Você está na página 1de 45

REVITALIZAÇÃO

& MULTIPLICAÇÃO DE
IGREJAS Rev. Gildásio Reis

TEMA:
O DIAGNÓSTICO de
uma igreja doente
INTRODUÇÃO

Necessidade:

Por que deveríamos estudar


e nos preocupar com a
Revitalização da igreja?
Três razões
1ª.) Porque a igreja é importante no
projeto de Deus.

2ª.) Porque somos ainda pecadores

3ª.) A situação de algumas igrejas


1ª.) Porque a igreja é importante
no projeto de Deus.
 Atos 20.28 “pastoreardes a igreja de Deus que Ele comprou...”
 Mateus 16.18 “Eu edificarei a minha igreja”

 João 21.15-24 (Pedro tu me amas, então pastoreia as minhas


ovelhas);

 Seria desobediência da minha parte (que sou líder) não me esforçar


para revitalizar a igreja de Deus.

 Deus está muito mais do que eu, interessado na revitalização da igreja.

Quando eu busco a revitalização por causa da glória de Deus, isso deve


nos fazer descansar no fato de que, Deus, muito mais do que eu, está
interessado na revitalização da igreja.

Cristo ama igrejas que precisam de revitalização - e devemos amar


o que Cristo ama.
2ª.) Porque ainda somos pecadores
As inevitáveis fases da vida de
indivíduos e igrejas
• Revitalizamos pessoas e não tijolos
• Santificação é progressiva

A Confissão de Fé de Westminster se expressa da seguinte forma:

“Esta santificação é no homem todo, porém imperfeita nesta vida;


ainda persistem em todas as partes dele restos da corrupção, e daí
nasce uma guerra contínua e irreconciliável - a carne lutando contra o
espírito e o espírito contra a carne. Ref. I Tess. 5:23; I João 1:10; Fil.
3:12; Gal. 5:17; I Ped.2:11” XIII, 2
John H. Armstrong

“Como a igreja militante nunca é pura, sua tendência


sempre tem sido em direção ao declínio. Há duas
razões aparentes para essa realidade. Uma é que
aqueles que realmente creem em Cristo ainda são
pecadores, embora uma vida de fé tenha realmente
começado neles e eles tenham uma fé viva (cf. Rm. 1:5;
16:25-26). A outra é que, até mesmo a melhor de todas
as congregações é, no máximo, uma congregação mista.
Elementos carnais e mundanos sempre estarão
presentes, até mesmo em igrejas saudáveis”
3ª.) A situação de algumas igrejas

Sintomas de declinio:
• 1. A igreja está voltada apenas para si mesma e para sua
auto preservação.
• 2. A igreja adota (inconscientemente) uma postura de
isolamento e separação.
• 3. Nominalismo evangélico.
• 4. Falta de líderes.
• 5. Nostalgia e tradicionalismo.
• 6. Ressentimento entre os irmãos.
• 7. Falta de paixão evangelística.
• 8. Falta de santidade.
• 9. Utilização de métodos improdutivos e irrelevantes.
• 10. Ausência de conversão e perda de membros.

PARTE I
Conceituação
____________________________________

O QUE DEVEMOS ENTENDER POR REVITALIZAÇÃO DE IGREJA?

Segundo o historiador E.E. Cairns, revitalização diz respeito,

‘“A obra do Espírito Santo no sentido de restaurar o povo


de Deus a uma vida espiritual, testemunho e trabalho mais
dinâmicos, mediante a oração e a Palavra, após profundo
arrependimento por seu declínio espiritual. Os elementos
permanentes do avivamento são a Palavra, a oração, o
Espírito Santo e um Deus soberano que usa o ser humano
como seu instrumento”
“ Conceituação
Dr. C.E. Autrey, revitalização é

“a reanimação daqueles que já


possuem vida. No seu sentido
estrito, diz respeito ao povo de
Deus. Reaviva a vida espiritual
que se encontra em um estado
de declínio.
“ Conceituação
TERMOS SINÔNIMOS PARA REVITALIZAÇÃO

O termo “revitalização” não é encontrado nas


Escrituras. No entanto, existem pelo menos outros
três termos que descrevem o fenômeno (revigorar,
renovar e despertar). Vejamos:

Revigorar ou reavivar: Oséias 6.2 (chayah – manter


vivo, ser reanimado)

Renovar (chadash – reparar, fazer de novo ou tornar


novo) Salmo 51.10; Romanos 12.2

Despertar (Uwr - tirar de um sono profundo) - Isaias


52.1; Romanos 13:11; II Cr 7.14

Revitalização na Bíblia
Conceituação

“Porventura, não tornarás a vivificar-nos,


(Chayad) para que em ti se regozije o teu
povo?”.

