Você está na página 1de 5

Colossenses

Fundo Histórico

1 - Cerca de 160 km a leste de Éfeso, tinha uma população


judaica, grande e a igreja foi implantadas por Epafras. Paulo não
chegou a visitar Colossos.
2 Colossos era uma cidade importante, situada nas
proximidades do rio Meander, no vale do Lico e, por isso,
acompanhava a principal rota comercial que ligava as cidades
da Frígia, no leste, com Éfeso, no oeste. Os registros históricos
indicam que essa cidade desfrutava de imensa riqueza e
prestígio, nos tempos antigos (anterior a 400 a.C.). Graças a
seus interesses comerciais, Colossos havia sido uma cidade
cosmopolita importante, que incluía diferentes elementos
religiosos e culturais. A população judaica devia-se em parte
a Antíoco III, que fixou cerca de dois mil judeus da Mesopotâmia
e da Babilônia nessa área, em torno do ano 200 a.C. Observa
G.L. Munn que "ao redor de 62 a.C. os judeus do vale
do Lico eram tão numerosos que o governador romano proibiu a
exportação de dinheiro destinado a pagar o imposto do templo."
Conforme Cícero, haveria uns dez mil judeus residentes naquela
área da Frígia.
A importância de Colossos como cidade diminuiu nos períodos
helenístico e romano. Na época do apóstolo Paulo, era a cidade
menos importante da área. Registram os historiadores que ela
havia sido severamente devastada por um terremoto em 61 d.C.
e, diferentemente das cidades vizinhas de Laodicéia (cerca de
dezesseis quilômetros a oeste), e Hierápolis (cerca de vinte e
cinco quilômetros), Colossos jamais foi reconstruída. O local
havia sido completamente abandonado em torno do século
oitavo d.C, e até hoje nenhuma obra arqueológica foi realizada
em suas ruínas.
3- O terremoto ocorreu dois anos depois da carta de Paulo, que
Paulo pediu para ser lida em Laodicéia. A rota postal não
passava por Colossos.
4- Heresia Colossais, junção de vários pensamentos filosóficos
e mesclado por conceitos da lei judaica, dada pelo gnoticismo.
Doutrina forte e influenciava o pensamento da cidade. A heresia
dentro da igreja eram a mistura das heresias com os
pensamentos judaicas e filosóficas.
5 - Quando Paulo estava em Éfeso, Epafras foi alcançado na
cidade de Èfeso pelo evangelho e foi discipulado por Paulo, Atos
19.10 – e retornou a sua cidade, e estabelece a igreja no lugar.
6- A deusa Cibele era considerada uma protetora de todas as
cidades pela mitologia grega, os romanos veneravam mais do
que a deusa Diana, acreditavam que essa deusa era da Frigia.
Considerada uma deusa protetora, guardando as cidades,
situada no monte Palatino em Roma. OS seus sacerdotes
tinham que ser eunucos.

