Você está na página 1de 47

Instituto

Theoros Pesquisa e
Planejamento
em Turismo

ATLAS
DO TURISMO
BRASILEIRO
Instituto

Theoros Pesquisa e
Planejamento
em Turismo

Instituto Theoros - Pesquisa e Planejamento em Turismo


São Paulo - SP - Brasil
Tel: (11) 3817-4408
theoros@theoros.org.br
www.theoros.org.br
Apresentação

O turismo é uma atividade de grande expressão e perspectivas na atualidade. Segmento


econômico de relevante significado, vem apresentando, desde meados do século passado,
expressivas taxas de crescimento, oscilando do nível de 10% (em 1950/65), para 5 a 8% (em
1965/90), até situar-se em 4% em 1990/00, ainda assim apresentando neste último período
resultados superiores aos dos PIB's dos paises industrializados (inferiores a 3%).
Para o Brasil, o turismo representa uma contribuição não desprezível no seu crescimento
econômico, da ordem de 2,5% do PIB, e uma alternativa viável na geração de divisas, na geração
de empregos e no desenvolvimento de algumas de suas regiões, em especial as do Nordeste,
Norte e Centro-Oeste, com os conseqüentes impactos nas áreas social, cultural e ambiental.
País de grande potencial atrativo, não só em termos de elementos naturais, como culturais, o
Brasil tem ainda um grande caminho a percorrer neste campo.
O desenvolvimento do turismo tem sido uma preocupação crescente do setor público e
uma oportunidade promissora para os investimentos da iniciativa privada. Para fundamentar a
ação de ambos, fazem-se necessários dados consistentes sobre tal atividade. Alguns organismos
e instituições têm trabalhado na produção de pesquisas e dados estatísticos sobre turismo.
Entretanto, não havia, até o momento, uma publicação que reunisse esse conjunto de dados na
forma de mapas ilustrativos, facilitando o acesso e a compreensão mais imediata das
informações a todos os interessados e envolvidos, na gestão, nos negócios ou no estudo do
turismo.
Nesse sentido, é com satisfação que anunciamos o lançamento do Atlas do Turismo
Brasileiro, iniciativa de um grupo de egressos da ECA-USP, fundadores do Instituto Theoros
Pesquisa e Planejamento em Turismo. Esta publicação é composta por informações relativas ao
turismo no Brasil, representadas em mapas, que facilitam a compreensão e a análise dos dados.
Foram levantadas e compiladas informações de diversas origens, agregando os principais dados
disponíveis em âmbito nacional.
A publicação é composta por 39 mapas, que traduzem as características espaciais dos
fluxos internacional e doméstico, dos serviços de hospedagem, transportes, agenciamento de
viagens e locação de automóveis, dos atrativos turísticos e das ações governamentais na área do
turismo.
O Atlas do Turismo Brasileiro é uma preciosa contribuição ao planejamento e
desenvolvimento da atividade turística nacional, servindo como instrumento de auxílio para
planejadores, estudiosos e empreendedores do setor.
Wilson Abrahão Rabahy
Professor Titular ECA-USP
Instituto

Índice Theoros
Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 05
Turismo internacional
Continentes emissores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 07
Principais países emissores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 08
Principais portões de entrada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 09
Principais cidades visitadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10
Continentes receptores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11
Principais países receptores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12

Turismo doméstico
Emissores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13
Receptores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14
Gasto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15
Receita . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16
Balança econômica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17
Principais cidades visitadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18

Hospedagem
Empresas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 19
Empregados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20
Residências secundárias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 21

Agências de viagens
Empresas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 22
Empregados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23

Transporte aéreo
Aeroportos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 24
Principais aeroportos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 25
Serviço de transporte aéreo regular: empresas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 26
Serviço de transporte aéreo regular: empregados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 27
Serviço de transporte aéreo não regular: empresas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28
Serviço de transporte aéreo não regular: empregados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 29
Instituto

Theoros

Transporte rodoviário
Rede rodoviária pavimentada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 30
Serviço de transporte rodoviário regular: empresas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 31
Serviço de transporte rodoviário regular: empregados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 32

Locação de automóveis
Empresas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 33
Empregados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 34

Atrativos
Principais atrativos turísticos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 35
Patrimônio da humanidade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 36
Bens tombados (IPHAN) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 37
Museus . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .38
Pólos de ecoturismo: N, CO e S . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 39
Pólos de ecoturismo: NE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 40
Pólos de ecoturismo: SE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 41
Parques nacionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 42

Ações governamentais
Programas de desenvolvimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .43
Municípios envolvidos no PNMT . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 44
Índice de envolvimento no PNMT . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 45
Bibliografia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 46
Introdução

