Você está na página 1de 24

ADOLENTUDE:DRAMAS, CONFLITOS E

CONVIVÊNCIA DA ADOLESCÊNCIA E
JUVENTUDE

Pr. Eli da Rocha Silva


2018
DRAMAS E CONFLITOS NA “ADOLENTUDE"

• Que a fase da juventude é a mais complicada


acho que não restam dúvidas. Talvez
pudéssemos ampliar, e dizer a coisa começa a
ficar pesada já na pré-adolescência.
• Muitos são os dramas e os conflitos que
podem estar vivendo os nossos jovens. O que
a igreja pode fazer por eles? Sinceramente,
não sei. Mas é verdade que nós todos: pastor,
pais e irmãos de um modo geral tentamos
ajudar.
DRAMAS E CONFLITOS NA “ADOLENTUDE"

• Acho legal quando um jovem me procura como seu pastor e fala

das suas dificuldades. Mas gostaria que elas não existissem. A boa

notícia quem dá aos jovens é o salmista Davi. Ele escreveu: “Muitas

são as aflições do justo, mas o Senhor de todas o livra” (Sl 34.19).

• A juventude cristã também vive a influência da modernidade, do

corre-corre e da falta de tempo. Assim, acabamos percebendo que

a igreja acaba sofrendo com a vida acelerada da juventude. Mas

podemos acreditar que mais sofre é o jovem, pois não tem mais

tempo para viver a sua vida cristã ‘como nos velhos tempos’.
DRAMAS E CONFLITOS NA “ADOLENTUDE"

• Como entender a cabeça jovem? E olha que também fomos

jovens e vivenciamos os mesmos conflitos, apenas separados

pelo tempo, pela modernidade e por outras agendas sociais.

• Como podemos ajudar os nossos filhos diante de tantas

incertezas? “Como não é possível apagar a mocidade (16 a 25

anos?), eliminá-la ou atravessá-la sem dilemas nem dor, o

melhor é entendê-la, especialmente em seu atribulado convívio

com as normas da sociedade” (A Mente Impulsiva dos Jovens –

Veja Ed. 2430).


DRAMAS E CONFLITOS NA “ADOLENTUDE?

• Nessa faixa de idade, que pode começar a acontecer


antes dos dezesseis anos, diz-se que o período da
BUSCA DA IDENTIDADE. O indivíduo não é mais
criança, mas também não é adulto.

• Nesse emaranhado de buscas percebemos


adolescentes querendo parecer jovens e jovens
querendo permanecer adolescente (“adultelescência”).
Talvez alguns se tornem adojovem.
DRAMAS E CONFLITOS NA “ADOLENTUDE"

Por que somos o que somos e sentimos o que sentimos?


• “Deus nos criou com a capacidade de experimentar uma gama de
emoções a fim de que pudéssemos aproveitar a vida, compartilhar
os nossos sentimentos com os outros e refletir a sua imagem”
(Charles Stanley).
• Podemos classificar as emoções em positivas e negativas.
• Positivas: alegria, felicidade, amor, paz, paixão
• Negativas: hostilidade, ansiedade, solidão, medo, rejeição, paixão,
depressão, sofrimento, desespero.
• O cristão também é afetado pelas emoções, tanto positivas como
negativas.
• O ideal é que coloquemos nossas emoções sob o Senhorio de
Cristo, sob a orientação da Palavra de Deus e da condução do
Espírito Santo (Gálatas 5.22, 23)
Por que Deus?
• “Porque Deus o/a conhece e entende perfeitamente a razão pela
qual você reage às situações da forma como faz” (Stanley)
DRAMAS E CONFLITOS NA “ADOLENTUDE"

É bom sabermos que a Bíblia traz inúmeros exemplos de


emoção:

EMOÇÕES POSITIVAS:

• Deus – a emoção de ver a obra terminada (Gn 1.31). Alegria,


satisfação.
• Adão – a emoção de ver a sua mulher (Gn 2.23). Alegria,
felicidade.
• Adão – ‘saiu’ da presença de Deus (Gn 3.10). Medo, insegurança.
• Caim – o assassino do seu irmão (Gn 4.6ss). Raiva, fúria, ódio.
• Isaque e Rebeca – entregaram-se um ao outro (Gn. 24. 67).
Amor, paixão, felicidade.
DRAMAS E CONFLITOS NA “ADOLENTUDE"

