Você está na página 1de 10

Inicialização ao software PSIM​Ⓡ

Discente: Anderson Santos Ramalho de Sousa RA:​182270688

Docente: Prof. Dr. Fernando Pinhabel Marafão

Disciplina: Circuitos Elétricos I Data: ​12/09/2019

Sorocaba
2019
Anderson Santos Ramalho de Sousa

Inicialização ao software PSIM​Ⓡ

Relatório apresentado ao professor Dr.


Fernando Pinhabel Marafão da disciplina
de Circuitos Elétricos I da turma A, do
curso de Engenharia de Controle e
Automação.

Sorocaba
2019
1. Introdução

A simulação está presente no cotidiano de um engenheiro, ela é uma


ferramenta de grande importância utilizada, por exemplo, para simular forças sobre
materiais com o intuito de fazer previsões sobre a resistência daquele determinado
material. Assim, a simulação permite uma relação entre teoria e prática através de
modelos matemáticos para um determinado sistema. E também, permite uma
análise mais adequada dos sistemas físicos envolvidos no projeto, e assim, propor
melhorias para solução de determinado problema, por meio de previsões dos
resultados experimentais [1].
A proposta desta introdução ao software PSIM​Ⓡ é simular um circuito
elétrico com fontes independentes e dependentes de tensão e corrente e, por fim,
realizar determinações de corrente de malha do circuito e tensão sobre um resistor.
2. Objetivos

● Ganhar familiaridade com o programa de simulação PSIM​Ⓡ na análise de


circuitos elétricos, fazendo uso das ferramentas disponíveis no software;
● Simular um circuito elétrico composto por: resistência, fonte independente e
fontes dependentes ou controladas.

3. Procedimentos

Considere o circuito representado pela figura 1:


I. Elaborar a solução algébrica para o circuito proposto e determinar V​1​;
II. Analisar as formas de onda dos seguintes parâmetros: I​1​, I​2​, I​3​, I​4​ e V​1​;
III. Representar os parâmetros dos do item anterior por meio de gráficos;
IV. Comparar e analisar os resultados obtidos nos itens (I) e (II).

Figura 1 - Circuito elétrico proposto para análise

Fonte: Circuito desenhado pelo docente


4. Solução algébrica

Considera-se o circuito ilustrado na figura 2, que mostra o circuito


desenhado no software PSIM​Ⓡ​, por meio deste será determinado as correntes de
malha I​A​, I​B​, I​C e I​D​, e também a corrente I​1 proposta pelo enunciado, pelo método de
solução por malhas. Por fim, determinar a tensão V​1​ sobre o resistor de 1 Ω .

Figura 2 - Circuito desenhado no software PSIM​Ⓡ

Fonte: Autoria própria com auxílio do software PSIM​Ⓡ

Comparando a figura 1 com a figura 2 tem-se que as correntes de malha


são:
Ia = I1 ; Ib = I 2; Ic = I 3; Id = I 4
Assim, pelo enunciado:

V 1 = Ic − I d (I)

I c = 32 V 1 (II)
I 1 = Ia − Ib (III)

Substituindo (I) em (II), tem- se que:

I c = 3Id (IV)

Analisando o circuito observa-se que entre a malha b e d há uma fonte


de corrente de 4A que caracteriza uma supermalha.
Assim, a equação de vínculo para supermalha é:

Ib − Id = 4

Logo,

Ib = 4 + Id (V)

Portanto, a equação para supermalha é:

3Ib + I d − I a − 3Ic + 18 − 4I1 = 0 (VI)


Substituindo (III) em (VI), tem-se que:

7Ib − 5Ia − 3Ic + I d = − 18 (VII)


Analisando a malha 1, tem-se que:

3Ia − I b − 18 = 0 (VIII)
Substituindo (V) em (VIII),
22+Id
Ia = 3 (IX)
Assim, substituindo (IV), (V) e (IX) em (VII), tem-se que a corrente de
malha I d é:

7(4 + I d) − 5( 22+Id
3 ) − 3(3Id) + I d = − 18

Portanto,
I d = 3, 5 A
Logo,
I a = 8, 5 A
I b = 7, 5 A
I c = 10, 5 A
Diante desses valores de corrente de malha é possível determinar o valor
de I ​1​ pela expressão (III) e V 1​ pela expressão (I).
Assim,
V 1= 7 V
I 1= 1 A

5. Simulação do circuito

A figura 3 mostra as formas de onda simulada no software PSIM​Ⓡ para as


correntes de malha em função do tempo (em segundos) e da corrente proposta pelo
enunciado do circuito ilustrado na figura 2.
Figura 3- Formas de onda para as correntes de malha I​A​, I​B​, I​C​ e I​D ​do circuito e para a
corrente I​1

Fonte: Autoria própria com auxílio do software PSIM​Ⓡ

A partir do gráfico das formas de onda para as correntes de malha do


circuito, pode-se notar que todas as correntes do circuito possuem uma corrente que
não variam com o passar do tempo, pois trata-se de uma corrente contínua (DC).
Por fim, a figura 4 mostra a forma de onda da tensão (V​1​) em função do
tempo (em segundos).
Figura 4- Forma de onda da tensão em função do tempo

Fonte: Autoria própria com auxílio do software PSIM​Ⓡ

Analogamente, para o gráfico ilustrado na figura 3 a forma de onda da


tensão não varia em função do tempo, por conta de ser um circuito de corrente
contínua (DC).
A partir disso, é possível comparar os resultados obtidos pela teoria com a
simulação. A tabela a seguir apresenta os resultados dos cálculos feitos por auxílio
do software e determinações feitas apenas com base teórica, para os parâmetros
propostos.
Tabela 1 - Comparação das determinações feitas apenas com base teórica e com auxílio do software
PSIM​Ⓡ

Parâmetros Teórico Simulação

I1 1.0 A 9.9998788e-001 A

V 1 7.0 V 7.0000219e+000 V

Ia 8.5 A 8.4999988e+000 A

Ib 7.5 A 7.5000109e+000 A

Ic 10.5 A 1.0500033e+001 A

Id 3.5 A 3.5000109e+000 A
6. Conclusão

A principal função do software PSIM​Ⓡ é auxiliar em análises de circuitos elétricos,


pode-se notar que o software realiza o cálculo com uma precisão maior comparado
aos cálculos feitos sem o auxílio do programa. Em vista disso, os diferentes cálculos
para determinar os parâmetros do circuito possuem valores aproximados. Assim, no
âmbito da engenharia a simulação é uma maneira precisa e rápida para
determinação de resultados para serem analisados e interpretados para resolução
de problemas.
Referências bibliográficas

[1]- CARLETO, Nivaldo. ​A IMPORTÂNCIA DA SIMULAÇÃO COMPUTACIONAL


EM PROJETOS DE SISTEMAS NA ÁREA DE ENGENHARIA ELÉTRICA.
IPEN/USP. Taquaritinga-SP.