O Atlas do Turismo Brasileiro busca compilar e traduzir no formato de mapas o resultado das
principais pesquisas relacionadas ao fenômeno turístico realizadas no Brasil. A intenção dessa
publicação não é produzir novas informações, mas reunir e apresentar os dados de maneira a promover
seu uso.
A disponibilização das informações em mapas torna mais simples a compreensão e a análise da
realidade do turismo no país. A visão espacial do fenômeno é fácil e ao mesmo esclarecedora.
O Atlas do Turismo Brasileiro é composto, ao todo, por trinta e nove mapas divididos nos
seguintes capítulos: Turismo internacional, Turismo doméstico, Hospedagem, Agências de viagens,
Transporte aéreo, Transporte rodoviário, Locação de automóveis, Atrativos e Ações governamentais.
A pesquisa por fontes de informações estatísticas foi extensiva, atingindo as principais
publicações e entidades relacionadas ao turismo no país. Foram utilizadas diversas fontes, sendo as
principais:

- Anuário estatístico EMBRATUR: Publicação editada pelo Instituto Brasileiro de Turismo


(EMBRATUR) que reúne os principais dados acerca da atividade turística brasileira

- Estudo de demanda turística internacional: Pesquisa realizada anualmente pela EMBRATUR a


fim de identificar o perfil do turista internacional no Brasil.

- Estudo do mercado interno de turismo: Pesquisa realizada pela EMBRATUR em parceria com a
Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) acerca do fluxo turístico doméstico no país.

- Relação anual de informações sociais (RAIS): Dados estatísticos coletados pelo Ministério do
Trabalho e Emprego a partir de uma declaração realizada anualmente pelos estabelecimentos
comerciais.

Foram ainda consultadas outras instituições que produzem informações de interesse para o
turismo, tais como: Comissão de Patrimônio Cultural da Universidade de São Paulo (CPC-USP);
Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (DNIT); INFRAERO; Instituto Brasileiro de
Geografia e Estatística (IBGE); Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais
Renováveis (IBAMA); Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN); Ministério do Meio
Ambiente (MMA), e Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

05
Introdução

A pesquisa por informações estatísticas varreu as principais publicações e entidades


relacionadas ao turismo no país. Foram utilizadas diversas fontes, sendo as principais:

Relatório de extensões do sistema rodoviário nacional: Documento elaborado pelo


Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (DNIT), concentra
informações sobre toda a malha rodoviária existente no país.

Anuário estatístico EMBRATUR: Publicação editada pelo Instituto Brasileiro de Turismo


(EMBRATUR) que reune os principais dados acerca da atividade turística brasileira.

Estudo de demanda turística internacional: Pesquisa realizada anualmente pela


EMBRATUR a fim de identificar o perfil do turista internacional no Brasil.

Relação anual de informações sociais (RAIS): Dados estatísticos coletados pelo


Ministério do Trabalho e Emprego a partir de uma declaração realizada anualmente
pelos estabelecimentos comerciais.

Estudo do mercado interno de turismo: Pesquisa realizada pela EMBRATUR em


parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) acerca do fluxo
turístico doméstico no país.

Foram ainda consultadas outras instituições que produzem informações de interesse


para o turismo, tais como: Comissão de Patrimônio Cultural da Universidade de São Paulo (CPC-
USP); INFRAERO; Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis
(IBAMA); Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE); Instituto do Patrimônio Histórico e
Artístico Nacional (IPHAN); Ministério do Meio Ambiente (MMA); Organização das Nações
Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

06
Instituto

Turismo internacional Theoros

Continentes emissores
(em milhares de turistas)

15% a 20% América do Sul 2.418,4


Europa 1.432,3
América do Norte 690,7
10% a 15% Ásia 104,0
África 36,3
Oriente Médio 26,2
5% a 10% Oceania 23,5
América Central 21,0
Não especificado 20,2
até 5% Total 4.772,6

Fonte:EMBRATUR Ano ref.: 2001 07


Instituto

Turismo internacional Theoros

Principais países emissores


(em milhares de turistas)

Argentina 1.374,6
EUA 594,3
Alemanha 320,6
Uruguai 305,1
Paraguai 285,8
Itália 216,5
França 185,0
Portugal 165,9
Chile 154,1
Inglaterra 143,8
Espanha 127,0
Bolívia 107,7
Suíça 71,6
Canadá 55,6
Colômbia 50,3
Outros 614,7
Não esp. 20,2
Total 4.772,6
- de 50 50 150 250 350 +350
Fonte:EMBRATUR Ano ref.: 2001 08
Instituto

Turismo internacional Theoros

Principais portões de entrada


(em milhares de turistas)

+ de 1.000

600 a 1.000

SP 1.645,9
200 a 600 RJ 930,1
RS 807,0
PR 523,0
100 a 200 SC 162,1
MT 108,4
BA 88,8
10 a 100 PE 60,3
AM 28,0
PA 16,5
Outros 402,6
Total 4.772,6

Fonte:EMBRATUR Ano ref.: 2001 09


Instituto

Turismo internacional Theoros

Principais cidades visitadas


(em percentual do total de turistas internacionais)

+ de 20%

15% a 20%

10% a 15% Rio de Janeiro 28,77%


São Paulo 17,02%
Florianópolis 15,77%
5% a 10% Foz do Iguaçu 11,47%
Salvador 11,13%
Recife 7,29%
até 5% Porto Alegre 7,11%
Fortaleza 5,61%
Bal. Camboriú 4,86%
Búzios 3,87%

