P. 1
Motivos Para Nao ir a Igreja

Motivos Para Nao ir a Igreja

4.5

|Views: 4.548|Likes:
Publicado porjcruz
Motivos existem, mas eles são as forças que nos atrapalham. Pedro queria encontrar com Jesus até sobre as águas. Quando observou a força do vendo e a água, teve medo e afundou. Quando olhamos para os motivos para não ir à igreja, igualmente afundamos na fé. Olhemos para Jesus e nem um motivo será suficiente para não ir à igreja.
Motivos existem, mas eles são as forças que nos atrapalham. Pedro queria encontrar com Jesus até sobre as águas. Quando observou a força do vendo e a água, teve medo e afundou. Quando olhamos para os motivos para não ir à igreja, igualmente afundamos na fé. Olhemos para Jesus e nem um motivo será suficiente para não ir à igreja.

More info:

Published by: jcruz on Jul 11, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/15/2013

pdf

text

original

Motivos Para Não ir à Igreja

Por João Cruz

2

Motivos Para Não ir à Igreja
"Alegrei-me quando me disseram: Vamos à Casa do SENHOR" Salmo 122:1 Vamos ser sinceros, nem sempre temos vontade de ir para a igreja. Temos menos vontade ainda, quando, ao invés de amor, alegria e soluções para os nossos problemas, temos que lidar com mais problemas ainda. Precisamos lembrar que a igreja não é feita de religiosos de um mundo ideal, é feita de pecadores constrangidos ou não: "Pois o amor de Cristo nos  constrange, julgando nós isto: um morreu por todos; logo, todos morreram" (2 Coríntios 5:13). A igreja é feita de pessoa que não morreram com Cristo, embora tenham sido sepultadas. É como se tivessem deitado, mas não dormiram. Ainda estão acordadas e atentas para as coisas deste mundo.  Muitas vezes a igreja não é o que deveria ser. Mas, o que ela deveria ser? Sendo simplista, a igreja deveria ser um lugar de amor incondicional a todas as pessoas, deveria anunciar a Jesus até a sua volta e não tomar o lugar de Deus que revela sua vontade através da Bíblia. A igreja deveria ser um lugar onde as pessoas estão abertas e prontas a doarem de si mesmas através de uma atitude humilde. Mas a igreja é feita de José, Maria, Francisco e João. Todos egoístas, pecadores, arrogantes e talvez principalmente, espiritualmente imaturos. Por isso a igreja é o que é. Tendo este quadro pintado à nossa frente, fica fácil criar mil desculpas para não ir à igreja. A primeira desculpa para não ir a igreja não é por

3

causa de Deus ou por causa de Jesus. Nem satanás, nunca ouvi alguém culpa-lo porque não queremos ir à igreja. O culpado por eu não querer ir mais à igreja é você que está lendo estas palavras e, digo mais, o culpado para ninguém mais ir à igreja, sou eu quem escrevo estas palavras. Aqui vem a primeira desculpa: "A igreja está cheia de hipócritas e pecadores". Um bispo estava sendo pressionado com esta frase sobre a igreja. Na comunidade a igreja estava mal falada por estar cheia de pecadores. Ele resolveu responder publicamente através de uma faixa: "Dizem que esta igreja está cheia de hipócritas. É mentira! Sempre tem lugar para mais um". Pode existir maior verdade do que esta para o que a igreja deveria ser? A igreja é lugar de pecadores. Pecadores que, constrangidos ou não, vão atrás de solução para os seus problemas e não vão buscar mais problemas, mas encontram. Um artigo sobre hipocrisia dizia o seguinte: "É importante não confundir hipocrisia com pecado. Todos os cristãos são pecadores, mas nem todos os cristãos são hipócritas… Porque uma pessoa não é perfeita não significa que ela seja falsa. A diferença entre os dois é importante. As falhas dos crentes não invalidam a verdade…  A cristandade não se apóia no que os cristãos fizeram através da história ou estão fazendo hoje. A cristandade se apóia na pessoa de Jesus, e Jesus não foi um hipócrita. Ele viveu em consonância com o que ensinava, e no fim de sua vida desafiou todos os que estiveram com