Salmo 85.6

Chayad -Saúde recuperada


Salmo 80.3,7,14
“ Conceituação

Revitalização na Bíblia

“Porventura, não tornarás a vivificar-nos,


para que em ti se regozije o teu povo?”.

Salmo 85.6

Salmo 80.3,7,14
Sintomas de declinio:
• 1. A igreja está voltada apenas para si mesma e para
sua auto preservação.
• 2. A igreja adota (inconscientemente) uma postura de
isolamento e separação.
• 3. Nominalismo evangélico.
• 4. Falta de líderes.
• 5. Nostalgia e tradicionalismo.
• 6. Ressentimento entre os irmãos.
• 7. Falta de paixão evangelística.
• 8. Falta de santidade.
• 9. Utilização de métodos improdutivos e irrelevantes.
• 10. Ausência de conversão e perda de membros.
Pressupostos teológicos básicos para a revitalização

O QUE FAZER PARA A SUA


IGREJA
VOLTAR A CRESCER?

Quais são os
pressupostos teológicos básicos da
revitalização da igreja?
Pressupostos teológicos básicos para a revitalização
Pressupostos teológicos básicos para a revitalização

Edificação da igreja Crescimento da igreja

tarefa resultado
pastor Deus
“EU PLANTEI, APOLO REGOU, MAS O
CRESCIMENTO VEIO DE DEUS” I CO 3.6
Pressupostos teológicos básicos para a revitalização

A revitalização é resultado da aplicação


1 das verdades bíblicas .
1) Atos 16.5: “Assim, as igrejas eram fortalecidas na fé e, dia a dia,
aumentavam em número”.

2) Ezequiel 37.1-5 - Contexto vivido pelo profeta. A visão de um vale de


ossos é uma analogia para descrever a caótica situação de Israel
naqueles dias de exílio.

3) Sensação de impotência que deve ter caído sobre o profeta ao ouvir a


pergunta: “Filho do homem, acaso, poderão reviver esses ossos?”.

4) 2 Tm 2.2; 3.16-17

5) Neemias caps. 8-13

6) Despertamento espiritual nos dias de Josias: 2 Reis 22,23


Pressupostos teológicos básicos para a revitalização

A revitalização e o crescimento da igreja


2 estão proporcionalmente condicionados
à vida espiritual de seus membros.

Caos de Éfeso – Ap 2

 Lembrar de onde caiu


 Arrepender
 Voltar à prática das primeiras obras

 Não revitalizamos muros, bancos, mas pessoas.


(Organismo e não organização).

 Santificação: processo de se assemelhar à imagem de


Cristo.
Pressupostos teológicos básicos para a revitalização

Iain Murray afirma:

“O crescimento numérico da Igreja nunca foi


abordado no N.T. como um interesse primário. A
vida espiritual da Igreja sim tinha a prioridade. O
mais poderoso testemunho da Igreja ao mundo é
resultado da vida que ela desfruta; e quanto mais
profundamente desfruta essa vida, tanto mais a
Igreja causará impressão ao mundo. (At 4.13; Mt
5.16)”.
Pressupostos teológicos básicos para a revitalização

O crescimento da igreja para ser


3 saudável e bíblico depende de todos os
seus membros.
(cf. Efésios 4.15,16; Atos 2.40-47; 8.1; 9.31; 16.5; 1 Ts 1.8;
Rm 16.12).

Mas, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que


é a cabeça, Cristo, de quem todo o corpo, bem ajustado e
consolidado pelo auxílio de toda junta, segundo a justa cooperação
de cada parte, efetua o seu próprio aumento para a edificação de si
mesmo em amor. (Efésios 4.15-16).

