Você está na página 1de 100

2

Essência
Reiki –  palavra
 palavra Japonesa que significa:
 Energia Universal de vida
 Força divina vivificante

Rei – 
também chamado de Prana, Pneuma, Ruach, respectiva-
 – também
mente na Índia, Gália, Hebraico
Espírito
Alma
Universo
O que é universal e infinito

Ki –  Define
  Define o processo dos fenómenos vitais, observados não ape-
nas nos seres humanos, mas em toda a Natureza viva
Espírito
Coração
Ser
Energia
Atmosfera
Sentimento

Do = T= Caminho de Sabedoria

Tau

3
Reiki é:
 Energia Vital inalterável
 É a própria vida, o milagre da vida, origem de tudo o que vive
 A sua essência não cabe em palavras e definições
 É Amor
 É uma experiência mística que só a compreende quem a ela se
submete com frequência
 Não é positiva nem negativa
 É a maior vibração de Energia Vital que está a disposição do ser
humano
 Tem uma qualidade Divina e por isso nada exclui
 Permite-nos estabelecer contactos com os impulsos vivos do
Mundo, levando-nos assim a sentir a unicidade universal
 Energia que escapa à nossa realidade existencial
 Age como um turbo para a força autorizadora existente em cada
ser vivo
 Cura a alma
 Actua automaticamente sem exigir Conhecimento
 Energia que está para além dos conceitos de “bem” e de “mal”,
do “mais “ e do “menos”, do “yin” e do “yang”
 Canalização de Energia pura de cura
 Terapia energética que se concretiza através da imposição das
mãos, irradiando as vibrações de harmonia e Energia Vital do Uni-
verso
 É uma terapia complementar sem qualquer efeito secundário

Notar bem:
O Reiki foge de uma explicação definitiva.
O raciocínio comum é incapaz de o definir porque não se pode enqu a-
drar no raciocínio.
O único processo de definir o Reiki é pelo coração, uma vez que só se
 pode defini-lo como AMOR

Reiki é um método de cura natural que funci-


ona através da imposição de mãos. É uma
técnica de activação e aplicação de Energia
Vital Universal, que proporciona por si só um
equilíbrio energético completo.

O simples acto de impor as mãos sobre o corpo humano, so-


bre um animal ou uma planta, para transmitir bem-estar, tran-
quilidade ou aliviar uma dor é tão antigo quanto o homem.
Quando se sente uma dor, a primeira coisa que as pessoas in-

4
tuitivamente fazem, é colocar as mãos sobre a região afectada.
Quando uma criança cai e se aleija, por exemplo, a sua primei-
ra reacção é por a mão na ferida

O Reiki actua
Sobre todo o corpo, mente e espírito do indivíduo e por isso trabalhamos
essencialmente sobre os Vórtices Energéticos ou Chakras Solares que
são:

Básico

5
Os principais Chakras secundários são:

6
Origem do Reiki
Segundo os Sastras (Escrituras), o Reiki foi trazido para o Planeta pelo
Senhor Shiva que é uma expansão do Senhor Krishna.

Segundo a mesma Escritura,


 o amor incondicional faz parte da essência de toda a criatura

humana
 o “serviço” ao Planeta e a todas as suas criaturas faz parte da e s-

sência de todo o ser humano

Portanto, a dádiva de Reik i, sem qualquer contra-


partida, a outras pessoas, animais plantas, regiões e
ao mundo, faz parte das nossas atribuições com
simples  sseres  h
humanos.

7
De notar que na Lemúria, o tantas vezes chamado “Continente Perd i-
do”,

 o primeiro nível de Reiki era dado a todas as crianças

 Os jovens recebiam o segundo nível

 O mestrado era dado aos pedagogos e aos professores

O Reiki que lhes era dado era bem mais completo e com cerca de 300
símbolos. Agora, como reikianos, apenas vão receber os que Mikao
Usui canalizou.

Muitos outros símbolos de Reiki estão a ser revelados mas estão noutras
linhas de Reiki que hoje são muitas.

O Reiki, aparentemente, perdeu-se após o desaparecimento da Lemú-


ria e da Atlântida, passando a ser praticado em grupos místicos muito
restritos e secretamente, pois achava-se que seria muito perigoso pôr
nas mãos de pessoas impreparadas, uma arma tão poderosas.
É de notar que as Ordens Místicas sempre o utilizaram com enorme re-
verência e devoção.

Usui foi encarregado de devolver esta ferramenta a toda a Humanida-


de.
Mas quem está, de facto, a fazê-lo é o Maha Chohan desta época, o
Mestre Ascenso Saint Germain para facilitar a nossa ascensão e nos li-
bertar de sofrimentos maiores

8
A HISTÓRIA DO REIK I 

Era uma vez - já que todas as histórias começam assim  –  um


 presente de grande valor que foi dado aos filhos do planeta Terra.
 Nem todas as pessoas o reconheceram ou honraram como tal, mas
era, de qualquer modo, uma dádiva maravilhosa para aqueles que
o entendiam e aceitavam o que era oferecido.
Através dos séculos, houve vários relatos deste presente má-
gico que foi chamado de cura divina  . Aconteceu muitas vezes e
em muitos lugares  –  como nas antigas civilizações do Egito, Tibe-
te, China e noutras civilizações do passado. Alguns disseram não
 passar de um mito sem comprovação, outros declararam ser ver-
dade. Muitas lendas cercaram as atividades dos grandes Mestres
que estiveram na Terra  –  Os Avatares  –  pois foi dito que cada um
deles partilhou sua mensagem da Verdade com os seres humanos.
Mesmo assim, esta mágica não perdurava ou continuava a ser pra-
ticada e eram poucos, se alguns, que podiam dizer que tais fatos
existiram realmente.
Houve muitas lendas sobre milagres de cura destes Grandes
Mestres, mas estes relatos ficaram perdidos pois havia intervalos
de dezenas ou mesmo de centenas de anos entre eles. Alguns que
insistiam em provas concretas, não as encontraram e aqueles que
acreditavam piamente, guardaram para si, pois sabiam que não
havia modo algum de provar o que acreditavam...
A história do REIKI tradicional começa com Mikao Gyoho
Usui, nascido em 15 de Agosto de 1865 em Gifu  –  Japão. Na ver-
dade esta é a história da redescoberta do Reiki, pois o Reiki em si
existe desde sempre.
Mikao Usui era teólogo e filósofo. Um dia, quando estava a
dar uma palestra na Universidade Doshima, cidade de Kyoto, em
que falava sobre os milagres de Jesus, Mikao Usui foi questiona-
do pelos seus alunos sobre como Jesus realizava esses milagres, e
ainda, se havia a possibilidade de alguém mais realizar curas da
mesma forma. Usui não pôde responder essas questões e sentiu

9
que, embora tivesse uma compreensão intelectual da Bíblia, não
compreendia a maneira que Jesus curava. Usui era também mon-
ge budista da seita Tendai (budismo japonês) e percebeu que os
seus ensinamentos dentro do budismo também não eram capazes
de explicar tal questão.
Esse questionamento dos alunos mudou a vida de Usui, ele
sentiu dentro de si uma necessidade imensa de descobrir como
essas curas eram realizadas. Em busca desta resposta, ele viajou
 para Mongólia, China e Tibet em busca de maiores conhecimen-
tos e esclarecimentos.
Durante seus estudos, o Usui aprendeu que Buda também
realizava os mesmos milagres que Jesus, curando doentes e tendo
um controle sobre a energia, canalizando o poder de Deus e do
Universo.
Ao retornar ao Japão, o Dr. Usui começa a questionar os
membros das diversas seitas do Budismo, se eles poderiam curar
o corpo das pessoas como Buda curava. Os Budistas lhe informa-
ram que a cura do corpo e a do espírito não tinham ligação e que
eles estavam concentrados na cura do espírito e não do corpo.
Mikao Usui decidiu buscar informações sobre a cura com-
 pleta e estudou durante anos, em mosteiros budistas e em diversos
lugares do mundo. Aprendeu chinês, hebraico, aramaico, apren-
deu varias técnicas de cura e meditação, passou por varias inicia-
ções aumentando cada vez mais seu padrão vibratório e conheci-
mentos sobre praticas espirituais e curas diversas.
Porém mesmo após anos de pesquisa e estudos, Usui não
descobriu qual era o ensinamento básico, as chaves para a cura.
 Novamente meditou buscando resposta e orientação e foi levado a
estudar sânscrito. O sânscrito é a raiz de todos os idiomas e, por-
tanto, haveria possibilidade dele vir a descobrir o que buscava.
Então, encontrou o que desejava nos manuscritos dos Sutras Bu-
distas, os únicos documentos sobre cura e espiritualidade que es-
tavam ainda inalterados e acessíveis 100 anos atras.
A fim de obter uma compreensão mais profunda de todo o
conhecimento que tinha em mãos decidiu passar por uma experi-
ência onde pudesse vivenciar sua mais alta consciência e assim o

10
fez meditando e jejuando por 21 dias no Monte Kurama  –   uma
montanha sagrada no Japão.

Durante este seu retiro espiritual, Usui foi capaz de


acessar informações sagradas devido ao padrão vibra-
tório que conseguiu alcançar.
No 21o  dia, Usui sentiu-se preenchido por uma luz de
energia intensa e chamou a esta experiência “ilumin a-
ção”.

Após a experiência, Usui comprome-


teu-se consigo mesmo a nunca mais
deixar que aquele conhecimento sa-
grado e as chaves da cura se perdes-
sem.

Muitos livros contam os 3 prime iros milagres de Dr. Usui:

11
 Na sua pressa em descer a montanha, maguou-se
maguou-se num pé e
consegue parar o crrimentode sangue com o processo que
acabara de aprender. Ele sente as suas mãos diferentes -
elas estão muito quentes.
 Ao chegar ao pé da montanha vai a uma estalagem onde
são servidos os que estão em peregrinação. Quem o serviu
foi a neta do estalajadeiro, e ela tem o rosto inchado e o
dente inflamado.
inflamado. O Dr. Usui pergunta se ela aceita ser cu-
rada e usa o processo que acabara de aprender. O inchaço
a inflamação cedem e em poucos minutos.
 Dr. Usui volta ao mosteiro em que estava anteriormente e
cura um dos monges de uma artrite.