Fonte: EMBRATUR Ano ref.: 2001 10


Instituto

Turismo internacional Theoros

Continentes receptores
(em milhares de turistas)

1.000 a 1.500 Europa 1.091,6


América do Sul 833,3
América do Norte 785,6
500 a 1.000 Ásia 70,2
América Central 48,4
África 44,7
0 a 500 Oceania 14,5
Total 2.888,4

Fonte:EMBRATUR Ano ref.: 2000 11


Instituto

Turismo internacional Theoros

Principais países receptores


(em milhares de turistas)

EUA 671,0
Argentina 455,8
Itália 349,6
Uruguai 155,1
Espanha 113,5
Inglaterra 99,9
França 98,5
Portugal 96,2
Alemanha 82,2
México 68,7
Chile 68,4
Paraguai 63,3
Canadá 45,9
Suíça 39,8
Bolívia 27,0
Áustria 23,6
Venezuela 20,4
Outros 409,6
- de 20 20 60 100 140 180 +180 Total 2.888,4

Fonte:EMBRATUR Ano ref.: 2001 12


Instituto

Turismo doméstico Theoros

Emissores
(em percentual do total de turistas domésticos)

SP 27,47%
RJ 12,47%
MG 8,42%
PR 7,31%
BA 7,08%
RS 5,29%
SC 4,89%
PE 3,39%
CE 3,22%
RN 2,96%
DF 2,86%
MA 2,14%
PB 1,89%
AL 1,41%
O total de turistas domésticos no PI 1,38%
PA 1,28%
Brasil é de cerca de 41,35 milhões, GO 1,12%
segundo a estimativa da pesquisa ES 0,90%
MT 0,86%
EMBRATUR/FIPE realizada em 2001 AM 0,77%
SE 0,72%
MS 0,70%
AP 0,61%
RO 0,34%
RR 0,23%
15% AC 0,19%
0 3% 6% 9% 12% +15%
TO 0,12%
Fonte: EMBRATUR/FIPE Ano ref.: 2001 13
Instituto

Turismo doméstico Theoros

Receptores
(em percentual do total de turistas domésticos)

SP 22,97%
RJ 9,40%
BA 8,87%
MG 8,73%
PR 6,90%
RS 5,90%
CE 5,86%
SC 5,59%
PE 3,57%
RN 3,38%
GO 3,09%
ES 2,43%
PB 2,02%
PA 1,61%
PI 1,57%
DF 1,49%
MA 1,43%
SE 1,22%
AL 1,16%
MT 0,90%
MS 0,79%
AM 0,38%
TO 0,33%
AP 0,14%
RO 0,14%
10% RR 0,08%
0 2% 4% 6% 8% +10%
AC 0,04%
Fonte: EMBRATUR Ano ref.: 2001 14
Instituto

Turismo doméstico Theoros

Gasto
(em percentual do total de despesas realizadas)

SP 31,12%
RJ 15,07%
DF 7,68%
PR 6,48%
RS 5,75%
MG 4,95%
BA 4,51%
SC 3,24%
PA 2,57%
CE 2,39%
PE 1,90%
PB 1,68%
MS 1,56%
GO 1,46%
O total de gastos diretamente
RN 1,36%
gerados pelo turismo doméstico no AM 1,35%
MA 0,98%
Brasil é de cerca de R$ 48,4 bilhões,
RO 0,84%
segundo a estimativa da pesquisa AP 0,82%
EMBRATUR/FIPE realizada em 2001 AL 0,72%
MT 0,71%
PI 0,66%
AC 0,66%
ES 0,63%
SE 0,44%
+8% RR 0,34%
0 2% 4% 6% 8%
TO 0,13%
Fonte: EMBRATUR Ano ref.: 2001 15
Instituto

Turismo doméstico Theoros

Receita
(em percentual do total de renda gerada)

SP 22,49%
RJ 10,58%
BA 10,14%
CE 7,40%
SC 6,41%
PE 6,18%
RS 5,27%
PR 4,96%
MG 4,96%
RN 2,86%
ES 2,72%
PB 2,39%
GO 2,17%
PA 2,02%
DF 1,74%
AL 1,17%
MA 1,13%
SE 1,11%
MT 0,83%
MS 0,74%
PI 0,72%
AM 0,50%
AC 0,36%
RO 0,34%
AP 0,31%
+12% TO 0,26%
0 3% 6% 9% 12%
RR 0,25%
Fonte: EMBRATUR Ano ref.: 2001 16
Instituto

Turismo doméstico Theoros

Balança econômica
(Saldo em milhões de R$)

BA 2,72
CE 2,42
PE 2,07
SC 1,53
ES 1,01
RN 0,73
GO 0,34
PB 0,34
SE 0,32
AL 0,22
MA 0,07
TO 0,06
MT 0,06
PI 0,03
MG 0,00
RR -0,04
AC -0,15
RS -0,23
RO -0,24
AP -0,25
PA -0,27
MS -0,40
AM -0,41
PR -0,74
RJ -2,17
2 DF -2,87
- de -2 -2 -1 0 1 + de 2
SP -4,18
Fonte: EMBRATUR Ano ref.: 2001 17
Instituto

