Você está na página 1de 14

CRESCIMENTO ECONÔMICO EM

PEQUENA ECONOMIA ABERTA

Prof. Flavio Tosi Feijó


PEQUENA ECONOMIA ABERTA
Definição: É aquela que é incapaz de alterar preços internacionais.

O crescimento econômico (longo prazo) pode se dar através do aumento da


oferta dos fatores de produção ou por pregresso tecnológico. Ou seja, através
da função de produção da economia, Y=A.f(L,K), onde Y é a produção total
da economia que abrange os bens X e M, definidos abaixo. A é a tecnologia,
que pode melhorar a produtividade dos fatores K e L, também definidos
abaixo.

Suposições:
a) Dois bens: X (Exportado) é trabalho intensivo e M (Importado) é capital
intensivo;
b) Dois fatores: Capital (K) e Trabalho (L);
c) Dois países: Local e Estrangeiro;
d) País Local: é trabalho abundante e Exportado é trabalho intensivo. Ou seja,
pelo Teorema de H-O, o Local será exportador de Exportado e importador de
Importado.;
PEQUENA ECONOMIA ABERTA

f) Fronteira de Possibilidades de Produção (FPP): rendimentos M


constantes de escala e decrescente para os fatores isolados. Ou seja,
economia em concorrência perfeita em todos os setores e mercados.
A
Ponto A: a economia apresenta baixo custo de oportunidade de
X em termos de Y.

Ponto B: a economia apresenta alto custo de oportunidade de B


X em termos de Y.
X
PAÍS LOCAL

Esta economia irá produzir no ponto Q, onde ela maximiza o valor


da produção, V.

V  P X .Q X  P M .Q M
Quantidade de Importado, QM Linhas de isovalor

V  P X .Q Linha de isovalor
Q M  X
PM
Q PX Inclinação da isovalor
M
 
Q X PM
PX

PM
Pelo Teorema de Stolpler-Samuelson, os preços
relativos determinam os preços dos fatores que, por
Quantidade de Exportado, QX
sua vez, determinam a alocação de recursos na
economia.
PAIS LOCAL

Quantidade de
Crescimento viesado: ocorre quando a FPP se Importado, QM

desloca mais em direção a um bem do que a outro.


Pode ocorrer devido a:
-Progresso tecnológico somente em um setor;
-Aumento da oferta do fator de produção cujo o bem é  Linha de Rybczynki
intensivo. para
PX

PM
Exemplo: suponha um aumento na oferta de
trabalho, mantendo o preço relativo constante. PX

PM
Teorema de Rybczynski (1955)
Um aumento na oferta relativa de um fator,
mantendo o preço relativo dos bens constante, leva
a uma expansão (ultraviesada) da fronteira PP,
favorecendo a oferta relativa do bem que usa tal
fator intensivamente.
Quantidade de
X
Exportado, QX
EFEITOS DO CRESCIMENTO ECONÔMICO SOBRE A PRODUÇÃO

Aumento no estoque de ambos os fatores no M


setor de M.
Crescimento
- Na mesma proporção empregada no setor
2 viesado às
de M: mantidos os preços relativos, M2 importações
aumenta a produção de M e se mantém a
produção de X. M1
1
Um aumento no estoque de fatores na
proporção em que eles são empregados em
um setor leva ao aumento da produção
desse setor apenas.
X X
EFEITOS DO CRESCIMENTO ECONÔMICO SOBRE A PRODUÇÃO

Aumento no estoque de ambos os fatores


M
Crescimento
- Na mesma proporção empregada na
neutro
economia como um todo: mantidos os
preços relativos, aumenta a produção de
ambos os bens.
M2 2
Um aumento no estoque de fatores na M1
mesma proporção existente na economia 1
como um todo, o crescimento tem efeito
neutro sobre o padrão de especialização
comércio internacional.
X1 X2 X
EFEITOS DO CRESCIMENTO ECONÔMICO SOBRE A PRODUÇÃO

1) K  ( K ) M  M  0; X  0
L L
Ao todo são cinco possibilidades: 2) K  ( K ) M  M  0; X  0
L L
3) K  ( K )Total  M  0; X  0
L L
4) K  ( K ) X  M  0; X  0
L L
5) K  ( K ) X  M  0; X  0
L L
EFEITOS DO CRESCIMENTO ECONÔMICO SOBRE A PRODUÇÃO

Via progresso técnico: supomos que o


progresso técnico se dá de forma exógena e M
sem problemas de acesso à informação e
difusão.

Progresso técnico em ambos os setores:

M2 2
O progresso técnico em ambos os setores
leva a um aumento proporcional na M1
produção na produção em ambos os 1
setores, sendo, portanto, neutro do ponto
de vista da especialização no comércio
internacional.
X1 X2 X
EFEITOS DO CRESCIMENTO ECONÔMICO SOBRE A PRODUÇÃO

Progresso técnico em apenas um setor (X, por


exemplo). Dois tipos: M

1) Neutro: quando afeta a produtividade de ambos os


fatores na mesma proporção.

Um progresso tecnológico neutro em um dos setores


tem efeito não neutro sobre à especialização no
comércio internacional. M1 1
2
M2
“efeito similar ao do Teorema de Ribczynski”

X1 X2 X
EFEITOS DO CRESCIMENTO ECONÔMICO SOBRE A PRODUÇÃO

2) Não neutro: quando afeta a produtividade dos


fatores de forma distinta. Dois casos:
M
2.1) Quando beneficia o fator empregado de forma
intensiva . Três consequências:
2.1.a) Aumento na produção de X;
2.1.b) Redução na produção de Y;
2.1.c) Emprego relativo de menos unidades de
L por unidade de K.
M1 1
2
Um progresso tecnológico que poupa o fator de M2
produção empregado de forma intensiva em um setor
levará a um tipo de crescimento “ultraviesado” em
relação à especialização no comércio internacional. X1 X2 X
EFEITOS DO CRESCIMENTO ECONÔMICO SOBRE A PRODUÇÃO

2.2) Quando beneficia o fator empregado de forma


não intensiva no setor de X.

Um progresso tecnológico em um setor que beneficie


relativamente a produtividade do fator não
empregado de forma intensiva levará a um tipo de
crescimento cujo o efeito sobre a especialização do
comércio não é possível determinar a priori, sem
informações adicionais.
FONTE

 BAUMANN, R., GONÇALVES, R., Economia Internacional: Teoria e Experiência Brasileira. Rio de Janeiro:
Elsevier, 2015.
EXERCÍCIOS – AULA 6 – CRESCIMENTO EM PEQUENA ECONOMIA
ABERTA

a ) L  (L )M
K K
1) A economia em questão é trabalho abundante e X, o
bem exportado por ela, é trabalho intensivo. Analise as b) L  (L )M
expressões ao lado (a-e) e diga que tipo de crescimento K K
(viesado, ultraviesado ou neutro) e efeito sobre o
padrão de especialização (voltado a exportações, c) L  ( L )Total
importações ou neutro). Diga também de que forma K K
essas alterações no fatores afetam os termos de troca
desta economia. d ) L  (L ) X
K K
2) Considere uma melhora tecnológica para o fator capital e) L  (L ) X
no setor de produção de uma economia que exporta o K K
bem intensivo nesse fator. Diga como isso afeta o padrão
de especialização do comércio.