4

Ele, dia e noite, por mais de três anos, a apontarem qualquer hipocrisia."  (http:// www.apologia.com.br/?p=8). Expectativas Decepcionadas "Como está escrito: Não há justo, nem um sequer" (Romaos 3:10) Esperamos mais das pessoas do que elas podem nos dar. Nos iludimos procurando santidade nas pessoas. A santidade não vem de pessoas, vem de Deus. Recentemente conversando com um irmão ele confidenciou que quando fazia parte de 'uma igreja fervorosa' no culto decepcionouse quando os conheceu e conviveu com eles fora do culto. Dizia ele ser tudo uma grande fachada. E às vezes o grande fervor é a fachada. Mas todos nós, mais ou menos fervorosos, temos o costume de colocar a máscara de cristãos para ir a igreja e tirar quando estamos fora dela. Tem vizinho que sabe mais sobre nós do que o irmão. Uma mulher chegou para o pastor e perguntou: - Pastor, será que a gente pode morar aqui no prédio da igreja? - Por que, irmã? Vocês não têm casa própria? - indagou curioso o pastor. - É pastor, a nossa casa é própria, mas é que meu marido é uma pessoa tão diferente aqui na igreja… Certa vez um irmão disse que a vida secular não

5

tinha nada a ver com a igreja, dizia isso inclusive sobre a administração legal e financeira da congregação. Porém não é isto que vemos nas páginas da Palavra de Deus. O comportamento genuíno, independentemente de onde estamos, e a obediência a Deus fazem parte do desenvolvimento da salvação: "Assim, pois, amados meus, como sempre obedecestes, não só na minha presença, porém, muito mais agora, na minha ausência, desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor" (Filipenses 2:12). Quem tem um comportamento na sua vida e outro na igreja, está faltando temor e tremor. Sejamos sinceros, a igreja está cheia de pessoas com vida dupla assim. Uma moça que julga os outros e durante a semana tem sido promíscua; um rapaz que canta e ora no culto fala palavrão no futebol; um irmão que dirigiu a santa ceia no último domingo sonegando seus impostos; um jovem talentoso, professor da escola dominical vivendo uma vida de pecado com a namorada, e, o pregador que não ora, não lê a Bíblia, não se importa com o rebanho de Cristo e não vê a hora do sustento chegar. Também faz parte da igreja membros nobres. O que vizinhos seus diriam se pudessem ver ou ouvir através da sua parede? De um certo modo você dá esta liberdade através da janela. Um estimado jovem irmão, muito meu amigo, um dia recebeu na portaria do seu prédio um presente. Era uma Bíblia. Junto veio um bilhete. Aparentemente alguém o via todos os dias através da sua janela no seu momento de oração e leitura da Palavra. A pessoa teve tempo suficiente para até contar quantos

6

andares eram e calcular o apartamento que ele morava. A pessoa nunca se identificou e talvez continuou olhando pela janela o exemplo de um jovem, nobre membro do corpo de Cristo. E se pudessem ver através da sua janela, o que veriam? E se pudessem ouvir através da sua parede? Será que não ouvem? O que seus vizinhos têm ouvido sair do seu coração? Um jovem um dia foi questionado no seu trabalho por uma moça: - O que você está fazendo aqui? Quero dizer, você não faz parte deste ambiente. Você é diferente. Um membro do corpo de Cristo é sempre diferente. Juventude não deve ser desculpa para obedecer às paixões. O apóstolo João escolheu exatamente os jovens para escrever: "Jovens, eu vos escrevo, porque tendes vencido o Maligno…  Jovens, eu vos escrevi, porque sois fortes, e a palavra de Deus permanece em vós, e tendes vencido o Maligno" (1 João 2:13, 14). O jovem tem mais motivo para vencer o maligno do que os velhos. Os jovens são fortes e conseguem lembrar com clareza a palavra de Deus. Um velho tem mais tempo no pecado e virou costume. Sua memória já não anda aquelas coisas do tempo da juventude. Poderíamos citar aqui José no Egito que saiu correndo do pecado, deixando inclusive a própria roupa na mão de uma mulher bonita. Daniel na Babilônia que não se contaminou com as farturas de um reino. Josué que espiou a terra prometida e viu gigantes mas não se intimidou como

