Você está na página 1de 29

Teoria dos diodos:

- LED
- Diodo Schottky
LED (LIGHT EMITTING DIODE)
É um diodo especial que conduz
corrente elétrica em um único sentido
e emite luz no espectro visível.

Alan Francisco dos Santos


SIMBOLOGIA

Um led é constituído por uma junção PN de material


semicondutor e por dois terminais, o Anodo (A) e o Catodo (K).
A cor da luz emitida pelo led depende do material semicondutor que o constitui.
FUNCIONAMENTO

A circulação da corrente se processa pela liberação de portadores


livres na estrutura dos cristais. O deslocamento de portadores de
banda de condução provoca a liberação de energia (emissão de
fótons) em forma de luz.
VANTAGENS

• Baixo consumo

• Alta resistência a vibrações

• Nenhum aquecimento

• Grande durabilidade
CARACTERÍSTICAS DOS DIODOS LED

• As características importantes do diodo LED são:

• Corrente direta máxima (IFM)- Especificação que


define a corrente máxima de condução do diodo LED
sem prejuízo para sua estrutura.

• Corrente direta nominal (IF)- É um valor de corrente


de condução indicado pelo fabricante no qual o diodo
LED apresenta um rendimento luminoso ótimo
(normalmente 20mA).
• Tensão direta nominal (VF)- Especificação que define a
queda da tensão típica do diodo no sentido de condução.
A queda de tensão nominal (VF) ocorre no componente
quando a corrente direta tem valor nominal (IF)

• Tensão inversa máxima (VR)-Especificação que


determina o valor de tensão máxima que o diodo LED
suporta no sentido inverso sem sofrer ruptura. A tensão
inversa máxima dos diodos LED é pequena (da ordem de
5V) uma vez que estes componentes não tem por
finalidade a retificação.
A tabela a seguir apresenta as características de alguns diodos LED

RESISTOR LIMITADOR DE CORRENTE


Calcule o resistor adequado para o circuito
abaixo. Dados: V=12V;LED VERDE

V- VR – VL = 0
VR = V - VL
IR.R = V - VL
V − VL
R=
𝐼𝑅
12 − 2,4
R=
60𝑚𝐴
R =160W
LEDs em série
Calcule o resistor adequado para o circuito abaixo.
Dados: V=12V;LED VERDE
V- VR – VL1 – VL2 = 0
VR = V – VL1 – VL2
IR.R = V – VL1 – VL2
V − VL1 −VL2
R=
𝐼𝑅
12 − 2,4 − 2,4
R=
60𝑚𝐴
R =120W
LEDs EM PARALELO
Calcule o resistor adequado para o circuito abaixo.
Dados: V=12V;LED VERDE
V- VR – VL1 = 0
VR = V – VL1
IR.R = V – VL1
V − VL1
R=
𝐼𝑅
IR = 𝐼 = 𝐼1 + 𝐼2

12 − 2,4
R=
60𝑚𝐴+60𝑚𝐴
R =80W
LEDs EM PARALELO
Calcule o resistor adequado para o circuito abaixo.
Dados: V=12V;LED VERDE
IR.R = V – VL1
V − VL1
R=
𝐼𝑅

12 − 2,4
R=
60𝑚𝐴

R =160W
Qual o resistor que devemos colocar para evitar a
destruição do LED?

Dados LED
VF = 2,5V
IF = 30mA
Dimensione os resistores que devemos colocar para evitar
a destruição dos LEDs?

Dados LED
VF = 2V
IF = 30mA
Qual a corrente drenada da fonte e quais os valores de R1
e R2?

Dados LED
VF = 2V
IF = 30mA
Verifique se o LED do circuito abaixo funcionará de
forma adequada, quando fecharmos a chave S
Dados LED
VF = 2V
ILED = 10 a 50mA
Verifique se o LED do circuito abaixo funcionará de
forma adequada, quando fecharmos a chave S
Dados LED
VF = 2V
ILED = 10 a 50mA
Diodo Schottky
Quando a frequência aumenta, o funcionamento
dos diodos de pequeno sinal começa a falhar.
Eles já não são capazes de entrar em corte com a
rapidez suficiente para produzir um sinal de meia
onda bem definido.

Uma solução para este problema é o diodo


Schottky.
Diodo Schottky

O diodo Schottky, é formado por uma junção Metal-N.


Diodo Schottky

Por utilizar uma junção metal-N não existirá uma camada com
lacunas no componente, assim não existirá a recombinação de
cargas no diodo schottky então a barreira de potencial será
mínima fazendo com que a corrente reversa na condução seja
muito maior. Assim, sua velocidade de trabalho é muito maior que
a de um diodo comum.
Curva característica
VANTAGENS X DESVANTAGENS
a) Vantagens

* Velocidade de comutação muito rápida


* Queda de tensão no sentido direto praticamente nula
(alguns microvolts)

b) Desvantagens

* Não suportam temperaturas elevadas


* Não podem ser fabricados com altas tensões inversas
* Têm elevada corrente de fuga no sentido inverso
APLICAÇÃO:

• CIRCUITOS DE ALTA FREQUÊNCIA:


- UHF
- VHF
- DETECÇÃO
- COMUTAÇÃO

• RETIFICADORES DE FONTE DE BAIXA TENSÃO


Exercício

Um diodo Schottky com tensão de corte de 40 V e corrente de


condução de 25 A, tem uma tensão no estado ligado de 0,5 V e uma
corrente de fuga de 50 ηA.

Determine a perda de potência nos estados ligado, desligado e perda


de potência total.

Solução:

Perda de potência no estado ligado = 25 . 0,5 = 12,5 W


Perda de potência no estado desligado = 40 . 50 (10 -9) = 2 µW
Perda de potência on+off = 12,5 W + 2 µW = 12,500002 W.
REFERÊNCIAS

1- https://slideplayer.com.br/slide/10313548/

2- https://engenhariacivilfsp.files.wordpress.com/2014/02/propriedades-
elc3a9tricas.pdf

3- https://docente.ifrn.edu.br/gustavolima/disciplinas/eletricidade-e-eletronica

4 -BOYLESTAD, Robert; NASHELSKY, Louis. Dispositivos eletrônicos e teoria de circuitos.


São Paulo: Pearson, 2005.

5- CIPELLI, Antonio Marco Vicari; MARKUS, Otávio; SANDRINI, Waldir João. Teoria e
desenvolvimento de projetos de circuitos eletrônicos. São Paulo: Érica, 2011.

6-MALVINO, Albert Paul. Eletrônica. São Paulo: Pearson, 2010. v.1.


7- CRUZ, Eduardo Cesar Alves ; CHOUERI JR., Salomão. Eletrônica aplicada. São Paulo: Érica, 2007.

8- SEDRA, Adel S. ; SMITH, Kenneth Carless. Microeletrônica. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

9- SWART, Jacobus W. Semicondutores: fundamentos, técnicas e aplicações. São Paulo: UNICAMP,


2008.

10-TURNER, L.W. Eletrônica aplicada. São Paulo: Hemus, 2004.

11- https://www.academia.edu/37496344/AULA_XX_DIODO_EMISSOR_DE_LUZ_LED

12- https://pt.scribd.com/document/514932686/04-Lista-Exercicios-LEDZENER