P. 1
Química RG - Hidrocarbonetos

Química RG - Hidrocarbonetos

4.6

|Views: 10.560|Likes:
Publicado porQuimica Passei

More info:

Published by: Quimica Passei on Jun 30, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/19/2013

pdf

text

original

HIDROCARßONETOS

Conceito:
É o conjunto de compostos que apresentam comportamento químico semelhante. Essa semelhança no
comportamento químico é reconhecida na formula pela presença de grupo funcional em comum.

Hidrocurbonetos: são todos os compostos formados unicamente por carbono e hidrogênio. Costuma-se
subdividir a função hidrocarboneto em outros conjuntos, dos quais os principais são: alcanos, alcenos, alcinos,
ciclanos, ciclenos e aromáticos.

1-AIcunos: São hidrocarbonetos de cadeia aberta, acíclica ou alifática e saturada. Os alcanos ocorrem na
natureza presentes no petróleo, no gás natural, no xisto betuminoso e na cera mineral.


Nos alcanos, todos os carbonos são híbridos em sp
3
.
Ex:




Características físicas

CH
4
até C
4
H
19
gases
C
5
H
12
até C
17
H
36
líquidos
C
18
H
38
em diante sólidos



Obs: Os alcanos são utilizados dentre outras coisas, como matéria prima para a industria petroquímica e
também como combustíveis.

Z-AIcenos: São hidrocarbonetos de cadeia aberta, acíclica ou alifática e insaturada do tipo etênica. Os
alcenos ao contrario dos alcanos são muito raros na natureza. Os gasosos especialmente o eteno participam em
pequena quantidade dos gases naturais e do petróleo.



Os alcenos são isômeros dos cicloalcanos.
Nos alcenos, dois carbonos são híbridos em sp
2
e os demais, quando houver, em sp
3
.

Ex:






- Os PF e PE aumentam com o aumento da cadeia.
- Alcanos isômeros os PF e PE diminuem a medida que a cadeia se
ramifica.
- São solúveis em solventes apolares ou em solventes fracamente
polarizados (álcool).
- São incolores; os gasosos e sólidos são inodoros e os líquidos
apresentam cheiro de gasolina.
Fórmula Geral: C
n
H
2n+2

Fórmula Geral: C
n
H
2n

Características físicas





Obs: Os alcenos são utilizados na fabricação de plásticos, borrachas sintéticas, corantes, explosivos, tecidos
sintéticos etc.

3-AIcinos: São hidrocarbonetos de cadeia aberta, acíclica ou alifática e insaturada do tipo etínica. Os alcinos
não são encontrados na natureza.


Os alcinos são isômeros dos alcadienos e cicloalcenos.
Nos alcinos, dois carbonos são híbridos em sp

e os demais, quando houver, em sp
3
.
Ex:

Características físicas







Obs: O etino (acetileno) principal Alcino é utilizado na fabricação de solventes não-inflamáveis, borrachas
sintéticas, plásticos (PVC, PVA), fios têxteis etc.

4-CIicunos: São hidrocarbonetos de cadeia fechado ou mista, alicíclica e saturada. Encontrados na natureza
(cadeias com cinco e seis átomos de carbono) em determinados tipos de petróleo.



Os cicloalcanos são isômeros dos alcenos.

Ex:

Características físicas






Obs: Usado como solvente de tintas e vernizes, na extração de óleos dos vegetais e na preparação de
compostos usados na síntese do náilon.
b-CicIenos: São hidrocarbonetos de cadeia fechado ou mista, alicíclica e saturada.