Turismo doméstico Theoros

Principais cidades visitadas


(em percentual do total de turistas domésticos)

São Paulo 4,48%


+ de 2,5% Rio de Janeiro 3,14%
Fortaleza 2,28%
Salvador 1,94%
2,0% a 2,5% Natal 1,74%
Belo Horizonte 1,74%
Porto Alegre 1,69%
Santos 1,62%
1,5% a 2,0% Recife 1,60%
Itanhaém 1,56%
Brasília 1,49%
1,0% a 1,5% Curitiba 1,40%
Porto Seguro 1,35%
Caldas Novas 1,12%
Ubatuba 1,12%

Fonte: EMBRATUR Ano ref.: 2001 18


Instituto

Hospedagem Theoros

Empresas
(em milhares)

SP 4,03
MG 2,26
RJ 1,72
RS 1,40
BA 1,35
PR 1,19
SC 1,10
GO 0,60
PE 0,56
CE 0,46
ES 0,43
MS 0,39
MT 0,37
RN 0,31
PA 0,27
AL 0,20
DF 0,18
PB 0,17
MA 0,17
RO 0,15
PI 0,12
TO 0,12
SE 0,11
AM 0,11
AC 0,04
0 0,5 1,0 1,5 2,0 2,5 +2,5 AP 0,04
RR 0,02
Total 17,88
Fonte: RAIS Ano ref.: 2001 19
Instituto

Hospedagem Theoros

Empregados
(em milhares)

SP 44,51
RJ 27,17
MG 20,03
BA 14,78
PR 13,03
RS 11,47
SC 10,21
PE 9,09
GO 7,19
CE 5,61
RN 4,60
DF 4,27
ES 3,53
PA 3,33
AL 2,62
MS 2,56
MT 2,23
AM 2,03
MA 1,93
PB 1,90
SE 1,35
PI 1,22
RO 0,88
TO 0,66
AC 0,42
+16 AP 0,42
0 4 8 12 16
RR 0,26
Total 197,31
Fonte: RAIS Ano ref.: 2001 20
Instituto

Hospedagem Theoros

Residências secundárias
(em milhares)

SP 707,0
RJ 293,4
MG 289,0
RS 232,1
BA 193,1
SC 164,0
PR 115,4
PE 85,3
GO 72,1
ES 66,3
PA 65,3
CE 64,6
MA 41,6
PB 38,6
PI 38,1
RN 33,3
MT 32,8
SE 31,0
MS 27,9
AL 26,6
TO 18,9
AM 16,7
RO 10,4
DF 9,7
AC 5,0
300 RR 4,2
0 60 120 180 240 +300
AP 3,2
Total 2.685,7
Fonte: IBGE Ano ref.: 2000 21
Instituto

Agências de viagens Theoros

Empresas
(em unidades)

SP 2.048
RJ 962
MG 652
PR 525
RS 522
BA 347
SC 329
DF 218
PE 197
GO 163
CE 158
ES 145
PA 119
MS 97
MT 86
RN 84
AL 63
AM 61
PB 57
MA 55
RO 45
SE 41
PI 39
TO 18
AC 14
+1000 AP 11
0 250 500 750 1000
RR 10
Total 7.066
Fonte: RAIS Ano ref.: 2001 22
Instituto

Agências de viagens Theoros

Empregados
(em milhares)

SP 11,26
RJ 5,79
MG 2,56
RS 2,22
PR 1,99
BA 1,51
DF 1,46
PE 1,15
SC 0,98
ES 0,72
CE 0,53
GO 0,53
PA 0,44
AL 0,40
AM 0,35
RN 0,32
MS 0,30
PB 0,22
MT 0,21
SE 0,20
MA 0,16
RO 0,14
PI 0,14
TO 0,06
AC 0,05
0 0,55 1,10 1,65 2,20 2,75 +2,75 AP 0,03
RR 0,02
Total 33,75
Fonte: RAIS Ano ref.: 2001 23
Instituto

Transporte aéreo Theoros

Aeroportos
(em unidades)

MG 7
PA 6
SP 5
RJ 5
RS 4
PR 4
BA 4
SC 3
AM 3
MS 3
MA 3
PE 2
PB 2
TO 2
AC 2
DF 1
ES 1
CE 1
GO 1
AL 1
RN 1
MT 1
SE 1
RO 1
PI 1
AP 1
1 2 3 4 5 6 7
RR 1
Total 67
Fonte: INFRAERO 24
Instituto

Transporte aéreo Theoros

Principais aeroportos
(em milhões de passageiros)

São Paulo - Guarulhos 12,00


São Paulo - Congonhas 10,99
Brasília 5,63
Rio de Janeiro - Galeão 5,49
Rio de Janeiro - Santos-Dumont 4,52
Salvador 3,44
Porto Alegre 2,64
Recife 2,58 + de 6
Curitiba 2,36
Belo Horizonte - Pampulha 2,32
Fortaleza 1,97
Manaus 1,19 4a6
Belém 1,07
Florianópolis 1,01
Natal 0,89
Vitória 0,87 2a4
Goiânia 0,86
Campinas 0,71
Maceió 0,57 0a2
Cuiabá 0,52

