Você está na página 1de 51

UFES

CENTRO TECNOLÓGICO
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AMBIENTAL

DEA 04764: INTRODUÇÃO À ENGENHARIA


AMBIENTAL
Unidade 1: Ecologia
1.1. Ecossistemas e Dinâmica das Populações
1.2. Ciclos Biogeoquímicos
1.3. Crise Ambiental

Professor Renato Siman


Fundamentos de Ecologia
Célula Espécie - conjunto de
Tecido indivíduos semelhantes e
capazes de se intercruzar
Órgão (reproduzir), em condições
Sistema naturais, produzindo
Organismo descendentes férteis.
População População - conjunto de
Comunidade indivíduos da mesma espécie,
Ecossistema que vivem na mesma área e no
mesmo tempo, mantendo entre
Biosfera si certa interdependência .
Fundamentos de Ecologia

Comunidade ou Biocenose
Biótopo
conjunto de
ambiente físico ou químico
populações
onde
interdependentes que
vive a comunidade (área
vivem em
explorada pela
determinada área
comunidade)
geográfica

Ecossistema:
Biótopo +Biocenose
– meio abiótico
– meio biótico.
Fundamentos de Ecologia
Meio ambiente
 Tudo o que cerca o ser vivo, que o influencia e que é
indispensável à sua sustentação. Estas condições incluem solo,
clima, recursos hídricos, ar, nutrientes e os outros organismos.
O meio ambiente não é constituído apenas do meio físico e
biológico, mas também do meio sócio-cultural e sua relação
com os modelos de desenvolvimento adotados pelo homem.
Biota
 Conjunto de seres vivos que habitam um determinado
ambiente ecológico, em estreita correspondência com as
características físicas, químicas e biológicas deste ambiente.
Abiótico
 É o componente não vivo do meio ambiente. Inclui as
condições físicas e químicas do meio.
Fundamentos de Ecologia
Bioma
 Amplo conjunto de ecossistemas terrestres caracterizados por tipos
fisionômicos semelhantes de vegetação, com diferentes tipos
climáticos. É o conjunto de condições ecológicas de ordem climática
e características de vegetação: o grande ecossistema com fauna,
flora e clima próprios. Os principais biomas mundiais são: tundra,
taiga, floresta temperada caducifólia, floresta tropical chuvosa,
savana, oceano e água doce.
Ciclos Biogeoquímicos
 As substâncias são continuamente transformadas durante a
composição e a decomposição da matéria orgânica, sem escapar da
biosfera. Elas são recicláveis. Os caminhos percorridos ciclicamente
entre o meio abiótico e o biótico pela água e pelos elementos
químicos carbono, oxigênio e nitrogênio constituem os ciclos
biogeoquímicos
Fundamentos de Ecologia
Habitat
 Local onde uma determinada espécie vive.
Nicho Ecológico
 papel que determinado ser executa dentro do seu habitat (predador,
produtor, etc).
Homeostase
 equilíbrio do sistema
Tempo de resposta
 tempo para se acionar o sistema de auto-regulação
Biomassa
 quantidade total de matéria viva
Fundamentos de Ecologia
Reciclagem de Matéria e Fluxos de Energia:
ECOSSISTEMA
A Vida, como a conhecemos, requer
basicamente matéria e energia para
ocorrer
Matéria é algo Energia é a capacidade
que ocupa de realização de
lugar no espaço trabalho
Em qualquer sistema natural, matéria e
energia são conservadas, ou seja, não
se criam nem se destroem matéria nem
energia
Fundamentos de Ecologia
Reciclagem de Matéria e Fluxos de Energia
O primeiro nível trófico é constituído pelos seres autotróficos,
também conhecidos por produtores, capazes de sintetizar matéria
orgânica a partir de substâncias minerais e fixar a energia luminosa
sob a forma de energia química. Os organismos deste nível são as
plantas verdes, as cianófitas ou cianofíceas (algas verde-azuladas
ou azuis) e algumas bactérias que, devido à presença de clorofila
(pigmento verde), podem realizar a fotossíntese. Estes organismos
são também conhecidos por produtores primários.
Os níveis seguintes são compostos por organismos heterotróficos,
ou seja, aqueles que obtêm a energia de que precisam de
substâncias orgânicas produzidas por outros organismos. Todos os
animais e fungos são seres heterotróficos, e este grupo inclui os
herbívoros, os carnívoros e os decompositores.
Fundamentos de Ecologia
Reciclagem de Matéria e Fluxos de Energia
A cadeia alimentar ou trófica é uma
seqüência de seres vivos/populações
que se alimentam uns dos outros. É a
maneira de expressar as relações de
alimentação entre os organismos de
uma comunidade/ecossistema,
iniciando-se nos produtores e
passando para os consumidores
(herbívoros, predadores) e
decompositores, por esta ordem. Ao
longo da cadeia alimentar há uma
transferência de energia e de
nutrientes
Fundamentos de Ecologia
Reciclagem de Matéria e Fluxos de Energia
Fundamentos de Ecologia
Biomas do Brasil Bioma é conceituado no mapa como um conjunto
de vida (vegetal e animal) constituído pelo
agrupamento de tipos de vegetação contíguos e
identificáveis em escala regional, com condições
geoclimáticas similares e história compartilhada de
mudanças, o que resulta em uma diversidade
biológica própria.
BIOMAS ÁREA ÁREA/TOTAL
CONTINENTAIS APROXIMADA BRASIL
BRASILEIROS (km2)
AMAZÔNIA 4.196.943 49.29%

