Você está na página 1de 9

Tecnologia de Soldagem

Exercícios de Metalurgia da Soldagem


Aluno: Miller Barreto do Nascimento

Curso: Engenharia de petróleo

Período: 8º

1 Dos elementos abaixo quais os principais responsáveis pela fissuração a quente?

X A Enxofre e fósforo
B Fósforo e silício
C Hidrogênio e fósforo
D Nenhuma das respostas anteriores
E -

2) Em qual dos gráficos citados abaixo é possível determinar a velocidade de


resfriamento de uma junta soldada?

A Diagrama ferro carbono


B Repartição t
X C Curva TTT
D Curva CCT
E Nenhuma das respostas

3) Indique a afirmativa falsa.

X A Fissuração a quente não ocorre na zona afetada termicamente


A suscetibilidade a fissuração a quente é reduzida quando se limita o teor de fósforo contido
B
no metal de base.
C Soldas de aços inoxidáveis austeníticos são suscetíveis a fissuração a quente.
Uma maneira de reduzir a suscetibilidade à fissuração a quente é aumentar o percentual de
D
manganês de base.
E A limpeza adequada da junta reduz a suscetibilidade à fissuração aquente.

4) As tensões residuais são de ordem?

A Do limite de resistência da junta soldada


B Da metade do limite de escoamento da junta soldada
X C Do limite de escoamento da junta soldada
D Do dobro do limite de escoamento da junta soldada
E Da metade limite de resistência da junta soldada

5) Assinale a alternativa correta.

Aços que tiveram eliminado suas tensões residuais através do tratamento térmico de alívio de
A
tensões não sofreram deformações durante a soldagem.
Quanto menor a condutibilidade térmica do material menor será sua deformação durante a
B
soldagem.
Metais com maior coeficiente de expansão térmica apresentarão maiores deformação durante a
X C
soldagem.
Aços de maiores resistência normalmente apresentarão maiores deformações durante a
D
soldagem em comparação com o aço carbono e por possuírem maiores limites de escoamento.
E -

1
6) A razão pela qual a difusão ocorre mais facilmente nos contorno de grãos que no
centro dos grãos é que:

A A temperatura no contorno de grãos é ligeiramente inferior que nos centros dos grãos.
B Nenhuma das respostas é verdadeira.
C A ordenação atômica nos contornos de grãos é menor que o centro dos grãos.
D A temperatura no contorno de grãos é ligeiramente superior que nos centros dos grãos.
X E A ordenação atômica nos contornos de grãos é maior que o centro dos grãos.

7) O que é pós – aquecimento?

É a aplicação de calor na junta soldada, anteriormente a deposição da solda, com a finalidade


A
principal de remover o hidrogênio difusível.
É a aplicação de calor nos intervalos dos passes com a finalidade de acrescentar hidrogênio
B
difusível.
É a aplicação de calor imediatamente após a deposição da solda com a finalidade principal de
C
remover o hidrogênio difusível.
É a aplicação de calor na junta soldada imediatamente após a deposição da solda com a
X D
finalidade principal de remover o hidrogênio.
E -

8) O que é pré – aquecimento?


É a aplicação de calor na junta soldada imediatamente após a deposição da solda com a
A
finalidade principal de remover o hidrogênio difusível.
B É o pré – aquecimento de uma porção específica e localizada.
C É a aplicação de calor no metal de base imediatamente antes da soldagem.
X D É a aplicação de calor no metal de base imediatamente antes da soldagem, brazagem ou corte.
E -

9) O que é passe de revenimento?

É o passe ou camada depositada em condições que permitam modificação estrutural do passe


X A
ou camada anterior e de suas zonas afetadas termicamente.
É o passe de solda utilizando a máquina de solda com amperagem, para melhorar as
B
propriedades da zona fundida e do metal de base.
C É o depósito efetuado seguindo a linha de solda sem movimento lateral apreciável.
É o depósito efetuado com movimento lateral (oscilação transversal) em relação a linha de
D
solda.
E -

10) O que é tensão residual?

É a tensão remanescente numa estrutura ou membro como resultado da origem da tensão na


X A soldagem, deve-se principalmente a contração do metal fundido ao resfriar-se a partir da linha
de sólidos até a temperatura ambiente.
É a região do metal de base que não foi fundido durante a soldagem, mas cujas propriedades
B
mecânicas e micro-estruturais foram afetadas devido a geração de calor.
C É a região do metal que não sofre fusão durante a soldagem.
D É a tensão no metal, resultante da distribuição não uniforme da temperatura.
E -

11) O que é tensão térmica?