Tendo em mãos este grande poder de cura, Usui primeira-


mente utilizou-o nos seus familiares e amigos, percebendo depois
que deveria expandir tal aprendizado. Então decidiu trabalhar no
 bairro dos mendigos, curando os enfermos e aflitos, e buscando
também, maiores conhecimentos sobre a prática do sistema.
Durante alguns anos ele realizava curas desde o amanhecer
até tarde da noite. Ele curava a todos e era disciplinado e dedica-
do. Ele compreende comocomo a energia
energia vital, que chamou
chamou de REIKI
flui pelo seu corpo e como o corpo se curava.

Ao longo do tempo, Usui f oi percebendo que


algumas pessoas que curava, voltavam a sof rer
do  m
mesmo mal,  aaté  q
que um d dia,  oo  D
Dr.  UUsui  eencon-
tra um pedinte cu jo rosto lhe parece f amiliar e o
interroga. Ele se identif ica como um dos primei-
ros mendigos a quem o Dr. Usui curara. O Dr.
Usui pergunta-lhe porque continuava mendigo e
o pedinte explica que f ez tudo o que lhe f ora
mandado  f 
f azer  d
depois  d
da  ccura –  f 
 f ora  aao  T
Templo  ee

12
recebera um nome, conseguira um trabalho e se
casara. Mas tudo isso era muita responsabilidade
e eele  d
decidira  ccontinuar m
mendigo.  S Sendo  m
mendigo,
ele nnão  ttinha  q
que  aassumir  rresponsabilidade p
por ssi
mesmo.

O Dr. Usui decide então, deixar o bairro dos mendigos, com-


 preendendo que fizera o contrário do que os Budistas vinham fa-
zendo e que, ao preocupar-se com a cura do corpo, ele esquecera
da cura do espírito.
Compreende que é importante que a pessoa em trata-
mento também assuma a responsabilidade pelo seu pro-
cesso de cura. Percebeu que o Reiki deveria ser usado
também para a cura mental/emocional do indivíduo e que
a real finalidade do sistema de cura que “recebera” era a
integração e equilíbrio do ser com seu todo.

Percebe  q
que  d
distribuir a
cura sem que o outro
assuma a responsabili-
dade pelo tratamento,
não  a
adianta.

13
Assim criou os “5 princípios do Reiki” (destacados a
seguir), que podemos chamar de padrões saudáveis de pensamen-
to ou “dicas” que passava aos seus pacientes, como sendo uma
filosofia de
de vida, a fim de acrescentar uma
uma dimensão
dimensão espiritual à
cura física.

Somentt e por h oj
Somen ojee, nã
n ão se
se pr eocu
ocupe.
pe.

Soment
omentee por h oj
ojee, nã
n ão fi
f i qu
quee com r ai
aiva.
va.

Som
omeen t e por h oj
ojee, se
sej a ple
pl en o de gr at
atii dão.

Some
omen n te por
por h oj
ojee, ten
ten h a r espe
peii to por todos os
ser es vi
vivos.
vos.

Some
omen
n te por
por h oj
ojee, se
sej a dedi
dedicado
cado ao se
seu tr aba- 
lho.

OBS : T odos os pri


pr i n cípios
pi os do RE I K I começam com a ex- 
essão – Some
pr essã omen
n te por h oj
oje 

.
I sto éu m a for
f orma
ma de nos
no s r em eter ao pre
pr esen te, ao aqu
aqu i e
agora.
O pr esen
sen te éa ún
ún i ca r eali
eal i dade.
Sobr
Sobr e o passado
passado j án ão temo
t emoss poder
pod er..
O f u tu r o ser
ser ávivi
vi vido
do com as base
bases lan
l anç n o pr esen te .
çadas no

14
Além desses cinco princípios, Dr Usui percebeu que existam
dois preceitos básicos para que a cura fosse realizada completa-
mente:

É  n
necessár io  uuma m
mudança dde  cconsciência par a
que aa ccur a possa  oocor r re  r .
É  n
necessár io  qque  eexista uuma  ttr oca aa pr o pr iada  dde
ener gia,  qque  sse ja boa par a aam bas  aas par tes,  ee qque
honr e  oo ttr a balho  qque  eesta  ssendo  r 
r ealizado.
Dr .  U
Usui  f 
f undou  uuma  ssociedade  dde  ccur a  eem T Tok yo  eem 11922 “Usui
Shik i  R 
R eik i  R 
R yoho”,  eexistente  aaté  oos ddias  dde  hho je  ee ccomeçou  aa ddar 
ensinamentos,  passando os cconhecimentos  qque  ttinha  aa outr as  ppes-
soas.
Em 1923 ocorreu um terramoto na cidade e graças ao traba-
lho de cura de Usui e seus alunos, várias vítimas foram salvas. Tal
fato tornou-o conhecido, sendo convidado para dar palestras e en-
sinamentos em todo o Japão.
Em 1925, mudou-se para Nakono e expandiu o cen-
tro/clínica.
Em 1926, Dr. Usui faleceu com 62 anos em Fukuya-
ma/Hiroshima, havendo duas versões da causa de sua morte: uma
doença fatal adquirida numa estalagem e um derrame fulminante.

O centro onde era ensinado o Sistema Natural de Cura Usui


ou Usui Shiki Reiki Ryoho, permaneceu, com vários dos mestres
formados por Usui (entre 16 e 18, sendo que poucos deles recebe-
ram o sistema completo de cura com todos os símbolos e técnicas
que Usui utilizava em suas curas), dentre eles: Dr. Chujiro Haya-
shi, um oficial da Marinha, de família rica e tradicional a quem
deu o mestrado em Reiki em 1925, tendo este 47 anos.
Chujiro Hayashi formou de 13 a 16 mestres, entre eles,
Hawayo Takata que foi quem trouxe o REIKI para o ocidente.

15
Hawaio Takata, nascida numa manhã de Natal, na ilha
de Kauai –  Havaí era filha de imigrantes japoneses e ela recebeu o
nome de Hawaio em homenagem ao território do Havaí. A família
de Hawaio era pobre - seu pai trabalhava nas plantações de cana.
Hawaio casou-se com Saichi Takata e ficou viúva muito jo-
vem. Entre 1930 e 1935, responsável por dar suporte financeiro à
família, Hawaio trabalha em excesso e tem um colapso nervoso
 proveniente da fadiga. Ela não tinha ainda 35 anos, mas sentia-se
como tivesse 60. Já não podia andar ereta por conta dos proble-
mas abdominais e suas dificuldades respiratórias se tornavam
maiores a cada dia. E uma das suas irmãs morre subitamente dei-
xando-a com a responsabilidade de dar a notícia aos seus pais
que, então, estavam no Japão.
Após ter estado com seus pais em Yamaguchi, Hawaio vai
 para um hospital particular em Akasaka, Tóquio.
O seu estado é tão grave que o médico decide não operá-la de
imediato e sugere a ela que encare o hospital como um local de
repouso onde deve descansar e alimentar-se bem. Após 3 semanas
de internamento, o médico informa Hawaio que ela tem um tumor
abdominal, além de problemas de apêndice, e marca sua cirurgia.
Enquanto está a ser preparada, já na sala de cirurgia, Hawaio
escuta uma voz que lhe diz que a cirurgia não é necessária.
Ela sabe que está acordada e tem certeza da própria sanidade
mental. O que seria isso? E a voz novamente:...pergunte...
pergunte... pergunte. E ela pensa a quem perguntar. E vem a
resposta: ao cirurgião.
Hawaio pula da mesa de cirurgia. Médicos e enfermeiros aco-
dem pensando que ela estava em crise de pânico. Ela lhes as-
segura que não e quer saber se há outra forma de tratamento.
O cirurgião responde que sim, mas que tudo depende de
quanto tempo ela pode permanecer no Japão, porque não há
formas de saber a duração do tratamento. Hawaio assusta-se
quando o médico s informa que o tratamento pode durar um
ano. Mas acha que é importante a saúde e decide ficar.

16
É então encaminhada à Sra. Hayashi e vai para a clínica rece-
ber tratamento. Surpreende-se com os comentários dos prati-
cantes de REIKI sobre o tumor e sente o calor emanado das
mãos deles. A sua curiosidade fica aguçada e decide investigar
no dia seguinte. Antes de se deitar na cama ela procura por
todos os lados uma espécie de bateria ou instrumento de onde
o calor é emanado. Como não encontra nada, supõe que os
praticantes do REIKI o guardam no bolso e pede para o ver.
Chega a perguntar se o praticante não estaria a esconder o
aparelho nas luvas.
O próprio Dr. Hayashi que, alertado pelo som da conversa,
vem explicar a Hawaio o que é REIKI. Explica que REIKI é a
energia vital do universo e que a diferença entre ela e os pra-
ticantes de REIKI é que eles podem contactar esta energia.
Como ela estava com dificuldade de entender, o Dr. Hayashi
explica que é como rádio - não há fios conectando a estação ao
aparelho mas, quando se liga o aparelho se contata a estação
de rádio e se recebe a programação. A energia do REIKI
também vem do espaço, sem fios. Como se sabe que esta ener-
gia pode ser contactada? O contato é feito através da iniciação
e ela flui de modo ilimitado. Quando se quer parar, basta reti-
rar as mãos.
Takata passou a morar na clínica e foi completamente curada
no nível físico, mental e emocional em quatro meses.
Ela explica ao cirurgião que pedira para aprender o REIKI, mas
que isto lhe fora negado por sua condição de estrangeira. O médi-
co diz- lhe que há regras e que ele nada pode fazer a este respeito,
se a entidade não quer recebê-la. Hawaio argumenta que não pode
vir ao Japão de cada vez que necessitar de tratamento e com isto
convence o cirurgião a escrever ao Dr. Hayashi. É a irmã do ci-
rurgião quem entrega a carta, escrita do próprio punho.
O Dr. Hayashi convoca os membros da Associação de REIKI e
 pergunta-lhes o que fazer. Eles concordam que ela possa receber 
apenas o nível elementar do sistema. E então Dr. Haya-
shi inicia Takata no nível elementar da energia Reiki.

17
Por razões particulares e desconhecidas, Takata retorna ao ociden-
te dizendo que havia recebido todo o sistema e começa a ensiná-
lo.

