Você está na página 1de 19

1 2

1. O SIGNIFICADO SOCIAL DA PROFISSÃO DE SERVIÇO SOCIAL

SUMÁRIO Neste tema, sobre significado social da profissão, torna-se importante colocar
anteriormente, o ponto de vista do significado dos serviços sociais para o trabalhador e

1. O Significado Social da Profissão de Serviço Social ................................................4 para aqueles que administram e controlam o Capital.

1.1. Significado dos Serviços Sociais e Significado Social da Profissão. ...................4 1.1. Significado dos Serviços Sociais e Significado Social da Profissão.

1.2. Uma análise teórico-metodológica do Serviço Social no processo de reprodução No contexto histórico social, político e econômico da sociedade moderna está

das relações sociais. .......................................................................................................5 inserida a expansão dos serviços sociais que está ligada à noção de cidadania. No Brasil
os direitos sociais se expandem para as classes trabalhadoras à medida que o Estado
1.3. Conceito de reprodução social ................................................................................6 passa a assumir os encargos sociais em face da sociedade, respondendo às lutas da
classe operária, no contexto da industrialização. Devemos lembrar que no contexto social,
1.4. Atuação do Assistente Social ................................................................................10
político e econômico da sociedade capitalista, o direito social tem por justificativa, a
2. O Serviço Social na Divisão Sócio Técnica do Trabalho ........................................14 cidadania. Os discursos de igualdade têm como fundamento, a desigualdade de classe.

SIMULADO .....................................................................................................................27
O que significa os serviços sociais para o trabalhador e para aqueles que controlam
GABARITO .....................................................................................................................36
e administram o capital?

BIBLIOGRAFIA ...............................................................................................................36
Do ponto de vista das classes trabalhadoras:

✓ Serviços complementares e necessários à sobrevivência;


✓ São vitais;
✓ São insuficientes para os alijados do mercado de trabalho ou lançados no pauperismo
absoluto;
✓ Os serviços sociais escapam ao controle dos trabalhadores, não sendo facultado
intervir no rumo das políticas sociais;
✓ Suas necessidades da sobrevivência são utilizadas como meio de subordinação aos
padrões vigentes.
Do ponto de vista do Capital:

✓ Meios de socializar os custos de reprodução da força de trabalho, preferível à elevação


do salário real, que afeta a lucratividade da classe capitalista;
✓ Custos dos serviços partilhados pelo conjunto dos capitalistas e pelos usuários,
subsidiados pelo Estado;
✓ Encarados como salário indireto

3 4
Características do salário indireto:

➢ Salário rebaixado e ampliação de rede de serviços.

2016/CESPE/INSS. Acerca do serviço social como profissão, julgue o item seguinte.


Rede de serviços permite ao capitalista:
Para a compreensão do significado do serviço social como profissão, é necessário
✓ Ampliação de investimentos; considerá-lo no processo de reprodução das relações sociais, a partir de sua
✓ A qualidade dos serviços subordina-se a rentabilidade das empresas; inserção na sociedade, ultrapassando-se a análise de profissão em si mesma.
✓ Reforço para garantir elevados níveis de produtividade do trabalho, pressupondo um
Certo / Errado
mínimo de equilíbrio psicofísico do trabalhador;
✓ Filantropia é redefinida na perspectiva da classe capitalista. Resposta Correta: Certo.
✓ A “ajuda” passa a ser concebida como investimento;
Comentário: Para uma abordagem do Serviço Social no processo de reprodução das
✓ Não se trata de “distribuir”, mas de construir, de favorecer a acumulação do capital.
relações sociais, partimos da posição de que o significado social da profissão só pode ser
desvendado em sua inserção na sociedade, ou seja, a análise da profissão, de suas
demandas, tarefas e atribuições em si mesmas não permitem desvendar a lógica no interior
Construir e favorecer a acumulação do capital lógica que preside a organização
da qual essas demandas, tarefas e atribuições ganham sentido. Assim sendo, é preciso
dos serviços sociais
ultrapassar a análise do Serviço Social em si mesmo para situá-lo no contexto de relações
1.2. Uma análise teórico-metodológica do Serviço Social no processo de reprodução mais amplas que constituem a sociedade capitalista, particularmente, no âmbito das
das relações sociais. respostas que esta sociedade e o Estado constroem, frente à questão social e às suas
manifestações, em múltiplas dimensões.

Para uma abordagem do Serviço Social no processo de reprodução das relações


sociais, partimos da posição de que o significado social da profissão só pode ser 1.3. Conceito de reprodução social
desvendado em sua inserção na sociedade, ou seja, a análise da profissão, de suas
demandas, tarefas e atribuições em si mesmas não permitem desvendar a lógica Então, um conceito fundamental para a compreensão da profissão na sociedade
no interior da qual essas demandas, tarefas e atribuições ganham sentido. capitalista é o conceito de reprodução social que, na tradição marxista, se refere ao
Assim sendo, é preciso ultrapassar a análise do Serviço Social em si mesmo modo como são produzidas e reproduzidas às relações sociais nesta sociedade.
para situá-lo no contexto de relações mais amplas que constituem a sociedade Nessa perspectiva, a reprodução das relações sociais é entendida como a reprodução da
capitalista, particularmente, no âmbito das respostas que esta sociedade e o totalidade da vida social, o que engloba não apenas a reprodução da vida material e do
Estado constroem, frente à questão social e às suas manifestações, em múltiplas modo de produção, mas também a reprodução espiritual da sociedade e das formas de
dimensões. Essas dimensões constituem a sociabilidade humana e estão consciência social através das quais o homem se posiciona na vida social.
presentes no cotidiano da prática profissional, condicionando-a e atribuindo-lhe
Ou seja, a reprodução das relações sociais, “como a reprodução do capital permeia
características particulares.
as várias ‘dimensões’ e expressões da vida em sociedade” (IAMAMOTO; CARVALHO,
1995, p. 65). Dessa forma, a reprodução das relações sociais é a reprodução de
determinado modo de vida, do cotidiano, de valores, de práticas culturais e políticas

5 6
e do modo como se produzem as ideias nessa sociedade. Ideias que se expressam Permite também apreender as dimensões objetivas e subjetivas do trabalho
em práticas sociais, políticas, culturais, padrões de comportamento e que acabam por do assistente social:
permear toda a trama de relações da sociedade.
Objetivas: no sentido de considerar o determinante sócio históricos do exercício
A Questão Social é expressão das desigualdades sociais constitutivas do profissional em diferentes conjunturas. Subjetivas: no sentido de identificar a forma como
capitalismo. Suas diversas manifestações são indissociáveis das relações entre as classes o assistente social incorpora em sua consciência o significado de seu trabalho e a direção
sociais que estruturam esse sistema e nesse sentido a Questão Social se expressa social que imprime ao seu fazer profissional.
também na resistência e na disputa política.
Supõe, portanto, também descartar visões unilaterais da vida social e da profissão,
O processo de reprodução da totalidade das relações sociais na sociedade é deixando de considerar, por um lado, as determinações históricas, econômicas, sociais,
um processo complexo, que contém a possibilidade do novo, do diverso, do contraditório, políticas e culturais sobre o exercício profissional do assistente social e, por outro, o modo
da mudança. Trata-se, pois, de uma totalidade em permanente reelaboração, na qual o como o profissional constrói sua intervenção, atribui-lhe significado, confere-lhe finalidades
mesmo movimento que cria as condições para a reprodução da sociedade de classes cria e uma direção social.
e recria os conflitos resultantes dessa relação e as possibilidades de sua superação.
Assim, podemos afirmar que o Serviço Social participa tanto do processo de
Esta concepção de reprodução social fundamenta uma forma de apreender o reprodução dos interesses de preservação do capital, quanto das respostas às
Serviço Social como instituição inserida na sociedade. Inserção que, conforme necessidades de sobrevivência dos que vivem do trabalho. Não se trata de uma dicotomia,
Iamamoto e Carvalho (1995, p. 73), implica considerar o Serviço Social a partir de mas do fato de que ele não pode eliminar essa polarização de seu trabalho, uma vez que
dois ângulos indissociáveis e interdependentes: as classes sociais e seus interesses só existem em relação. Relação que, como já
afirmamos, é essencialmente contraditória e na qual o mesmo movimento que permite a
✓ Como realidade vivida e representada na e pela consciência de seus agentes
reprodução e a continuidade da sociedade de classes cria as possibilidades de sua
profissionais e que se expressa pelo discurso teórico e ideológico sobre o exercício
transformação.
profissional;