7

gafanhotos…  Muitos outros testemunhos de membros nobres do corpo de Cristo ainda hoje em dia poderiam ser dados, mas agora é a sua vez de fazer a história acontecer. Deus continua escrevendo no livro eterno a história que você faz com a vida que Ele te deu. É a sua vez de dar motivos para as pessoas amarem o convite: "Vamos à casa do Senhor". Chamados Para Seguir Jesus De qualquer forma e com todos as desculpas que poderíamos dar, precisamos lembrar sempre da nossa vocação: "Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei.  Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve" (Mateus 11:28-30) "Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e sigame. Pois quem quiser salvar a sua vida perdê-laá; quem perder a vida por minha causa, esse a salvará.  Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se vier a perder-se ou a causar dano a si mesmo? Porque qualquer que de mim e das minhas palavras se envergonhar, dele se

8

envergonhará o Filho do Homem, quando vier na sua glória e na do Pai e dos santos anjos." (Lucas 9:23-26) "Grandes multidões o acompanhavam, e ele, voltando-se, lhes disse:  Se alguém vem a mim e não aborrece a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs e ainda a sua própria vida, não pode ser meu discípulo.  E qualquer que não tomar a sua cruz e vier após mim não pode ser meu discípulo.  Pois qual de vós, pretendendo construir uma torre, não se assenta primeiro para calcular a despesa e verificar se tem os meios para a concluir?  Para não suceder que, tendo lançado os alicerces e não a podendo acabar, todos os que a virem zombem dele, dizendo: Este homem começou a construir e não pôde acabar. Ou qual é o rei que, indo para combater outro rei, não se assenta primeiro para calcular se com dez mil homens poderá enfrentar o que vem contra ele com vinte mil?  Caso contrário, estando o outro ainda longe, envia-lhe uma embaixada, pedindo condições de paz.  Assim, pois, todo aquele que dentre vós não renuncia a tudo quanto tem não pode ser meu discípulo. " (Lucas 14:25-33) "O discípulo não está acima do mestre: todo aquele, porém, que for bem instruído será como

9

seu mestre" (Lucas 6.40) Entre outras inúmeras passagens, estas já nos dão uma visão ampla da nossa vocação. Basicamente vemos que somos chamados para seguir Jesus. Quando queremos nos encontrar com Jesus, nada pode nos impedir. Pedro andou até sobre as águas para encontrar com Jesus, começou a submergir quando reparou em outras forças: "Reparando, porém, na força do vento, teve medo; e, começando a submergir, gritou: Salva-me, Senhor!" (Mateus 14:30). Enquanto estamos obedecendo nossa vocação, tudo anda bem, até por cima das águas. Quando, no entanto, olhamos para as forças que nos chamam a atenção, submergimos. Às vezes estas forças estão nos problemas de relacionamentos, na suposta força espiritual dos irmãos mais velhos e quando eles erram, por serem pecadores, submergimos. Só nos servem de exemplo aqueles que já passaram e venceram nesta vida: "Portanto, também nós, visto que temos a rodearnos tão grande nuvem de testemunhas, desembaraçandonos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus." (Hebreus 12:1, 2) e ainda assim, os olhos têm que estar fixos em Jesus. Os demais exemplos só servem para nos dizer que é possível vencer, porém, sem Deus tudo é impossível.

10

O apóstolo Paulo foi um exemplo em vida. Ele chegou a dizer: "Admoesto-vos, portanto, a que sejais meus imitadores…  Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo." (1 Coríntios 4:16; 11:1). Mas veja que ele não tinha força própria, ele seguia Jesus. E se a igreja seguisse seu exemplo, que tipo de igreja seria esta? Quem conhecia a Paulo, conhecia a Jesus. Qual era o segredo de Paulo? Ele ensina o segredo em Colossenses 3:1-10. Ele morreu e ressuscitou com Cristo, ele buscava e pensava nas coisas lá do alto onde Cristo está. Se vivia era para o Senhor que vivia, então, a vida deve estar oculta em Cristo. Paulo ensina aos Colossenses mais ainda dizendo: "Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno e a avareza, que é idolatria; por estas coisas é que vem a ira de Deus [sobre os filhos da desobediência]" (vv. 5, 6). A vida de alguns irmãos tinha rastros nestes pecados, mas isto deveria ser passado. Um novo comportamento é exigido de alguém que, voluntariamente, se dispõe a seguir Jesus: "Agora, porém, despojai-vos, igualmente, de tudo isto: ira, indignação, maldade, maledicência, linguagem obscena do vosso falar. Não mintais uns aos outros, uma vez que vos despistes do velho homem com os seus feitos" (vv. 8, 9). Finalmente, e não menos importante, devemos fazer espiritualmente o que fazemos materialmente todos os dias: "…vos despistes do velho homem com os seus feitos  e vos revestistes do novo homem que se refaz para o pleno conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou" (vv. 9, 10). Tiremos a nossa

