Você está na página 1de 3

Cópia não autorizada

Cdpia impressa pelo Sistema CENWIN

03.018
CHAVES DE FACAj, TI 0 SECCIONADORA,
NAO BLINDADASPA % A BAIXA TENSAO NBR 5381
M&odo de ensaio DEZ/1981

1 OBJETI\,

Esta Norma fixa o metodo pelo qua1 devem ser ensaiadas as chaves de faca tip0
sect i onadora , na”o bl i ndadas para ba ixa tensso, de acordo corn a NBR 5355.

2 I NORMA E DOCUMENT0 COMPLEMENTAR

Na apl ica$ao desta Norma e necessirio consul tar:

NBR 5355 - Chaves de faca, tipo seccionadora, nao bl i ndadas pa ra ba ixa tensa”
Especif icacao.

3 ENSAIOS

3 .I Ensaio de eZeva&io de temperatura

3.1.1 Este ensaio deve ser feito corn corrente alternada, a nao ser quando se
trate de chaves destinadas exclusivamente a circuitos de corrente continua.

3.1.2 A chave deve ser instalada em condigoes idgnticas as de service normal, -


sendo as conexoes feitas por meio de condutores de secao condizente corn a corren -
te nominal da chave.

3.1.3 Nos ensaios de chaves providas de porta-fusiveis, devem se encaixar nes-


tes, pecas condutoras que facam contatos idgnticos aos dos fusiveis.

3.1.4 0 ensa io deve ser feito corn qualquer tensso, desde que na”o ultrapasse a
ten&o nomina 1, corn a corrente igual a 1,l vezes a corrente nominal.

3.1.5 0 ensa io devera ser real izado em ambiente cuja temperatura seja
(25 + 5)'C.

3.1.6 A verifica$o de temperatura deve ser feita corn pares termoeletricos, nos
pontos de maior elevagao de temperatura.

Origem: ABNT M&189/81


CB-3 - ComitQ Brasileiro de Eletricidade
CE-3:23.2 - Comis&o de Estudo de Interruptores, Tomadas, Pinos e Placas de Uso Geral
Esta Norma substitui a NBR 5381 i77

SISTEMA
METROLOGIA,
NACIONAL
NORMALIZACAO
DE I ABNT - ASSOClA@O
DE NORMAS
BRASILEIRA
TECNICAS
E QUALIDADE INDUSTRIAL @
I

Palavra-chave: material elkrico I NBR 3 NORMA BRASILEIRA REGISTRADA

CDU: 621.316.542.1.001.42 Todos OS direitos reservados 3 P%inas


Cópia não autorizada
Cdpia impressa pelo Sistema CENWIN

-
3.1.7 0 ensaio deve prosseguir ate que seja atingido o regime estacionario.

3.1.8 A eleva$o de temperatura, na”o deve ser super ior a 5OC.

3.2 Ensaio de ten&o api!icada

3.2.1 Deve-se utilizar urn transformador adequado, corn capacidade de no minim0


500 VA e uma tensao de saida na”o menor do que 2000 V. A tensso de saida, indica-
da por vol timetro, deve ser substancialmente senoidal e, atraves de controle da
entrada do transformador, varisvel desde zero.

3.2.2 Inicialmente, nao mais do que a metade da tensso prescrita 6 aplicada,su-


bindo depois rapidamente ate o valor total e mantida neste nivel durante urn mini
to.

3.2.3 A chave faca devers suportar uma tensa” de 2000 V substancialmente senoi-
da1 de 60 Hz por urn period0 de 1 minuto, sem que ocorra faiscamento, desca rgas
eletricas, ou a forma@0 de arco permanente.

3.3 Ensaio de imersiio e resisthcia de isolamento

3.3.1 Ensaio de imersao

A chave 6 mergulhada durante 24 horas em agua a (20 -+ 5)OC, estando o ponto mais
alto da chave cerca de 5 cm abaixo do nivel d’agua.

3.3.2 Ensaio de resist&&a de isohmento

lmediatamente apes o tratamento de umidade, apes a remockio das gotas de agua vi:
siveis, set-a medida a resistgncia de isolamento corn corrente continua de aproxi-
madamente 500 V, pot-em somente 1 minuto apes a aplicaca”o da voltagem. A resist& -
cia t-60 devera ter menos que:

a) entre todos OS polos conectados entre si e o corpo (corn a chave liga -


da) 5 megaohms;
b) entre cada polo e o corpo (cqm a chave 1 igada) 5 megaohms;
c) entre OS terminais de entrada e saida corn a chave aberta 2 megaohms.

3.4 Ensaio de resist&&a a corrosa"o

3.4.1 Para desengraxamento, a chave 6 imersa durante 10 minutos em tetracloreto


de carbono.

3.4.2 A seguir set-a colocada em uma solu~ao aquosa corn 10% de cloreto de amonia
durante 10 minutos, a uma temperatura de (20 + 5)OC.

3.4.3 Sem secar, mas depois de sacudir as gotas eventuais, a chave 6 colocada -
em urn ambiente saturado de umidade, durante 10 minutos, a uma temperatura de
(20 L 5)Oc.

3.4.4 A seguir a chave 6 colocada em uma estufa a uma temperatura de


(100 + 5)‘C durante 10 minutos.
Cópia não autorizada
Cdpia impressa pelo Sistema CENWIN

NBR 5381/1981 3

3.4.5 Ap& a secagem numa estufa a uma temperatura de (100 + S>OC durante 10 mi-
nutos, as chaves nao deverao apresentar na sua superficie nenhum sinal de ferru-
gem. Sinais de ferrugem nos cantos vivos e em precipitado amarelado, que seja
poss ivel remover esf regando, na”0 sa”0 motivos para rejeicao.