Você está na página 1de 4

Resumo de Investigação

Düsseldorf
Incêndio no Terminal do Aeroporto
Düsseldorf, Alemanha
11 de abril de 1996

Na quinta-feira, 11 de

abril de 1996, um incên-

dio em um terminal de

passageiros no

Aeroporto de Dusseldorf,

na Alemanha, causou a

morte de 17 pessoas e

ferimentos em 62.

National Fire
Protection Association
National Fire Protection Association Resumo de Investigação

N
a quinta-feira, 11 de abril de 1996, um De acordo com o Corpo de Bombeiros de
incêndio em um terminal de passageiros Dusseldorf, sete das vítimas morreram em dois ele-
no Aeroporto de Dusseldorf, na Alemanha, vadores, cinco em um e dois em outro. Ao notarem
causou a morte de 17 pessoas e ferimentos em 62. a fumaça saindo do terminal, algumas das pessoas
O incêndio começou por volta de 15:31 horas, que estavam no teto do estacionamento vendo a
quando uma pessoa informou ter visto fagulhas decolagem e pouso dos aviões decidiram sair uti-
caindo do teto próximo à floricultura localizada no lizando os elevadores. Infelizmente, os elevadores
lado leste do saguão de chegada, no primeiro andar. os levaram diretamente à área de incêndio no
Quando dois bombeiros do aeroporto chegaram ao primeiro andar. Oito pessoas morreram em uma das
local às 15:33 horas, perceberam um salas VIP do terceiro andar, um
odor dentro do edifício e pediram a mezanino de onde se avistava a área
presença de um eletricista, devido O incêndio foi de embarque do terminal no segun-
ao fato de já haverem ocorrido no do andar. Outra vítima morreu em
passado problemas com os motores declarado sob cont- um banheiro, apesar de que sua
das portas automáticas. Às 15:38 localização exata não ter sido infor-
horas, entretanto, a fumaça foi vista role às 19:20, 3 mada. O local onde estava a última
saindo das grelhas de ventilação na vítima, que faleceu algumas sem-
floricultura; ao mesmo tempo em horas e 49 minutos anas após o incêndio, é também
que o teto começou a ficar incandes- desconhecida até agora.
cente e fagulhas começaram a cair após a primeira
no chão. Todas os bombeiros e viat- As autoridades alemãs descobriram
uras do aeroporto foram chamados e notificação foi feita. que o incêndio começou quando um
chegaram ao local às 15:40 horas. soldador, que estava soldando algu-
mas placas de expansão em uma
Às 15:58 horas houve um rápido alastramento do pista acima do andar mais baixo do terminal, cau-
fogo por uma grande área do primeiro andar do ter- sou a ignição do isolamento de poliestireno usado
minal, e o Corpo de Bombeiros de Dusseldorf foi no espaço acima do forro no primeiro piso. A
chamado. Duas viaturas, uma escada e um auto- fumaça e as chamas se espalharam por todo o
bomba, comandadas por um oficial, chegaram ao primeiro andar, passando ao segundo andar por
local às 16:07 horas. Já nesse momento havia aberturas desprotegidas nas escadas. O incêndio
fumaça densa e fogo saindo pelas portas do causou grandes estragos nas proximidades das
primeiro andar e o oficial solicitou reforços. Às escadas, e a fumaça causou danos em aproximada-
16:15 horas, 44 minutos após o alarme inicial, ele mente dois terços do segundo e do terceiro pisos. A
pediu que todas as unidades da cidade atendessem fumaça se propagou também pelo quarto andar
imediatamente para auxiliar na operação. Após a através das aberturas desprotegidas das escadas
extinção do fogo, 701 pessoas de 12 organizações rolantes.
de salvamento ou de cidades diferentes havia colab-
orado na operação, com um total de 215 viaturas. O A área onde ocorreu o incêndio não era protegida
incêndio foi declarado sob controle às 19:20, 3 por sistemas de chuveiros automáticos. As tubu-
horas e 49 minutos após a primeira otificação foi lações de hidrantes, de tipo tubo seco, estavam
feita. localizadam nas escadarias, mas não estavam
conectadas à rede de água municipal e tiveram de

