CONECTIVOS São as conjunções empregadas no texto para ordenar as idéias.

Vejamos cada uma delas e exemplos: aditivas (indicam soma, adição): e, nem, mas também, mas ainda. Ex.: Foi à escola e voltou Ex.: Fomos ao parque e ao cinema adversativas (indicam oposição, contraste): mas, porém, todavia, contudo, entretanto. Ex.: Estudou, mas não foi bem na prova. Ex.: Trabalha muito, porém não ganha bem. alternativas (indicam alternância, escolha): ou, ou... ou, ora...ora, quer... quer. Ex.: Ou estuda ou trabalha Ex.: Sairemos de casa quer faça chuva quer faça sol. conclusivas (indicam conclusão): pois (posposto ao verbo), logo, portanto, então. Ex.: A casa caiu pois os alicerces cederam. Ex.: Ele escorregou porque o chão estava molhado. explicativas (indicam explicação): pois (anteposto ao verbo), porque, que. Ex.: Já deve ter chegado, pois saiu há horas. Ex.: Os alunos tomaram chuva, porque chegaram todos molhados. causais (exprimem causa, motivo): porque, visto que, já que, uma vez que, como, etc. Ex.: Gostou da comida, visto que voltou. condicionais (exprimem condição): se, caso, contanto que, desde que, etc. Ex.: Apareça em casa se você voltar à cidade. consecutivas (exprimem resultado, conseqüência): que (precedido de tão, tal, tanto), de modo que, de maneira que, etc. Ex.: Tanto gostou da viagem que quis voltar. comparativas (exprimem comparação): como, que (precedido de mais ou menos), etc. Ex.: Uma é mais bonita que a outra. (o verbo é, no final da frase, está oculto) Ex.: São tão bonitas como as outras. (o verbo são, no final da frase, está oculto) conformativas (exprimem conformidade): como, conforme, segundo, etc. Ex.: Pagou conforme combinou. concessivas (exprimem concessão): embora, se bem que, ainda que, mesmo que, conquanto, etc. que desejasse sua companhia. temporais (exprimem tempo): quando, enquanto, logo que, desde que, assim que, etc. Ex.: Eu já estava em casa quando ela chegou. finais (exprimem finalidade): a fim de que, para que, que, etc. Ex.: Ele trabalhou muito a fim de que pudesse vencer na vida. proporcionais (exprimem proporção): à proporção que, à medida que, etc. Ex.: A enchente aumentava à proporção que a chuva caia. Nos exemplos usamos os conectivos para ligar idéias dentro de uma frase. Mas eles também são usados para ligar frases em um texto. Voltando ao texto 2 teríamos, além dos outros conectivos, o caso de “Porém” e “Portanto” ligando frases. Marcelo deveria fazer o trabalho de português para entregar na segunda-feira. Porém, ele viajou no final de semana e não teve tempo para fazer e entregá-lo a tempo. Portanto, o rapaz não obteve nota. O uso da vírgula também pode ser empregado como conectivo em sustituição a algumas conjunções. Veja em um trecho do texto abaixo: ...ele viajou no final de semana, não teve tempo para fazer... Ex.: Deixei-a ir ainda

estabelecendo uma relação de alternância. e terá um casamento perfeito. com a ocorrência de um dos fatos de uma oração. nem fique na rua até tarde ou faça bagunça na casa.C. . não beba ou jogue. escolha. Nesse caso: ( ) A conjunção ou indica uma sucessão de fatos que se negam entre si.” a. Observe a fala do segundo balão da tirinha A: “Case com um homem que não coma muito. há a exclusão do fato da outra oração estabelecendo uma relação de opção.E Duque de Caxias ProfªMarli Aluno(a)___________________________________________________nº_________ Turma:_______ ____________________________________________________ nº________ TESTE DE PORTUGUÊS 1º BIM Tira A Tira B Tira C 1. ( ) A conjunção ou indica que.