Total
Fonte: INFRAERO Ano ref.: 2001 25
Instituto

Transporte aéreo Theoros

Serviço de transporte
aéreo regular: empresas
(em unidades)

SP 149
RJ 77
MG 31
BA 22
PR 22
AM 22
RS 21
SC 21
PA 17
DF 16
MT 16
PE 15
GO 9
CE 8
RR 8
AC 7
AL 6
MA 6
ES 5
MS 4
RO 4
RN 3
SE 3
TO 3
PB 2
+40 PI 1
0 10 20 30 40
AP 1
Total 499
Fonte: RAIS Ano ref.: 2001 26
Instituto

Transporte aéreo Theoros

Serviço de transporte
aéreo regular: empregados
(em pessoas)

SP 16.468
RJ 9.150
RS 2.441
BA 681
DF 665
AM 467
PA 442
PE 417
MG 319
PR 272
AC 253
CE 193
SC 191
MT 156
MA 110
RR 89
GO 87
RN 77
AL 71
TO 63
ES 53
MS 50
SE 45
RO 28
PB 27
+800 PI 4
0 200 400 600 800
AP 3
Total 32.822
Fonte: RAIS Ano ref.: 2001 27
Instituto

Transporte aéreo Theoros

Serviço de transporte
aéreo não regular: empresas
(em unidades)

SP 84
MG 35
RJ 32
PR 28
DF 22
PA 20
RS 17
MT 17
SC 11
GO 9
AM 9
BA 8
MS 8
CE 7
PE 6
PI 6
MA 5
RO 4
ES 2
AL 2
RR 2
PB 1
RN 1
TO 1
AC 1
+40 AP 1
0 10 20 30 40
SE -
Total 339
Fonte: RAIS Ano ref.: 2001 28
Instituto

Transporte aéreo Theoros

Serviço de transporte
aéreo não regular: empregados
(em unidades)

SP 1.931
RJ 688
MG 581
DF 361
BA 201
PR 189
GO 173
AM 135
MS 96
PA 89
RS 76
MT 45
PB 43
SC 38
AL 25
MA 24
PI 23
CE 22
PE 21
RO 11
ES 10
TO 9
AP 5
RR 3
RN 2
300 750 AC 1
0 150 450 600 +750
SE -
Total 4.820
Fonte: RAIS Ano ref.: 2001 29
Instituto

Transporte rodoviário Theoros

Rede rodoviária pavimentada


(em milhares de Km)

SP 26,4
MG 19,3
PR 15,6
BA 12,2
RS 10,3
GO 10,3
CE 6,6
SC 6,4
PE 5,5
RJ 5,5
MA 5,4
MS 5,3
MT 4,5
RN 4,3
PI 4,0
PA 3,8
TO 3,5
PB 3,2
ES 3,1
AL 2,3
SE 1,8
AM 1,7
RO 1,4
RR 0,9
AC 0,8
5 +20 DF 0,7
0 10 15 20
AP 0,2
Total 165,0
Fonte: DNIT 30
Instituto

Transporte rodoviário Theoros

Serviço de transporte
rodoviário regular: empresas
(em unidades)

SP 1.057
MG 876
RS 526
PR 453
SC 272
BA 268
RJ 247
GO 184
ES 138
CE 118
MT 101
RO 81
MS 77
PE 76
PI 63
DF 55
MA 52
PB 52
RN 43
PA 43
TO 32
AL 28
SE 25
AM 18
AC 7
+600 RR 2
0 150 300 450 600
AP 1
Total 4.895
Fonte: RAIS Ano ref.: 2001 31
Instituto

Transporte rodoviário Theoros

Serviço de transporte
rodoviário regular: empregados
(em milhares)

SP 27,29
MG 22,75
RS 11,69
PR 10,22
RJ 8,88
BA 8,76
GO 6,77
SC 5,61
ES 4,31
MT 4,07
CE 3,38
PE 3,06
MS 2,02
RO 1,94
PI 1,75
PA 1,63
DF 1,61
RN 1,55
MA 1,52
AL 1,39
PB 1,30
SE 1,09
AM 0,76
TO 0,47
AC 0,20
+12 RR 0,01
0 3 6 9 12
AP 0,00
Total 133,99
Fonte: RAIS Ano ref.: 2001 32
Instituto

Locação de automóveis Theoros

Empresas
(em unidades)

SP 380
MG 232
BA 217
RJ 189
RS 137
PE 94
PR 93
SC 86
CE 74
PA 60
RN 52
ES 48
GO 42
MS 39
AL 34
MT 33
DF 31
AM 27
SE 24
PB 24
MA 20
TO 15
AP 10
RO 10
PI 6
+160 RR 4
0 40 80 120 160
AC 2
Total 1.983
Fonte: RAIS Ano ref.: 2001 33
Instituto

Locação de automóveis Theoros

Empregados
(em unidades)

