Você está na página 1de 30

Organelas citoplasmáticas

Ribossomos
• Função síntese de proteínas
• Existem em todas as células
• Podem ser encontrados livres no citoplasma
(procariotos) ou presos a carioteca ou
retículo endoplasmático rugoso (eucariotos)
Retículo endoplasmático
• Presente ba células eucarioticas
• Tipos
– Liso
– Granular
Retículo endoplasmático liso
• Funções absorção de gorduras
• Produção de lipídios
– Colesterol
– Lecitina
– Hormônios sexuais
Retículo endoplasmático rugoso
• Funções
– Produção de proteínas
– Produção de Enzimas
Complexo de Golgi

• Compõem-se de sáculos achatados e


vesículas associadas, cada sáculo é
denominado de DICTIOSSOMO
• Presente nos animais (exceto nas
hemácias) e vegetais
Funções

– Armazenamento (proteínas, lipídios, e


polissacarídeos)
– Fabricam mucopolissacarídeos
– Originam os lisossomos e o acrossomo
(espermatozóide)
– Secreção de enzimas digestivas
(pâncreas)
– Secreção de mucina
Lisossomos
• Organelas munidas de enzimas hidrolíticas
no seu interior, com a capacidade digerir
substâncias como proteínas, lipídios,
carboidratos e ácidos nucléicos, outras
organelas e até células inteiras
• Denominamos sua função como digestão
intracelular
Tipos
• Lisossomo primário
• Lisossomo secundário
• Vacúolo residual
• Vacúolo autofágico
Funções
• Digestão intracelular
• Autofagia
• Cistólise e histólise
• Digestão extracelular
Fagocitose
Centríolo
• Organela não-membranosa, de formato
cilíndrico encontrado aos pares
• Ocorre em células animais e nos
anterozóides das criptógamas (briófitas e
pteridófitas)
• Funções
– Participa de divisão celular
– Origina cílios e flagelos
Mitocôndrias
Origem
• Segundo pesquisas moleculares foi possível
constatar que as mitocôndrias possuem
material genético diferente do restante da
célula
• Teoria implica em uma relação mutualista
• Condriocinese Autoduplicação – DNA,
RNA e ribossomos
Funções
• Respiração celular
• Obtenção de energia através da degradação
da glicose
Tipos de respiração
• Respiração aeróbica utilização do
oxigênio
• Respiração anaeróbica sem oxigênio
Respiração aeróbica
Glicólise
• Ocorre no hialoplasma e consiste no
desdobramento da glicose em duas
moléculas de ácido pirúvico
• Gasto 2 ATP (adenosina trisfosfato)
• Ganho 4 ATP (adenosina trisfosfato)
Ciclo de Krebs
• Ocorre na matriz mitocondrial.
• Os ácidos pirúvicos formados na etapa
anterior são quebrados, formando CO2
• Ganho 2 ATP
Cadeia respiratória
• Ocorre nas partículas elementares das
cristas mitocondriais
• Nesta fase ocorre a participação do
oxigênio, fosforilação oxidativa
• Ganho 34 ATP
Respiração anaeróbica
• E o desdobramento das moléculas de
glicose sema utilização do oxigênio,
promovendo a liberação do CO2 e de outro
produto que pode ser um ácido ou um
álcool
• Gasto 2 ATP
• Ganho 4 ATP
Quadro comparativo entre Respiração Aeróbia e Fermentação

• Quebra completa de glicose. • Quebra incompleta de Glicose.


• Exige a presença de O². • Não utiliza O²
• Não há formação de água.
• Há formção de água como produto
• Produto oxidado parcialmente decomposto,
final. não liberando toda a energia disponível,
• Produto oxidado totalmente sobram resíduos energéticos.
decomposto em CO² e H²O, • Formação de pequeno número de moléculas
liberando muita enegia. de ATP.
• Formação de grande n´´umero de • Glicólise apenas (ácido pieúvico se decompõe
moléculas de ATP que armazenam em ácido láctico ou em álccol etílico, ou em
ácido acético).
esse energia.
• Ocorre com algumas bactérias, leveduras,
• Glicólise, ciclo de Krebs e cadeia vermes intestinais e células musculares.
respiratória.
• Ocorre com a maioria dos seres
vivos.
Curiosidades
• Mitocondrias são todas femininas