Você está na página 1de 5

Todas as coisas foram criadas por Ele e para Ele

Por John Piper

Colossenses 1.9-20

Por esta razão, nós também, desde o dia em que ouvimos, não cessamos de orar por
vós, e de pedir que sejais cheios do pleno conhecimento da sua vontade, em toda a
sabedoria e entendimento espiritual; para que possais andar de maneira digna do
Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda boa obra, e crescendo no
conhecimento de Deus, corroborados com toda a fortaleza, segundo o poder da sua
glória, para toda a perseverança e longanimidade com gozo; dando graças ao Pai que
vos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz, e que nos tirou do poder
das trevas, e nos transportou para o reino do seu Filho amado; em quem temos a
redenção, a saber, a remissão dos pecados; o qual é imagem do Deus invisível, o
primogênito de toda a criação; porque nele foram criadas todas as coisas nos céus e na
terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados,
sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele. Ele é antes de todas as coisas, e
nele subsistem todas as coisas; também ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio,
o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência, porque aprouve
a Deus que nele habitasse toda a plenitude, e que, havendo por ele feito a paz pelo
sangue da sua cruz, por meio dele reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, tanto
as que estão na terra como as que estão nos céus.

Esta é a primeira de uma série de mensagens intituladas “Pecados Espetaculares e o


propósito global deles na Glória de Cristo”. Se Deus quiser, nós estaremos neste tema até 23
de setembro. A série surgiu de quatro impulsos.

Soberania sobre o Pecado no Segundo Livro de Crônicas

Primeiro: em uma varanda em Asheville, Califórnia do Norte, eu estava lendo, na segunda


metade de julho, o Livro de Segundo Cronicas, do AT. Como em todos os anos, quando eu
leio essa parte das Escrituras, eu sou atingido na cara pelas repetidas historias trágicas de
homens pecadores debaixo do Soberano Controle de Deus.

Por exemplo, Roboão rejeitou a sabedoria dos anciãos e disse ao povo: “Meu pai vos
castigou com açoites, mas eu vos castigarei com escorpiões”. Então, o inspirado escritor diz:
“O rei, pois, não deu ouvidos ao povo; porque esta mudança vinha de Deus, para que o
Senhor confirmasse a sua palavra” (2 Cronicas 10.14-15).

Quando o rei Acabe foi atiçado pelos falsos profetas para guerrear contra os Sírios, e
Micaías, o verdadeiro profeta do Senhor, diz: “Agora, pois, eis que o Senhor pôs um espírito
mentiroso na boca destes teus profetas; o Senhor é quem falou o mal a respeito de ti.” ( 2
Cronicas 18.22)

Quando Jeoás, rei de Israel, deu sábio conselho para Amazias, rei de Judá, de não ir para a
batalha contra seu próprio povo. Mas Amazias não quis escutar, e o escritor inspirado diz:
“Amazias, porém, não lhe deu ouvidos; pois isto vinha de Deus, para entregá-los na mão
dos seus inimigos, porque buscaram os deuses de Edom” (2 Cronicas 25.20)

Por que Deus considera que seja bom que nós saibamos disso? Por que Deus nos diz
repetidamente na Bíblia isso, que em algum insondável caminho, Ele governa os atos
pecaminosos do homem sem Ele próprio nunca pecar ou fazer algo mal ou profano? Esse é o
primeiro impulso que deu origem a esta série. Deus quer que nós saibamos disso, e há
motivos para isso.
Calamidades de Costa a Costa - e em todo o mundo

O segundo impulso por trás desta série é que em qualquer mês do ano que você escolher,
calamidades desoladoras enchem o noticiário de costa a costa e em todo o mundo. Em
Newarl, Nova Jersey, a taxa de assassinato está acima de 50% desde 1998, e há uma
semana atrás um assassinato estilo execução matou 4 jovens. Em Utah, 6 mineradores foram
pegos a 1.800 pés abaixo do solo desde segunda-feira, sem sinais de vida. E no coração de
Minnesota, dia após dia a extensão do colapso da ponte 35W cresceu. E enquanto nós
gememos nossas perdas aqui, no outro lado do mundo, escassamente nas noticias, 20
milhões de pessoas foram deslocadas nas últimas 2 semanas na Índia, Bangladeche e no
Nepal, com as piores inundações dos últimos anos. Será que isso tem alguma coisa a ver
com o ressurreto Jesus Cristo, que disse: "Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra."
(Mateus 28:18)? Esse é o segundo impulso que deu origem a esta série.

