a Deus em Cristo, por meio
de pureza e modéstia, ou são manifestações de meu orgulho,
expressando extravagâncias e sensualidade?

10
4 – Quarto princípio geral: Embelezando-se e purificando
as vestes atuais pelo Evangelho.
Deus criou as mulheres esteticamente belas e com o desejo de
enfeitar-se com adornos e roupas. Elas sempre se preocupam mais
com a aparência que os homens. Querem estar sempre bonitas.
Constituem o que podemos chamar de “O belo sexo”. Isso é
muitíssimo evidente em cada cultura e nação. Mas a Bíblia está cheia
de exemplos a este respeito, tanto em referência direta as mulheres
como em relação a noiva de Cristo, a Igreja (Leia: Gn 12: 11; Gn 24:
16, 22, 53; Dt 21: 11, Ester 2: 8,9; Ct 1: 8-12; Ef 5: 25-27; Ap 19: 7, 8).
Assim, não há nenhum pecado na mulher querer embelezar-se com
roupas e adornos. Pecado seria, lembrando o princípio anterior, a
mulher ocupar-se apenas da beleza exterior, esquecendo da interior,
do coração. Mas se é bela interiormente, também será bela
exteriormente, procurando arrumar-se e enfeitar-se com moderação,
em santidade ao Senhor. Que bela de fato será esta mulher, a mais
bela entre todas, por expressar a Noiva de Cristo (Ct 1: 8). Portanto
não há nenhum pecado na moça arrumar-se e enfeitar-se.
Lembremos, ainda, que a mulher virtuosa é sempre cuidadosa,
inclusive nas roupas, mantendo tudo em ordem, e
consequentemente tudo muito belo (Leia Pv 31: 21, 22). Dessa forma,
a moça desleixada, que não é cuidadosa com suas coisas e consigo,
que não se arruma ou se embeleza, peca. Desleixo não é modéstia
cristã. Desleixo é pecado.

Neste quesito também devemos lembrar-nos da questão cultural, da


cultura peculiar de cada povo e nação. A Cultura não é pecado em si.
De fato faz parte da Graça Comum de Deus. Por exemplo, até uma
família como a de Caim possuía beleza cultural em sua arte e costume
(Gn 4: 20-22). O problema é que a cultura dos povos foi contaminada
pelo pecado. Quando o Evangelho chega, esta contaminação é
combatida e a cultura é renovada, purificada e redimida. Mas a
cultura em si não é pecado. Com relação às roupas, a moça cristã não
11
deverá abandonar absolutamente a cultura local, desde que esta não
seja imoral. Mas, deve analisá-la e purificá-la pelos princípios do
Evangelho. Isso significa que deve vestir-se belamente e puramente,
conforme seu tempo e país, retirando ou rejeitando o que for imoral,
inapropriado ou indecente, adaptando tudo de forma sábia,
conformem os mandamentos de Deus. Em outras palavras, deve
vestir-se belamente conforme as roupas decentes de sua época,
evitando as indecentes. Assim estará bonita, recatada, e
culturalmente atualizada. Consequentemente não procurará vestir-se
precisamente como as puritanas do Século XVII, ainda que possa
aplicar os princípios por trás daqueles trajes antigos, e aprender e até
adaptar seus modelos. Mas seria um erro imitar perfeitamente as
mesmas roupas, pois é uma moça do Século XXI e não XVII.

A moça piedosa quando vestir-se, deverá ser atualizada em sua


cultura e moda, purificando tudo pelo Evangelho. Assim será bela e
glorificará ao Senhor.

Diante deste princípio a moça deve perguntar:

1 – Minhas roupas são bonitas e bem cuidadas, mostrando minha


feminilidade, zelo, e beleza interior, que tudo purifica e torna
decente?

2 – Minhas roupas estão belas e decentes, conforme minha Cultura


purificada pelo Evangelho?

12
5 – Quinto princípio geral: Sendo moderada.
A moça piedosa procurará em tudo ser moderada (Leia Tt 2: 3-5).
Assim também será em relação a suas roupas. Moderação está
relacionada a controle de impulsos pecaminosos que levam a
desequilíbrios e exageros. O pecado é desequilíbrio. O pecado é
exagero. Isso implica ou em exagerar no que em si não é mau, ou em
evitar coisas legítimas, por considerá-las equivocadamente
pecaminosas.