Takata iniciou 22 Mestres REIKI (homens e mulheres), entre eles


Phyllis Lei Furumoto, sua neta, que foi reconhecida e designada
 por Takata como sua sucessora e Grã Mestra em REIKI Tradicio-
nal Usui no ocidente. No Japão a Sociedade Usui Shiki Reiki Ry-
oho adverte que não existe nenhum título de grão mestre ou de
“portador de linhagem” como é dito por Takata no ocidente.
Takata morreu em Dezembro de 1980 .
Uma de suas alunas, formadas mestre de Reiki, conta que
em seu leito de morte, Takata a chamou e disse algo como
“Vá procurar as origens, o sistema de Reiki é muito mais
que isto, existem muito mais níveis, símbolos e téc nicas”.

Desde 1969, existem muitos mestres de Reiki, princi-


palmente nos EUA e Europa percebendo, sentindo e intu-
indo que havia mais conhecimentos e verdades a serem des-
cobertos a respeito do Reiki.
Foi ficando cada vez mais claro para os mestres de
todo o mundo que o sistema trazido ao ocidente, pela
mestre Hawaio Takata, era apenas uma parte do siste-
ma utilizado por Dr. Mikao Usui.
Logo após a morte de Takata, ao saberem de suas pala-
vras no leito de morte, esses mestres sentiram-se impelidos a
buscar a fundo as raízes do Reiki.

Ao longo do tempo através de estudos e pesquisas no


Japão, India, China, Egito e Tibet foram sendo des-
cobertos outros símbolos e técnicas por alguns mestres
de Reiki, entre eles: Mellissa Riggall, Dave King, Tom

18
Rigler, William Lee Rand, Marcy Miller, Frank Arja va Pet-
ter, Patric Zeigler, Barbara Hay e outros.

 Neste período, conforme iam descobrindo coisas novas, foram


sendo criados alguns sistemas complementares de Reiki como:
Osho Reiki, Reiki Tibetano, Karuna Reiki, Reiki dos Anjos,
Reiki Japonês, entre outros.

 Nas últimas duas décadas, com o auxilio do grande mestre


Sathya Sai Baba, os mestres de Reiki : Marcy Miller e
Kathleen Milner resgataram o sistema completo de Reiki
(TERAMAI REIKI) de Dr Mikao Usui, com todos os 21
símbolos utilizados por ele, assim como técnicas, maneiras
corretas de usar e entoar os símbolos e maneira correta de
fazer as iniciações, de forma a alcançar um padrão vibra-
tório muito mais alto .
Kathleen Milner , uma artista plástica e criadora de cavalos do
Arizona, havia sido iniciada em Reiki nível I e II em 1983.
Em 1988, após 2 acidentes de automóvel, teve que parar
com seu trabalho artístico, (justo no momento em que havia sido
convidada para expor numa renomada galeria de Chicago), pois
sofreu um trauma cerebral e devido a sérias contusões, sentia mui-
tas dores no corpo. Foi necessário manter-se num processo de re-
abilitação, com acompanhamento de uma equipe interdisciplinar,
sendo que no início chegava a demorar cerca de uma hora para
conseguir sair de sua cama.
Durante este processo, sentiu necessidade de realizar o
mestrado de Reiki, acreditando que desta forma iria recuperar-se
muito mais rapidamente.
Em 1989 fez o mestrado de Reiki em Michigan, mantendo o
conhecimento somente para si e curando grande parte de seus
 problemas.
Em 1990, resolveu compartilhar esta sabedoria com outras
 pessoas, a fim de auxiliar no processo de expansão do Reiki, e

19
começou a ministrar cursos. No mesmo ano, foi convidada a par-
ticipar da Feira holística “Whole Lise Expo”, onde entre outras
 pessoas, reencontrou uma de suas alunas (formada mestre), Marcy
Miller.
Devido ao sucesso de sua palestra, foi convidada a participar
da feira do próximo ano.
Ao voltar para casa, Marcy, esteve com uma canalizadora e sensi-
tiva do Arizona que lhe disse que uma mulher de nome Kathleen
iria levar o Reiki a níveis mais altos. Espantada com a coincidên-
cia de ter encontrado Kathleen Milner, sua mestre de Reiki, a
 poucos dias, liga para a mesma.
Marcy vai para Índia encontrar o grande ser Sathya Sai Ba-
ba, onde fica por um longo período participando das práticas
e meditações em seu Ashram. Durante este período recebeu
várias mensagens e canalizações de um ser superior (prova-
velmente um estado superior do próprio Sai Baba, pois era
extremamente parecido com o mesmo). Este ser disse-lhe que
o sistema que havia sido levado ao ocidente estava incompleto
e que ele iria ajuda-la, juntamente a Kathleen, a recuperar
todo o sistema.
Retornando da Índia, Marcy encontrou com Kathleen Milner na
feira holística de 1991, e contou-lhe tudo que havia ocorrido.
Ambas foram para Los Angeles Sita Ashram, onde viram o mes-
mo ser superior, que lhes pediu para se encontrarem com ele na
 praia no dia seguinte. No encontro receberam o primeiro
símbolo recuperado por Sai Baba de planos sutis: Zo-
nar.
Kathleen incluiu o símbolo nos seus ensinamentos como mestre
de Reiki, mas não fez comentários sobre o ocorrido, com ninguém
além de Marcy.

No  f 
f im d
de  11991,  oo sser  ssuperior  p
pede-lhe  p
para  ddivulgar
as  n
novas  ddescobertas  ssobre  oo ssistema  d de  R 
R eik i,  aa f 
f im d
de
ir  p
preparando  aas  p pessoas  p para  oo ggrande  ssistema  q que  sse-
passado  eem br eve. Ela  f 
ria  p f icou  p
preocupada  ccom aa
20
provável  cconf usão  q que  eestas  nnotí cias  iiriam ccriar  ee ccon-
tinuou  gguardando  oo cconhecimento,  aaté  q que  oo p próprio
Sai  B
Baba  aa aadverte,  q que  eem b breve  ttodo  oo vverdadeiro
sistema  llhe  sseria  p
passado,  eelevando  aabsurdamente  oo
padrão  vvibratório  d das  iiniciações  ee ppráticas  d do  R R eik i  ee
ela  p
precisaria  iir  p
preparando  aas  p pessoas  p para eesta  ggran-
de  m
mudança.
Ela  f 
f ez  oo q
que  llhe  f 
f oi  p
pedido  ee m
manteve  oo ccontacto
com S Sai  B
Baba  ee sseres  d de  qquinta  d dimensão,  aassim ccomo
com sseres  d da  CConf ederação  G Galáctica,  q que  aa f 
f oram  aau-
xiliando  aa mmanter  oo eelevado  p padrão  vvibratório  aaté  rre-
ceber  ttodo  oo ssistema.
K athleen  M Milner  oorganizou  oo ggrande  ssistema  d de-
nominando-o  T Teramai  R  R eik i,  u
um nnome  iindí gena  ccu jo
signif icado  éé :: R 
R eik i  d
da  NNossa  T Terra  ee eestá  aa eensinar  oo
sistema  ddesde  11993,  aaproximadamente.
Os mestres de Reiki Silvio Molina e Joanita Molina, também na
 busca do sistema completo de Reiki, foram percebendo que mes-
mo o Teramai Reiki sendo o mais completo entre todos os siste-
mas de Reiki conhecidos até hoje (a nível de símbolos), não en-
globava todas as técnicas e símbolos de outros sistemas.
Sendo assim, esses mestres desenvolveram juntamente com ou-
tros mestres dos EUA, um sistema completo e unificado de Reiki,
onde englobam todos os conhecimentos, símbolos e técnicas dos
sistemas de Reiki existentes no planeta entre eles: Teramai Reiki,
Karuna Reiki, Reiki Tradicional Usui, Raku Reiki, Trans-Reiki,
Reiki Tibetano, Reiki Japonês, Gendai Reiki, entre outros.
Dessa forma o aprendizado é facilitado ao aluno e ele já aprende o
conteúdo de diversos sistemas integrados num só, sem que precise
de fazer vários cursos, para aprender pequenas diferenças e acrés-
cimos entre um e outro.
O R eik i é um sistema holístico e não é com patível
com a ener gia e f r re  quência da se par ação ou se ja a
ener gia  ddo  eego  -- per sonalidade.

21
O  SSistema  dde  R R eik i  dda  f 
f or ma  qque a pr of essor a  T
Tak ata  aa pr endeu  ee
tr ouxe  aao oocidente  ((consider ado por  Usui –  nível  eelementar )  aal-
cança  uuma  vvi b br ação dde  33a a  44 ª  d
dimensão,  oo qque possi b
 bilita  nna
maior  p par te  ccur as  aa nnível  f 
f ísico.

22
A expansão do Reiki
Mikau Usui

Chujiro Hayashi

Senhora Hawayo Takata

Mary Alexandra McFadyen Phylis Lei Furumoto

HeikoHaben
MaPyaso
MaAseema
Ma Rikta

Ma Ananda Himani Ma Dhara Rosenfeld


Ma Shanti

Upanishad K. Kessler

Todos os praticantes em todo o Mundo

23
Recomendações importantes
Segundo Mikau Usui:

 O Reiki serve em primeiro lugar para que o praticante se ajude a


si mesmo: reabilitar-se, desenvolver a intuição e a capacidade de
adaptação e aceitação
 É uma excelente ferramenta para ajudar os outros
 Reiki não é religião
 Os termos canal, canalizar, abertura não têm a ver com o signifi-
cado que lhes é dado por adeptos de outras filosofias como Espí-
ritas e alguns Espiritualistas.
 Esta Energia de Reiki ou Ki, é uma Energia isenta, que integra o
Princípio Único, Original e, por isso, nunca se pode dar lugar nem
ao Bem nem ao mal, tal como os entendemos, nem ser mal utili-
zada. Mas os que aprenderam as técnicas de Reiki, podem utilizar
estas técnicas para o bem ou para o mal, o que acarretará um
pesadíssimo karma e inúmeros sofrimentos para quem o fizer.

24
Efeitos do Reiki
O fornecimento desta Energia  –   Força Vital Universal  –   aumenta a fre-
quência vibratória e através dela, entramos em contacto com o Espírito
Universal - Deus, a Mente Universal –  o AMOR, Aquele que Gera.

