Você está na página 1de 13

Plano de Aula.

doc PLANO DE AULA

Plano de aula 1

Data: 16/11/2010

Objetivo Geral

Compreender a cartografia como instrumento importante para a apreensão do espaço


geográfico e construção de uma visão crítica diante de tais conteúdos.

Tempo estimado: 5 h

Desenvolvimento

- Apresentação das ministrantes:

- Apresentação do projeto e do seu conteúdo programático.

- Dinâmica do Desafio:

Procedimento: Colocar uma música animada para tocar e vai passando no círculo uma caixa
(explica-se para os participas antes que é apenas uma brincadeira e que dentro da caixa tem
uma ordem a ser feita por quem ficar com ela quando a música parar). A pessoa que vai dar o
comando deve estar de costas para não ver com quem está à caixa ao parar a música, a
brincadeira termina quando alguém topar abrir a caixa e o felizardo terá a surpresa de
encontrar um chocolate com a ordem “coma o chocolate”.

Objetivos: essa dinâmica serve para nós percebermos o quanto temos medo de
desafios, pois observamos como as pessoas têm pressa de passar a caixa para o outro, mas que
devemos ter coragem e enfrentar os desafios da vida, pois por mais difícil que seja o desafio,
no final podemos ter uma feliz surpresa/vitória.

Atividade escrita
- Fazer um diagnóstico sobre o grau de conhecimentos cartográficos dos alunos através de
uma atividade escrita.

Conteúdos e desenvolvimento das atividades

- A partir das questões da atividade escrita, introduziremos e contextualizaremos os conteúdos


cartográficos: Conceito, processo histórico e importância da cartografia.

-Introdução ao conteúdo orientação e localização (Noções de lateralidade, pontos de


referências e orientação no espaço geográfico), tendo como base a principio, a percepção e
representação do aluno sobre o seu espaço vivido através de mapas mentais.

Atividade prática

Construção de croquis;

Rosa dos ventos: Pontos cardeais, pontos colaterais;

Dinâmica

Caça ao tesouro: equipes com roteiros diferentes seguiam pistas relativas ao conteúdo
orientação e localização, colocadas no percurso previamente traçado.

Procedimento

Essa atividade visa construir e internalizar conceitos relativos à orientação, a partir de


um ponto de referência (Rosas- dos – ventos), dentro de um espaço concreto: O pátio do
colégio COMUJA.

- Construir as orientações que serão colocadas no percurso;

- Fazer roteiros distintos para cada equipe mais com o mesmo ponto de partida e chegada;

- Entregar os croquis da UNEB para cada equipe com as regras da brincadeira.


Avaliação

A avaliação será processual.

Intervalo: Lanche

Plano de aula 2

Data: 18/11/2010

Objetivo Geral

Alcançar um processo de ensino-aprendizagem através de uma aula que venha a


facilitar o entendimento dos alunos sobre os movimentos da Terra, já que sabemos que os
alunos sentem uma grande dificuldade em diferenciar o movimento de rotação do movimento
de translação.

Tempo estimado: 4 h

Desenvolvimento
-Atividade de revisão (orientação e localização): Caça palavras;

-Explanação do conteúdo: Movimento da Terra: rotação e translação, utilizando como


recurso: "Capitão Tormenta e Paco em Movimento da Terra”.

-Exibição de vídeo: “De onde vem os dias e as noites”.

-Elaboração de um Globo Terrestre e do Sol.

Conteúdo e desenvolvimento das atividades:

-Revisar o conteúdo Orientação e localização através de uma atividade escrita e das dúvidas
dos alunos;

-Abordar o conteúdo Movimento da Terra através do recurso em forma de animação, que


facilitará o entendimento dos alunos já que ela explica o fenômeno da alternância, entre os
dias e as noites.

-Depois exibir vídeo para fixar melhor a compreensão dos alunos e depois discuti-lo através
das questões:

• Quais as pessoas que estão dialogando no filme e sobre o que dialogam?


• No início ocorre uma ação. Que ação é essa? Ela indica qual período do dia?
• No filme, aparecem elementos naturais que indicam os dias e as noites. Que elementos são
esses?
• De onde vêm os dias e as noites?
• No filme o sol conversa com a criança, sabemos que isso não é possível na realidade.

• Tudo o que o sol fala para a criança é a explicação que encontramos em Ciências Naturais.
Procurem ficar atentos para a fala do sol.
• O sol diz que a Terra gira em volta de si mesma. Observem que movimento é esse.
• A terra aparece girando em volta do sol. Registrem o nome desse movimento.

-Através da elaboração do Globo e do Sol, os alunos poderão visualizar na prática como


ocorrem os movimentos da Terra.
Atividades:

- Fixar conteúdo com a atividade prática da “Rosa-dos-ventos” : ”Jogo da trilha” ;

- Atividade prática de localização de cidades da região;

- Elaboração do globo terrestre para permitir a visualização dos movimentos da Terra.

Avaliação

-A avaliação será processual

Intervalo: Lanche
Plano de aula 3

Data: 22/11/2010

Objetivo Geral

- Compreender a cartografia além da ciência e sim como instrumento de extrema importância


para a percepção do espaço geográfico e também para a construção de uma visão crítica
diante dos conteúdos abordados.

