Você está na página 1de 282

 1) As Entidades Abertas de

Previdência Privada são reguladas e


fiscalizadas:
 a) Pelo Banco Central do Brasil,
Superintendência de Seguros Privados –
SUSEP e Secretaria de Previdência
Complementar - SPC.
 b) Pela Superintendência de Seguros
Privados – SUSEP e Secretaria de
Previdência Complementar -SPC.
 c) Pela Superintendência de Seguros
Privados – SUSEP.
 d) Pela Secretaria de Previdência
Complementar - SPC.
 1) As Entidades Abertas de
Previdência Privada são reguladas e
fiscalizadas:
 a) Pelo Banco Central do Brasil,
Superintendência de Seguros Privados –
SUSEP e Secretaria de Previdência
Complementar - SPC.
 b) Pela Superintendência de Seguros
Privados – SUSEP e Secretaria de
Previdência Complementar -SPC.
 c) Pela Superintendência de Seguros
Privados – SUSEP.
 d) Pela Secretaria de Previdência
Complementar - SPC.
 2) Assinale a alternativa incorreta:
 a) O BNDES é o principal agente do
Governo para financiamentos de médio e
longo prazos ao setor secundário da
economia.
 b) Os Bancos de Investimentos foram
criados para canalizar recursos de médio e
longo prazos para suprimento de capital
fixo das empresas.
 c) O Banco Central do Brasil permite as
Cooperativas de Crédito captar recursos
através de depósitos à vista e a prazo.
 d) As Companhias Hipotecárias são
proibidas de administrar fundos de
 2) Assinale a alternativa incorreta:
 a) O BNDES é o principal agente do
Governo para financiamentos de médio e
longo prazos ao setor secundário da
economia.
 b) Os Bancos de Investimentos foram
criados para canalizar recursos de médio e
longo prazos para suprimento de capital
fixo das empresas.
 c) O Banco Central do Brasil permite as
Cooperativas de Crédito captar recursos
através de depósitos à vista e a prazo.
 d) As Companhias Hipotecárias são
proibidas de administrar fundos de
investimento imobiliário.
 3) Bolsas de Valores são:
 Entidades autônomas, operando sob
supervisão da CVM, constituídas por
sociedades corretoras.
 Instituições financeiras criadas para
desenvolver o mercado secundário
 Entidades autônomas constituídas
exclusivamente por sociedades
distribuidoras, atuando sob supervisão da
CVM.
 Instituições financeiras autorizadas a
operar por ato conjunto da CVM e do
Banco Central voltadas para a negociação
de ações.
 3) Bolsas de Valores são:
 Entidades autônomas, operando sob
supervisão da CVM, constituídas por
sociedades corretoras.
 Instituições financeiras criadas para
desenvolver o mercado secundário
 Entidades autônomas constituídas
exclusivamente por sociedades
distribuidoras, atuando sob supervisão da
CVM.
 Instituições financeiras autorizadas a
operar por ato conjunto da CVM e do
Banco Central voltadas para a negociação
 4) Qual órgão supervisiona o
funcionamento das bolsas de
valores?
 a) CVM - Comissão de Valores
Mobiliários.
 b) Banco Central do Brasil.
 c) São autoreguladas.
 d) Andima - Associação Nacional das
Instituições do Mercado Financeiro
 4) Qual órgão supervisiona o
funcionamento das bolsas de
valores?
 a) CVM - Comissão de Valores
Mobiliários.
 b) Banco Central do Brasil.
 c) São autoreguladas.
 d) Andima - Associação Nacional das
Instituições do Mercado Financeiro
 5) A instituição financeira
responsável pela
operacionalização das políticas
do Governo Federal para o
saneamento básico é:
 a) O Banco Nacional de
Desenvolvimento Econômico e Social
- BNDES.
 b) A Caixa Econômica Federal - CEF.
 c) O Banco do Brasil.
 d) Nenhuma das respostas acima
 5) A instituição financeira
responsável pela
operacionalização das políticas
do Governo Federal para o
saneamento básico é:
 a) O Banco Nacional de
Desenvolvimento Econômico e Social
- BNDES.
 b) A Caixa Econômica Federal - CEF.
 c) O Banco do Brasil.
 d) Nenhuma das respostas acima
 6) Mesmo desconsiderando a atuação
do Banco Central do Brasil, operações
com títulos públicos no mercado
secundário facilita a política
monetária na medida em que:

 a) Melhora a liquidez no sistema


financeiro.
 b) Dá maior chance de ganho aos
investidores.
 c) Pressiona a taxa de juros.
 d) Aumenta o volume de negócios dos
bancos.
 6) Mesmo desconsiderando a atuação
do Banco Central do Brasil, operações
com títulos públicos no mercado
secundário facilita a política
monetária na medida em que:

 a) Melhora a liquidez no sistema


financeiro.
 b) Dá maior chance de ganho aos
investidores.
 c) Pressiona a taxa de juros.
 d) Aumenta o volume de negócios dos
bancos.
 7) No Sistema Financeiro
Nacional, a função do Conselho
Monetário Nacional é:

 a) Normativa.
 b) Executiva.
 c) Fiscalizadora.
 d) Nenhuma das respostas acima.
 7) No Sistema Financeiro
Nacional, a função do Conselho
Monetário Nacional é:

 a) Normativa.
 b) Executiva.
 c) Fiscalizadora.
 d) Nenhuma das respostas acima.
 8) Informe qual instituição
financeira não costuma operar
com empréstimo de longo prazo:

 a) Banco comercial.
 b) BNDES
 c) Sociedade de crédito imobiliário.
 d) Banco de desenvolvimento.
 8) Informe qual instituição
financeira não costuma operar
com empréstimo de longo prazo:

 a) Banco comercial.
 b) BNDES
 c) Sociedade de crédito imobiliário.
 d) Banco de desenvolvimento.
 9) A CVM tem poderes para
disciplinar, normatizar e
fiscalizar a atuação de todos os
integrantes do:

 a) Sistema Financeiro Nacional.


 b) Mercado de títulos públicos.
 c) Mercado de valores mobiliários.
 d) Mercado Financeiro.
 9) A CVM tem poderes para
disciplinar, normatizar e
fiscalizar a atuação de todos os
integrantes do:

 a) Sistema Financeiro Nacional.


 b) Mercado de títulos públicos.
 c) Mercado de valores mobiliários.
 d) Mercado Financeiro.
 10) A fixação de diretrizes das
políticas monetárias, creditícia e
cambial do país são atribuições
do(a):

 a) Banco Central do Brasil.


 b) Tesouro Nacional.
 c) Conselho Monetário Nacional.
 d) Secretaria de Política Econômica
 10) A fixação de diretrizes das
políticas monetárias, creditícia e
cambial do país são atribuições
do(a):

 a) Banco Central do Brasil.


 b) Tesouro Nacional.
 c) Conselho Monetário Nacional.
 d) Secretaria de Política Econômica
 11) Os bancos comerciais são:
 a)
Instituições financeiras reguladas e fiscalizada
 b)
Instituições financeiras reguladas e fiscalizada
 c)
Instituições financeiras reguladas e fiscalizada
 d)
Instituições financeiras reguladas e fiscalizada
 11) Os bancos comerciais são:
 a)
Instituições financeiras reguladas e fiscalizada
 b)
Instituições financeiras reguladas e fiscalizada
 c)
Instituições financeiras reguladas e fiscalizada
 d)
Instituições financeiras reguladas e fiscalizada
.
 12) De acordo com a Lei 6.385,
de 07/12/1976, a CVM deve
disciplinar e fiscalizar
qual(quais) das seguintes
atividades?
 a)
A auditoria das Companhias Abertas.
 b)
A administração da carteira e a custódia
 c)
Negociação e intermediação no mercado
 d) Todas as anteriores.
 12) De acordo com a Lei 6.385,
de 07/12/1976, a CVM deve
disciplinar e fiscalizar
qual(quais) das seguintes
atividades?
 a)
A auditoria das Companhias Abertas.
 b)
A administração da carteira e a custódia
 c)
Negociação e intermediação no mercado
 d) Todas as anteriores.
 13) O que é SOMA?
 a)
É um mercado de balcão organizado.
 b)
É um índice que reflete o desempenho d
 c)
É um índice de reflete a soma do volume
 d)
É o órgão que controla os mercados de b
 13) O que é SOMA?
 a)
É um mercado de balcão organizado.
 b)
É um índice que reflete o desempenho d
 c)
É um índice de reflete a soma do volume
 d)
É o órgão que controla os mercados de b
 14) A Comissão de Valores
Mobiliários tem poderes para
disciplinar, normatizar e
fiscalizar a atuação de todos os
integrantes do:

 a) Sistema Financeiro Nacional


 b) Mercado de Títulos Públicos
 c) Mercado de Valores Mobiliários
 d) Mercado Financeiro
 14) A Comissão de Valores
Mobiliários tem poderes para
disciplinar, normatizar e
fiscalizar a atuação de todos os
integrantes do:

 a) Sistema Financeiro Nacional


 b) Mercado de Títulos Públicos
 c) Mercado de Valores Mobiliários
 d) Mercado Financeiro
 15) O Banco Central pode ser
considerado como:

 Banco dos Bancos, Banqueiro do Governo,


e emissor de títulos do Tesouro Nacional.
 Gestor do Sistema Financeiro Nacional e
executor da Política Monetária.
 Gestor do Sistema Financeiro e
administrador da câmara de
compensação.
 15) O Banco Central pode ser
considerado como:

 Banco dos Bancos, Banqueiro do Governo,


e emissor de títulos do Tesouro Nacional.
 Gestor do Sistema Financeiro Nacional e
executor da Política Monetária.
 Gestor do Sistema Financeiro e
administrador da câmara de
compensação.
 16) São consideradas instituições
bancárias aquelas que:
 Estão autorizadas a receber depósitos a
prazo, a realizar operações de crédito e
sujeitas ao recolhimento de compulsório
ao BACEN.
 Podem descontar títulos, realizar
operações de crédito, repassar recursos
oficiais e prestar serviços financeiros.
 Estão autorizadas pelo BACEN a operar
com carteira comercial.
 Estão autorizadas pelo BACEN negociar
títulos e valores mobiliários.
 16) São consideradas instituições
bancárias aquelas que:
 Estão autorizadas a receber depósitos a
prazo, a realizar operações de crédito e
sujeitas ao recolhimento de compulsório
ao BACEN.
 Podem descontar títulos, realizar
operações de crédito, repassar recursos
oficiais e prestar serviços financeiros.
 Estão autorizadas pelo BACEN a operar
com carteira comercial.
 Estão autorizadas pelo BACEN negociar
títulos e valores mobiliários.
 17) Os principais segmentos do
mercado financeiro são:
 Monetário, de crédito, e de valores
mobiliários.
 Monetário, de crédito, de valores
mobiliários, e cambial.
 Monetário, de valores mobiliários, e
cambial.
 Monetário, de crédito, de valores
mobiliários e imobiliários, e cambial.
 17) Os principais segmentos do
mercado financeiro são:
 Monetário, de crédito, e de valores
mobiliários.
 Monetário, de crédito, de valores
mobiliários, e cambial.
 Monetário, de valores mobiliários, e
cambial.
 Monetário, de crédito, de valores
mobiliários e imobiliários, e cambial.
 18) A Comissão de Valores Mobiliários
– CVM, tem poderes para:
 Disciplinar, regulamentar e fiscalizar a
atuação de todos os integrantes do
sistema financeiro nacional.
 b) Disciplinar, regulamentar e fiscalizar a
atuação dos diversos integrantes dos
mercados imobiliários
 Disciplinar, regulamentar e fiscalizar a
atuação dos integrantes do mercado de
valores mobiliários.
 Disciplinar, regulamentar e fiscalizar a
atuação dos diversos integrantes dos
mercados de open market e de futuros.
 18) A Comissão de Valores Mobiliários
– CVM, tem poderes para:
 Disciplinar, regulamentar e fiscalizar a
atuação de todos os integrantes do
sistema financeiro nacional.
 b) Disciplinar, regulamentar e fiscalizar a
atuação dos diversos integrantes dos
mercados imobiliários
 Disciplinar, regulamentar e fiscalizar a
atuação dos integrantes do mercado de
valores mobiliários.
 Disciplinar, regulamentar e fiscalizar a
atuação dos diversos integrantes dos
mercados de open market e de futuros.
 19) As instituições custodiantes
no Selic são:
 Instituições com grandes volumes
 Não possuidoras de reserva bancária
e que precisam se vincular a outra
instituição para a liquidação de suas
operações.
 Aprovadas pelo Banco Central a
prestar serviços de custódia para
terceiros
 Possuidoras de conta de reservas
bancárias para liquidação das
operações.
 19) As instituições custodiantes
no Selic são:
 Instituições com grandes volumes
 Não possuidoras de reserva bancária
e que precisam se vincular a outra
instituição para a liquidação de suas
operações.
 Aprovadas pelo Banco Central a
prestar serviços de custódia para
terceiros
 Possuidoras de conta de reservas
bancárias para liquidação das
operações.
 20) Não podem emitir CDB -
Certificado de Depósito
Bancário:

 Companhias de crédito,
financiamento e investimento
 Bancos comerciais
 Bancos de investimento
 Bancos múltiplos
 20) Não podem emitir CDB -
Certificado de Depósito
Bancário:

 Companhias de crédito,
financiamento e investimento
 Bancos comerciais
 Bancos de investimento
 Bancos múltiplos
 1) Os títulos de prazos mais
curtos emitidos pelo Tesouro
Nacional, se caracterizam,
principalmente, por:
 a) Terem valor de face mais alto do
que qualquer outro título.
 b) Serem negociados com ágio.
 c) Terem cupom zero.
 d) Serem indexados à inflação.
 1) Os títulos de prazos mais
curtos emitidos pelo Tesouro
Nacional, se caracterizam,
principalmente, por:

 a) Terem valor de face mais alto do


que qualquer outro título.
 b) Serem negociados com ágio.
 c) Terem cupom zero.
 d) Serem indexados à inflação.
 2) Um investimento em
debêntures está sujeito a um
imposto de renda incidente
sobre o ganho. Qual a alíquota
deste imposto?

