Você está na página 1de 30

Universidade Federal do Maranhão

Centro de Ciências Agrárias e Ambientais


Campus IV - Chapadinha - MA
Curso de Ciências Biológicas

Biogeografia de Ilhas: Padrões na Construção e Evolução


das Comunidades Insulares
Discentes:
Adna Silva Cardoso, Auriane da
Silva Rodrigues, Leticia de Moraes
Teixeira, Max Well Dutra Costa
Silva e Wanderson Venicius dos
Santos Montelo
Chapadinha/MA
Junho/2018
Biogeografia de Ilhas: Padrões na Construção e
Evolução das Comunidades Insulares

Natureza seletiva da imigração e extinção;

Como esses processos podem criar padrões não aleatórios na


composição das comunidades insulares?

Empobrecimento das ilhas;

Habilidades limitadas;

Fonte:http://www.geografia.fflch.usp.br/graduacao/apoio/Apoio/Apoio_Sueli/2s2017/Biogeografi
a/Aula_5_TEBI_2017_A.pdf
Teoria do equilíbrio MacArthur e Wilson (1967)
Diferenças na riqueza de espécies entre ilhas que diferem em tamanho e
grau de isolamento.

Fonte: https://pt.slideshare.net/ivaneiaraujo3/biogeografia-de-ilhas-32675168
 Existe um equilíbrio dinâmico
entre extinção e imigração;

 Habilidades de dispersão e
sobrevivência nas ilhas;

 Riqueza de espécies;

 Padrões de composição das


espécies.
Estrutura das comunidades insulares
• Influenciada pala evolução in situ;

Novidades insulares:
Aves gigantes não voadoras, elefantes anões e grupos dominados por
uma grande diversidade de táxons. (componentes da biota do
continente);

Forças que influenciam a estrutura das comunidades e a evolução em


todas as biotas;
Características que influenciam a imigração, extinção e evolução.
A construção de comunidades insulares

Amostras não aleatórias de suas fontes no continente, influenciadas em


favor dos melhores imigrantes e sobreviventes;

Biotas insulares podem ser harmônicas ou


desarmônicas:

HARMÔNICAS (grupos similares em composição com biota


fonte);

DESARMÔNICAS (notáveis diferenças na composição das


comunidades insulares em relação a biota do continente);
A natureza seletiva da imigração
• Habilidades de dispersão podem variar entre espécies;
Os mamíferos podem ser divididos em dois grupos com
base em sua habilidade de dispersar sobre as águas:
• Morcegos e não voadores

Grupos que não voam ou não são


carregados pelo vento
• Tolerância ao sal

Regiões onde as águas congelam


• Resistência a temperatura Fonte:http://wonderfulseaworld.blogspot.com/2012/05/ Fonte:https://iasdcarpina.wordpress.com/2010/05/27/
mustelideos.html morcego/
O estabelecimento de populações insulares
Requisitos para uma colonização bem sucedida:
Imigração;
Estabelecimento de uma população insular;

Fonte: https://www.natgeo.pt/meio-ambiente/este-pequeno-pais-insular-
Bons dispersores podem estar pré-

da-uma-grande-importancia-protecao-dos-nossos-o
adaptados (ambientes perturbadores
ou recém criados);

 Altas habilidades;
Ampla tolerância.
A natureza seletiva da extinção

• Ambientes insulares são similares (fornecimento e limite de recursos);


Espécies que requerem poucos recursos;

tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcSdEyIN6G8PLMYd6gw63dV-
• Espécies vulneráveis e animais grandes (extinção);
Extinção (varia em comunidades insulares);

DV5nUTjW5pAqEydwNf5kEP8pjB70
Sobrevivência insular:
Área e grau de isolamento.

Fonte:https://encrypted-
Padrões que refletem a imigração e a
extinção diferenciais
• Aninhamento de comunidades insulares

 Modelo de equilíbrio.

 Os insetos da Micronésia.

MacArthur e Wilson

Fonte: http://ecoevoevoeco.blogspot.com/2015/03/eco-evolutionary-island-biogeography.html
• Um trabalho anterior de Wollaston(1877)

 Insetos colonizadores da ilha de Santa Helena.

 Os oceanos atuam como filtros.


Fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/Frederick_Wollaston_Hutton

• Os clássicos experimentos de Simberloff e Wilson

O que é aninhamento?

Fonte: http://ecoevoevoeco.blogspot.com/2015/03/eco-evolutionary-island-biogeography.html
• Padrão imigrante e relicto.
Darlingtong (1957)

Fonte:https://en.wikipedia.org/wiki/Sidney_Darlington

• Modelo de relaxamento de Brown.

• Bruce Patterson e wirtAtmar, exploravam as causas do aninhamento.


Distribuições de espécies específicas
• Aninhamento significativo

• Teoria da Metapopulação
por Levins, Hanski e outros cientístas
Padrões que refletem interações
interespecíficas
• A teoria do equilíbrio e da metapopulação ignoram a importância das
interações interespecíficas.

• Além de suas próprias características, essas interações com outras


espécies influenciam a distribuição e abundância de espécies em
particular.

• Tabuleiro de damas
Diamond(1975b)
Compensação de Densidade e
Alterações de Nichos em Ilhas
 Expansão (ou alteração ) de nichos e aumento de densidade ocorrem
frequentemente entre populações insulares.

 Crowell (1962) Comparação de padrões: Passáros das Bermudas x


Passáros do continente americano.

 Competição de densidade.

Fonte: http://actividadesonline.blogspot.com/2010/09/aves-marinhas-produtoras-de-guano.html
Exemplos: Camundongos e Mussaranhos em ilhas da costa e dentro
do sistema de água doce da América do Norte.

A predação é um fator importante que influencia na dinâmica e


densidade dos nichos dos mamíferos.

Fonte: http://pt.nextews.com/e3d01f2e/
Exemplos: ratos silvestre em Ilhas do Rio São Lorenço.
• Schoener e Spiller (1987) : Experimento com aranhas e lagartos em
pequenas ilhas das Bahamas.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Lagarto

Fonte:http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/12/151202_vert_earth_ar
anha_teia_maior_do_mundo_rw
• Nas grande ilhas das Antilhas poucas espécies colonizadoras deram
origem a fauna diversificada de Anolis através da especiação endêmica
e radiação adaptativa.

• Hispaniola, segunda maior e mais diversificada ilha possui em torno


de 35 espécies.

Fonte: http://www.blogdoclaudiobarros.com.br/2017/02/
• Schoener: Ausência de aves predadoras afeta a densidade e largura de
nichos de Anolis em pequenas ilhas

Fonte: https://br.pinterest.com/pin/61502351141699495/
Tendências evolutivas em ilhas
Ausência de Voo e Habilidades de Dispersão
Reduzida em Ilhas
Como a ausência de Voo e de Habilidades de dispersão podem
influenciar na dispersão dos animais nas Ilhas oceânicas?

Fonte:http://socientifica.com.br/2018/02/estimados-celebrados-e-hostilizados-
charles-darwin-alfred-russel-wallace-e-a-teoria-da-evolucao-das-especies/
Darwin (1809-1882)
• Darwin procurou entender essa relação.
“Como marinheiros naufragados próximos à costa, poderia ter sido
melhor para os bons nadadores se eles tivessem sido capazes de nadar
ainda mais além, enquanto teria sido melhor para os maus nadadores
se eles não tivessem sido capazes de nadar nada e tivessem ficado
aderidos ao naufrágio”

• Mas como poderiam essas formas relativamente sedentárias terem


colonizado tais ecossistemas tão remotos?
Os extensionistas encontraram uma solução para esse paradoxo
Distribuição das aves ratitas
• Perda da capacidade de dispersão (voo)
Lei do desuso
Evolução da ausência do voo nas aves e insetos

Aves
Relaxamento ecológico x Aumento no tamanho do corpo.
Essa ausência é registrada em oito ordens:
(Struthioniformes, Anseriformes, Psittaciformes, Strigiformes,
Columbiformes, Gruiformes, Ciconiiformes, Passeriformes) Fonte: http://people.eku.edu/ritchisong/554images/ratites.gif ).

kiwi Weka Papagaio-da-nova-zelândia

Fonte: https://www.pinterest.pt/pin/368873025714492118/ Fonte: https://kiwifoto.com/galleries/birds/weka/ Fonte: https://www.mascotarios.org/pt/kea/


Insetos e outros invertebrados
A evolução da perda do voo em insetos pode ter envolvido a conservação de energia.
Bairrismo (Darlington).
• A ausência do voo em insetos na Ilha da Madeira e outros arquipélagos é
registrada nas ordens Coleóptera, Lepidóptera, Hymenoptera, Díptera, Ortóptera e
homóptera.
• A perda de voo também ocorreu em insetos da Nova Zelândia
Figura A: Scapto myza frustulifera,
um drosofilídeo de Tristão da Cunha.