Atos 8.1: “Naquele dia, levantou- se grande perseguição contra a igreja


em Jerusalém; e todos, exceto os apóstolos, foram dispersos pelas
regiões da Judéia e Sumária”.
Pressupostos teológicos básicos para a revitalização

D.M. Lloyd-Jones (1899-1981)

“Dia a dia é mais evidente que a grande


maioria está simplesmente cruzando os
braços e esperando que uma ou duas
pessoas façam tudo o que é necessário.
Ora, obviamente isso é uma negação
completa de tudo que o Novo Testamento
apresenta a respeito da doutrina da Igreja
como o Corpo de Cristo, em que cada
membro tem responsabilidades, tem uma
função, e é de importância vital”.
Pressupostos teológicos básicos para a revitalização

Para a revitalização da Igreja é


4 imprescindível a revitalização do líder
(I Tm 4. 12-16).

“Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Continua


nesses deveres; porque, fazendo assim, salvarás
tanto a ti mesmo como aos teus ouvintes”
(I Timóteo 4.16).

“não é a grandes talentos que Deus abençoa de


forma especial, mas a grande semelhança com
Jesus. Um homem santo é uma poderosa e tremenda
arma nas mãos de Deus.”. Robert Murray McCheyne
Pressupostos teológicos básicos para a revitalização

Calvino comentando esse versículo esclarece que

Um bom pastor deve ser criterioso acerca de


duas coisas: ser diligente em sua doutrinação e
conservar sua integridade pessoal. Não basta
que ele amolde sua vida de acordo com o que é
recomendável e tome cuidado para não dar mau
exemplo, se não acrescentar à vida santa uma
diligência contínua na doutrinação. E a
doutrinação será de pouco valor se não houver
uma correspondente retidão e santidade de vida.
Pressupostos teológicos básicos para a revitalização

Joel Beeke:

Nós, ministros, somos chamados para ser


santos em nosso relacionamento privado com
Deus, em nosso papel como maridos e pais em
nossa família e em nosso ministério, como
pastores entre nosso povo, quando subimos ao
nosso púlpito. Não pode haver separação entre
nosso chamado e nossa vida, ou entre nossa
confissão e nossa prática.
George Whitefield (1714-1770) numa pregação em Isaías 60:19, ao
criticar os líderes que buscam somente um conhecimento intelectual e
teórico, disse:

“O diabo não se importa se alguém deixa de ser arminiano para


ser calvinista, se ele não conhece a Deus. Uma posição é tão má
quanto a outra. Um calvinista teórico não tem maior valor do que
um arminiano teórico - nem um pouco”

Lloyd Jones diz que

“A doutrina correta pode acabar com a vida da igreja; pode-se


ter uma ortodoxia morta, pode-se ter uma igreja perfeitamente
ortodoxa, porém perfeitamente inútil.”.
Pressupostos teológicos básicos para a revitalização

A Graça soberana de Deus


5
A Revitalização é prioritariamente e
sempre um trabalho do Espírito Santo.
I Co 2.4

Salmo 85.4: “Restabelece-nos, ó Deus da nossa salvação, e


retira de sobre nós a tua ira”

No v.6: “Porventura, não tornarás a vivificar-nos, para que em ti se


regozije o teu povo?”.

No v.7, o salmista clama: “Deus, restaura-nos”, “vivifica-nos”.


“Mostra-nos, Senhor, a tua misericórdia” (v.7).
Pressupostos teológicos básicos para a revitalização

O pastor que vê competência em si mesmo para produzir frutos


eternos (os únicos que interessam) não conhece a Deus ou a si
próprio. E o pastor que não conhece a cadência do desespero e do
livramento, provavelmente tem a atenção voltada apenas para o que
o homem é capaz de realizar (...) os verdadeiros alvos da vida estão
sem dúvida alguma fora do nosso alcance. As mudanças na vida das
pessoas, que almejamos em nosso coração, só poderão ocorrer
mediante a obra soberana da graça. John Piper.