SP 2.825
RJ 1.676
BA 1.233
PR 1.118
MG 1.016
PE 693
CE 576
PA 569
RS 498
GO 384
DF 294
ES 280
RN 273
SC 259
AM 148
MT 146
SE 112
AL 102
MS 88
MA 82
AP 64
PB 43
TO 35
RO 26
RR 26
PI 11
0 500 1000 1500 2000 +2000
AC 3
Total 12.580
Fonte: RAIS Ano ref.: 2001 34
Instituto

Atrativos Theoros

Principais atrativos turísticos


(Atrações 4 estrelas)

29
25, 26, 27

28

1 - Parque Nacional do Iguaçu 23, 24


2 - Jardim Zoológico de São Paulo 22
3 - Museu de Arte de São Paulo (MASP) 21
4 - Pinacoteca do Estado de São Paulo
5 - Museu Paulista (do Ipiranga) 19, 20
6 - Museu Imperial de Petrópolis
7 - Jardim Botânico do Rio de Janeiro
8 - Museu Nacional de Belas Artes 16 14, 15
9 - Museu Histórico Nacional 17, 18
6
10 - Museu da República
11 - Morro do Corcovado (Cristo Redentor) 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13
12 - Pão de Açúcar 2, 3, 4, 5
13 - Ig. de S. Francisco da Penitência
14 - Ig. de S. Francisco de Assis de Ouro Preto 1
15 - Matriz Nossa Senhora do Pilar de Ouro Preto
16 - Basílica do Bom Senhor Jesus de Matosinhos
17 - Mergulho e flutuação em Bonito
18 - Gruta do Lago Azul - Bonito
19 - Praia de Coruípe - Caraíva
20 - Praia do Espelho - Caraíva
21 - Taipus de Fora - Barra Gande
22 - Parque Nacional da Chapada Diamantina
23 - Convento de São Francisco - Salvador
24 - Pelourinho 27 - Praia da Baía dos Porcos
25 - Praia da Baía do Sancho 28 - Parque Nacional da Serra da Capivara
26 - Praia do Leão 29 - Jericoacoara

Fonte: Guia Quatro Rodas Brasil Ano ref.: 2003 35


Instituto

Atrativos Theoros

Patrimônio humanidade
(bens tombados pela UNESCO e ano de tombamento)

14 9

2
8

17 7
11
13 15 10

5 1

1 - Cidade histórica de Ouro Preto (1980) 12


2 - Centro histórico de Olinda (1982) 6
3 - Missões Jesuíticas dos Guaranis (1984)
4 - Centro histórico de Salvador (1985)
5 - Santuário de Bom Jesus de Congonhas (1985)
3
6 - Parque Nacional do Iguaçu (1986)
7 - Brasília (1987)
8 - Parque Nacional da Serra da Capivara (1991) 11 - Reservas de floresta atlântica da Costa do
9 - Centro histórico de São Luís (1997) Descobrimento (1999)
10 - Centro histórico de Diamantina (1999) 12 - Reservas de floresta atlântica doSudeste (1999)
13 - Área de conservação do Pantanal (2000)
14 - Parque Nacional do Jaú (2000)
15 - Áreas protegidas do Cerrado: Parques Nacionais
da Chapada dos Veadeiros e das Emas (2001)
16 - Ilhas atlânticas brasileiras: Reservas de Fernando
de Noronha e Atol das Rocas (2001)
17 - Centro histórico da cidade de Goiás (2001)
Fonte: UNESCO 36
Instituto

Atrativos Theoros

Bens tombados (IPHAN)


(em unidades)

RJ 216
MG 200
BA 170
PE 82
SP 69
RS 35
PA 25
SE 25
GO 21
SC 21
PB 21
MA 19
CE 16
PR 15
ES 14
RN 14
AL 9
PI 7
MT 6
DF 4
AM 4
MS 2
RO 1
TO 1
AP 1
+100 AC -
0 25 50 75 100
RR -
Total 998
Fonte: IPHAN 37
Instituto

Atrativos Theoros

Museus
(em unidades)

SP 132
MG 86
RS 55
PR 50
RJ 45
SC 28
DF 16
BA 14
PE 14
CE 13
GO 12
PA 11
AM 7
SE 7
AL 6
PB 6
PI 5
MS 4
RN 3
MT 3
MA 3
ES 2
RO 1
RR 1
AC 1
+60 TO 0
0 15 30 45 60
AP 0
Total 525
Fonte: USP Ano ref.: 2000 38
Instituto

Atrativos Theoros

Pólos de Ecoturismo: N, CO e S
RR
1
AP RR 1 - Turístico Norte de Roraima
1
AP 1 - Amapá
AM PA
1 AM 1 - Amazonas
1
PA 1 - Tapajós
AC 1 - Vale do Acre
TO
AC 1 RO 1 - Vale Guaporé
1
RO
1 TO 1 - Ecoturístico do Cantão

MT
3
MS 1 - Pantanal Sul
MS 2 - Serra do Bodoquena
GO
GO 1 - Chapada dos Veadeiros 1
MT
GO 2 - Pirinópolis 2 GO
MT 2
GO 3 - Parque das Emas
1
GO
MT 1 - Pantanal Norte 3
MS
MT 2 - Chapada dos Guimarães 1
MS
MT 3 - Amazônia Matogrossense 2