 a) 10%.
 b) 15%.
 c) 20%.
 d) 25%.
 2) Um investimento em
debêntures está sujeito a um
imposto de renda incidente
sobre o ganho. Qual a alíquota
deste imposto?

 a) 10%.
 b) 15%.
 c) 20%.
 d) 25%.
 3) Um investimento em debêntures
está sujeito a um imposto de renda
incidente sobre o ganho. Qual a base
de cálculo deste imposto?

 a) Diferença positiva entre o valor de


alienação e o valor de aplicação.
 b) Diferença positiva entre o valor de
alienação e o valor de aplicação, líquido do
IOF.
 c) Diferença positiva entre o valor de
alienação e o valor de aplicação corrigido
monetariamente, líquido do IOF.
 d) Diferença positiva entre o valor de
alienação e o valor de aplicação corrigido
monetariamente.
 3) Um investimento em debêntures
está sujeito a um imposto de renda
incidente sobre o ganho. Qual a base
de cálculo deste imposto?

 a) Diferença positiva entre o valor de


alienação e o valor de aplicação.
 b) Diferença positiva entre o valor de
alienação e o valor de aplicação, líquido do
IOF.
 c) Diferença positiva entre o valor de
alienação e o valor de aplicação corrigido
monetariamente, líquido do IOF.
 d) Diferença positiva entre o valor de
alienação e o valor de aplicação corrigido
monetariamente.
 4) O que é uma debênture com
garantia real?
 a) É um título de renda fixa com garantia
dada pelos ativos da companhia.
 b) É um título de renda fixa com garantia
dada por determinados bens da
companhia, que podem ser negociados,
sendo a garantia substituída.
 c) É um título de renda fixa com garantia
dada por determinados bens da
companhia, que não podem ser
negociados.
 d) É um título de renda fixa com garantia
dada pelos ativos da companhia, que pode
ser cancelada sob condições especificadas
em contrato.
 4) O que é uma debênture com
garantia real?
 a) É um título de renda fixa com garantia
dada pelos ativos da companhia.
 b) É um título de renda fixa com garantia
dada por determinados bens da
companhia, que podem ser negociados,
sendo a garantia substituída.
 c) É um título de renda fixa com garantia
dada por determinados bens da
companhia, que não podem ser
negociados.
 d) É um título de renda fixa com garantia
dada pelos ativos da companhia, que pode
ser cancelada sob condições especificadas
em contrato.
 5) Comparado a investimento em
uma ação, o investimento em
uma debênture:

 a) Apresenta melhor rendimento.


 b) Apresenta pior rendimento.
 c) Apresentam rendimentos
similares.
 d) Nada se pode afirmar.
 5) Comparado a investimento em
uma ação, o investimento em
uma debênture:

 a) Apresenta melhor rendimento.


 b) Apresenta pior rendimento.
 c) Apresentam rendimentos
similares.
 d) Nada se pode afirmar.
 6) Em relação ao imposto de renda
incidente sobre os rendimentos
periódicos recebidos de um título de
renda fixa:

 a) Não são tributados.


 b) São tributados, e a retenção é feita pela
pessoa jurídica que efetuar o pagamento.
 c) São tributados, e o pagamento deve ser
feito pelo investidor no mês do
recebimento dos rendimentos.
 d) São tributados, e o pagamento deve ser
feito pelo investidor no mês seguinte ao
do recebimento dos rendimentos.
 6) Em relação ao imposto de renda
incidente sobre os rendimentos
periódicos recebidos de um título de
renda fixa:
 a) Não são tributados.
 b) São tributados, e a retenção é feita pela
pessoa jurídica que efetuar o pagamento.
 c) São tributados, e o pagamento deve ser
feito pelo investidor no mês do
recebimento dos rendimentos.
 d) São tributados, e o pagamento deve ser
feito pelo investidor no mês seguinte ao
do recebimento dos rendimentos.
 7) Se um investidor adquire um título na
data D cujo preço está marcado a mercado,
a sua rentabilidade até o vencimento será
dada (desconsidere o risco de crédito):

 a) Pela rentabilidade desse título vigente na sua


data de emissão.
 b) Pela taxa de juros diária do CDI, acumulada
entre a data D e o vencimento do título.
 c) Pela taxa de juros vigente em mercado, na
data D, para o período entre a data D e o
vencimento do título.
 d) Pela taxa de juros vigente em mercado, na
data de emissão, para o período entre a data D e
o vencimento do título.
 7) Se um investidor adquire um título
na data D cujo preço está marcado a
mercado, a sua rentabilidade até o
vencimento será dada (desconsidere
o risco de crédito):
 a) Pela rentabilidade desse título vigente
na sua data de emissão.
 b) Pela taxa de juros diária do CDI,
acumulada entre a data D e o vencimento
do título.
 c) Pela taxa de juros vigente em mercado,
na data D, para o período entre a data D e
o vencimento do título.
 d) Pela taxa de juros vigente em mercado,
na data de emissão, para o período entre
a data D e o vencimento do título.
 8) A circular 2958 do Banco Central do
Brasil estipula que os fundos de
investimento financeiro referenciados
deverão ter certa porcentagem de seu
Patrimônio Líquido representado, isolado ou
cumulativamente, por títulos de emissão do
Tesouro Nacional e/ou Banco Central do
Brasil e títulos e valores mobiliários de
renda fixa, cujo emissor esteja classificado
na categoria de baixo risco de crédito ou
equivalente, com certificação por agência
de classificação de risco localizada no País.
Qual a porcentagem?

 a) 30%
 b) 50%
 c) 60%
 d) 80%
 8) A circular 2958 do Banco Central do
Brasil estipula que os fundos de
investimento financeiro referenciados
deverão ter certa porcentagem de seu
Patrimônio Líquido representado, isolado ou
cumulativamente, por títulos de emissão do
Tesouro Nacional e/ou Banco Central do
Brasil e títulos e valores mobiliários de
renda fixa, cujo emissor esteja classificado
na categoria de baixo risco de crédito ou
equivalente, com certificação por agência
de classificação de risco localizada no País.
Qual a porcentagem?

 a) 30%
 b) 50%
 c) 60%
 d) 80%
 9) Quem é o responsável pelo
recolhimento do imposto de
renda sobre os ganhos com
ações?
 a) A pessoa física ou jurídica que
aufere os ganhos.
 b) As corretoras que efetuaram a
venda das ações.
 c) A própria Bolsa de Valores.
 d) A clearing, ou caixa de liquidação,
da Bolsa de Valores.
 9) Quem é o responsável pelo
recolhimento do imposto de
renda sobre os ganhos com
ações?
 a) A pessoa física ou jurídica que
aufere os ganhos.
 b) As corretoras que efetuaram a
venda das ações.
 c) A própria Bolsa de Valores.
 d) A clearing, ou caixa de liquidação,
da Bolsa de Valores.
 10) Comparado ao investimento
em ações, o investimento em
debêntures apresenta
rendimento:

 a) Superior.
 b) Inferior.
 c) Similar.
 d) Nada se pode afirmar.
 10) Comparado ao investimento
em ações, o investimento em
debêntures apresenta
rendimento:

 a) Superior.
 b) Inferior.
 c) Similar.
 d) Nada se pode afirmar.
 11) Um investidor que possui ações
deseja vendê-las na bolsa de valores.
Para isso ele deverá:
 a)
Vendê-las no pregão através de uma corretora
 b)
Vendê-las a um banco comercial, que, por sua
 c) Vendê-las ao banco custodiante
das ações, que, por sua vez, poderá vendê-las
 d)
Vendê-las à corretora, que, por sua vez, poder
 11) Um investidor que possui ações
deseja vendê-las na bolsa de valores.
Para isso ele deverá:
 a)
Vendê-las no pregão através de uma corretora
 b)
Vendê-las a um banco comercial, que, por sua
 c) Vendê-las ao banco custodiante
das ações, que, por sua vez, poderá vendê-las
 d)
Vendê-las à corretora, que, por sua vez, poder
 12) Assinale qual opção de
resposta é a taxa de mercado
que regula as operações diárias
com títulos públicos federais.

 a) TR.
 b) Taxa SELIC
 c) TJLP
 d) DI
 12) Assinale qual opção de
resposta é a taxa de mercado
que regula as operações diárias
com títulos públicos federais.

 a) TR.
 b) Taxa SELIC
 c) TJLP
 d) DI
 13) IGP-M é o indexador de qual
Título Público?

 a) NTN-C
 b) NTN-A
 c) NTN-B
 d) NTN-D
 13) IGP-M é o indexador de qual
Título Público?

 a) NTN-C
 b) NTN-A
 c) NTN-B
 d) NTN-D
 14) Qual foi o indexador criado
em 1994, pesquisado entre os
dias 01 e 30 de cada mês,
formado por 60% do IPA, 30% do
IPC e 10% do INCC?

 a) INPC
 b) IGP-DI
 c) IGP-M
 d) IPCA
 14) Qual foi o indexador criado
em 1994, pesquisado entre os
dias 01 e 30 de cada mês,
formado por 60% do IPA, 30% do
IPC e 10% do INCC?

 a) INPC
 b) IGP-DI
 c) IGP-M
 d) IPCA
 15) IPCA é o indexador de qual
Título Público?

 a) NTN-C
 b) NTN-A
 c) NTN-B
 d) NTN-D
 15) IPCA é o indexador de qual
Título Público?

 a) NTN-C
 b) NTN-A
 c) NTN-B
 d) NTN-D
 16) Quais os principais ativos
registrados na CETIP

 a) CDB
 b) Debêntures
 c) Cotas de Fundos Imobiliários
 d) Todas
 16) Quais os principais ativos
registrados na CETIP

 a) CDB
 b) Debêntures
 c) Cotas de Fundos Imobiliários
 d) Todas
 17) Comparado ao investimento
em ações, o investimento em
debêntures apresenta
rendimento:

 a) Superior
 b) Inferior
 c) Similar
 d) Nada se pode afirmar
 17) Comparado ao investimento
em ações, o investimento em
debêntures apresenta
rendimento:

 a) Superior
 b) Inferior
 c) Similar
 d) Nada se pode afirmar
 18) Considera-se investidor
qualificado a pessoa física que
possua:
 a)
Patrimônio mínimo de R$ 1.000.00,00, compro
 b)
Patrimônio mínimo de R$ 2.000.00,00, compro
 c)
Carteira de valores mobiliários e/ou cotas de fu

 d) Renda mensal superior a R$ 10.000,00.


 18) Considera-se investidor
qualificado a pessoa física que
possua:
 a)
Patrimônio mínimo de R$ 1.000.00,00, compro
 b)
Patrimônio mínimo de R$ 2.000.00,00, compro
 c)
Carteira de valores mobiliários e/ou cotas de fu

 d) Renda mensal superior a R$ 10.000,00.


 19) Tomada a decisão de fazer
hedge, pode-se afirmar que o
risco da carteira:

 a) Não se alterará.
 b) Poderá aumentar.
 c) Será reduzido.
 d) Poderá ficar negativo
 19) Tomada a decisão de fazer
hedge, pode-se afirmar que o
risco da carteira:

 a) Não se alterará.
 b) Poderá aumentar.
 c) Será reduzido.
 d) Poderá ficar negativo
 20) Sobre determinada empresa
recentemente avaliada com nota
máxima de rating, pode-se afirmar
que:

 a)
Certamente cumprirá com suas obrigações.
 b)
A rentabilidade de suas ações era superior à d
rating inferior
 c)
Seus títulos de renda fixa proporcionavam ren

 20) Sobre determinada empresa
recentemente avaliada com nota
máxima de rating, pode-se afirmar
que:

 a)
Certamente cumprirá com suas obrigações.
 b)
A rentabilidade de suas ações era superior à d
rating inferior
 c)
Seus títulos de renda fixa proporcionavam ren
 d) Nenhuma das alternativas anteriores.
 21) O custo primário do dinheiro na
economia é:

 A taxa de juros cobrada quando os


recursos são emprestados pela primeira
vez.
 A taxa de juros paga pelas instituições
privadas de primeira linha.
 A taxa de juros paga pelos títulos públicos
federais.
 A taxa de juros paga pelo governo nas
captações externas.
 21) O custo primário do dinheiro na
economia é:

 A taxa de juros cobrada quando os


recursos são emprestados pela primeira
vez.
 A taxa de juros paga pelas instituições
privadas de primeira linha.
 A taxa de juros paga pelos títulos públicos
federais.
 A taxa de juros paga pelo governo nas
captações externas.
 22) Qual afirmação está correta?

 O Tesouro emite valores de forma a


cobrir o déficit do Governo.
 O Banco Central e o Tesouro emitem
títulos para cobrir o déficit do
Governo.
 O Governo depende de autorização
do CMN para emitir títulos com o
objetivo de financiar o déficit.
 O Tesouro emite títulos de forma a
cobrir o déficit do Governo.
 22) Qual afirmação está correta?

