P. 1
Manual Usuario Volare 12

Manual Usuario Volare 12

|Views: 6.995|Likes:
Publicado porreginadias2

More info:

Published by: reginadias2 on Mar 12, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/04/2014

pdf

text

original

Sections

  • Conhecendo o Volare
  • Vantagens do Volare
  • Configuração Sugerida
  • TCPO 13
  • O que é o TCPO?
  • Composições
  • Custo horário de equipamentos (CHE)
  • Explicação e exemplo prático sobre BDI
  • Cores
  • Códigos dos Insumos e Serviços
  • Organização das Composições
  • Algumas definições
  • Como montar um orçamento
  • Documentos necessários à montagem do orçamento
  • Conhecendo melhor as composições de preços unitários
  • Composições que possuem equipamentos como insumos
  • Exemplo de Planilha Orçamentária de um Prédio
  • Produtividade Variável
  • Importância no contexto atual
  • Definição
  • Pesquisas que serviram de suporte
  • Estudo do consumo unitário de materiais
  • Estudo da produtividade da mão-de-obra
  • Produtividade variável para a mão-de-obra
  • Produtividade variável para os materiais
  • A utilização dos indicadores de produtividade variável
  • Taxa de BDI - Benefícios e Despesas Indiretas
  • Margem Comercial
  • Margem Técnica
  • Conceituação do custo direto
  • Conceituação das despesas indiretas
  • Fórmula de cálculo para contratos de empreitada
  • Fórmula de cálculo para contratos por administração
  • Amplitude da taxa de BDI
  • Instalação
  • Instalação do Volare SQL
  • Instalação em Terminal
  • Instalação Local ou Banco de Dados
  • Instalando o Banco de Dados
  • Registro
  • Executando o Volare pela primeira vez
  • Registrando o Volare
  • Registrando Pela Internet
  • Não tenho acesso à Internet
  • Registrar mais tarde
  • Iniciando o programa
  • Acesso
  • Para personalizar sua senha
  • Menu Ferramentas
  • Remover o Registro dessa máquina
  • Atualização dos módulos liberados
  • Moeda
  • Nome da Empresa
  • Número de Casas Decimais
  • Horas de Trabalho por Mês
  • Selecionar regiões de preços
  • Carregar Arquivo MovPreço até Janeiro/2006
  • Carregar Arquivo MovPreço a partir de Fevereiro/2006
  • Gerar Arquivo MovPreço
  • União de Orçamentos
  • Cadastrar nova região para a obra
  • Selecionar textura de Fundo
  • Calculadora
  • Menu Banco de Dados
  • Configurar Servidor
  • Realizar novo Login
  • Alterar Senha
  • Conectar-se ao Banco de Dados
  • Configurar pasta para Atualização do Sistema
  • Configurar Pasta Comum no Servidor
  • Configurar Diretórios para uso Relatórios Padronizados
  • Configurar diretório para o Suprimentos
  • Configurar Integração com o ConstruCompras
  • Configurar Ambiente do Suprimentos
  • Atualizar Base de Dados (Banco Pini)
  • Instalar BASE EMOP via Internet
  • Menu Importação
  • Importar Planilha
  • Importar Planilha do Orçamento Express
  • Importar Orçamento do Personal Casa
  • Importar Base de Dados Volare 5.2
  • Importar Projeto do AutoPower
  • Importar Projeto do ICAD Plus
  • Salvar Orçamento como Arquivo
  • Salvar Base Customizada
  • Carregar Base de Dados / Orçamento de Arquivo
  • Menu Janela
  • Cascata
  • Lado a Lado Horizontal
  • Lado a Lado Vertical
  • Org.Tudo
  • Menu
  • Obras
  • Bases
  • Cadastros
  • Manutenção de Usuários
  • Segurança e Permissões
  • Cadastro de Unidades
  • Cadastro de índices
  • Iniciando e Inserindo Empreiteiros
  • Cadastro de Estruturas
  • Relatórios
  • Apresentação
  • Como Inserir seu Logotipo nos Relatórios
  • Visualizando os Relatórios no Vídeo
  • Arquivo
  • Formato HTML
  • Formato PADRÃO
  • Ocultar Linhas
  • Exibir Linhas
  • Exportando Relatórios do Volare
  • Bases de Referência
  • Conceito de Bases de Referência
  • Conceitos do Volare Manutenção e Reforma
  • EMOP
  • TCPO10
  • SINAPI
  • Atualização de Preços SINAPI
  • Ferramentas Comuns a todas as Bases de Referência
  • Tipo
  • Nível
  • Classificação
  • Salvar Preços
  • Atualizar Preços
  • Recálculo Geral
  • Atualizar
  • Alterar Taxas
  • Apresentação dos itens
  • Buscando itens na Base Geral
  • Alteração de preços
  • Entrada Rápida de Preços
  • Composições de Serviços
  • Alteração de Preços
  • Carregar arquivo MovPreço até Janeiro/2006
  • Carregar arquivo MovPreço a partir Fevereiro/2006
  • Relatório de Insumos
  • Relatório de Composições
  • Relatório de Composições (Volare 5.2)
  • Relatório de Insumos Componentes
  • Relatório de Preços dos Insumos
  • Relatório de Itens Estruturado Sintético
  • Dúvidas freqüentes sobre Bases de Referência
  • Bases Customizadas
  • Importado90 [Livre(WBS: 1 nível)]
  • Similares Volare 7.0 [TCPO2003(WBS: 4 níveis)]
  • Volare 5.2 [TCPO10(WBS: 3 níveis)]
  • Criando uma nova base
  • Incluir novos itens
  • Alterando as composições
  • Ferramentas Comuns a todas as Bases Customizadas
  • Incluir Novos Itens
  • Palavra Chave
  • Adicionando Itens na Composição
  • Empreitada
  • Alteração de Coeficientes
  • Importar Planilha Excel
  • Verificar Composições
  • Recodificação Automática para Base Customizada
  • Dúvidas freqüentes sobre Bases de Customizadas
  • Memorial
  • Conceito de Memorial
  • Modificando o Memorial da Base Customizada
  • Conteúdo do Serviço
  • Critério de Medição
  • Procedimento Executivo
  • Normas Técnicas
  • Relatórios com as imagens do Memorial
  • Fornecedores
  • Como utilizá-lo
  • Iniciando e Inserindo “Fornecedores”
  • Empreiteiros
  • Iniciando e Inserindo “Empreiteiros”
  • Orçamentos
  • Conceitos básicos
  • Orçamentos de Obras
  • Criando uma obra
  • Criando um Orçamento
  • Editando os dados da Obra
  • Base do Orçamento
  • Incluindo Novos itens
  • Criando um item novo
  • Trazer um item da Base Geral
  • Trazer um item da Base Geral – Volare Manutenção e Reforma
  • Trazer um Item da Base Geral com Estrutura
  • Trazer um Item de um Modelo
  • Trazer um Item de um Modelo com Estrutura
  • Trazer um Item de outro Orçamento
  • Trazer um Item de outro Orçamento com Estrutura
  • Busca por palavra chave
  • Modificando uma Composição
  • Editando Coeficientes
  • Incluindo/excluindo Serviços ou Insumos na Composição
  • Montando as Taxas
  • Taxa diferenciada por tipo de insumo
  • Taxa diferenciada por item
  • Excluindo as Taxas
  • Excluir Itens
  • Alterando Preços dos Insumos e Serviços
  • Edição de Itens
  • Entrada Rápida
  • Mostrar tudo
  • Montando o Orçamento
  • Casa Express – 2 Níveis
  • Livre – 1 Nível
  • Ferramentas
  • Excluir Itens Não Orçados
  • Salvar Itens como Usuário
  • Totalizar Orçamento para o uso do Strato
  • Configura Integração com o Versato
  • Totalizar o orçamento para o uso do Versato
  • Orçamento