C
2
H
4
até C
4
H
8
gases
C
5
H
10
até C
16
H
32
líquidos
C
17
H
34
em diante sólidos
C
2
H
2
até C
4
H
6
gases
C
5
H
8
até C
14
H
26
líquidos
C
15
H
28
em diante sólidos
C
3
H
6
e C
4
H
8
gases
C
5
H
10
até C
9
H
18
líquidos
C
10
H
20
em diante sólidos
- Os PF e PE crescem com aumento da cadeia (massa molecular)
- Os PF e PE são inferiores aos alcanos correspondentes.
- Os alcenos são inodoros, incolores, insolúveis em água e
soluveis em solventes orgânicos como álcool, éter, benzeno etc.
- Os PF e PE crescem com o aumento da massa molecular.
- Os PF e PE são superiores aos alcanos e alcenos
correspondentes.
- São inodoros, incolores, insolúveis em água e soluveis em
solventes orgânicos. O etino, entretanto tem cheiro agradável e
é parcialmente solúvel em água.
- Os PF e PE crescem com o aumento da massa molecular.
- Os PE são mais altos (10 a 20
o
C) que os alcanos normais de
igual quantidade de carbonos.
- São solúveis em solventes apolares ou fracamente polares
(tetacloreto de carbono e éter).
Fórmula Geral: C
n
H
2n-2


Fórmula Geral: C
n
H
2n

Fórmula Geral: C
n
H
2n-2

Os cicloalcenos são isômeros dos alcinos e alcadienos.
Ex:

ó-Aromuticos: São hidrocarbonetos de cadeia fechado ou mista, aromática e poliinsaturada. Na natureza esta
presente na ulha (alcatrão da hulha) e no petróleo.



Obs.: A fórmula geral acima é válida quando os radicais presos ao núcleo benzênicos são saturados.
No núcleo ou anel benzênico todos os carbonos estão híbridos em sp
2
.

O representante mais simples dos hidrocarbonetos aromáticos é o benzeno, de fórmula molecular C
6
H
6
,
representado abaixo através das fórmulas canônicas.

...
Ex:


Características Físicas





NomencIuturu de Hidrocurbonetos:

Os hidrocurbonetos de cudeiu normuI: seguem o esquema:

prefi×o + intermediário + terminuçdo
01 met 06 hex
02 et 07 hept
03 prop 08 oct
04 but 09 non
05 pent 10 dec


Fórmula Geral: C
n
H
2n-6

Os aromáticos mais simples são líquidos e os mais complexos são sólidos. Possuem cheiro
agradável e são solúveis em solventes apolares.

Ex:



Os hidrocurbonetos de cudeiu rumificudu:

1- Hidrocurbonetos uIifáticos suturudos: AIcumo
determinar a cadeia principal e seu nome. A cadeia principal é aquela que apresenta a maior seqüência
de átomos de carbonos.
reconhecer os radicais e dar nomes a eles.
numerar a cadeia principal de modo a obter os menores números possíveis para indicar as posições dos
radicais. Esses números são obtidos numerando-se a cadeia principal nos dois sentidos.






Ex:

Z- Hidrocurbonetos de cudeiu uIifáticu e insuturudu:
A numeração deve ser feita a partir da extremidade mais próxima da insaturação, de modo a apresentar os
menores números possíveis.
Obs: nos dienos a cadeia principal deve conter as duas duplas ligações.
Ex:

3- Hidrocurbonetos cícIicos:
i-CicIunos: quando apresentar um só radical não é necessário indicar por um número, tendo dois ou mais
radicais: a numeração deve começar pelo carbono que apresentar a maior quantidade de radicais, e seguir no
anel de forma a obter os menores números possíveis para os radicais.
Ex:


ii-CicIenos: os carbonos da dupla receberam os números 1 e 2 e a numeração deve seguir no anel de forma a
obter os menores números possíveis para os radicais.


Obs: o nome completo de um alcano ramificado deverá apresentar, nessa ordem :
1- as posições numéricas ocupadas pelos radicais
2- os nomes respectivos desses radicais
3- a nomenclatura da cadeia principal.
Ex:

iii-Aromáticos: os compostos aromáticos são caracterizados por apresentar como cadeia principal o anel
benzênico. Quando apresentar um só radical, o nome desse precede o nome da cadeia principal (benzeno).
Quando apresentar mais de um radical a numeração deve começar por um dos carbonos ramificados e
prosseguir de tal forma que os radicais estejam nos carbonos de menor número possível.



Ex:
.
Obs: caso os dois radicais sejam diferentes será considerado como carbono número 1 o que for mais
simples.
Obs: as posições 1 e 2, 1 e 3, 1 e 4, são chamadas respectivamente de orto, meta e para.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->