A É a tensão no metal resultante de distribuição não uniforme da temperatura.


X B É a tensão uniforme através do arco elétrico de soldagem.
C É a tensão feita durante um tratamento térmico.
D É a tensão através do arco submerso na soldagem.
E -

2
12) O que é tratamento térmico?

É qualquer tratamento térmico subseqüente a soldagem, destinados a aliviar tensões residuais


ou alterar as propriedades mecânicas ou características metalúrgicas da junta soldada. Consiste
X A
de aquecimento uniforme da estrutura ou parte dela a uma temperatura adequada seguido de
resfriamento uniforme.
É a tensão remanescente numa estrutura ou membro de estrutura resultante do tratamento
B
térmico, mecânico, ou ambos os tratamentos.
É a tensão remanescente numa estrutura devido ao tipo de metal utilizado para soldagem
C
brazagem com aplicação de calor controlado.
D É a taxa de deposição do metal com a aplicação de calor controlado.
E -

13) O que é soldabilidade?

A É a capacidade elástica de um material a ser soldado sobre pressão controlada.


É a capacidade de um material ser soldado sobre condições de fabricação obrigatórias a uma
X B
estrutura específica adequada projetada e de apresentar resultados satisfatórios em serviços.
É o tipo de material de adição utilizado para soldagem ou brazagem o qual não conduz
C
corrente elétrica.
D É o processo utilizado para unir materiais por meio de solda.
E -

14) O que é pré – aquecimento localizado?

A É o pré – aquecimento de uma porção específica de uma estrutura.


B É a aplicação de calor no metal de base imediatamente após a soldagem.
X C É a aplicação de calor no metal de base imediatamente antes da soldagem.
D É a aplicação de calor ao longo da solda.
E -

15) O que é velocidade de avanço?

A É a forma com que os soldadores avançam os eletrodos nos chanfros.


X B É a velocidade de deslocamento da poça de fusão durante a soldagem.
C É o depósito efetuado com movimento lateral
D É a distância mínima da raiz da junta a margem da solda em ângulo.
E -

16) Marcar abaixo a família dos aços inoxidáveis existentes.

A Austenítico, bainítico e ferrítico.


X B Austenítico, martensítico e ferrítico
C Austenítico, bainítico e ferrítico.
D A e C estão corretas.
E NRA

17) Disposição típica dos átomos que, se reproduzindo, constitui a estrutura


cristalina de um metal:

A Difusão.
B Ligas metálicas.
X C Células unitárias.
D Células de faces centradas.
E NRA

3
18) Qual a disposição dos átomos no sistema CCC?

X A Oito átomos no vértice e um no centro.


B Seis átomos no vértice e um no centro
C Seis átomos no vértice e dois no centro
D Quatro átomos no vértice e um no centro
E Quatro átomos no vértice e dois no centro

19)Quantos átomos existem por célula no sistema cristalino de corpo centrado?

A Quatro
X B Dois
C Seis
D Oito
E Um

20) A solução sólida de carbono no ferro alfa denomina-se:

A Perlita.
B Austenita.
C Cementita.
X D Ferrita.
E Bainita.

21)Dos elementos abaixo quais os principais responsáveis pela fissuração a frio?

A Fósforo e silício.
B Hidrogênio e fósforo.
C Alumínio e silício.
D Zinco e fósforo.
X E Enxofre e fósforo.

22) Do que é composta essencialmente uma liga eutetóide?

A Austenita.
X B Perlita.
C Martensita.
D Bainita.
E NRA.

23) Qual é o nome da reação com menos de 0,8% de carbono em um resfriamento


lento da austenita?

A Hipereutetóide.
B Sub – eutetóide.
C Perlita fina.
X D Hipoeutetóide.
E A e D estão corretas.

24) A quantidade máxima de carbono que a ferrita pode dissolver em solução


sólida é de:

X A 0,025%
B 2,0%
C 1,2%
D 0,8%
E 4,3%
4
25) Elemento que tem um papel fundamental na prevenção de fissura a quente nos
aços carbonos:

A Carbono.
B Fósforo.
C Enxofre.
D Hidrogênio.
X E Manganês.