O ser humano passa a saber que


o Universo está à sua disposição
para o apoiar e aceitar incondicionalmente

O Reiki dá aos seres humanos:

 Liberdade pessoal
 Humildade
 Reforça o desenvolvimento de abertura e de vida
  A consciência que pode aceitar que a liberdade pode modelar a
 sua vida
  Aceitação da sua individualidade
  Aceitação de si mesmo
 Encarar Deus com confiança e abertamente
 Relaxamento profundo e estabilização do metabolismo
 Desintoxicação
 Purificação dos canais orgânicos e subtis
  Aumento de vitalidade
 Reduz os altos e baixos mais extremados da vida
 Dissolve bloqueios
 Fornece a Energia  –  Força vital Universal  –  de cura
  Aumenta a frequência vibratória do corpo
 Remove detritos e toxinas
  Anula a acção de quem pratica actos de magia negra contra nós

 As pessoas que usam Reiki muitas vezes:

  Aumentam rapidamente a sua Energia ou Força Vital


 Têm menos doenças e acidentes
 Desenvolvem muito mais a sua própria Identidade, sem pressões
externas
 Os bloqueios antigos são, gradualmente, eliminados
 Os bloqueios novos não conseguem formar-se
  Aumenta a criatividade
  Aumenta a expressão activa do “eu”
 Leva à motivação, pela alegria

25
O Reiki é a reestruturação fundamental

Que inicialmente pode provocar:


 Insegurança

 Ansiedade

 Falta de capacidade para equacionar esta experiên-

cia
 Com o Reiki, as inflamações e as doenças abrandam,

porque onde havia tensão e hostilidade, passa a haver


Amor

Doença: conflito obrigado a manifes-


tar-se quando se resiste à vida, o que
gera bloqueio.

26
Pré-requesitos para se ter bons resultados
com o Reiki

 Sintonização
 Tratamento regular

O Reiki não tem qualquer vínculo com dogmas ou regras.

O Reiki leva a uma muito maior consciência.


Quanto mais consciente, dinâmico e sensível, alguém for, numa situa-
ção de auto aprendizado, menor será a resistência a iniciar um confron-
to construtivo com os obstáculos à Energia Vital.
Se um ser vivo consciente ou inconscientemente (como geralmente
acontece), não quer nenhum contacto com a Energia Universal de Vi-
da, não receberá nenhum fluxo dessa Energia.
Neste caso, o terapeuta, o praticante de Reiki, o canal, não sentirá ne-
nhuma passagem de Energia através das suas mãos. Isto pode aconte-
cer devido a:
Sentimentos de culpa
Convicção de que se é muito mau
Convicção de que se é muito pecador

Estes são os maiores obstáculos à cura.

Se alguém acha que merece a doença, não vai deixar que nada a cu-
re.

27
Só adoece quem quer adoecer porque os nossos estados emocionais e
as nossas posturas são criadas por nós
Somos nós que as escolhemos, momento a momento, independente-
mente das circunstâncias que nos rodeiam

É indispensável estar-se o mais


liberto possível dos bloqueios
que prejudicam a sensibilidade e as reacções
para se ter mais saúde e se poder
AMAR

O Reiki proporciona-o

Métodos do Reiki
1. Reiki-Do interior
2. Reiki-Do exterior
3. Reiki-Do sinergético

Reiki-Do interior - caminho místico


Meditações
Pedras preciosas
Fragrâncias
Sons

Reiki-Do exterior
Aplicação
Aplicação energética
Pedras preciosas
Sons
Fragrâncias

Reiki-Do sinergético
Fusão do Reiki-Do interior e exterior

28
Fórmula matemática do Reiki
Período de tratamento
X
frequência do tratamento
X
capacidade de Reiki do Canal que trata
X
disposição subconsciente da
pessoa que é tratada
X
vontade de se desenvolver
X
Vontade Divina

N
Nãão
o ppood
deer
reem
moos nu
s n unnc
ca es
a e sq
quue
ecce
err
q
quue a  V
e a Vo
onntta
adde Diiv
e D viin
naaé a  q
é a quue nu
e n unn--
cca fa
a falltta
a

Regras Espirituais do Reikiano


( sem as quais jamais se pode ser canal)

Hoje, eu abandonarei a raiva (onde há raiva, não pode haver amor)


am or)

Hoje, abandonarei as minhas preocupações (cada mo-


mento é único e eterno

Hoje, eu contarei todas as bençãos que me forem


concedidas por Deus (as desgraças de hoje, são as bençãos de amanhã)

Hoje, eu farei o meu trabalho honestamente (a honesti-


dade e a Verdade são realidades que se transmitem)

Hoje, eu serei gentil com todas as criaturas vivas (a pro-


funda humildade, caminhando para Deus)

29
Cada sessão de Reiki é sentida como uma IMER-
SÃO NO AMOR E NA SEGURANÇA, uma das ocasi-
ões mais agradáveis para experimentar crescimen-
to suave

O Reiki opera a partir do Chakra do


coração

A cura acontece sempre que se


aceita a parte afectada

Essência do Reiki = Amor =


=Aceitação com alegria

30
Como actua o Reiki

Especialmente as pessoas que gozam de boa saúde terão


uma enorme vantagem com o tratamento completo de Reiki.

No desenvolvimento pessoal

 Aumenta a habilidade saudável para reagir apropria-


damente ao seu ambiente, em todos os níveis
 Se forem desenvolvidas aberturas maiores, estarão cria-
das as condições para deixar que mais avanços sejam
feitos
 Enfrentar-se-á as pessoas sem stress
 Aumentará a autoconfiança
 Com o tempo, começar-se-á a viver a vida aproveitan-
do tudo o que ela nos dá de bom e belo
 Aproveitar-se-á melhor qualquer experiência
 Tem um efeito preventivo
 O corpo terá maior capacidade de eliminar microrga-
nismos, antes que estes afectem a saúde
 Capacidades latentes serão activadas

31
 Aprender-se-á melhor
 Poder-se-á aplicar melhor tudo o que se aprendeu

O tratamento completo e o rejuvenescimento (lento)

 Melhora gradativamente a circulação sanguínea


 Melhora o funcionamento da pele, o que faz com que
as rugas não apareçam e, até desapareçam
 Activa o metabolismo celular
 Desintoxica
 Melhora o tonus muscular
 Assegura a distribuição harmoniosa das energias (sem
reacções intensas)
 Muito importante: as vantagens do tratamento comple-
to: as diferentes posições de aplicação energética pos-
sibilitam que todos os órgãos importantes sejam supridos
de energia revitalizadora, numa sequência coordena-
da. Então, a capacidade do corpo é, lenta e gradual-
mente, restabelecida e os canais energéticos e sistemas
metabólicos recuperam a sua condutividade e habili-
dade para enfrentar as cargas tóxicas e o stress. Além
disso reconstitui a capacidade para lidar com o espaço
em que se está inserido.
 Se for aplicado imediatamente a seguir a uma interven-
ção cirúrgica: a dor será nula ou quase nula, o processo
de reconstituição dos tecidos é mais rápido, as cicatrizes
podem mesmo desaparecer.

Nota muito importante:

O tratamento de Reiki não substitui em nenhum


caso o tratamento e os cuidados médicos

32
Procedimentos para
o tratamento de Reiki Do
 Antes de iniciar, pedir interiormente, autorização ao EU
Interior da pessoa que nos procura a pedir ajuda. Não
basta a verbalização do desejo de receber Reiki

 Se um doente está a ser tratado com fármacos, há que


ter cuidados especiais  –  menos tempo, menos posições.
Siga a sua intuição. Tente ver claramente a situação do
doente e prossiga

 Se houver queimaduras ou feridas, não coloque as mãos


directamente sobre o corpo. Deixe as mãos a uns 10cm
acima do corpo. Não esqueça que há muitas doenças
que são feridas internas, nomeadamente o cancro.

 Se o doente tem tendência a acumular energia  –   dores


de cabeça ou indisposições muito agudas, antes ou du-
rante a menstruação  –   pode omitir algumas posições.
Faça m tratamento indirecto nessas zonas do corpo

 Noutros casos precisará de se concentrar em determi-


nadas zonas do corpo. Use a sua intuição!!!

 É sempre útil uma conversa amigável com o paciente,


antes ou depois do tratamento e até pequenos diálogos
durante a aplicação da Energia de Reiki, para que se
possa corrigir algo que deva ser corrigido. Lembremo-
nos que cada pessoa é um mundo, que não há duas
 pessoas iguais ou duas sensibilidades iguais

33
 Deixe que a sua intuição o guie e lhe diga o que e como
deve fazer

 Nunca esqueça o “agradecer” depois de cada ter apia.


É uma enorme benção poder canalizar a Energia de
Reiki e por isso deveremos fica sempre em atitude de
gratidão a Deus pela oportunidade que nos deu e pelas
bençãos que através de nós deu ao nosso paciente

Antes de começar:

34
35
36
37
Alisamento da Aura

O que é a aura humana?

A aura humana é uma força energética evolutiva, que reúne


todas as nossas informações físicas e metafísicas, que susten-
ta a vida e caracteriza o ser humano. Sem ela, não podería-
mos existir. Ela é uma radiografia de todas as nossas vidas
desde o momento de nossa formação como ser espiritual e
contem dados sobre o passado, sobre a vida presente e até
mesmo tendências futuras.
Fazer o alisamento da aura é harmonizá-la

38
É o bater à porta e pedir licença para entrar
É a transmissão do centramento do terapeuta
Poderão, o paciente e o terapeuta, perceber a união com o
EU.
É o remover de acumulações energéticas superficiais
É o estimular um fluxo de Energia harmoniosa na aura do pa-
ciente

Poder-se-á fazer o alisamento da aura, repetindo-a 3 vezes


no princípio e 3 vezes no fim da aplicação energética

Modo de a fazer:

 Coloque a mão esquerda sobre o abdómen, a 15


ou 20cm do corpo do paciente, região sacra,
com a palma da mão para baixo

 Coloque a mão direita, palma da mão para bai-


xo, a uns 15 ou 20cm acima do corpo e por cima
da cabeça

 Faça um movimento sereno e suave mas firme,


no sentido cabeça –  pés

 Chegada aos pés, coloque a palma das suas


mãos numa posição vertical, dedos para baixo,
passando-as próximo do corpo e leve-as de no-
vo: a mão direita acima do corpo e por cima da
cabeça e a mão esquerda sobre o abdómen

 Inicie uma nova limpeza

39
Os Símbolos
Cho ku Rei

CHOKUREI “A”  CHOKYREI “B” 

 Este é o símbolo mais


conhecido e utilizado no Reiki e é conhecido com o

 símbolo do poder

 É utilizado para aumentar consideravelmente


o poder e a força do fluxo de energia.