✓ Como atividade socialmente determinada pelas circunstâncias sociais objetivas que


imprimem certa direção social ao exercício profissional, que independem de sua
vontade e/ou da consciência de seus agentes individuais. 2016/FCC/PREFEITURA DE TRESINA-PI. A abordagem histórica sobre o processo de
produção e reprodução das relações sociais com fundamento em referencial da
Cabe assinalar que estes dois ângulos constituem uma unidade teoria marxiana ofereceu o percurso metodológico e o arsenal de categorias teóricas
contraditória, podendo ocorrer um desencontro entre as intenções do profissional, o
na análise do significado social da profissão. Frente a essa análise:
trabalho que realiza e os resultados que produz. É importante também ter presente
que o “Serviço Social, como instituição componente da organização da sociedade, a) reafirma-se o caráter endógeno predominante nas interpretações da profissão.
não pode fugir a essa realidade” (IAMAMOTO; CARVALHO, 1995, p. 75).
b) constata-se que a mesma é elaborada como parte do acúmulo crítico construído a partir
Analisar o Serviço Social nesta perspectiva permite, em primeiro lugar, apreender do Serviço Social norte americano.
as implicações políticas do exercício profissional que se desenvolve no contexto de
c) explica-se a ênfase na harmonia social e na perpetuação da ideologia dominante.
relações entre classes. Ou seja, compreender que a prática profissional do Serviço Social
é necessariamente polarizada pelos interesses de classes sociais em relação, não d) incorporam-se habilidades e competências que permitem o desenvolvimento de uma
podendo ser pensada fora dessa trama. prática humanista e libertária.

7 8
e) afirma-se e fundamenta-se o caráter contraditório do exercício profissional, indissociável
das relações e interesses de classes e de suas relações com o Estado.
Reprodução das relações sociais
Resposta Correta: e) afirma-se e fundamenta-se o caráter contraditório do exercício
Não se reduz à reprodução da força viva de trabalho e dos meios materiais de produção;
profissional, indissociável das relações e interesses de classes e de suas relações
com o Estado. Não se trata da reprodução material do sentido amplo: produção, consumo, distribuição e
troca de mercadorias.
Comentário: Cabe assinalar que estes dois ângulos constituem uma unidade contraditória,
podendo ocorrer um desencontro entre as intenções do profissional, o trabalho que realiza Refere-se:
e os resultados que produz. É importante também ter presente que o “Serviço Social, como
À reprodução da própria sociedade, da totalidade, do processo social, da dinâmica tensa
instituição componente da organização da sociedade, não pode fugir a essa realidade”
das relações entre as classes. Trata-se da reprodução de um modo de vida que envolve o
Assim, podemos afirmar que o Serviço Social participa tanto do processo de reprodução
cotidiano da vida em sociedade: um modo de viver e trabalhar de forma socialmente
dos interesses de preservação do capital, quanto das respostas às necessidades de
determinada.
sobrevivência dos que vivem do trabalho. Não se trata de uma dicotomia, mas do fato de
que ele não pode eliminar essa polarização de seu trabalho, uma vez que as classes Refere-se:
sociais e seus interesses só existem em relação. Relação que, como já afirmamos, é
A reprodução das forças produtivas e das relações de produção na sua globalidade
essencialmente contraditória e na qual o mesmo movimento que permite a reprodução e a
envolvendo a reprodução espiritual: das formas de consciência social, jurídicas, filosóficas,
continuidade da sociedade de classes cria as possibilidades de sua transformação.
artísticas, religiosas;

Reprodução das lutas sociais, das relações de poder e dos antagonismos de classes.

Como decorrência dessa compreensão da profissão, é possível afirmar o caráter 1.4. Atuação do Assistente Social
essencialmente político da prática profissional, uma vez que ela se explica no âmbito das
próprias relações de poder na sociedade.
A atuação do Assistente Social é uma atuação polarizada pelos interesses das
Caráter que, como vimos, não decorre exclusivamente das intenções do
classes sociais coaptada pela classe dominante.
profissional, pois sua intervenção sofre condicionamentos objetivos dos contextos onde
atua. O assistente social
No entanto, isso não significa que o assistente social se coloque passivamente
diante das situações sociais e políticas que configuram o cotidiano de sua prática, mas REPRODUZ interesses contrapostos que convivem em tensão;
porque participa da reprodução da própria vida social é que o Serviço Social pode definir
RESPONDE tanto as demandas do capital como do trabalho;
estratégias profissionais e políticas no sentido de reforçar os interesses da população
com a qual trabalha.
FORTALECE ou um ou outro, pela mediação de seus opostos;
Por isso a possibilidade da profissão colocar-se na perspectiva dos interesses de
seus usuários depende da construção de um projeto profissional coletivo que oriente as PARTICIPA tanto dos mecanismos de dominação e exploração como, ao mesmo
ações dos profissionais em seus diversos campos de trabalho. tempo e pela mesma atividade, dá resposta às necessidades de sobrevivência da classe
trabalhadora e da reprodução do antagonismo desses interesses sociais, reforçando as
contradições que constituem o motor básico da história.

9 10
A partir desta compreensão pode-se estabelecer: (A) Esta inserção parte de suas demandas, tarefas e atribuições que permitem, por si
mesmas, desvendar a lógica da profissão e que dão sentido ao fazer profissional.
✓ Estratégia profissional e política;
(B) O Serviço Social participa tanto do processo de reprodução dos interesses de
✓ Viabilizar possibilidades de o assistente social posicionar-se no lado das classes
preservação do capital, quanto das respostas às necessidades de sobrevivência dos que
trabalhadoras, a serviço de um projeto de classe alternativo àquele que é chamado
vivem do trabalho. Não se trata de uma dicotomia, mas do fato de que ele não pode eliminar
a intervir;
essa polarização de seu trabalho.
✓ Fortalecer metas do capital ou do trabalho.
(C) A prática do assistente social não pode ser polarizada pelos interesses de classes
✓ O Serviço Social situa-se no processo das relações Sociais, como uma
sociais, pois no processo de reprodução das relações sociais, ao profissional cabe dar as
atividade auxiliar e subsidiária no exercício de controle social e na difusão da
respostas adequadas para a preservação do capital, de modo que este consiga atender as
ideologia de classe dominante entre a classe trabalhadora:
necessidades sociais.
✓ De um lado: cria bases políticas para o exercício de poder, intervém através dos
(D) A atuação do assistente social deve ser guiada, sobretudo pela dimensão subjetiva, ou
serviços sociais, na criação de condições favoráveis à reprodução da força de
seja, depende do modo como o profissional constrói sua intervenção, atribui-lhe significado,
trabalho.
confere-lhe finalidades e uma direção social.
✓ Se são relações antagônicas
(E) O profissional deve ter consciência que no processo de institucionalização de
✓ Do outro lado: se apesar das iniciativas do Estado visando ao controle e à
legitimação da profissão, não participa do processo de reprodução dos interesses de
atenuação dos conflitos, esses se reproduzem, o Serviço Social contribui, ainda,
preservação do capital e sim, das respostas às necessidades de sobrevivência dos que
para a reprodução dessas mesmas contradições que caracterizam a sociedade
vivem do trabalho.
capitalista.