CERRADO 2.036.448 23.92%

MATA ATLANTICA 1.110.182 13.04%

CAATINGA 844.453 9.92%

PAMPA 176.496 2.07%

PANTANAL 150.355 1.76%

ÁREA TOTAL BRASIL 8.514.877 100%


ftp://ftp.ibge.gov.br/Cartas_e_Mapas/Mapas_Murais/biomas_pdf.zip
Fundamentos de Ecologia
Ciclos Biogeoquímicos
O ciclo biogeoquímico é o
percurso realizado no meio
ambiente por um elemento
químico essencial à vida. Ao
longo do ciclo, cada elemento é
absorvido e reciclado por
componentes bióticos (seres
vivos) e abióticos (ar, água, solo)
da biosfera, e às vezes pode se
acumular durante um longo
período de tempo em um É por meio dos ciclos biogeoquímicos que
mesmo lugar. os elementos químicos e compostos
químicos são transferidos entre os
organismos e entre diferentes partes do
planeta.
Fundamentos de Ecologia
Ciclos Biogeoquímicos: Ciclo do Carbono
O C é o elemento básico da construção da vida. C está presente nos
compostos orgânicos (aqueles presentes ou formados pelos organismos
vivos) e nos inorgânicos, como grafite e diamante. C combina-se e é
química e biologicamente ligado aos ciclos do O e H para formar os
compostos da vida. CO2 é o composto orgânico de C mais abundante na
atmosfera, mas compostos orgânicos como CH4 ocorrem em menor
quantidade. Parte do ciclo do C é inorgânica, e, os compostos não
dependem das atividades biológicas. O CO2 é solúvel em água, sendo
trocado entre a atmosfera e a hidrosfera por processo de difusão. Na
ausência de outras fontes, a difusão de CO2 continua em um outro sentido
até o estabelecimento de um equilíbrio entre a quantidade de CO2 na
atmosfera acima da água e a quantidade de CO2 na água. CO2 entra nos
ciclos biológicos por meio da fotossíntese, e, a síntese de compostos
orgânicos constituídos de C, H, O, a partir de CO2 e água, e energia
proveniente da luz.
Fundamentos de Ecologia
Ciclos Biogeoquímicos: Ciclo do Carbono
Fundamentos de Ecologia
Ciclos Biogeoquímicos: Ciclo do Nitrogênio
O N é essencial para todas as formas de vida, pois está presente na
estrutura dos aminoácidos. O N2 é pouco reativo, tendendo a formar
pequenos compostos inorgânicos. Embora seja abundante na atmosfera
(78% dos gases), a forma gasosa (N2) é muito estável, sendo
inaproveitável para a maioria dos seres vivos. O processo que remove N2
do ar e torna o nitrogênio acessível aos seres vivos é denominado fixação
do nitrogênio, só ocorre por ação nitrogênio participa das moléculas de
proteínas, ácidos nucléicos e vitaminas.
A fixação de N2 em íons nitrato (NO3-) é a mais importante, pois é
principalmente sob a forma desse íon que as plantas absorvem nitrogênio
do solo.
Fundamentos de Ecologia
Ciclos Biogeoquímicos: Ciclo do Nitrogênio
Fundamentos de Ecologia
Ciclos Biogeoquímicos: Ciclo do Fósforo