  • Entrada Rápida de Quantidades
  • Inserindo quantidades individualmente
  • Itemizando o Orçamento
  • Entrada Rápida de Itemização
  • Itemizando itens individualmente
  • Modificando as associações das Etapas, Atividades e Serviços
  • Edição de itens do Orçamento
  • Excluindo Itens
  • Opções do botão da direita do mouse sobre a Obra
  • Excluir Obra
  • Editar dados gerais da obra
  • Criar novo orçamento
  • Mover obra para a pasta Obras Inativas
  • Opções do botão da direita do mouse sobre o Orçamento
  • Renomear Orçamento
  • Excluir Orçamento
  • Informações Gerais do Orçamento
  • Mover Orçamento
  • Duplicando o Orçamento
  • Criar módulos a partir de orçamentos efetivados
  • Salvando Orçamento como modelo
  • Replanejamento dos itens não executados
  • Fixar Preço final no orçamento
  • Criar padrão para Geração de Cronogramas
  • Editar padrão para geração dos cronogramas
  • Sub-Obras
  • Sub-Obras com vários orçamentos do mesmo Nível (Estrutura)
  • Sub-Obras com vários orçamentos com Níveis (Estrutura) diferentes
  • Relatório Orçamento Sintético Global
  • Relatório Orçamento Analítico
  • Relatório de Curva ABC de insumos
  • Relatório de Curva ABC de Serviços
  • Relatório de Insumos do Orçamento
  • Relatório de Material e Mão de Obra Sintético
  • Relatório de Material e Mão de Obra Analítico
  • Relatório de Material e Mão de Obra Sintético (Volare 5.2)
  • Relatório de Material e Mão de Obra Analítico (Volare 5.2)
  • Relatórios de Relação de Itens Orçados Sintético
  • Relatórios de Relação de Itens Orçados Analítico
  • Relatório de Composição Analítica
  • Planilha Sintética
  • Volexcel
  • Cálculo Normal
  • Arredondar com 2 casas decimais
  • Arredondar para baixo com 2 casas decimais
  • Arredondar para cima com 2 casas decimais
  • Truncar com 2 casas decimais
  • Dúvidas freqüentes sobre Orçamentos
  • Licitações
  • Principais Funções
  • Exportar Orçamento como Planilha Excel
  • Salvar Licitação como Arquivo
  • Planejamento
  • Conceitos Básicos
  • Iniciando o Planejamento
  • Cronograma
  • Criar Padrão de Cronograma
  • Editar Padrão de Cronograma
  • Gerando um Cronograma aplicando Padrão
  • Navegando na janela do Cronograma
  • Modificando o Cronograma
  • Guia Editar
  • Guia Recursos
  • Guia Composição
  • Relatório Quantidade Planejada
  • Relatório Quantidade Planejada Analítica Mensal
  • Cronograma Físico em Mapa
  • Cronograma Financeiro em Mapa
  • Cronograma Físico Financeiro em Mapa
  • Cronograma Financeiro por Período
  • Cronograma por estrutura
  • Gráfico de Gantt de serviços
  • Gráfico de Gantt de serviços Comparativo
  • Exemplo de Relatório de Gráfico de Gantt comparativo
  • Desembolso Planejado por Período
  • Planilha de Cronograma em Mapa
  • Relatório de Previsão de Consumo
  • Relatório de Previsão de Consumo por Período
  • Relatório de Previsão de Despesas por Tipo de Insumo em Mapa
  • Dimensionamento de Equipes em Mapa
  • Compras
  • Ordem de Apresentação
  • Modo de Apresentação
  • Modificando as datas de compra
  • Apagar Programação de Compras
  • Atualizar Programação de Compras
  • Relatórios do Compras
  • Relatório de Programação de Compras
  • Programação de Compras por Período
  • Programação de Compras por Período por Tipo de Insumo em Mapa
  • Suprimentos
  • Ambiente Escritório Central
  • Requisições
  • Incluir Nova Requisição
  • Conversão de Unidades
  • Relatório de Requisições
  • Relatório de Itens da Requisições
  • Relatório de Resumo Quantitativo
  • Relatório Orçado x Requisitado
  • Relatório Orçado x Comprado
  • Relatório Requisitado x Comprado
  • Escritório Central
  • Controle de Requisições
  • Receber Requisições
  • Gerar arquivo para as obras
  • Cotações – Coleta de Preços
  • Incluir Novos Itens da Requisições
  • Itens x Fornecedores
  • Preços
  • Análise da Cotação
  • Gerar Pedido
  • Vencimentos
  • Relatório de Emissão de Coleta
  • Pedidos
  • Incluir Pedido
  • Itens do Pedido
  • Incluir Itens Novos
  • Aprovar Pedido
  • Relatório de Pedidos
  • Relatório de Itens do Pedido
  • Relatório Pedido x Comprado
  • Relatório de Itens Pedidos X Itens Comprados
  • Baixa de Pedidos / Notas Fiscais
  • Incluir Nova Nota Fiscal
  • Editar Dados
  • Baixa por Itens dos Pedidos
  • Taxas/Descontos/Fretes
  • Fechar Nota Fiscal
  • Baixar Pedido
  • Relatório de Notas Fiscais
  • Relatório de Itens da Nota Fiscal
  • Relatório de Itens Pedidos x Comprados
  • Estoque
  • Transferência de Estoque
  • Incluir Nova transferência
  • Aprovar Transferência
  • Incluir Novos itens
  • Recebimento de Materiais
  • Relatório de Movimento de Estoque
  • Relatório de Posição de Estoque
  • Relatório de Planilha de Estoque
  • Ambiente Obras
  • Enviar arquivo para a central
  • Receber arquivo da central
  • Ambiente Escritório com Obras Remotas
  • Controle
  • Iniciando o módulo Controle
  • Insumos Adquiridos
  • Lançando Insumos Adquiridos
  • Apropriação de itens
  • Editando vencimentos
  • Apagar Insumos Adquiridos
  • Definir nível para Apropriação
  • Inventário
  • Apagar Inventário
  • Relatórios do “Insumos Adquiridos”
  • Relatório de Insumos Adquiridos
  • Relatório de Insumos Adquiridos no Período
  • Relatório de Insumos Orçados x Adquiridos
  • Relatório de Insumos Planejados x Adquiridos
  • Relatório de Insumos Orçados x Consumidos
  • Relatório de Insumos Orçados x Apropriados
  • Relatório Orçados x Apropriados
  • Relatório Realizado x Apropriado
  • Relatório de Coeficiente de Consumo
  • Relatório de Inventário / Planilha / Quantitativo
  • Medição Diária
  • Base da Medição
  • Criar um item Novo
  • Trazer um item da Base de Dados
  • Incluindo Serviços ou Insumos na Composição
  • Montar Medição
  • Planilha de Medição
  • Apagar Medição Diária
  • Relatório de Medição Diária
  • Relatório Orçado X Realizado
  • Relatório Orçado X Realizado Acumulado em Mapa
  • Acompanhamento de Itens Orçados
  • Planilha para Medição Diária
  • Relatório Planejado X Realizado, Sintético e Detalhado
  • Medições
  • Planilha de Medições
  • Iniciando o módulo Medições
  • Gerando o Medições
  • Criar nova planilha
  • Montar Planilha
  • Registrando as Medições
  • Relatório de Medições (Sintético e Analítico)
  • Relatório de Medição Base
  • Relatório de Medição Reajustada
  • Planilha para Medições
  • Relatório de Autorização de Pagamento
  • Iniciando o Módulo de Análise Econômica e Financeira
  • Desempenho Financeiro
  • Plano de Contas
  • Previsto
  • Baixas
  • Real
  • Incluindo novos itens
  • Relatórios “Desempenho Financeiro”
  • Relatório Previsto
  • Relatório Realizado
  • Relatório Baixas de Previstos