Resposta Correta: Letra B) O Serviço Social participa tanto do processo de


reprodução dos interesses de preservação do capital, quanto das respostas às
necessidades de sobrevivência dos que vivem do trabalho. Não se trata de uma
A profissão de Serviço Social embora constituída para servir ao interesse do
dicotomia, mas do fato de que ele não pode eliminar essa polarização de seu
capital, a mesma não reproduz monoliticamente necessidades exclusivas do
trabalho.
capital. A mesma participa também de respostas às necessidades legítimas de
sobrevivência da classe trabalhadora, enfrentadas, seja coletivamente, através
de movimentos sociais, seja na busca de acesso aos recursos sociais
existentes, através dos equipamentos coletivos que fazem face aos direitos
sociais do cidadão. 2016/UFMA/UFMA. Segundo Yazbek (2009, p.126), “[...] o significado social da
profissão só pode ser desvendado em sua inserção na sociedade, ou seja, a análise
da profissão, de suas demandas, tarefas e atribuições em si mesmas não permitem
desvendar a lógica no interior da qual essas demandas, tarefas e atribuições ganham
sentido”. Dessa forma, para compreender o Serviço Social, é necessário:

2014/TRF-3R/FCC. Ao abordar o Serviço Social no processo de reprodução das


a) Ultrapassar a análise da profissão em si mesma, para situá-la no contexto das relações
relações sociais parte-se da compreensão de que o significado social da profissão é
que constituem a sociedade capitalista, no processo de produção e reprodução das
desvendado por meio de sua inserção na sociedade. Nessa linha, é correto afirmar:
relações sociais.

11 12
b) Considerar as origens do Serviço Social tradicional para compreender a reprodução das
primeiras formas de intervenção que se sustentam na contemporaneidade. 2. O SERVIÇO SOCIAL NA DIVISÃO SÓCIO
c) Analisar a teoria e a metodologia do Serviço Social como estratégia de legitimação da TÉCNICA DO TRABALHO
sociedade capitalista.
d) Identificar as demandas e particularidades do trabalho profissional e apresentar Nas últimas três décadas presenciou‑se um significativo avanço do Serviço
alternativas para o seu aperfeiçoamento no cotidiano. Social brasileiro, de adensamento e renovação teórico‑metodológica e ético‑política,
e) Promover a organização dos trabalhadores, a fim difundir as práticas assistencialistas, qualificação da sua produção científica, bem como o fortalecimento de entidades científicas
fundadas no paternalismo e no clientelismo. e de representação política.

Resposta Correta: Letra a) Ultrapassar a análise da profissão em si mesma, para


situá-la no contexto das relações que constituem a sociedade capitalista, no É na década de 1980 que se identifica importante inflexão na interpretação
processo de produção e reprodução das relações sociais. teórica da profissão, com a contribuição de Iamamoto e Carvalho (1982), que
nos brindam, a partir do contributo da teoria social de Marx, com uma análise
inaugural do Serviço Social no processo de produção e reprodução das
relações sociais capitalistas, particularizando sua inserção na divisão social e
técnica do trabalho e reconhecendo o assistente social como trabalhador
assalariado.

É amplamente conhecido o impacto dessa contribuição para a ruptura da profissão


com o legado conservador de sua origem, a partir da qual a análise do significado social
da profissão ganha novos patamares, por meio da ampla interlocução com a teoria
social crítica e o pensamento social clássico e contemporâneo.

Contudo, e as recentes produções de Iamamoto (2007, 2009b) chamam a atenção


para isso, não derivamos dessa análise todas as consequências teóricas e políticas mais
profundas relacionadas ao reconhecimento do assistente social como trabalhador
assalariado de instituições públicas e privadas, resultante do processo de
profissionalização e institucionalização da profissão nos marcos do capitalismo
monopolista.

13 14
[...], o que [esse] deslocamento altera visceralmente, concretizando a ruptura, é,
objetivamente, a condição do agente e o significado social de sua ação; o agente
passa a inscrever‑se numa relação de assalariamento e a significação social de seu
Afirmar que o Serviço Social é uma profissão inscrita na divisão social e técnica
fazer passa a ter um sentido novo na malha da reprodução das relações sociais.
do trabalho como uma especialização do trabalho coletivo, e identificar o seu
Em síntese: é com esse giro que o Serviço Social se constitui como profissão,
sujeito vivo como trabalhador assalariado, implica problematizar como se dá a
inserindo‑se no mercado de trabalho, com todas as consequências daí
relação de compra e venda dessa força de trabalho a empregadores diversos,
derivadas (principalmente com o seu agente tornando ‑se vendedor da sua
como o Estado, as organizações privadas empresariais, não governamentais força de trabalho). (Netto, 2005, p. 71‑72; grifos do autor).
ou patronais.
Trata‑se de uma interpretação da profissão que pretende desvendar suas A conformação dessa ordem societária cria, assim, um novo espaço sócio
particularidades como parte do trabalho coletivo, uma vez que o trabalho não é ocupacional para o assistente social (e para um conjunto de outras profissões) na divisão
a ação isolada de um indivíduo, mas é sempre atividade coletiva de caráter social e técnica do trabalho, constituindo objetivamente as condições através das quais
eminentemente social. a profissão será demandada e legitimada para a execução de um amplo leque de
atribuições profissionais, notadamente no âmbito das diferentes políticas sociais
setoriais.

O Serviço Social como profissão emerge na sociedade capitalista em seu Contudo, é esse mesmo processo de profissionalização do assistente social e
estágio monopolista, contexto em que a questão social, pelo seu caráter de classe, institucionalização da profissão na divisão social e técnica do trabalho que circunscreve
demanda do Estado mecanismos de intervenção não apenas econômicos, mas também as condições concretas para que o trabalho do assistente social ingresse no processo
políticos e sociais. de mercantilização e no universo do valor e da valorização do capital, móvel principal
Sua institucionalização relaciona‑se assim à progressiva intervenção do da sociedade capitalista.
Estado no processo de regulação social, momento em que as sequelas e manifestações Isto porque, para além da análise do Serviço Social como trabalho concreto (Marx,
da questão social se põem como objeto de políticas sociais, em dupla perspectiva: seja 1968), dotado de qualidade específica que atende a necessidades sociais a partir de
no sentido de garantir condições adequadas ao pleno desenvolvimento capitalista e seus suportes intelectuais e materiais para sua realização, o exercício profissional do assistente
processos de acumulação privada em benefício do grande capital monopolista; e, social em resposta a demandas sociais passa a ser mediado pelo mercado, ou seja, pela
simultânea e contraditoriamente, no sentido responder, por vezes antecipar‑se, às produção, troca e consumo das mercadorias (bens e serviços) dentro de uma crescente
pressões de mobilização e organização da classe operária, que exige o atendimento de divisão do trabalho social.
necessidades sociais coletivas e individuais derivadas dos processos de produção e Iamamoto (2007) extrai daí a análise sobre a dupla dimensão do trabalho do
reprodução social (cf. entre outros, Netto, 2005). assistente social como um trabalhador assalariado, que vende sua força de trabalho em
Em sua relevante contribuição para a análise do Serviço Social no capitalismo troca de um salário.
monopolista, Netto sintetiza esse processo:
Afirma a autora:
O caminho da profissionalização do Serviço Social é, na verdade, o processo pelo
qual seus agentes ainda que desenvolvendo um autor representação e um discurso Em decorrência, o caráter social desse trabalho assume uma dupla
centrados na autonomia dos seus valores e da sua vontade se inserem em dimensão:
atividades interventivas cuja dinâmica, organização, recursos e objetivos são
determinados para além do seu controle.