A dureza dos últimos dias

Terceiro, a Bíblia mesma nos diz que nos últimos dias as coisas seriam difíceis e severas. Em
2 Timóteo 3.1-5, Paulo diz: “Sabe, porém, isto, que nos últimos dias sobrevirão tempos
penosos; pois os homens serão amantes de si mesmos, gananciosos, presunçosos,
soberbos, blasfemos, desobedientes a seus pais, ingratos, ímpios, sem afeição natural,
implacáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos,
orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade,
mas negando-lhe o poder”. Como pastor, eu não acho que esse é o meu trabalho: entreter
vocês durante tais dias, ou ajudar vocês a ter uma alegria superficial. Meu trabalho é colocar
bagagem no fundo do seu navio, para que quando esse tipo de onda chocar-se contra sua
vida, você não naufrague, mas que te conduza ao porto do céu, cheio de fé e alegria.

A Glória de Jesus Cristo

O quarto impulso por trás desta série vem do nosso texto desta manha, chamado “A Glória de
Jesus Cristo”. Nas últimas 2 semanas, eu dediquei muito do meu tempo escrevendo um plano
de 8 anos para compartilhar com o time de líderes na próxima quarta-feira. Quando eu volto
atrás e ouço meu sermão de candidatura de 27 de Janeiro de 1980, vejo que nada mudou
nesse ponto. Eu existo e nos existimos como uma igreja para engrandecer Jesus Cristo. O
texto foi Filipenses 1.20: “segundo a minha ardente expectativa e esperança, de que em nada
serei confundido; antes, com toda a ousadia, Cristo será, tanto agora como sempre,
engrandecido no meu corpo, seja pela vida, seja pela morte.” Esse é o quarto impulso. Como
Cristo é glorificado em um mundo como o nosso? Em Newark, Utah, Bangladesh e
Minneapolis? Ou em um mundo como o de Segundo Crônicas? Como Cristo é glorificado na
queda de Satanás da sua posição de perfeição? No pecado de Adão e na queda de toda a
raça humana? Na torre de Babel e na divisão da raça humana em idiomas? Na venda de
José como escravo no Egito? Na traição contra Deus, quando Israel quis um homem como
rei, assim como as outras nações? Na traição de Judas?

Mistério, mas não Silêncio

Deus não respondeu a todas as nossas questões sobre o pecado e a miséria que estão no
mundo. “As coisas encobertas pertencem ao Senhor nosso Deus” (Deuteronômio 29.29).
Existem mistérios que não entenderemos enquanto “vemos como por espelho, em enigma" (1
Corintios 13.12a). “Agora conheço em parte, mas então conhecerei plenamente, como
também sou plenamente conhecido.” (1 Corintios 13.12b).

Mas Deus não silenciou-se sobre essas coisas. Existem coisas que Ele quer que nós
saibamos. A Honra do Seu Filho está em jogo nos pecados mais espetaculares da história e
no propósito global deles na Glória de Cristo.

Para ver isso mais claramente, vamos para Colossenses 1.14.


A descrição mais concentrada da Glória de Cristo

Paulo apenas orou pelo Colossenses para que “sejais cheios do pleno conhecimento da sua
vontade [de Deus], em toda a sabedoria e entendimento espiritual; para que possais andar de
maneira digna do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda boa obra, e crescendo
no conhecimento de Deus,” (Colossenses 1.9-10). No verso 14, ele começa uma lista de
Verdades Maravilhosas sobre Jesus Cristo, que é provavelmente a descrição mais
concentrada das Glórias de Jesus no Novo Testamento. Vamos listá-las – todas as 15 – e
depois voltaremos para uma na qual quero focar nossa atenção.

1. Verso 14: Nele nós temos redenção, o perdão dos pecados.


2. Verso 15a: Ele é a imagem do Deus Invisível.
3. Verso 15b: Ele é o primogênito de toda a Criação – Isso é, o especialmente honrado, o
primeiro e único Filho sobre toda criação.
4. Verso 16a: Por que nEle todas as coisas foram criadas, no céu e na terra, visíveis e
invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. (Nós
voltaremos ao verso 16.)
5. Verso 16b: Todas as coisas foram criadas por Ele.
6. Verso 16c: Todas as coisas foram criadas para Ele.
7. Verso 17a: Ele é antes de todas as coisas.
8. Verso 17b: E todas as coisas subsistem por Ele.
9. Verso 18a: Ele é a Cabeça do Corpo, da Igreja.
10. Verso 18b: Ele é o Princípio.
11. Verso 18c: Ele é o primogênito dentre os mortos.
12. Verso 18d: Em tudo Ele é preeminente.
13. Verso 19: Foi do agrado do Pai que toda a plenitude de Deus habitasse nEle.
14. Verso 20a: Ele reconciliou consigo mesmo todas as coisas, tanto as da terra quanto
as dos céus.
15. Verso 20b: Ele fez a Paz pelo sangue da Sua cruz.