 Este símbolo aumenta o quantum energético de quem está canalizando a


energia, assim como do ambiente.

40
 É um interruptor de luz que aumenta
a frequencia de baixa para media.

 Ele também concentra o poder da energia


numa área particular a ser tratada.

Outras possibilidades de uso do Cho Ku Rei “A” :

 direcionando o símbolo para paredes, cantos, chão, teto, janelas, portas


de um ambiente serve para limpar energia indesejáveis e criar um es-
 paço protegido e seguro;

  Energizar loções, cremes, shampos, remédios, vitaminas, comidas e be-


bidas;
  Focar energia e poder em uma área, pessoa, lugar ou situação específi-
ca.

 Criar clareza, concentração e direcionar energia, no transito, em solu-


ção de problemas, conseguir vaga pra estacionar etc...

CHO KU REI “B” 

 A ação suave de Cho Ku Rei “B” ajuda a

dispersar e liberar qualquer forma


de energia ou padrão negativo que
esteja preso em qualquer área dos
corpos físico ou sutis.

Também é bom para

41
alívio de dores e liberação de stress ou emoções ar-
raigadas no sistema energético como tristeza, má-
 goas, raiva etc..

Como o Cho Ku Rei “A” é um espiral no sentido anti horário, porém

começa pequeno e vai se abrindo num espiral


mais largo conforme vai se movendo na área tratada.
 Isto abre a área a fim de que a energia à ser retirada
tenha espaço para sair mais facilmente.

 Pode ser utilizado também para abrir e expandir os


chacras.

42
SEI H E KI

Uma das múltiplas utilizações deste símbolo

é proteção de energias
e influencias negativas.

 Esta função é especialmente válida por criar


um campo de sentimento de segurança
a todos os níveis.

43
O símbolo pode ser colocado:
 em volta de um carro

 mentalizado ao redor de uma pessoa antes de sair de casa.

 Se uma pessoa é sensível à energias negativas, inclusive in-


 fluencias visuais como as que sofremos através da televisão,
o símbolo pode ser usado para proteger deste tipo de influ-
encia ou energias intrusas .

 Sei He Ki também ajuda a desembaraçar bloqueios que im-


 peçam o fluxo livre de energia assim como um pente desem-
baraça o cabelo.

  Encaixar ou circular o símbolo com um movimento anti ho-


rário é muito útil para acalmar outra pessoa ou nós mes-
mos.
O movimento organiza as energias dispersas e cria uma
 fronteira (campo) energética que auxilia a conter e centrar
a pessoa.

 A caixa serve mais para dar segurança e centramento;


o circulo é mais útil para acalmar .
 Este mesmo procedimento pode ser utilizado para proteção pessoal ou de
um objeto específico, como um carro.

O  S 
S ei H e K i , , aau xil ia  aa t 
t r 
ra  zer  a  t 
t ona  m
memór ia s , pad r 
rõ  e s ,
conceit o s  ee ccr ença s  iincon scient e s ,  r  r el a xand o  aa m
ment e
con scient e.
Uma profunda utilização deste símbolo é na reprogramação de pa-
drões físicos, emocionais ou mentais, através da atuação a nível
da memória celular.

44
45
H ON SH A ZE SH O NEN

Símbolo
utilizado
para cu- 
ra àdis- 
tância,

 é 



on 
 
n t e 
e e 

n t r 
r e p 

as 
ss 
 s a 
a d 
do 
  o, p 
  r 
r e 

se 
e n t e 
n   e e f u t u 
r o 

46
 éo sí
mbolo que abre a porta do túnel espaço/tempo.

 H on Sha Z e Sho N en pode ser aplicado


 a tudo que se pode conceber a

 nível de cura a distância.

Pode-se enviar energia para:

 situações,

 é
pocas específicas da vida de uma pessoa

 vidas passadas

 relacionamentos

 épocas diversas da essencia espi ritu al de uma pes- 


soa.

47
REIKI DAI KO MI O

48
O Reiki Dai Ko Mio é o símbolo de mestre do Reiki.

 Dai Ko Mio significa


“Grande e Incessante Luz Brilhante”.

 “Grandes Seres do Universo,brilhem em mim,


 sejam meus amigos”

 “A maravilhosa casa da grande luz radiante”.

 Reiki Dai Ko Mio é usado quando se está a realizar uma cura ou


uma iniciação de Reiki.

 A frequência eletromagnética de todos os símbolos do


 Reiki e todo o espectro da energia Reiki estão contidos

49
neste símbolo; no entanto ele não substitui o uso dos ou-
tros símbolos em situações de necessidade específica .

 Dai Ko Mio traz à pessoa


uma nova e profunda compreensão de todos os símbolos do Reiki
e da frequencia em que trabalha a energia Reiki.

 A  ccor  bá sica  d 
d o Reik i Dai K o M io  éé r 
r o sa  d 
d ou-
r ad o ,

a energia vermelha do nível físico,


combinada e integrada às altas frequencias
de luz, dão a tonalidade básica rosa doura-
do.

 Este símbolo é a base e ancora o sistema de cura para todo o tipo


de atividades a nível de 3 a dimensão.

 Ele abre o canal central de luz a partir do cardíaco indo para


os tres chacras inferiores e conectando o individuo ao centro
da Terra.

50
51
Raku

Símbolo de rompimento
e separação

É utilizado apenas e só nas sintonizações


 para separar as auras do Mestre e do ou dos Iniciandos

 No f f im dda  ssintonização,  dde pois  dde  aanunciar  ao IIniciando qque  eele  éé


um  ppr aticante de R eik i do  N Nível…  ppôr -se  ppor  tr ás do Iniciando e
f azer  tr ês vezes o Sím bolo R ACU ao longo das costas, desde a
ca beça até ao f im da coluna ver te br al, dizendo o Mantr a tr ês ve-
zes dde  ccada  vvez  qque  sse  ddesenha  o
o S
Sím bolo

 Efeitos:
 Ajuda a libertar o karma
 Leva o Iniciado a níveis superiores de consciência
 Activa a coluna dos chakras
 Traz a Energia de Reiki através dos canais energéticos

 Notar bem:
Usem-no apenas para separar as auras após uma Iniciação, porque este símbolo separa
mesmo e definitivamente.
 Não mais se pode juntar o que foi separado pelo Racu

52
53
Posições do Tratamento Base
1ªposição - Frontal
Relaxamento e plenitude
As duas mãos cobrem a cara, ficando as palmas das mãos sobre os
olhos –  Terceira Visão

Correspondências

Partes do corpo Glândulas Chakras


Olhos, testa, fossas nasais, Tálamo, Glândula Pineal, Coronário –  Elevação espi-
dentes e maxilares Pituitária ritual
Frontal –  intuição, força
mental

Efeitos

Emocional Mental Espiritual


Calmante, relaxante, eli- Concentração, centra- Olhar interior, abertura às
mina o stress, protege das mento, pensamentos cla- Energias Superiores, sabe-
influências exteriores ros, melhora a memória doria e realização

54
2ª Posição – Coronário
Tranquilidade e consciência de si

As mãos colocam-se sobre a parte superior da cabeça - Coronário

Correspondências:

Partes do corpo Glândulas Chakras


Cérebro, ouvido externo, Tálamo, epífide, hipófise Coronário e frontal
ouvido interno, sentido do
equilíbrio

Efeitos:
Emocional Mental Espiritual
Equilíbrio das emoções, Clareza de pensamento e Percepção afinada, inte-
criar um sentimento de criatividade gração das energias supe-
alegria riores, favorecimento de
uma visão clara de si
mesmo, unidade

55
3ª Posição –  parte de trás do Frontal

Calma e intuição

As mãos atrás da cabeça (sobre a medula oblongada). A medula é o


ponto de contacto entre o cérebro e a coluna vertebral, na origem da
espinal medula. É a ligação entre o espírito e o corpo

Correspondências:

Partes do corpo Glândulas Chakras


Medula, cerebelo Tálamo, epífise, hipófise Coronário e frontal

Efeitos:

Emocional Mental Espiritual


Calma, descontracção, Favorece a criatividade e Desenvolve a terceira vi-
clareza de pensamento, a capacidade de se ex- são.
redução de preocupa- primir com clareza Intuição
ções, eliminação de me-
dos

56
4º Posição – Laríngeo
Alegria, bem-estar, inspiração

As mãos envolvem a garganta - laríngeo

Correspondências:

Partes do corpo Glândulas Chakras


Amígdalas, garganta, pes- Tiróide, paratiróides (amíg- Laríngeo (inspiração, co-
coço dalas) municação e auto-
expressão)

Efeitos:

Emocional Mental Espiritual


Traz alegria no contacto e Favorece uma expressão Favorece o acesso a níveis
na comunicação. Alegria clara e firme subtis do Ser
de viver, boa auto-
expressão, aumento de
auto-confiança.