15 16
a) enquanto trabalho útil atende a necessidades sociais (que justificam a
reprodução da própria profissão) e efetiva‑se através de relações com outros
homens, incorporando o legado material e intelectual de gerações passadas, ao
tempo em que se beneficia das conquistas atuais das ciências sociais e humanas; As implicações desse processo são profundas e incidem na autonomia relativa
b) mas só pode atender às necessidades sociais se seu trabalho puder ser desse profissional, que não possui, como vimos, o poder de definir as prioridades
igualado a qualquer outro enquanto trabalho abstrato — mero coágulo de tempo nem o modo pelo qual pretende desenvolver o trabalho socialmente necessário,
do trabalho social médio —, possibilitando que esse trabalho privado adquira um
coletivo, combinado e cooperado com os demais trabalhadores sociais nos
caráter social. (2007, p. 421).
diferentes espaços sócio ocupacionais que demandam essa capacidade de trabalho
especializada.
TRABALHO ABSTRATO
Nos termos de Marx, trabalho humano abstraído de todas as suas qualidades e
características particulares, indiferenciado, indistinto, desaparecendo o caráter útil dos
produtos do trabalho e do trabalho nele corporificado, e, portanto, também desaparecem 2016/CESPE/INSS. Julgue o item subsequente. O serviço social foi reconhecido nos
as diferentes formas de trabalho concreto, elas não mais se distinguem uma das outras, estatutos legais e éticos como profissão liberal, no entanto, o assistente social, na
mas reduzem‑se, todas, a uma única espécie de trabalho, o trabalho humano abstrato condição de trabalhador assalariado, não dispõe de total autonomia na efetivação
(1968, p. 44‑45). do seu exercício profissional.

TRABALHO SOCIAL MÉDIO Certo / Errado


Para Marx (1968, p. 44‑46): “Cada uma dessas forças individuais de trabalho se
equipara às demais, na medida em que possua o caráter de uma força média de trabalho Resposta Correta: certo.
social, e atue como essa força social média, precisando, portanto, apenas do tempo de
trabalho em média necessário ou socialmente necessário para a produção de uma Comentário: Embora o Serviço Social tenha sido regulamentado como profissão liberal no
mercadoria. Tempo de trabalho socialmente necessário é o tempo de trabalho Brasil, o assistente social não tem se configurado como profissional autônomo no exercício
requerido para produzir‑se um valor‑de‑uso qualquer, nas condições de produção de suas atividades, não dispondo do controle das condições materiais, organizacionais e
socialmente normais, existentes, e com o grau social médio de destreza e técnicas para o desempenho de seu trabalho. No entanto, isso não significa que a profissão
intensidade do trabalho. ” não disponha de relativa autonomia e de algumas características que estão presentes nas
Nesses termos, o agente profissional contratado pelas instituições empregadoras profissões liberais como a singularidade que pode estabelecer na relação com seus
ingressa no mercado de trabalho como proprietário de sua força de trabalho especializada, usuários, a presença de um Código de Ética, orientando suas ações, o caráter não rotineiro
conquistada por meio de formação universitária que o legitima a exercer um trabalho de seu trabalho, a possibilidade de apresentar propostas de intervenção a partir de seus
complexo em termos da divisão social do trabalho, dotado de qualificação específica para conhecimentos técnicos e, finalmente, a Regulamentação legal da profissão. Segundo
o seu desenvolvimento. Iamamoto, a autonomia profissional do Serviço Social é relativa.
Mas essa mercadoria “força de trabalho” só pode entrar em ação se dispuser de
meios e instrumentos de trabalho que, não sendo de propriedade do assistente social, Assim, analisar o significado social da profissão significa inscrever o trabalho do
devem ser colocados à sua disposição pelos empregadores institucionais: recursos assistente social no âmbito do trabalho social coletivo na sociedade brasileira atual, não
materiais, humanos, financeiros, para o desenvolvimento de programas, projetos, serviços, apenas destacando sua utilidade social e diferencialidade diante de outras especializações
benefícios e de um conjunto de outras atribuições e competências, de atendimento direto do trabalho social, mas também, e contraditoriamente, sua unidade enquanto parte do
ou em nível de gestão e gerenciamento institucional.