 O Tesouro emite valores de forma a


cobrir o déficit do Governo.
 O Banco Central e o Tesouro emitem
títulos para cobrir o déficit do
Governo.
 O Governo depende de autorização
do CMN para emitir títulos com o
objetivo de financiar o déficit.
 O Tesouro emite títulos de forma a
cobrir o déficit do Governo.
 23) Quando há um choque de juros para
conter uma pressão inflacionária, o
investidor que tem seus recursos aplicados:

 Em títulos de renda fixa pré-fixado, não terá


perda, pois o seu rendimento já está fixado e é
garantido desde o momento da realização da
operação.
 Em títulos de renda fixa pós-fixado terá um ganho
de capital, pois ele poderá vender o título no
mercado com deságio.
 Em títulos de renda fixa com repactuação de
taxas realizadas semestralmente, estará imune
ao risco de flutuação nas taxas de juros
observadas no mercado.
 Em títulos de renda fixa pós-fixado será menos
suscetível a perdas, pois seus rendimentos
tenderão a acompanhar as oscilações das taxas
de juros.
 23) Quando há um choque de juros
para conter uma pressão
inflacionária, o investidor que tem
seus recursos aplicados:
 Em títulos de renda fixa pré-fixado, não
terá perda, pois o seu rendimento já está
fixado e é garantido desde o momento da
realização da operação.
 Em títulos de renda fixa pós-fixado terá
um ganho de capital, pois ele poderá
vender o título no mercado com deságio.
 Em títulos de renda fixa com repactuação
de taxas realizadas semestralmente,
estará imune ao risco de flutuação nas
taxas de juros observadas no mercado.
 24) Os títulos governamentais
têm uma grande utilidade:

 Na determinação da estrutura
temporal das taxas de juros
 No balanceamento da dívida externa
 Ao lastrear emissões das instituições
financeiras
 Na capitalização das bolsas
 24) Os títulos governamentais
têm uma grande utilidade:

 Na determinação da estrutura
temporal das taxas de juros
 No balanceamento da dívida externa
 Ao lastrear emissões das instituições
financeiras
 Na capitalização das bolsas
 25) Atualmente, quanto à forma
de emissão, os títulos do
Tesouro Nacional:
 São sempre escriturais
 São custodiados no Selic contra
emissão de certificado
 São custodiados no Cetip contra
emissão de certificado
 Podem ser custodiadas nas câmaras
de compensação
 25) Atualmente, quanto à forma
de emissão, os títulos do
Tesouro Nacional:
 São sempre escriturais
 São custodiados no Selic contra
emissão de certificado
 São custodiados no Cetip contra
emissão de certificado
 Podem ser custodiadas nas câmaras
de compensação
 26) Os juros da LTN são:

 Calculados considerando-se o deságio na


negociação do título e o valor nominal do
título pago no resgate.
 Calculados considerando-se os cupons de
juros, o ágio ou deságio na negociação e o
valor nominal do título no resgate.
 Calculados considerando-se os cupons de
juros, o ágio ou deságio na negociação, o
índice de correção e o valor nominal do
título pago no resgate.
 Calculados considerando-se a taxa Selic
acumulada no período e o eventual ágio e
deságio na negociação do título.
 26) Os juros da LTN são:

 Calculados considerando-se o deságio na


negociação do título e o valor nominal do
título pago no resgate.
 Calculados considerando-se os cupons de
juros, o ágio ou deságio na negociação e o
valor nominal do título no resgate.
 Calculados considerando-se os cupons de
juros, o ágio ou deságio na negociação, o
índice de correção e o valor nominal do
título pago no resgate.
 Calculados considerando-se a taxa Selic
acumulada no período e o eventual ágio e
deságio na negociação do título.
 27) As Notas do Tesouro Nacional indexadas
ao dólar norte-americano têm como base de
atualização do valor nominal:

 A cotação de venda do dólar comercial divulgado


pelo Banco Central com base nas taxas médias
dos dias de emissão e resgate.
 A cotação de compra do dólar comercial
divulgado pelo Banco Central com base nas taxas
médias dos dias úteis imediatamente anteriores
aos de emissão e resgate.
 A cotação de venda do dólar comercial divulgado
pelo Banco Central com base nas taxas médias
dos dias úteis imediatamente anteriores aos de
emissão e resgate.
 A cotação média entre compra e venda do dólar
comercial divulgado pelo Banco Central com base
nas taxas médias dos dias úteis imediatamente
anteriores aos de emissão e resgate.
 27) As Notas do Tesouro Nacional indexadas
ao dólar norte-americano têm como base de
atualização do valor nominal:

 A cotação de venda do dólar comercial divulgado


pelo Banco Central com base nas taxas médias
dos dias de emissão e resgate.
 A cotação de compra do dólar comercial
divulgado pelo Banco Central com base nas taxas
médias dos dias úteis imediatamente anteriores
aos de emissão e resgate.
 A cotação de venda do dólar comercial divulgado
pelo Banco Central com base nas taxas médias
dos dias úteis imediatamente anteriores aos de
emissão e resgate.
 A cotação média entre compra e venda do dólar
comercial divulgado pelo Banco Central com base
nas taxas médias dos dias úteis imediatamente
anteriores aos de emissão e resgate.
 28) Para emitir uma Nota Promissória
(Commercial Paper):

 A empresa é obrigada a ter registro de


capital aberto na CVM.
 A empresa não precisa ter registro de
capital aberto na CVM
 A empresa deve se registrar no Banco
Central se não for uma sociedade
anônima.
 A empresa precisa apenas estar registrada
na Junta de Comércio local.
 28) Para emitir uma Nota Promissória
(Commercial Paper):

 A empresa é obrigada a ter registro de


capital aberto na CVM.
 A empresa não precisa ter registro de
capital aberto na CVM
 A empresa deve se registrar no Banco
Central se não for uma sociedade
anônima.
 A empresa precisa apenas estar registrada
na Junta de Comércio local.
 29) Não se aplica às Letras
Hipotecárias:
 Seu prazo mínimo é de 180 dias e o prazo
máximo é o do vencimento dos créditos
caucionados em garantia.
 São títulos emitidos por instituições
financeiras autorizadas a operar com
carteira de crédito imobiliário.
 Podem ser lastreadas por créditos
imobiliários gerados por alienação
fiduciária de um imóvel.
 A instituição financeira pode emiti-las
quando as fontes de recursos vinculadas à
carteira imobiliária for insuficiente para
 29) Não se aplica às Letras
Hipotecárias:
 Seu prazo mínimo é de 180 dias e o prazo
máximo é o do vencimento dos créditos
caucionados em garantia.
 São títulos emitidos por instituições
financeiras autorizadas a operar com
carteira de crédito imobiliário.
 Podem ser lastreadas por créditos
imobiliários gerados por alienação
fiduciária de um imóvel.
 A instituição financeira pode emiti-las
quando as fontes de recursos vinculadas à
carteira imobiliária for insuficiente para
 30) Notas Promissórias
(Commercial Paper) com prazo
de 360 dias podem ser emitidas:

 Apenas para investidores


qualificados.
 Apenas por empresas de capital
aberto.
 Apenas por sociedades anônimas.
 Apenas por Companhias
Distribuidoras de Valores.
 30) Notas Promissórias
(Commercial Paper) com prazo
de 360 dias podem ser emitidas:

 Apenas para investidores


qualificados.
 Apenas por empresas de capital
aberto.
 Apenas por sociedades anônimas.
 Apenas por Companhias
Distribuidoras de Valores.
 31) Considerando dois títulos com a
mesma maturidade, podemos afirmar
que:

 Títulos de mesma maturidade possuem


prazos médios iguais.
 Títulos de mesma maturidade não podem
ter prazos médios iguais.
 Títulos de mesma maturidade possuem
necessariamente prazos médios
diferentes.
 Títulos de mesma maturidade podem ter
prazos médios diferentes.
 31) Considerando dois títulos com a
mesma maturidade, podemos afirmar
que:

 Títulos de mesma maturidade possuem


prazos médios iguais.
 Títulos de mesma maturidade não podem
ter prazos médios iguais.
 Títulos de mesma maturidade possuem
necessariamente prazos médios
diferentes.
 Títulos de mesma maturidade podem ter
prazos médios diferentes.
 32) O título emitido pelo Tesouro
Nacional indexado ao IGPM é a:

 a) NTN-D
 b) NTN-C
 c) NTN-F
 d) NTN-H
 32) O título emitido pelo Tesouro
Nacional indexado ao IGPM é a:

 a) NTN-D
 b) NTN-C
 c) NTN-F
 d) NTN-H
 33) A principal característica de
uma ação ordinária consiste em:

 Permitir seus proprietários exercício do


direito de voto nas assembléias da
empresa.
 Garantia sobre parcelas do ativo em
caso de liquidação da empresa.
 c) Ter sempre valor nominal definido
pelos estatutos da empresa.
 d) Ter valores nominais diferenciados
conforme a data de emissão.
 33) A principal característica de
uma ação ordinária consiste em:

 Permitir seus proprietários exercício do


direito de voto nas assembléias da
empresa.
 Garantia sobre parcelas do ativo em
caso de liquidação da empresa.
 c) Ter sempre valor nominal definido
pelos estatutos da empresa.
 d) Ter valores nominais diferenciados
conforme a data de emissão.
 34) Negociação em pregão significa:

 A negociação a partir da comunicação


direta entre o investidor e o operador de
pregão.
 A negociação a partir da comunicação
direta entre o operador da corretora e o
operador de pregão.
 A negociação no recinto da Bolsa, com as
ordens apregoadas ao vivo.
 A negociação a partir de ordens
apregoadas ao vivo ou por meio
eletrônico.
 34) Negociação em pregão significa:

 A negociação a partir da comunicação


direta entre o investidor e o operador de
pregão.
 A negociação a partir da comunicação
direta entre o operador da corretora e o
operador de pregão.
 A negociação no recinto da Bolsa, com as
ordens apregoadas ao vivo.
 A negociação a partir de ordens
apregoadas ao vivo ou por meio
eletrônico.
 35) O After – Market, na Bolsa de
Valores de São Paulo é:

 Uma extensão do horário de negociação


para além dos limites do pregão normal.
 Uma extensão do horário de negociação
para efeito do cálculo do Índice Bovespa.
 Uma extensão do horário de registro de
operações já fechadas nos limites do
pregão normal.
 Uma extensão do horário de liquidação
financeira das operações
 35) O After – Market, na Bolsa de
Valores de São Paulo é:

 Uma extensão do horário de negociação


para além dos limites do pregão normal.
 Uma extensão do horário de negociação
para efeito do cálculo do Índice Bovespa.
 Uma extensão do horário de registro de
operações já fechadas nos limites do
pregão normal.
 Uma extensão do horário de liquidação
financeira das operações
 36) O Novo Mercado da Bovespa, é
uma classificação para ações de
empresas comprometidas com as
práticas da boa governança
corporativa. Para ser classificada na
categoria mais completa (Novo
Mercado), a empresa precisa atender,
entre outros, os seguintes requisitos:

 Emitir exclusivamente ações ordinárias;


adotar o tag along; disponibilizar balanço
seguindo as normas do US GAAP ou IAS
GAAP; e adesão a Câmara de Arbitragem.
 36) O Novo Mercado da Bovespa, é
uma classificação para ações de
empresas comprometidas com as
práticas da boa governança
corporativa. Para ser classificada na
categoria mais completa (Novo
Mercado), a empresa precisa atender,
entre outros, os seguintes requisitos:

 Emitir exclusivamente ações ordinárias;


adotar o tag along; disponibilizar balanço
seguindo as normas do US GAAP ou IAS
GAAP; e adesão a Câmara de Arbitragem.
 37)  A principal função das
Câmaras de Arbitragem é:

 Atender a Nova Lei da SA.


 Permitir que exista governança
corporativa.
 Resolver conflitos entre funcionários
da empresa.
 Buscar solucionar eventuais conflitos
societários.
 37)  A principal função das
Câmaras de Arbitragem é:

 Atender a Nova Lei da SA.


 Permitir que exista governança
corporativa.
 Resolver conflitos entre funcionários
da empresa.
 Buscar solucionar eventuais conflitos
societários.
 38) A escritura de emissão de uma
debênture:

 É o documento a ser registrado por conta


da deliberação da assembléia de
acionistas ou do Conselho de
Administração
 É o contrato que especifica os direitos dos
possuidores, deveres dos emitentes e
todas as condições da emissão
 É o contrato que regula as relações da
empresa emissora com o consórcio de
colocação
 É o contrato que define as atribuições do
banco mandatário e do agente fiduciário
 38) A escritura de emissão de uma
debênture:

 É o documento a ser registrado por conta


da deliberação da assembléia de
acionistas ou do Conselho de
Administração
 É o contrato que especifica os direitos dos
possuidores, deveres dos emitentes e
todas as condições da emissão
 É o contrato que regula as relações da
empresa emissora com o consórcio de
colocação
 É o contrato que define as atribuições do
banco mandatário e do agente fiduciário
 39)  Numa debênture com
garantia flutuante:

 Conta com fundo de amortização


 O aval dos sócios complementa a
garantia
 Os credores têm privilégio geral
sobre os ativos da empresa
 Partes do ativo são destacadas para
lastrear a emissão
 39)  Numa debênture com
garantia flutuante:

 Conta com fundo de amortização


 O aval dos sócios complementa a
garantia
 Os credores têm privilégio geral
sobre os ativos da empresa
 Partes do ativo são destacadas para
lastrear a emissão
 40) O objetivo das Cláusulas
Protetoras (Covenants) numa
escritura de emissão de
debêntures é:
 Estabelecer os mecanismos de
arbitragem entre debenturistas e a
empresa
 Definir os mecanismos de consulta
em caso de questionamentos
jurídicos
 Segregar os fluxos de caixa da
empresa de modo a garantir o
pagamento das parcelas
 Limitar ações da empresa emissora
 40) O objetivo das Cláusulas
Protetoras (Covenants) numa
escritura de emissão de
debêntures é:
 Estabelecer os mecanismos de
arbitragem entre debenturistas e a
empresa
 Definir os mecanismos de consulta
em caso de questionamentos
jurídicos
 Segregar os fluxos de caixa da
empresa de modo a garantir o
pagamento das parcelas
 Limitar ações da empresa emissora
 41) A subscrição de novas ações em
aumento de capital deve ser
deliberada:

 Pela Assembléia de acionistas ou pelo


Conselho de Administração, conforme
dispuser o estatuto.
 Pelo Conselho de Administração ou pela
Diretoria Executiva, conforme dispuser o
estatuto.
 Somente pela Assembléia de acionistas
que tem essa competência .
 Somente pelo Conselho de Administração
que tem essa competência.
 41) A subscrição de novas ações em
aumento de capital deve ser
deliberada:

 Pela Assembléia de acionistas ou pelo


Conselho de Administração, conforme
dispuser o estatuto.
 Pelo Conselho de Administração ou pela
Diretoria Executiva, conforme dispuser o
estatuto.
 Somente pela Assembléia de acionistas
que tem essa competência .
 Somente pelo Conselho de Administração
que tem essa competência.
 42) Um investidor está interessado na
compra de uma ação, que está sendo
negociada a R$ 7,00, mas não tem o
dinheiro suficiente. Como ele está
absolutamente convencido de que a ação
vai subir muito até o próximo exercício de
opções, ele decide comprar opções de
compra (call). Existem à sua disposição dois
preços de exercício: R$10 e R$12. Para
aproveitar ao máximo o seu palpite, este
investidor deveria:
 Comprar a call de R$10, pois é mais barata, e
portanto permite alavancar mais.
 Comprar a call de R$12, pois é mais barata, e
portanto permite alavancar mais.
 Comprar a call de R$10, pois se errar perde
menos.
 Comprar a call de R$12, pois tem mais chance de
 42) Um investidor está interessado na
compra de uma ação, que está sendo
negociada a R$ 7,00, mas não tem o
dinheiro suficiente. Como ele está
absolutamente convencido de que a ação
vai subir muito até o próximo exercício de
opções, ele decide comprar opções de
compra (call). Existem à sua disposição dois
preços de exercício: R$10 e R$12. Para
aproveitar ao máximo o seu palpite, este
investidor deveria:
 Comprar a call de R$10, pois é mais barata, e
portanto permite alavancar mais.
 Comprar a call de R$12, pois é mais barata, e
portanto permite alavancar mais.
 Comprar a call de R$10, pois se errar perde
menos.
 Comprar a call de R$12, pois tem mais chance de
dar exercício.
 43) Os termos “Long Position” e
“Short Position”, no mercado a
termo, têm o significado de:

 Vendido e comprado no termo,


respectivamente.
 Comprado e vendido no termo,
respectivamente.
 Comprado no termo e vendido no ativo
objeto.
 Vendido no termo e comprado no ativo
objeto.
 43) Os termos “Long Position” e
“Short Position”, no mercado a
termo, têm o significado de:

 Vendido e comprado no termo,


respectivamente.
 Comprado e vendido no termo,
respectivamente.
 Comprado no termo e vendido no ativo
objeto.
 Vendido no termo e comprado no ativo
objeto.
 44) Qual das alternativas abaixo
não é aceita como margem para
as operações no mercado futuro:

 Dinheiro
 Ações
 Cotas de Fundos de Investimentos
 Notas promissórias
 44) Qual das alternativas abaixo
não é aceita como margem para
as operações no mercado futuro:

 Dinheiro
 Ações
 Cotas de Fundos de Investimentos
 Notas promissórias
 45) O mercado a termo consiste:

 Da negociação de uma ação por um preço


específico para ser liquidada em data
futura e incerta
 Da negociação de uma quantidade
específica de um bem por um preço
específico para ser liquidado em data
futura específica
 Da negociação de uma commodity
agrícola por um preço específico para ser
liquidada em data posterior à safra da
respectiva commodity
 Da negociação em bolsa de um bem por
um preço ajustado diariamente.
 45) O mercado a termo consiste:

 Da negociação de uma ação por um preço


específico para ser liquidada em data
futura e incerta
 Da negociação de uma quantidade
específica de um bem por um preço
específico para ser liquidado em data
futura específica
 Da negociação de uma commodity
agrícola por um preço específico para ser
liquidada em data posterior à safra da
respectiva commodity
 Da negociação em bolsa de um bem por
um preço ajustado diariamente.
 46) Quais as vantagens de se
operar no mercado de balcão:

 Padronização das operações


 Baixo risco de inadimplência
 Maior liquidez
 Não exigência de caixa.
 46) Quais as vantagens de se
operar no mercado de balcão:

 Padronização das operações


 Baixo risco de inadimplência
 Maior liquidez
 Não exigência de caixa.
 47) Um investidor que possui um
ativo pré-fixado e receia uma alta de
juros, poderá adotar que estratégia:

 Comprar PU do DI futuro, ou seja, vender


taxa de juros
 Vender PU do DI futuro, ou seja, comprar
taxa de juros
 Comprar PU do DI futuro, ou seja, comprar
taxa de juros
 Vender PU do DI futuro, ou seja, vender
taxa de juros
 47) Um investidor que possui um
ativo pré-fixado e receia uma alta de
juros, poderá adotar que estratégia:

 Comprar PU do DI futuro, ou seja, vender


taxa de juros
 Vender PU do DI futuro, ou seja, comprar
taxa de juros
 Comprar PU do DI futuro, ou seja, comprar
taxa de juros
 Vender PU do DI futuro, ou seja, vender
taxa de juros
 48) No mercado de opções, podemos definir
uma operação de financiamento como:

 Uma operação que combina opções para gerar


uma operação de renda fixa e que é realizada,
normalmente, quando a estimativa das taxas de
juros embutida na mesma é superior a taxa de
juros que se obteria no mercado de taxas pré-
fixada.
 Uma operação realizada com opções para
financiar a compra de um ativo no mercado à
vista.
 Uma operação que combina opções para gerar
uma operação de renda fixa com objetivo de
levantar recursos para financiar operações a
descoberto com ações.
 48) No mercado de opções, podemos
definir uma operação de
financiamento como:

 Uma operação que combina opções para


gerar uma operação de renda fixa e que é
realizada, normalmente, quando a
estimativa das taxas de juros embutida na
mesma é superior a taxa de juros que se
obteria no mercado de taxas pré-fixada.
 Uma operação realizada com opções para
financiar a compra de um ativo no
mercado à vista.
 Uma operação que combina opções para
gerar uma operação de renda fixa com
objetivo de levantar recursos para
financiar operações a descoberto com
 49) Pode ser compensado na
declaração anual do contribuinte
pessoa física o IR retido na fonte em
aplicação em Fundo de Renda Fixa?

 Não, o imposto retido é considerado como


devido exclusivamente na fonte.
 Sim.
 Depende do montante dos ganhos
tributáveis.
 Não, pois o imposto de renda deve ser
pago até o último dia útil do mês
subseqüente àquele em que os ganhos
 49) Pode ser compensado na
declaração anual do contribuinte
pessoa física o IR retido na fonte em
aplicação em Fundo de Renda Fixa?

 Não, o imposto retido é considerado como


devido exclusivamente na fonte.
 Sim.
 Depende do montante dos ganhos
tributáveis.
 Não, pois o imposto de renda deve ser
pago até o último dia útil do mês
subseqüente àquele em que os ganhos
houverem sido apurado
 1) Supondo um fundo de renda
fixa com títulos prefixados,
(marcado a mercado) a queda
das taxas de juros provocaria
uma:

 a) Queda na rentabilidade de fundo.


 b) Queda na quantidade de cotas do
fundo.
 c) Alta na rentabilidade do fundo.
 d) Alta na quantidade de cotas do
 1) Supondo um fundo de renda
fixa com títulos prefixados,
(marcado a mercado) a queda
das taxas de juros provocaria
uma:

 a) Queda na rentabilidade de fundo.


 b) Queda na quantidade de cotas do
fundo.
 c) Alta na rentabilidade do fundo.
 d) Alta na quantidade de cotas do
 2) Segundo a classificação do Banco Central do
Brasil, para que o Fundo de Investimento Financeiro
(FIF) seja classificado como Fundo Referenciado é
necessário que ele atenda a seguinte condição:

 a) Que no mínimo 80% do seu patrimônio líquido deva estar


aplicado, isolado ou cumulativamente em: títulos do
Tesouro Nacional ou do Banco Central do Brasil; títulos e
valores mobiliários de renda fixa cujo emissor esteja
classificado na categoria de baixo risco de crédito ou
equivalente por agência de classificação de risco localizada
no país.
 b) Que no mínimo 95% da carteira esteja aplicado em
ativos e/ou modalidades operacionais que acompanhem,
direta ou indiretamente a variação do indicador de
desempenho definido na denominação do fundo.
 c) Que as operações no mercado de derivativos
referenciados em ativos e/ou indicadores financeiros,
permitam a manutenção de rendimento em relação ao
benchmark escolhido e sejam feitas unicamente com o
objetivo de proteção.
 d) Todas as respostas acima.
 2) Segundo a classificação do Banco Central do Brasil
do Brasil, para que o Fundo de Investimento
Financeiro (FIF) seja classificado como Fundo
Referenciado é necessário que ele atenda a seguinte
condição:

 a) Que no mínimo 80% do seu patrimônio líquido deva estar


aplicado, isolado ou cumulativamente em: títulos do
Tesouro Nacional ou do Banco Central do Brasil; títulos e
valores mobiliários de renda fixa cujo emissor esteja
classificado na categoria de baixo risco de crédito ou
equivalente por agência de classificação de risco localizada
no país.
 b) Que no mínimo 95% da carteira esteja aplicado em
ativos e/ou modalidades operacionais que acompanhem,
direta ou indiretamente a variação do indicador de
desempenho definido na denominação do fundo.
 c) Que as operações no mercado de derivativos
referenciados em ativos e/ou indicadores financeiros,
permitam a manutenção de rendimento em relação ao
benchmark escolhido e sejam feitas unicamente com o
objetivo de proteção.
 d) Todas as respostas acima.
 3) A separação entre as áreas de
gestão de recursos de terceiros e
gestão de recursos próprios da
instituição:

 a) É obrigatória, definida através de


Resolução divulgada pelo Banco Central
do Brasil.
 b) É recomendada pela C.V.M., devendo
ser adotada por critério da instituição
financeira.
 c) Não é obrigatória e não constitui uma
prática comum de mercado.
 d) Só é obrigatória, de acordo com
Resolução divulgada pelo Banco Central
 3) A separação entre as áreas de
gestão de recursos de terceiros e
gestão de recursos próprios da
instituição:

 a) É obrigatória, definida através de


Resolução divulgada pelo Banco Central
do Brasil.
 b) É recomendada pela C.V.M., devendo
ser adotada por critério da instituição
financeira.
 c) Não é obrigatória e não constitui uma
prática comum de mercado.
 d) Só é obrigatória, de acordo com
Resolução divulgada pelo Banco Central
 4) Com relação ao Fundo de
Investimento Financeiro (FIF), o
imposto sobre operações financeiras
(IOF):

 a) Não incide sobre aplicações inferiores a


R$100,00.
 b) Incide sobre o todo montante
resgatado, quando esse teve um prazo de
aplicação inferior a um mês.
 c) Isenta o investidor de pagamento de
imposto de renda ao final de cada mês.
 d) Todas as anteriores
 4) Com relação ao Fundo de
Investimento Financeiro (FIF), o
imposto sobre operações financeiras
(IOF):

 a) Não incide sobre aplicações inferiores a


R$100,00.
 b) Incide sobre o todo montante
resgatado, quando esse teve um prazo de
aplicação inferior a um mês.
 c) Isenta o investidor de pagamento de
imposto de renda ao final de cada mês.
 d) Todas as anteriores
 5) Um Fundo de Investimentos
em Títulos e Valores Mobiliários
não pode manter seu patrimônio
aplicado em:
 a) Ações de emissão de companhias
com registro na CVM.
 b) CDB’s ou RDB’s.
 c) Títulos públicos de emissão do
Tesouro Nacional ou do Banco
Central do Brasil.
 d) Cheques pré-datados de emissão
de comerciantes ou industriais.
 5) Um Fundo de Investimentos
em Títulos e Valores Mobiliários
não pode manter seu patrimônio
aplicado em:
 a) Ações de emissão de companhias
com registro na CVM.
 b) CDB’s ou RDB’s.
 c) Títulos públicos de emissão do
Tesouro Nacional ou do Banco
Central do Brasil.
 d) Cheques pré-datados de emissão
de comerciantes ou industriais.
 6) Em relação aos Fundos de
Investimento Financeiro (FIF) - Não
Referenciados, assinale a alternativa
correta:
 a) Um FIF que invista em títulos préfixados
não possui risco de redução do valor da
cota caso ocorra uma alta inesperada da
taxa de juros.
 b) As perdas que ocorram por
inadimplência (default) do emissor de um
título pertencente à carteira do fundo são
de responsabilidade do administrador
desse fundo, não gerando qualquer perda
aos cotistas.
 c) Podem operar com derivativos, como
swaps.
 d) Todas as alternativas anteriores estão
 6) Em relação aos Fundos de
Investimento Financeiro (FIF) - Não
Referenciados, assinale a alternativa
correta:
 a) Um FIF que invista em títulos préfixados
não possui risco de redução do valor da
cota caso ocorra uma alta inesperada da
taxa de juros.
 b) As perdas que ocorram por
inadimplência (default) do emissor de um
título pertencente à carteira do fundo são
de responsabilidade do administrador
desse fundo, não gerando qualquer perda
aos cotistas.
 c) Podem operar com derivativos, como
swaps.