57
5ª Posição –  Cardíaco

Confiança e compaixão

As mãos repousam em cada lado do corpo, no alto do peito


Coronário

Correspondência:

Partes do corpo Glândulas Chakras


Coração, pulmões, claví- Timo (sistema imunitário) Chakra cardíaco (amor e
culas cura)

Efeitos:

Emocional Mental Espiritual


Amar e ver com o cora- Harmonia. Desenvolve Amor incondicional, felici-
ção. Desenvolve a com- faculdades de aceitação dade, transmissão entre si
paixão e a aceitação dos dos outros e o outro
outros. Trás a harmonia, a
autoconfiança, o bem-
estar

58
6ª Posição –  Plexo Solar

Eliminação do stress e consciência de si (confiança)

As mãos são colocadas de cada lado das costelas - plexo solar

Correspondências:

Partes do corpo Glândulas chakras


Plexo solar, fígado, estô- Pâncreas Chakra Solar (autoconfi-
mago, baço, vesícula biliar ança, assimilação dos sen-
timentos, poder de deci-
são)

Efeitos:

Emocional Mental Espiritual


Aumenta a confiança em Favorece a assimilação Aumenta a capacidade
si, afasta e diminui o stress dos sentimentos e do vivi- de realização do ser
e o medo do, conduz à clareza

7ª Posição –  Sacro

59
Descoberta dos sentidos e alegria por existir

As mãos são colocadas de cada lado do umbigo  –   esplénico

Correspondên- cias:

Partes do corpo Glândulas Chakras


Pâncreas, baço (sistema Pâncreas Chakra Sacro
imunitário), vesícula biliar, (Hara)
intestino delgado

Efeitos:

Emocional Mental Espiritual


Ajuda a estabelecer as Favorece a integração no Equilíbrio e harmonia no
relações emocionais meio dos grupos e contac- centro de si
tos com o exterior

8ª Posição –  Raiz

60
Força de vida e força de vontade

As mãos são colocadas de cada lado ao nível do baixo ventre - os la-


dos das mãos tocam as virilhas - básico

Correspondências:

Partes do corpo Glândulas Chakras


Intestino grosso, intestino Glândulas genitais Chakra Sacro ou Raíz
delgado, vesícula biliar,
órgãos sexuais

Efeitos:

Emocional Mental Espiritual


Favorece a vontade e a Favorece a flexibilidade e Ligação com o corpo físi-
aceitação do seu corpo a faculdade de adapta- co
ção

9ª Posição –  Joelhos e Pés

61
10ª Posição –  Equilíbrio do Coração

Para equilíbrio do coração

Colocar as mãos em posição de cruz sobre o chakra do coração

62
Após ter feito todo o tratamento da parte da frente, dever-se-á repetir o
mesmo, nos mesmos chakras mas da parte de trás

Início

1ª Fase 2ª fase

Fim

63
Tratamento rápido

O tratamento rápido ou curto, dá-se sempre que é difícil ou impossível


dar um tratamento completo.
É preferível dar um tratamento rápido que não dar nenhum.
Pode ser dado a uma pessoa sentada, em pé ou deitada de lado.

Este tratamento é muito eficaz para:

 dores de cabeça
 dores de ventre
 tensão arterial
 stress
 fadiga
 choques emocionais

Dura cerca de 15 minutos.

As sete posições desta técnica coincidem com os sete chakras princi-


pais. Estes centros vitais são, assim, regenerados com a Energia de Reiki

O receptor senta-se numa cadeira, as costas direitas e os pés bem


acentes no chão, as mãos sobre os joelhos, os olhos fechados. Não es-
quecer tirar os relógios ou outros aparelhos com máquina

1ª Posição –  Chakra Coronário –  7º Chakra


Colocar as mãos sobre a cabeça

2ª Posição –  Chakra Frontal –  6º Chakra


Colocar uma mão atrás da cabeça e outra sobre a testa

3ª Posição –  Chakra Laríngeo –  5º Chakra


Colocar uma mão sobre o pescoço e outra sobre a nuca

4ª Posição –  Chakra Cardíaco –  4º Chakra


Colocar uma mão sobre o coração e outra à mesma altura
nas costas

5ª Posição –  Chakra do Plexo Solar –  3º Chakra


Colocar uma mão no plexo solar e outra nas costas à mes-
ma altura

64
6ª Posição –  Chakra Esplénico (Hara)  –  2º Chakra
Colocar uma mão sobre o Hara (3 dedos abaixo do umbi-
go) e outra nas costas à mesma altura.

7ª Posição –  Chakra Raiz –  1º Chakra


Colocar uma mão sobre o baixo ventre e outra sobre o fim
da coluna vertebral, ao nível do cóccix

8ª Posição –  Chakra dos Joelhos


Colocar uma mão sobre cada um dos joelhos do receptor

9ª Posição –  Chakra dos pés


Colocar as duas mãos sobre os pés (ligação à Terra)

 Alisar a aura 3 vezes

Doente a ser tratado simultaneamente por uma médica


e por uma terapeuta de Reiki

Nota importante

 A terapia de Reiki nunca substitui o diagnóstico e terapia da Medicina


Tradicional.
Se o terapeuta de Reiki se aperceber de alguma anomalia deve mes-
mo aconselhar uma ida ao médico

65
Auto-tratamento
As posições de base são as mesmas do tratamento a outra pessoa.
As mãos tocam uma na outra.
Dever-se-á fazer, pelo menos, um auto-tratamento por dia.
Não esquecer de incluir as posições dos joelhos e dos pés se for neces-
sário fazer a ligação à Terra.
Pode colocar as mãos em qualquer outro lugar do corpo, desde que
sinta essa necessidade e a sua intuição lho sugerir.

66
Equilíbrio dos chakras
O objectivo principal de trabalhar os chakras é criar na nossa consci-
ência uma relação harmoniosa do físico ao espiritual.
Compreender os chakras e a sua interligação com a nossa consciência é
compreendermo-nos melhor a nós mesmos.
Esse entendimento torna-nos capazes de fazer as nossas escolhas e to-
mar as nossas decisões e atitudes com equilíbrio e consciência.
A harmonização dos Chacras faz com que a pessoa seja trabalhada de
uma forma Integral corpo físico, mente e espírito.

As finalidades da Harmonização dos Chakras são:


 a limpeza de bloqueios energéticos existentes nos campos áuricos

e nos chakras,
 o equilíbrio e balanceamento dos chakras,

 o equilíbrio do fluxo de energia nos canais energéticos ou nadis

 o fortalecimento da energia vital que é a fonte da vida.

67
Ser humano completamente equilibrado

Correspondência entre os Chakras


Os chakras não actuam isoladamente. A contra-parte de um está no
seu oposto e ambos completam a acção do outro.
Coronário Básico
Frontal Esplénico
Laríngeo Plexo solar
Cardíaco

Modo de executar o equilíbrio dos chakras


Pomos a nossa mão direita por cima do chakra coronário e procura-
mos sentir o fluxo deste chakra. Em seguida fazemos o mesmo, com a
mão esquerda, sobre o chakra básico.
Quando encontramos os dois fluxos percebemos que um tem maior in-
tensidade que outro. (Se estiverem ambos com a mesma intensidade, estão
equilibrados e passamos ao par de chakras seguinte).

68
Então damos energia a ambos até que a intensidade do fluxo de ambos
seja igual.
Fazemos isto para os três pares de chakras
No Chakra cardíaco pomos as mãos em cruz, despejamos sobre ele
uma torrente de energia de amor e fazemos a oração que quisermos,
em que pedimos para que aquela pessoa seja o próprio Amor divino
em acção.
Assim encerramos a terapia.

Deixamos que o paciente fique por uns momentos sozinho,


em estado meditativo, para poder ancorar toda a energia
que lhe foi dada

69
O que pode acontecer durante o trata-
mento
Sensações nas mãos do terapeuta
Frio –  bloqueio que arrefece a vitalidade do organismo e que é an-
tigo
Causa –  sofrimentos antigos, muitas vezes já esquecidos
Tratamento - Reiki completo com maior atenção a essa
área

Calor –  ausência de vitalidade
Atracção magnética forte  –   bloqueio antigo profundamente
arreigado, que impede a entrada de vitalidade e da Energia Vital.

Causa  –   pouco empenho no auto-desenvolvimento


das suas percepções e da sua consciência

Tratamento  –   utilização de técnicas de desbloquea-


mento mental, seguido de afirmações ou outros mei-
os apropriados, que preparem o indivíduo para se
abrir.
Tomar consciência das ansiedades do seu cliente e
ajudar a desbloquear

Fluxo energético –  A energia está a fluir e o paciente está a receber os


seus impulsos vitais adicionais.
É a frequência vibratória mais elevada de todo o sis-
tema

Energia de afastamento –  bloqueio antigo, profundamente arreigado


que impede a entrada de vitalidade.
Esses bloqueios, em geral, relacionam-se com proces-
sos vitais do corpo.
Se o seu paciente está preparado para entrar num pro-
cesso de aumento da percepção e consciência, utilize:
- Técnicas de desbloqueio do método mental
- Afirmações
Tudo para que o indivíduo se abra.
Tente consciencializar as ansiedades do paciente e gaste
todo o tempo que precisar para o envolver no processo

70
Dor aguda –  acumulação de Energia em fase de eliminação. A Energia
libertada é absorvida pelo sistema energético circundan-
te.
O confronto com as partes que anteriormente eram re-
primidas, muitas vezes, é doloroso e pode causar stress.
Neste caso trate o corpo todo.
Apoie o paciente após a sessão.

Dor imprecisa –  pode estar a chamar a sua atenção para um acumular


de energia que ainda está pré-consciente, mas pronto
para ser libertado.
Envolva esse zona do corpo do paciente com Energia de
Reiki, até que a estrutura enrijecida seja eliminada por
completo.
Não é necessário, mas conveniente, o tratamento com-
pleto

Pontadas de dor –  indicam uma acumulação de energia, pronta para


ser libertada, mas ainda não assimilada pelo sistema
energético circundante.
Faça tratamentos locais e completos, frequentemente e
com regularidade

Sentir a actividade dos Chakras


À medida que os nós, resultantes do acumular de energia vão sendo
desfeitos, o paciente poderá ter  acessos de choro, de riso, de tristeza,
ou outros sentimentos. Há que estar aberto a estas manifestações que
são uma libertação.

Tenha o cuidado necessário para que o seu paciente não deixe a ses-
são com um bloqueio , porque apesar de o ter libertado pode tê-lo sido
apenas parcialmente. Se isto acontecer, sentimentos emergentes po-
dem acometê-lo num momento em que esteja sozinho, sem a possibili-
dade de apoio, o que pode ser sério.

É importante que a energia libertada possa ser integrada, o que se evi-


dencia quando o paciente se torna capaz de aceitar os seus sentimen-
tos.

 A situação torna-se complicada quando alguém se consciencializa de


questões que, até ao momento, ficaram reprimidas e, por isso, encontra
dificuldades em lidar com esse confronto.