Memorizar isso é importante. Se seu coração sempre oscila e esfria, venha aqui; memorize
essa lista de Glorias, e peça a Deus para lhe dar afeições que correspondam às medidas
dessas grandezas. Se qualquer pessoa, qualquer poder, qualquer sabedoria ou qualquer
amor despertam qualquer admiração, espanto ou alegria, deixe que seja a maior Pessoa, o
maior Poder, a maior Sabedoria e o maior Amor que já existiu: Jesus Cristo.

Todas as coisas foram criadas por, através e para Jesus Cristo.

Mas para os nossos propósitos, volte comigo para o verso 16. Repare as 3 preposições:
“porque nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis,
sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por
ele e para ele”. Então Paulo nos ensina que Jesus Cristo criou tudo isso. Elas foram criadas
através dEle. Ele estava com Deus, em Deus – e era Deus (João 1.1-3) – como Deus criou
todas as coisas através dEle. E tudo foi criado para Ele. Tudo isso veio à existência para
Cristo - ou seja, tudo existe para mostrar a Grandeza de Cristo. Nada - nada! - no Universo
existe para seu próprio fim. Tudo, desde as profundezas do oceano ao topo das montanhas,
da menor partícula até a maior estrela, do mais entediante assunto escolar, até a ciência mais
fascinante, da barata mais feia ao humano mais bonito, do maior santo ao mais perverso
ditador genocida – tudo isso existe, e existe para fazer a grandeza de Cristo mais totalmente
conhecida – incluindo você, e a pessoa que você mais ama.

Até mesmo poderes sobrenaturais malignos

Apesar de todas as coisas – as milhões de coisas que Paulo poderia ter mencionado que
Cristo fez e que existem para sua Glória – ele escolheu mencionar essas: “tronos,
dominações, principados e potestades”. Verso 16: “Porque nele foram criadas todas as
coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações,
sejam principados, sejam potestades [mesmo esses]. Tudo foi criado por ele e para ele.”
Paulo sabe que esses “principados e potestades” incluem os poderes sobrenaturais malignos.
Olhe em Colossenses 2.15, onde Paulo celebra o triunfo de Jesus na cruz: “E, despojando os
principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo.” Então aqui
estão os “principados e potestades” a que se referiu em Colossenses 1.16. Eles aparecem
de novo em Efésios 6.12: “Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim,
contra os principados, contra as potestades”. Eles são, “os príncipes das trevas deste
século... as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.”

Eles são os “poderes sobrenaturais malignos” que visam enganar e destruir a raça humana.
Eles têm sido decisivamente derrotados na cruz onde Jesus os desarmou e fez Seu povo
completamente seguro através da fé em Cristo. Mas eles ainda causam muito estrago no
mundo porque nem todos crêem, e até mesmo crentes podem ser atingidos por eles, mas
não destruídos.

Para a Glória de Jesus Cristo

Então de onde eles vêm e por que eles existem? Colossenses 1.16 nos dá uma parte
decisiva da resposta. Não a resposta completa, mas a parte de que precisamos saber.
“Porque nele [por Cristo, o Filho de Deus] foram criadas todas as coisas que há nos céus e
na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam
potestades...” Aqui mostra de onde eles vieram. Ele foram criados por Cristo. E por que eles
existem? Verso 16b: “Tudo foi criado por ele e para ele.” Eles existem para Cristo. Eles
existem para fazer a Sua Glória conhecida.

Aqui não diz que Ele criou eles maus. De fato, o pequeno livro de Judas fala de “anjos que
não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação” (Judas 1.6). Eles
foram criados bons, e eles se rebelaram contra Deus. Paulo sabe disso. Ele sabe o que eles
uma vez foram e o que eles se tornaram. E nós veremos nas semanas que estão vindo que
Paulo sabe alguma coisa a mais. Ele sabe que Cristo sabia que eles iriam cair antes que eles
caíssem. Cristo sabia que haveria pecado, rebelião e maldade. E, com infinita sabedoria, Ele
tomou tudo em conta enquanto planejava a história da salvação e os triunfos da Graça no
Calvário.

Portanto, quando Paulo diz que “principados e autoridades” foram criados por Cristo e para
Cristo, ele quer dizer que Deus criou eles sabendo o que eles viriam a se tornar e como,
nessa função extremamente maligna, eles iriam Glorificar a Cristo. Sabendo de tudo o que
eles viriam a ser, Deus os criou para a Glória de Cristo.