11

roupa suja, todos os dias, nos lavemos e vistamos roupas limpas. Ele Pode nos Curar "Carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados, para que nós, mortos para os pecados, vivamos para a justiça; por suas chagas, fostes sarados" (1 Pedro 2:24). Precisamos todos obedecer ao evangelho, pois Jesus vai para punir quem não conhece a Deus e não obedece ao evangelho (2 Tessalonicenses 1:7-9). Evangelho é morte, sepultamento e ressurreição de Cristo (1 Coríntios 15:1-4). Somente quando uma pessoa é batizada é que pode dizer que aceitou a Jesus, porque no Novo Testamento 'aceitar a Jesus' é entender na prática que Ele morreu, foi sepultado e ressuscitou por cada um de nós. Como pode uma pessoa obedecer o evangelho se evangelho é morte, sepultamento e ressurreição? Ela tem, por acaso, que morrer, ser sepultada e ressuscitar em obediência ao evangelho? Parece absurdo? Mas não é! Somente no batismo é que obedecemos ao evangelho nos atos de morrer com Cristo, crucificar o velho homem do pecado e ressuscitar para viver uma novidade de vida diariamente (Romanos 6:3-7). É uma questão de fé, não de obra. Então, se você já obedeceu ao evangelho, você já morreu para este mundo. Jesus, por seu sacrifício na cruz, perdoou todos os seus pecados e você aceitou isso no batismo. Agora, você que já está curado, precisa permanecer curado. Já está limpo, precisa permanecer limpo. O que

12

fazer, então, quando pecar depois que já fui batizado? Deve uma pessoa ser batizada de novo? Não, deve lavar apenas os seus pés e aos pés dos irmãos. O que Jesus quis dizer com isto lá em João 13? Se você analisar aquela passagem, verá que é tudo o que precisamos para ter uma vida harmônica que tanto buscamos na igreja. Aquele ensinamento de Jesus nos fornece purificação e a chave para um bom relacionamento. Leia João 13:1-17. Aquela passagem fala sobre perdão de pecados. Jesus começou lavar os pés dos seus discípulos, tudo ia bem até chegar no irmão Pedro. Hoje em dia também acontece o mesmo, tudo vai muito bem, até que a coisa chega aos pés de alguns irmãos. Como resolver tal pendência? Siga o exemplo de Jesus, continue abaixado e servindo. Ao protesto de Pedro: "Nunca me lavarás os pés. Respondeu-lhe Jesus: Se eu não te lavar, não tens parte comigo." (v. 8). Quem não quer, na igreja, ter alguma coisa a ver com Jesus? Queremos ter tudo a ver com Jesus, porém não precisamos de uma transformação total, ela já deve ter acontecido quando Jesus lavou os seus pecados. Com Pedro aprendemos que os irmãos teimosos e turrões também podem nos ensinar: "Então, Pedro lhe pediu: Senhor, não somente os pés, mas também as mãos e a cabeça.  Declarou-lhe Jesus: Quem já se banhou não necessita de lavar senão os pés; quanto ao mais, está todo limpo. Ora, vós estais limpos, mas não todos" (vv. 9, 10). De Jesus aprendemos que nem todos estão limpos, mas os que já estão, precisam lavar só os pés.  Jesus nos ensinou a ser humildes e a lavar aos pés até dos Judas da igreja, sem apontar para quem é. A lição ainda não acabou. Uma das

13

primeiras lições da vida cristã volta à tona. A lição da humildade: "Vós me chamais o Mestre e o Senhor e dizeis bem; porque eu o sou.  Ora, se eu, sendo o Senhor e o Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros. Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também" (vv. 13-15). O Espírito foi quem levantou Jesus da morte e é Ele quem recebemos ao sermos batizados. Isto é importante porque: "Se habita em vós o Espírito daquele que ressuscitou a Jesus dentre os mortos, esse mesmo que ressuscitou a Cristo Jesus dentre os mortos vivificará também o vosso corpo mortal, por meio do seu Espírito, que em vós habita…  Porque, se viverdes segundo a carne, caminhais para a morte; mas, se, pelo Espírito, mortificardes os feitos do corpo, certamente, vivereis" (Romanos 8:11, 13). Paulo ainda ensina que quem chega vivo na igreja, não pode fazer parte dela. Deve matar suas paixões e desejos e viver no Espírito: "Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne. Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura, seja do vosso querer" (Gálatas 5:16, 17). Se você irmão quer harmonia na igreja, lave os pés e dos irmãos. Não espere esta atitude, tenha você a atitude, como Jesus, não ficou esperando ninguém se levantar e fazer, Ele fez.

