Você está na página 1de 2

ATIVIDADE DE

SOCIOLOGIA
Nomes: _____________________ - ____________________Turma: _________ Data: ___/___/___
Leiam o poema e respondam em dupla as questões abaixo:
Triste Bahia
Gregório de Mattos (1636 – 1696)

Triste Bahia! Ó quão dessemelhante 


Estás e estou do nosso antigo estado! 
Pobre te vejo a ti, tu a mi empenhado, 
Rica te vi eu já, tu a mi abundante.
A ti trocou-te a máquina mercante, 
Que em tua larga barra tem entrado, 
A mim foi-me trocando, e tem trocado, 
Tanto negócio e tanto negociante.
Deste em dar tanto açúcar excelente 
Pelas drogas inúteis, que abelhuda 
Simples aceitas do sagaz Brichote.
Oh se quisera Deus que de repente 
Um dia amanheceras tão sisuda 
Que fora de algodão o teu capote!
      
1) O poema foi escrito no século .............., época em que a maior riqueza agrícola do
território ..................... brasileiro era a ................................                                            

Escolha as expressões que melhor preencheriam as lacunas: XVII; XVIII; XIX – marítimo; colonial; independente –
prata; beterraba; cana de açúcar.

2) No poema de Gregório de Matos, percebemos algumas oposições entre o passado e o presente da


situação econômica e social da Bahia. Circule no poema aquilo que para o poeta seria a causa da
pobreza da Bahia.

3) O poeta diz que a Bahia está pobre e ele está empenhado. Escreva um sinônimo possível para a
palavra empenhado:.......................................

4) O poema faz menção ao sistema capitalista comercial que estava se desenvolvendo no Brasil. O
poeta é crítico desse sistema e gostaria de conservar o antigo estado, ou seja, o sistema monocultor
de cana de açúcar baseado exclusivamente na vida no campo. Qual a expressão que o poeta utiliza
para se referir ao sistema econômico capitalista? ...................................................................................

5) O poeta diz que “A ti trocou-te a máquina mercante, que em tua larga barra tem entrado.” Ou seja,
a Bahia não seria mais a mesma, estaria descaracterizada pelo sistema capitalista que estava
apagando suas características mais particulares. Neste sentido, no poema, o capitalismo comercial
teria uma função transformadora ou conservadora do ambiente social da Bahia?

Prof. Rodrigo Belinaso Guimarães


6) Num ambiente social marcado pelo comércio, até as atividades que estariam vinculadas a elevação
do espírito humano se veem diminuídas, tal como a poesia. Esta é uma crítica do poeta que sente que
sua importância foi trocada pelo comerciante. Sublinhe os dois versos em que esta queixa se
apresenta.

7) A expressão satírica “Brichote” no poema faz referência ao inglês, “British”. Pode-se dizer que a
Bahia trocava seu produto excelente, o açúcar, pelas “drogas inúteis” vindas da Inglaterra. Na
atualidade, o Brasil continua vendendo produtos in natura em troca de bens industrializados vindos
principalmente ......................................... Imaginando que você fosse fazer um poema crítico a esta
relação comercial, invente uma expressão satírica para este país que despeja seus produtos no Brasil,
assim como fez Gregório de Mattos: .............................................................

8) No poema, por aceitar os produtos ingleses em troca de seu açúcar, o poeta chama a Bahia de
“abelhuda”. Já o britânico o poeta o chama de “sagaz”. A pobreza da Bahia seria, então, fruto desta
relação comercial pouco vantajosa, mas também de um problema cultural, que levaria a Bahia a um
consumismo de coisas inúteis. Cite ao menos três coisas inúteis que vocês já
compraram: ...............................................; ..........................................; ...............................................

9) No final, o poeta lança uma maldição à Bahia, ou seja, um dia ela vai amanhecer “sisuda”, em
penitência, pois de um lugar rico vai passar a vestir “capote” uma roupa de algodão, vestimenta dos
escravos. Neste caso, ao se lançar no jogo comercial e de esquecer seus valores espirituais, a Bahia
merecesse um castigo divino. Imagine que você está parafraseando versos deste poema com o nome
de sua cidade. Assim, preencha os versos com expressões críticas sobre a sua cidade
Triste ........................... A ti trocou-te ...................................... Deste em
dar ............................................ Pelas ..............................................

10) Desenhe no mapa do Brasil o estado da Bahia:

Prof. Rodrigo Belinaso Guimarães