Combustível para um fogo centralizado em Deus.

Agora, por que Paulo deveria ter nos contado isso? Há alguma utilidade em saber isso?
Paulo certamente pensa que sim, porque esses poderes malignos são a única coisa que
Paulo escolhe para mencionar como um exemplo do que foi criado por Cristo e para Cristo.
De todas as milhares de coisas que ele poderia mencionar, ele mencionou essa. Ele quer que
nós saibamos isso. Por quê? Por que ele considera bom que nós saibamos isso?

É a respeito disso o que esta série de mensagens trata. O ponto principal desta série não é
informação para as suas cabeças, mas aplicação para as suas vidas. Eu apenas li nos meus
devocionais em 2 Timóteo, ontem, e vi isso de novo; esse ponto prático intenso da profunda
doutrina da verdade: Timóteo está com medo, e Paulo quer ajudá-lo a superar o seu medo e
ser corajoso. Então Paulo diz: “não te envergonhes do testemunho de nosso Senhor, nem de
mim, que sou prisioneiro seu; antes participa das aflições do evangelho segundo o poder de
Deus” (2 Timóteo 1.8). Então, para ajudar Timóteo, Paulo fez ele voltar no tempo - “antes dos
tempos dos séculos” - diz para ele que já, antes da Criação, antes do pecado de Adão e da
necessidade de Redenção, existia a livre Graça e um divino propósito soberano de salvar os
pecadores. Todas essas coisas tão profundas da doutrina foram trazidas para ajudar Timóteo
a ser menos tímido! Grandes verdades bíblicas sobre Cristo, a criação e o mal são o
combustível no fogo da alma humana que está centrada em Deus.
Por que a Verdade da Soberania de Cristo?

Mas deixe-me finalizar com cinco declarações resumidas do porquê Deus quer que nós
saibamos a verdade da Soberania de Cristo sobre “principados e potestades”

1. É objetivamente verdade, não meramente opinião ou idéia – como o banco que você
está sentado. E pessoas perecem pela falta da verdade (2 Tessalonicenses 2.10).

2. Essas verdades deixam claro que Cristo é o único que é digno de adoração. Existiram
pessoas em Colossenses dizendo que o “culto dos anjos” (Colossenses 2.18) fazia parte
do caminho de Deus. Não, Paulo diz, esses anjos que muitos pensam ser grandes, foram
criados por Cristo e para Cristo. Não adorem a eles. Adorem Aquele que os criou.

3. Paulo estava preocupado que, na atmosfera pluralística e intelectual de Colossos,


cristãos pudessem ser cativos pelas heresias altamente proclamadas. “Tende cuidado,
para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a
tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo;”
(Colossenses 2.8). Com essas grandes verdades sobre Cristo, Paulo está nos
protegendo das filosofias e tradições que não estão de acordo com a Supremacia de
Cristo. Quando você abraça verdades como essa, você não será enganado facilmente
pelas tendências e tradições centralizadas no homem.

4. Paulo deseja deixar bem claro que quando cristãos, que se sentem tão pequenos e
vulneráveis, ouvirem sobre ameaçadores “tronos, dominações, principados e
potestades”, eles saibam sem sombra de dúvida que Jesus Cristo tem toda a autoridade
sobre eles, e que eles não fazem nada separados da Sua Soberana permissão (Jó 1.12,
Lucas 22.31).

5. E portanto, finalmente, Paulo nos diz essas coisas porque ele quer que nós vejamos e
sintamos que a nossa Salvação em Cristo é invencível. Quando Cristo morreu pelo
pecado e ressuscitou, “despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e
deles triunfou em si mesmo.” (Colossenses 2.15). Você pôs a sua confiança nEle? Se
sim, aqui está o que ele diz sobre você em Colossenses 3.3-4: “Porque já estais mortos,
e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus. Quando Cristo, que é a nossa vida,
se manifestar, então também vós vos manifestareis com ele em glória”. Você está seguro
para sempre em Cristo.

Todas as coisas servem à Sua glória e à Nossa alegria.

Todas as coisas foram criadas nEle, por Ele e para Ele. Mesmo seu pior inimigo sobrenatural.
No final, foram esses – e não Cristo – que foram envergonhados na cruz (Colossenses 2.15).
No final, tudo e todos servem para magnificar a Glória do nosso Salvador e aumentar a
alegria do seu povo nEle.

--------------------------------------------------------------------------------
Texto traduzido por Digo e Neto
Revisado por Saulo Rodrigo do Amaral

Texto extraído do Site: desiringGod.org


*Todas as referencias bíblicas usadas foram da Bíblia ACF, do site Bibliaonline.com.br.