Manual do Usuário

Volare 12

Pini
Este documento é de propriedade de Pini. Não é permitido, no todo ou em parte, ser copiado, foto copiado, reproduzido, reduzido a qualquer meio eletrônico ou forma legível por máquina, sem a autorização escrita da Pini. Esta se reserva por outro lado, o direito de alterar o seu conteúdo e forma sem qualquer aviso prévio. Pini

Rua Anhaia, 964 – Bom Retiro

São Paulo - SP - Cep: 01130-900

Fones: 2173-2400 (São Paulo) ou Fax: (011) 2173-2425

0800 707 6055 (Outras Localidades) E-mail: suporte@pini.com.br

Web: www.piniweb.com

Revisado em: SETEMBRO / 2010

Sumário
Conhecendo o Volare
Vantagens do Volare......................................................................................................... 1 Configuração Sugerida ..................................................................................................... 1 O que é o TCPO? ...............................................................................................................2 Composições .........................................................................................................3 Custo horário de equipamentos (CHE) .............................................................3 Explicação e exemplo prático sobre BDI ........................................................3 Cores.....................................................................................................................3 Códigos dos Insumos e Serviços .......................................................................4 Organização das Composições ...........................................................................5 Algumas definições .............................................................................................6 Como montar um orçamento ............................................................................................6 Documentos necessários à montagem do orçamento .....................................7 Conhecendo melhor as composições de preços unitários ............................................8 Composições que possuem equipamentos como insumos ................................8 Exemplo de Planilha Orçamentária de um Prédio ....................................................... 10 Produtividade Variável ................................................................................................... 17 Importância no contexto atual ....................................................................... 17 Definição .......................................................................................................................... 18 Pesquisas que serviram de suporte................................................................. 19 Estudo do consumo unitário de materiais ...................................................... 19 Estudo da produtividade da mão-de-obra ..................................................... 21 Produtividade variável para a mão-de-obra .................................................. 21 Produtividade variável para os materiais ..................................................... 22 A utilização dos indicadores de produtividade variável ............................. 22 Taxa de BDI - Benefícios e Despesas Indiretas ...................................................... 23 Margem Comercial ........................................................................................... 24 Margem Técnica ............................................................................................... 24 Conceituação do custo direto ......................................................................... 25 Conceituação das despesas indiretas ............................................................ 27 Fórmula de cálculo para contratos de empreitada ...................................... 37 Fórmula de cálculo para contratos por administração ................................ 37 Amplitude da taxa de BDI .............................................................................. 38 Instalação do Volare SQL ............................................................................................ 52 Instalação em Terminal................................................................................... 55 Instalação Local ou Banco de Dados ............................................................. 56 Instalando o Banco de Dados. ........................................................................ 58 Executando o Volare pela primeira vez ....................................................................... 61
Sumário • i

1

TCPO 13

2

Instalação

52

Registro

61

Volare 12 - Manual do Usuário

Registrando o Volare ..................................................................................................... 62 Registrando Pela Internet .............................................................................. 63 Não tenho acesso à Internet ......................................................................... 65 Registrar mais tarde ....................................................................................... 66

Iniciando o programa

ii • Sumário

Acesso ............................................................................................................................. 67 Para personalizar sua senha ........................................................................... 68 Menu Ferramentas ........................................................................................................ 68 Remover o Registro dessa máquina ............................................................... 69 Atualização dos módulos liberados................................................................ 70 Moeda ................................................................................................................ 70 Nome da Empresa ............................................................................................. 71 Número de Casas Decimais .............................................................................. 71 Horas de Trabalho por Mês............................................................................. 71 Selecionar regiões de preços ......................................................................... 72 Carregar Arquivo MovPreço até Janeiro/2006........................................... 73 Carregar Arquivo MovPreço a partir de Fevereiro/2006 .......................... 74 Gerar Arquivo MovPreço ................................................................................. 75 União de Orçamentos ...................................................................................... 76 Cadastrar nova região para a obra ................................................................ 78 Selecionar textura de Fundo ......................................................................... 79 Calculadora........................................................................................................ 79 Menu Banco de Dados ................................................................................................... 80 Configurar Servidor ........................................................................................ 80 Realizar novo Login .......................................................................................... 80 Alterar Senha.................................................................................................... 81 Conectar-se ao Banco de Dados ...................................................................... 81 Configurar pasta para Atualização do Sistema ............................................ 81 Configurar Pasta Comum no Servidor ............................................................ 81 Configurar Diretórios para uso Relatórios Padronizados............................ 81 Configurar diretório para o Suprimentos ..................................................... 82 Configurar Integração com o ConstruCompras ........................................... 82 Configurar Ambiente do Suprimentos .......................................................... 83 Atualizar Base de Dados (Banco Pini) ........................................................... 83 Instalar BASE EMOP via Internet................................................................ 84 Menu Importação .......................................................................................................... 85 Importar Planilha ............................................................................................. 85 Importar Planilha do Orçamento Express .................................................... 87 Importar Orçamento do Personal Casa ........................................................ 88 Importar Base de Dados Volare 5.2.............................................................. 89 Importar Projeto do AutoPower..................................................................... 91 Importar Projeto do ICAD Plus ..................................................................... 93 Salvar Orçamento como Arquivo ................................................................... 95 Salvar Base Customizada ................................................................................ 96 Carregar Base de Dados / Orçamento de Arquivo...................................... 97 Menu Janela ................................................................................................................... 99 Cascata .............................................................................................................. 99 Lado a Lado Horizontal ................................................................................... 99 Lado a Lado Vertical ........................................................................................ 99 Org.Tudo ........................................................................................................... 99 Menu ................................................................................................................................ 99 Obras ................................................................................................................100 Bases.................................................................................................................100
Volare 12 - Manual do Usuário

67

Cadastros ......................................................................................................... 101 Manutenção de Usuários ................................................................................ 101 Segurança e Permissões.................................................................................102 Cadastro de Unidades ....................................................................................103 Cadastro de índices ........................................................................................104 Fornecedores...................................................................................................106 Empreiteiros ....................................................................................................108 Iniciando e Inserindo Empreiteiros .............................................................108 Cadastro de Estruturas .................................................................................109