26) Quais dos fatores abaixo afetam a energia de soldagem?

A Espessura da peça soldada.


B Temperatura máxima atingida durante a soldagem.
C Todos.
D Velocidade de soldagem.
X E Corrente de soldagem.

27) A difusão aumenta quando:

X A Aumenta a temperatura.
B Aumenta o tamanho dos átomos.
C Reduz a pressão do vapor.
D -
E -

28) O que é ferro alfa?

É o ferro no estado puro apresentando arrumação CCC até 912°C.

29) O que é ferro delta?

É o ferro que apresenta a mesma arrumação CCC que o ferro alfa, porém com um
parâmetro maior, à uma temperatura entre 1400°C e 1535°C.

30) O que é austenita?

Solução sólida de carbono em ferro gama (Fe γ ) formando a rede CFC.

31)O que é ferrita?

Solução sólida de carbono em ferro alfa (Fe α ) formando a estrutura CCC.

32)O que é ferrita delta (∆ ) ?

Solução sólida de carbono em ferro delta (Fe ∆ ) formando a estrutura CCC.

33) O que é perlita?

Microestrutura formadas por lamelas alternadas de ferrita e cementita.

34) Qual o sistema cristalino da austenita?

CFC

35) O que é cementita e como se origina?


5
Fase intermediária de composição de 6,67% de carbono equivalente e se origina com a
desintegração da ferrita ou austenita.
36) A difusão ocorre mais facilmente no contorno de grão ou grão? Por que?

A difusão ocorre mais facilmente nos contornos de grãos, por ser esta a região mais
aberta, tendo maior distância entre átomos, sendo também, a região com mais desordem
atômica.

37) As redes cristalinas do metal possuem quais tipos de defeitos?

Defeitos pontual, linear e interfacial.

38) O que são discordâncias?

São defeitos estruturais do tipo linear.

39) Qual a relação da discordância com a deformação plástica?

A deformação plástica é formada pelo movimento das discordâncias da rede e ocorrem


nas direções e planos mais compactos.

40) de que forma o tamanho de um grão influencia as propriedades mecânicas de


um material?

Alterando as propriedades mecânicas do material tais como, resistência a tração,


ductilidade e suscetibilidade a trincas.

41) O que é martensita? De que maneira se obtém esta estrutura?

A martensita é uma estrutura ferrítica supersaturada de carbono e é obtido através do


resfriamento rápido.

42) É possível obter a martensita para qualquer tipo de aço? Por que?

Não. Porque a martensita só ocorre em aços de média a alto teor de carbono onde é
possível ocorrer têmpera através do resfriamento brusco.

43) Qual a finalidade do pré – aquecimento?

Reduzir a velocidade de resfriamento evitando a têmpera e o aumento da velocidade de


difusão do hidrogênio.

44) qual a finalidade do pós – aquecimento?

Reduzir a difusão do hidrogênio na solda.

45) Cite três fatores que influenciam a posição das curvas TTT?

Teor de carbono; teor de elemento de liga; tamanho de grãos e homogeneização da


austenita.

46) Indique os fatores responsáveis pelo mecanismo de fissuração a frio.

Hidrogênio dissolvido; as tensões associadas a soldagem; tamanho de grãos e micro


estruturas frágeis.
6
47) Porque a soldagem de aço inoxidável austenítico é desejável um percentual de
ferrita?

Por que pequenas quantidades de ferrita tornam o aço inoxidável austenítico imune a
fissuração aquente.

48) O que se entende por fissuração a frio?

São trincas que ocorrem em determinados tipos de aços durante o resfriamento


provocado pelo hidrogênio diluído na estrutura cristalina do metal.

49) Quais são os fatores da fissuração pelo hidrogênio?

Hidrogênio difundido no metal fundido; tensões associadas a soldagem; micro estrutura


frágil a baixa temperatura < 150°C

50) O que é carbono equivalente?

É a quantidade de carbono empregado no aço de forma a obter diversos tipos de


propriedades físicas e mecânicas do metal.

51) O que é epitaxia e crescimento competitivo de grãos na soldagem?

Epitaxia – é a solidificação dos grãos adotando a mesma orientação cristalina e


tamanho de grãos, parcialmente fundidos ou não fundidos.
Crescimento competitivo dos grãos – é o crescimento individual, aleatório e
desordenado dos grãos que conferem ao metal uma desordem abrupta na região do
contorno de grãos.