Contexto Teológico
1- O maior tratado teológico do Novo Testamento
2- Efesios enfatiza a Igreja e Colossenses enfatiza Cristo
3- Paulo enfatiza o poder transformador do evangelho v.1 –
4- V.2 credenciais da igreja – a igreja tem dois endereços colossos
e Cristo – geografia física e espiritual.
5- Endereçado a igreja e aos santos – Santo? A ideia de santos é
ser (separado), somos santos pela justificação, estamos sendo
santificados e seremos plenamente santo, na (glorificação).
6- V.4 - três marcas de maturidade- igreja que ama, crê, e espera
1corintios 13. 13
7- As credenciais do evangelho – v. 6-8 – produzindo fruto e
crescendo.
8- Poder através da oração – cap 1. 9 – conteúdo da oração –
transbordar do pleno conhecimento da vontade de Deus. ( a
preocupação é ter certeza desse conhecimento).Com toda a
sabedoria e entendimento espiritual, na ótica de Deus.
9- V.10-11 – propósito da oração – precisamos entender a vontade
de Deus é viver modo digno ( tipo uma balança, equilibrado)
imitando a Cristo e frutificando em toda boa obra. Crescer em
pleno conhecimento de Deus, com objetivo na vida eterna.
10- Proposito da oração – fortalecido com todo o poder –
(repetido todo poder) – capacitação pelo meio do poder- pela
perseverança e longanimidade.
11- Perseverança e longanimidade – tem mesma ideia de
paciência – Perseverança – (ruipomoni) paciência com
circunstância – e longanimidade é paciência com pessoas -
precisamos de poder para lidar com circunstâncias e pessoas
difíceis com alegria.termina agradecendo a Deus.
12- V.13-17 – Duas obras de Cristo – Redenção – v.13 - Deus
no libertou do império das trevas. Nele temos redenção –
comprou por um alto preço tendo remissão de pecados.
13- V.15- 17 – obra de Cristo na criação – Qual tamanho do
universo? Deus que sustenta todo o universo.
14- V.18-23 – excelência da pessoa de Cristo e sua obra- v.18-
19 – falando da igreja – mostrando que Jesus que criou tudo é o
cabeça e o primogênito dentre os mortos.
15- V.20-23 – verdade da reconciliação – reconciliando todas as
coisas pelo sangue na sua cruz - reconciliando o homem com
Deus – reconciliação de Judeus e gentios – ambos pecadores e
agora reconciliados formando uma única igreja.
16- Marcas do ministério de Paulo – v. 24 – Alegria nos
sofrimentos por vocês – sofrimento para promover o avanço e
ensino da igreja.
17- V.25-27 – mostrando o mistério do evangelho que lhe foi
confiado que ele tem feito fielmente- Cristo em vós esperança
da glória.
18- V.28 – ministério pastoral - em um único versículo – todo o
homem – anunciar , advertir e ensinar – perfeição posicional
(justificados) e estamos sendo aperfeiçoados como processo da
santificação.
19- V. 29 -trabalho e oração – rendido a uma luta de oração –
intensamente- agonizando em oração.
20- A igreja verdadeira sobre ataque – cap. 2.4 – cuidado com os
raciocínios falaces – e coloca no v. 6 receber a Cristo e andar
nele são duas situações diferentes.
21- V.7 Paulo coloca dois exemplos – figura da construção civil e
a figura da vida no campo- enraizados e edificados em Cristo.
22- Perigos enfrentados pela igreja – v.8 – cuidado com as vãs
filosofias – cuidado para não ser enganado – (falaces- mentira
que parece verdade). Enredar – armadilhas.
23- Três problemas que atacaram a igreja . v.16-17 – legalismo
– ligado a cerimônias, datas, lugares, tocar em algo palpável pra
acreditar. Cerimônias religiosas eram sombras do que vinham,
vindo a realidade a sombra vai embora.
24- V.18-19 – sincretismo - As pessoas protestavam humildade
e adoravam os anjos –
25- V.20 – ascetismo – você pra ser santo tem que privar dos
prazeres, vida familiar e vida conjugal – a espiritualidade
começou a ser do (não) – Não podemos ser entendidos como
cristão, na questão de não poder fazer as coisas.
26- Evidências da verdadeira conversão – Cap. 3. 1-2 – Onde
está seu coração, pensando o céu, buscando o céu. Onde está
seu prazer? Onde está seu tesouro? Onde está a sua pátria?
27- V. 5 – mortifica as coisas terrenas – obras da carne – A nossa
natureza terrena não deixa de existir, é uma guerra civil dentro
de nós. Quanto mais se aproximamos de Deus mais consciência
de pecado temos, quanto mais longe de Deus menos
consciência de pecado. É uma guerra diária continua e
constante.
28- V.10 – revestir de Cristo – Não basta morrer para natureza
terrena – tem que se revestir de Cristo, o processo da
santificação. Aqui são as evidências que são salvos.
29- Evidências da santificação – saber se estamos santificando.
V. 12 -13 – revestir-vos – cada virtude (amor, bondade,
humildade...) todas essas relações são horizontais, tem haver
com nossa relação interpessoal – a nossa santificação é
demonstrada pelo que vivemos em nossos relacionamentos.
Suportar e perdoar mutualmente – Suportar é servir de apoio de
suporte, e perdoar como Cristo nos perdoou – Deus nos perdoou
eternamente, imerecidamente. O perdão as vezes precisa ser
iniciado pelo ofendido e não pelo ofensor - mesmo que o
agressor não procure você, você pode perdoa-lo.
30- A evidência da santidade é se estamos usando estas vestes.
31- Relações humanas na família e no trabalho – efésios 5. 22.
V18 – 25.Para os filhos disciplina e encorajamento – servos –
obedecer ao senhor mesmo não sendo visto.
32- Cap. 4 – 2 – buscar algumas coisas- Oração – v. 5 – saber
abordar pessoas – portar com sabedoria – v. 6 – palavra
temperada – v. cultivar relacionamentos importantes.