Relatórios

Apresentação ................................................................................................................ 113 Como Inserir seu Logotipo nos Relatórios................................................... 116 Visualizando os Relatórios no Vídeo ........................................................................... 116 Arquivo ............................................................................................................. 117 Formato HTML ................................................................................................ 117 Formato PADRÃO ........................................................................................... 118 Ocultar Linhas ................................................................................................. 119 Exibir Linhas .................................................................................................... 119 Exportando Relatórios do Volare ............................................................................... 119 Conceito de Bases de Referência ............................................................................... 121 TCPO 13 .........................................................................................................................122 Conceitos do Volare Manutenção e Reforma ............................................................123 EMOP ..............................................................................................................................124 TCPO10 ..........................................................................................................................125 SINAPI ..........................................................................................................................126 Atualização de Preços SINAPI ....................................................................126 Ferramentas Comuns a todas as Bases de Referência ............................................128 Tipo ...................................................................................................................128 Nível ..................................................................................................................128 Classificação ....................................................................................................130 Salvar Preços ................................................................................................... 131 Atualizar Preços ..............................................................................................132 Recálculo Geral ................................................................................................133 Atualizar ..........................................................................................................133 Alterar Taxas ..................................................................................................134 Apresentação dos itens .................................................................................134 Buscando itens na Base Geral........................................................................135 Alteração de preços .......................................................................................136 Entrada Rápida de Preços ..............................................................................137 Composições de Serviços ...............................................................................138 Ferramentas .................................................................................................... 141 Cadastro de Unidades .................................................................................... 141 Alteração de Preços .......................................................................................142 Carregar arquivo MovPreço até Janeiro/2006...........................................142 Carregar arquivo MovPreço a partir Fevereiro/2006 ...............................143 Relatórios ......................................................................................................................145 Relatório de Insumos .....................................................................................145 Relatório de Composições ..............................................................................147 Relatório de Composições (Volare 5.2) ........................................................149 Relatório de Insumos Componentes ............................................................. 151
Sumário • iii

113

Bases de Referência

121

Volare 12 - Manual do Usuário

Relatório de Preços dos Insumos .................................................................152 Relatório de Itens Estruturado Sintético ..................................................153 Dúvidas freqüentes sobre Bases de Referência ......................................................154

Bases Customizadas

Apresentação ................................................................................................................155 Importado90 [Livre(WBS: 1 nível)] ...........................................................................156 Similares Volare 7.0 [TCPO2003(WBS: 4 níveis)] ..................................................157 Volare 5.2 [TCPO10(WBS: 3 níveis)] .........................................................................158 Criando uma nova base .................................................................................................159 Incluir novos itens .......................................................................................... 161 Alterando as composições .............................................................................167 Ferramentas Comuns a todas as Bases Customizadas............................................. 171 Tipo ................................................................................................................... 171 Nível .................................................................................................................. 171 Classificação ....................................................................................................173 Incluir Novos Itens ........................................................................................174 Palavra Chave ................................................................................................... 181 Adicionando Itens na Composição ................................................................182 Salvar Preços ...................................................................................................185 Atualizar Preços ..............................................................................................186 Recálculo Geral ................................................................................................187 Atualizar ..........................................................................................................187 Alterar Taxas ..................................................................................................188 Apresentação dos itens .................................................................................188 Alteração de preços .......................................................................................189 Composições de Serviços ...............................................................................192 Ferramentas ....................................................................................................194 Empreitada.......................................................................................................195 Cadastro de Unidades ....................................................................................196 Alteração de Preços .......................................................................................197 Alteração de Coeficientes .............................................................................198 Importar Planilha Excel .................................................................................198 Carregar arquivo MovPreço até Janeiro/2006.......................................... 204 Carregar Arquivo MovPreço a partir de Fevereiro/2006 ........................ 205 Verificar Composições .................................................................................. 206 Recodificação Automática para Base Customizada................................... 207 Relatórios ..................................................................................................................... 208 Relatório de Insumos .................................................................................... 208 Relatório de Composições ..............................................................................210 Relatório de Composições (Volare 5.2) ........................................................212 Relatório de Insumos Componentes .............................................................214 Relatório de Preços dos Insumos .................................................................216 Relatório de Itens Estruturado Sintético ..................................................218 Dúvidas freqüentes sobre Bases de Customizadas .................................................219 Conceito de Memorial ..................................................................................................221 Modificando o Memorial da Base Customizada ....................................................... 222 Conteúdo do Serviço ................................................................................................... 224 Critério de Medição .................................................................................................... 224 Procedimento Executivo ............................................................................................. 225 Normas Técnicas ......................................................................................................... 226
Volare 12 - Manual do Usuário

155

Memorial

221

iv • Sumário

Relatórios com as imagens do Memorial ................................................................... 227

Fornecedores

Como utilizá-lo.............................................................................................................. 229 Iniciando e Inserindo “Fornecedores” ........................................................ 229 Iniciando e Inserindo “Empreiteiros” ..........................................................231

229

Empreiteiros Orçamentos

231 233

Volare 12 - Manual do Usuário

Conceitos básicos ........................................................................................................ 233 Orçamentos de Obras................................................................................................. 234 Criando uma obra ........................................................................................... 235 Criando um Orçamento .................................................................................. 236 Editando os dados da Obra .......................................................................... 237 Base do Orçamento ..................................................................................................... 238 Incluindo Novos itens .................................................................................... 239 Criando um item novo .................................................................................... 239 Trazer um item da Base Geral ..................................................................... 245 Trazer um item da Base Geral – Volare Manutenção e Reforma ............ 249 Trazer um Item da Base Geral com Estrutura .......................................... 253 Trazer um Item de um Modelo .................................................................... 254 Trazer um Item de um Modelo com Estrutura .......................................... 254 Trazer um Item de outro Orçamento ......................................................... 256 Trazer um Item de outro Orçamento com Estrutura .............................. 257 Busca por palavra chave ................................................................................ 258 Modificando uma Composição ....................................................................... 259 Editando Coeficientes ....................................................................................261 Incluindo/excluindo Serviços ou Insumos na Composição........................ 263 Alterar Taxas ................................................................................................. 265 Montando as Taxas ........................................................................................ 266 Taxa diferenciada por tipo de insumo ........................................................ 267 Taxa diferenciada por item .......................................................................... 268 Excluindo as Taxas ........................................................................................ 270 Excluir Itens .................................................................................................. 272 Alterando Preços dos Insumos e Serviços ................................................. 273 Edição de Itens .............................................................................................. 275 Entrada Rápida ............................................................................................... 276 Salvar Preços .................................................................................................. 277 Recálculo Geral ............................................................................................... 277 Mostrar tudo .................................................................................................. 277 Atualizar ......................................................................................................... 278 Montando o Orçamento ................................................................................. 278 Casa Express – 2 Níveis ................................................................................ 284 Livre – 1 Nível ................................................................................................. 286 Ferramentas ................................................................................................................. 289 Empreitada...................................................................................................... 290 Excluir Itens Não Orçados .......................................................................... 292 Salvar Itens como Usuário ........................................................................... 292 Alteração de Preços ...................................................................................... 293 Alteração de Coeficientes ............................................................................ 293 Carregar Arquivo MovPreço até Janeiro/2006......................................... 295 Carregar Arquivo MovPreço a partir de Fevereiro/2006 ........................ 296
Sumário • v

