Você está na página 1de 7

NP1

MÓDULO 1 – CONCEPÇÃO ESTRUTURAL E ESQUEMA ESTÁTICO


1. Identifique os elementos estruturais:

a) I laje, II viga ou viga parede e III pilar ou pilar parede.


b) I laje, II radier e III pilar ou pilar parede;
c) I laje, II sapata e III pilar ou pilar parede
d) I laje, II viga ou viga parede e III bloco
e) I laje, II viga ou viga parede e III baldrame

2. Identifique os elementos estruturais:

a) I viga e II viga parede


b) I pilar e II pilar parede
c) I baldrame e II pilar
d) I pilar e II radier
e) I pilar e II viga
3. Seguem abaixo duas plantas. Identifique-as quanto ao tipo:

a) I planta de fôrmas e II planta de arquitetura


b) I planta de arquitetura e II planta de fôrmas
4. Seguem modelos matemáticos do encontro de pilar x viga, Identifique-os:

a) I modelo contínuo e II modelo descontínuo


b) I modelo descontínuo e II modelo contínuo

5. São elementos estruturais de superestrutura, exceto:

a) Laje
b) Viga-parede
c) Pilar
d) Pilar parede
e) Radier

6. São elementos estruturais de infraestrutura, exceto:

a) Baldrame
b) Radier
c) Viga parede
d) Tubulão
e) Viga-alavanca

7. NBR que determina dimensões mínimas de elementos estruturais:

a) NBR 6118:2003
b) NBR 6118:2008
c) NBR 6108:2003
d) NBR 6008:2008
e) NBR 2118:2003

8. Informações dispensáveis para planta de fôrmas:

I – Numeração dos elementos estruturais

II – Dimensões das seções das vigas e pilares

III - Indicação das paredes não suportadas por vigas

IV – Posição relativa das lajes sobre as vigas

V – Cotas a partir das faces dos elementos estruturais

Pode-se afirmar que:


e) Todas as alternativas estão incorretas
MÓDULO 3
PILARES – COMPRESSÃO CENTRADA

1. São elementos lineares de eixo reto, em geral verticais, em que as forças normais de
compressão são preponderantes e que tem função de transmitir às fundações as ações atuantes
na estrutura. A afirmativa refere-se a:

a) Pilares;
b) Radier;
c) Tubulão;
d) Laje;
e) Sapata.

2. Sobre pilares:
I. São classificados como parte da estrutura primária da superestrutura de uma
edificação, essencial à sua segurança global;
II. Nos pilares usuais de edifícios, predominam a força norma e o momento fletor,
denominados “solicitações normais” por induzirem tensões normais à seção transversal
da peça.

a) A alternativa I está correta;


b) A alternativa II está correta;
c) Todas as alternativas estão corretas;
d) Todas as alternativas estão incorretas.

3. Quando a força normal e o momento fletor atuan conjuntamente. De acordo com a natureza de
tensões normais da seção, pode ser denominada flexocompressão ou flexotração. A afirmativa
refere-se a:
a) Compresão centrada, axial ou simples;
b) Flexão composta;
c) Flexão normal ou reta;
d) Flexão oblíqua.

4. No caso geral de pilares de edifícios, se levadas em conta todas as simplificações e os desvios


associados ao projeto e à execução, predomina de forma absoluta a:

a) Flexão composta;
b) Compressão centrada, axial ou simples.

5. Armadura transversal (estribos):

I. Constituída por barras transversais ao eixo do pilar dobradas na forma de estribos


fechados, com função de evitar a flambagem das barras longitudinais e manter sua
posição durante a concretagem;
II. O cintamento é um recurso ainda bastante utilizado no reforço de pilares com
resistência deficiente;
III. Na técnica de reforço estrutural com mantas flexíveis de polímero reforçado com fibras
(FRP), inclusive, o processo de cálculo da capacidade resistente de pilares reforçados
tem por base o cintamento do conreto do núcleo às deformações laterais fornecida
pelas mantas de reforço.

Pode-se afirmar que:

a) A alternativa I está incorreta;


b) As alternativas I e II estão corretas;
c) A alternativa II está correta;
d) Todas as alternativas estão corretas;
e) Todas as alternativas estão incorretas.

6. A figura a seguir mostra uma planta de quatro lajes (L1 a L4). As linhas cheias representam os
eixos das vigas (V1 a V6), todas elas contínuas de dois vãos (a e b). Nos cruzamentos das
vigas, os pontos cheios representam os eixos dos pilares de apoio (P1 a P9).

Supondo cada pilar da figura acima como o eixo alinhado do cruzamento dos eixos das vigas que suporta
e conforme sua posição relativa, os pilares podem ser classificados conforme abaixo, exceto:

a) Pilar intermediário;
b) Pilar extremo;
c) Pilar de canto;
d) Pilar composto.

7. O cálculo pode ser feito sem considerar os momentos fletores transmitidos pelas vigas. A
afirmativa refere-se a:

a) Pilar intermediário;
b) Pilar extremo;
c) Pilar de canto.

