Você está na página 1de 6

FI FICHA DE AVALIAÇÃO DE PORTUGUÊS

ANO LETIVO 2016/2017 – 3.º ANO


Nome: _____________________________________________ Data: ____ / ____ /

Classificação: ______________________________________

Lê o texto.
A velha e a fada Oriana

Era uma velha muito velha que vivia numa casa velhíssima. E dentro da casa só havia trapos,
móveis partidos e loiça rachada. Oriana espreitou pela janela que não tinha vidro. A velha estava a
arrumar a casa e enquanto trabalhava falava sozinha, dizendo:
- Que negra vida, que negra vida! Estou tão velha como o tempo e ainda preciso de trabalhar.
E não tenho nem filho nem filha que me ajude. Se não fossem as fadas que seria de mim? Quando eu
era pequena brincava na floresta e os animais, as folhas e as flores brincavam comigo. A minha mãe
penteava os meus cabelos e punha uma fita a dançar no meu vestido. Agora, se não fossem as fadas,
que seria de mim?
Quando eu era nova ria o dia todo. Nos bailes dançava sempre sem parar. Tinha muito mais do
que cem amigos. Agora sou velha, não tenho ninguém. Se não fossem as fadas que seria de mim?
Quando eu era nova tinha namorados que me diziam que eu era linda, e me atiravam cravos
quando eu passava. Agora os garotos correm atrás de mim, chamam-me "velha", "velha", e atiram-me
pedras. Se não fossem as fadas que seria de mim?
Quando eu era nova tinha um palácio, vestidos de seda, aios e lacaios. Agora estou velha e
não tenho nada. Se não fossem as fadas que seria de mim?
Oriana ouvia esta lamentação todas as manhãs e todas as manhãs ficava triste, cheia de pena
da velha, tão curvada, tão enrugada e tão sozinha, que passava os dias inteiros a resmungar e a
suspirar.
As fadas só se mostram às crianças, aos animais, às árvores e às flores. Por isso a velha
nunca via Oriana; mas, embora não a visse, sabia que ela estava ali, pronta a ajudá-la.
Depois de ter varrido a casa, a velha acendeu o lume e pôs água a ferver. Abriu a lata do café
e disse:
- Não tenho café.
Oriana tocou com a sua varinha de condão na lata e a lata encheu-se de café.
A velha fez o café e depois pegou na caneca do leite e disse:
- Não tenho leite.
Oriana tocou com a sua varinha de condão na caneca e a caneca encheu-se de leite.
A velha pegou no açucareiro e disse:
- Não tenho açúcar.
Oriana tocou com a varinha de condão no açucareiro e o açucareiro encheu-se de açúcar.
A velha abriu a gaveta do pão e disse:
- Não tenho pão.
Oriana tocou com a varinha de condão na gaveta e dentro da gaveta apareceu um pão com
manteiga.
A velha pegou no pão e disse:
- Se não fossem as fadas que seria de mim!
E Oriana, ouvindo-a, sorriu.
A Fada Oriana
Sophia de Mello Breyner Andresen

GRUPO I

1
1. Sublinha as afirmações que são falsas.

a) Na casa da velha todas as janelas tinham vidros.

b) A velha recordava os tempos em que era criança.

c) Todas as manhãs, a velha sentia-se muito feliz.

d) Oriana tinha pena da velha, porque ela era cega.

2. Responde.

2.1. De que obra foi retirado o texto que acabaste de ler?

___________________________________________________________________________

2.2. Quem escreveu essa obra?

__________________________________________________________________________

3. A velha sabia que a fada a ajudava.

Concordas com esta afirmação? Justifica com uma frase do texto.

________________________________________________________________________

________________________________________________________________________

4. O que aconteceu quando Oriana tocou com a varinha de condão na caneca?


___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

5. Que outras magias fez acontecer a fada?

__________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________

2
6. Ordena as frases numerando-as de 1 a 6, de acordo com a sequência dos acontecimentos
do texto.

A velha recorda o tempo em que era nova e os namorados a achavam bonita.

A velha viu que a caneca não tinha leite.

A velha varreu a casa.

Dentro da gaveta, apareceu um pão com manteiga.

A velha acendeu o lume para fazer café.

Oriana espreitou pela janela.

7. De que se queixava a velha?

__________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

8. O que tinha ela quando era nova?


___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

9. De acordo com o texto, a quem se mostram as fadas?

__________________________________________________________________________

10.“Que negra vida, que negra vida.”

Explica por palavras tuas o que queria dizer a velha com esta afirmação.

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

3
Grupo II

1.Lê a frase seguinte.

Era uma velha muito velha que vivia numa casa velhíssima.

1.1. Classifica a frase quanto ao tipo e à forma.

_______________________________________________________________________

2. Preenche os espaços em branco com a palavra correta.

cem Quando estou __________ fome não me apetece comer.


sem

brincasse Se eu _____________ com o meu irmão ele ficava contente.


brinca-se

3. Reescreve a frase substituindo a palavra sublinhada por um sinónimo.

A velha acende o lume.

_______________________________________________________________________

4. Assinala com X a opção correta.

A palavra “velhíssima” é composta por prefixação.

A palavra “açucareiro” é composta por sufixação.

5. Lê os vários significados da palavra pena, tal como aparecem no dicionário.

pena n.f. 1 cada um dos órgãos que revestem o corpo de uma ave; 2 sanção aplicada por
um tribunal ao autor de um crime; 3 sentimento de compaixão; 4 tristeza, pesar.

5.1.Nas frases abaixo faz corresponder o significado mais adequado. Segue o exemplo.
4
A Ana sentiu pena por não ir ao cinema.
1O l O ladrão teve conhecimento da sua pena.

Tenho pena quando vejo alguém a chorar.

Preciso de uma pena de pavão para pôr no chapéu.

6. Classifica os determinantes destacados nas frases, colocando um X no local correto.


4
determinante determinante
possessivo demonstrativo
singular plural singular plural
masc. fem. masc. fem. masc. fem. masc. fem.

A mãe penteava os meus cabelos.

Aqueles animais viam Oriana.

Oriana pegou na sua varinha.

Esta lata de café está vazia.

7. Na frase seguinte, sublinha o determinante artigo definido e rodeia o determinante artigo


indefinido.

A velha tinha uma caneca sem leite.

8. Reescreve a frase substituindo a palavra sublinhada por um pronome pessoal.

Oriana tocou com a varinha de condão no açucareiro vazio.

___________________________________________________________________________

8.1. Da mesma frase, copia o adjetivo: _____________________

9. Retira do texto uma frase que esteja no tempo presente.

_________________________________________________________________________

9.1.Preenche o quadro selecionando uma forma verbal dessa frase.

Repara no exemplo.

Forma verbal Infinitivo Conjugação

tinha ter 2ªconjugação

GRUPO III

5
Um dia a fada não foi visitar a velha.
Imagina o que lhe terá acontecido, nesse dia, sem a ajuda da fada.

Lembra-te que:

* O teu texto deve ter, pelo menos, 90 palavras e um título adequado.


* Deves fazer um rascunho e revê-lo com cuidado, corrigindo o que for necessário.

_______________________________________

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________