71
Neste caso, um tratamento de Reiki, é completamente insuficiente. Há
que fazer um trabalho regular, fazer terapia psicológica ou outra.

O uso de aromas e músicas muito suaves é aconselhável porque criam


uma atmosfera positiva.

Temos que, subtilmente, preparar o paciente para responder afirmati-


vamente às perguntas:

Estou preparado para receber o


AMOR?
Aceito-me como sou?
Sou íntegro?

Claro que isto supõe que o


terapeuta já esteja numa
fase adiantada deste tra-
balho em si próprio.

No fim da sessão convém conversar um pouco sobre os sentimentos li-


bertados, mas para isso é necessário que se tenha estabelecido entre o
terapeuta e o paciente um clima de confiança e abertura

72
Reiki para o Planeta, regiões, plantas
e
animais

O Planeta, os animais e as plantas beneficiarão muito se lhes dermos


Reiki

Como poderemos verificar na imagem acima, o cão tem exactamente


os mesmos chakras que o homem e, por isso, o Reiki é dado do mesmo
modo que ao homem. Mas deveremos sempre seguir a nossa intuição.

Nas plantas poderemos pôr as mãos na direcção que a nossa intuição


nos sugerir.

73
Técnica do Tratamento Mental

1. Para os outros
Esta técnica permite eliminar bloqueios, conscientes ou incons-
cientes, ao nível da mente.
Com esta terapia pode provocar o aparecimento na mente
consciente de informações armazenadas no inconsciente, o
que pode provocar uma desestabilização emocional no paci-
ente, que o terapeuta deve saber apoiar.

Para ajudar este delicado processo e nos protegermos de influ-


ências exteriores, é útil pronunciarmos frases como:
“QUE ESTA ENERGIA SEJA UTILIZADA PARA O BEM DE TODOS”
“EU SOU O AMOR”
“EU SOU A PAZ”
“EU SOU A FORÇA”
ETC..

Muito importante:
A duração deste tratamento nunca deve ultrapassar os 10 mn.

Modo de execução:

 Alisar a aura 3 vezes


 Colocar as mãos nos ombros do receptor por uns breves instantes,


apenas para fazer contacto

 Ao mesmo tempo visualizar uma luz dourada ou branca que pe-


netra pelo alto da sua cabeça e percorre todo o seu corpo. Dei-
 xar que esta Luz saia pelas mãos e flua para o paciente

Devem estar neutralizados os bloqueios

74

 Para fixar este símbolo, desenhar o primeiro Símbolo, 3 vezes e di-


zer o Mantra três vezes de cada vez que se desenha o Símbolo

 Tomar contacto, mentalmente, com o Eu superior da pessoa e


pedir-lhe autorização para intervir 

 Visualizar o 2º Símbolo entre o crânio e a mão e dizer três vezes o


Mantra. Fixá-lo visualizando o 1º Símbolo e dizendo 3 vezes o Man-
tra.

 Continuar a ver e sentir a energia a circular sobre si próprio (tera-


peuta) desde o chakra coronário até ao chakra dos pés e deixar
passar a Energia pelas mãos de forma que ela atravesse o paci-
ente

 Esfregar as mãos para eliminar as velhas energias e de seguida


enviá-las, através do pensamento, para a Luz ou para a Terra

Nunca se esqueça de lavar as mãos em água corrente,


depois de cada tratamento.
Esse tratamento pode ser aplicado, no máximo em 6 dias seguidos
E depois em 2 dias da semana seguinte

2. Para si mesmo

 Centre-se no coração durante alguns minutos


 Colocar uma mão no coração e outra no alto da coluna


vertebral e desenhar ou visualizar aí o 1º Símbolo, pronunci-
ando 3 vezes o mantra, em pensamento. Deixar fluir o Ki du-
rante alguns minutos

75
 Desenhar ou visualizar o 2º Símbolo (e dizer mentalmente o
Mantra 3 vezes), sobre a parte superior da coluna vertebral

 Nomeie-se a si mesma 3 vezes


 Colocar a palma da mão que estava atrás da cabeça, so-


bre a testa, os dedos sobre o crânio e a outra mão sobre a
parte superior da coluna vertebral

 Em seguida pronunciar em pensamento, por 3 vezes a frase:


“que esta Energia seja utilizada em benefício de todos”

 Esfregar as mãos para eliminar as velhas energias e, de se-


guida, enviá-las, através do pensamento, para a Luz ou pa-
ra a Terra
Nunca se esqueça de lavar as mãos depois de cada tratamento.
Este tratamento pode ser aplicado durante 9 dias seguidos
e dois dias na semana seguinte.

76
Técnicas de desprogramação
Para os outros

Esta técnica permite desprogramar tudo o que é obsoleto. Os “modos


de ver”, os velhos hábitos, os falsos comportamentos, as afirmações er-
róneas

Para este tratamento deve-se formular uma frase ou uma afirmação po-
sitiva sobre o assunto que nos vamos pronunciar mentalmente durante o
tratamento

Importante
 As novas afirmações devem ser sempre formuladas no presente
Para tratar alguém use sempre o nome da pessoa tratada

Quando utiliza esta técnica com alguém, deve explicar claramente o


que vai fazer e quais as novas afirmações que vai utilizar, nunca guarde
segredo disso. Deve mesmo escolher as afirmações com o paciente

O Reiki não pode ser uma tomada de


poder sobre o outro, seguindo os nossos
próprios desejos.
Nunca, nunca esqueça isto
ou será tremendamente penalizado
 pelo Universo

Não se esqueça de:


Lavar as mãos
Tirar o relógio ou outra máquina
Tirar os sapatos para estar bem conectado com a terra

A duração deste tratamento não deve durar mais do que 10mn

Modo de execução:

 Centre-se no seu coração durante alguns minutos

77

 Alisar a aura 3 vezes, da cabeça aos pés


 Coloque as mãos sobre os ombros do paciente por uns breves


momentos para fazer contacto

 Ao mesmo tempo visualize uma luz dourada ou branca que o pe-


netra pelo alto da sua cabeça e preenche todo o seu corpo. Dei-
 xe que esta Energia saia pelas palmas das suas mãos e entre no
seu paciente

Esse método permite neutralizar os bloqueios

 Para fixar desenhe o 1º Símbolo por cima e diga mentalmente o


mantra 3 vezes

 Tomar contacto mentalmente com o Eu Superior do paciente e


pedir-lhe a sua autorização para intervir

 Em seguida pronunciar por 3 vezes, em pensamento a afirmação


previamente preparada com o paciente

 Alise novamente 3 vezes a aura do paciente, da cabeça aos pés


e implante a Energia Dourada no chakra coronário do paciente

 Lavar as mãos

Este tratamento deve ser aplicado durante 6 dias consecutivos


e depois 2 dias durante a semana seguinte

Para si mesmo

78
A técnica é exactamente a mesma que do tratamento mental a si
mesmo substituindo a frase de protecção pela afirmação que escolheu.

Escreva os seus próprios programas negativos e desprograme-os com


esta técnica

Não esqueça
As novas afirmações devem ser sempre formuladas no presente

Nunca esqueça

Pedir autorização ao seu Eu Superior e de visualizar o novo es-


tado desejado

Lavar as mãos antes e depois de cada tratamento e retirar re-


lógio e aparelhos auditivos, As máquinas impedem a circula-
ção da Energia

Pode enviar afirmações para o futuro ou passado com a ajuda


do Símbolo
Hon Sha Ze Sho Nen

79
É este Grau que dá ao praticante de Reiki a ferramenta e o Conheci-
mento necessários para ser, de facto, um curador.

Deverá, em primeiro lugar ser um curador de si mesmo. Só pela cu-


ra poderá percepcionar a dinâmica da auto-superação e do cresci-
mento espiritual.

Só estando neste crescimento para o Amor Maior tem a Energia ne-


cessária para poder desencadear no paciente a vontade de crescer e

80
prosperar no Amor Puro e Criador, na sua divinização, pois isto é a
cura.

É indispensável que o Jovem Mestre assuma a responsabilidade de


viver uma vida em Simplicidade, Verdade, Amor incondicional,
ainda que não conheça muito bem o que isto é.
Mais do que conhecê-las, precisa de ter uma vontade muito firme de
as buscar em cada dia da sua vida, sem esmorecimentos.

Só assim estará pronto para ser um verdadeiro canal desta Energia


maravilhosa que é um verdadeiro presente, pleno de misericórdia

81
A Iniciação
Um salto quântico
É um novo começo.
É um ir para dentro e regressar
É um novo viver, consciente de novos valores, padrões e metas
É o usufruir de um novo auto-conhecimento

Passa-se de:
Ego-pensante e ego-agente cosmo-pensante e cosmo-
agente.

Portanto a Iniciação não é apenas e só uma cerimónia, mas um


novo modo de estar, pensar, agir e sentir, sem o qual não haverá
ancoramento das novas Energias, nem abertura de qualquer
Chakra.
Na verdade, é esta nova maneira de estar que distingue o iniciado,
do não-iniciado

82
A evolução dá-se gradativamente, como o subir de uma escada-
ria.
Aqui subimos lentamente, por vezes até descemos um ou outro de-
grau, que subiremos novamente. Cada degrau é um ponto de
chegada e um novo ponto de partida

Em cada degrau há uma nova expansão energética.

O Iniciado está sempre em evolução  –  ganho consciencial  –   e tem


a maior atenção para não parar nunca, pois quer aproximar-se do
estado Crístico e nada o demove desta empreitada.

Acompanha-o um estado de adoração do Deus que o habita e a


quem ele se oferece continuamente

A partir de agora o Praticante de Reiki será um Mestre

Ser Mestre não se reduz a um título, a uma prática, a um esta-


tuto mais ou menos valorizado.

83
É preciso cultivar a ausência de ego.
Buscar a Essência Pura - sem pré-conceitos, mas em
constante atitude interior e exterior de Amor Incondicional

Isto exige vigilância.