 7) Quando uma instituição tem
um único administrador para
gerir a carteira dos fundos de
investimento de terceiros e para
gerir a carteira de recursos
próprios, caracteriza-se:
 a) Um crime de sonegação de
informações.
 b) Um crime contra os direitos do
consumidor.
 c) Um conflito de interesses.
 d) Nenhuma das anteriores.
 7) Quando uma instituição tem
um único administrador para
gerir a carteira dos fundos de
investimento de terceiros e para
gerir a carteira de recursos
próprios, caracteriza-se:
 a) Um crime de sonegação de
informações.
 b) Um crime contra os direitos do
consumidor.
 c) Um conflito de interesses.
 d) Nenhuma das anteriores.
 8) Assinale a alternativa incorreta:

 a) Os fundos de investimento têm personalidade jurídica


própria, podem ser constituídos sob a forma de condomínio
aberto ou fechado, e têm por objetivo aplicar recursos em
carteira diversificada de ativos financeiros, ou seja, títulos e
valores mobiliários de renda fixa ou variável.
 b) O total do patrimônio dos fundos de investimento é
dividido em quotas. O valor de cada quota é dado pela
divisão do valor do patrimônio pelo número de quotas e
varia em função dos rendimentos dos títulos e valores
mobiliários em carteira.
 c) Os fundos de investimentos em ações têm uma alíquota
favorecida (10%) em relação aos fundos de investimentos
em geral (20%).
 d) Nos fundos de ações a base de cálculo do IR é a
diferença positiva entre o valor da quota no resgate e o seu
custo de aquisição.
 8) Assinale a alternativa incorreta:

 a) Os fundos de investimento têm personalidade jurídica


própria, podem ser constituídos sob a forma de condomínio
aberto ou fechado, e têm por objetivo aplicar recursos em
carteira diversificada de ativos financeiros, ou seja, títulos e
valores mobiliários de renda fixa ou variável.
 b) O total do patrimônio dos fundos de investimento é
dividido em quotas. O valor de cada quota é dado pela
divisão do valor do patrimônio pelo número de quotas e
varia em função dos rendimentos dos títulos e valores
mobiliários em carteira.
 c) Os fundos de investimentos em ações têm uma alíquota
favorecida (10%) em relação aos fundos de investimentos
em geral (20%).
 d) Nos fundos de ações a base de cálculo do IR é a
diferença positiva entre o valor da quota no resgate e o seu
custo de aquisição.
 9) Um fundo é considerado
alavancado, segundo a classificação
de fundos da ANBID, quando:

 a) Existe alguma chance de que tenha


perdas maiores do Patrimônio Líquido do
fundo.
 b) A carteira do fundo é formada por
títulos de renda fixa com elevado risco de
crédito.
 c) O fundo compra cotas de outros fundos.
 d) As aquisições de cotas do fundo são
financiadas pela instituição
 9) Um fundo é considerado
alavancado, segundo a classificação
de fundos da ANBID, quando:

 a) Existe alguma chance de que tenha


perdas maiores do Patrimônio Líquido do
fundo.
 b) A carteira do fundo é formada por
títulos de renda fixa com elevado risco de
crédito.
 c) O fundo compra cotas de outros fundos.
 d) As aquisições de cotas do fundo são
financiadas pela instituição
 10) Um fundo que investe a
totalidade de sua carteira em
ações é classificado como um:
 a) Fundo de Investimento em Títulos
e Valores Mobiliários – FITVM.
 b) Fundo de Investimento Financeiro
– FIF.
 c) Fundo Mútuo de Investimento em
Ações – FMIA.
 d) Nenhuma das alternativas
anteriores
 10) Um fundo que investe a
totalidade de sua carteira em
ações é classificado como um:
 a) Fundo de Investimento em Títulos
e Valores Mobiliários – FITVM.
 b) Fundo de Investimento Financeiro
– FIF.
 c) Fundo Mútuo de Investimento em
Ações – FMIA.
 d) Nenhuma das alternativas
anteriores
 11) O Fundo de Investimento em
Títulos e Valores Mobiliários
pode:

 a) Ser classificado como de curto ou


de longo prazo.
 b) Ser referenciado ou não
referenciado.
 c) Ser constituído somente sob a
forma de condomínio fechado.
 d) Ter ou não prazo de carência para
resgate de cotas.
 11) O Fundo de Investimento em
Títulos e Valores Mobiliários
pode:

 a) Ser classificado como de curto ou


de longo prazo.
 b) Ser referenciado ou não
referenciado.
 c) Ser constituído somente sob a
forma de condomínio fechado.
 d) Ter ou não prazo de carência para
resgate de cotas.
 12) Os fundos de renda variável
não atuam em qual dos
seguintes mercados:

 a) Mercado de títulos públicos.


 b) Mercado futuro da BM&F.
 c) Mercado de balcão organizado.
 d) Nenhuma das respostas acima.
 12) Os fundos de renda variável
não atuam em qual dos
seguintes mercados:

 a) Mercado de títulos públicos.


 b) Mercado futuro da BM&F.
 c) Mercado de balcão organizado.
 d) Nenhuma das respostas acima.
 13) O Fundo de Investimento em
Títulos e Valores Mobiliários
pode:
 a)
Ser classificado como de curto ou de lon
 b)
Ser referenciado ou não referenciado.
 c)
Ser constituído somente sob a forma de
 d) Ter ou não prazo de carência para
resgate de cotas.
 13) O Fundo de Investimento em
Títulos e Valores Mobiliários
pode:

 a)
Ser classificado como de curto ou de lon
 b)
Ser referenciado ou não referenciado.
 c)
Ser constituído somente sob a forma de

 d) Ter ou não prazo de carência para


 14) Os Fundos Multimercados
são aqueles que:
 Podem aplicar em ativos no mercado
doméstico e internacional.
 Podem aplicar em todos os
mercados, inclusive no exterior e
podem ser alavancados ou não
alavancados.
 Podem aplicar somente em Renda
fixa.
 Podem aplicar em Renda Fixa e
Renda Variável.
 14) Os Fundos Multimercados
são aqueles que:
 Podem aplicar em ativos no mercado
doméstico e internacional.
 Podem aplicar em todos os
mercados, inclusive no exterior e
podem ser alavancados ou não
alavancados.
 Podem aplicar somente em Renda
fixa.
 Podem aplicar em Renda Fixa e
Renda Variável.
 15) O que são fundos indexados?

 Fundos indexados são fundos que seguem


determinado índice de referência como
benchmark.
 São fundos que procuram bater um
determinado benchmark estabelecido,
utilizando estratégias de investimento com
exposição maior a riscos de mercado.
 São fundos alavancados, e que aplicam
em quaisquer ativos disponíveis no
mercado.
 São fundos agressivos que podem
provocar perda de capital e aporte dos
cotistas para cobrir prejuízos.
 15) O que são fundos indexados?

 Fundos indexados são fundos que seguem


determinado índice de referência como
benchmark.
 São fundos que procuram bater um
determinado benchmark estabelecido,
utilizando estratégias de investimento com
exposição maior a riscos de mercado.
 São fundos alavancados, e que aplicam
em quaisquer ativos disponíveis no
mercado.
 São fundos agressivos que podem
provocar perda de capital e aporte dos
cotistas para cobrir prejuízos.
 16) Se um fundo de investimento
referenciado ao DI tem grande parte de
seus recursos investidos em LFT com prazo
de 1 ano e, durante este período este ativo
sofre uma desvalorização, é correto dizer
que:
 As cotas do fundo referenciado ao DI,
provavelmente, sofrerão uma depreciação se for
feita a marcação de mercado.
 As cotas do fundo referenciado ao DI nada
sofrerão.
 A volatilidade das cotas permanecerá estável.
 As cotas do fundo referenciado ao DI,
provavelmente, sofrerão uma apreciação se for
feita a marcação de mercado.
 16) Se um fundo de investimento
referenciado ao DI tem grande parte
de seus recursos investidos em LFT
com prazo de 1 ano e, durante este
período este ativo sofre uma
desvalorização, é correto dizer que:
 As cotas do fundo referenciado ao DI,
provavelmente, sofrerão uma depreciação
se for feita a marcação de mercado.
 As cotas do fundo referenciado ao DI nada
sofrerão.
 A volatilidade das cotas permanecerá
estável.
 As cotas do fundo referenciado ao DI,
provavelmente, sofrerão uma apreciação
se for feita a marcação de mercado.
 17) Pela legislação do Banco
Central, os fundos de
investimento financeiro livres ou
genéricos podem alavancar seu
Patrimônio Liquido.
 Falso, exceto para fundos que
investem uma parcela do PL em
ações.
 Verdadeiro.
 Verdadeiro, mas apenas até 50% do
patrimônio líquido do fundo.
 Verdadeiro, mas apenas até 10% do
patrimônio líquido do fundo.
 17) Pela legislação do Banco
Central, os fundos de
investimento financeiro livres ou
genéricos podem alavancar seu
Patrimônio Liquido.
 Falso, exceto para fundos que
investem uma parcela do PL em
ações.
 Verdadeiro.
 Verdadeiro, mas apenas até 50% do
patrimônio líquido do fundo.
 Verdadeiro, mas apenas até 10% do
patrimônio líquido do fundo.
 18) Qual das etapas abaixo NÃO
está correta na constituição de
um fundo imobiliário:
 O empreendedor identifica a
oportunidade, define o produto e
aprova o projeto.
 Uma instituição financeira qualificada
aprova o projeto.
 O empreendedor envia o projeto
para registro no Banco Central.
 18) Qual das etapas abaixo NÃO
está correta na constituição de
um fundo imobiliário:
 O empreendedor identifica a
oportunidade, define o produto e
aprova o projeto.
 Uma instituição financeira qualificada
aprova o projeto.
 O empreendedor envia o projeto
para registro no Banco Central.
 19) Sobre fundos de Ações, assinale
a alternativa FALSA:
 O rendimento gerado pelos fundos de
ações é tributado na fonte por uma
alíquota de 20%.
 Podem cobrar taxas de sucesso se o fundo
for destinado a investidores qualificados.
 Os fundos de ações não sofrem incidência
de IOF mesmo que o resgate seja
processado num período inferior a 30 dias.
 A taxa de administração só será cobrada
se o rendimento for positivo.
 19) Sobre fundos de Ações, assinale
a alternativa FALSA:
 O rendimento gerado pelos fundos de
ações é tributado na fonte por uma
alíquota de 20%.
 Podem cobrar taxas de sucesso se o fundo
for destinado a investidores qualificados.
 Os fundos de ações não sofrem incidência
de IOF mesmo que o resgate seja
processado num período inferior a 30 dias.
 A taxa de administração só será cobrada
se o rendimento for positivo.
 20) Um fundo de investimento
aberto é um fundo no qual:

 A composição da carteira é variável.


 As aplicações são feitas apenas em
empresas abertas.
 O resgate de cotas pode ser
solicitado a qualquer momento.
 A cota de resgate usada é a cota de
abertura do dia útil seguinte à
solicitação.
 20) Um fundo de investimento
aberto é um fundo no qual:

 A composição da carteira é variável.


 As aplicações são feitas apenas em
empresas abertas.
 O resgate de cotas pode ser
solicitado a qualquer momento.
 A cota de resgate usada é a cota de
abertura do dia útil seguinte à
solicitação.
 21) Qual das afirmativas abaixo NÃO está
correta?
 Manter a área de gestão de fundos de
investimento e carteiras dentro da área de
tesouraria de uma instituição financeira pode
gerar conflito de interesses.
 As empresas de Asset Management surgiram
para evitar o conflito de interesses entre a
atividade de administração de recursos de
terceiros e próprios.
 A segregação da atividade de administração de
recursos próprios e de terceiros pode ser
promovida mediante a contratação de empresa
especializada na prestação de serviços de gestão
de recursos de terceiros.
 As empresas de administração de recursos de
terceiros não tem a obrigação de designar uma
pessoa responsável civil e criminalmente pela
gestão dos recursos de terceiros denominada de
sócio gerente.
 21) Qual das afirmativas abaixo NÃO está
correta?
 Manter a área de gestão de fundos de
investimento e carteiras dentro da área de
tesouraria de uma instituição financeira pode
gerar conflito de interesses.
 As empresas de Asset Management surgiram
para evitar o conflito de interesses entre a
atividade de administração de recursos de
terceiros e próprios.
 A segregação da atividade de administração de
recursos próprios e de terceiros pode ser
promovida mediante a contratação de empresa
especializada na prestação de serviços de gestão
de recursos de terceiros.
 As empresas de administração de recursos de
terceiros não tem a obrigação de designar uma
pessoa responsável civil e criminalmente pela
gestão dos recursos de terceiros denominada de
sócio gerente.
 22) Com a relação à rentabilidade de um
Fundo de Investimento, para o caso do
mesmo ter sido constituído há mais 12
(doze) meses, sua divulgação deverá ser
acompanhada do:
 Valor da média ponderada do patrimônio líquido
apurado no último dia útil de cada mês, nos 12
(doze) meses anteriores.
 Valor da média aritmética do patrimônio líquido
apurado no último dia útil de cada mês, nos 6
(seis) meses anteriores.
 Valor da média aritmética do patrimônio líquido
apurado no último dia útil de cada mês, nos 12
(doze) meses anteriores.
 Valor da média aritmética do patrimônio líquido
apurado no último dia útil de cada mês, nos 36
(trinta e seis) meses anteriores.
 22) Com a relação à rentabilidade de um
Fundo de Investimento, para o caso do
mesmo ter sido constituído há mais 12
(doze) meses, sua divulgação deverá ser
acompanhada do:
 Valor da média ponderada do patrimônio líquido
apurado no último dia útil de cada mês, nos 12
(doze) meses anteriores.
 Valor da média aritmética do patrimônio líquido
apurado no último dia útil de cada mês, nos 6
(seis) meses anteriores.
 Valor da média aritmética do patrimônio líquido
apurado no último dia útil de cada mês, nos 12
(doze) meses anteriores.
 Valor da média aritmética do patrimônio líquido
apurado no último dia útil de cada mês, nos 36
(trinta e seis) meses anteriores.
 3) O papel do administrador e gestor de um
fundo de investimento consiste,
respectivamente, em:
 a) O administrador é o responsável pelo controle
dos ativos que compõem os investimentos do
fundo e o gestor é o responsável legal pelo
mesmo.
 b) O administrador é o responsável legal do
fundo e o responsável pelo controle e
contabilização das contas do fundo e o gestor
toma as decisões de investimentos e a sua
comercialização no mercado.
 c) O administrador é o responsável pelo controle
de ativos e passivos do fundo, enquanto gestor
responde pelas decisões estratégica do fundo e
sua comercialização no mercado.
 d) O administrador é o responsável legal do
fundo, controla os ativos e passivos do fundo,
enquanto o gestor é o responsável pelas decisões
estratégicas de investimentos.
 23) O papel do administrador e gestor de
um fundo de investimento consiste,
respectivamente, em:
 a) O administrador é o responsável pelo controle
dos ativos que compõem os investimentos do
fundo e o gestor é o responsável legal pelo
mesmo.
 b) O administrador é o responsável legal do
fundo e o responsável pelo controle e
contabilização das contas do fundo e o gestor
toma as decisões de investimentos e a sua
comercialização no mercado.
 c) O administrador é o responsável pelo controle
de ativos e passivos do fundo, enquanto gestor
responde pelas decisões estratégica do fundo e
sua comercialização no mercado.
 d) O administrador é o responsável legal do
fundo, controla os ativos e passivos do fundo,
enquanto o gestor é o responsável pelas decisões
estratégicas de investimentos.
 24) Por que as aplicações em fundos de
investimentos têm, teoricamente, menos riscos que
as aplicações em ativos individuais?

