Você está na página 1de 1

c) a velocidade escalar em t = 3s.

Solução:
Vértice do arco de parábola no eixo s ⇒ vo = 0.
at2
S = So +vo t + ––––
2
Para t = 1s ⇒ S = 48m:
at2
S = So +vo t + ––––
2
Aplicação 3 a
48 = So + ––– . 12
Dado o gráfico do espaço em função do tempo 2
2So + a = 96 (I)
Para t = 2s ⇒ S = 57m:
para o movimento de uma partícula, determine:
01. (UFRS) O gráfico representa a variação
a
da velocidade de um corpo em função 57 = So + ––– . 22
2
do tempo.
So + 2a = 57 (II)
Resolvendo o sistema entre (I) e (II), temos:
So = 45m e a = 6m/s2
Como v = vo + at para t=3s:
v3 = 0 + 6 . 3 ⇒ v3 = 18m/s
a) a equação horária da velocidade;
b) a equação horária do espaço.
Solução: Aplicação 6
O gráfico é de MUV:
(FCC–SP) Um pouco de tinta foi colocada na
A seqüência de letras que aparece no So = 10m
banda de rodagem do pneu de um carro.
Em t = 1s, v = 0 (inversão do sentido do movi-
gráfico corresponde a uma sucessão de Quando o carro se movimenta, a mancha de
mento):
intervalos de tempo iguais. A maior v = vo + at ⇒ 0 = vo + a . 1 ⇒ a = -vo
tinta deixa marcas no chão igualmente
(I)
desaceleração ocorre no intervalo espaçadas e com tonalidades cada vez mais
Em t = 1s, S = 11m:
delimitado pelas letras: at2 fracas. O que se pode concluir sobre a
S = So + vot + ––––– velocidade e a aceleração escalares do carro?
a) Q e R. 2
a) A velocidade é constante e nula.
11 = 10 + vo .1 + ––––– ⇒ vo + ––– = 1 (II)
b) R e T. a.12 a
b) A velocidade é crescente e a aceleração é
c) T e V. 2 2
constante.
d) V e X. Substituindo (I) em (II):
c) A velocidade é decrescente e a aceleração é
vo– ––––– = 1 ⇒ vo = 2m/s
vo
e) X e Z. constante.
2
d) A velocidade e a aceleração são variáveis.
02. (FEI–SP) Na figura, estão representados Portanto:
e) Nada se pode concluir porque os dados são
os diagramas de velocidade de dois a) v = 2 – 2t (SI)
insuficientes.
móveis em função do tempo. Esses b) S = 10 + 2t – t2 (SI)
Comentário:
móveis partem de um mesmo ponto, a Cuidado: se não houver escorregamento do pneu
partir do repouso, e percorrem a mesma em relação ao solo, as marcas deixadas no chão
Aplicação 4
trajetória retilínea. Em que instante(s) sempre estarão igualmente espaçadas,
O gráfico mostra como varia o quadrado da
eles se encontram? independentemente do tipo de movimento que o
velocidade escalar de uma partícula em função
carro desenvolva. Portanto, a partir dos dados do
de sua abscissa s:
problema, nada se pode afirmar sobre a
aceleração e a velocidade do carro.
Resposta: alternativa e.

Aplicação 7
(MACK) Um móvel, partindo do repouso,
executa um movimento retilíneo cuja aceleração
03. Um automóvel está a 72km/h quando Determine a aceleração escalar da partícula.
varia com o tempo conforme o gráfico. Qual o
seus freios são acionados, imprimindo ao Solução: espaço percorrido pelo móvel no fim de 4s?
veículo uma aceleração escalar constante Vamos retirar os valores do gráfico e aplica-los à
de módulo igual a 5m/s2. Calcule a equação de Torricelli.
distância que ele ainda percorre até parar. Cuidado: o gráfico relaciona o quadrado da
velocidade ao espaço.
04. Um foguete parte do repouso a partir de v2 = vo2 + 2a∆S
uma plataforma de lançamento, com vo = 0
100 = 2.a.10
aceleração escalar constante de
a = 5m/s2
440m/s2, que é mantida nos primeiros Solução:
19,8m da subida. Calcule a velocidade De 0 a 3s, o móvel apresenta uma aceleração
constante de 4m/s2 (MUV acelerado). O espaço
escalar do foguete no fim desse Aplicação 5
percorrido nesse intervalo é:
deslocamento.4. Um foguete parte do Os espaços de um móvel variam com o
S = So +vo t + –––– ⇒ ∆S = vo t + ––––
at2 at2
repouso a partir de uma plataforma de tempo conforme o gráfico, que é um arco
2 2
lançamento, com aceleração escalar de parábola cujo vértice está localizado no
∆S1 = 0.3 + –––– ⇒ ∆S1 = 18m
4.32
constante de 440m/s2, que é mantida eixo s:
2
nos primeiros 19,8m da subida. Calcule
De 3s a 4s, a aceleração é constante e nula
a velocidade escalar do foguete no fim (MU). A velocidade nesse trecho (constante) é a
desse deslocamento. velocidade final do trecho anterior:
v = vo + at ⇒ v = 0 + 4 . 3 ⇒ v = 12m/s
05. Enquanto uma partícula percorre 10m, A distância percorrida nesse 1s de MU:
sua velocidade varia de 10m/s para ∆S2 = v . t ⇒ ∆S2 = 12m
20m/s. determine a sua aceleração A distância total, de 0 a 4s, será:
∆S = ∆S1 + ∆S2
Determine:
escalar, suposta constante.
∆S = 18 + 12 ⇒ ∆S = 30m
a) o espaço em to = 0;
b) a aceleração escalar;