Você está na página 1de 8

GOLPE OU REVOLUÇÃO?!

– A DITADURA
CIVIL-MILITAR (1964-1985)
Antecedentes
1961 <Processo> 31 de março de 1964
1) Renúncia de Jânio Quadros 1) Radicalização política: 1) Exército ocupa as ruas;
Assume João Goulart (sofria greves e manifestações em
oposição dos militares/setores favor das reformas de 2) Destituição de Goulart;
conservadores); base (agrária, bancária,
eleitoral, etc.); 3) Combate à “ameaça
2) Brasil se torna comunista”, à corrupção e à
parlamentarista; 2) Intensa crise econômica; política econômica;

3) 1963: Plebiscito reestabelece 3) Goulart mobiliza as 4) Apoio da classe média e da


o presidencialismo; massas urbanas elite nacional;
trabalhadoras;
5) 1º de abril: junta militar
4) Empresários, Igreja assume o controle da nação e
Católica e partidos de Jango é exilado;
oposição denunciam um
suposto golpe comunista 6) AI-1: cassou mandatos /
com a participação do suspendeu a imunidade
presidente; parlamentar / acabou com a
estabilidade dos funcionários
públicos;
General Camilo CASTELLO BRANCO (1964-1967)
 Promete acabar com a intervenção assim que o país se recuperasse dos
problemas que levaram ao golpe;

 3 meses depois prorroga seu mandato até 1967;

 AI-2 (1965): fim dos partidos/eleição indireta para presidente / executivo autorizado
a cassar mandatos;

 Bipartidarismo (Arena – aliança renovadora nacional - e MDB – movimento


democrático brasileiro)

 Cria o SNI (Serviço Nacional de Informações) para espionagem;

 Plano de Ação Econômica: 1) conter a inflação; 2) corte de gastos; 3) aumento de


impostos;

 AI-3 (1966): Eleições indiretas para governador;

 AI-4 (dez/1966): fechamento do congresso / nova constituição (1967) / ampliação


dos poderes do presidente;
Marechal COSTA E SILVA (1967-1969)
 Oposição se fortalece e manifestações pelo fim do regime aumentam;

 Março/1968: estudante Edson Souto é morto pela polícia;

 Junho/1968: passeata dos 100 mil (UNE);

 Setembro/1968: Deputado da oposição Marcio Moreira Alves (MDB) convoca a


população a boicotar a parada militar de 7 de setembro;

 Irritados, militares pedem uma licença para processar o parlamentar;

 Sem autorização para processá-lo, o governo fecha o Congresso Nacional e


decreta o AI-5;

 Policiais e Militares ganham carta branca para prender e acusar sem


formalidade ou registro (repressão);

 Grupos radicais de esquerda se voltam para ações de guerrilha urbana;


General Emílio Garrastazu MÉDICI (1969-1974)
 Costa e Silva é afastado por problemas de saúde e substituído por uma junta militar;

 Essa junta militar governa por dois meses: cria a pena de prisão perpétua e a pena de morte
(para subversivos);

 Reabertura do Congresso para oficializar o novo presidente Médici;

 ANOS DE CHUMBO: tortura e desaparecimento de opositores → DOI-CODI (Destacamento de


Operações e Informações/Centro de Operações de Defesa Interna);

 Guerrilha Urbana perde força e vai para o interior (Araguaia);

 Carlos Marighella e Carlos Lamarca (dirigentes de esquerda) foram mortos nessa época;

 O regime apelava para o UFANISMO: criar a imagem de Brasil “grande”, projetos


megalomaníacos, “Brasil ame-o ou deixe-o”;

 O milagre econômico (1969-1973): crescimento de 11% ao ano → investimento no setor


financeiro, incentivos fiscais para a indústria/agricultura, arrocho salarial, apoio às exportações e
diversos empréstimos no exterior;

 1973: Crise Mundial do Petróleo → aumento da taxa de juros internacional e incrível aumento de
nossa dívida externa: de 3,5 bilhões para 17 bilhões de dólares;
General Ernesto GEISEL (1974-1979)
 Fim do milagre: enfrenta dificuldades econômicas, políticas e a oposição se fortalece;

 Militares temem pela estabilidade do regime;

 Geisel anuncia o projeto de abertura política: “lenta, gradual e segura”;

 1975: Assassinato do jornalista Vladimir Herzog nas instalações do Exército (versão oficial: suicídio);

 1976: Lei Falcão → proibia o debate político na TV e no rádio;

 MDB (oposição) vence as eleições.

 1977: com medo de ser derrotado novamente, Geisel fecha o congresso e cria o Pacote de Abril;

 Pacote de Abril: aumento das bancadas do Norte/Nordeste para garantir maioria à ARENA no
congresso;

 Criação do Senador Biônico: escolhido de acordo com as vontades do regime militar;

 1977: ressurgimento do Movimento Estudantil e das greves / No ABC, surge o movimento dos
trabalhadores, liderado pelo metalúrgico Luiz Inácio da Silva;

 1978: Geisel decreta o fim do AI-5 e a volta do Habeas Corpus → abre caminho para a volta da
democracia;
General João FIGUEIREDO (1979-1985)
 Continuidade do processo de abertura;

 Lei da Anistia (1979): libertação e volta ao país dos opositores do


regime (anistia ampliada também aos militares);

 Pluripartidarismo;

 1980: fim do senador biônico e eleições diretas para governador;

 1984: Movimento Diretas Já;

 1985: Eleito Tancredo Neves, que adoece três dias depois e não
assume a presidência;

 José Sarney toma posse em 15 de março e encerra o regime militar


no Brasil.