Você está na página 1de 3

AUDITORIA FINANCEIRA I

Código da Disciplina AUDIT301


Tipo de Disciplina Específica
Nível da Disciplina Licenciatura
Ano Académico 3º Ano
Semestre 1º Semestre
Número de Créditos Académicos 5 Créditos/150 horas

Distribuição da carga horária


T TP PL TC S ST TA
10 17 0 5 4 6 108
T – Ensino Teórico: TP – Teórico prático: PL – Prático e Laboratorial: TC – Trabalho de
Campo: S – Seminário: ST – Sessão Tutorial: TA – Trabalho Autónomo

Docente (s):

Objectivos da Disciplina
1. Objectivo do Curso e de desenvolver competências ao nível do trabalho de campo da
auditoria Financeira e enquadramento da Auditoria a nível Internacional;
2. Dar a entender o enquadramento da Auditoria a nível Internacional;
3. Lidar com as diferentes Áreas das Demonstrações Financeiras.

Pré – Requisitos: Sem pré-requisitos.


Na UCM de acordo com o regulamento em vigor, nomeadamente o art˚ 21 ˚ que estipula
na UCM não há precedências, isto é, módulo/ disciplina cuja frequência pressupõe o
aproveitamento em outros módulos/ disciplinas

Conteúdo da Disciplina
1. Fundamentação teórica de Auditoria
1.1. Conceitos, objectivos e tipos de Auditorias
1.2. Evolução histórica de auditoria
1.3. Organismos e normas internacionais
1.3.1 Contexto nacional
1.3.2 Contexto Internacional
1.3.2.1 Normas Internacionais de Auditoria (ISA – International Standards on
Auditing)

2. Auditoria as Demonstrações Financeiras


2.1 Disponibilidades
2.2 Existências, compras, custos das existenciais vendidas e consumidas
2.3 Imobilizações Corpóreas e Incorpóreas
2.4 Capital Próprio
2.5 Investimentos financeiros
2.6 Dividas a receber e a Pagar
2.7 Vendas
2.8 Provisões para riscos e encargos
2.9 Impostos
3. Relatórios e pareceres de auditoria

4. Auditorias especiais em pequenas empresas; previsional; de Gestão


Métodos de ensino - aprendizagem
Na Universidade Católica de Moçambique privilegia-se a metodologia de ensino centrada
no estudante. Isto significa que o estudante passa a assumir maior responsabilidade no processo
de aprendizagem. Neste contexto o professor passa a ser um gestor de situações de
aprendizagens, assumindo mais concretamente o papel de mediador e facilitador. As aulas são
fundamentalmente teóricas, práticas e laboratoriais.
Nesta unidade curricular, os estudantes terão um mínimo de quatro (4) aulas presenciais
por semana com a duração de quarenta e cinco (45) minutos cada, sendo que as mesmas estarão
divididas em teóricas e práticas.
As principais actividades a serem realizadas nesta unidade curricular podem incluir:
exposição de conteúdos teóricos e práticos, tutorias, seminários, palestras, analise e estudo de
textos seleccionados, trabalhos em grupo e individuais, discussão sobre o material estudado,
realização de trabalhos práticos e ou laboratoriais, trabalho de campo.

Métodos de avaliação
A classificação final do estudante será baseada no desenvolvimento de um mínimo de dois (2)
trabalhos individuais, um (1), trabalho em grupo e dois (2) testes escritos que perfazem sessenta
porcentos (60%) da média de frequência e um exame final, com o peso de quarenta porcentos
(40%) na média final.

Língua de Ensino – Português


Bibliografia recomendada
1. Canibano, L.(1996). Curso de auditoria contable. Madrid: Piramede.
2. Costa, C. B.(2000). Auditoria financeira. lisboa: Rei dos Livros.
3. Costa, C. B.( (2007). Auditoria financeira: Teoria e prática. (8ª ed.) Lisboa: Rei dos
Livros.
4. Costa, C. B.( (2010). Auditoria financeira: Teoria e prática. (9ª ed.) Lisboa: Rei dos
Livros.
5. Bynton, W. C. & kell, W. G.(1996). Modern auditing. New York: Johon Willey & Son.
6. International Standards on Auditing (ISA´s);
7. IASC - International Accounting Standards Committee. [on-line] Disponível na Internet
via www.URL: iasc.org.uk
8. IFAC - International Federation of Accountants. [on-line] Disponível na Internet via