O P é um dos elementos
essenciais à vida, é um
nutriente limitante do
crescimento de plantas,
especialmente em
ambientes aquáticos e,
por outro lado, se
presente em
abundância causa sérios
problemas ambientais.
Fundamentos de Ecologia
Ciclos Biogeoquímicos: Ciclo do Oxigênio
Entende-se por Ciclo do oxigênio o movimento do oxigênio entre os
seus três reservatórios principais: a atmosfera (os gases que
rodeiam a superfície da terra), a biosfera (os organismos vivos e o
seu ambiente próximo) e a litosfera (a parte sólida exterior da
terra).
O oxigênio molecular (O2) compõe cerca de 21% da atmosfera
terrestre. Este oxigênio satisfaz as necessidades de todos os
organismos terrestres que o respiram no seu metabolismo.
O principal fator na produção de oxigênio é a fotossíntese, que
regula a relação gás carbônico/gás oxigênio na atmosfera.
Na atmosfera, encontra-se como oxigênio diatômico/oxigênio
molecular (O2), dióxido de carbono (CO2), ozônio (O3), dióxido de
nitrogênio (NO2), monóxido de nitrogênio (NO), dióxido de enxofre
(SO2), etc.
Fundamentos de Ecologia
Ciclos Biogeoquímicos: Ciclo do Oxigênio
Fundamentos de Ecologia
Ciclos Biogeoquímicos: Ciclo Hidrológico
O ciclo hidrológico é
dirigido pela energia solar
e compreende o
movimento da água dos
oceanos para a atmosfera
por evaporação e de volta
aos oceanos pela
precipitação que leva à
lixiviação ou à infiltração.
Cerca de 97% do
suprimento de água está
nos oceanos, 2% nas
geleiras e muito menos
que 1% na atmosfera
Aproximadamente 1% do total da água contida nos rios, lagos e (0,001%).
lençóis freáticos é adequada ao consumo humano
Fundamentos de Ecologia
Ciclos Biogeoquímicos: Ciclo Hidrológico
O ciclo hidrológico é
dirigido pela energia solar
e compreende o
movimento da água dos
oceanos para a atmosfera
por evaporação e de volta
aos oceanos pela
precipitação que leva à
lixiviação ou à infiltração.
Cerca de 97% do
suprimento de água está
nos oceanos, 2% nas
geleiras e muito menos
que 1% na atmosfera
Aproximadamente 1% do total da água contida nos rios, lagos e (0,001%).
lençóis freáticos é adequada ao consumo humano
Fundamentos de Ecologia
Dinâmica Populacional
População
♦ Densidade = nº de indivíduos/espaço
♦ Taxa de natalidade: nº de
nascimentos/tempo
♦ Taxa de mortalidade = nº de mortes/tempo
♦ O crescimento verificado às custa de
elevada
taxa de natalidade sobre a de mortalidade é
denominada crescimento vegetativo.
♦ Dispersão
– Trata-se do movimento de indivíduos para
dentro (imigração) ou para fora (emigração)
da
população.
Fundamentos de Ecologia
Dinâmica Populacional
♦ Distribuição por faixa etária
♦ Crescimento populacional
– A estabilidade da população depende do antagonismo
entre dois fatores: potencial biótico e resistência
ambiental.
– potencial biótico: capacidade inata de uma população
para crescer em condições favoráveis.
– Resistência ambiental: conjunto de fatores capazes de
limitar o crescimento populacional: efeito do clima,
competição entre indivíduos, falta de alimento, etc.
Fundamentos de Ecologia
Dinâmica Populacional
Aumento da população mundial:
 1950  2,52 bilhões de pessoas
 2007  6,58 bilhões de pessoas
 2050  8,92 bilhões de pessoas
(projeção)

Distribuição da População no Brasil:


Brasil (2006)  186,771 milhões de
pessoas
 Urbana  81,25 %
 Rural  18,75 %
Fundamentos de Ecologia
Dinâmica Populacional
Fundamentos de Ecologia
Dinâmica Populacional
1ª Regime demográfico Primitivo (até ao séc. XVIII):
- Natalidade Elevada:
Os filhos eram uma fonte de riqueza
Desconheciam o planejamento familiar
A mortalidade infantil era muito elevada
- Mortalidade elevadas
Havia maus anos agrícolas que originavam fomes
Falta de higiene
Havia pestes e epidemias
Guerras
A medicina curativa e preventiva não estava desenvolvida.

