P. 1
Salmo 101_Modelo de Bom Rei

Salmo 101_Modelo de Bom Rei

|Views: 17|Likes:
Publicado porELI ROCHA SILVA

More info:

Published by: ELI ROCHA SILVA on Sep 28, 2013
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/21/2014

pdf

text

original

Salmo 101 - Modelo de bom rei (ARA) Modelo de bom crente.

Dake relaciona os 18 votos de Davi no salmo. v.1 – (1) Cantarei a benignidade e o juízo; (2) a ti, Senhor, cantarei.

1. Duas vezes o salmista diz que vai celebrar ao Senhor através do cântico. Na primeira vez tem-se a ideia de cantar (shiyr); na segunda, não só cantar, mas também de tanger um instrumento (zamar). 2. Não só celebrar, mas fazer conhecida a benignidade e o juízo do Senhor. 3. Na missão evangelizadora temos essa dupla função: falar da graça do Senhor, mas também do seu juízo sobre todos os homens (mishpat lugar, corte, assento do julgamento) Ver Sl 1.5 (Mesma palavra mishpat); 2 Co 5.10; Ap 20.4

v.2 – (3) Portar-me-ei sabiamente no caminho reto. Oh, quando virás ter comigo? (4) Andarei em minha casa com integridade de coração. 1. Desejo excelente do salmista: “seguirei o caminho da integridade” (NVI). É muito fácil nos perdemos pelo caminho; razão pela qual Davi pede o auxílio divino: “Quando virás a mim?”. 2. São muitas opções de versões para a parte „c‟ do verso:  1. Em minha casa viverei de coração íntegro (NVI);  2. Quero proceder com reta consciência dentro de minha casa (BP);  3. Portas a dentro, em minha casa, terei coração sincero (ARA);

1

 4. Quero começar pela minha própria casa, tendo sempre um coração puro e sincero (Viva);  5. Viverei uma vida correta na minha casa (NTLH). v.3 – (5) Não porei coisa torpe diante dos meus olhos; (6) aborreço as ações daqueles que se desviam; (7) isso não se apegará a mim.

1. A vida de integridade também se relaciona às coisas que vemos e nos apegamos. Para Davi, o melhor era ocupar-se com o que era justo e de boa fama: “Não dedicarei a minha atenção a assuntos indignos” (BP). Não porei coisa maligna «de Belial» diante dos meus olhos (LTT). Tem a ideia de „imprestável, bom para nada, etc‟. 2. “Aborreço as ações daqueles que se desviam”. „Aqueles que deixaram o caminho certo para seguir ao pecado e a Satanás‟ (Dake). Nós os crentes aborrecemos e somos aborrecidos pelos que se desviam dos caminhos de Deus; parece que alguns perdem a cordialidade e compostura. A NVI usa „odeio‟, como melhor tradução para o texto hebraico. 3. A vida controlada pelo Espírito nos permite dizer: “isso não se apegará em mim”. v.4 – (8) Longe de mim estará o coração perverso; (9) não conhecerei o mal.

1. Não combina vivermos em comunhão com os que não querem Deus; podemos até mantermos amizade, mas comunhão, não (2 Co 6.14-16). 2. Reforçando a ideia da descomunhão com o ímpio, a ARC traz: “Não conhecerei o homem mau”. 3. Quando nos apegamos aos maus e incrédulos podemos ser persuadidos a deixar o caminho.
2

v.5 - Aquele que difama o seu próximo às escondidas, (10) eu o destruirei; aquele que tem olhar altivo e coração soberbo, (11)não o tolerarei.

1. O salmista-rei não admitiria a fraude, o falso testemunho e os mentirosos; o bom governo pauta-se pela verdade e a justiça. 2. O povo sofre quando os que estão no governo são orgulhosos, arrogantes, cheios de empáfia, soberba. 3. O rei não receberia em seu gabinete esse tipo de gente, e nem os colocaria em funções no governo. A BP traz o seguinte: “Soberba, ambição, cobiça, são a raiz do mau governo”.

v.6 – (12) Os meus olhos estão sobre os fiéis da terra, (13) para que habitem comigo; (14) o que anda no caminho perfeito, esse me servirá. 1. “Ponho os olhos em pessoas de confiança” (BP). Parece ser um salmo de composição de governo, e o rei se cercaria de homens fieis para conduzir o seu povo. 2. Os infiéis quando chegam ao governo se envolvem em todo tipo de „maracutaia‟, corrupção e jeitinhos para perpetuação no poder. 3. No reinado de Davi seria diferente; no reinado do Messias será diferente. Que nota maravilhosa que nos deixou o salmista: “O que anda no caminho perfeito, esse me servirá”.

3

v.7 – (15)O que usa de fraude não habitará em minha casa; (16)o que profere mentiras não estará firme perante os meus olhos.

1. Parece continuação do verso 5. Vale aqui o que comentamos lá. 2. Mas, observemos a correlação com o verso 6, quando os fieis podem morar com o rei. Apenas os fieis vão morar com o Rei. 3. A NVI deu uma forçadinha e, diferente da NIV, e de outras versões consultadas escreveu: “Quem pratica a fraude não habitará no meu santuário”. A NTLH usa a palavra „palácio‟. 4. Por fim, o salmista fala a respeito do mentiroso: “Não permanecerá na minha presença” (Ver Ap 21.8; 22.15).

v.8 – (17)De manhã em manhã destruirei todos os ímpios da terra, (18)para desarraigar da cidade do Senhor todos os que praticam a iniquidade. 1. Apenas os limpos de coração podem morar “no teu santo monte” (Sl 15). Assim como nos ensinou o Senhor em Apocalipse 21.8 e 22.15, os impuros não podem herdar o Reino. 2. Havia no coração do rei o desejo de limpar o reino de toda a maldade, e fazer da cidade do Senhor um ótimo lugar para estar.

Pr. Eli da Rocha Silva 29/09/2013 – Igreja Batista em Jardim Helena – Itaquera – S.Paulo - SP

4

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->