EMOÇÕES NEGATIVAS:
Os conflitos são tão antigos quanto a humanidade. Os primeiros
que tiveram que administrar conflitos foram Adão e Eva. Na
narrativa de Gênesis podemos perceber os conflitos vivenciados
por eles (Gn. 3):

• Perda da inocência: “Perceberam que estavam nus” (v.7)


• Reflexos psicológicos: com medo de reprovação: “Fiquei com
medo, porque estava nu” (v.10)
• Ação imediata para se resguardar da repreensão: “Me escondi”
(v.10).
• Deus eliminou uma parte do problema do casal: “O Senhor fez
roupas de pele e com elas vestiu Adão e sua mulher” (v.21).
DRAMAS E CONFLITOS NA “ADOLENTUDE”

Em seu livro ‘Adolescentes em conflito’, Les Parrott lista alguns fatores habituais que
podem criar grandes conflitos, porque a busca de uma identidade própria não é fácil.

• Mudanças físicas – espinhas, barba, menstruação, mudança na voz, desenvolvimento dos


seios, etc;

• Mudanças sexuais – as formas característica de cada sexo (afirmação de gênero


homem/mulher); em alguns casos (confusão de gênero)

• Mudanças sociais – Mudanças de séries escolares, ideais de afeto são transferidos dos pais
para amigos e flertes. Na mudança social, vamos percebendo as mudanças de atitudes
(“Quando me tornei homem, deixei para trás as coisas de menino” – Paulo em 1 Co 13.11);
Mudanças religiosas – Na adolescência (juventude), o indivíduo questiona os conceitos e
crenças religiosas que aprendeu na infância.

• Mudanças morais – O adolescente percebe (ou pensa) que deve que seu comportamento
precisa atender às expectativas sociais. Isso pode pender tanto positivo quanto negativo.
Nessa transição o jovem pode estabelecer conceitos morais aceitáveis ou inaceitáveis pela
sociedade.
JOVENS VIVEM CONFLITOS, E QUAIS PODEM SER?

A seguir vamos expor algumas situações que têm


trazido muito sofrimento a adolescentes e jovens. Os
conflitos, dramas, transtornos são em grande monta, e
cabe a nós como família, conselheiros, pastores, amigos e a
sociedade de um modo geral tentar ajudá-los em tudo que
for possível. A Bíblia é e sempre será a ferramenta
excelente para tratarmos de todos os assuntos.
Não nos esqueçamos o carinho que escritores da Bíblia
trataram os seus leitores. João disse que os jovens são
fortes; Paulo disse que ninguém devia desprezar a
juventude de Timóteo e Tito. O salmista disse que é
possível o jovem manter puro o seu caminho (Sl 19.9).
E Jesus, o nosso maior modelo, amou o jovem que
desprezou o seu conselho.
VÍCIOS E COMPULSÃO

• “Todos os vícios têm caráter compulsivo. No entanto, os vícios, de forma geral,


são desaprovados pela sociedade;
• Porém, certas compulsões ligadas à personalidade podem ser bem-vistas em
alguns ambientes e valorizadas pelo próprio indivíduo, que acredita que elas o
beneficiem” (Revista Ultimato jan/Fev 2015).
• Compulsão – É um ato executado de forma repetitiva, mediante pressão
psicológica interna, fugindo ao controle voluntário da própria pessoa (lavar as
mãos repetidas vezes para proteger-se de germes ou contaminação; verificar
repetidamente a porta, as janelas, gás, fogão para eliminar dúvidas e ter certeza;
alinhar os objetos para que fiquem simétricos ou na posição exata; acumular ou
armazenar objetos sem utilidade e não conseguir descarta-los; repetições diversas:
tocar, olhar fixamente, bater de leve, raspar, estalar os dedos ou as articulações,
sentar e levantar, entrar e sair de uma peça, que nem sempre são precedidos por
uma obsessão.
• VÍCIOS:
• Drogas e álcool, Pornografia, Sexo. Internet: Facebook, Blogues, Chats. Games,
WhatsApp, Twitter,
• TRANSTORNOS RELACIONADOS À IMAGEM: Aneroxia, Bulimia, Distorção da
Autoimagem (A seguir).
JOVENS VIVEM CONFLITOS, E QUAIS PODEM SER?