- Fraco Crescimento Natural


- Esperança média de vida baixa
Fundamentos de Ecologia
Dinâmica Populacional
2ª Revolução Demográfica (XVIII até os anos 40 do séc. XX): - -
Natalidade Elevada

- Mortalidade diminui acentuadamente

- O Crescimento Natural aumenta significativamente

- Esperança média de vida Baixa( porém a um aumento na média de


vida)
Fundamentos de Ecologia
Dinâmica Populacional
3ª Regime Demográfico Moderno – Explosão demográfica (na
atualidade):
- Crescimento demográfico acelerado da população mundial após a
segunda guerra mundial.

- - Ajuda Internacional Ocasionando:


- Uma grande descida das taxas de mortalidade.

- Elevadas taxas de natalidade, deu origem a um crescimento


natural explosivo.

- Nos países industrializados, o crescimento natural começou a baixar


devido à contínua diminuição dos valores das taxas de natalidade, em
conseqüência da alteração da mentalidade em relação às condições
das crianças e das mulheres na sociedade.
Fundamentos de Ecologia
REVOLUÇÃO DEMOGRÁFICA (DOIS
ACONTECIMENTOS)
 Revolução Industrial:
- Iniciou-se no Reino Unido em 1760
- Conjunto de transformações na atividade fabril apoiadas na
aplicação de uma série de inventos
- Estas transformações na indústria tiveram repercussões sociais,
demográficas e econômicas muito importantes

 Revolução Agrícola:
- Conjunto de alterações na agricultura européia que sucederam a
par da Revolução Industrial, por meados do século XVIII (com
origem no Reino Unido)
- Introdução de novos métodos e técnicas de cultivo, permitindo o
aumento da quantidade e variedade de produtos agrícolas
Fundamentos de Ecologia
Dinâmica Populacional
Fundamentos de Ecologia
Dinâmica Populacional
HOMEM É COMPARADO COMO PARASITA (Odum, 1997):

• “Até a data, e no geral, o homem atuou no seu ambiente como


um parasita, tomando o que dele deseja com pouca atenção
pela saúde de seu hospedeiro, isto é, do sistema de sustentação
da sua vida”

Para SIRVINSKAS (2005):

• “a crise ambiental surge entre a Idade Média e Moderna,


especialmente no período da Revolução Industrial, pois
começaram as agressões a natureza [...]”.
Fundamentos de Ecologia
Dinâmica Populacional
Países Habitantes (est. 2007)
1 República Popular da China 1.321.852.000
2 Índia 1,129,866,673
3 Estados Unidos 301,139,947
3 Indonésia 234,693,997
5 Brasil 190.010.647
6 Paquistão 164,741,924
7 Bangladesh 150,448,339
8 Rússia 141,377,752
9 Nigéria 135,031,164
10 Japão 127,433,494

Fonte: http://www.benderblog.com/lista-de-paises-mais-populosos-do-
mundo/ acessado em outubro de 2008
Fundamentos de Ecologia
Dinâmica Populacional

Países Densidade demográfica(hab/km²)


Africa do Sul 39,00
Autrália 3,00
Brasil 22,00
Canadá 3,00
Estados Unidos 31,00
Índia 345,00
Japão 338,00
China 137,00
Rússia 8,00
Suiça 180,00
Fonte: IBGE, 2005
Fundamentos de Ecologia
Dinâmica Populacional
Fundamentos de Ecologia
Dinâmica Populacional
♦ Curva de crescimento populacional
– São constituídas colocando-se eixo das ordenadas o número de
indivíduos e no eixos das abscissas o tempo.
– Estas curvas têm a forma de um S (curva sigmóide) e nelas se identificam
três fases distintas: crescimento lento, crescimento rápido e a fase de
estabilização.
Fundamentos de Ecologia
Relações Ecológicas
♦ RELAÇÕES INTRA-ESPECÍFICA
compreende as relações estabelecidas entre indivíduos pertencentes à
mesma espécies;
♦ RELAÇÕES INTERESPECÍFICAS
compreende as relações estabelecidas entre indivíduos pertencentes a
espécies diferentes;
♦ RELAÇÕES HARMONICAS OU POSITIVAS
- compreende as relações nas quais não se verifica nenhum tipo de
prejuízo entre os organismos associados;
♦ RELAÇÕES DESARMONICAS OU NEGATIVAS
- neste caso pelo menos uma espécie é prejudicada.
Crise Ambiental
População e Homem e Recursos Naturais