vi • Sumário

Totalizar Orçamento para o uso do Strato................................................ 297 Configura Integração com o Versato ...........................................................301 Totalizar o orçamento para o uso do Versato.............................................301 Calculadora.......................................................................................................301 Orçamento .................................................................................................................... 303 Entrada Rápida de Quantidades .................................................................. 304 Inserindo quantidades individualmente ...................................................... 305 Alterar Taxas ................................................................................................. 306 Montando as Taxas ........................................................................................ 306 Taxa diferenciada por tipo de insumo ........................................................ 307 Taxa diferenciada por item .......................................................................... 308 Excluindo as Taxas .........................................................................................310 Recálculo Geral ................................................................................................312 Atualizar ..........................................................................................................312 Itemizando o Orçamento ...............................................................................313 Entrada Rápida de Itemização ......................................................................314 Itemizando itens individualmente ................................................................315 Modificando as associações das Etapas, Atividades e Serviços. .............316 Edição de itens do Orçamento ......................................................................317 Excluindo Itens ...............................................................................................318 Opções do botão da direita do mouse sobre a Obra .................................319 Excluir Obra ....................................................................................................319 Editar dados gerais da obra ......................................................................... 320 Criar novo orçamento .....................................................................................321 Mover obra para a pasta Obras Inativas ................................................... 322 Opções do botão da direita do mouse sobre o Orçamento ...................... 323 Renomear Orçamento .................................................................................... 323 Excluir Orçamento......................................................................................... 323 Informações Gerais do Orçamento ............................................................. 324 Mover Orçamento .......................................................................................... 324 Duplicando o Orçamento ............................................................................... 325 Criar módulos a partir de orçamentos efetivados .................................... 325 Salvando Orçamento como modelo .............................................................. 326 Salvar Orçamento como Arquivo ................................................................. 327 Replanejamento dos itens não executados ................................................. 328 Ferramentas ................................................................................................................. 328 Fixar Preço final no orçamento.................................................................... 329 Criar padrão para Geração de Cronogramas .............................................. 330 Editar padrão para geração dos cronogramas ........................................... 333 Sub-Obras .................................................................................................................... 334 Sub-Obras com vários orçamentos do mesmo Nível (Estrutura) ............ 335 Sub-Obras com vários orçamentos com Níveis (Estrutura) diferentes 338 Relatórios ......................................................................................................................341 Relatório Orçamento Sintético Global.........................................................341 Relatório Orçamento Analítico .................................................................... 343 Relatório de Curva ABC de insumos ............................................................ 346 Relatório de Curva ABC de Serviços ........................................................... 347 Relatório de Insumos do Orçamento .......................................................... 349 Relatório de Material e Mão de Obra Sintético ........................................351 Relatório de Material e Mão de Obra Analítico ........................................ 353 Relatório de Material e Mão de Obra Sintético (Volare 5.2) ................ 355 Relatório de Material e Mão de Obra Analítico (Volare 5.2) .................. 357 Relatórios de Relação de Itens Orçados Sintético .................................. 359 Relatórios de Relação de Itens Orçados Analítico ................................... 360
Volare 12 - Manual do Usuário

Relatório de Insumos Componentes ............................................................ 362 Relatório de Composição Analítica .............................................................. 364 Planilha Sintética ........................................................................................... 365 Memorial.......................................................................................................... 367 Volexcel......................................................................................................................... 368 Cálculo Normal................................................................................................ 368 Arredondar com 2 casas decimais ............................................................... 368 Arredondar para baixo com 2 casas decimais ........................................... 369 Arredondar para cima com 2 casas decimais ............................................. 369 Truncar com 2 casas decimais ..................................................................... 369 Licitações ........................................................................................................ 369 Dúvidas freqüentes sobre Orçamentos.....................................................................371

Licitações

Principais Funções ....................................................................................................... 373 Como utilizá-lo.............................................................................................................. 374 Menu Ferramentas ...................................................................................................... 376 Exportar Orçamento como Planilha Excel .................................................. 376 Salvar Licitação como Arquivo ..................................................................... 376 Relatórios ..................................................................................................................... 378 Conceitos Básicos ........................................................................................................ 379 Iniciando o Planejamento .............................................................................. 380 Cronograma................................................................................................................... 382 Criar Padrão de Cronograma......................................................................... 383 Editar Padrão de Cronograma ...................................................................... 384 Gerando um Cronograma aplicando Padrão ................................................. 385 Navegando na janela do Cronograma ........................................................... 385 Modificando o Cronograma ........................................................................... 388 Guia Editar ...................................................................................................... 389 Guia Recursos ................................................................................................. 397 Guia Composição ............................................................................................. 397 Relatórios ..................................................................................................................... 398 Relatório Quantidade Planejada .................................................................. 398 Relatório Quantidade Planejada Analítica Mensal .................................... 400 Cronograma Físico em Mapa ..........................................................................401 Cronograma Financeiro em Mapa ................................................................. 402 Cronograma Físico Financeiro em Mapa ...................................................... 403 Cronograma Financeiro por Período ............................................................ 404 Cronograma por estrutura ............................................................................ 405 Gráfico de Gantt de serviços ....................................................................... 407 Gráfico de Gantt de serviços Comparativo ................................................ 408 Exemplo de Relatório de Gráfico de Gantt comparativo.......................... 408 Desembolso Planejado por Período .............................................................. 409 Planilha de Cronograma em Mapa ..................................................................410 Relatório de Previsão de Consumo ................................................................ 411 Relatório de Previsão de Consumo por Período ...........................................413 Relatório de Previsão de Despesas por Tipo de Insumo em Mapa ...........414 Dimensionamento de Equipes em Mapa ........................................................415 Compras..........................................................................................................................417 Ordem de Apresentação ................................................................................418 Modo de Apresentação ..................................................................................418
Sumário • vii

373

Planejamento

379

Volare 12 - Manual do Usuário

Modificando as datas de compra ..................................................................419 Menu Ferramentas ......................................................................................... 420 Apagar Programação de Compras ................................................................ 420 Atualizar Programação de Compras............................................................. 420 Relatórios do Compras .................................................................................................421 Relatório de Programação de Compras ........................................................421 Programação de Compras por Período ......................................................... 423 Programação de Compras por Período por Tipo de Insumo em Mapa ..... 424

