Você está na página 1de 5

Resultados e Discussões

A reação do azul de metileno com o ácido ascórbico faz com que o mesmo sofra uma
redução. Esta reação pode ser identificada pela mudança da cor da solução de azul para incolor,
portanto, a reação pode ser acompanhada pela espectrometria de UV-Vis.
Foram realizadas medições no intervalo de 0 a 250, com isso, foram obtidos os valores
de absorbância presentes na Tabela 1.

Tempo (s) A (50 µL) A (100 µL) A (200 µL)


0 0,178051 0,180241 0,383934
10 0,172029 0,170707 0,363537
20 0,166125 0,161658 0,343576
30 0,16051 0,153136 0,324725
40 0,154985 0,14546 0,306995
50 0,149812 0,138535 0,290413
60 0,144816 0,132184 0,274953
70 0,140214 0,126287 0,260542
80 0,13601 0,120881 0,247296
90 0,132168 0,115855 0,23499
100 0,128507 0,111314 0,223366
110 0,125213 0,107057 0,212546
120 0,122185 0,103181 0,202398
130 0,119332 0,099627 0,193028
140 0,116648 0,096353 0,184367
150 0,114258 0,093347 0,176344
160 0,111992 0,090527 0,168953
170 0,109987 0,088024 0,162013
180 0,108032 0,085704 0,155655
190 0,106241 0,083563 0,149751
200 0,104598 0,081637 0,14431
210 0,103101 0,079777 0,13929
220 0,101665 0,078151 0,134617
230 0,100376 0,07661 0,130307
240 0,099132 0,075132 0,126345
250 0,098044 0,073859 0,122676
Tabela 1: Valores de Absorbância em diferentes Intervalos de Tempo.
A partir dos dados apresentados na Tabela 1, foi plotado o Gráfico do Tempo pela
Absorbância apresentado na Figura 1.

Figura 1: Gráfico do Tempo pela Absorbância em diferentes concentrações de Azul de Metileno.

Em seguida foi plotado o gráfico de A exposto na Figura 2, calculado a partir da Equação


1.

Equação 1: Cálculo do A.

Onde:
A∞ - Valor de A no tempo de 250 segundos.
A0 – Valor de A no tempo 0.
At – Valore de A no tempo de 10 a 250 segundos.

Figura 2: Gráfico do Tempo pelo A em diferentes concentrações.

Posteriormente, foi plotado o gráfico do Tempo por ln da Absorbância, presente na


Figura 3, com isso, foi calculado o ajuste linear e foi obtido os valores de K Linear e R2 usados para
determinar a ordem de reação.

Figura 3: Gráfico do Tempo por ln da Absorbância em diferentes concentrações.

Com o Ajuste Exponencial da Figura 1 foi possível obter os valores de KEXP e R2EXP. Em
seguida, a Equação 2 para encontrar os valores de α, mostrados na tabela 2.

Equação 2: Cálculo do α.

Onde:
K’=KLINEAR
ε=44619 L.mol.cm-1

Amostra KEXP R2EXP KLINEAR R2LINEAR α


X1 -0,00734 0,99981 0,00239 0,97223 -0,08105
X2 -0,00845 1 0,00355 0,97483 -0,08039
X3 -0,00721 0,99996 0,00462 0,99194 -0,08512
Média -0,00767 0,999923 0,00352 0,979667 -0,08218
2
Tabela 2: Dados obtidos de k e R linear e exponencial.
Segundo a literatura os valores os valores de K e α deveriam estar próximos a 1, no
entanto, foi obtido um resultado não esperado.

Para a determinação da Energia de ativação, os dados da Tabela 3 foram plotados na


Figura 4 e Figura 5, um com ajuste exponencial e outro linear, respectivamente. A partir daí, foi
calculado os valores de K e R2 colocados na Tabela 4.

Tempo (s) A (15°C) A (25°C) A (35°C) A (45°C)


0 0,635981 0,383934 0,270691 0,409573
10 0,533994 0,363537 0,252431 0,36205
20 0,454155 0,343576 0,235973 0,32956
30 0,418535 0,324725 0,222148 0,299347
40 0,389706 0,306995 0,209791 0,273267
50 0,365297 0,290413 0,198297 0,249486
60 0,344664 0,274953 0,187597 0,229614
70 0,330811 0,260542 0,177522 0,212288
80 0,317199 0,247296 0,16792 0,196402
90 0,30489 0,23499 0,159138 0,182399
100 0,289975 0,223366 0,151256 0,170159
110 0,27612 0,212546 0,143915 0,159752
120 0,26522 0,202398 0,137209 0,151225
130 0,252368 0,193028 0,131095 0,1435
140 0,240317 0,184367 0,125471 0,136564
150 0,229594 0,176344 0,120319 0,13023
160 0,219279 0,168953 0,115629 0,124193
170 0,209695 0,162013 0,111411 0,118704
180 0,201212 0,155655 0,107627 0,113793
190 0,193501 0,149751 0,104282 0,109297
200 0,186191 0,14431 0,101221 0,105287
210 0,178823 0,13929 0,098479 0,101796
220 0,171549 0,134617 0,096053 0,098673
230 0,165126 0,130307 0,093763 0,09597
240 0,159019 0,126345 0,091684 0,093457
250 0,153035 0,122676 0,089775 0,091116
260 0,146602 0,119307 0,088048 0,089079
270 0,141812 0,116195 0,08641 0,087147
280 0,137528 0,113336 0,084884 0,085421
290 0,133372 0,110648 0,083477 0,083835
300 0,130834 0,108219 0,082242 0,082367
310 0,126293 0,105954 0,081091 0,081063
320 0,122634 0,103892 0,080023 0,079889
330 0,119457 0,102013 0,079081 0,078821
340 0,116355 0,100252 0,078231 0,077904
350 0,113484 0,098637 0,077453 0,077114
360 0,110943 0,097175 0,076756 0,076368
370 0,108841 0,095836 0,076094 0,075743
380 0,10675 0,094605 0,075521 0,075225
390 0,104488 0,093474 0,074982 0,074717
400 0,102657 0,092405 0,074519 0,074302
Tabela 3: Valores da absorbância em diferentes temperaturas.

Figura 4: Gráfico da Temperatura pela Absorbância com ajuste exponencial em diferentes


concentrações.

Figura 5: Gráfico da Temperatura pela Absorbância com ajuste linear em diferentes


concentrações.

Temperatura (°C) KEXP R2EXP KLINEAR R2LINEAR


15 -0,00925 0,98 9,56E-04 0,82108
25 -0,00749 0,9999 6,53E-04 0,86669
35 -0,009 0,99987 4,16E-04 0,82231
45 -0,01213 0,99925 6,24E-04 0,73973
Média -0,00947 0,994755 0,000662 0,812453
2
Tabela 4: Dados obtidos de k e R linear e exponencial.

A Energia de ativação foi calculada a partir do gráfico de 1/T (K) por ln K mostrado na
Figura 6, em seguida foi feito o ajuste linear e a energia de ativação foi calculada a partir da
Equação 3.

Figura 2: Gráfico de ln k em função de 1/T(K).

Equação 3: Cálculo do Energia da Ativação.

Onde:
R= 8, 314 J.K-1mol-1

O valor de Energia de ativação é de 30693,29 J.K -1mol-1.

Conclusão

A partir da verificação da reação do azul de metileno e ácido ascórbico feita pelo UV-Vis,
foi possível determinar a constante de velocidade e a energia de ativação, no entanto, os
resultados não foram de acordo com a literatura.