“Tentar fazer alguma coisa para Deus sem oração é tão inútil
quanto tentar lançar um satélite com um estilingue”.
J. Blanchard

 Importância da oração: Atos 4.23-31


www.themegallery.com
www.themegallery.com
Estratégias de crescimento da Igreja do Senhor

ENSINE SUA IGREJA A ORAR

1. Pregar e ensinar a igreja sobre a


importância da oração.
2. Incentivar reuniões de oração na igreja e
nos lares.
3. Dedicar algum espaço para orações
mútuas nos cultos da igreja.
4. Incentivar e priorizar as vigílias de oração

Seminário Teológico Presbiteriano “Rev. José Manoel da Conceição”


CRESCIMENTO da Igreja do Senhor
www.themegallery.com
Pelo que devemos
orar?

1. Devemos orar pela obra do Espírito Santo em


nossos amigos. João 14:13;15:5

2. Devemos orar para que portas sejam abertas


para o Evangelho. Cl 4;3; I Co 16:9

3. Devemos orar por coragem Ef. 6:19,20; At 4:29

4. Devemos orar por clareza e sabedoria. Cl 4;4; Is


50:4
CRESCIMENTO da Igreja do Senhor

2 DESENVOLVA UM INTENSO
MINISTÉRIO DE EVANGELIZAÇÃO
De acordo com o Rev. Ceny, o crescimento da igreja se deu em grande
parte pelos seguintes elementos:

“a) evangelização de casa em casa; b) evangelização sistemática


de ruas e bairros com planejamento geográfico; c) treinamento
para evangelização com os membros da igreja; d) distribuição
abundante de literatura cristã e bíblias; e) início imediato do
acompanhamento e discipulado aos novos convertidos; f)
utilização dos leigos no processo evangelístico e de discipulado;
g) utilização dos cultos dominicais como cenário também
evangelístico; h) cruzadas evangelísticas pontuais e cultos em
praças públicas; i) aproveitamento de oportunidades de
ajuntamento”.

Centro Presbiteriano de Pós-graduação Andrew Jumper


CRESCIMENTO da Igreja do Senhor

A IMPORTÂNCIA DA AMIZADE NA
EVANGELIZAÇÃO

Mito: Evangelismo significa alcançar


estranhos.

Realidade: A maioria das pessoas é


alcançada por amigos.

Implicação: Devemos focalizar nossa atenção


e esforços (orações) nas pessoas mais
próximas de nós (Mt 28:19; João 1:40-42)
CRESCIMENTO da Igreja do Senhor

Dicas práticas:
• Criar uma cultura de evangelização entre os
membros. Não devemos esperar a oportunidade
para que os pecadores venham à igreja;
devemos criar oportunidades para levar-lhe o
evangelho onde eles estão. Á ênfase tem que ser
no “ir” e não no “vir”.

• Assumir que a evangelização requer que cada
membro da igreja seja motivado e mobilizado à
tarefa de evangelização.

• Dar forte ênfase evangelística nos cultos da


igreja.
• Adotar a chamada “Operação André”

Seminário Teológico Presbiteriano “Rev. José Manoel da Conceição”


CRESCIMENTO da Igreja do Senhor

• Criar um ministério de visitação: Todas as


pessoas que visitarem aos cultos e trabalhos da
Igreja, deverão receber a visita de algum
membro da igreja durante a semana
posteriormente à sua visita.

• Estimular a igreja a fazer uso dos diversos


métodos para alcançar seus conhecidos: cd de
sermão, folhetos, livros, filmes, etc.

• Usar a Escola Dominical também para


evangelizar.

Seminário Teológico Presbiteriano “Rev. José Manoel da Conceição”


3 DINAMIZE O LOUVOR NA IGREJA.

Com isto em mente, podemos adotar pelo


menos as seguintes medidas:

• Dar mais abertura litúrgica e utilizar melhor


o potencial das equipes musicais da Igreja;
• Permitir que o culto da igreja torne-se um
espaço inspirador, que proporcione um
encontro pessoal e congregacional com
Deus.
• Valorizar a decência e ordem, mas também a
liberdade e espontaneidade.