Quando se fala em crise ambiental, não


se remetem apenas aos aspectos
físicos, biológicos e químicos das
alterações do meio ambiente que vem
ocorrendo no planeta. A crise
ambiental é bem mais que isso: E uma
crise da civilização contemporânea; é
uma crise de valores, que é cultural e
espiritual.
Crise Ambiental
População e Homem e Recursos Naturais

Aquecimento Global (SOUSA, 2006, p. 139):


fenômeno este causado pela liberação dos gases dióxido de
carbono, metano e óxido nitroso, que forma uma espécie de
coberto em torno do planeta, impedindo assim a radiação solar,
que refletira automaticamente na superfície em forma de calor -
Efeito estufa.
• alterações climáticas,
• o desequilíbrio do regime de chuvas,
• o derretimento acelerado das geleiras do Ártico que ficou em 2006 com uma
diminuição de 60.400 quilômetros quadrados menor, ou seja, uma área
equivalente a 2x o Estado de Alagoas.
Crise Ambiental
População e Homem e Recursos Naturais
AQUECIMENTO GLOBAL
Crise Ambiental
População e Homem e Recursos Naturais
AQUECIMENTO GLOBAL
Crise Ambiental
População e Homem e Recursos Naturais
AQUECIMENTO GLOBAL
Crise Ambiental
População e Homem e Recursos Naturais
AQUECIMENTO GLOBAL Aquecimento relativo de GEEs
emissões correntes, ao longo dos próximos 100 anos

Metano
24%
Dióxido de
Óxido carbono
nitroso 10% 63%

Outros: 3%

Fonte: IPCC
Crise Ambiental
População e Homem e Recursos Naturais

 A utilização dos Recursos Naturais pelo homem nem


sempre considerou a capacidade de recuperação;

A atitude comum era considerar o HOMEM superior a


NATUREZA;

RECURSOS NATURAIS SÃO RENOVÁVEIS MAS NÃO


ILIMITADOS;

O surgimento de problemas ambientais com reflexos na


vida do homem motivou à compreensão dos fenômenos
ambientais (HOMEM PARTE DO SISTEMA)..
Crise Ambiental
População e Homem e Recursos Naturais

 A PERMANENCIA da perturbação pode muitas vezes impedir a


capacidade de AUTO-DEPURAÇÃO;

RECURSOS HÍDRICOS LANÇAMENTO DE ESGOTO


Crise Ambiental
População e Homem e Recursos Naturais

Recurso natural é qualquer insumo de que os


organismos, populações e ecossistemas necessitam
para sua manutenção;

Recursos
Tecnologias
Naturais
Crise Ambiental
População e Homem e Recursos Naturais
Crise Ambiental: SOLUÇÕES

•Por meio da Lei (Direito Ambiental) por meio


de um regramento jurídico;
•Desenvolvimento Sustentável;
•Educação Ambiental;
•Protocolo de Kyoto (venda de créditos de
carbono).
Crise Ambiental: SOLUÇÕES

Entende-se por Educação Ambiental: Os


processos por meio dos quais os
indivíduos e a coletividade constroem
valores sociais, conhecimentos,
habilidades, atitudes e competências
voltadas para a conservação do meio
ambiente, bem de uso comum do povo,
essencial a sadia qualidade de vida.
(ANTUNES, 2005, p.214).
Crise Ambiental: SOLUÇÕES

Desenvolvimento Sustentável
• Futuro do ser humano neste planeta:
Satisfazer as necessidades do presente sem
comprometer a capacidade das futuras
gerações de terem atendido suas próprias
necessidades.
• O desenvolvimento sustentável implica no
manejo eficiente dos recursos naturais e,
sempre que possível, conservá-los.
Crise Ambiental: SOLUÇÕES
Desenvolvimento Sustentável

Qual a nossa eficiência?


• O quanto de resíduos
produzimos?
• Resíduos: líquidos, sólidos e
gasosos
Crise Ambiental: SOLUÇÕES
Desenvolvimento Sustentável