Tempo estimado: 4 h

Conteúdo e desenvolvimento das atividades:

-Atividade revisão: música “Dança dos Movimentos” de Bia Bedran, onde serão respondidos
algumas charadas tendo em foco as músicas:

Dança dos movimentos da Terra

Bia Bedran
São dois os movimentos Pra me apreciar
Que ao mesmo tempo eu faço Eu danço um dia inteiro e não me canso
Seguindo o compasso não
Desse meu coração E a esse movimento chamam rotação
Eu danço danço danço Eu tenho um namorado
Eu danço sem parar Que vivo a rodear
Levo a vida fazendo piruetas no ar O nome dele é Sol me dá luz e calor
O meu nome é Terra Pra ele eu danço um ano e trago as
Eu gosto de girar estações
Em volta de mim mesma
E não me canso não
E a esse movimento, chamam translação

-Introdução ao conteúdo coordenadas geográficas, com explanação através do “capitão


tormenta e o paco em Redes Geográficas”;

- Utilizando o globo da aula anterior, adicionaremos a rede de coordenadas geográficas


formados por paralelos e meridianos;

- Utilizar recurso da web para demonstrar como localiza-se um determinado ponto do globo
pelo sistema de coordenadas através do site: http://edumed.no.sapo.pt/JogoCooGeo.htm

- Localização na sala de aula através de um sistema de coordenadas;

Dinâmica

-Batalha Naval: Consiste em um jogo de tabuleiro de dois grupos, no qual os jogadores têm
de adivinhar, através de um sistema de coordenadas, em que quadrados estão os navios do
oponente.

Avaliação:

- A avaliação será processual.

Intervalo: Lanche
Plano de aula 4

Data:23/11/2010

Objetivo Geral
- Compreender a cartografia além da ciência e sim como instrumento de extrema importância
para a percepção do espaço geográfico e também para a construção de uma visão crítica
diante dos conteúdos abordados.

Tempo estimado: 4 h

Dinâmica:

- Cruzadinha de revisão: elaborada com questões voltadas para o conteúdo aplicado


anteriormente, que por sua vez, nos possibilitou analisar o as principais dificuldades dos
alunos.

Conteúdos e desenvolvimento das atividades:

- Fusos Horários: Linhas de Fuso; Meridiano de Greenwiich; Linha Internacional de


Mudança de datas (LID) e Horário de Verão.

- Dinâmica do relógio: Divide em grupos, onde cada grupo receberá um relógio


confeccionado com isopor para que os alunos acertem os ponteiros de acordo com as
respostas das questões que lhes serão feitas sobre fuso horário.

Avaliação:

- A avaliação será processual.

Intervalo: Lanche
Plano de aula 5

Data: 02/12/2010

Objetivo Geral

- Compreender a cartografia além da ciência e sim como instrumento de extrema importância


para a percepção do espaço geográfico e também para a construção de uma visão crítica
diante dos conteúdos abordados.

Tempo estimado: 4h

Conteúdos e desenvolvimento das atividades:

- Atividade de revisão: Bingo sobre o conteúdo explanado na aula anterior: fusos horários;

- Linguagem dos mapas:

Mapa;

Planisfério/ mapa-múndi;

Elementos do mapa: legenda, a importância das cores e dos símbolos;

Escala: numérica e gráfica;

Sistema métrico.

- Atividade escrita sobre escala: transformando a distância entre cidades no mapa, em sua
distância real;
- Maquete:

Visão vertical e obliqua;

Representação tridimensional.

-Atividade

Mapear a sala de aula em grupo: construção da maquete.

-Planta

Representação bidimensional;

Construção da planta da sala de aula, em grupo;

Avaliação: A avaliação será processual.

Intervalo: Lanche

Plano de aula 6

Data: 03/12/2010

Objetivo Geral

- Compreender a cartografia além da ciência e sim como instrumento de extrema importância


para a percepção do espaço geográfico e também para a construção de uma visão crítica
diante dos conteúdos abordados.

Tempo estimado: 4 h
Conteúdos e desenvolvimento das atividades:

- Representação de mapas mentais através da música: “Um mapa” de Hélio Ziskind:

Um Mapa!

Composição: Hélio Ziskind


Acordar cedinho, pegar o caminho que sai atrás do curral;
é a trilha que vai até o topo da montanha.
Caminhar caminhar caminhar até chegar lá em cima,
onde tem uma pedra bem grande e a vista é linda...
Passar a pedra, seguir o caminho,
que desce desce desce desce o morro inteirinho pelo outro lado
...cuidado! o Alípio não pode correr! (uau, que mau...)
No fim da descida tem um rio... e o rio tem cachoeira... e perto dela, um caminho
que dá numa clareira onde eu vou estar esperando por vocês.
Não demorem. Júlio, não esqueça a gaita. um beijo nas meninas. abraços do galileu.

-Mapa com jogo de tabuleiro: para avançar as casas o grupo terá que acertar as questões
sobre linguagem cartográfica.

- Tipos de mapas: Físicos, políticos, econômicos e demográficos.

Dinâmica:

- Caça ao Tesouro: realizado com questões sobre todos os conteúdos explanados durante a
realização da oficina – Cartografia: Saberes Geográficos.

Avaliação: A avaliação será processual.

Intervalo: Lanche

Plano de aula 7

Data: 07/12/2010

Objetivo Geral
- Visamos explicitar que a disciplina Geografia pode ser bastante atraente, especialmente,
através de oficinas, onde os alunos podem participar de forma bastante construtiva.

Tempo estimado: 4h

Atividade:

-Atividade avaliativa da oficina.

Avaliação:

Entendendo-se a avaliação como um processo, destaca-se que o objeto constitui-se em


um recurso que visa auxiliar e enriquecer o processo de ensino e aprendizagem, de forma a
facilitar o aprendizado assistido pelo professor aumentando a capacidade de retenção de
conteúdos e discussões dos alunos.

Sugere-se uma avaliação qualitativa, destacando-se alguns critérios tais como participação,
dedicação, cooperação.

- Entrega dos certificados

- Lanche

- Encerramento