Observe a fala de Filipe na tirinha C: Nenhuma mulher quer me beijar para que eu volte a ser príncipe. A FORMIGA MÁ Já houve. notem! . se eu volto para casa ás 15 horas. em pleno inverno. a. Observe estas falas do Calvin: A mamãe diz que não vê TV quando estou na escola. logo que o tempo o permitisse.. músicos. Qual o sentido estabelecido pelas conjunções em destaque? b. uma formiga má que não soube compreender a cigarra e com dureza a repeliu de sua porta. .são as cigarras da humanidade". Esse gênero discursivo caracteriza-se por apresentar como personagens animais que possuem características humanas. eu deveria poder ver TV até ás 22h3. eu cantava!.Que fazia você durante o bom tempo? .Eu. como de costume. Desesperada. 2. É que faltava na música do mundo o som estridente daquela cigarra. havia cantado sem parar o estio inteiro e o inverno veio encontrá-la desprovida de tudo. constatada na conclusão da história. morta por causa da avereza da formiga.Cantava? Pois dance agora. sem casa onde abrigar-se nem folinha que comesse. Foi isso na Europa.b. entretanto. Faça as adaptações necessárias. invejosa. Mas se a usurária morresse. tinha ódio à cigarra por vê-la querida de todos os seres. suprimindo a conjunção ou. no contexto? 3. certo? a. O texto “A Formiga Má” é uma fábula . A cigarra. __Por isso. Pagaria com juros altos aquela comida de empréstimo.poetas. vagabunda! . Mas a formiga era uma usurária sem entranhas.uns miseráveis restos de comida. pintores. Reescreva o trecho. Essa conjunção poderia ser substituída por a fim de que sem alteração do sentido? Explique.. 1. bateu à porta da formiga e implorou . quem daria pela falta dela? "Os artistas .emprestado.e fechou-lhe a porta no nariz. Resultado: a cigarra ali morreu entanguidinha. Qual a relação de sentido estabelecida pela conjunção em destaque? b. Pode ser escrita em prosa ou em verso e é sustentada sempre por uma lição de moral. . Que outras conjunções teriam o mesmo sentido que por isso e se. escritores .. Como não soubesse cantar. Além disso.. quando a neve recobria o mundo com seu cruel manto de gelo. . e quando voltou a primavera o mundo apresentava um aspecto mais triste.

Geralmente a conjunção pois introduz a idéia de conclusão. O texto “A Formiga Má” foi escrito por Monteiro Lobato . entretanto. Quais são as características do gênero Fábula? b. b. Identifique no texto. uma formiga má que não soube compreender a cigarra e com dureza a repeliu de sua porta. Entre quais ideias é estabelecida essa oposição? 5. que estabelece relação de oposição no nível do texto 6. O autor faz uma releitura da fábula “A cigarra e a formiga” de La Fontaine. Que outras palavras poderiam substituir o pois. Discuta com seu colega e responda: a. Qual é a moral da história? 2. Observe que o quinto parágrafo é introduzido pela conjunção mas. Identifique outros articuladores empregados no texto.a. 4. no interior das orações ou no nível do texto. Observe o emprego desta conjunção nesta passagem do texto: . O sentido estabelecido pelo emprego da conjunção pois. O meio social da formiga é diferente daquele em que vive a cigarra? Que meios são esses e como eles são? d. que no contexto tem o papel de articulador no nível do texto. é de conclusão? Justifique. unindo períodos ou parágrafos. Quais são as características humanas apresentadas pela cigarra e a formiga? c. escritor francês que viveu no século XVII. no contexto? 7. Observe o primeiro parágrafo do texto: Já houve. Qual o sentido estabelecido pela locução conjuntiva logo que? b.Cantava? Pois dance agora. a. nesse caso. Qual o sentido do conectivo entretanto. vagabunda! . Essa conjunção é adversativa e seu papel é estabelecer uma relação de oposição. b. nesse contexto? Explique. 8. outro emprego da conjunção mas. Reescreva a frase substituindo a locução conjuntiva logo que por outros conectivos que apresentem o mesmo sentido no contexto.e fechou-lhe a porta no nariz. Observe a frase: Pagaria com juros altos aquela comida de empréstimo. isto é. O título sugere que o texto é uma fábula? Justifique. As conjunções são mecanismos de coesão textual? Por quê? . logo que o tempo o permitisse a. 3.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful