Você está na página 1de 10

Folha de Matemática Prof.

Tiago Machado
Teoria/Exercícios Conheça no curso
Matemática Passo a Passo! • pág. 1

Definição de logaritmo Entre a infinidade de valores possíveis para a base


Consideremos um número real positivo N e ponhamos ax = a, a Matemática só emprega, usualmente, dois:
N. O valor único, real, do expoente x que verifica a relação i. a = 10, logaritmos-vulgares ou logaritmos
anterior chama-se logaritmo do número N, na base a. decimais ou, ainda, logaritmos de Briggs. A
x = loga N (N > 0, a > 0 e a  1) equação exponencial correspondente é y =
10x. Denotaremos os logaritmos decimais
As restrições impostas à base do logaritmo (a > 0 e a  1) pela notação log, simplesmente. Então:
provêm das condições sobre a função exponencial e garan- x = log10 y = log y.
tem que o logaritmo exista e seja único.
A restrição de N > 0 é porque ax > 0 para todo valor de x  ii. a = e, sendo e um número irracional que vale
R. Dessa forma, temos também uma condição de existência aproximadamente e = 2,718281828459045... e cor-
para o logaritmando, que é N > 0. responde ao sistema neperiano (sistema natural,
Exemplos: sistema hiperbólico) exclusivamente empregado
log5 625 = 4, pois 54 = 625 nas investigações teóricas.
log10 0,01 = − 2, pois 10−2 = 0,01 A equação exponencial correspondente será y = ex.
log3 1 = 0, pois 30 = 1 Denotam-se os logaritmos neperianos, corrente-
mente, pela notação ln.
Função logarítmica Assim:
Consideremos a função exponencial x = ay (a  0, a  1). O x = loge y = ln y.
expoente y é um número relativo arbitrário, porém x será
sempre positivo. Aplicando a definição: Exercícios resolvidas
y = loga x 1) Calcule pela definição de logaritmo.
a) log2 128
b) log8 16
c) log25 0,008
d) log3 243
e) log10 0,0001
f) log0,5 8
g) log0,2 0,0016
h) log11 1331

a) log2 128 = x
2x = 128
2x = 27
Logo: x=7
b) log8 16 = x
Sistemas de logaritmos
8x = 16
O conjunto dos logaritmos de determinados números, to-
(2 ) = 24
3 x
mados em relação à certa base, denomina-se um sistema de
23x = 24
logaritmos.
Logo:
3x = 4 → x = 4/3

c) log25 0,008 = x
25x = 0,008
25x = 8 .
1 000
(52)x = 1 .
125
52x = 5−3
Logo:
2x = − 3
Obaricentrodamente.blogspot.com.br/2011/08/construcao- x=_ 3 .
da-primeira-tabua-de.html 2

Canal: http://www.youtube.com/c/matematicapassoapasso
CURSOS EXCLUSIVOS: http://www.matematicapassoapasso.com.br
Folha de Matemática Prof. Tiago Machado
Teoria/Exercícios Conheça no curso
Matemática Passo a Passo! • pág. 2

d) log3 243 = x c) Por definição o logaritmando e a base devem ser


3x = 243 positivos e, ainda, a base deve ser diferente de 1,
3x = 35 portanto:
Logo: 4−x>0
x=5 −x>−4
e) log10 0,0001 = x x<4
10x = 0,0001 x−2>0
10x = 10−4 x>2
Logo: e
x=−4 x−21
x1+2
f) log0,5 8 = x x3
0,5x = 8 Logo:
(1/2)x = 23 2<x<4ex3
(2−1)x = 23
2−x = 23 Propriedades gerais dos logaritmos
Logo: Os logaritmos considerados em uma base qualquer
−x=3 a, gozam de propriedades gerais:
x=−3 I) Em qualquer sistema de logaritmos, o loga-
ritmo da própria base é igual a 1.
g) log0,2 0,0016 = x loga a = 1
(0,2)x = 0,0016 Exemplos:
2 x = 16 . log2 2 = 1
10 10 000 log35 35 = 1
2 x = 2 4.
10 10 II) Em qualquer sistema de logaritmos, o logaritmo
Logo: de 1 é zero.
x=4 loga 1 = 0
Exemplos:
log5 1 = 0
h) log11 1331 = x log13 1 = 0
11x = 1331 log0,6 1 = 0
11x = 113
Logo: III) Se a > 1, os números maiores que 1 têm logarit-
x=3 mos positivos, já os números menores que 1 têm
logaritmos negativos.
2) Determine x para que estejam definidos: Exemplos:
a) log2 (x – 2) log3 10  2,0959
b) logx-2 3 log3 17  2,5789
c) logx-2 (4 – x) log3 0,5  − 0,6309
a) Por definição o logaritmando deve ser positivo, portanto: log3 0,7  − 0,32466
x−2>0
x>2 V) Os números negativos não têm logaritmos reais.
Exemplos:
b) Por definição a base deve ser positiva e diferente de 1, log5 (− 8) = Ǝ
portanto:
log3 (− 11) = Ǝ
x−2>0
log0,8 (− 1) = Ǝ
x>2
log0,2 (− 4) = Ǝ
e
x−21
IV) Quando a < 1, os números maiores que 1 têm
x1+2
logaritmos negativos, enquanto os números meno-
x3 res que 1 possuem logaritmos positivos.
Exemplos:

Canal: http://www.youtube.com/c/matematicapassoapasso
CURSOS EXCLUSIVOS: http://www.matematicapassoapasso.com.br
Folha de Matemática Prof. Tiago Machado
Teoria/Exercícios Conheça no curso
Matemática Passo a Passo! • pág. 3

log0,5 2  − 1 Característica e mantissa


log0,5 6  − 2,58496 Observando um sistema de logaritmos de base
log0,5 0,3  1,73697 qualquer a, vemos que só as potências inteiras da
log0,5 0,01  6,64386 base têm logaritmos inteiros:
loga an = n
VI) Quando a base a é maior do que 1 (a > 1), os logaritmos
variam no mesmo sentido dos números. Se N1 > N2, tere- Exemplos:
mos: log2 25 = 5
loga N1 > loga N2 log7 70,3 = 0,3
Se a é menor do que 1 (a < 1), os logaritmos variam no sen- log0,6 0,64 = 4
tido contrário. Quando N1 < N2, teremos:
loga N1 > loga N2 Qualquer número que não seja potência inteira da
Exemplos: base terá seu logaritmo constando de uma parte in-
log7 5 > log7 4 teira denominada característica do logaritmo mais
log0,6 5 < log0,6 4 uma parte fracionária ou decimal (menor que a uni-
dade), chamada mantissa do logaritmo.
Propriedades operatórias loga N = característica + mantissa
Os logaritmos possuem propriedades que permitem simpli-
ficar o cálculo de expressões numéricas. Logaritmos decimais
I) O logaritmo de um produto de n fatores é igual à Quando a base do sistema é a = 10, temos y = 10x
soma dos logaritmos dos fatores. que define os logaritmos decimais ou logaritmos
loga (y1y2y3...yn) = loga y1 + loga y2 + loga y3 + ... + loga yn vulgares. Estes têm propriedades notáveis que os
Exemplos: tornam de emprego obrigatório no cálculo numé-
log2 (2 ∙ 5 ∙ 3) = log2 2 + log2 5 + log2 3 rico.
log0,4 (11 ∙ 9 ∙ 7) = log0,4 11 + log0,4 9 + log0,4 7
Logaritmos decimais
II) O logaritmo de um quociente é igual a diferença entre o I) O logaritmo de qualquer potência de 10 é
logaritmo do dividendo e o logaritmo do divisor. o seu próprio expoente.
loga (y2/y1) = loga y2 – loga y1 Exemplos:
Exemplos: log 103 = 3
Log7 (13/5) = log7 13 – log7 5 log 107 = 7
Log0,1 (4/9) = log0,1 4 – log0,1 9 log 10-4 = − 4

III) O logaritmo de uma potência é igual ao produto do ex- II) A característica do logaritmo de um número N >
poente da potência pelo logaritmo da base da potência. 1, é o inteiro que representa o número de algaris-
loga yn = n ∙ loga y mos da parte inteira do número dado, diminuído
Exemplos: de uma unidade.
log8 34 = 4 ∙ log8 3 Exemplos:
log0,9 73 = 3 ∙ log0,9 7 log 20,8  1,318
2 algarismos – 1 = 1
IV) O logaritmo de uma raiz é igual ao quociente do loga- log 1024,96  3,0107
ritmo do radicando pelo índice do radical. 4 algarismos – 1 = 3

III) A característica do logaritmo decimal de um nú-


mero positivo menor que 1 é negativa e coincide
com o número de zeros que precedem seu pri-
meiro algarismo significativo.
Exemplos: Exemplos:
log 0,8  − 0,09691
log 0,03  − 1,52288
log 0,005  − 2,30103

Canal: http://www.youtube.com/c/matematicapassoapasso
CURSOS EXCLUSIVOS: http://www.matematicapassoapasso.com.br
Folha de Matemática Prof. Tiago Machado
Teoria/Exercícios Conheça no curso
Matemática Passo a Passo! • pág. 4

IV) Quando dois números diferem pela multiplicação por b) log 25


uma potência de expoente inteiro de 10, seus logaritmos 8
têm mantissas iguais. a) log 200 = log (2 ∙ 100) = log 2 + log 100 = log 2 +
Exemplos: log 102
log 3  0,477 = 0,301 + 2 = 2,301
log 30 = log 3 ∙ 10  1,477 b) log 25 = log 100 = log 100 – log 32 = log 102 – log
log 300 = log 3 ∙ 102  2,477 25
8 32
2
Mudança de base = log 10 – 5 ∙ log 2 = 2 – 5 ∙ 0,301 = 2 – 1,505 =
Existe uma propriedade dos logaritmos, denominada mu- 0,495
dança de base, que permite o cálculo do logaritmo em qual-
quer base a partir dos logaritmos decimais. Função logarítmica
A mudança de base é dada pela fórmula: Características e Ideias iniciais
Seja a função exponencial y = ax , com “a” > 0 e “a”
 1, a sua inversa chama-se função logarítmica e in-
dica-se y = loga x

Alguns exemplos de funções logarítmicas:


Exercícios Resolvidos
• f(x) = log5 x
1) Calcule pela definição de logaritmo.
• f(x) = log3 M
a) log2 128
• y = log 7
b) log8 16
• logE = 1,44 + 1,5 M
c) log25 0,008
a) Fazendo log2 128 = x
A função definida pela lei de formação f(x) = logax,
Por definição, teremos:
com a ≠ 1 e a > 0, denominada função logarítmica
2x = 128
de base “a”, e da definição decorre que, por exem-
2x = 27
plo:
Logo:
x=7
• A função f(x) = log3x é considerada uma
b) Fazendo, também, log8 16 = x, teremos: função logarítmica, pois a base “a”  1 e
8x = 16 “a” > 0.
(23)x = 24 • Já a função f(x) = log1x não é considerada
23x = 24 uma função logarítmica, pois a base “a” é
Assim: igual a 1 e por definição precisaríamos ter
3x = 4 “a”  1.
Portanto: • A função f(x) = log-5x também não é consi-
derada uma função logarítmica, pois a base
x= 4 .
3 “a” = –5 e por definição teríamos que ter
“a” > 0.
c) Mais uma vez, fazendo log25 0,008 = x, teremos:
25x = 0,008 Vejamos alguns exercícios que envolvem funções
25x = 8 . logarítmicas:
1000
x
25 = 1 . Exemplo 1
125 Sendo f(x) = log 3 x, determine f(81)
(5 ) = 5−3
2 x Solução
52x = 5−3 f(81) = log 3 81
Logo: Vejamos que log 3 81  3k = 81
2x = − 3 → x = − 3 . 3k = 81
2 3k = 34
2) As propriedades operatórias são úteis, pois podem facili- k = 4, assim log 3 81 = 4
tar alguns cálculos. Sabendo que log 2 = 0,301, calcule: Portanto, f(81) = 4
a) log 200

Canal: http://www.youtube.com/c/matematicapassoapasso
CURSOS EXCLUSIVOS: http://www.matematicapassoapasso.com.br
Folha de Matemática Prof. Tiago Machado
Teoria/Exercícios Conheça no curso
Matemática Passo a Passo! • pág. 5

Exemplo 2
Sendo f(x) = 2log 4 x², determine f(6)
Solução
f(6) = 2log 6 6²
Pelas propriedades dos logaritmos temos que 2. log 6 6²
f(6) = 2 . 2 log 6 6
Portanto, f(6) = 4

Funções logarítmicas e suas conexões


A aplicabilidade da teoria dos logaritmos e suas caracterís-
ticas em outras áreas do conhecimentos, visa agilizar cálcu-
los, bem como ampliar conhecimentos em assuntos especí-
ficos, vejam a seguir algumas conexões desse assunto da http://www.klickeducacao.com.br/materia/20/dis-
matemática. play/0,5912,POR-20-86-936-5738,00.html

Contextualizado resolvido 1 No intervalo ]–∞, 0] a função logarítmica não está


Um capital C é aplicado a uma taxa anual de 8%, com juros definida, ou seja, não existe logaritmos de núme-
capitalizados anualmente. Considerando que não foram ros reais negativos.
feitas novas aplicações ou retiradas, em quantos anos o ca- • No Intervalo ]0, 1[ o valor da função logarítmica
pital acumulado será o dobro do capital inicial? Considere é negativa:
M = C . (1 + i)t , em que M é o montante, C é o capital ini- • No Intervalo [1, +∞[ o valor da função logarít-
cial, i é a taxa de juros e t é o tempo. mica é positiva.
Use log 2 = 0,301 e log 1,08 = 0,033).
(A) Entre 8 e 9 anos (B) Entre 9 e 10 anos (C) Entre 10 e A partir do gráfico, e de forma generalizada para
11 anos (D) Entre 11 e 12 anos qualquer função logarítmica, podemos deduzir
também as seguintes características:
Resolução
C . (1 + i)t = M
C . (1 + i)t = 2C
(1 + i)t = 2
(1 + 0,08)t = 2
1,08t = 2

http://www.klickeducacao.com.br/materia/20/dis-
play/0,5912,POR-20-86-936-5738,00.html

O gráfico da função logarítmica passa sempre pelo


ponto (1,0).
• O gráfico nunca toca o eixo y e não ocupa pontos
dos quadrantes II e III.
• A função logb x é contínua, seu domínio é IR+* ,
portanto, todos os números reais positivos.
Contextualizado resolvido 2 • Seu conjunto de imagens é IR, isto é, todos os
A figura a seguir representa o gráfico de uma função loga- números reais.
rítmica. Se observarmos bem este gráfico veremos que so- • O logaritmo de 1 na base b é sempre 0.
bre o eixo x há três regiões ou intervalos diferentes:
I) Construindo o gráfico de f: IR+* → IR, com f(x) =
log2 x, obtemos:

Canal: http://www.youtube.com/c/matematicapassoapasso
CURSOS EXCLUSIVOS: http://www.matematicapassoapasso.com.br
Folha de Matemática Prof. Tiago Machado
Teoria/Exercícios Conheça no curso
Matemática Passo a Passo! • pág. 6

Como a base é 1/2, um número entre 0 e 1, então f


é decrescente.

Exercício Resolvido 1
Verifique se a função f(x) = log5 (3x – 6) é cres-
cente ou decrescente e determine o seu domínio

Solução
Como a base a = 5 > 1, a função é crescente
Existe loga b, se e somente se “a” e “b” > 0 e se a 
1, como a base a = 5, satisfaz a condição de exis-
tência, basta agora verificar se o logaritmando b
também satisfaz.
3x – 6 > 0  3x > 6  x > 2
Logo, D (f) = {x  IR | x > 2}

Da função logarítmica à função exponencial


f(x) = 2x
Imagem: Função crescente
Disponível em: http://www.profcardy.com/cardicas/gra-
fico-de-logaritmo.php

• Para b > 1, f(x) = logb x , f é crescente.

Como a base é 2, maior que 1, então f é crescente.

II) Como a base é 2, maior que 1, então f é crescente.


Construindo o gráfico de f: IR+* → IR, com f(x) = log1/2 x, ob-
temos:

Imagem: Gráfico de função exponencial


Fonte: do autor

A função f(x) = 2x é bijetora, pois:


a) é injetora, ou seja: elementos distintos pos-
suem imagens distintas.
b) É sobrejetora, pois o conjunto imagem coincide
com o seu contradomínio.
Assim sendo, a função exponencial é BIJETORA e,
portanto, admite uma função inversa, como vere-
mos a seguir

Vamos calcular a função inversa de f(x) = a x


Imagem: Função decrescente Vamos fazer f(x) = y  y = ax
Disponível em: http://www.profcardy.com/cardicas/gra- Invertendo x e y, temos x = ay
fico-de-logaritmo.php Aplicando loga aos dois membros da equação, log a
x = loga ay
Para 0 < b < 1, f(x) = logb x , f é decrescente.
Canal: http://www.youtube.com/c/matematicapassoapasso
CURSOS EXCLUSIVOS: http://www.matematicapassoapasso.com.br
Folha de Matemática Prof. Tiago Machado
Teoria/Exercícios Conheça no curso
Matemática Passo a Passo! • pág. 7

y = loga x Exercício resolvido 2


Assim, a inversa da função logarítmica f(x) = log a x é a fun- A altura média do tronco de certa espécie de ár-
ção exponencial f-1(x) = ax vore evolui segundo o modelo matemático h(t) =
1,5 + log3 (t + 1), com h(t) em metros e t em anos.
Gráfico da inversa da função logarítmica Se uma dessas árvores foi cortada quando seu
f(x) = 2x e g(x) = loga x troco atingiu 3,5 metros de altura, o tempo (em
anos) transcorrido da plantação ao corte foi:
(a) 9 (B) 8 (C) 5 (D) 4 (E) 2

Resolução
3,5 = 1,5 + log3 (t + 1)
3,5 – 1,5 = log3 (t + 1)
2 = log3 (t + 1)
Aplicando a definição de logaritmo temos:
32 = t + 1
9=t+1
t+1=9
t = 8 horas

Exercícios
(Gabarito Resolvido no Final da Folhinha)
Imagem: Inversa da função logarítmica
1. (Espcex (Aman) 2018) A curva do gráfico abaixo re-
Fonte: do autor
presenta a função 𝑦 = 𝑙𝑜𝑔4 𝑥

A figura representa f(x) como inversa de g(x) e vice-versa.


Note na figura a simetria dos gráficos em relação à reta “r”
que é a bissetriz dos quadrantes ímpares.

Exercício resolvido 2
Determine a inversa f-1 da função f(x) = log3 (4x – 1).
Resolução
Vamos fazer f(x) = y  y = log3 (4x – 1)
Invertendo x e y, temos x = log3 (4y – 1)
Fazendo log3 (4y – 1) = x e aplicando a definição de loga-
ritmo, temos
A área do retângulo 𝐴𝐵𝐶𝐷 é
a) 12.
b) 6.
c) 3.
3
d) 6 𝑙𝑜𝑔4 2.
e) 𝑙𝑜𝑔4 6.

3
2. (Pucsp 2018) As funções 𝑓( 𝑥) = 2 + 𝑙𝑜𝑔10 ( 𝑥 − 1) e
𝑔( 𝑥) = 𝑘⋅ 2(− 𝑥 +1) , com 𝑘 um número real, se intersec-
3
tam no ponto 𝑃 = (2,  2). O valor de 𝑔(𝑓( 11)) é
3√2
a) 4
.
3√3
b) .
4
2√3
c) .
3
4√2
d) 3
.

Canal: http://www.youtube.com/c/matematicapassoapasso
CURSOS EXCLUSIVOS: http://www.matematicapassoapasso.com.br
Folha de Matemática Prof. Tiago Machado
Teoria/Exercícios Conheça no curso
Matemática Passo a Passo! • pág. 8
3. (Mackenzie 2018) O valor do determinante c) 6.
1
0 𝑙𝑜𝑔3 3 𝑙𝑜𝑔1 d) 8.
33 e) 10.
|1 𝑙𝑜𝑔3 2 7 𝑙𝑜𝑔1 2 7 | é
3
0 𝑙𝑜𝑔3 8 1 𝑙𝑜𝑔3 2 43 10. (Ueg 2013) O gráfico da função 𝑦 = 𝑙𝑜𝑔(𝑥 + 1) é re-
a) 0 presentado por:
b) 1
c) −1
d) 3
1
e) 3

4. (Espcex (Aman) 2018) Resolvendo a equação 𝑙𝑜𝑔3( 𝑥 2 − 2𝑥 −


3) + 𝑙𝑜𝑔1( 𝑥 − 1) = 𝑙𝑜𝑔3( 𝑥 + 1), obtém-se a)
3
a) 𝑆 = {−1}.
b) 𝑆 = {4,5}.
c) 𝑆 = {6}.
d) 𝑆 = {∅}.
e) 𝑆 = {4}.
b)
5. (Ufrgs 2018) Se 𝑙𝑜𝑔3   𝑥 + 𝑙𝑜𝑔9   𝑥 = 1, então o valor de 𝑥 é
3
a) √2.
b) √2.
3
c) √3.
d) √3.
3
e) √9.

