Você está na página 1de 40

FÓRUM -A Metamorfose da Terra

2010/2012
Iniciação espiritual da Terra
Mudança de Frequência vibratória

Conferência por Luís Resina


(Cidadão do Kosmos)
A Era Solar que se aproxima

A cada feixe de sincronização galáctico de 5125 anos terrestres,


a informação das fontes galácticas é sincronizada para a Terra através do Sol.

5º e último Ciclo de Sincronização Galáctica 3113 A.C. – 2012 D.C.


Na Cosmologia Indiana corresponde à 4ª Idade a Kali Yuga ou Idade do Ferro

5 x 5125 = 25.625 anos (Grande Ano Sideral)


Ciclos do sistema Solar
Os Mayas
afirmavam
que o Sol,
a Terra e toda
a humanidade,
em conjunto,
vibram em
sintonia e são
influenciados
pelo pulsar de
uma radiação
cíclica vinda
do Coração
da Galáxia, em
cada 5125 anos.
A Era Solar que se aproxima
Astrónomos anunciaram
a descoberta de um feixe
modulado de energia, muito
alta, vindo do Espaço, que
varre a Terra com a
regularidade de um farol,
com uma intensidade 100 mil
vezes superior ao mais
potente até agora observado.
A Era Solar que se aproxima
O feixe tem origem num sistema binário, chamado LS 5039, formado por uma
estrela de neutrões azul maciça, vinte vezes maior do que o Sol.

Ambos formam o que os cientistas chamam de um "relógio cósmico".


A descoberta abre o caminho para uma melhor compreensão
da dinâmica destes sistemas binários.

Na nossa galáxia, mais de 80% das estrelas são membros de sistemas


múltiplos constituídos de várias estrelas em órbita umas das outras.
Estrelas isoladas, como o Sol, são minoria.

A equipe do Observatório Hess High Energy Stereoscopic System,


instalado na Namíbia descobriu emissão de raios gama, cuja intensidade é máxima quando
o objecto compacto está à frente da estrela e mínimo, mas não nulo, quando está atrás.
A Era Solar que se aproxima
Esta emissão gama teria origem
na interacção violenta entre
o objecto compacto e o vento
estelar um fluxo de partículas
aceleradas na atmosfera da
estrela e responsável, no caso
do Sol, pelas tempestades
magnéticas e as auroras boreais.

A modulação observada
teria origem na modulação,
ao longo da órbita, dos processos
de aceleração das partículas.
A Era Solar que se aproxima
"É a primeira vez que
acontece na história
da astronomia raios gama
constituídos de energia
muito alta numa
experiência repetida de
aceleração de partículas
num ambiente
determinado", disse
Mathieu de Naurois,
Laboratório de Física
Nuclear e de Altas
Energias, em Jussieu.
A Era Solar que se aproxima
Fruto de uma iniciativa
franco-alemã, o observatório
HESS, instalado na Namíbia,
permitiu à pesquisa europeia
um importante avanço
sobre os Estados Unidos
no terreno da astrofísica
das altas energias.

Os quatro telescópios
do HESS permitiu que
fossem descobertas mais
de 40 fontes de radiação
de alta energia,.
Erupção Solar – Setembro 2008
Foto: NASA 1000 graus Kelvin equivalem, mais
ou menos, a 700 graus centígrados O satélite espacial STEREO
registou uma magnífica
erupção na superfície solar,
no dia 29 de Setembro
de 2008. As proeminências
que se vêem são nuvens
de gás, relativamente frias,
controladas por forças
magnéticas. O fenómeno
durou várias horas até
se dissipar em direcção
ao espaço. A nuvem
de energia era composta
por partículas de Helium,
ionizadas, e encontravam-se
a uma temperatura de,
aproximadamente,
60 mil graus, Kelvin…
2012 - A Festa Cósmica para a Era de Luz

Início do último Ciclo Maya - 13 Agosto 3113 A.C.


Final do último Ciclo Maya – 2012 D.C.
13 Ciclos de Baktun 1 Baktun = 394 anos (144000 dias)

O último Baktun iniciou-se em 1618


Em cada 10700 anos, aproximadamente, o nosso sistema solar atravessa
uma faixa no espaço sideral durante cerca de 2100 anos (o correspondente
a uma sub-Era astrológica). Esta faixa altamente carregada de partículas
é conhecida por cinturão de fótons. Esta energia emanada pelo cinturão
de fótons corresponde à energia do Universo, designada por alguns como Espírito Santo,
que emana do eixo vertical do Centro Galáctico.
A espiral de Alcione Constelação
das Plêiades

O Cinturão de Fótons foi


detectado pela primeira
Alcione vez em 1961, através
de instrumentos mantidos
por satélites. Nos anos
Merope seguintes, a humanidade
Maia começou a transferir o foco
Taigeta
da sua consciência para fora
Electra
do planeta Terra, quando
os primeiros astronautas
Coele pousaram na Lua.
Atlas “The Photom Belt Story”, Shirley Kemp

Faixa do Cinturão
de Fótons
Nosso
SOL
O fóton é um quantum de energia
electromagnética com massa zero,
sem carga eléctrica, e com uma vida
indefinidamente longa.
Mais informação: “Holographic Universe”, Talbot
2012 - Alinhamento com o Eixo Galáctico
Diagrama das posições
do Ponto Vernal na relação
com o Equador Galáctico

No final do Ciclo, o nosso


Sistema Solar, o nosso
Sol e a Terra deslocam-
-se para um alinhamento
com o núcleo da
nossa Galáxia, mais
precisamente, alinham
com o Equador Galáctico
em cada 26000 anos
Grande ciclo de 13 “Baktunes”
O princípio do “Grande Ciclo”
Maya (5125 anos) terá tido
3113 A.C. 2012 D.C. o seu começo entre 6 e 13 de
2718 A.C. 1618 D.C. Agosto, de 3113 A.C., do nosso
calendário. Na cronologia Maya
esta cifra escreve-se do seguinte
2324 A.C. 1224 D.C. modo: 13.0.0.0.0. e repetir-se-á
em 21 de Dezembro de 2012 D.C.
Isto quer dizer que entre a
1930 A.C. 830 D.C. primeira cifra de 13.0.0.0.0.,
e a segunda com o mesmo valor,
terão decurrido 13 ciclos de cerca
de 400 anos cada um, prefazendo
1536 A.C. 435 D.C.
um total de cerca de 5125,
que é o ciclo completo. A estes
ciclos os Mayas chamaram-lhes
1141 A.C. 41 D.C.
“Baktunes” e o coeficiente 13
refere-se à culminação de um
747 A.C. 353 A.C.
“Grande Ciclo” de 13 “Baktunes”.
De acordo com o livro “O Factor Maya”, de José Arguelles
Ciclos e Eras
O Sol passa por este cinturão duas vezes durante o ciclo maior de 26000 anos,
nas sub-Eras de Leão e Aquário. Este é o tempo que o Sol leva à volta de Alcione
(dia galáctico) estrela de maior grandeza situada na Constelação das Pleiades.

Alcione, Maia e o Sistema Solar irão alinhar-se no final do Calendário Maya – Sincronização
com o Centro galáctico (o Orgasmo Cósmico da Terra). O Sol gira como a oitava
estrela da espiral pleidiana, e as plêiades giram em espiral dentro da galáxia,
enquanto a galáxia gira em torno do seu eixo (buraco negro galáctico).

Nesta Nova Era, a consciência deveria mover-se


de uma perspectiva heliocêntrica para uma Consciência Galáctica.
Ciclos e Eras
Cada sub-Era de 2160 anos corresponde a um signo ou faixa zodiacal de 30º.
2160 x 12= 25 920 anos.
Cristo e Buda estiveram ligados à sub-Era de Peixes pelo seu trabalho ligado
à compaixão e à difusão do Amor universal e incondicional.
Na sub-Era de Aquário na qual estamos agora a entrar, a tónica será colocada
na expressão de uma mente iluminada em sintonia harmónica com o coração.

Para os Mayas, esta Era corresponde à Era da Luz e ao fim do Ciclo do Materialismo.
Na tradição portuguesa isso corresponde à Idade do Espírito Santo e ao V Império Universal,
de que falava o Padre António Vieira, Fernando Pessoa e Agostinho da Silva.
Ciclos e Eras

Consequências deste final de Ciclo:


Transformação da nossa Civilização baseada no medo
para uma vibração mais elevada e harmónica.

A profecia Maia fala acerca do “Tempo do Não-Tempo”.


Um período de 20 anos, que chamam “Katún”.
Corresponde aos últimos 20 anos do Ciclo Maya (1992 – 2012) O tempo do acordar!.
O tempo-do-não-tempo
2009/2013
A ficção do dinheiro existe desde o Ciclo babilónico
(o início da idade do ferro) que faz já 5000 anos de História.

Para a perspectiva materialista ”Tempo é dinheiro”; no 3º Milénio este lema


deveria ser substituído por outro “Tempo é Arte”. A criatividade humana
deverá sobrepor-se à máquina, ao consumo desenfreado, à manipulação
do capital e à concorrência desleal que gera o desemprego.

Ou criamos as condições para se instalar um Neo-Humanismo assente


na relação harmónica com o Cosmos e com a Terra, ou o nosso desequilíbrio
perpetuado a vários níveis se tornarão cada vez mais desastrosos.

Sim, 2009 é o ano da grande divisão:


polaridade: medo/consciência
2010/2013
Mas é a crise financeira que finalmente começou a fazer as pessoas
pensarem seriamente – o velho mundo está realmente morrendo.

Vamos morrer com ele ou escolheremos o novo?


A Humanidade está pouco disposta a educar-se para a mudança.
Reforçada pelo mito do progresso, pensa que o crescimento da prosperidade
por si só é o maior valor e índice de superioridade. A natureza do materialismo
e economia de consumo, bem como as forças de marketing e propaganda
que manipulam a mente da massa a favor deste sistema, levam-nos a crer
que esta forma de viver é o único futuro da Humanidade.
Por esta razão, quando há depressão económica existe também
um ar de desesperança e até de pânico.
Mas este é, primeiramente, um problema dos países ricos”.
2010/2013

O advento da consciência n 1º quartel deste Milénio implica


no sentido positivo um deslocamento quântico irreversível para a inteligência
colectiva da mente planetária (alinhamento ou sincronização
com o Logos planetário) e a consequente ascensão espiritual.

A Humanidade terá escolha.


Poderá se manter nos velhos valores do materialismo, ganância, neurose
e comportamento destrutivo – ou pode escolher conceber que agora é tempo
de desenvolver e manter valores de sincronicidade, criatividade, purificação espiritual
e estilo de vida simplificado, auto-sustentável de não-violência.
2010/2013
“Tal como acontece com toda a experiência humana, é o que fazemos
com as condições que se nos apresentam que dita a fase seguinte
das nossas vidas”. Citado por Gregg Braden
-“O Mistério de 2012” publicado pela Editora Sinais de Fogo

“Quando os velhos ciclos chegam ao fim e os novos se iniciam, partilhamos


a rara oportunidade de reinicializar o curso dos nossos percursos pessoais
e globais em direcção ao futuro. Podemos igualmente descobrir que agora
é a ocasião perfeita para o fazer, muito antes da chegada da janela de 2012.
Tal como acontece com qualquer janela de oportunidade de mudança,
o poder da oportunidade começa pelo reconhecimento que é possível uma escolha”...
“As escolhas que fazemos em qualquer momento das nossas vidas
podem alterar para sempre o curso de um determinado ciclo.
Quando isso acontece, damos início a novos padrões de um novo ciclo (Idem…).

.
2010/2013
A abordagem a este novo tipo de consciência, que se pretende vir a mostrar-se
como uma alternativa a um materialismo que tem vindo a exaurir os recursos,
não só do planeta como do próprio ser humano, será feita por diversos oradores
de renome nas mais variadas áreas. O objectivo é intuirmos as grandes ideias centrais
que servirão de alternativa à crise global , não confinada apenas
ao campo económico, mas também sentida na área social,
dos valores humanos e nomeadamente na implementação de uma nova espiritualidade.

É urgente a construção rápida de novos paradigmas


através da prática de um Neo-humanismo assente na Ecologia do Ser,
o que implica uma maior solidariedade entre grupos económicos, políticos,
sociais e religiosos subordinados a uma Espiritualidade Universal.
Ciclos Planetários

Júpiter ÎPlutão 12-13 anos Crises e transformações ao nível das crenças e dos ideais
Júpiter ÎNeptuno 13 anos Idealismo e expectativas acima da média, solidariedade e paz
Júpiter ÎUrano 14 anos Ideias revolucionárias, avanços técnicos e científicos
Júpiter ÎSaturno 20 anos Organização social, regras, leis e educação
Saturno ÎPlutão 33 anos Crises sociais e económicas, reestruturação do poder social
Saturno ÎNeptuno 35 anos Novo ciclo de interacção entre o realismo e o idealismo
Saturno ÎUrano 45 anos Reformas e revoluções sociais, tensão entre o novo e o velho
Urano ÎPlutão 110-120 anos Transformações radicais na sociedade, revoluções
Urano ÎNeptuno 175 anos Intercâmbios de Culturas, novos ideais colectivos, globalização
Neptuno ÎPlutão 450-500 anos Grandes Ciclos Civilizacionais, Fusões culturais, transformações
profundas nos ideais colectivos.
2009 em destaque

O alerta do colapso da crise económica foi dado no verão de 2007 com o aspecto
Ï
° ²h
b
Saturno em Leão em oposição a Neptuno em Aquário

O fenómeno de maior impacto na economia após 1929-30 foi


o ingresso de
¿Plutão emg Capricórnio em 2008/09
2009 em destaque

O FENÓMENO OBAMA
Ï
±i °c
Urano em Peixes em oposição a Saturno em Virgem

Remete-nos à geração revolucionária dos anos 60


(a Década das grandes transformações sociais).
A crise revolucionária dos anos 60

Ï
°i ±¿c
Saturno em Peixes em oposição
a Urano e Plutão em Virgem
2009 em destaque

TRIPLA CONJUNÇÃO EM 2009

¯ Îì Î ²h
Conjunção de Júpiter, Kiron e Neptuno em Aquário
2010/2013
Júpiter em conjunção com Neptuno em Aquário 2009
Consciencialização dos grandes problemas mundiais, o poder da fé no pensamento

Saturno em Balança quadratura


a Plutão em Capricórnio finais de 2009
Primeiro balanço realista das estruturas políticas e económicas que gerem
os recursos planetários. Crises económicas, problemas com o degelo,
gestão apertada do poder e do controle.

Ingresso de Urano em Carneiro 2010;


Júpiter conjunção com Urano em Peixes 2010
A Década das Grandes Revoluções: o reconhecimento do poder
da Consciência como agente criativo da Realidade;
Individualismo Iluminado versus Individualismo caótico.
2009/2010

OUTUBRO/NOVEMBRO DE 2009

°ingressa em Balança e faz Ñ (90º) a Plutão¿em Capricórnio


Saturno
2010

JUNHO DE 2010

Em Carneiro temos o ingresso e a conjunção


de Júpiter
¯ e Urano
±
2010

JUNHO DE 2010
¿ Neste ano começa
a formar-se uma
Cruz em “T”
¯± ° ¯
entre Júpiter °
Saturno
Urano ± ¿
e Plutão
que se estende até 2011
2010/2013
Saturno em Balança oposição a Urano em Carneiro,
quadratura a Plutão em Capricórnio 2010
Revoluções entre o novo e o velho, necessidade de reconstruir
novas estruturas

Júpiter em Carneiro oposição a Saturno em Balança


quadratura a Plutão em Capricórnio 2011
Continuação do conflito entre as novas e as velhas estruturas sociais;
a reintegração do aspecto Individual face ao Colectivo

Urano em Carneiro quadratura a Plutão em Capricórnio 2012-2017


O despertar espiritual que pode transformar a sociedade. A criatividade e a liberdade
individual geradas nos planos mais subtis serão postas ao serviço da colectividade, mas estarão
em tensão com o poder ditatorial e cristalizado das forças da matéria ainda não despertas.

Outras possibilidades:
Transformação radical das consciências individuais, Iniciação Planetária
2010/2013

Aquário
A identificação do propósito baseado no conhecimento revelado,
associação livre e consciente. Cooperação grupal em vez de competição.
O servidor do Mundo. A rede aérea do aguaceiro.
A Era de Aquário é uma era de Amor-Sabedoria expressa no mundo exterior
pelo equilíbrio entre a mente concreta, ligada à ciência e à tecnologia,
com o coração e o sentimento. Combinação e sintetização das ideias,
distribuição e difusão através de uma estrutura ordenada.
Desprendimento e impessoalidade amorosa.
Transmutação dos desejos e valores para maior expressão do Eu Superior.
A significação, a beleza e a função do grupo.
2010/2013

Muitas das questões que se podem colocar


neste novo ciclo são por exemplo:

Qual o papel do Estado na economia nacional e colectiva?


Quais os relacionamentos entre classe política e a classe económica?
Como utilizar o poder político e económico
em favor das grandes questões colectivas?
Qual a relação do poder económico com a Ecologia,
como é que podemos contribuir para uma Nova Ordem Mundial?
Porque é que as grandes questões filosóficas ou espirituais
estão afastadas do poder político?
2010/2013

Nesta época iremos ter a necessidade


de reequilibrar o binómio Espírito-Matéria.
Irão aparecer novos sistemas de governação: se não resolvermos a integração
deste binómio voltaremos aos totalitarismos assentes no controle e na matéria
– o reino profético do anti-cristo; se por outro, aliarmos a ciência à espiritualidade
teremos a possibilidade de uma sociedade governada com base na ética
e nos princípios ou leis da natureza – a realização da energia Crística grupal.

Para que haja um reequilíbrio à escala mundial, os governantes dos chamados países
desenvolvidos terão de integrar princípios éticos e espirituais que possam ser aplicados
quer ao nível da economia local e mundial, quer ao nível da integração multireligiosa,
multiracial, crenças e costumes de cada povo ou etnia.
2010/2013

Nos últimos decénios há porém duas épocas de especial relevo,


no que diz respeito à emanação da energia aquariana sobre o nosso planeta,
refiro-me a Fevereiro de 1962, altura em que estiveram alinhados
os sete planetas tradicionais no signo de Aquário e os anos
que medeiam entre 1997 a 2012. Acontece que Júpiter e Urano
entraram em Aquário em 1997 e Neptuno permanece neste signo até 2012,
ano que coincide com o fecho de um grande ciclo do calendário da civilização Maia.

A Era de Aquário:
Expansão da consciência e do Ser, contacto directo com o simbólico ou transcendente
a sociedade dos indivíduos busca de novos paradigmas Nova Era,
religião pessoal e sincretismos simbólicos. O Deus imanente, o Self de Jung.
Júpiter conjunção com Saturno em 2020 a 0º 29' de Aquário
(após um ciclo de 800 anos)
2012
A Quadratura de Urano-Plutão irá liberar os poderes das conjunções de 1965-1966
do signo da Virgem, a explosão criativa da década de 60! Neptuno retorna
em 2011 ao seu ponto original após a sua descoberta em 1846.

Úrano em Peixes – as crenças utilizadas como forma de controlo são destrutivas para a Terra.

2012 – Final do Ciclo de 26 000 anos; final da 5ª Idade Maia, Início de um Novo Ciclo.
2012 é também um fecho de um Ciclo Maia de 104 000 mil anos,
composto por 4 Grandes Ciclos Maias. A Terra vai entrar no seu 5º Mundo.

Alcione, Maia e o Sistema Solar irão alinhar-se no final do Calendário Maia


– Sincronização com o Centro galáctico (o Orgasmo Cósmico da Terra).
O Sol gira como a oitava estrela da espiral pleidiana, e as plêiades giram em espiral
dentro da galáxia, enquanto a galáxia gira em seu eixo. O Sol orbita ao redor
de Alcione num ciclo de 26000 anos.
2012 A Festa Cósmica e o Colapso Quântico

Urano ± em Carneiro faz quadratura exacta Ñ (90º)


a Plutão ¿ em Capricórnio

Na Astrologia Maya segundo se diz, fecha-se um grande ciclo de Vénus


(26000x4=104000)
No momento em que a Vénus se esconde no horizonte ocidental,
a constelação das Plêiades nasce no horizonte oriental,
simultaneamente o Sol põem-se a ocidente
e a constelação de Orion nasce a oriente.
O Papel da Crise ao Nível Individual e Global
As mudanças externas que estamos a assistir no mundo funcionam
como um catalisador para as mudanças dentro de nós.

O próximo ponto de oportunidade de escolha em termos globais


é o desafio lançado pela profecia de 2012.

Os pressupostos e as demonstrações da física quântica, permitem-nos dizer, que os nossos


pensamentos, emoções e actos têm a capacidade de influenciar os átomos da matéria.

Dirigimo-nos para um ponto de convergência e de aglutinação


onde as coisas têm de ser transmutadas, o Status Quo, assente na Economia,
na Política, na Ciência e na Religião necessita de ser renovado urgentemente.
O estrangulamento do tempo, da economia, dos recursos naturais e de uma vida
desvinculada dos ritmos cósmicos tornar-se-á insustentável dentro de poucos anos,
a não ser, que voltemos rapidamente o nosso olhar para a Essência que sustêm o Mundo.
Essa essência apresenta-se sob a forma de Luz (informação e conhecimento),
Amor (coesão e sustentabilidade) e Partilha (abundância e alegria).
Estas serão as pedras basilares de uma "Ecologia do Ser" que precisa de ser
desenvolvida e partilhada para o início do “Grande Ciclo” que se avizinha.

O Papel do Sentimento, a Inteligência Emocional


Já foi provado por cientistas que a energia do coração humano gera um campo magnético
mais forte 5000 vezes que o cérebro. A emoção colectiva exerce efeito sobre o campo
geomagnético da Terra. Uma mudança no nosso modo de sentir a nós mesmo e ao colectivo,
possui o potencial para afectar o nosso mundo no sentido quer subjectivo quer objectivo.

Está na hora de cultivarmos e acordarmos o Espírito que reside em nós.