Temos que deter os ciclos das emoções inferiores.
Perdoar incessantemente.
Percebermos que os nossos problemas são bençãos, se
soubermos lidar com eles.
Entregar todo o nosso ser ao Deus dos nossos corações e
aí ficarmos( sem
numa completa
as quais jamais dependência do Senhor Su-
se pode ser canal)
premo.
Ajudar a todos sem outra motivação que não seja o Amor.
Ajustar o conhecimento que temos às necessidades do
Mundo

Hoje, eu abandonarei a raiva (onde há raiva, não pode haver amor)


Hoje, abandonarei as minhas preocupações  (cada mo-
mento é único e eterno

Hoje, eu contarei todas as bençãos que me forem


concedidas por Deus (as desgraças de hoje, são as bençãos de amanhã)

Hoje, eu farei o meu trabalho honestamente  (a honesti-


dade e a Verdade são realidades que se transmitem)

Hoje, eu serei gentil com todas as criaturas vivas (a pro-


funda humildade, caminhando para Deus)

84
Ancoramento
da
Energia de Reiki

Durante o curso e sobretudo na iniciação o aluno recebe um


grande manancial de energia de Reiki.
Entretanto, não ancora toda a energia. Este processo leva
mais ou menos vinte e um dias, podendo levar menos ou até
levar meses. Isso depende de inúmeros factores pessoais e ir-
repetíveis.
Aconselha-se portanto a que o aluno pratique muito em si
mesmo, mas pelo menos os 21 dias não deve deixar de fazer
auto-reiki.
Entretanto deverá continuar com esta maravilhosa terapia
por tempo indeterminado. Basta que disponha de algum tem-
po antes de dormir ou, ao acordar e antes de se levantar.
De notar que no auto-reik i não devem usar o sí mbolo R ak u,
nunca

85
 Não procurar , voluntariamente , criar imagens, luzes ou cores

 Esvaziar-se de tudo

 Estar atento ao que acontece

 Se nada acontecer poderemos conversar sobre isso no fim da meditação,


mas desde já adianto que não é, de modo algum negativo

o Sentar-se bem confortavelmente


o Respirar lenta e profundamente
o Sentir todo o corpo e relaxar
o Imagine que dos seus pés saem umas raízes que se introduzem na
Terra e que pelo seu interior vai correndo tudo o que de negativo
existe no seu ser emocional
o Peça à Mãe Terra para que transmute isso em energia positiva
o Deixe que continue a correr
o Ao parar este fluxo de negatividade surge, do coração da Mãe Terra,
um tubo de Luz Branca que sobe e o inunda de Luz
o Deixe que esta Luz inunde todo o seu corpo, a sua mente e o emocio-
nal
o Sintonize-se com os Símbolos e Mantras que quiser.
o Absorva bem toda a sua Energia
o Deixe acontecer

86
Conteúdos de cada um dos níveis
Nível I
Reiki é
O Reiki actua
Principais chakras secundários
Origem do Reiki
Um pouco de história
A expansão do Reiki
Recomendações importantes
Efeitos do Reiki
Pré-requisitos para ter bons resultados com o Reiki
Métodos do Reiki
Fórmula matemática do Reiki
Regras espirituais do Reikiano
Como actua o Reiki
Procedimentos para o tratamento
Alisamento da aura
Posições de tratamento base
Tratamento rápido
Auto tratamento
Reiki para o planeta…
Meditação

 Nível II
Rever os conteúdos todos
Símbolos Cho Ku Rei e Sei He Ki
O que pode acontecer durante o tratamento
Técnicas de tratamento mental
Técnicas de desprogramação
Meditação

 Nível III
Rever os Níveis I e II
Símbolos Reiki Dai Ko Mio e Raku
O grau de Mestre
Iniciação

87
Os curadores da nova Era

Curar é um acto de amor à vida.


Curar é entregar-se às energias de Deus para ser conduzi-
do como instrumento. Ser um intermediário da cura é ter
dentro de si a apoteose do amor e da abnegação em relação
ao serviço com o Cristo.
Ser curador, ou um canal curador é entrar em conexão
com os fluidos divinos para trazê-los ao paciente que dese-
 ja cura para o seu corpo e sua alma.
 A alma já trás de existências pretéritas o dom abençoado
da cura. Cada curador precisa deixar a sua energia dispo-
nível para aplicar na dor dos irmãos que fazem parte de
sua família universal.
Quem trouxe o dom de curar não deve esperar um chama-
do mais acurado. Deve se prontificar a esse exercício com
os devidos cuidados de se esclarecer a respeito das energi-
as.
O curador é um manipulador em potencial de energias e
pode realizar o inesperado através dessa conexão com as
forças crísticas.
Qual o coração que não se gratifica quando contribui para
o retorno da saúde de uma ou várias criaturas?
Façamo-nos de médicos do Cristo orientando em e com
harmonia para deixar corpos e almas sãs.
O canal que for curar neste novo tempo verá mais nítido os
quadros das doenças a ele apresentado pelas vias do

88
3º.olho, facto que facilitará cada processo a ser trabalha-
do.
 Aberta a antiga visão, a responsabilidade deverá será re-
tomada. São muitos vórtices a serem abertos dentro da
criatura humana. Mas é preciso que cada uma guarde a
consciência de que Deus está lhe facultando essa divina
oportunidade para que entre no reservado de luz dos seus
arquivos milenares.
Recomendo as criaturas especialmente as mais sensíveis
que busquem esclarecimento sobre o que diz respeito à
abertura para o seu compromisso dentro da nova era.
Seus mestres, seus anjos, seus amigos que fazem parte
desse valioso passado, deseja auxilia-lo para que juntos
auxiliem mais almas que ainda estão enfermas no planeta
terra.
 As energias envasadas do Mestre Sananda e as luzes crista-
linas vos esperam nesse intercâmbio de amor e cura. O
pensamento será a chave fundamental para esse trabalho
de amor a si e ao seu próximo.
Com isso, não queremos dizer que possam dar gratuita-
mente todo vosso trabalho, mas cobrem o preço justo. Sem
ganância ou exploração, lembrem-se de que nesse momen-
to a fonte da criação eterna já está lhes presenteando com
a volta dessa sabedoria, e é com muito amor que a estende
esse preciso recurso através da mente captadora.
 Aquele que assumir conscientemente a sua tarefa cristali-
na ou outra de acordo com a eclosão das suas lembranças,
terá todo aparato da espiritualidade.
Nem de leve devem achar que ganharam o céu, mas traba-
lharão a partir de agora para entrar numa das suas mora-
das.
 Atlantes, siberianos, egípcios, todos trazem as suas almas
marcadas com traços singulares de suas delicadas experi-
ências relativas a ciência divina através do pensamento.
Traduzam dentro de si a força e a vontade de ser útil atra-
 vés desse livro interno que se abre a mostrar a sabedoria
 verdadeira que a sua alma possui.
 Agradeçam ao Pai essa dádiva da nova era.

Remodelem seu comportamento através das mentaliza-


ções com as luzes presentes no universo e reverenciem o
Mestre interno que os alumiará através dos antigos sábios
que entraram na energia verdadeira de cada elemento da
natureza bendita.

89
Não estarão sós.
Portanto, abram-se a esse tempo de luz, de surpresas, de
igualdade, fraternidade, respeito, planificação de alma,
paz e muito amor.
Nós, os discípulos da nova era, estamos junto às forças
amorosas do universo, em obediência para os convocar.
Elejam para si a seriedade, a transformação interna e so-
mem benevolência em suas futuras tarefas de luz. Não per-
cam oportunidade de estender o seu pensamento junta-
mente com sua alma aos que clamam ajuda.
Sejam terapeutas da luz tratando a alma e o corpo, exer-
cendo as suas antigas funções no planeta terra em ascen-
são neste século.
Eu, Tautte, espírito milenar ponho-me juntamente com os
demais afins para os auxiliar neste campo vasto em que
 vamos encontrar-nos para o embelezamento das nossas
essências e o brilho dos nossos corações viajantes da vida.
Com muito respeito desejo pedir-lhes que acatem esse
momento que a força criadora os envie como uma das so-
luções de melhora para o seu planeta.
Cada um de vocês viverá os seus processos selectivos e en-
cantadores para as descobertas dos segredos que a sua al-
ma guarda.
Em luz os seus mestres os acompanharão reformulando os
 vínculos do passado e desta vez para resolverem com a
mais pura dignidade que vossa alma ou espírito possa
imaginar.
E neste conúbio de fé, emoção, conexão e com a divina cer-
teza de que construiremos paz com a força da sabedoria
das antigas civilizações contidas na alma de cada um de
 vós que foram convidados a integrar a imensa fileira de
trabalhadores da luz neste momento de transição.
Convite este, agradável às suas almas, referencial de uma
potencialidade muito grande de conexão e realização.
Sintonizados com o poder universal e com o nosso conhe-
cimento ancestral, fiquemos juntos para somarmos luz ir-
radiante e a força da cura a quem possa necessitar.
Com a luz do conhecimento de todos os berços do sol mai-
or, sou um amigo à sua disposição nessa parceria de fé, e
de grande resgate de amor, autorizado pela força cósmica
universal.
 Abraço-os em luzes potentes e subtis através das energias
envasadas e das luzes cristalinas.
Sou um dos trabalhadores que tem a responsabilidade de

90
auxiliar a todos que participaram dos antigos festins ener-
géticos e curadores.
 Viva todas a energias crísticas!
 Viva todas as energias dos cristais!
Bem vindas todas as outras energias que emergirão do
fundo das vossas almas para o desenvolvimento salutar do
 vosso ser profundamente imortal que caminha em busca
da verdadeira perfeição.
Com a força da luz do meu amor

Tautte

91
Ritual
de
Iniciação

92
93
94
95
96
97


u e a P  a 
az 
z , a A l e 

gr 
r i a e 
 
o A m o or 
r I n c 
  o 
on 
n
  d 
di 
i c 
  i 
i o 

n a 




om 
ma 
   an 
 
n d 

em    a t u 
m u a 
a v  i 
i d a 
a p a 
ar 
r a t o 
  od 
do 
    o s 
o e 
em 
  - 
m  

p  r 
r e 

98
G a 
an 
 n g 
  a 
a Ma 
M
Mees 
s t 
tr 
 ra 
   I 
a I n 
nd 
 de e p 
 p een 
n d 
dee  n 
n t 
te e d 
d ee R 
R eei i k 
ki 
 /   K 
i  / Ka 
  r 
a  ru 
  n 
u   a 
n  a / 
  S 
 / Se ei i k 
ki i m 
m
   

99