17 18
trabalho social médio, comum ao conjunto de trabalhadores assalariados que produzem atual do capitalismo contemporâneo, diante dos impactos sobre o trabalho, os
valor e/ou mais‑valia (Iamamoto, 2009b, p. 38). trabalhadores e seus direitos.
Problematizar o trabalho do assistente social na sociedade contemporânea supõe Portanto, problematizar a violação dos próprios direitos dos assistentes sociais, na
pensá‑lo como parte alíquota do trabalho da classe trabalhadora, que vende sua força de relação com a violação dos direitos dos trabalhadores, requer a definição de uma agenda
trabalho em troca de um salário, submetido aos dilemas e constrangimentos comuns a de questões específicas conectada às lutas gerais da classe trabalhadora no tempo
todos os trabalhadores assalariados, o que implica ultrapassar a visão liberal que apreende presente.
a prática do assistente social a partir de uma relação dual e individual entre o profissional Exige uma pauta mais ampliada, que inclui a organização e as lutas sindicais e
e os sujeitos aos quais presta serviços. trabalhistas, mas também o enfrentamento das dimensões complexas envolvidas nos
Esta análise crítica da dupla dimensão do trabalho do assistente social como processos e relações de trabalho nos quais os assistentes sociais estão inseridos.
trabalho concreto e abstrato e as implicações da mercantilização dessa força de trabalho Os dilemas da alienação são indissociáveis do trabalho assalariado e incidem no
especializada na sociedade contemporânea não foram objetos de problematização exercício profissional do assistente social de diferentes modos, dependendo de quem são
aprofundada na literatura profissional, que vem privilegiando os fundamentos de seus empregadores - o Estado, a empresa privada, as ONGs, as entidades filantrópicas,
legitimação social da atividade do assistente social como trabalho concreto, os organismos de representação política e da organização e gestão dos processos e
particularizando sua utilidade social na divisão social e técnica do trabalho institucional, relações de trabalho nos diferentes espaços sócio ocupacionais onde realizam sua
como revela Iamamoto (2007, 2009b) em suas últimas produções. atividade.
Nesse sentido, a temática da super exploração e do desgaste físico e mental no Se o Serviço Social foi regulamentado historicamente como profissão liberal, o
trabalho profissional é um tema novo, pouco debatido, pouco pesquisado, portanto pouco seu exercício se realiza mediatizado por instituições públicas e privadas, tensionado
conhecido pelo Serviço Social e seus trabalhadores, e que não apresenta acúmulo na pelas contradições que atravessam as classes sociais na sociedade do capital e pela
literatura profissional. condição de trabalhador assalariado, cuja atividade é submetida a normas próprias que
O que se observa com maior frequência certamente em função da centralidade da regulam as relações de trabalho.
classe operária na produção capitalista e dos inúmeros estudos sobre os impactos da Portanto, na assertiva reflexão de Iamamoto (2009a), fazer a passagem da análise
reestruturação produtiva nas relações e condições de trabalho desta classe é o da instituição Serviço Social para a problematização do processamento concreto e
assistente social analisar (e indignar‑se) frente à exploração e ao desgaste a que são cotidiano do trabalho do assistente social, em suas múltiplas dimensões, agrega um
submetidos os trabalhadores assalariados, mas estabelecendo com estes uma relação de complexo de novas determinações e mediações que põem em relevo as contradições
exterioridade e de não pertencimento enquanto um segmento desta mesma classe. entre a direção social que o assistente social pretende imprimir ao seu trabalho e as
Verifica‑se a mesma tendência no debate sobre a saúde do trabalhador. De modo exigências impostas pelos empregadores aos trabalhadores assalariados.
geral, as pesquisas e análises sobre trabalho e saúde, ou mais propriamente sobre o “Em outros termos, estabelece‑se a tensão entre projeto ético‑político e alienação
adoecimento dos trabalhadores decorrente das condições em que realiza seu trabalho, são do trabalho, indissociável do estatuto assalariado” (Iamamoto, 2009a, p. 39).
relações problematizadas a partir da sua incidência na classe trabalhadora, não incluído aí Essa é uma segunda questão a ser pontuada e que remete ao debate do assistente
o assistente social como sujeito vivo do trabalho social, sendo quase inexistentes estudos social como trabalhador assalariado e à questão da autonomia relativa desse
e pesquisas que tomam como objeto os próprios profissionais que sofrem e adoecem a profissional.
partir do cotidiano de seu trabalho e da violação de seus direitos. O trabalho profissional, na perspectiva do projeto ético‑politico, exige um
Então esta é uma primeira pontuação importante e que remete ao próprio sujeito profissional qualificado capaz de realizar um trabalho complexo, social e
reconhecimento do assistente social como trabalhador assalariado e as dificuldades para coletivo, que tenha competência para propor, negociar com os empregadores
aprofundar a análise do conjunto de implicações decorrentes dessa relação no estágio privados ou públicos, defender projetos que ampliem direitos das classes

19 20
subalternas, seu campo de trabalho e sua autonomia técnica, atribuições e prerrogativas profissionais, além de oferecerem o suporte material para o desenvolvimento do trabalho
profissionais. — recursos humanos, técnicos, institucionais e financeiros, decorrendo daí tanto as
Isto supõe muito mais do que apenas a realização de rotinas institucionais, possibilidades como os limites à materialização do projeto profissional.
cumprimento de tarefas burocráticas ou a simples reiteração do instituído. Envolve o Os demais meios de trabalho - conhecimentos e habilidades profissionais - são
assistente social como intelectual capaz de realizar a apreensão crítica da realidade e propriedade do assistente social, mas cujas possibilidades de pleno desenvolvimento
do trabalho no contexto dos interesses sociais e da correlação de forças políticas também são condicionadas por um conjunto de determinações que, não sendo externas
que o tencionam; a construção de estratégias coletivas e de alianças políticas que possam ao trabalho, incidem diretamente no cotidiano profissional e na atividade do sujeito vivo, e
reforçar direitos nas diferentes áreas de atuação (Saúde, Previdência, Assistência que vai desde o recorte de classe, gênero, raça, etnia, passando pelos traços de
Social, Judiciário, organizações empresariais, ONGs etc.), na perspectiva de ampliar o subalternidade da profissão, sua herança cultural católica, entre outros.
protagonismo das classes subalternas na esfera pública. Ao mesmo tempo, para além das dimensões objetivas que conferem materialidade
Exige, portanto, um conhecimento mais amplo sobre os processos de trabalho, os ao fazer profissional, é preciso considerar também as dimensões subjetivas, ou seja,
meios de que dispõem o profissional para realizar sua atividade, a matéria sobre a qual identificar “o modo pelo qual o profissional incorpora na sua consciência o significado do
recai a sua intervenção, e também um conhecimento mais profundo sobre o sujeito vivo seu trabalho, as representações que faz da profissão, as justificativas que elabora para
responsável por esse trabalho, que é o próprio profissional. legitimar a sua atividade — que orientam a direção social que imprime ao seu exercício
profissional” (Raichelis, 2010, p. 752).

Mas quem é o assistente social hoje? Quem é à força de trabalho em ação, o elemento
vivo e subjetivo do processo de trabalho profissional, nos termos de Marx (1968)? 2016/PREFEITURA DE FORTALEZA-CE/PREFEITURA DE FORATALEZA-CE.
Assinale a alternativa correta no tocante àquilo que corresponde a estes elementos
constitutivos do processo de trabalho: “são utilizados pelo assistente social como
Como já observado, ainda que o Serviço Social tenha sido reconhecido como mecanismos necessários à realização do trabalho do profissional, podendo estar ao
“profissão liberal” nos estatutos legais e éticos que definem a autonomia alcance ou alienado ao profissional, que deve criar estratégias para superar os
teórico‑metodológica, técnica e ético‑política na condução do exercício profissional, o limites e ampliar as possibilidades na instituição e suas potencialidades” (CAVALLI,
trabalho do assistente social é tensionado pela relação de compra e venda da sua 2010).
força de trabalho especializada.
A condição de trabalhador assalariado - seja nas instituições públicas ou nos a) Matéria-prima ou objeto num processo de trabalho.
espaços empresariais e privados sem fins lucrativos, faz com que os profissionais não b) Os meios ou instrumentos de trabalho.
disponham nem tenham controle sobre todas as condições e os meios de trabalho postos c) Finalidade.
à sua disposição no espaço institucional. d) Produto.
São os empregadores que fornecem instrumentos e meios para o
desenvolvimento das tarefas profissionais, são as instituições empregadoras que têm o Resposta Correta: Letra a) Matéria-prima ou objeto num processo de trabalho.
poder de definir as demandas e as condições em que deve ser exercida a atividade
profissional: o contrato de trabalho, a jornada, o salário, a intensidade, as metas de Comentário: Qualquer processo de trabalho implica uma matéria-prima ou objeto sobre o
produtividade. qual incide a ação do sujeito, ou seja, o próprio trabalho que requer meios ou instrumentos
Esses organismos empregadores, estatais ou privados, definem também a para que possa ser efetivado. Em outros termos, todo processo de trabalho implica uma
matéria (objeto) sobre a qual recai a ação profissional, ou seja, as dimensões, matéria-prima ou objeto sobre o qual incide a ação; meios ou instrumentos de trabalho que
expressões ou recortes da questão social a serem trabalhadas, as funções e atribuições

21 22
potenciam a ação do sujeito e objeto; e a própria atividade, ou seja, o trabalho direcionado das novas classes sociais emergentes – a constituição e expansão do proletariado
a um fim, que resulta em um produto. Tais elementos estão presentes na análise de e a burguesia industrial.
qualquer processo de trabalho. Demandas que se modificam historicamente:

O trabalho do assistente social é, nesses termos, expressão de um movimento ➢ Novas competências profisssionais;
que articula conhecimentos e luta por espaços no mercado de trabalho; competências e ➢ Atuação nas lacunas deixadas pela relação capital – trabalho;
atribuições privativas que têm reconhecimento legal nos seus estatutos normativos e ➢ Intervenção de um contexto de crise do capitalismo e dos seus projetos alternativos.
reguladores (Lei de Regulamentação Profissional, Código de Ética, Diretrizes
Curriculares da formação profissional), cujos sujeitos que a exercem, individual e O serviço social é uma profissão inserida na divisão sócio técnica de trabalho,
coletivamente, se subordinam às normas de enquadramento institucional, mas também se caracterizando por sua dimensão essencialmente propositiva e investigativa,
organizam e se mobilizam no interior de um movimento dinâmico e dialético de atendendo demandas que mudam históricamente, determinando-lhes novas
trabalhadores que repensam a si mesmos e a sua intervenção no campo da ação competências.
profissional.
É nesse processo tenso que as profissões constroem seus projetos profissionais
coletivos, no nosso caso, o projeto ético‑político profissional que há pelo menos três 2016/ FUNIVERSA/IF-AP. Quanto à dimensão investigativa, é correto afirmar que:
décadas vem sendo posto em marcha coletivamente pelo Serviço Social brasileiro.
E é esse projeto que entra em permanente tensão e contradição com o estatuto de a) o Serviço Social contemporâneo coloca em relevo a pesquisa, ao afirmar essa prática
trabalhador assalariado do assistente social, especialmente em tempos de financeirização como dimensão constituinte do exercício profissional, principalmente pela sua
e de capital fetiche (Iamamoto, 2007). potencialidade de formular respostas efetivas no atendimento das demandas institucionais.

A própria implementação das políticas sociais também é um jogo complexo de b) a necessidade de conhecermos a verdade sobre a vida e o cotidiano dos usuários é que
conflitos e tensões, que envolve diferentes protagonistas, interesses, projetos e atribui a dimensão investigativa à condição de ser um dos pilares da prática profissional.
estratégias, onde são requisitadas a presença e a intervenção de diferentes categorias
profissionais, que disputam espaços de reconhecimento e poder no interior do aparelho
c) a pesquisa é uma dimensão entre o saber e a realidade, por isso, seu resultado é
institucional. (Raichelis, 2010, p. 755.
permanente, totalitário e a-histórico.

Nesses termos, a análise das políticas sociais e dos espaços ocupacionais nos
d) na realização da entrevista está presente a dimensão investigativa.
quais se inserem os assistentes sociais não pode ser apreendida de modo linear e
determinista, ainda mais considerando as formas de enfrentamento do capital às suas
e) no Serviço Social, a pesquisa fornece subsídios para que o assistente social identifique
crises de acumulação, que aprofundam e agravam as expressões da questão social, mas
a homogeneidade e a linearidade das expressões da questão social e proponha projetos
também desencadeiam respostas da sociedade e do conjunto da classe trabalhadora em
de pesquisa capaz de eliminá-las.
seu movimento de resistência e defesa de direitos conquistados historicamente

Resposta Correta: letra d) na realização da entrevista está presente a dimensão


O serviço social se gesta e se desenvolve como profissão reconhecida na divisão
investigativa.
sócio e técnica do trabalho, tendo como pano de fundo o desenvolvimento
capitalista industrial e a expansão urbana, processo aqui apreendido sob o ângulo

23 24
2016/CESPE/DPU. Acerca da dimensão investigativa, julgue o item subsecutivo. 2016/UFMA/UFMA. Assinale (V) Verdadeiro ou (F) Falso e marque a sequência
A natureza investigativa das competências profissionais materializa-se somente a correta, considerando a postura investigativa como constitutivo da intervenção
partir da realização de pesquisa relacionada aos objetos de intervenção profissional. profissional, que se explicita:

Certo / Errado a- ( ) Planejamento, implementação e avaliação


b- ( ) Visitas domiciliares, laudos e pareceres
Resposta Correta: Errado. c- ( ) Sistematização do trabalho profissional
d- ( ) Elaboração de uma teoria própria do Serviço Social
Comentário: Como resultado das transformações sociais que se traduzem nas e- ( ) Formulação e execução de programas e projetos sociais
particularidades da profissão, bem como do investimento feito pelas entidades da
categoria, no sentido da formação de uma massa crítica, o referido projeto estabelece 'as a) V, F, V, V, F
dimensões investigativa e interventiva’ como princípio formativo e condição central da b) V, V, V, V, V
formação profissional e da relação teoria e realidade. c) F, F, F, V, V
d) V, V, V, F, V
e) F, F, F, F, V
2016/CESPE/DPU. Acerca da dimensão investigativa da intervenção profissional,
julgue o item subsecutivo. Para fundamentar um estudo social, o assistente social Resposta Correta: Letra d) V, V, V, F, V.
deve buscar informações a partir da dinâmica da realidade social, política,
econômica e cultural, de maneira a provocar ações cotidianas que garantam e Comentário: Cumpre destacar que o Serviço Social não dispõe de uma teoria social
efetivem direitos. própria. Atentemo-nos para os diversos suportes teórico-metodológicos que permearam a
profissão, sobretudo, no Movimento de Reconceituação e, após esse movimento, a
Certo / Errado consolidação do projeto ético político profissional que tem firmado o pluralismo, junto aos
demais princípios. Lembrando que, embora, o Serviço Social tenha rompido com o
Resposta Correta: Certo. conservadorismo a partir da aproximação da Teoria Social Crítica de Marx, que permitiu
uma grande qualificação técnica profissional no enfrentamento das expressões das
Comentário: Quando se fala em fundamentos e base teórica, não se está falando de algo questões sociais, esta não se constituiu como única base teórica da profissão. José Paulo
abstrato, fora da realidade e da possibilidade de efetivação. Fala-se de informações, Netto evidencia que o Serviço Social é uma profissão - uma especialização do trabalho
descritas e interpretadas com base na dinâmica da realidade social, política, econômica e coletivo, no marco da divisão sócio técnica do trabalho -, com estatuto jurídico reconhecido
cultural, de maneira a provocar ações cotidianas que garantam e efetivem direitos. Assim, (Lei n, 8.669, de 17 de junho de 1993); enquanto profissão não é uma ciência nem dispõe
ao desenvolver um estudo social e registrá-lo em documento pertinente, informações como de teoria própria; estudos, investigações, pesquisas etc. e que produzam conhecimentos
as descritas dão suporte à sua fundamentação. É essa fundamentação que pode fornecer de natureza teórica, incorporáveis pelas ciências sociais e humanas. Assim, o Serviço
elementos para que o magistrado forme seu juízo, de maneira a poder tomar uma decisão social pode se constituir e se constituiu nos últimos anos como uma área de produção e
justa. reprodução de conhecimentos, apoiada inclusive por agências públicas de fomento à
pesquisa. Como argumenta Marilda Iamamoto, “é nos limites dos princípios assinalados,