PR PR 1 - Paranaguá/Graciosa
PR 2 PR
3 1 PR 2 - Campos Gerais

SC SC PR 3 - Costa Oeste
1 2
RS SC 1 - Alto Vale do Itajaí
RS 1
SC 2 - Ilha de Santa Catarina
2
SC 3 - Planalto Serrano
RS 1 - Serra Gaúcha
RS 2 - Região Central

Fonte: POLOS DE ECOTURISMO 39


Instituto

Atrativos Theoros

Pólos de Ecoturismo: NE
MA 1 Reentrâncias Maranhenses
MA MA 2 Patrimônio Histórico-Cultural
1 MA 3 Lençóis Maranhenses
MA MA 4 Delta do Parnaíba Maranhense
MA
RN 3 MA 5 Chapadas
8
2 MA PI CE
4 3 5
PI 1 Parque Nacional da Serra da Capivara
PI 2 Parque Nacional Sete Cidades
CE PI 3 Delta do Parnaíba
4
PI
2
CE CE PE
2 6 1
RN
CE 2
RN
1 RN 1 CE 1 Vale Monumental do Ceará
RN 4 CE 2 Serra do Baturité
RN
6
RN 3 PB CE 3 Cariri
MA 2 PB CE 4 - Ibiapaba
PB 5
5
CE PB
4 3
1 CE 5 Litoral Oeste Cearense
3
PE CE 6 Litoral Leste Cearense
PE
6
2 RN 1 Litoral Leste Potiguar
PE RN 2 Litoral Norte Potiguar
PE PE
4 PE
PI
7 5
3
RN 3 Serras do Sul
1 AL AL RN 4 Cabugi
AL 2 1 RN 5 Seridó
3
SE RN 6 Serras do Sudoeste
1
SE
PB 1 João Pessoa
SE PB 2 Litoral Norte Paraibano
4
SE 2
3 PB 3 Serra da Borborema
SE PB 4 Sertão Paraibano
5

BA
2 PE 1 Fernando de Noronha
BA
BA
3
PE 2 Litoral Norte Pernambucano
1 PE 3 Litoral Sul Pernambucano
BA
4 PE 4 Buique
PE 5 São Benedito do Sul
BA PE 6 Afogados da Ingazeira
5
BA 1 Chapada Diamantina PE 7 Bacia do São Francisco
BA 2 Costa dos Coqueiros AL 1 Litoral Norte Alagoano
BA 3 Baía de Todos os Santos AL 2 Zona da Mata Alagoana
BA 4 Costa do Dendê AL 3 Sertão Alagoano
BA 5 Costa do Cacau Al 4 Baixo São Francisco
BA
BA 6 Costa do Descobrimento 6
SE 1 Sertão Sergipano de São Francisco
BA 7 Costa das Baleias SE 2 Propriá
SE 3 Cotinguiba
BA SE 4 Agreste de Itabaiana
7
SE 5 Litoral Sul Sergipano

Fonte: POLOS DE ECOTURISMO 40


Instituto

Atrativos Theoros

Pólos de Ecoturismo: SE

MG
1
ES
MG 1
6
ES
2
SP MG ES
8 5 5
MG ES
3 4 ES
3
MG
2
MG RJ
4 RJ RJ
7
RJ 6
SP SP 2 4
3 6 RJ RJ RJ
SP SP 5
1 3
2
5
SP
SP 7
1

SP
4

MG 1 - Grutas, Serras e Diamantes


MG 2 - Zona da Mata
ES 1 - Itaúnas MG 3 - Circuito do Ouro
ES 2 - Delta do Rio Doce MG 4 - Terras Altas da Mantiqueira
ES 3 - Passos de Anchieta MG 5 - Canastra
ES 4 - Serras Capixabas MG 6 - Caminhos do Cerrado
ES 5 - Serra do Caparaó SP 1 - Alto Paranapanema
RJ 1 - Costa Verde SP 2 - Serras Paulistas
RJ 2 - Região de Itatiaia SP 3 - Região das Cuestas
RJ 3 - Rio/Niterói SP 4 - Vale do Ribeira do Iguape
RJ 4 - Região Serrana SP 5 - Vale do Paraíba do Sul
RJ 5 - Região dos Lagos SP 6 - Mantiqueira
RJ 6 - Costa Doce SP 7 - Litoral Paulista
RJ 7 - Vale do Paraíba SP 8 - Grandes Lagos

Fonte: POLOS DE ECOTURISMO 41


Instituto

Atrativos Theoros

Parques Nacionais
1 - Tumucumaque 6 - Pico da Neblina
2 - Cabo Orange 7 - Serra do Divisor
3 - Serra da Mocidade 8 - Pacaás Novos
4 - Viruá 2 9 - Serra da Cutia
5 - Jaú 10 - Amazônia
1
3 4 11 - Araguaia
6 12 - Nascentes do Rio Parnaíba
13 - Ubajara
5
15