6. (Udesc 2018) O valor de 𝑥 ⋅ 𝑦 com 𝑥,  𝑦 ∈ ℤ, sabendo que


c)
𝑙𝑜𝑔2   (𝑥) + 𝑙𝑜𝑔4   (𝑦) = 2 e 2𝑥+𝑦 = 32, é igual a:
a) 4
b) 8
c) 2
d) 6
e) 10
d)
7. (Espcex (Aman) 2017) O número 𝑁 de bactérias de uma cultura
é dado em função do tempo 𝑡 (em minutos), pela fórmula 𝑁(𝑡) =
11. (Uepb 2012) A equação 𝑥 2 − 4𝑥 + 𝑙𝑜𝑔2( 𝑚 + 3) =
(2,5)1,2𝑡 . Considere 𝑙𝑜𝑔10 2 = 0,3, o tempo (em minutos) neces-
0 não admite solução real quando
sário para que a cultura tenha 1084 bactérias é
a) 𝑚 ≤ 12
a) 120
b) 𝑚 < 13
b) 150
c) 𝑚 < 10
c) 175
d) 𝑚 < 5
d) 185
e) 𝑚 > 13
e) 205

8. (Ufjf-pism 1 2017) Sejam 𝑎,  𝑏,  𝑐 e 𝑑 números reais positivos,


tais que 𝑙𝑜𝑔𝑏 𝑎 = 5, 𝑙𝑜𝑔𝑏 𝑐 = 2 e 𝑙𝑜𝑔𝑏 𝑑 = 3. O valor da expres-
𝑎 2 𝑏5
são 𝑙𝑜𝑔𝑐 é igual a:
𝑑3
a) 1
b) 2
c) 3
d) 4
e) 0

𝑦
9. (Ufrgs 2017) Se 𝑙𝑜𝑔5   𝑥 = 2 e 𝑙𝑜𝑔10   𝑦 = 4, então 𝑙𝑜𝑔20   é
𝑥
a) 2.
b) 4.

Canal: http://www.youtube.com/c/matematicapassoapasso
CURSOS EXCLUSIVOS: http://www.matematicapassoapasso.com.br
Folha de Matemática Prof. Tiago Machado
Teoria/Exercícios Conheça no curso
Matemática Passo a Passo! • pág. 9

Gabarito: Condições de existência:


𝑥 2 − 2𝑥 − 3 > 0,  𝑥 − 1 > 0 𝑒 𝑥 + 1 > 0.
Resposta da questão 1:
[B] De 𝑙𝑜𝑔3(𝑥 2 − 2𝑥 − 3) + 𝑙𝑜𝑔1(𝑥 − 1) = 𝑙𝑜𝑔3 (𝑥 + 1),
3
𝑙𝑜𝑔3(𝑥 2 − 2𝑥 − 3) − 𝑙𝑜𝑔3(𝑥 − 1) = 𝑙𝑜𝑔3(𝑥 + 1)
Sendo S a área do retângulo 𝐴𝐵𝐶𝐷, 𝑥 2 − 2𝑥 − 3
𝑆 = (8 − 2) ⋅ (𝑦𝐶 − 𝑦𝐷 ) 𝑙𝑜𝑔3 = 𝑙𝑜𝑔3(𝑥 + 1)
𝑥−1
2
𝑥 − 2𝑥 − 3
𝐶 é um ponto do gráfico da função 𝑦 = 𝑙𝑜𝑔4 𝑥, logo, = 𝑥+1
𝑥−1
2
𝑦𝐶 = 𝑙𝑜𝑔4 8 𝑥 − 2𝑥 − 3 = (𝑥 + 1) ⋅ (𝑥 − 1)
𝑦𝐶 = 𝑙𝑜𝑔22 23 𝑥 2 − 2𝑥 − 3 = 𝑥 2 − 1
1 −2𝑥 − 3 = −1
𝑦𝐶 = 3 ⋅ 𝑙𝑜𝑔2 2
2 𝑥 = −1
3 𝑥 = −1 não convém, pois −1 − 1 < 0.
𝑦𝐶 =
2
Portanto, 𝑆 = ∅.
𝑦𝐷 = 𝑦𝐴 e 𝐴 é um ponto do gráfico da função 𝑦 = 𝑙𝑜𝑔4 𝑥, logo,
𝑦𝐴 = 𝑙𝑜𝑔4 2
Resposta da questão 5:
𝑦𝐴 = 𝑙𝑜𝑔22 2
[E]
1
𝑦𝐴 = 𝑙𝑜𝑔2 2
2 De 𝑙𝑜𝑔3 𝑥 + 𝑙𝑜𝑔9 𝑥 = 1, temos:
1 1
𝑦𝐴 = ⇒ 𝑦𝐷 = Condição de existência: 𝑥 > 0.
2 2
𝑙𝑜𝑔3 𝑥 + 𝑙𝑜𝑔9 𝑥 = 1
Assim, 𝑙𝑜𝑔3 𝑥 + 𝑙𝑜𝑔32 𝑥 = 1
3 1 1
𝑆 = (8 − 2) ⋅ ( − ) 𝑙𝑜𝑔3 𝑥 + 𝑙𝑜𝑔3 𝑥 = 1
2 2 2
𝑆 = 6⋅1 2 𝑙𝑜𝑔3 𝑥 + 𝑙𝑜𝑔3 𝑥
=1
𝑆=6 2
3 𝑙𝑜𝑔3 𝑥 = 2
2
Resposta da questão 2: 𝑙𝑜𝑔3 𝑥 =
3
[A] 2
𝑥=3 >0 3
3
Considerando que o ponto 𝑃 pertença ao gráfico da função 𝑔, te- 𝑥 = √32
3
mos: 𝑥 = √9
3 3 1 3
𝑔(2) = ⇒ 𝑘 ⋅ 2(−2+1) = ⇒ 𝑘 ⋅ = ⇒ 𝑘 = 3
2 2 2 2 Resposta da questão 6:
[A]
Logo 𝑔( 𝑥) = 3 ⋅ 2(− 𝑥 +1) ,
Tem-se que
3 5
𝑓( 11) = + 𝑙𝑜𝑔10( 11 − 1) = , portanto:
2 2
2𝑥+𝑦 = 32 ⇔ 2𝑥+𝑦 = 25 ⇔ 𝑦 = 5 − 𝑥.
5 3
5 (− +1) 3 3√2
𝑔(𝑓( 11)) = 𝑔 (2) = 3 ⋅ 2 2 = 3 ⋅ 2−2 = =
√ 23 4 Logo, vem
𝑙𝑜𝑔2 𝑥 + 𝑙𝑜𝑔4 𝑦 = 2 ⇔ 𝑙𝑜𝑔2 𝑥 + 𝑙𝑜𝑔22 ( 5 − 𝑥) = 2
Resposta da questão 3: 1
   ⇔ 𝑙𝑜𝑔2 𝑥 + ⋅ 𝑙𝑜𝑔2( 5 − 𝑥) = 𝑙𝑜𝑔2 4
[C] 2
   ⇔ 𝑙𝑜𝑔2 𝑥 2 + 𝑙𝑜𝑔2( 5 − 𝑥) = 𝑙𝑜𝑔2 1 6
Calculando:    ⇔ 𝑙𝑜𝑔2 𝑥 2 ⋅ (5 − 𝑥) = 𝑙𝑜𝑔2 1 6
1    ⇔ 𝑥 3 − 5𝑥 2 + 16 = 0.
0 𝑙𝑜𝑔3 3 𝑙𝑜𝑔1 3
3 0 1 1
|1 𝑙𝑜𝑔3 2 7 𝑙𝑜𝑔1 2 7 | = |1 3 −3| = 4 − 5 = −1 Por inspeção, concluímos que 𝑥 = 4 é raiz. Assim, pelo
3
0 4 5 dispositivo de Briot-Ruffini, temos
0 𝑙𝑜𝑔3 8 1 𝑙𝑜𝑔3 2 43 4 1 −5 0 16
1 −1 −4 0
Resposta da questão 4:
[D] Donde segue que 𝑥 3 − 5𝑥 2 + 16 = (𝑥 − 4)(𝑥 2 − 𝑥 −
4) = 0. Por conseguinte, a única raiz inteira é 𝑥 = 4, o
𝑙𝑜𝑔3(𝑥 2 − 2𝑥 − 3) + 𝑙𝑜𝑔1 (𝑥 − 1) = 𝑙𝑜𝑔3(𝑥 + 1) que implica em 𝑦 = 1.
3
A resposta é 4 ⋅ 1 = 4.