25 26
em que se move o pluralismo, que supõe o reconhecimento da presença de distintas 3. 2014/FCC/TRF.3ªR. Ao abordar o Serviço Social no processo de reprodução das
orientações na arena profissional, assim como o embate respeitoso com as tendências relações sociais, parte-se da compreensão de que o significado social da profissão
regressivas do Serviço Social, cujos fundamentos liberais e conservadores legitimam o é desvendado por meio de sua inserção na sociedade. Nessa linha, é correto afirmar:
ordenamento social instituído. Porém, o pluralismo propugnado não se identifica com a sua
a) Esta inserção parte de suas demandas, tarefas e atribuições que permitem, por si
versão neoliberal, em que as tendências profissionais são tidas como supostamente
mesmas, desvendar a lógica da profissão e que dão sentido ao fazer profissional.
paritárias, mascarando os desiguais arcos de influência que exercem na profissão, os
diferentes vínculos que estabelecem com projetos. b) O Serviço Social participa tanto do processo de reprodução dos interesses de
preservação do capital, quanto das respostas às necessidades de sobrevivência dos que
vivem do trabalho. Não se trata de uma dicotomia, mas do fato de que ele não pode eliminar
essa polarização de seu trabalho.
SIMULADO
c) A prática do assistente social não pode ser polarizada pelos interesses de classes
sociais, pois no processo de reprodução das relações sociais, ao profissional cabe dar as
respostas adequadas para a preservação do capital, de modo que este consiga atender as
1. 2016/CESPE/INSS. Acerca do serviço social como profissão, julgue o item necessidades sociais.
seguinte. Para a compreensão do significado do serviço social como profissão, é
d) A atuação do assistente social deve ser guiada, sobretudo pela dimensão subjetiva, ou
necessário considerá-lo no processo de reprodução das relações sociais, a partir de
seja, depende do modo como o profissional constrói sua intervenção, atribui-lhe significado,
sua inserção na sociedade, ultrapassando-se a análise de profissão em si mesma.
confere-lhe finalidades e uma direção social.
Certo / Errado
e) O profissional deve ter consciência que no processo de institucionalização de
legitimação da profissão, não participa do processo de reprodução dos interesses de
preservação do capital e sim, das respostas às necessidades de sobrevivência dos que
2. 2016/FCC/Prefeitura de Teresina-PI. A abordagem histórica sobre o processo de
vivem do trabalho.
produção e reprodução das relações sociais com fundamento em referencial da
teoria marxiana ofereceu o percurso metodológico e o arsenal de categorias teóricas
na análise do significado social da profissão. Frente a essa análise:
4. 2016/UFMA/UFMA. Segundo Yazbek (2009, p.126), “[...] o significado social da
a) reafirma-se o caráter endógeno predominante nas interpretações da profissão. profissão só pode ser desvendado em sua inserção na sociedade, ou seja, a análise
da profissão, de suas demandas, tarefas e atribuições em si mesmas não permitem
b) constata-se que a mesma é elaborada como parte do acúmulo crítico construído a partir
desvendar a lógica no interior da qual essas demandas, tarefas e atribuições ganham
do Serviço Social norte americano.
sentido”. Dessa forma, para compreender o Serviço Social, é necessário:
c) explica-se a ênfase na harmonia social e na perpetuação da ideologia dominante.

d) incorporam-se habilidades e competências que permitem o desenvolvimento de uma a) Ultrapassar a análise da profissão em si mesma, para situá-la no contexto das relações
prática humanista e libertária. que constituem a sociedade capitalista, no processo de produção e reprodução das
relações sociais.
e) afirma-se e fundamenta-se o caráter contraditório do exercício profissional, indissociável
das relações e interesses de classes e de suas relações com o Estado.
b) Considerar as origens do Serviço Social tradicional para compreender a reprodução das
primeiras formas de intervenção que se sustentam na contemporaneidade.

27 28
b) a necessidade de conhecermos a verdade sobre a vida e o cotidiano dos usuários é que
c) Analisar a teoria e a metodologia do Serviço Social como estratégia de legitimação da atribui a dimensão investigativa à condição de ser um dos pilares da prática profissional.
sociedade capitalista.
c) a pesquisa é uma dimensão entre o saber e a realidade, por isso, seu resultado é
d) Identificar as demandas e particularidades do trabalho profissional e apresentar permanente, totalitário e a-histórico.
alternativas para o seu aperfeiçoamento no cotidiano.
d) na realização da entrevista está presente a dimensão investigativa.
e) Promover a organização dos trabalhadores, a fim difundir as práticas assistencialistas,
fundadas no paternalismo e no clientelismo. e) no Serviço Social, a pesquisa fornece subsídios para que o assistente social identifique
a homogeneidade e a linearidade das expressões da questão social e proponha projetos
5. 2016/CESPE/INSS. Julgue o item subsequente. O serviço social foi reconhecido de pesquisa capaz de eliminá-las.
nos estatutos legais e éticos como profissão liberal, no entanto, o assistente social,
na condição de trabalhador assalariado, não dispõe de total autonomia na efetivação 8. 2016/CESPE/DPU. Acerca da dimensão investigativa, julgue o item subsecutivo. A
do seu exercício profissional. natureza investigativa das competências profissionais materializa-se somente a
partir da realização de pesquisa relacionada aos objetos de intervenção profissional.
Certo / Errado
Certo / Errado

6. 2016/PREFEITURA DE FORTALEZA-CE/PREFEITURA DE FORATALEZA-CE.


Assinale a alternativa correta no tocante àquilo que corresponde a estes elementos
9. 2016/CESPE/DPU. Acerca da dimensão investigativa da intervenção profissional,
constitutivos do processo de trabalho: “são utilizados pelo assistente social como
julgue o item subsecutivo. Para fundamentar um estudo social, o assistente social
mecanismos necessários à realização do trabalho do profissional, podendo estar ao
deve buscar informações a partir da dinâmica da realidade social, política,
alcance ou alienado ao profissional, que deve criar estratégias para superar os
econômica e cultural, de maneira a provocar ações cotidianas que garantam e
limites e ampliar as possibilidades na instituição e suas potencialidades” (CAVALLI,
efetivem direitos.
2010).

Certo / Errado
a) Matéria-prima ou objeto num processo de trabalho.
b) Os meios ou instrumentos de trabalho.
c) Finalidade.
10. 2016/UFMA/UFMA. Assinale (V) Verdadeiro ou (F) Falso e marque a sequência
d) Produto.
correta, considerando a postura investigativa como constitutivo da intervenção
profissional, que se explicita:
7. 2016/ FUNIVERSA/IF-AP. Quanto à dimensão investigativa, é correto afirmar que:

a- ( ) Planejamento, implementação e avaliação


a) o Serviço Social contemporâneo coloca em relevo a pesquisa, ao afirmar essa prática
b- ( ) Visitas domiciliares, laudos e pareceres
como dimensão constituinte do exercício profissional, principalmente pela sua
c- ( ) Sistematização do trabalho profissional
potencialidade de formular respostas efetivas no atendimento das demandas institucionais.
d- ( ) Elaboração de uma teoria própria do Serviço Social

29 30
e- ( ) Formulação e execução de programas e projetos sociais

13. 2014/FGV/DPE-RJ.A partir dos trabalhos de Iamamoto, a profissão de Serviço


a) V, F, V, V, F d) V, V, V, F, V
Social é constituída de:
b) V, V, V, V, V e) F, F, F, F, V
c) F, F, F, V, V a) experiência compartilhada intersubjetivamente com os clientes e intervenção voltada
para a transformação social.
11. 2014/FCC/SABESP. A prática profissional do Serviço Social se afirma como uma b) realidade vivida/representada na consciência de seus agentes e atividade socialmente
instituição peculiar na divisão do trabalho. Para apreender esse significado supõe- determinada.
se:
c) mediação de conflitos institucionais e atividade reivindicada pelas classes trabalhadoras.

a) inseri-la no conjunto das relações sociais, o que lhe atribui um sentido histórico e nas d) realidade constituída na correlação de forças institucionais e ação focalizada nas
quais se torna possível e necessária. políticas sociais.