Incêndio no Terminal do Aeroporto • Düsseldorf, Alemanha • 11 de abril de 1996


National Fire Protection Association Resumo de Investigação

ser alimentadas por auto-bombas. O terminal tinha O fato de o sistema de alto falantes poder ser desli-
também um sistema de alarme que utilizava notifi- gado nas salas VIP, já que esse sistema era também
cação por voz em alemão, francês e inglês. Havia usado para transmitir os avisos de emergência.
pontos de acionamento manual de alarmes e detec- Meios de evacuação inadequados nas salas VIP no
tores de fumaça por todo o edifício, mas não havia mezanino.
detecção de fumaça no espaço acima do forro, uma Dois elevadores que abriram as portas diretamente
vez que essa área não era usada como plenum de na área de incêndio.
retorno de ar.
Outros importante fatores notados
O aeroporto foi completamente com relação às operações de com-
interditado por três semanas e meia bate foram:
após o incêndio. Operações limi- Falta de comunicação adequada
tadas foram reiniciadas na segunda- entre o comando e as unidades de
feira após o incêndio, e o aeroporto combate.
voltou a funcionar com 90 por Número insuficiente de freqüên-
cento da capacidade em 1 de julho cias de rádio para as operações de
de 1996. Estruturas de lona e combate ao fogo.
hangares foram utilizados como Falta de conhecimento do edifício.
terminais temporários. Não havia sistema para determinar
responsabilidades de bombeiros.
Determinou-se que muitos fatores Número insuficiente de pessoal de
tiveram importância fundamental comando para gerenciar o inci-
para que houvesse perda de vidas e dente.
danos materiais:
Falha do operário em tomar precauções adequadas A Divisão de Pesquisa e Análise de Incêndios da
durante a solda. NFPA não conseguir encontrar em seus arquivos
Existência de isolamento combustível no espaço qualquer informação sobre incêndios estruturais
entre o forro e a laje do andar mais baixo do termi- envolvendo um número semelhante de mortes, em
nal. qualquer lugar do mundo.
Falta de um sistema Até o momento da redação
automático de extinção de deste relatório, esse havia
incêndio no espaço vazio sido o pior caso de perda de
acima do forro e na área vidas em um incêndio em
ocupada do terminal. um terminal de aeroporto.
Aberturas verticais despro-
tegidas que permitiram que Uma cópia completa desse
o fogo e a fumaça se espal- relatório (em inglês) pode
hassem para os andares ser obtida por uma taxa pré-
superiores. paga. Entre em contato com
Transmissão de informações erradas pelo sistema a Biblioteca da NFPA pelo telefone +1-617-984-
de alarme durante os primeiros 10 minutos do fun- 7445, por fax +1-617-984-7060 ou por e-mail:
cionamento do alarme. library@nfpa.org

Incêndio no Terminal do Aeroporto • Düsseldorf, Alemanha • 11 de abril de 1996


Resumo A
Divisão de Análise de Incêndios da National Fire
Protection Association documenta alguns dos
mais significativos incêndios e incidentes em
todo o mundo. O objetivo dessas investigações e dos
de relatórios resultantes é determinar o que pode ser apren-
dido desses incidentes. As informações são então ofereci-
das para a comunidade de segurança ao fogo para serem

Investigação utilizadas no desenvolvimento de normas e códigos e no


aprimoramento das operações de combate a incêndio.

Düsseldorf Departamento de Investigações de Incêndio


NFPA
One Batterymarch Park
Quincy, MA 02269 USA
Incêndio no Terminal do Aeroporto (617) 984-7467 (tel)
Düsseldorf, Alemanha (617) 984-7056 (fax)
11 de abril de 1996 investigations@nfpa.org
www.nfpa.org

National Fire Protection Association


Departamento de Investigações de Incêndio
One Batterymarch Park
P.O. Box 9101
Quincy, Massachusetts, USA 02269-9101