Canal: http://www.youtube.com/c/matematicapassoapasso
CURSOS EXCLUSIVOS: http://www.matematicapassoapasso.com.br
Folha de Matemática Prof. Tiago Machado
Teoria/Exercícios Conheça no curso
Matemática Passo a Passo! • pág. 10
Resposta da questão 7:
[C]

𝑁(𝑡) = (2,5)1,2𝑡
1084 = (2,5)1,2𝑡
𝑙𝑜𝑔 1 084 = 𝑙𝑜𝑔( 2,5)1,2𝑡
10
84 𝑙𝑜𝑔 1 0 = 1,2 ⋅ 𝑡 ⋅ 𝑙𝑜𝑔 ( )
4
84 = 1,2𝑡 ⋅ (𝑙𝑜𝑔 1 0 − 𝑙𝑜𝑔 4)
70 = 𝑡 ⋅ (1 − 2 ⋅ 𝑙𝑜𝑔 2)
70 = 𝑡 ⋅ (1 − 2 ⋅ 0,3)
70
𝑡=
0,4
𝑡 = 175 minutos

Resposta da questão 8:
[C]

Calculando:
𝑎2 𝑏 5
𝑙𝑜𝑔𝑐 3 = 𝑙𝑜𝑔𝑐 𝑎2 𝑏 5 − 𝑙𝑜𝑔𝑐 𝑑3
𝑑
= (𝑙𝑜𝑔𝑐 𝑎2 + 𝑙𝑜𝑔𝑐 𝑏 5 ) − 𝑙𝑜𝑔𝑐 𝑑3 =
= (2 𝑙𝑜𝑔𝑐 𝑎 + 5 𝑙𝑜𝑔𝑐 𝑏) − 3 𝑙𝑜𝑔𝑐 𝑑
𝑙𝑜𝑔𝑏 𝑎 𝑙𝑜𝑔𝑏 𝑏 𝑙𝑜𝑔𝑏 𝑑
= (2 ⋅ +5⋅ )−3⋅ =
𝑙𝑜𝑔𝑏 𝑐 𝑙𝑜𝑔𝑏 𝑐 𝑙𝑜𝑔𝑏 𝑐
5 1 3 5 9 15 9 6
= (2 ⋅ 2 + 5 ⋅ 2) − 3 ⋅ 2 = (5 + 2) − 2 = 2 − 2 = 2 = 3

Resposta da questão 9:
[A]

𝑙𝑜𝑔5   𝑥 = 2 ⇒ 𝑥 = 52 ⇒ 𝑥 = 25
𝑙𝑜𝑔10   𝑦 = 4 ⇒ 𝑦 = 104 ⇒ 𝑦 = 10000
𝑦 10000
𝑙𝑜𝑔20   𝑥 = 𝑙𝑜𝑔20   25 = 𝑙𝑜𝑔20   400 = 2

Resposta da questão 10:


[D]

A raiz da função 𝑦 = 𝑙𝑜𝑔( 𝑥 + 1) é tal que

𝑙𝑜𝑔( 𝑥 + 1) = 0 ⇔ 𝑥 + 1 = 100 ⇔ 𝑥 = 0.

Daí, o gráfico intersecta o eixo das abscissas no ponto (0,  0).

Portanto, a alternativa correta é a [D], cujo gráfico passa pela ori-


gem.

Resposta da questão 11:


[E]

A equação não possui solução real se, e somente se, seu discrimi-
nante for negativo, ou seja,

(−4)2 − 4 ⋅ 1 ⋅ 𝑙𝑜𝑔2( 𝑚 + 3) < 0 ⇔ 𝑙𝑜𝑔2( 𝑚 + 3) > 4


   ⇔ 𝑙𝑜𝑔2( 𝑚 + 3) > 𝑙𝑜𝑔2 24
   ⇔ 𝑚 + 3 > 16
   ⇔ 𝑚 > 13.

Canal: http://www.youtube.com/c/matematicapassoapasso
CURSOS EXCLUSIVOS: http://www.matematicapassoapasso.com.br