Suprimentos

viii • Sumário

Conceitos Básicos ........................................................................................................ 425 Ambiente Escritório Central...................................................................................... 426 Orçamento ...................................................................................................... 427 Planejamento .................................................................................................. 427 Requisições ................................................................................................................... 429 Incluir Nova Requisição..................................................................................431 Conversão de Unidades ................................................................................. 438 Relatórios ........................................................................................................ 440 Relatório de Requisições ................................................................................441 Relatório de Itens da Requisições ............................................................... 442 Relatório de Resumo Quantitativo .............................................................. 443 Relatório Orçado x Requisitado ................................................................... 444 Relatório Orçado x Comprado ...................................................................... 445 Relatório Requisitado x Comprado............................................................... 445 Escritório Central........................................................................................................ 445 Controle de Requisições.............................................................................................. 446 Receber Requisições ...................................................................................... 448 Gerar arquivo para as obras ......................................................................... 449 Transferência de Estoque ............................................................................ 450 Cotações – Coleta de Preços ...................................................................................... 452 Incluir Novos Itens da Requisições ............................................................ 453 Incluir Novos Itens ....................................................................................... 454 Conversão de Unidades ................................................................................. 456 Itens x Fornecedores ................................................................................... 458 Preços .............................................................................................................. 459 Entrada Rápida de Preços ............................................................................. 460 Análise da Cotação ......................................................................................... 462 Gerar Pedido ................................................................................................... 464 Vencimentos.................................................................................................... 464 Gerar Pedido ................................................................................................... 466 Vencimentos.................................................................................................... 466 Relatórios ........................................................................................................ 468 Relatório de Emissão de Coleta ................................................................... 468 Relatório de Resumo Quantitativo .............................................................. 469 Pedidos .......................................................................................................................... 470 Incluir Pedido ..................................................................................................471 Itens do Pedido .............................................................................................. 473 Incluir Itens Novos ....................................................................................... 474 Vencimentos.................................................................................................... 476 Aprovar Pedido ............................................................................................... 478 Relatórios ........................................................................................................ 478 Relatório de Pedidos ...................................................................................... 479 Relatório de Itens do Pedido ....................................................................... 480 Relatório de Resumo Quantitativo ...............................................................481
Volare 12 - Manual do Usuário

425

Relatório Pedido x Comprado ....................................................................... 482 Relatório de Itens Pedidos X Itens Comprados ........................................ 483 Baixa de Pedidos / Notas Fiscais .............................................................................. 484 Incluir Nova Nota Fiscal ............................................................................... 484 Editar Dados ................................................................................................... 486 Incluir Novos Itens ....................................................................................... 486 Baixa por Itens dos Pedidos ......................................................................... 488 Taxas/Descontos/Fretes ..............................................................................491 Vencimentos.....................................................................................................491 Fechar Nota Fiscal ........................................................................................ 493 Baixar Pedido.................................................................................................. 494 Relatórios ........................................................................................................ 497 Relatório de Notas Fiscais ........................................................................... 497 Relatório de Itens da Nota Fiscal ............................................................... 498 Relatório de Resumo Quantitativo .............................................................. 500 Relatório de Itens Pedidos x Comprados ....................................................501

Estoque

Transferência de Estoque .......................................................................................... 502 Incluir Nova transferência ........................................................................... 503 Incluir Novos Itens ....................................................................................... 503 Aprovar Transferência ................................................................................. 504 Estoque ......................................................................................................................... 504 Incluir Novos itens ........................................................................................ 505 Recebimento de Materiais ............................................................................ 507 Relatórios ........................................................................................................ 508 Relatório de Movimento de Estoque............................................................ 509 Relatório de Posição de Estoque ...................................................................510 Relatório de Planilha de Estoque .................................................................. 511 Ambiente Obras ...........................................................................................................512 Enviar arquivo para a central ........................................................................513 Receber arquivo da central. ..........................................................................514 Ambiente Escritório com Obras Remotas.................................................................516 Conceitos Básicos .........................................................................................................517 Iniciando o módulo Controle........................................................................................518 Insumos Adquiridos ......................................................................................................519 Lançando Insumos Adquiridos ...................................................................... 520 Apropriação de itens ..................................................................................... 523 Editando vencimentos ................................................................................... 525 Menu Ferramentas ......................................................................................... 526 Apagar Insumos Adquiridos ......................................................................... 527 Definir nível para Apropriação ..................................................................... 527 Calculadora...................................................................................................... 527 Inventário ....................................................................................................... 527 Apagar Inventário.......................................................................................... 528 Relatórios do “Insumos Adquiridos” ......................................................................... 529 Relatório de Insumos Adquiridos ................................................................ 529 Relatório de Insumos Adquiridos no Período ............................................. 530 Relatório de Insumos Orçados x Adquiridos ..............................................531 Relatório de Insumos Planejados x Adquiridos ......................................... 533 Relatório de Insumos Orçados x Consumidos ............................................ 534
Sumário • ix

502

Controle

517

Volare 12 - Manual do Usuário

Relatório de Insumos Orçados x Apropriados........................................... 535 Relatório Orçados x Apropriados ................................................................ 536 Relatório Realizado x Apropriado ................................................................ 537 Relatório de Coeficiente de Consumo ......................................................... 538 Relatório de Inventário / Planilha / Quantitativo ................................. 540 Medição Diária ..............................................................................................................541 Base da Medição ............................................................................................ 542 Incluir Novos itens ........................................................................................ 542 Criar um item Novo ........................................................................................ 543 Trazer um item da Base de Dados .............................................................. 546 Trazer um Item da Base Geral com Estrutura ...........................................551 Trazer um Item de um Modelo .................................................................... 552 Trazer um Item de um Modelo com Estrutura .......................................... 552 Trazer um Item de outro Orçamento ......................................................... 553 Trazer um Item de outro Orçamento com Estrutura .............................. 553 Incluindo Serviços ou Insumos na Composição .......................................... 554 Excluindo Itens .............................................................................................. 554 Excluir Itens .................................................................................................. 555 Atualizar ......................................................................................................... 555 Alterar Taxas ................................................................................................. 555 Montando as Taxas ........................................................................................ 556 Taxa diferenciada por tipo de insumo ........................................................ 557 Taxa diferenciada por item .......................................................................... 558 Recálculo Geral ............................................................................................... 560 Montar Medição ..............................................................................................561 Planilha de Medição ....................................................................................... 562 Modo de Apresentação ................................................................................. 563 Excluir Itens .................................................................................................. 563 Atualizar ......................................................................................................... 563 Alterar Taxas ................................................................................................. 563 Recálculo Geral ............................................................................................... 563 Menu Ferramentas ......................................................................................... 563 Apagar Medição Diária .................................................................................. 564 Calculadora...................................................................................................... 564 Relatórios ..................................................................................................................... 565 Relatório de Medição Diária ......................................................................... 565 Relatório Orçado X Realizado ...................................................................... 567 Relatório Orçado X Realizado Acumulado em Mapa ................................. 568 Acompanhamento de Itens Orçados ........................................................... 569 Planilha para Medição Diária ........................................................................ 570 Relatório Planejado X Realizado, Sintético e Detalhado ..........................571

Medições

x • Sumário

Conceitos Básicos ........................................................................................................ 573 Planilha de Medições ................................................................................................... 574 Iniciando o módulo Medições ....................................................................... 574 Gerando o Medições ...................................................................................... 575 Excluir Itens .................................................................................................. 577 Criar nova planilha.......................................................................................... 578 Montar Planilha............................................................................................... 579 Registrando as Medições .............................................................................. 580 Ferramentas ....................................................................................................581 Cadastro de índices ........................................................................................581 Calculadora...................................................................................................... 582
Volare 12 - Manual do Usuário

573

................................................. 595 Menu Ferramentas ............................................................. 594 Real ........................................ 593 Incluindo novos itens ......................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................591 Plano de Contas ...................................................................... 589 Iniciando o Módulo de Análise Econômica e Financeira............................................................................ 583 Relatório de Medições (Sintético e Analítico) ....................................... 583 Relatório de Medição Base ...................................................................................................................... 592 Previsto ......................................Relatórios ..............................................................................Manual do Usuário Sumário • xi ................................................................................................................................................................................. 590 Desempenho Financeiro .............................................. 585 Planilha para Medições ............................................ 597 Relatório Realizado ............................................................................................... 588 Análise Econômica e Financeira Conceitos Básicos ................................. 598 Relatório Baixas de Previstos ...................... 598 589 Volare 12 .. 597 Relatório Previsto .................................................................... 587 Relatório de Autorização de Pagamento.... 596 Calculadora........ 593 Baixas ............................................................ 592 Incluindo novos itens .................... 595 Incluindo novos itens ..................................................................................................................................................... 596 Relatórios “Desempenho Financeiro” .................................... 584 Relatório de Medição Reajustada ..................................................................................................................