Figura B: um Weta da ilha Stephen e


Mana.

Fonte: Brown, James H. & Lomolino, Mark V. Biogeografia de ilhas padrões na construção e evolução das
comunidades insulares. Biogeografia. 2ª edição. Ribeirão Preto: São Paulo. FUNPEC editora, 2006, cap. 14 p.407-
448.
Tamanho dos micro caracóis
Outros animais e plantas
Caracóis terrestres:
Dispersão pelo vento
Tamanho corporal

Mas e depois que eles chegam


a uma ilha?
Fonte: https://hypescience.com/caracol-recem-descoberto-e-tao-minusculo-que-cabe-no-buraco-de-uma-agulha/

Adaptações para a dispersão em plantas


As plantas se dispersão pelo vento
e pressas em animais:

Elas desenvolvem formas especificas


para facilitar ascensão no vento ou se
prender em animais.

Fonte: Brown, James H. & Lomolino, Mark V. Biogeografia de ilhas padrões na construção e evolução das comunidades
insulares. Biogeografia. 2ª edição. Ribeirão Preto: São Paulo. FUNPEC editora, 2006, cap. 14 p.407- 448.
Evolução do tamanho do corpo em Ilhas
Evolução do tamanho do corpo em Ilhas

A relação entre tamanho e demanda ecológica.

As espécies se adaptam às condições e frequentemente


sofrem mudanças.
Fonte:https://www.greenme.com.br/informar-se/animais/5083-dragao-de-
komodo

O gigantismo e o nanismo.

Ausência de competição e predadores as pressões


seletivas.
Fonte:https://www.geralforum.com/board/showthread.php/640706-as-extincoes-
mais-misteriosas-de-todos-os-tempos
Vantagens seletivas

Indivíduos grandes podem explorar uma diversidade maior de


recursos.

Podem adquirir recursos suficientes para sobreviver e reproduzir.

Sobressair em lutas territoriais e outras interações


interespecíficas.

Indivíduos de grande porte tem energia relativamente maior.


Fonte:https://www.vix.com/pt/ciencia/542367/imagine-encontrar-fosseis-de-
dinossauro-por-acaso-foi-o-que-aconteceu-com-agricultor
Vantagens seletivas

Ser pequeno em ilhas também tem suas vantagens:

Fonte:https://www.canstockphoto.com.br/lateralis-golden-
Indivíduos menores requerem menos recursos mantled-esquilo-5986831.html

para sobreviver e reproduzir.

Tendem a ser mais especializados e mais eficientes.

Indivíduos menores podem explorar pequenos


Fonte:https://pt.dreamstime.com/foto-de-stock- Fonte:https://www.infoescola.com/mamifero
abrigos e refúgios. cutia-da-am%C3%A9rica-central-
image77890147
s/animal-esquilo/
Pressões seletivas

O relaxamento ecológico (promove o gigantismo).

Limitação de recursos (promove o nanismo).

Mamutes desenvolveram o nanismo insular.

Mudanças que reduziram a necessidades de


recursos desses animais.

Fonte: Brown, James H. & Lomolino, Mark V. Biogeografia de ilhas padrões na construção e evolução
das comunidades insulares. Biogeografia. 2ª edição. Ribeirão Preto: São Paulo. FUNPEC editora,
2006, cap. 14 p.445.
Referências
Brown, James H. & Lomolino, Mark V. Biogeografia de ilhas padrões na construção
e evolução das comunidades insulares. Biogeografia. 2ª edição. Ribeirão Preto: São
Paulo. FUNPEC editora, 2006, cap. 14 p.407- 448.