14 13 24
10

7 16
18 17

12
11
8
9
14 - Sete Cidades 19

15 - Jericoacoara 25
16 - Catimbau 26 32 31
20
21
30
17 - Serra da Capivara 22

18 - Serra das Confusões 28 33 23


27
19 - Chapada Diamantina 34
36
20 - Pau Brasil 42 35
21 - Monte Pascoal 29

22 - Descobrimento 38 37 41
40 39
23 - Marinho dos Abrolhos 43
24 - Marinho de Fernando de Noronha 44 37 - Serra dos Órgãos
46
25 - Chapada dos Veadeiros 45
38 - Itatiaia
26 - Chapada dos Guimarães 39 - Tijuca
27 - Emas 48
47
40 - Serra da Bocaina
28 - Pantanal Mato-grossense 41 - Jurubatiba
29 - Serra da Bodoquena 49 42 - Serra da Canastra
30 - Brasília 43 - Ilha Grande
31 - Cavernas do Peruaçu 44 - Superagui
32 - Grande Sertão Veredas 45 - Saint-Hilaire/Lange
33 - Sempre-vivas 46 - Foz do Iguaçu
34 - Pontões Capixabas 47 - São Joaquim
35 - Caparaó 48 - Aparados da Serra e Serra Geral
36 - Serra do Cipó 49 - Lagoa do Peixe
Fonte: IBAMA 42
Instituto

Ações governamentais Theoros

Programas de desenvolvimento

PRODETUR/SUL

PRODETUR/NE

PROECOTUR

Área de superposição do
PRODETUR/NE e do PROECOTUR

43
Instituto

Ações governamentais Theoros

Municípios envolvidos no PNMT


(em unidades)

SC 208
PR 170
SP 145
RS 107
BA 91
PA 85
CE 67
RJ 60
MT 55
PE 47
GO 45
MS 41
TO 40
RN 37
AL 35
MG 35
ES 30
PB 30
MA 27
SE 22
RO 20
AM 16
PI 14
RR 12
AP 9
+120 AC 9
0 30 60 90 120
DF 1
Total 1.458
Fonte: EMBRATUR 44
Instituto

Ações governamentais Theoros

Índice de envolvimento no PNMT


(em percentual do total de municípios)

DF 100%
RR 80%
SC 71%
RJ 66%
PA 59%
AP 56%
MS 53%
MT 44%
PR 43%
AC 41%
ES 39%
RO 38%
CE 36%
AL 35%
SE 29%
TO 29%
AM 26%
PE 25%
RS 23%
SP 22%
RN 22%
BA 22%
GO 19%
PB 13%
MA 12%
100% PI 6%
0 20% 40% 60% 80%
MG 4%
Total 26%
Fonte: EMBRATUR 45
Instituto

Theoros
Bibliografia
BANCO DO NORDESTE. PRODETUR. Disponível em:
<http://www.bancodonordeste.gov.br/prodetur>. Acesso em: Jan. 2003.
DNIT. Relatório de extensões do sistema rodoviário nacional. Disponível em:
<http://www.dnit.gov.br>. Acesso em: Jan. 2003.
EMBRATUR. Anuário estatístico EMBRATUR: 2002. Brasília, 2002.
EMBRATUR. Estimativa da saída de turistas brasileiros para o exterior. Disponível em:
<http://www.embratur.gov.br>. Acesso em Jan. 2003.
EMBRATUR. Estudo da demanda turística internacional: 2001. Brasília, 2002.
EMBRATUR. Mão-de-obra empregada nas atividades turísticas: RAIS 2001. Disponível em:
<http://www.embratur.gov.br>. Acesso em: Jan. 2003.
EMBRATUR. PNMT. Disponível em: <http://www.embratur.gov.br>. Acesso em: Jan. 2003.
EMBRATUR/FIPE. Estudo do mercado interno de turismo: 2001. Brasília, 2002.
GUIA Quatro Rodas Brasil: 2003. São Paulo: Abril, 2003.
IBAMA. Parques Nacionais. Disponível em: <http://www.ibama.gov.br>. Acesso em: Jan.
2003.
IBGE. Censo demográfico de 2000: sinopse preliminar. Rio de Janeiro, 2001.
INFRAERO. Os 20 maiores aeroportos do Brasil. Disponível em:
<http://www.infraero.gov.br>. Acesso em: Jan. 2003.
IPHAN. Guia dos bens tombados. Disponível em: <http://www.iphan.gov.br>. Acesso em:
Jan. 2003.
MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Programa de Desenvolvimento do Ecoturismo na
Amazônia. Disponível em: <http://www.mma.gov.br>. Acesso em: Jan.2003.
POLOS DE ECOTURISMO. Site institucional. Disponível em:
<http://www.polosdeecoturismo.com.br>. Acesso em: Jan. 2003.
UNESCO. The World Heritage list. Disponível em: <http://whc.unesco.org>. Acesso em: Jan.
2003.
USP - Comissão de Patrimônio Cultural. Guia de Museus Brasileiros. São Paulo: Editora da
Universidade de São Paulo, 2000.

46