Conhecendo o Volare
Vantagens do Volare
O Volare é um sistema integrado dirigido especialmente à administração de obras de construção civil.
Trata-se de um aplicativo criado e comercializado pela PINI. O Volare 12 contribui decisivamente para a eliminação dos desperdícios de tempo, papel e materiais pelas empresas de engenharia na administração de obras.

O programa tem como base de dados o TCPO 13, da Editora Pini, além de incluir um importante recurso que permite que o usuário separe os serviços/insumos inclusos por ele daqueles existentes no Banco de Dados do Volare (TCPO-13).

Esta versão substitui as anteriores do Volare, bem como todas as versões do SICC (Sistema Integrado para Construção Civil); software desenvolvido pela Pini durante o período de 1984 a 1993, que foi substituído pelo Volare 1.0.

Configuração Sugerida
Para rodar o Volare, é recomendável que o seu microcomputador tenha no mínimo: Microprocessador Pentium IV ou superior;

Para o software Volare winchester com espaço disponível de 2 GB; Monitor colorido padrão VGA ou superior, resolução 1024 x 768; 1 GB de memória RAM; Mouse; Drive de CD Rom;

Excel 2000 ou superior;

Requer ambiente Windows 98 2ª Edição ou Superior, Windows NT 4.0 SP 4, Windows 2000/XP ou Windows Vista.

Volare 12 - Manual do Usuário

Conhecendo o Volare • 1

TCPO 13
O que é o TCPO?
O TCPO - Tabela de Composições de Preços para Orçamentos - é uma base de dados onde o usuário pode encontrar as quantidades de insumos necessárias para fazer uma unidade de serviço de obra. Estes dados são imprescindíveis na montagem do orçamento.

Produtividade Variável

Nesta versão, o TCPO conta com um estudo que detalha os coeficientes de consumo de mão-de-obra e materiais para diferentes características dos serviços e condições de gestão e de organização. Estes dados estão apresentados no final das divisões 3, 4 e 9, no item “Produtividade Variável”, para os seguintes serviços:

A análise da produtividade variável ajuda os profissionais que querem aproximar o resultado do orçamento daquele realmente obtido durante a obra. O usuário pode, portanto, fazer o tradicional uso das composições indicadas na primeira parte onde estão as composições, ou, caso deseje alterar os desempenhos contemplados, fazer uso dos estudos de produtividade variável, adotando os indicadores mostrados na segunda parte.

2 • TCPO 13

Volare 12 - Manual do Usuário

Composições

O TCPO 13 foi totalmente revisado o que contou com a inclusão de novas composições, atualização de coeficientes, maior detalhamento na especificação de serviços e insumos, dentre outras alterações.

Os serviços e insumos estão com especificação mais completa, o que facilita a montagem do memorial descritivo e posteriormente dos pedidos de compra. Junto das composições são apresentados procedimentos de execução, normas técnicas e critérios para medição de serviços, bem como citações que remetem para os livros técnicos complementares: “A Técnica de Edificar”, de Walid Yazigi e “Caderno de Encargos”, de Milber Guedes.

Custo horário de equipamentos (CHE)

Nesta versão do TCPO 13 a atualização tecnológica das máquinas e equipamentos da Divisão 22 e conseqüente recálculo de todos os coeficientes de consumo nas composições onde estes equipamentos são utilizados.

Explicação e exemplo prático sobre BDI

Apresentação dos itens que devem ser considerados e exemplo prático de cálculo da taxa mais importante dos contratos, a taxa de BDI - Benefício e Despesas Indiretas.

Cores

Cada capítulo possui uma cor diferente na margem superior para facilitar a localização das divisões.

Volare 12 - Manual do Usuário

TCPO 13 • 3

A codificação apresentada no TCPO 13 está estruturada em 4 níveis de especificação, para a correta identificação do item e conexão direta com todos os produtos e sistemas da Pini. Os níveis estão separados por ponto (.). São eles:

Códigos dos Insumos e Serviços

Nível 1 - Codificação com base na Classificação Pini. Nível 2 – Informa com que tipo de informação está trabalhando:

0 – Mão-de-obra - trata-se de mão-de-obra própria da construtora.

1 – Empreitada - refere-se à contratação de um serviço considerando a mão -de -obra de execução ou instalação de uma parte da obra ou da obra como um todo, inclusive ficando por conta do contratado os equipamentos e ferramentas envolvidos. 2 – Verba – é um valor estimado de itens ainda não definidos em projeto ou que não se enquadram em nenhuma das classificações anteriores. Por ex. taxas de prefeitura. 3 – Material – refere-se à aquisição do material. 5 – Equipamentos (aquisição) - código referente à aquisição de máquinas e equipamentos.

6 – Serviços (material+mão-de-obra) - significa que o serviço é contratado com preço fechado por unidade de serviço, ou seja, no preço do serviço já estão inclusos material e mão-de-obra e por este motivo que o coeficiente de consumo é igual a 1,00. Exemplo de serviço onde este conceito é aplicado: forro de gesso acartonado. 7 – Equipamentos (locação) - código referente à locação de máquinas e equipamentos.

8 – Serviços de construção em geral - é o serviço-título da composição. Dentro destas composições estão apresentados os consumos de mão-de-obra, materiais e equipamentos necessários para executar uma unidade de serviço. 9 – Custo horário de equipamentos – são composições de custo para hora produtiva e improdutiva de máquinas e equipamentos. Nas composições de hora produtiva levam-se em conta todos os insumos necessários para sua

4 • TCPO 13

Volare 12 - Manual do Usuário

operação (combustível, pneus, manutenção, mão-de-obra) além da depreciação e os juros do capital (remuneração). Nas composições de horas improdutivas são consideradas apenas a depreciação, os juros do capital e a mão de obra, que seria o custo da hora parada do equipamento. 10 – Depreciação do equipamento (utilizado em composições da divisão 22). 11 – Juros do capital (utilizado em composições da divisão 22). 12 – Manutenção do equipamento (utilizado em composições da divisão 22). Nível 3 - Descrição genérica do item. Nível 4 - Detalhamento das características deste item.