Seminário Teológico Presbiteriano “Rev. José Manoel da Conceição”


CRESCIMENTO da Igreja do Senhor
Resposta dos pastores das 270 igrejas pesquisadas de todo o Brasil. A questão
era a seguinte: Quais atividades e programas Deus tem usado para produzir
crescimento em sua igreja? Obtivemos a seguinte resposta:

Seminário Teológico Presbiteriano “Rev. José Manoel da Conceição”


4 TREINE OS MEMBROS PARA A
EVANGELIZAÇÃO

Mito: A maioria das pessoas


é alcançada por pregadores profissionais.

Realidade: A maioria das pessoas é alcançada


por cristãos comuns.

Implicação: Devemos treinar cada pessoa a


compartilhar Jesus com palavras e ações.

Seminário Teológico Presbiteriano “Rev. José Manoel da Conceição”


Revitalizando a Igreja do Senhor

FAÇA USO DO
DISCIPULADO EM GRUPOS PEQUENOS NOS
LARES
Na Igreja Primitiva o lar teve um papel extremamente relevante,
visto que os lares eram uma extensão da igreja, como pode ser
observado em At 10:24; Rm 16:5 e Cl 4:15

Seminário Teológico Presbiteriano “Rev. José Manoel da Conceição”


Revitalizando a Igreja do Senhor

Seminário Teológico Presbiteriano “Rev. José Manoel da Conceição”


Revitalizando a Igreja do Senhor

6 PROCURE CONHECER A
COMUNIDADE ONDE A IGREJA
ESTÁ INSERIDA
PROBLEMAS SÃO PORTAS ABERTAS

1) FAMILIARES
2) ECONÔMICOS
3) VIOLÊNCIA URBANA
4) PSICOLÓGICOS
5) MORAIS E ESPIRITUAIS
6) EDUCACIONAIS

Seminário Teológico Presbiteriano “Rev. José Manoel da Conceição”


Revitalizando a Igreja do Senhor

OFEREÇA PALESTRAS PARA A COMUNIDADE.


• Como criar e educar filhos
• Problemas com filhos adolescentes
• Como compreender e viver bem com seu cônjuge
• A Influência da TV na família e na vida dos filhos
• Como orientar e prevenir-se contra as drogas
• Como administrar as finanças domésticas
• Como lidar com a Ansiedade e a Depressão
• Como enfrentar a solidão
• Como resolver conflitos conjugais
• Como se prevenir de doenças (diabetes, hiper-tensão, infarto.
AIDS)
• Como se reeducar na alimentação (aprenda a comer direito)
• O Bullying nas Escolas

Seminário Teológico Presbiteriano “Rev. José Manoel da Conceição”


Revitalizando a Igreja do Senhor

RECEPCIONE BEM OS VISITANTES


7
Nélio da Silva, diz três coisas sobre a importância em receber bem os visitantes:

1. É necessário que haja visitantes para que uma igreja possa crescer. Nenhuma igreja
cresce sem que se possa contar com eles. Como regra geral, uma congregação
necessita de 4 a 5% da freqüência a seus cultos de visitantes de primeira vez, para que
possa experimentar um crescimento significativo.

2. Alguns visitantes irão retornar para uma segunda visita. As igrejas crescentes criam
uma atmosfera que faz com que os visitantes sintam o desejo de voltar para uma
segunda visita. Também, como regra geral, pelo menos duas em cada dez pessoas que
visitam uma igreja pela primeira vez devem retornar para uma segunda visita, a fim de
que a igreja experimente um crescimento numérico.

3. Visitantes tomam decisões rápidas. A maioria dos visitantes decidem se irão voltar a
uma igreja nos primeiros 5 a 8 minutos da entrada pela porta frontal. Se a primeira
impressão é negativa, torna-se difícil mudá-la.

Seminário Teológico Presbiteriano “Rev. José Manoel da Conceição”


Revitalizando a Igreja do Senhor

CUIDE DAS FAMÍLIAS DA SUA IGREJA


8 (I Co 1:16; Gl 6:10)

“As famílias são os


berçários da igreja”

Seminário Teológico Presbiteriano “Rev. José Manoel da Conceição”


www.themegallery.com

Valorização e
9 capacitação da
liderança
Efésio 4.12

Ao invés de fazer a maior parte do


trabalho, você deve investir tempo e
treinar seus líderes
www.themegallery.com

Rev. Gildásio Reis