b) desvinculá-la do contexto social mais amplo, atribuindo-lhe o caráter mais humanista. e) experiência formulada pela ação católica e desenvolvida na vertente da modernização
conservadora.
c) elucidá-la acima da sociedade capitalista e atribuindo-lhe um significado generalista.

d) situar o Serviço Social na trajetória das lutas sociais com ênfase no ajustamento social.
14. 2016/CESPE/TRT8ª R. A função social da profissão do assistente social é:
e) considerá-la independente da consciência dos agentes profissionais.
a) a mitigação das desigualdades sociais.
b) o trato com as expressões da questão social.
12. 2014/CEPERJ/FSC. Tomando por base a análise realizada por Iamamoto (2009), c) a execução de serviços sociais.
pode-se compreender que as alterações verificadas nos espaços sócio ocupacionais d) a atuação clínica.
do assistente social estão relacionadas: e) a intervenção nos problemas sociais.

a) a processos sociais historicamente datados, expressando a dinâmica da acumulação, a


15. 2016/FUNRIO/IF-BA. O serviço social é uma profissão inserida na divisão social
composição do poder político e a correlação de forças em seu âmbito, refratando ainda as
e técnica do trabalho, como especialização do trabalho coletivo. É uma profissão
particulares condições e relações de trabalho prevalecentes na sociedade brasileira;
interventiva no âmbito da questão social, expressa pelas contradições do
b) a processos macrossociais que incidiram sobre o universo do trabalho na sociedade desenvolvimento do capitalismo monopolista. Esta concepção histórico-crítica da
pós-industrial, sendo agudizados a partir do regime de acumulação flexível profissão apreende as determinações, as condicionalidades, as legalidades, as

c) a processos ético-políticos gestados pelo movimento de renovação do Serviço Social mediações e as contradições que se interpõem ao exercício profissional. A busca

no Brasil que possibilitaram novas bases para a construção do projeto ético-político crítico; pela radicalidade, de ir à raiz dos processos sócio históricos que possibilitam a
emergência, o significado e o sentido da prática profissional, no plano da
d) a processos sociais historicamente datados, expressando a dinâmica da acumulação, a
consciência, procuram romper com a prática:
composição do poder político e a correlação de forças em seu âmbito, referindo-se a
condições sociais globais inscritas no âmbito do capital fetiche; a) imediatista.
b) assistencialista.
e) à autonomia e ao pleno desenvolvimento da profissão que permite que, no momento
c) metodológica.
presente, o Serviço Social tenha prestígio e reconhecimento pela classe trabalhadora.

31 32
d) histórica. políticas públicas, tanto para a afirmação da lógica da garantia dos direitos sociais, como
e) politizada. para a consolidação do projeto ético-político da profissão.

III. A autonomia profissional pode ser dilatada ou comprimida, dependendo das bases
16. 2016/IDECAN/PREFEITURA-NATAL-RN. Ao atuar na prestação dos serviços sociais que sustentam a direção projetada pelo profissional nas suas ações.
sociais vinculados às diversas políticas sociais, o assistente social se insere na
IV. A postulação da interdisciplinaridade como diretriz dos processos de trabalho nas
esfera das atividades que não estão vinculadas diretamente à produção material, já
políticas sociais, particularmente nos serviços sociais, tem exigido – em tempos de
que participa de atividades que estão na esfera da regulação das relações sociais.
acirramento de corporativismos e de busca pela expansão dos campos disciplinares –,
Isto pode ser posto na medida em que podemos observar a participação dos
cada vez mais, uma definição objetiva acerca do que compete aos diferentes profissionais.
profissionais de Serviço Social na criação de condições necessárias ao processo de
reprodução social, através de ações que tanto incidem sobre as condições de vida a) Apenas I, II e IV.
dos trabalhadores (saúde, alimentação, educação, habitação, lazer, dentre outros) b) Apenas I, III e IV.
quanto produzem efeitos ideológicos que reforçam (ou não) a aceitação das c) Apenas II e III.
condições de compra e venda da força de trabalho. Trata-se, portanto, de atividades d) Apenas II, III e IV.
que oferecem bens e recursos complementares à sobrevivência dos trabalhadores e e) I, II, III e IV.
que atendem às necessidades de normatização e controle dos comportamentos
sociais. Assim, o Serviço Social ocupa seu espaço em uma divisão específica, ao
18. 2016/ AMEO-SC/PREFEITURA DE PALMA SOLA-SC. Leia com atenção:
lado de outras profissões, participando da tarefa de implementação de condições
necessárias ao processo de reprodução social. Assinale a alternativa que descreve I - Consistente com o paradigma de desenvolvimento social, os assistentes sociais utilizam
corretamente a divisão que corresponde ao espaço ocupado pelo Serviço Social, ao uma gama de competências técnicas, estratégias, princípios e atividades em vários níveis
lado de outras profissões, participando da tarefa de implementação de condições do sistema, direcionados para a manutenção do sistema e / ou para a alteração do sistema;
necessárias ao processo de reprodução social, conforme contexto anterior.
II - A prática do Serviço Social abrange uma diversidade de atividades, incluindo várias
a) Divisão social e técnica do trabalho. formas de abordagem e aconselhamento, intervenção com pequenos grupos e trabalho
comunitário; elaboração de políticas, análise, defesa e intervenções políticas.
b) Divisão política e financeira do trabalho.

c) Divisão sindical e democrática do trabalho.


Sobre os itens acima:
d) Divisão metodológica e institucional do trabalho.
a) Apenas I está correto. c) Ambos estão corretos.

b) Apenas II está correto. d) Ambos estão incorretos.


17. 2016/AOCP/EBSERH. A respeito do trabalho do assistente social, analise as
assertivas e assinale a alternativa que aponta as corretas.

I. O desenvolvimento do pensamento social e a postulação de que a profissão se insere na 19. 2016/CESPE/INSS. Acerca do Serviço Social como profissão, julgue o item
divisão sociotécnica permitiram o avanço no debate relacionado à condição do assistente seguinte. O trabalho do assistente social como profissional, inscrito na divisão
social como trabalhador assalariado. sociotécnica do trabalho, insere-se no processo de mercantilização e valorização do
capital.
II. O trabalho desenvolvido pelos profissionais nas esferas de formulação, gestão e
execução da política social é peça importante para o processo de institucionalização das Certo / Errado

33 34
20. 2016/INAZ/PREFEITURA DE CRISTIANO OTONI-MG. Sendo o profissional
GABARITO
Assistente Social um trabalhador inserido na divisão social técnica do trabalho,
necessita de bases teóricas metodológicas, técnicas, ética políticas necessárias
para o seu exercício profissional. Neste sentido, observa-se que esse instrumental
técnico opera através da prática deste profissional que está relacionado:
1 CERTO 11 A
a) Através de ações de assistência social aos usuários;

b) Como política de mediação do atendimento social; 2 E 12 A

c) Como estratégia de realização de uma ação na prática profissional;


3 B 13 B
d) Como ação de intervenção no atendimento psicossocial;

e) Na viabilização de ações assistencialista em prol dos direitos sociais.


4 A 14 B

5 CERTO 15 A

6 A 16 A

7 D 17 E

8 ERRADO 18 D

9 CERTO 19 CERTO

10 D 20 CERTO

BIBLIOGRAFIA

VILELA, Marilda. Renovação e conservadorismo no serviço social. Capítulo II. 3ª ed. São
Paulo: Cortez, 1995. pp. 98 a 100.

35 36
37 38