14

Irmãos, enquanto ficarmos olhando para os pecados dos outros e a força e influência que têm sobre nós, nunca chegaremos lá. Todos fomos chamados para seguir a Jesus e não ao próximo, pois Jesus é o único e Supremo Pastor e Bispo das nossas almas (1 Pedro 2:21-25). Jesus morreu para nos dar exemplo e seguir os seus passos, não os passos trôpegos dos irmãos. Jesus morreu e em nome dele é que fomos batizados, não fomos batizados em nome dos irmãos. Jesus está na frente, não ouça a força do vento dos boatos sobre os pecados dos outros. Deixe somente Jesus te influenciar, não o pecado. Andando atrás de uma Kombi velha li a seguinte frase: "Deus deu a vida a cada pessoa. Cuide da sua que eu cuido da minha". Não concordo biblicamente com todo o conteúdo desta frase mas neste contexto da nossa conversa é bem vinda. Quando aprendermos a cuidar de nós e tratar dos nossos pecados, nosso relacionamento será muito melhor. Se não vemos condições em nossos irmãos sigamos Jesus e não desviaremos jamais. Quando estivermos fortes e maduros como Cristo, então poderemos cuidar melhor dos nossos irmãos, sabendo, no entanto, que nunca vamos substituir Jesus. Um irmão que tem condições espirituais de ver pela fé é aquele que é esforçado, cheio de fé, que tem virtudes, conhecimento, domínio próprio, perseverança, piedade, fraternidade e amor: "Porque estas coisas, existindo em vós e em vós aumentando, fazem com que não sejais nem inativos, nem infrutuosos no pleno conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo. Pois aquele a quem estas coisas

15

não estão presentes é cego, vendo só o que está perto, esquecido da purificação dos seus pecados de outrora." (2 Pedro 1:5-9). Irmão que não manifesta isto em sua vida é cego e como pode um cego guiar?: ""Pode porventura um cego guiar outro cego? Não cairão ambos no barranco?"  (Lucas 6.39). Se não cuidamos de nós mesmos ao invés de curar os olhos dos irmãos, vamos acabar furando: "O discípulo não está acima do seu mestre; todo aquele, porém, que for bem instruído será como o seu mestre.  Por que vês tu o argueiro no olho de teu irmão, porém não reparas na trave que está no teu próprio? Como poderás dizer a teu irmão: Deixa, irmão, que eu tire o argueiro do teu olho, não vendo tu mesmo a trave que está no teu? Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho e, então, verás claramente para tirar o argueiro que está no olho de teu irmão" (Lucas 6:40-42). Uma pessoa deve frequentar a igreja por causa do pecado, isto é, porque ela é pecadora. Um doente deve freqüentar o hospital por causa da doença, isto é, da sua própria doença. Lugar de doente é no hospital e lugar de pecador é na igreja: "…Os  sãos  não precisam de médico, e sim os doentes; não vim chamar justos, e sim pecadores" (Marcos 2:17). Quando vamos à igreja estamos dizendo que somos pecadores e precisamos de cura. Quando não vamos, mesmo por motivo dos pecados alheios, fomos vencidos pelo pecado e interrompemos o tratamento. A cura nunca virá.

16

Eu não me sinto bem Amor não é sentimento. Precisamos lembrar disso constantemente. "Deus amou ao mundo de tal maneira…". O mundo não merecia e ainda não merece. Amanhã não merecerá. Amor não é sentimento. Paixão é sentimento. Quando amamos a Deus, verdadeiramente, não medimos nosso amor em quanto sentimos. Sentimentos são guias religiosos falsos e perigosos. Paulo sentia que deveria praticar todo mal contra Jesus, o Nazareno. Os judeu pensavam estar salvos por toda a sua história com Deus, mas eles deixaram de lado o entendimento (Atos 26:9; Romanos 10:1, 2). Muitas vezes nos enganamos por causa dos sentimentos. Levante a mão quem nunca errou seguindo as suas emoções? Quantas pessoas nas religiões são enganadas quando se deixam explorar emocionalmente? Isto também serve para os relacionamentos. Aprendemos a duras penas que nunca devemos tomar uma decisão quando estivermos emocionados, seja alegria ou tristeza. Quando Herodes estava alegre demais no seu aniversário, foi o mesmo dia em que foi explorado por sua mulher ilegítima. Estava excitado com a dança da sua enteada e foi traído por sua promessa em lhe dar mesmo que fosse a metade do seu reino (Marcos 6:21-28). Judas estava tomado de remorso ao ver que Jesus foi condenado quis devolver as trinta moedas. Reconheceu que tinha traído sangue inocente e saiu e foi enforcar-se (Mateus 27:3-10). Veja que quando os sentimentos estão envolvidos,