Para entendermos melhor vamos pensar no nosso assunto das


roupas. Na verdade este princípio é uma síntese dos anteriores, isto
é, uma união e conclusão do terceiro e quarto princípio. Vimos no
terceiro que a moça piedosa procurará expressar a beleza de um
coração temente a Deus. Já no quarto, vimos que a mesma moça
procurará ser bonita na aparência. O princípio que por hora
abordamos baseia-se nestes, e orienta a moça a embelezar-se com
roupas e adornos, mas conforme a beleza no coração, o que
significará embelezar-se de forma santa, moderada, equilibrada, que
domine impulsos pecaminosos, e que seja impulsionada por desejos
puros, gerados pelo Espírito, que chamem atenção a Cristo e não a si
mesma. Isso resultará em que ela não considerará pecado vestir-se
belamente e o uso de adornos ou maquiagens, mas também não
enfatizará demasiadamente estas coisas de forma a torná-las
exageradas, chamativas demais. Ela as usará com moderação. O
ponto importante neste aspecto é que haverá algo de sereno,
tranquilo, humilde nas vestes de uma moça piedosa.

Ora a moça ímpia vive por impulsos de orgulho e sensualidade, o que


a leva a exagerar nas roupas, adornos e pinturas. Ela quer aparecer.
Na verdade ela é cheia de afetação. Já a moça piedosa tem desejo de
honrar a Cristo e escolherá uma bela roupa, um belo adorno, uma
bela maquiagem, pensando sempre: “Não quero com isso
simplesmente mostrar-me, mas sim a Cristo em sua atitude humilde,

13
beleza interior, glória espiritual”. Isso a levará ao não exagero, mas ao
equilíbrio e moderação nas roupas, adornos e pinturas.

Neste ponto a moça perguntará:

Minhas vestes são belamente moderadas, expressando a Glória de


Cristo, ou exageradamente chamativas, manifestando a mim mesma?

14
6 – Sexto Princípio Geral: Diversificando e adequando.
Chamaria de o princípio da diversidade e adequação. A Bíblia mostra
que o Criador fez pessoas, animais e todas as coisas de forma
diversificada, unindo tudo em um belo equilíbrio que glorifica seu
Santo Nome. Neste sentido fez homem e mulher, e cada ser humano
possui suas peculiaridades (Gn 1 e 2; Gn 27: 11; Gn 29: 16, 17), e na
providência o Senhor coloca as pessoas numa posição adequada a
tais peculiaridades, seja na família, seja na Igreja, seja na Sociedade
(Mt 25: 15; Ef 5: 18-6:9; I Pe 3: 7; Rm 12: 3-8; I Co 12: 13-27). O fato é
que por toda a Bíblia e providência há este princípio da diversidade e
adequação. Deus em sua Infinita Sabedoria cria cada pessoa, animal
(Gn 2: 19, 20), e coisa, com suas características particulares, e as
coloca numa posição e função adequada.

Em que isso se relaciona às roupas? Bem, a diversidade implicará que


as mulheres, por exemplo, apesar de serem tão humanas como as
pessoas de sexo masculino, possuem peculiaridades de seu próprio
sexo. Isso se manifesta claramente na forma do corpo, o que é
importante para nosso assunto. Assim, uma roupa própria para um
homem, não será necessariamente apropriada a uma mulher. Deve
ocorrer a adequação. Isso precisa ser levado em conta. Notemos que
em I Tm 2: 8,9, Paulo dá recomendações a homens e mulheres, mas é
em relação as mulheres que ele trata das vestes. Isso mostra que há
algo de peculiar ao corpo feminino que levará a moça cristã a tratar
suas roupas diferentemente dos homens. É claro que um homem
também deve vestir-se decentemente. Mas o que é decente em um
homem, pode não ser decente em uma mulher, devido ao corpo
feminino ser diferente. Assim deve ocorrer adequação e não
padronização. Sabemos que isso é óbvio na moda em geral, ou seja,
há roupas femininas e masculinas em cada cultura. Mas há também
uma tendência a padronização, que muitas vezes não leva em conta a
adequação, promovendo vestes femininas inapropriadas e

15
consequentemente indecentes. A moça cristã procurará ser cautelosa
neste aspecto, adequando suas roupas a seu corpo feminino.