• Anorexia – inanição voluntária, que em geral


leva ao emagrecimento e, às vezes, à morte. O
anoréxico costuma sentir dores de tanta fome,
mas recusa-se a comer para ficar magro.
JOVENS VIVEM CONFLITOS, E QUAIS PODEM SER?

• Bulimia – caracteriza-se por ciclos repetidos de


ingestão excessiva de alimentos seguida de
vômito autoinduzido, abuso de laxantes. A fase
de comilança dura normalmente duas horas ou
menos.
JOVENS VIVEM CONFLITOS, E QUAIS PODEM SER?

• Distorção de imagem - Síndrome da Distorção de Imagem


Corporal (Transtorno Dismórfico Corporal) - Quem sofre
dessa doença sente que é portador de um estigma e se
preocupa obsessivamente sobre como isso afeta sua
imagem.
JOVENS VIVEM CONFLITOS, E QUAIS PODEM SER?

• Bullying - é um termo utilizado para descrever atos


de violência física ou psicológica, intencionais e
repetidos, praticados por um indivíduo ou grupo de
indivíduos causando dor e angústia, sendo
executadas dentro de uma relação desigual de poder.
SEXUALIDADE

• O sexo, embora seja uma bênção criada por Deus, quando desvirtuado em
seu uso ou prática, é uma fonte de conflitos e desestabilização social e
psicológica.
• Na prática do sexo tem-se o apelo natural e fisiológico, como também o apelo
e incentivo do meio em que se vive.
• Não é um absurdo dizer que jovens que professam a fé cristã-evangélica vivam
conflitos relacionados à pratica antes do tempo.
• Adolescentes e jovens sexualmente ativos, começaram pelas seguintes
razões:
1. Curiosidade – ver se é bom mesmo.
2. Estímulo do meio – cenas fortes em filmes, revistas expostas, etc
3. A mensagem da mídia – o sexo é mostrado na TV, falado nos rádios e pode ser
lido em vasta literatura.
4. Pressão do grupo – é um pecado, um vexame dizer no grupo que ainda é
virgem.
5. Carência sentimental - muitos acreditam que cedendo aos apelos sexuais do
outro consolidará a relação.
HOMOSSEXUALIDADE

• “É impossível saber quantos jovens, mesmo cristãos, enfrentam o conflito


do impulso homossexual. A maioria, naturalmente, tem medo de admitir
seus pensamentos (...) A ênfase deve estar no comportamento, não na
inclinação” (Les Parrott).
• Sabemos, como evangélicos e bíblicos, que a Bíblia não aprova as práticas
homossexuais.
• Talvez seja possível que alguém se declare homossexual, mas que não
pratique a homossexualidade.
• No mundo cristão a inclinação sem a prática poderia ser chamada de
homossexualidade celibatária.
• Cremos que a conversão mude radicalmente alguém tenha assumido uma
nova vida em Cristo (1 Co 6.11) e (2 Co 5.17).
TRANSTORNO DE IDENTIDADE DE GÊNERO
(TRANSEXUALIDADE)
• “Por identidade de gênero, entende-se o senso íntimo, pessoal, de perceber-se,
sentir-se e desejar como uma pessoa do sexo feminino ou do sexo masculino. Um
número significativo de pessoas, embora pertençam anatomicamente a
determinado gênero, desenvolve e apresenta uma identidade de gênero
conflitante com a biologia.

• Atualmente, a psiquiatria tende a ocupar-se dessas condições apenas quando elas


representam, para as pessoas que as têm, fonte de significativo sofrimento e
desconforto psicossocial” (Paulo Dalgalarrondo – Psicopatologia e semiologia dos
transtornos mentais).

• Ainda Dalgalarrondo: “A homossexualidade e bissexualidade não são atualmente


consideradas transtornos mentais. Todavia, pessoas com essas orientações tendem
a apresentar mais sofrimento mental (mais sintomas ansiosos, depressivos, ideias
e atos suicidas, etc.), possivelmente relacionado à intensa discriminação que
sofrem na sociedade em geral e em ambientes como família, escola, trabalho e
igreja”.
AJUDANDO NA RESOLUÇÃO DOS CONFLITOS

O QUE PODEMOS FAZER DIANTE DE TUDO ISSO?

