P. 1
Apostila de Cartografia Completa

Apostila de Cartografia Completa

|Views: 91.441|Likes:
Publicado porbritanico12
Apostila de Cartografia Básica - Professor Doutor Paulo Marcio Leal de Menezes - Departamento de Geografia - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Apostila de Cartografia Básica - Professor Doutor Paulo Marcio Leal de Menezes - Departamento de Geografia - Universidade Federal do Rio de Janeiro

More info:

Published by: britanico12 on May 18, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/24/2015

pdf

text

original

Desenvolvida graficamente em 1569 por Gerardus dit Mercator, cartógrafo originário da
região de Flandes, devido às suas características é até hoje amplamente utilizada em navegação
marítima. Durante o século XVII e XVIII foi padrão para todo o mapeamento marítimo. Durante
o século XIX foi utilizada para o mapeamento das áreas equatoriais. No Brasil é utilizada pela

105

Diretoria de Hidrografia e Navegação para o mapeamento de cartas náuticas de auxílio à
navegação. Devido as distorções em altas latitudes tem sido bastante criticada hoje em dia, por
utilização em outras aplicações.

Figura 6.2.3 - Projeção de Mercator

Os meridianos da projeção de Mercator são representados por linhas retas verticais
paralelas, igualmente espaçadas, cortadas ortogonalmente por linhas também retas,
representando os paralelos, que por sua vez são espaçados a intervalos crescentes, à medida que
se aproxima dos polos. Este espaçamento é tal que permita a conformidade, e é inversamente
proporcional ao coseno da latitude.
A característica mais importante da projeção de Mercator, é a sua capacidade de mostrar
a loxodrômica entre dois pontos como uma linha reta. A loxodrômica é uma linha de azimute
constante sobre a superfície terrestre.

106

Figura 6.2.4 - Loxodrômica ou linha de rumo

A loxodrômica possui um comprimento sempre maior que a ortodrômica, só havendo
coincidência das duas no Equador ou sobre um meridiano, onde a loxodrômica também será um
arco de círculo máximo. É devido a esta capacidade de apresentar as loxodrômicas, a razão da
utilização da projeção de Mercartor em cartas de navegação.
As distorções de área da projeção, no entanto, pode levar a concepções erradas por leigos
em Cartografia. A comparação clássica do problema da distorção é estabelecida pela comparação
entre a América do Sul e a Groelândia. Esta aparece maior, apesar de realmente ser 1/8 do
tamanho da América do Sul.

Figura 6.2.5 - Comparação de distorção da projeção de Mercator
O polo Norte e o polo Sul não podem ser mostrados por serem pontos singulares, estão
no infinito, não tendo representação na projeção. Os limites da projeção são os paralelos + 78° e
-70° de latitude.

Apesar das desvantagens, é uma projeção conforme, em conseqüência as direções em
torno de um ponto são conservadas, logo as formas de pequenas áreas também o são.
Praticamente todas as cartas de navegação marítima são desenvolvidas na projeção de

Mercator.

Figura 6.2.6 - Escala varável de Mercator

Equador

107

Devido às distorções, a escala da projeção é uma escala variável. É constante ao longo
dos paralelos, variando porém em função da latitude, é inversamente proporcional ao coseno da
latitude.

Figura 6.2.7 – Esquema de distorção da projeção de Mercator
É ainda bastante empregada em Atlas e cartas que necessitem mostrar direções (cartas

magnéticas e geológicas).

Cículos Máximos e Linhas de Rumo

A linha mais curta entre dois pontos dados na superfície de uma esfera é o menor arco do
círculo máximo que os une. Na esfera define-se como a ortodrômica entre estes pontos. Se for
considerado o esferóide, a linha mais curta é definida pela linha geodésica entre os dois pontos,
que é a linha mais curta em uma superfície curva qualquer. Entretanto, é possível considerar a
superfície terrestre como uma esfera e esta aproximação ser suficientemente precisa para uma
grande quantidade de aplicações.
Uma linha de rumos ou uma loxodrômica é a linha que corta os meridianos segundo um
azimute constante. Assim, será sempre possível de qualquer ponto da superfície terrestre chegar
até o polo, apenas percorrendo esta linha. A navegação entre dois pontos utilizando a
loxodrômica não necessitaria de correção de direção.

108

Figura 6.2.8 Linha de rumo constante na superfície terrestre
A única projeção que apresenta uma loxodrômica como uma linha reta é a projeção de
Mercator, enquanto que a única que apresenta as ortodrômicas como retas é a projeção
gnomônica. Porém, o que é representado como reta em uma não o é na outra, colocando-se uma
opção para se determinar uma navegação entre dois pontos, se pela ortodrômica ou pela
loxodrômica. Evidente que cada uma delas possui suas vantagens características.

Figura 6.2.9 - Linha de rumo e círculo máximo na projeção de Mercator

A solução do problema é estabelecida por uma seleção de pontos ao longo do curso de
navegação de uma ortodrômica, definindo-se a orientação pela loxodrômica entre este pontos
intermediários. Assim parte da navegação será desenvolvida pela ortodrômica e parte pela
loxodrômica.

Figura 6.2.10 - Solução para navegação em um círculo máximo

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->