Por outro lado, o mesmo princípio deve ser aplicado mesmo entre
mulheres, ou seja, há mulheres e mulheres, há corpos femininos e
corpos femininos. As mulheres não são iguais fisicamente. Deus fez
cada mulher com certas características físicas que a diferencia das
outras. Consequentemente é bem possível que uma determinada
roupa fique decente numa moça, mas não tão decente noutra, devido
a tais diferenças corporais. Assim a moça piedosa procurará adequar
suas roupas as suas características corporais, visando sempre a
decência.

Neste ponto a moça piedosa deve perguntar:

Minhas vestes são adequadas a meu corpo feminino e as


características que o diferencia dos corpos de outras moças, sendo
assim decentes?

16
Conclusão:
Pelos princípios abordados podemos dizer que a roupa da mulher
piedosa deve glorificar a Deus e honrá-la, fazendo com que não se
torne objeto de desejos torpes dos homens, mas que os atraia, e as
demais pessoas, para a beleza de um coração que teme ao Senhor.
Assim podemos resumir em dois pontos:

1 – A pecaminosidade de quem veste e a pecaminosidade de quem


vê.

A roupa indecente, que é cheia de decotes, curta, apertada ou


transparente, é fruto de um coração que quer mostrar sensualidade e
ostentação, atraindo olhares para estas coisas. Portanto, tanto
expressa pecaminosidade de quem a veste, como atrai a
pecaminosidade de quem a vê. A moça que esbanja sensualidade e
ostentação através de roupas indecentes ou imorais, não mostra
santidade de forma alguma. Santidade e Piedade são incompatíveis
com roupas imorais. Isto é óbvio. Pode ser que uma moça que assim
se vista o faça sem consciência da pecaminosidade do ato. Talvez o
faça por um costume. Acostumou-se ao pecado e o acha normal. Mas
isso não faz diferença. Continua sendo pecado.

Por outro lado, as mesmas roupas também despertarão


pecaminosidade nos homens. Eles serão tentados a olhar para elas
como objeto de desejo sexual. Assim, na presença de uma moça
vestida indecentemente os homens são despertados a lascívia e a
olharem-na como um produto de consumo. Isso é muito degradante,
é muito aviltante e triste para a mulher, e desonra a Deus que a criou
para sua Glória. Creio que você, moça piedosa, não deseja isso para
si. Então eu lhe exorto: Vista-se com decência!

2 – A santidade de quem veste e a santidade de quem vê.

A roupa decente, que cobre a nudez, é fruto de um coração que quer


honrar a Deus. Assim, expressa a santidade de quem a veste e

17
desperta santidade em quem a vê. Roupa decente é compatível com
a santidade e piedade. De fato é fruto destas. Consequentemente,
quando um homem se aproxima de uma mulher bem-vestida, não vê
sua nudez, não sendo despertado sexualmente a cobiça pecaminosa.
Seu porte elegante, piedoso, decente, o leva a observá-la com honra.
O respeito com que uma mulher trata seu próprio corpo despertará
honra nos que a veem, a honrará e glorificará ao Senhor, que a criou
não para ser um objeto sexual, mas para expressar a sua Noiva, a
Igreja. Ora, a decência de uma mulher se impõem como despertadora
do respeito de todos aqueles com quem ela convive. Uma mulher
indecente em suas roupas, e de comportamento sensualizado,
desperta desrespeito contra si mesma por parte dos homens com
quem convive, pois se coloca em um nível muito baixo. Mas uma
mulher vestida decentemente, e de comportamento piedoso, gera
nos homens a admiração como valiosa, o que os leva a honrá-la. Da
mesma forma a mulher casta e de roupa decente, despertará o olhar
de um homem piedoso que busca uma fiel esposa, que a amará e
respeitará para o resto da vida. Isso muito glorifica ao Senhor, e honra
a mulher para seu próprio beneficio. Por outro lado, a mulher
sensualizada e de roupa imoral, atrairá homens impios, que buscam
uma aventura passageira com mulheres que não amam, mas são
vistas como um produto gerador de prazer imediato que logo será
deixado por outro. Isso muito afronta a Santidade do Senhor, e é mau
para a mulher, causando sua desonra e ruína final. Oh minha jovem,
não seja assim, mas seja honrada. Vista-se decentemente! Seja
piedosa! Você ama a Deus? Você ama ao seu Salvador, Jesus Cristo?
Então honre-o por seu corpo, cobrido-o e guardando-o para seu
futuro marido, o que é sua Santa Vontade. Que seu corpo não seja
objeto de desejos lascivos, mas instrumento da Glória de Deus. Ame
ao Senhor! Ame a si mesma! Ame ao seu próximo! Vista-se
decentemente! Seja piedosa! Que Deus seja glorificado em sua vida!
Amém!