• Além de cuidarmos deles como pastores, familiares e irmãos,


devemos deixar muito claro pra eles que somos filhos de Deus
e que Ele sempre tem para nós um plano melhor. Como
crentes em Cristo só temos um caminho e o único Caminho.

• O apóstolo Paulo procura passar aos crentes, e hoje de modo


especial para os jovens “dicas” de procedimento para que
possam se dar bem sem sair do mundo (Quero morrer!).
AJUDANDO NA RESOLUÇÃO DOS CONFLITOS

Romanos 12.1,2
PRIMEIRA DICA: APRESENTE-SE A DEUS.
• Apresentando-se a Deus, você estará fechando com Ele um
compromisso cuja motivação será a busca de um
relacionamento saudável (Seu com Deus).
• Paulo está dizendo que você é sacerdote de si mesmo. Você
estará oferecendo a Deus nada mais nada menos que a sua
própria vida (“os vossos corpos”).
• A vida adolescente/jovem deve ser um culto a Deus. Não é
impossível que um adolescente/jovem possa ser um adorador
verdadeiro.
• O culto prestado a Deus pelo adolescente/jovem crente será
para o Senhor algo especialmente separado para esse fim
(santo) e com cheiro agradável, suave e aceitável.
AJUDANDO NA RESOLUÇÃO DOS CONFLITOS

II – SEGUNDA DICA: NÃO TENHA A CARA QUE O MUNDO QUER


QUE VOCÊ TENHA, ISTO É, NÃO SIGA A ONDA (v.2)

• Devemos entender o que significa isso: Diga ao mundo que você


é dono do seu nariz, e por isso optou ser um adolescente/jovem
crente.
• Como dizer? Fale através de ações simples, sem extravagância,
até mesmo sem palavras; fale pela sua própria vida; mostre
quem você é.
• O conselho paulino é: “Não tenham a cara que o mundo quer
que vocês tenham”.
• Para pensar! Eu tenho sido daqueles que puxam para cima ou
daqueles que são puxados para baixo.
• Quero dizer com isso que o jovem cristão pode ser bênção na
vida de outras pessoas.
AJUDANDO NA RESOLUÇÃO DOS CONFLITOS

III – ÚLTIMA DICA: DEIXE-SE TRANSFORMAR

• Deus, desde o Éden, nunca pensou em violentar a nossa


vontade; Ele só faz o que deixamos que Ele faça. Mesmo que o
texto bíblico possa indicar isso (transformai-vos), a
transformação não vem de nós mesmos. O que parte de nós é a
vontade de nos colocarmos à disposição de Deus.
• Renovar a mente não é conselho para buscar psicólogo ou fazer
sessões de psiquiatria ou terapia. Renovar a mente não significa
trocar de turma ou encarar novas paradas. Renovar a mente
significa dizer que estamos prontos a ouvir o que Deus nos
quer dizer, o que Ele tem para nos falar. Quando nossos pais,
amigos e irmãos falharem Ele sempre nos acolherá (Sl 27.10).
• Renovar a mente é sabermos a importância que temos no Reino
de Deus.
AJUDANDO NA RESOLUÇÃO DOS CONFLITOS

• Depois dessa minha fala tudo ficou mais fácil.


Correto? Claro que não. As dificuldades e o nosso
cuidado para com a juventude deve diária; sejam
eles nossos filhos, amigos ou irmãos em Cristo.
• Muitos entre os nossos adolescentes e jovens não
estão mais caminhando com Cristo. Por que vão?
Talvez porque temos tido dificuldades em lhes
mostrar Cristo e o quanto Ele se interessa pela
juventude. Estamos deixando que a ‘turma do mal’
os puxe para baixo.
• Uma boa maneira de ajudá-los é queremos saber
onde está ‘pegando’.
• Que Deus abençoe a nossa juventude.
SOLI DEO GLORIA

Pr. Eli da Rocha Silva

• Pastor na Igreja Batista em Jardim Helena – Itaquera

• Bacharel em Teologia pelo Sebteo, com convalidação pela

Faculdade Unida de Vitória-ES

• Pós-graduado em Aconselhamento pela Faculdade

Batista Teológica de São Paulo

• Bacharel em Ciências Contábeis (Unicsul)

• São Paulo, 20/05/2018