17

também estão envolvidos nomes nada bem vindos como Herodes e Judas. "Há caminho que ao homem parece direito, mas ao cabo dá em caminhos de morte." (Provérbios 14:12). Não use seu sentimento para ir à igreja, use sua razão. A razão nos ensina que ir a igreja é a vontade de Deus. Quando você segue os seus sentimentos para encontrar a Deus, não vai se importar se está no caminho certo. E deve reconhecer que cada pessoa tem seu próprio sentimento. Baseados em sentimentos, teríamos bilhões de igrejas para seguir, isto é, uma para satisfazer cada sentimento. O Culto está frio Outra desculpa para não ir ao culto é a qualidade do culto. Muitos que procuram satisfazerem a si mesmos procuram movimentos sentimentais, onde podem se sentir bem depois de movimentarem-se gritarem a vontade e sentirem-se bem. O culto nunca é frio, as pessoas sim ou não, conforme sua maturidade e escolha pessoal. No culto as pessoas cantam, oram, participam da ceia e coleta, ouvem a mensagem da Palavra de Deus, mantém comunhão umas com as outras em Cristo. Tudo isto é bíblico. Como pode uma coisa que é bíblico, isto é, a vontade de Deus, ser fria? Quem fala que o culto está frio, está falando mais de si mesmo do que do culto.

18

Por natureza e cultura, sempre fui uma pessoa reservada. Na juventude não tinha a mínima vontade de ir à igreja. Se não fosse pela ajuda espiritual dos meus pais, jamais seria um bom membro do corpo de Cristo. Se os pais esperassem a vontade dos filhos para fazer a vontade de Deus, Deus nunca mais veria os jovens na igreja. Por natureza e vontade própria, o culto nunca teria prioridade em minha vida. Mas agora, olhando para o passado, confesso que quando começava a cantar e me humilhava na presença de Deus, me sentia cheio de esperança e confiança da parte de Deus. Ah! Eu Não tô Nem Aí… Muitas vezes quando temos problemas, a primeira vítima é Deus. Não nos importamos mais com a sua Palavra e nem sequer queremos saber da sua vontade. Casais quando brigam, não têm vontade de ir à igreja. Quando irmãos se desentendem, sacrificamos o culto. Nem queremos saber que estamos tentando sacrificar Jesus de novo. Mas Ele morreu uma só vez e uma vez por todas. Não matemos nosso consciência nem ignoremos a fé e o sacrifício de Cristo por causa dos nossos sentimentos feridos. Lutemos, enfrentemos e só assim vamos ver que o bicho não tem sete cabeças. Vamos agir com razão. Pode ter certeza de que faltar ao culto não vai resolver seus problemas, pelo contrário, vai piorar. Se você tem problemas, o lugar certo para começar a resolve-los é o culto.

19

Conclusão "Quem procura acha", diz o velho ditado. Se procurarmos motivos para não mais freqüentar a igreja, certamente acharemos uma centena deles em poucos minutos. Teremos dificuldade em enumerar dez bons motivos. E assim são as coisas mesmo. Você é casado, tem irmãos? Faça uma lista de quinze defeitos do seu conjuge ou irmãos. Agora faça uma lista de dez qualidades. Temos dificuldade em defender os bons costumes e facilidade em criticar qualquer coisa. Deixe Cristo te constranger e então você terá espaço para mudança. Aprenda a olhar com simpatia para os erros de um irmão, tenhamos a mesma compaixão que pedimos para Jesus. Aprendamos a lavar mais os próprios pés e andar a segunda milha para lavar aos pés dos irmãos. Lembre-se sempre que na igreja sempre há lugar para mais um pecador. Como disse alguém: "O único motivo aceitável para não ir à igreja é um atestado de óbito".

20

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->