18
Ela possui a beleza real, por Manoel Coelho Jr.

Ela é linda e piedosa.

Ela é linda e casta.

Ela é linda e decente.

Sua beleza não é sensual.

Sua beleza não é carnal.

Ela possui a beleza real.

Ela cobre-se e honra-se.

Não quer ostentar-se.

Não quer olhares lascivos.

Ela deseja a glória de Cristo.

Quer expressar a pureza da Noiva, a Igreja.

Oh como ela é linda e piedosa, linda e casta.

Ela cobre-se e honra-se, guarda-se para o marido.

Então Ele e Ela expressam Cristo e a Igreja, e o Senhor é Glorificado.

Então Ele e Ela expressam pureza e santidade, e o Senhor é


Glorificado.

A Glória do Senhor se manifesta nesta linda e piedosa mulher!

Oh Ela possui a beleza real!

19
Congregação Batista Reformada em Belém.

Congregação Batista Reformada em Belém pertence a Primeira Igreja Batista


Reformada em Caruaru. Somos um grupo de cristãos redimidos pela graça de Deus
em Cristo, e que se reúne e vive para proclamar a Glória de Deus no Evangelho.

Cremos que o problema da sociedade moderna é o pecado. A questão mais


importante é se estamos em Paz com Deus. Cremos que somente em Cristo, como
Salvador e Senhor, é que podemos ter esta Paz com Deus. Por isso proclamamos esta
mensagem, O Evangelho. Nosso propósito é apontar a todos Aquele que é a Verdade,
a Luz do mundo, Cristo Jesus, o Senhor e Salvador, conforme nos é revelado na Bíblia
Sagrada.

Nossos Cultos são simples, Centrados em Deus e tendo a Escritura como orientadora,
e em Cristo na Graça do Espírito Santo, O Espírito da Verdade.

Procurarmos viver em amor por meio de nossos afazeres diários, de modo a que Deus
seja honrado e o bem se manifeste aos nossos próximos. Nesta Fé temos conhecido
outras Igrejas e comungado com elas a mesma Esperança de Salvação ao longo dos
últimos anos. Mas sabemos que somente a Graça de Deus é que nos dá condições de
prosseguirmos. Por isso sempre clamamos ao Senhor por seu constante auxílio,

20
sabedoria, e consolo para que Ele seja cada vez mais Glorificado, o seu povo
edificado e nossa região impactada com a Verdade do Santo Evangelho. Ao Senhor a
Glória!

Venha cultuar conosco na Congregação Batista Reformada em Belém.

Domingo:

EBD às 8:30h com estudos bíblicos em temas oportunos. Atualmente estamos


estudando as Doutrinas Bíblicas/CFB1689.

Culto Público às 18:00h, com exposições detalhadas de livros das Escrituras.


Atualmente estamos estudando o Evangelho de João.

Terças-feiras:

Culto de Oração às 19h30. Atualmente estamos meditando nos Salmos. Temos


clamado neste culto e nos domingos ao Senhor por nossas famílias, igrejas, país e
mundo, e suplicamos uns pelos outros, sendo-lhe agradecidos por sua misericórdia e
Santo Amor em Cristo.

Venha cultuar conosco...

Para mais informações escreva...

WhatsApp... (91)999831993

Acesse nossas páginas e tenha acesso a muitos outros estudos para sua edificação.

Páginas...

Blog: http://procurandoverdadebiblica.blogspot.com.br/

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UC0YT6es0MsIww9DeRRf4-JQ

Facebook: https://www.facebook.com/batistareformadabelem

21