Você está na página 1de 5

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA

CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA – CCT


LABORATÓRIO DE FÍSICA EXPERIMENTAL I

Relatório de Física Experimental I – Dinamômetro e equilíbrio Estático

EDNELSON OLIVEIRA
NELSON POERSCHKE
RAFAEL JOSÉ CAMELO DE SOUZA
SAMUEL MACEDO DA SILVA

Boa Vista, fevereiro de 2013


Relatório de Física Experimental I – Dinamômetro e equilíbrio estático

Relatório referente à disciplina de Física


Experimental I da Universidade Federal de
Roraima, sob a orientação do Prof. Dr. Roberto
Ferreira.

Boa Vista, fevereiro de 2013


INTRODUÇÃO

Dinamômetro é um aparelho usado para medir forças. Ele utiliza o princípio de que a deformação de
um corpo elástico é proporcional à força causadora da deformação.

OBJETIVO

Medir forçasse Equilíbrio estático usando o dinamômetro.

MATERIAL UTILIZADO:

2 dinamômetros

1 corpo de prova diversos

1 haste

1 balança

1 transferidor com 360º preso à uma plataforma

DESENVOLVIMENTO

Prendeu-se os dinamômetros à plataforma com imãs móveis, fez-se o ajuste angular através do uso
do transferidor e zerou-se cada um dos dinamômetros fixados sobre a plataforma o dinamômetro, onde fez
com que, sem carga, ele acuse valor zero.
Colocou-se o corpo de prova preso à haste, no ponto de concorrência das direções das trações dos
dinamômetro anotamos os valores das forças de trações acusadas ( F1 e F2) em cada um dos
dinamômetros, e, anotado, também , o ângulo formado entre os dinamômetros (θ) e os ângulos formados
entre cada dinamômetro e linha formada na direção da força peso do corpo pendurado ( α e β ).
RESULTADO ADQUIRIDO NO EXPERIMENTO:

Força de Tração F1 = 0,42 N

Força de Tração F2 = 0,46 N

Ângulo entre F1 e F2 = θ = 110º

Ângulo entre F1 e r = α = 50º

Ângulo entre F2 e r = β = 60º

Logo θ = α + β = 110º

CÁLCULOS:

Força resultante:

= + +2 = (0,42) + (0,46) + 2(0,42)(0,46) 110° = , ± ,

Força peso:

= = 0,05694 (9,81 / ) = , ± ,

Resultante:

= + ⇒ = 0,42 cos 50° + 0,46 cos 60 ° = , ± ,

| − | |0,55858 − 0,506|
%= × 100 ⇒ % = × 100 = 9,41%
0,55858
CONCLUSÃO

EQUILÍBRIO DE FORÇAS de um sistema de forças concorrentes é aquele no qual as forças


concorrem para o mesmo ponto. A resultante (R) deste sistema é a força que sozinha produz o mesmo efeito
que o sistema.

A equilibrante é a força que tem o mesmo módulo que a resultante do sistema, mas possui sentido
oposto, confirmando assim o equilíbrio estático.

Levando-se em conta cada força de tração F1, F2 e R (equilibrante), de acordo com a experiência,
Essa diferença deverá ser numericamente igual.

Substituindo os valores de F1, F2 na fórmula com o valor de R, obtido experimentalmente. O valor


medido de R deve ser próximo ao valor calculado de R. Se isso acontecer é porque a fórmula de cálculo de R
está correta