52) O que é fissuração a quente?

É a incapacidade do metal de solda de se deformar sob a ação dos esforços inerentes a


soldagem.

53) Considerando um aço com 0,3% de carbono, qual das estruturas seguintes
apresenta o maior limite de resistência: bainita, perlita ou ferrita alfa?

Bainita

55) Quais os inconvenientes da elevada energia de soldagem?

Grande fonte de problemas influenciando diretamente nas transformações metalúrgicas


e nos fenômenos mecânicos que ocorrem na zona fundida.

56) Indique como varia a temperatura máxima atingida e a velocidade de


resfriamento em relação a energia de soldagem e a temperatura de pré –
aquecimento.

A temperatura máxima varia de acordo com o andamento da soldagem, a medida que o


ponto considerado se afasta da solda as temperaturas máximas decrescem e são
atingidas com um certo atraso.
A velocidade de resfriamento, em relação a temperatura de pré – aquecimento, é
constante ao longo de toda extensão da zona termicamente afetada (ZTA).

7
57) Por que os materiais que si cristalizam no sistema CFC são em geral mais
dúcteis do que aqueles que se cristalizam no sistema CCC?

Por que a distância entre átomos do sistema CFC sendo maior que a distância no
sistema CCC permite ao sistema CFC um deslocamento, ou deslizamento, maior dos
átomos de sua estrutura.

58) A escolha de um material de adição com a menor resistência possível ajuda a


prevenir contra a fissuração provocada pelo hidrogênio?

Sim pode. E além desta podemos destacar também o pré – aquecimento e o aumento da
energia de soldagem como meios de evitar a fissuração causada pelo hidrogênio
dissolvido na micro – estrutura dos metais

59) O que é ciclo térmico e repartição térmica?

Ciclo térmico é a variação da temperatura em função do tempo num determinado ponto


da junta soldada possibilitando a interpretação ou previsão das transformações.
Repartição térmica é a obtenção das temperaturas máximas atingidas em função da
distância ao centro da solda que permite determinar a extensão das zonas onde ocorrem
as transformações.

60) Quais são as fases alotrópicas do ferro puro e suas respectivas redes
cristalinas?

Ferrita CCC até 912°C denominado ferro alfa (α ) ; austenita CFC de 912°C até 1400°C
denominado ferro gama (γ ) ; e perlita (fases ferrita mais cementita) de 1400°C a
1535°C denominado ferro delta (δ ) .

61) A transformação eutetóide do aço de acordo com o diagrama de equilíbrio (Fe


– Fe3C) ocorre durante que porcentagem (%) de carbono equivalente e a que
temperatura?

A uma taxa de 0,80% de carbono equivalente e a temperatura de 723°C

62) Um aço a uma temperatura de 750°C com 0,4% de carbono equivalente pode
apresentar quais constituintes de acordo com o diagrama de equilíbrio (Fe –
FE3C?

Austenita e perlita.

63) Qual a micro – estrutura que o aço poderá ter, que apresente a maior
solubilidade de carbono a martensita, bainita?

A micro – estrutura cúbica de corpo centrado CFC.

64) A perlita é uma micro – estrutura formada por quais fases?

A perlita é formada por duas fases a ferrita e a cementita.

65) qual o nome que se dá para a fase Fe3C?

Cementita.

8
66) Cite exemplos de defeitos pontuais, de linha, e interfacial?

Defeitos pontuais – defeitos substitucionais e intersticiasis onde elementos do soluto


ocupam os pontos dos átomos do solvente e/ou os pontos entre os átomos do solvente
(nos sítios vazios).
Defeitos de linha – deformações provocadas pela discordância.
Defeitos interfacial – dúvida?

67) O que é aço hipoeutetóide?

É o aço de sistema cristalino ferrítico e perlítico, com carbono equivalente inferior a


0,8% em sua constituição.

68) O que é aço eutetóide?

É o aço de sistema cristalino perlítico (ferrita + cementita) com carbono equivalente de


0,8% em sua constituição.

69) O que é aço Hipereutetóide?

São aços de sistema cristalino perlítico e cementítico com carbono equivalente acima de
0,8 até 2,0% em sua constituição.