Você está na página 1de 16

PHILIPPE PERRENOUD

Teoria das Competências

O autor defende a ideia de que a competência surge na


escola como resposta “a um problema antigo: o de
transferir conhecimentos” (PERRENOUD, 2000).
Nos últimos anos, o termo competência ocupa lugar de destaque
nos discursos e documentos educacionais.
Perrenoud (1999, p. 07), define competência como “uma
capacidade de agir eficazmente em um determinado tipo de
situação, apoiada em conhecimentos, mas sem limitar-se a eles”.

2
Competências, referem-se a um conjunto de conhecimentos,
habilidades e atitudes (CHA) que caracterizam as aptidões de uma
pessoa para cumprir determinadas tarefas.

3
No que tange à Educação, o conceito de competência proposto
por Perrenoud veio trazer um novo olhar sobre as práticas
pedagógicas.
E sobre a compreensão do tempo pedagógico, alterando inclusive
os modelos de seriação, tão comum nas escolas ao introduzir a
noção de ciclos que, atualmente, é utilizada por várias Secretarias
de Educação.

4
Para trabalhar as competências Perrenoud menciona que
devemos usar o ensino/aprendizagem por problemas.
Toda aula deveria ser uma resposta!

5
Perrenoud propõe, a partir de suas experiências na área
pedagógica, um modelo educacional baseado em ciclos de três
anos, no qual a criança dispõe desse período para desenvolver as
competências de sua faixa etária.

6
Um fator importante na consideração sobre a avaliação é que,
segundo Perrenoud, tal processo é sempre regulador da
autonomia dos atores escolares, mas que, nem por isso, deve
significar controle das ações de cada ator educacional.

Ao contrário, Perrenoud afirma que as escolas devem se interrogar


a todo instante sobre suas finalidades, sua metodologia, seu
funcionamento, suas práticas de forma aberta, coletiva.

7
Perrenoud nos diz ainda, que na escola, os alunos aprendem
formas de conjugação, fatos históricos ou geográficos, regras
gramaticais, leis físicas, processos, a matemática.

Mas, “é no momento em que conseguem relacionar


pertinentemente os conhecimentos prévios com os problemas
do dia-a-dia que se reconhece uma competência” (1999, p. 21).

8
É preciso ter claro que a competência situa-se além dos
conhecimentos, desta forma Perrenoud (1999, p. 33), explica que,
a competência não se forma com a assimilação de
conhecimentos, às vezes, suplementares, gerais ou locais, mas
sim com a construção de um conjunto de disposições e esquemas
que permitem mobilizar os conhecimentos na situação, no
momento certo e com discernimento.

9
É na possibilidade de relacionar, pertinentemente, os
conhecimentos anteriores e os problemas que se reconhece
uma competência.

10
Sobre o desenvolvimento das competências, em seu livro 10
novas competências para ensinar, Perrenoud apresenta uma lista
de competências necessárias aos professores para ensinar com
base na sua teoria.

11
São elas: 1. organizar e dirigir situações de aprendizagem;
2. administrar a progressão das aprendizagens;
3. conceber e fazer evoluir dispositivos de diferenciação;
4. envolver os alunos em suas aprendizagens e em seu trabalho;
5. trabalhar em equipe;
6. participar da administração escolar;
7. informar e envolver os pais;
8. utilizar novas tecnologias;
9. enfrentar os deveres e os dilemas éticos da profissão;
10. administrar a própria formação.
12
Mais tarde, Perrenoud afirma a necessidade de se desenvolver
uma décima primeira competência ligada ao trabalho docente,
que está relacionada à ação do professor enquanto um ator
coletivo no sistema de ensino e enquanto um direcionador do
movimento dos educadores no sentido da profissionalização e da
prática reflexiva sobre seu próprio fazer.

13
“ Se acreditamos que a formação de competências não é evidente
e que depende em parte da escolaridade básica, resta decidir
quais ela deveria desenvolver prioritariamente. Ninguém
pretende que todo saber deve ser aprendido na escola. Uma boa
parte dos saberes humanos é adquirida por outras vias. Por que
seria diferente com as competências? Dizer que cabe a escola
desenvolver competências não significa confiar-lhe o monopólio
disso.”
Philippe Perrenoud

14
REFERÊNCIAS:

Philippe Perrenoud- Construir as competências desde a escola.


Editora: ArtMed,1999.
Philippe Perrenoud- A formação dos professor do século XXI.
Philippe Perrenoud- Teoria das Competências. PDF sem Autor.

15
Pedagoga Concurseira

Janice Jandrey
Dúvidas, contate: @pedagoga_concurseira
janicejpedagoga@gmail.com

16