Você está na página 1de 14

Projeto de forja a gás.

Aqui está o esquema passo a passo da construção de uma forja a gás:

Este cilindro do sistema de freio de um caminhão. O problema é que ele é


fechado no meio e da muito trabalho para remover. Mas vale apena.
O grande prazer nesta construção é transformar uma sucata velha e
enferrujada toda suja de óleo em algo útil... Reciclagem é a palavra da moda;
As sapatas você pode conseguir em uma empresa que faça manutenção de
extintores de incêndio, estas são de extintores de CO² de 50 kg. O cilindro tem
25 cm de diâmetro e 80 cm de comprimento livre sem as tampas... O suficiente
para trabalhar com espadas grandes;

Para ajustar as portas pode se utilizar dobradiças de portão que são bastante
fortes, pois as portas serão bem pesadas depois que forem revestidas com
massa refratária e tijolos;
A pintura deve ser feita com tinta resistente à temperatura, pois a forja pode
chegar a 200° do lado de fora. Isto não prejudica o metal, mas a tinta se
soltaria. Cortar a boca de serviço maior, para que o tijolo proteja as bordas;
Coloque uma tela do tipo galinheiro antes de aplicar a massa. Ela ajuda a
manter a massa no lugar, pois o interior do cilindro é bem liso para dar
ancoragem à massa. Esta massa é refratária e é vendida em pacotes de 10 kg;
(aqui na minha região).
Antes de assentar os tijolos faça uma camada de 2 cm de massa refratária;

Usei tijolos de barro requeimado, pois são melhores do que os tijolos refratários
que não suportam altíssimas temperaturas como parece, e as sobras de tijolos
podem ser cortados com um disco de corte para cerâmica. O importante é não
deixar espaços vazios na colocação dos tijolos e não é preciso revestir o
interior da forja com massa, pois a estrutura é auto portante;

Um cano galvanizado de 2" com 24cm de comprimento serve de câmara


misturadora de gás e faça dois furos para os queimadores espaçados entre si
19cm que serão feitos com canos galvanizados de 3/4";
Um furo no cano, oposto aos queimadores e no centro da câmara misturadora
recebe um cano de 1" com um cotovelo galvanizado como mostrado na
imagem abaixo. Na curva solde a porca do bico de gás como a da imagem
acima. Abaixo o conjunto de gás com o bico injetor, a porca que segura este
bico e o registro do gás;
A câmara de mistura deve ser fechada nas extremidades e para isto basta
colocar um disco de metal bem ajustado internamente de cada lado do cano.
Não precisa soldar estas peças, basta vedar bem com massa epóxi. Uma dica
é colocar as tampas e com um punção bater nas bordas do cilindro fazendo
pontos de pressão no disco de metal;
O sistema queimador deve ser colocado de forma que os bicos fiquem na parte
superior interna da forja e as tampas recebem uma camada de tijolos com
revestimento de massa refratária;
Porta de serviço e Porta traseira. A forja foi montada em um carrinho com
rodas (também reciclado) para ser móvel. Os rodízios devem ser capazes de
suportar o peso do conjunto sem serem grandes. Recomendo os da marca
Novex que são os melhores;
Primeiro teste com chama moderada. Note a posição dos queimadores na
parte superior interna do túnel. Esta é a posição correta dos bicos que fazem
as chamas saírem numa espiral dentro da forja;
Esquema básico do conjunto. A colocação de um registro de fluxo de ar ajuda
muito na regulagem da temperatura. Ligar sempre o ar antes de abrir a válvula
de gás e usar uma estopa embebida em querosene acesa no centro da forja.
Nunca fique na frente da boca de serviço neste momento ou fique olhando para
ver a ignição do gás, pois as chamas são quase invisíveis na luz do dia e saem
do túnel como um maçarico gigante.
FONTE:

CHEVALLIER SWORDS
FACAS & ESPADAS ARTESANAIS

http://www.chevallierswords.com/

Créditos do projeto:

Wagner Carvalho

Editado por:

Kulik

Para a comunidade Cutelaria Artesanal, com


autorização do Autor do projeto.