8. Sobre flambagem:

I. É um fenômeno de instabilidade de equilíbrio, que pode provocar a ruptura de uma peça


com a compressão predominantemente, antes de se esgotar a sua capacidade resistente à
compressão;
II. A flambagem de um pilar é um efeito de 2ª ordem, que, segundo a NBR 6118: “são aqueles
que se somam aos obtidos numa análise de primeira ordem (em que o equilíbrio da
estrutura é estudado na configuração geométrica inicial), quando a análise do equilíbrio
passa passa a ser efetuada considerando a configuração deformada.”
III. O parâmetro adotado como referência para a consideração dos efeitos da flambagem é o
índice de esbeltez.

a) A alternativa III está correta;


b) As alternativas I e II estão corretas;
c) A alternativa II está incorreta;
d) Todas as alternativas estão corretas;
e) Todas as alternativas estão incorretas.

9. Sobre contraventamento:

I. O contraventamento de estruturas usuais é fornecido por lajes, caixas de elevadores e


escadas, paredes estruturais e alvenarias;
II. Os elementos que não contribuem para o contraventamento são ditos “contraventados”.

Pode-se afirmar que:

a) A alternativa I está incorreta;


b) A alternativa II está incorreta;
c) Todas as alternativas estão corretas;
d) Todas as alternativas estão incorretas.

MÓDULO 4
PILARES – FLEXO-COMPRESSÃO NORMAL

1. Flexo-compressão:

a) É uma solicitação composta por um momento fletor e por um esforço mínimo de


compressão;
b) É uma solicitação composta por um momento fletor e por um esforço excessivo de
compressão;
c) É uma solicitação composta por um momento fletor e por um esforço normal de
compressão;
d) É uma solicitação composta por ruptura e por um esforço normal de compressão;
e) É uma solicitação composta por ruptura e por um esforço excessivo de compressão.

2. Sobre flexo-compressão normal:

I. Quando a flexão se dá em um plano contendo os eixos de simetria das seções transversais do


elemento estrutural, a solicitação é denominada flexo-compressão normal;
II. A profundidade da linha neutra, medida em relação a uma borda da seção transversal, é uma
incógnita do problema. Entretanto, a orientação da linha neutra é conhecida, já que ela será
sempre perpendicular ao plano de ação do momento fletor.

a) A alternativa I está correta;


b) A alternativa II está correta;
c) Todas as alternativas estão corretas;
d) Todas as alternativas estão incorretas.
3. Na estrutura básica do programa principal de computador para realizar o dimensionamento à
flexo-compressão normal são lidos:

I. Dados da seção transversal;


II. Propriedades dos materiais;
III. Esforços solicitantes.

Pode-se afirmar que:

a) A alternativa I está correta;


b) A alternativa II está incoreta;
c) A alternativa III está correta;
d) Todas as alternativas estão corretas;
e) Todas as alternativas estão incorretas.

4. São elementos estruturais lineares de eixo reto, usualmente dispostos na vertical. A afirmativa
refere-se a:

a) Vigas;
b) Pilares;
c) Vigas-paredes;
d) Radiers;
e) Sapatas.

5. As ações preponderantes que atuam nos pilares são:

a) Forças normais de compressão;


b) Forças mínimas de compressão;
c) Forças máximas de compressão.
6. Identifique os pilares das figuras abaixo:

a) I pilar de canto, II, pilar interno e III pilar de borda;


b) I pilar interno, II pilar de canto e III pilar de borda;
c) I Pilar de borda, II pilar interno e III pilar de canto;
d) I pilar de canto, II pilar de borda e III pilar interno;
e) I pilar de borda, II pilar de canto e III pilar interno.

7. Quanto a esbeltez, os pilares são classificados conforme abaixo:

a) Pilares robustos;
b) Pilares de esbeltez média;
c) Pilares de canto;
d) Pilares esbeltos;
e) Pilares excessivamente esbeltos.
8. Deve ser considerado o efeito do desaprumo ou da falta de retilinidade do eixo do pilar. Nos
casos usuais, a consideração da falta de retilinidade é suficiente, já em casos de pilar em
balanço, obrigatoriamente deve ser considerado o desaprumo. A afirmativa refere-se a:

a) Imperfeições locais;
b) Imperfeições globais;
c) Imperfeições gerais.

9. Sobre cobrimento das armaduras:

I. São sempre referidos à superfície da armadura externa, em geral do estribo;


II. O cobrimento nominal deve ser maior que o diâmetro da barra;
III. A dimensão máxima característica do agregado graúdo utilizado não pode superar em
50% o cobrimento nominal.

Pode-se afirmar que:

a) A alternativa III está incorreta;


b) A alternativa I está correta;
c) As alternativas I e III estão corretas.

10. Em seções poligonais, dentre as quais estão incluídas as seções retangulares, devem existir
pelo menos uma barra de cada canto ou vértice do polígono. Em seções circulares são
distribuídas ao longo do perímetro. Determine o número de barras para a figura abaixo:

a) 2;
b) 4;
c) 6;
d) 8;
e) 9.