 Os recursos são administrados por profissionais com


experiência no mercado financeiro, e por isso, tem menos
“poder de barganha” que cada investidor individualmente,
obtendo vantagens adicionais que somente os grandes
investidores normalmente obtém.
 Os recursos são administrados por profissionais com
experiência no mercado financeiro, e por isso, tem mais
“poder de barganha” que cada investidor individualmente,
obtendo vantagens que somente os grandes investidores
obtém.
 Os recursos aplicados em fundos de investimento tem que
respeitar uma série de regras estabelecidas pelos órgãos
reguladores, exceto o conceito de “chinese wall”.
 Os recursos aplicados em fundos de investimento tem que
respeitar a legislação pertinente, exceto o Código de Auto-
Regulação da Anbid para Fundos de Investimento, que
serve apenas para ajudar os gestores no seu dia-a-dia.
 24) Por que as aplicações em fundos de
investimentos têm, teoricamente, menos riscos que
as aplicações em ativos individuais?

 Os recursos são administrados por profissionais com


experiência no mercado financeiro, e por isso, tem menos
“poder de barganha” que cada investidor individualmente,
obtendo vantagens adicionais que somente os grandes
investidores normalmente obtém.
 Os recursos são administrados por profissionais com
experiência no mercado financeiro, e por isso, tem mais
“poder de barganha” que cada investidor individualmente,
obtendo vantagens que somente os grandes investidores
obtém.
 Os recursos aplicados em fundos de investimento tem que
respeitar uma série de regras estabelecidas pelos órgãos
reguladores, exceto o conceito de “chinese wall”.
 Os recursos aplicados em fundos de investimento tem que
respeitar a legislação pertinente, exceto o Código de Auto-
Regulação da Anbid para Fundos de Investimento, que
serve apenas para ajudar os gestores no seu dia-a-dia.
 25) Um fundo de investimento apresentou num
determinado mês uma rentabilidade de 2% a.m.,
ultrapassando o seu benchmark que foi de 1% a.m.. No
final deste período houve cobrança de taxa de
administração por perfomance. No próximo mês o fundo
caiu 3% a.m., abaixo do seu benchmark, não havendo
cobrança de taxa de performance. No mês seguinte, o
fundo recuperou parte de sua perda, valorizando-se 1%,
acima do seu benchmark que foi de 0,75% a.m.. Pergunta-
se, nesta última situação é devida a cobrança de taxa de
perfomance?
 Sim, uma vez que o fundo apresentou uma performance no mês
superior ao seu benchmark adotado, justificando, portanto, a
cobrança da taxa de sucesso do seu gestor.
 Não, uma vez que não houve uma real performance econômica do
fundo, este apenas recuperou parte da perda sem atingir o ponto
onde a última performance foi cobrada.
 Sim, pois além do fundo de investimento apresentar uma
performance positiva no período, seu desempenho no mês em
questão foi acima do benchmark adotado pelo gestor, além do
mesmo ter conseguido recuperar parte da perda gerada no mês
anterior.
 Não, pois o fundo apesar de apresentar performance positiva no
mês, esta não foi 100% superior ao benchmark adotado e não
recuperou integralmente a perda gerada no mês anterior.
 25) Um fundo de investimento apresentou num
determinado mês uma rentabilidade de 2% a.m.,
ultrapassando o seu benchmark que foi de 1% a.m.. No
final deste período houve cobrança de taxa de
administração por perfomance. No próximo mês o fundo
caiu 3% a.m., abaixo do seu benchmark, não havendo
cobrança de taxa de performance. No mês seguinte, o
fundo recuperou parte de sua perda, valorizando-se 1%,
acima do seu benchmark que foi de 0,75% a.m.. Pergunta-
se, nesta última situação é devida a cobrança de taxa de
perfomance?
 Sim, uma vez que o fundo apresentou uma performance no mês
superior ao seu benchmark adotado, justificando, portanto, a
cobrança da taxa de sucesso do seu gestor.
 Não, uma vez que não houve uma real performance econômica do
fundo, este apenas recuperou parte da perda sem atingir o ponto
onde a última performance foi cobrada.
 Sim, pois além do fundo de investimento apresentar uma
performance positiva no período, seu desempenho no mês em
questão foi acima do benchmark adotado pelo gestor, além do
mesmo ter conseguido recuperar parte da perda gerada no mês
anterior.
 Não, pois o fundo apesar de apresentar performance positiva no
mês, esta não foi 100% superior ao benchmark adotado e não
recuperou integralmente a perda gerada no mês anterior.
 26) Investidores não residentes,
são:

 Investidores que aplicam recursos


externos no seu país de origem.
 Pessoa física ou jurídica, entidades,
com residência, sede ou domicílio em
paraísos fiscais.
 Investidores pessoa jurídica ou
entidades com sede ou domicílio no
exterior.
 Investidores pessoa física ou jurídica
com residência, sede ou domicílio no
 26) Investidores não residentes,
são:

 Investidores que aplicam recursos


externos no seu país de origem.
 Pessoa física ou jurídica, entidades,
com residência, sede ou domicílio em
paraísos fiscais.
 Investidores pessoa jurídica ou
entidades com sede ou domicílio no
exterior.
 Investidores pessoa física ou jurídica
com residência, sede ou domicílio no
 27) Para um cliente de perfil
muito conservador você, como
assessor de investimento,
recomendaria que o cliente
aplicasse em:

 Um Fundo Referenciado ao dólar.


 Um Fundo Referenciado ao CDI.
 Um Fundo de Renda Fixa.
 Um Fundo Multimercado sem renda
variável e sem alavancagem.
 27) Para um cliente de perfil
muito conservador você, como
assessor de investimento,
recomendaria que o cliente
aplicasse em:

 Um Fundo Referenciado ao dólar.


 Um Fundo Referenciado ao CDI.
 Um Fundo de Renda Fixa.
 Um Fundo Multimercado sem renda
variável e sem alavancagem.
 28) Em relação a composição da carteira de um FIEX,
podemos afirmar:
 Deve investir, no mínimo, 80% da carteira em títulos da
dívida externa de empresas privadas brasileiras e até 20%
em títulos com risco soberano do mercado americano,
limitado a 10% por emissor
 Podem investir em títulos da dívida externa de países
emergentes e até 20% em qualquer título de crédito
negociado no mercado internacional, limitado a 10% por
emissor
 Podem investir, no mínimo, 80% da carteira em títulos da
dívida externa brasileira soberana e até 20% em qualquer
título de crédito negociado no mercado internacional,
limitado a 10% por emissor.
 Deve investir, no máximo, 80% da carteira em papéis da
dívida externa brasileira e até 20% em títulos de crédito
negociado no mercado internacional que não seja de risco
Brasil, limitado a 10% por emissor.
 28) Em relação a composição da carteira de um FIEX,
podemos afirmar:
 Deve investir, no mínimo, 80% da carteira em títulos da
dívida externa de empresas privadas brasileiras e até 20%
em títulos com risco soberano do mercado americano,
limitado a 10% por emissor
 Podem investir em títulos da dívida externa de países
emergentes e até 20% em qualquer título de crédito
negociado no mercado internacional, limitado a 10% por
emissor
 Podem investir, no mínimo, 80% da carteira em títulos da
dívida externa brasileira soberana e até 20% em qualquer
título de crédito negociado no mercado internacional,
limitado a 10% por emissor.
 Deve investir, no máximo, 80% da carteira em papéis da
dívida externa brasileira e até 20% em títulos de crédito
negociado no mercado internacional que não seja de risco
Brasil, limitado a 10% por emissor.
 29) Segundo definições do
Bacen, um fundo cambial é
classificado como:

 Fundo Ativo
 Fundo Multimercado
 Fundo Aberto
 Fundo referenciado
 29) Segundo definições do
Bacen, um fundo cambial é
classificado como:

 Fundo Ativo
 Fundo Multimercado
 Fundo Aberto
 Fundo referenciado
 30) Os fundos de investimentos são
obrigados a prestarem conta aos
cotistas. Qual das alternativas abaixo
não consiste em uma
obrigatoriedade:

 Divulgação da cota e rentabilidade diárias.


 Balanços e Demonstrações Contábeis,
periodicamente.
 Deliberações das Assembléias Gerais,
quando ocorrerem.
 Divulgação mensal da Carteira detalhada
do fundo.
 30) Os fundos de investimentos são
obrigados a prestarem conta aos
cotistas. Qual das alternativas abaixo
não consiste em uma
obrigatoriedade:

 Divulgação da cota e rentabilidade diárias.


 Balanços e Demonstrações Contábeis,
periodicamente.
 Deliberações das Assembléias Gerais,
quando ocorrerem.
 Divulgação mensal da Carteira detalhada
do fundo.
 31) Em relação as regras de compliance,
assinale a alternativa falsa:

 Segregação das atividadades atribuída aos


integrantes da instituição de forma a evitar
conflito de interesses.
 Fornecimento aos cotistas da descrição detalhada
da política de investimento adotada pelo fundo de
investimento.
 Possibilidade de utilização ou venda de títulos de
emissão do próprio banco nos fundos que
administra com remuneração diferenciada.
 Separação das contas de custódia entre os papéis
dos fundos de investimentos e os papéis da
carteira própria da instituição administradora.
 31) Em relação as regras de compliance,
assinale a alternativa falsa:

 Segregação das atividadades atribuída aos


integrantes da instituição de forma a evitar
conflito de interesses.
 Fornecimento aos cotistas da descrição detalhada
da política de investimento adotada pelo fundo de
investimento.
 Possibilidade de utilização ou venda de títulos de
emissão do próprio banco nos fundos que
administra com remuneração diferenciada.
 Separação das contas de custódia entre os papéis
dos fundos de investimentos e os papéis da
carteira própria da instituição administradora.
 32) Em relação aos Fundos de Direitos
Creditórios:

 Todos os cotistas pertencem à uma única


classe e têm um tratamento equânime
 Os cotistas podem pertencer à diferentes
classes, portanto, terão tratamento
diferenciados
 A propriedade dos ativos do fundo não
pertence aos condôminos, mas sim ao
emissor dos direitos creditórios
 Os cotistas terão direitos e obrigações
sobre os direitos creditórios que compõem
a carteira do fundo
 32) Em relação aos Fundos de Direitos
Creditórios:

 Todos os cotistas pertencem à uma única


classe e têm um tratamento equânime
 Os cotistas podem pertencer à diferentes
classes, portanto, terão tratamento
diferenciados
 A propriedade dos ativos do fundo não
pertence aos condôminos, mas sim ao
emissor dos direitos creditórios
 Os cotistas terão direitos e obrigações
sobre os direitos creditórios que compõem
a carteira do fundo
 33) O Regulamento é o documento
onde estão estabelecidas as regras
básicas de funcionamento do fundo
de investimento. Deve,
obrigatoriamente, ser entregue ao
cotista por ocasião de seu ingresso no
fundo. O Regulamento deve conter
obrigatoriamente as seguintes
informações, EXCETO:

 Política de investimento do Fundo.


 Condições para o resgate de cotas.
 Classes de riscos.
 Curriculum de todos os administradores.
 33) O Regulamento é o documento
onde estão estabelecidas as regras
básicas de funcionamento do fundo
de investimento. Deve,
obrigatoriamente, ser entregue ao
cotista por ocasião de seu ingresso no
fundo. O Regulamento deve conter
obrigatoriamente as seguintes
informações, EXCETO:

 Política de investimento do Fundo.


 Condições para o resgate de cotas.
 Classes de riscos.
 Curriculum de todos os administradores.
 34) Sobre os Fundos de Renda Fixa, assinale
a alternativa FALSA:

 Estão sujeitos ao risco de crédito representado


pelos títulos privados mantidos em suas carteiras.
 O fundo pode apresentar variação inferior à do
CDI, mas será sempre positiva no acumulado do
mês.
 Corre o risco da taxa de juros porque pode
investir em títulos de taxa prefixada que perdem
quando a taxa de juros de médio/longo prazo se
eleva.
 Pode apresentar variação negativa de cota se a
carteira estiver posicionada em títulos prefixados
e a taxa de juros de médio/longo prazo de
mercado subir.
 34) Sobre os Fundos de Renda Fixa, assinale
a alternativa FALSA:

 Estão sujeitos ao risco de crédito representado


pelos títulos privados mantidos em suas carteiras.
 O fundo pode apresentar variação inferior à do
CDI, mas será sempre positiva no acumulado do
mês.
 Corre o risco da taxa de juros porque pode
investir em títulos de taxa prefixada que perdem
quando a taxa de juros de médio/longo prazo se
eleva.
 Pode apresentar variação negativa de cota se a
carteira estiver posicionada em títulos prefixados
e a taxa de juros de médio/longo prazo de
mercado subir.
 35) Nos fundos de ações, as
taxas de performance devem
estar atreladas a um índice de
mercado de renda variável,
exceto para os:

 Fundos destinados a investidores


qualificados
 Fundos destinados ao varejo.
 Fundos de ações indexados.
 Fundos destinados a pessoas físicas
de baixa renda.
 35) Nos fundos de ações, as
taxas de performance devem
estar atreladas a um índice de
mercado de renda variável,
exceto para os:

 Fundos destinados a investidores


qualificados
 Fundos destinados ao varejo.
 Fundos de ações indexados.
 Fundos destinados a pessoas físicas
de baixa renda.
 1) A emenda constitucional no. 37, de 12/06/2002,
instituiu a não incidência da CPMF sobre operações
em Bolsas de Valores. Contudo a isenção da CPMF
não se aplica nos lançamentos em conta corrente de
depósito especialmente abertos e exclusivamente
utilizadas para operações de:

 a) Sociedades Anônimas que tenham por objetivo exclusivo


a aquisição de créditos oriundos de operações praticadas
no mercado financeiro.
 b) Subscrições de: ações, quotas de fundos de investimento
em ações, quotas de clubes de investimento em ações.
 c) Companhias securitizadoras de créditos imobiliários,
instituições não financeiras constituídas sob a forma de
sociedade por ações.
 d) Câmaras e prestadoras de serviços de compensação e
de liquidação na área de competência do Banco Central do
Brasil.
 1) A emenda constitucional no. 37, de 12/06/2002,
instituiu a não incidência da CPMF sobre operações
em Bolsas de Valores. Contudo a isenção da CPMF
não se aplica nos lançamentos em conta corrente de
depósito especialmente abertos e exclusivamente
utilizadas para operações de:

 a) Sociedades Anônimas que tenham por objetivo exclusivo


a aquisição de créditos oriundos de operações praticadas
no mercado financeiro.
 b) Subscrições de: ações, quotas de fundos de investimento
em ações, quotas de clubes de investimento em ações.
 c) Companhias securitizadoras de créditos imobiliários,
instituições não financeiras constituídas sob a forma de
sociedade por ações.
 d) Câmaras e prestadoras de serviços de compensação e
de liquidação na área de competência do Banco Central do
Brasil.
 2) Assinale qual taxa é baseada na
remuneração mensal média dos
CDB/RDB emitidos a taxas prefixadas
de mercado , com prazo de 30 a 35
dias, inclusive, constituída das trinta
maiores instituições financeiras do
país, onde se aplica um redutor para
extrair as parcelas referentes à taxa
de juros real e à tributação incidente
sobre esses tributos:
 a) Taxa SELIC.
 b) TR.
 c) TJLP.
 d) DI.
 2) Assinale qual taxa é baseada na
remuneração mensal média dos
CDB/RDB emitidos a taxas prefixadas
de mercado , com prazo de 30 a 35
dias, inclusive, constituída das trinta
maiores instituições financeiras do
país, onde se aplica um redutor para
extrair as parcelas referentes à taxa
de juros real e à tributação incidente
sobre esses tributos:
 a) Taxa SELIC.
 b) TR.
 c) TJLP.
 d) DI.
 3) Os rendimentos auferidos pelo
cliente no reembolso da CPMF
pelos bancos:

 a) São tributados como ganhos de


renda fixa.
 b) São tributados como ganho de
renda variável.
 c) São tributados com uma alíquota
especial de 5%.
 d) Não são tributados
 3) Os rendimentos auferidos pelo
cliente no reembolso da CPMF
pelos bancos:

 a) São tributados como ganhos de


renda fixa.
 b) São tributados como ganho de
renda variável.
 c) São tributados com uma alíquota
especial de 5%.
 d) Não são tributados
 4) Sobre a compensação de cheques e
outros papéis, podemos afirmar que:

 a) O sistema permite somente a cobrança


de cheques e transferência de fundos.
 b) A compensação denominada “Nossa
Remessa” envolve os depósitos feitos no
banco.
 c) É executado pelo Banco Central do
Brasil.
 d) As compensações locais trocam
somente fichas de compensação.
 4) Sobre a compensação de cheques e
outros papéis, podemos afirmar que:

 a) O sistema permite somente a cobrança


de cheques e transferência de fundos.
 b) A compensação denominada “Nossa
Remessa” envolve os depósitos feitos no
banco.
 c) É executado pelo Banco Central do
Brasil.
 d) As compensações locais trocam
somente fichas de compensação.
 5) Sobre os rendimentos de uma
caderneta de poupança de
pessoa física:
 a) Não incide IR na fonte.
 b) Incide IR com alíquota de 10%
sobre o ganho apurado.
 c) Incide IR com alíquota de 15%
sobre o ganho apurado.
 d) Incide IR com alíquota de 20%
sobre o ganho apurado.
 5) Sobre os rendimentos de uma
caderneta de poupança de
pessoa física:
 a) Não incide IR na fonte.
 b) Incide IR com alíquota de 10%
sobre o ganho apurado.
 c) Incide IR com alíquota de 15%
sobre o ganho apurado.
 d) Incide IR com alíquota de 20%
sobre o ganho apurado.
 6) Segundo a Lei 9.613/98, sobre crimes de “lavagem de
dinheiro”, estão sujeitas a manter registro de toda a
transação em moeda nacional ou estrangeira, títulos e
valores mobiliários, títulos de crédito, metais ou outro
qualquer ativo passível de ser convertido em dinheiro que
ultrapassar limite fixado pela autoridade competente e nos
termos de instruções por essas expedidas, as pessoas
jurídicas que tenham, em caráter permanente ou eventual,
como atividade principal ou acessória, cumulativa ou não:
 I – A captação, intermediação e aplicação de recursos
financeiros de terceiros em moeda nacional ou estrangeira.
 II – A promoção imobiliária ou compra e venda de imóveis.
 III – A compra e a venda de moeda estrangeira ou ouro
como ativo financeiro ou instrumento cambial.
 IV – A comercialização de bens de luxo ou de alto valor, ou
a realização de atividades que envolvam grande volume de
recursos ou espécie.
 Qual das afirmativas acima estão corretas?
 a) Só I e II.
 b) Só III e IV.
 c) Só I e III.
 d) I, II, III e IV.
 6) Segundo a Lei 9.613/98, sobre crimes de “lavagem de
dinheiro”, estão sujeitas a manter registro de toda a
transação em moeda nacional ou estrangeira, títulos e
valores mobiliários, títulos de crédito, metais ou outro
qualquer ativo passível de ser convertido em dinheiro que
ultrapassar limite fixado pela autoridade competente e nos
termos de instruções por essas expedidas, as pessoas
jurídicas que tenham, em caráter permanente ou eventual,
como atividade principal ou acessória, cumulativa ou não:
 I – A captação, intermediação e aplicação de recursos
financeiros de terceiros em moeda nacional ou estrangeira.
 II – A promoção imobiliária ou compra e venda de imóveis.
 III – A compra e a venda de moeda estrangeira ou ouro
como ativo financeiro ou instrumento cambial.
 IV – A comercialização de bens de luxo ou de alto valor, ou
a realização de atividades que envolvam grande volume de
recursos ou espécie.
 Qual das afirmativas acima estão corretas?
 a) Só I e II.
 b) Só III e IV.
 c) Só I e III.
 d) I, II, III e IV.
 7) Não constitui requisito
essencial do cheque:

 a) A indicação do prazo para


apresentação.
 b) A indicação por extenso do valor a
pagar.
 c) A assinatura do emitente.
 d) A Instituição financeira sacada.
 7) Não constitui requisito
essencial do cheque:

 a) A indicação do prazo para


apresentação.
 b) A indicação por extenso do valor a
pagar.
 c) A assinatura do emitente.
 d) A Instituição financeira sacada.
 8) Pelas regras de atendimento
bancário estabelecidas pelo Banco
Central do Brasil, uma instituição
financeira deve evidenciar aos seus
clientes:

 a) Os produtos que está ofertando.


 b) O número de funcionários disponíveis
para atendimento.
 c) As taxas e comissões cobradas por seus
serviços.
 d) Todas as respostas anteriores.
 8) Pelas regras de atendimento
bancário estabelecidas pelo Banco
Central do Brasil, uma instituição
financeira deve evidenciar aos seus
clientes:

 a) Os produtos que está ofertando.


 b) O número de funcionários disponíveis
para atendimento.
 c) As taxas e comissões cobradas por seus
serviços.
 d) Todas as respostas anteriores.
 9) Aponte qual é a característica
de uma caderneta de poupança
de pessoa física:

 a) Isenção de IR.
 b) Garantida em até R$ 20.000,00.
 c) Rentabilidade de TR + 0,5% ao
mês.
 d) Todas as anteriores.
 9) Aponte qual é a característica
de uma caderneta de poupança
de pessoa física:

 a) Isenção de IR.
 b) Garantida em até R$ 20.000,00.
 c) Rentabilidade de TR + 0,5% ao
mês.
 d) Todas as anteriores.
 10) Qual o valor da alíquota de
imposto de renda incidente
sobre os ganhos auferidos com a
venda de ações negociadas em
bolsa de valores?

 a) São isentas.
 b) 10%
 c) 20%
 d) N.D.A.
 10) Qual o valor da alíquota de
imposto de renda incidente
sobre os ganhos auferidos com a
venda de ações negociadas em
bolsa de valores?

 a) São isentas.
 b) 10%
 c) 20%
 d) N.D.A.
 12) O executante dos serviços da
Centralizadora da Compensação
de Cheques e Outros Papéis
(COMPE) é:

 a) O Banco Central do Brasil.


 b) A Caixa Econômica Federal.
 c) O Banco do Brasil S.A..
 d) A Federação Brasileira de Bancos
(Febraban).
 12) O executante dos serviços da
Centralizadora da Compensação
de Cheques e Outros Papéis
(COMPE) é:

 a) O Banco Central do Brasil.


 b) A Caixa Econômica Federal.
 c) O Banco do Brasil S.A..
 d) A Federação Brasileira de Bancos
(Febraban).
 13) Não constitui requisito
essencial do cheque:

 a) A indicação do prazo para


apresentação.
 b) A indicação por extenso do valor a
pagar.
 c) A assinatura do emitente.
 d) A Instituição financeira sacada.
 13) Não constitui requisito
essencial do cheque:

 a) A indicação do prazo para


apresentação.
 b) A indicação por extenso do valor a
pagar.
 c) A assinatura do emitente.
 d) A Instituição financeira sacada.
 14) Normativo do Banco Central do
Brasil veda, relativamente à conta
corrente de depósito para
investimentos:

 a) Pagamento de remuneração sobre


eventual saldo positivo nela registrado.
 b) Existência de saldo negativo em
qualquer momento do dia.
 c) Cobrança de remuneração pela
prestação de serviços de abertura e
manutenção da conta.
 d) Lançamentos a débito de valores
referentes a corretagens e a quaisquer
outros custos necessários à realização da
aplicação financeira.
 14) Normativo do Banco Central do
Brasil veda, relativamente à conta
corrente de depósito para
investimentos:

 a) Pagamento de remuneração sobre


eventual saldo positivo nela registrado.
 b) Existência de saldo negativo em
qualquer momento do dia.
 c) Cobrança de remuneração pela
prestação de serviços de abertura e
manutenção da conta.
 d) Lançamentos a débito de valores
referentes a corretagens e a quaisquer
outros custos necessários à realização da
aplicação financeira.
 15) A Transferência Eletrônica
Disponível (TED) pode ser
liquidada no(a):
 a) Centralizadora da Compensação
de Cheques e Outros Papéis
(Compe).
 b) Sistema de Transferência de
Reservas (STR).
 c) Cetip – Câmara de Custódia e
Liquidação.
 d) Todas as alternativas anteriores
 15) A Transferência Eletrônica
Disponível (TED) pode ser
liquidada no(a):
 a) Centralizadora da Compensação
de Cheques e Outros Papéis
(Compe).
 b) Sistema de Transferência de
Reservas (STR).
 c) Cetip – Câmara de Custódia e
Liquidação.
 d) Todas as alternativas anteriores
 16) Assinale a alternativa errada:
 a) A alíquota do imposto de renda no
fundo de investimento em ações é menor
do que no fundo de investimento de renda
fixa.
 b) A base de cálculo do imposto de renda
no fundo de investimento em ações
corresponde à diferença positiva entre o
valor de resgate e o custo de aquisição da
cota.
 c) As cotas do fundo de investimento de
renda fixa correspondem a frações ideais
de seu patrimônio.
 d) Os cotistas não respondem por eventual
patrimônio líquido negativo do fundo.
 16) Assinale a alternativa errada:
 a) A alíquota do imposto de renda no
fundo de investimento em ações é menor
do que no fundo de investimento de renda
fixa.
 b) A base de cálculo do imposto de renda
no fundo de investimento em ações
corresponde à diferença positiva entre o
valor de resgate e o custo de aquisição da
cota.
 c) As cotas do fundo de investimento de
renda fixa correspondem a frações ideais
de seu patrimônio.
 d) Os cotistas não respondem por eventual
patrimônio líquido negativo do fundo.
 17) A taxa calculada a partir de
inflação pro rata para os doze
meses subseqüentes e de um
prêmio de risco, com vigência de
um trimestre-calendário,
denomina-se:

 a) Taxa Referencial (TR).


 b) Taxa de Juros de Longo Prazo
(TJLP).
 c) Taxa Selic.
 d) Taxa Básica Financeira (TBF).
 17) A taxa calculada a partir de
inflação pro rata para os doze
meses subseqüentes e de um
prêmio de risco, com vigência de
um trimestre-calendário,
denomina-se:

 a) Taxa Referencial (TR).


 b) Taxa de Juros de Longo Prazo
(TJLP).
 c) Taxa Selic.
 18) De acordo com a legislação
vigente, não constitui violação do
dever de sigilo:
 a) A comunicação, às autoridades
competentes, de prática de ilícitos penais.
 b) O fornecimento de informação
constantes de cadastro de emitentes de
cheques sem provisão de fundos a
entidades de proteção ao crédito.
 c) A comunicação, às autoridades
competentes, de prática de ilícitos
administrativos.
 d) Todas as alternativas anteriores.
 18) De acordo com a legislação
vigente, não constitui violação do
dever de sigilo:
 a) A comunicação, às autoridades
competentes, de prática de ilícitos penais.
 b) O fornecimento de informação
constantes de cadastro de emitentes de
cheques sem provisão de fundos a
entidades de proteção ao crédito.
 c) A comunicação, às autoridades
competentes, de prática de ilícitos
administrativos.
 d) Todas as alternativas anteriores.
 19) O que são os juros sobre o capital
próprio?
 a)
É a taxa de juros paga ao credor de uma empr
 b)
É a taxa de remuneração paga ao acionista so
 c)
É uma forma de distribuição do resultado da e
 d)
É uma distribuição do resultado para as partes
 19) O que são os juros sobre o capital
próprio?
 a)
É a taxa de juros paga ao credor de uma empr
 b)
É a taxa de remuneração paga ao acionista so
 c)
É uma forma de distribuição do resultado da e
 d)
É uma distribuição do resultado para as partes
 20) Analise as seguintes alternativas:
 I) É permitida a compensação de imposto de
renda na ocorrência de prejuízo em
aplicações em fundos, caso os recursos
estejam aplicados em um mesmo
administrador.
 II) As pessoas jurídicas tributadas com base
no lucro real podem deduzir o imposto de
renda pago quando da declaração anual.
 III) A cobrança do imposto de renda é feita
sobre os ganhos líquidos do IOF, quando
este for aplicável.
 Pode-se afirmar que:
 a) Todas as alternativas são corretas.
 b) Somente as alternativas I e II estão corretas.
 c) Somente as alternativas II e III estão corretas.
 d) Nenhuma alternativa está correta.
 20) Analise as seguintes alternativas:
 I) É permitida a compensação de imposto de
renda na ocorrência de prejuízo em
aplicações em fundos, caso os recursos
estejam aplicados em um mesmo
administrador.
 II) As pessoas jurídicas tributadas com base
no lucro real podem deduzir o imposto de
renda pago quando da declaração anual.
 III) A cobrança do imposto de renda é feita
sobre os ganhos líquidos do IOF, quando
este for aplicável.
 Pode-se afirmar que:
 a) Todas as alternativas são corretas.
 b) Somente as alternativas I e II estão corretas.
 c) Somente as alternativas II e III estão corretas.
 d) Nenhuma alternativa está correta.
 21) O que é o índice que mede a
variação dos preços de produtos
e serviços, no município de São
Paulo para famílias que ganham
entre 1 e 20 salários mínimos?
 a) IGP-DI.
 b) IPCA.
 c) INPC.
 d) IPC Fipe.
 21) O que é o índice que mede a
variação dos preços de produtos
e serviços, no município de São
Paulo para famílias que ganham
entre 1 e 20 salários mínimos?
 a) IGP-DI.
 b) IPCA.
 c) INPC.
 d) IPC Fipe.
 22) Assinale a alternativa verdadeira:

 a)
Os cheques cruzados podem ser descontados
 b)
Conta corrente conjunta solidária só pode ser m
 c)
Para abertura de conta corrente de pessoa físi
 d)
Os bancos podem recusar o pagamento de che
 22) Assinale a alternativa verdadeira:

 a)
Os cheques cruzados podem ser descontados
 b)
Conta corrente conjunta solidária só pode ser m
 c)
Para abertura de conta corrente de pessoa físi
 d)
Os bancos podem recusar o pagamento de che
 23) Na negociação de CDB pós-
fixados não é correto dizer que:
 a)
A alíquota do imposto de renda incidente
 b)
O prazo mínimo é de 30 dias e é garantid
 c)
Só pode ser indexado ao CDI, ao IGP-M o
 d) Todas as anteriores.
 23) Na negociação de CDB pós-
fixados não é correto dizer que:
 a)
A alíquota do imposto de renda incidente
 b)
O prazo mínimo é de 30 dias e é garantid
 c)
Só pode ser indexado ao CDI, ao IGP-M o
 d) Todas as anteriores.
 24) Constitui crime conta o Sistema Financeiro
Nacional, previsto na Lei 7.492/86:
 I – Imprimir, reproduzir ou, de qualquer modo,
fabricar ou pôr em circulação, sem autorização
escrita da sociedade emissora certificado, cautela ou
outro documento representativo de título ou valor
mobiliário.
 II – Divulgar informação falsa ou prejudicialmente
incompleta sobre instituição financeira.
 III – Manter ou movimentar recurso ou valor
paralelamente a contabilidade exigida pela
legislação.
 Quais das afirmativas acima estão corretas?
 a) Só I e III.
 b) I, II e III.
 c) Só I e II.
 d) Só II e III.
 24) Constitui crime conta o Sistema Financeiro
Nacional, previsto na Lei 7.492/86:
 I – Imprimir, reproduzir ou, de qualquer modo,
fabricar ou pôr em circulação, sem autorização
escrita da sociedade emissora certificado, cautela ou
outro documento representativo de título ou valor
mobiliário.
 II – Divulgar informação falsa ou prejudicialmente
incompleta sobre instituição financeira.
 III – Manter ou movimentar recurso ou valor
paralelamente a contabilidade exigida pela
legislação.
 Quais das afirmativas acima estão corretas?
 a) Só I e III.
 b) I, II e III.
 c) Só I e II.
 d) Só II e III.
 25) Constitui crime previsto em lei o controlador ou
administrador de instituição financeira, assim
considerados os diretores e gerentes, que direta ou
indiretamente outorgar empréstimo ou
adiantamento:
 I – A membros do conselho estatutário.
 II – A parentes de qualquer natureza.
 III – A sociedades cujo controle seja exercido direta
ou indiretamente por parente na linha colateral até
2a. grau.
 IV – A sociedades cujo controle seja por ela exercido.

Qual das afirmativas acima estão corretas?
 a) Só I e IV.
 b) Só II e III.
 c) Só I, III e IV.
 d) I, II, III e IV.
 25) Constitui crime previsto em lei o controlador ou
administrador de instituição financeira, assim
considerados os diretores e gerentes, que direta ou
indiretamente outorgar empréstimo ou
adiantamento:
 I – A membros do conselho estatutário.
 II – A parentes de qualquer natureza.
 III – A sociedades cujo controle seja exercido direta
ou indiretamente por parente na linha colateral até
2a. grau.
 IV – A sociedades cujo controle seja por ela exercido.

Qual das afirmativas acima estão corretas?
 a) Só I e IV.
 b) Só II e III.
 c) Só I, III e IV.
 d) I, II, III e IV.
 26) Normativo do Banco Central do
Brasil veda, relativamente à conta
corrente de depósito para
investimento:

 a)
Pagamento de remuneração sobre eventual sa
 b)
Existência de saldo negativo em qualquer mom
 c)
Cobrança de remuneração pela prestação de s
 d)
Lançamentos a débito de valores referentes a
 26) Normativo do Banco Central do
Brasil veda, relativamente à conta
corrente de depósito para
investimento:

 a)
Pagamento de remuneração sobre eventual sa
 b)
Existência de saldo negativo em qualquer mom
 c)
Cobrança de remuneração pela prestação de s
 d)
Lançamentos a débito de valores referentes a
 27) A Transferência Eletrônica
Disponível (TED) pode ser
liquidada no(a):
 a)
Centralizadora da Compensação de Cheq
Compe).
 b)
Sistema de Transferência de Reservas (S
 c) Cetip
- Câmara de Custódia e Liquidação.
 d) Todas as alternativas anteriores.
 27) A Transferência Eletrônica
Disponível (TED) pode ser
liquidada no(a):
 a)
Centralizadora da Compensação de Cheq
Compe).
 b)
Sistema de Transferência de Reservas (S
 c) Cetip
- Câmara de Custódia e Liquidação.
 d) Todas as alternativas anteriores.
 28) De acordo com a legislação
vigente, não constitui violação do
dever de sigilo:
 a)
A comunicação, às autoridades competentes, d
 b)
O fornecimento de informações constantes de
 c)
A comunicação, às autoridades competentes, d
 d) Todas as alternativas anteriores.
 28) De acordo com a legislação
vigente, não constitui violação do
dever de sigilo:
 a)
A comunicação, às autoridades competentes, d
 b)
O fornecimento de informações constantes de
 c)
A comunicação, às autoridades competentes, d
 d) Todas as alternativas anteriores.
 29) Assinale a alternativa errada:
 a)
A alíquota do imposto de renda no fundo de in
 b)
A base de cálculo do imposto de renda no fun
 c)
As cotas do fundo de investimento de renda fi
 d)
Os cotistas não respondem por eventual patri
 29) Assinale a alternativa errada:
 a)
A alíquota do imposto de renda no fundo de in
 b)
A base de cálculo do imposto de renda no fun
 c)
As cotas do fundo de investimento de renda fi
 d)
Os cotistas não respondem por eventual patri
 30) No mercado a termo de
ações, a tributação sobre ganhos
líquidos auferidos é de:

 a)    0% - não é tributado.


 b)    5%.
 c)    20%
 d)    N.D.A.
 30) No mercado a termo de
ações, a tributação sobre ganhos
líquidos auferidos é de:

 a)    0% - não é tributado.


 b)    5%.
 c)    20%
 d)    N.D.A.
 31) Quanto ao IOF:

 O fato gerador do IOF é o resgate. Não há


incidência de IOF quando o administrador do
Fundo compra títulos para a carteira do Fundo, ou
quotas de outros Fundos de investimento.
 O fato gerador do IOF é a aplicação, no caso de
Investidores qualificados e o resgate para os
demais investidores. Não há incidência de IOF
quando o administrador do Fundo compra títulos
para a carteira do Fundo, ou quotas de outros
Fundos de investimento.
 Nos Fundos de Ações com mais de 50% de
aplicação em ações, a alíquota segue a tabela
regressiva.
 O IOF de Fundos é cobrado na fonte, e o
responsável pelo recolhimento é investidor.
 31) Quanto ao IOF:

 O fato gerador do IOF é o resgate. Não há


incidência de IOF quando o administrador do
Fundo compra títulos para a carteira do Fundo, ou
quotas de outros Fundos de investimento.
 O fato gerador do IOF é a aplicação, no caso de
Investidores qualificados e o resgate para os
demais investidores. Não há incidência de IOF
quando o administrador do Fundo compra títulos
para a carteira do Fundo, ou quotas de outros
Fundos de investimento.
 Nos Fundos de Ações com mais de 50% de
aplicação em ações, a alíquota segue a tabela
regressiva.
 O IOF de Fundos é cobrado na fonte, e o
responsável pelo recolhimento é investidor.
 32) Pode ser compensado na
declaração anual do contribuinte
pessoa física o IR retido na fonte em
aplicação em Fundo de Renda Fixa?

 Não, o imposto retido é considerado como


devido exclusivamente na fonte.
 Sim.
 Depende do montante dos ganhos
tributáveis.
 Não, pois o imposto de renda deve ser
pago até o último dia útil do mês
subseqüente àquele em que os ganhos
houverem sido apurados.
 32) Pode ser compensado na
declaração anual do contribuinte
pessoa física o IR retido na fonte em
aplicação em Fundo de Renda Fixa?

 Não, o imposto retido é considerado como


devido exclusivamente na fonte.
 Sim.
 Depende do montante dos ganhos
tributáveis.
 Não, pois o imposto de renda deve ser
pago até o último dia útil do mês
subseqüente àquele em que os ganhos
houverem sido apurados.
 33) Se um investidor aplica em
um “ fundo com garantia do
principal” com ciclo inferior a 90
dias , o imposto de renda deve
ser recolhido:

 A cada nova aplicação.


 A cada ciclo de aniversário .
 No último dia útil de cada mês.
 Somente no resgate.
 33) Se um investidor aplica em
um “ fundo com garantia do
principal” com ciclo inferior a 90
dias , o imposto de renda deve
ser recolhido:

 A cada nova aplicação.


 A cada ciclo de aniversário .
 No último dia útil de cada mês.
 Somente no resgate.
 34) A compensão do IR em fundos de
investimento é permitida em qual dos
seguintes casos?

 Sempre que o cotista tiver prejuízos.


 Quando o cotista tiver prejuízo e mantiver
investimento em fundos de vários
administradores, desde que sejam fundos
de mesma alíquota.
 Quando o cotista tiver prejuízo e mantiver
investimento em fundos do mesmo
administrador, desde que sejam fundos de
mesma alíquota.
 Não é possível haver compensação entre
fundos de renda fixa e variável.
 34) A compensão do IR em fundos de
investimento é permitida em qual dos
seguintes casos?

 Sempre que o cotista tiver prejuízos.


 Quando o cotista tiver prejuízo e mantiver
investimento em fundos de vários
administradores, desde que sejam fundos
de mesma alíquota.
 Quando o cotista tiver prejuízo e mantiver
investimento em fundos do mesmo
administrador, desde que sejam fundos de
mesma alíquota.
 Não é possível haver compensação entre
fundos de renda fixa e variável.
 35) Um cliente que solicitou um
resgate, que será depositado em sua
conta corrente, de um fundo de
Renda Fixa com liquidez diária, no
décimo dia após ter sido efetuada a
aplicação, este cotista estará sujeito
ao pagamento de quais tributos
referentes a esse resgate?
 IOF e CMPF
 IOF e IR
 IOF, IR e CPMF
 CPMF e IR
 35) Um cliente que solicitou um
resgate, que será depositado em sua
conta corrente, de um fundo de
Renda Fixa com liquidez diária, no
décimo dia após ter sido efetuada a
aplicação, este cotista estará sujeito
ao pagamento de quais tributos
referentes a esse resgate?
 IOF e CMPF
 IOF e IR
 IOF, IR e CPMF
 CPMF e IR
 36) Sobre o COAF – Conselho de
Controle de Atividades
Financeiras, é correto afirmar
que:

 Está vinculado ao Banco Central do


Brasil.
 Foi criado pela Lei nº 9.615 de
Lavagem de Dinheiro de 1998.
 Tem função meramente orientativa.
 Está vinculado ao Ministério da
 36) Sobre o COAF – Conselho de
Controle de Atividades
Financeiras, é correto afirmar
que:

 Está vinculado ao Banco Central do


Brasil.
 Foi criado pela Lei nº 9.615 de
Lavagem de Dinheiro de 1998.
 Tem função meramente orientativa.
 Está vinculado ao Ministério da
 37) O cliente de um banco foi indiciado por
crime de seqüestro. Descobriu-se que a
conta neste banco era utilizada para lavar
dinheiro originado da atividade criminosa.
Ao levantar sua ficha cadastral junto ao
banco, verificou-se que o nome constante
da mesma não era o nome verdadeiro do
cliente. Neste caso, o gerente da conta:

 É considerado co-autor do crime de seqüestro.


 É considerado co-autor do crime de falsidade
ideológica.
 É considerado testemunha do crime de falsidade
ideológica.
 Não pode ser responsabilizado pelo crime de
falsidade ideológica.
 37) O cliente de um banco foi indiciado por
crime de seqüestro. Descobriu-se que a
conta neste banco era utilizada para lavar
dinheiro originado da atividade criminosa.
Ao levantar sua ficha cadastral junto ao
banco, verificou-se que o nome constante
da mesma não era o nome verdadeiro do
cliente. Neste caso, o gerente da conta:

 É considerado co-autor do crime de seqüestro.


 É considerado co-autor do crime de falsidade
ideológica.
 É considerado testemunha do crime de falsidade
ideológica.
 Não pode ser responsabilizado pelo crime de
falsidade ideológica.
 38) Em caso de suspeita de crime
de lavagem de dinheiro a quem
uma instituição financeira deve
comunicar:

 Ministério Público.
 Banco Central.
 CVM.
 Não deve comunicar à órgão algum
para não infringir a quebra de sigilo
bancário.
 38) Em caso de suspeita de crime
de lavagem de dinheiro a quem
uma instituição financeira deve
comunicar:

 Ministério Público.
 Banco Central.
 CVM.
 Não deve comunicar à órgão algum
para não infringir a quebra de sigilo
bancário.