Organização das Composições

As composições estão organizadas de acordo com a Classificação Pini, o que possibilita a correta identificação do item e conexão direta com os demais produtos da Pini, como revistas, softwares e sistemas de internet. As divisões da Classificação Pini são as seguintes:

00 - Informações Introdutórias sobre o projeto 01 - Requisitos gerais 03 - Concreto 02 - Canteiro de Obra e Materiais Básicos 04 - Vedações Internas e Externas 05 - Componentes Metálicos 06 - Madeiras e Plásticos

07 - Impermeabilização, Isolação Térmica e Cobertura 08 - Portas, Janelas e Vidros 09 - Acabamentos

10 - Produtos Especiais ou Sob Encomenda 11 - Equipamentos para Fins Especiais 12 - Mobiliário e Decoração

13 - Módulos e Sistemas Especiais de Construção 14 - Sistemas de Transporte 15 - Sistemas Hidráulicos e Mecânicos

16 - Sistemas Elétricos e de Comunicação 22 - Máquinas, Veículos e Equipamentos

Volare 12 - Manual do Usuário

A Classificação Pini foi inspirada na estrutura das divisões do MasterFormat®, mas está em constante evolução passando por revisões que visam o melhor entendimento e uso do mercado brasileiro. Uma destas adaptações foi a inclusão da divisão 22 – máquinas, veículos e equipamentos. Outra, é que algumas divisões não apresentam composições de serviços (divisões 00, 11 e 12), já que a cultura da construção no país não inclui itens complementares ao orçamento das obras, como por exemplo, mobiliário e decoração. A inclusão destas divisões ao TCPO acompanhará a incorporação desse conceito na realidade brasileira.

TCPO 13 • 5

Algumas definições
Composições – são serviços de obra que necessitam de insumos para se efetivarem. São apresentadas ao longo deste livro composições por unidade de serviço.

Insumos - são itens como materiais, mão-de-obra e equipamentos que fazem parte da composição de serviço. Os insumos possuem uma unidade de medida e um coeficiente de consumo adequado a cada serviço. Coeficiente – é o índice de consumo apresentado para cada insumo que está inserido na composição.

Conteúdo do Serviço – descreve as atividades que estão sendo consideradas no serviço para obtenção do coeficiente observado. Critério de Medição – indica como mensurar o quantitativo de serviços a serem usados no orçamento. Os critérios adotados são compatíveis com os coeficientes apresentados.

Procedimento Executivo - são sugestões de execução, podendo cada empresa construtora ter adotado seus procedimentos de outra forma que não a forma apresentada. Serve apenas como base, para que a empresa possa montar o seu próprio procedimento e pode ser complementado pela pesquisa na bibliografia, também citada junto da composição, no “Caderno de Encargos” ou “A Técnica de Edificar”.

Como montar um orçamento
De um modo simples pode-se dizer que para montar um orçamento é necessário conhecer os coeficientes de produtividade da mão-de-obra, consumo de materiais e consumo horário dos equipamentos utilizados para fazer os serviços de obra, que são objeto do TCPO. Além destes consumos são necessários os preços unitários de cada insumo, que podem ser consultados na revista Construção Mercado (ou podem ser pesquisados no mercado) e as quantidades de serviço envolvidas na obra. A multiplicação do consumo pelo custo unitário e pelas quantidades de serviços da obra nos dará o custo diretamente utilizado na produção de cada um dos serviços de construção.

6 • TCPO 13

Volare 12 - Manual do Usuário

Observe um exemplo de planilha orçamentária para executar a pintura de 1m² de parede interna com tinta látex PVA:

Como observado acima, somente custos diretos não são suficientes para orçar uma obra. É preciso conhecer também os custos indiretos envolvidos. Por isso, faz parte desta edição do TCPO um estudo de BDI (Benefícios e Despesas Indiretas), onde são apresentados os itens que precisam fazer parte da taxa de BDI, ilustrados por um exemplo prático. Para este exemplo foi adotado um BDI de 42,50%, mas cada construtora deve conhecer o BDI a ser usado nos seus orçamentos.

Por outro lado, quando falamos em levantamento das quantidades (áreas, volumes, perímetros, unidades) que entram na planilha orçamentária, é preciso saber exatamente quais são os serviços que compõem os projetos executivos, vinculados as respectivas especificações técnicas e critérios de medição. O critério para o levantamento das quantidades de serviços deve estar em sintonia com a classificação adotada na planilha orçamentária da obra. As quantidades dos vários serviços assim obtidas são associadas às respectivas composições de preços unitários, criando-se a planilha de quantidades da obra.

Documentos necessários à montagem do orçamento

Projetos executivos de todos os elementos da obra ou serviço, necessários à exata execução técnica e artística da edificação (projeto de arquitetura: compreendendo plantas baixas, cortes, fachadas e detalhes de execução – áreas molhadas, escadas e rampas, esquadrias, bem como detalhes construtivos – de cobertura, impermeabilização e arremates em geral; projeto de estrutura: fôrmas e armadura; projeto de instalações elétricas, hidráulico-sanitárias e de gás; projetos especiais: ar-condicionado, ventilação/exaustão, alarme, oxigênio, etc.)

Memorial Descritivo definido, que tem por objetivo caracterizar as condições e métodos de execução e o padrão de acabamento para cada tipo de serviço, indicando os locais de aplicação dos mesmos. Condições contratuais claras, Volare 12 - Manual do Usuário TCPO 13 • 7

inclusive com critérios de medição, definição de responsabilidades e demais fatores que possam influenciar no custo total.

Conhecendo melhor as composições de preços unitários

Composição detalhada inclusive com a produção de insumos – é a composição apresentada de forma detalhada abaixo da composição principal já considerando a produção de insumos. Este conceito aparece nos casos em que o serviço a ser executado depende de serviços auxiliares, como, por exemplo, o caso da alvenaria que necessita da composição “preparo de argamassa”.

O detalhamento da composição é importante para que sejam considerados no orçamento, o total de horas da mão-de-obra e a quantidade total de materiais não só para elevar alvenaria, como também para fazer a argamassa que será usada naquele m² de alvenaria. Isto simplifica os cálculos de controle de estoque, compra de materiais e contratação da mão-de-obra.

No exemplo abaixo temos que para fazer 1m² de alvenaria estrutural com bloco cerâmico, será necessário 0,0143m³ de argamassa e sabe-se que, para fazer esta argamassa, serão utilizados os insumos: cimento, cal hidratada e areia, apresentados na composição detalhada. Observe que o pedreiro só participa da elevação da alvenaria e não da produção da argamassa; seu coeficiente permanece o mesmo na detalhada - 0,74 h. Já o servente é quem vira a argamassa e, por isso, seu consumo de horas aumenta para 0,88 h, que é o tempo de auxílio ao pedreiro na elevação (0,74 h) mais o tempo para virar 0,0143 m³ de argamassa (0,14 h).

Composições que possuem equipamentos como insumos

8 • TCPO 13

Nestes casos, o insumo “equipamento” tem como coeficiente uma quantidade de horas produtivas baseadas no rendimento do equipamento, extraído de manuais de fabricantes, que se multiplicado pelo custo horário do equipamento, vindo da divisão 22, resulta no quanto custa manter o equipamento trabalhando durante a produção de 1 unidade de serviço. É importante salientar que nas composições que utilizam equipamentos só estão

Volare 12 - Manual do Usuário

sendo consideradas as horas produtivas de equipamentos; no entanto, é aconselhável somar à hora produtiva, a hora improdutiva. Cada empresa deve fazer isso de acordo com o grau de ociosidade esperado dos equipamentos, dimensionamento da equipe e cronograma de execução dos serviços.

No exemplo abaixo temos uma composição de escavação mecanizada de vala que utiliza uma retroescavadeira para executar o serviço. Logo em seguida, segue a composição do custo horário dessa retroescavadeira. O valor que foi calculado no custo horário desse equipamento deve ser migrado para o serviço que o utiliza.

Você encontrará outras explicações sobre o custo horário dos equipamentos no começo da divisão 22.
Volare 12 - Manual do Usuário TCPO 13 • 9

Exemplo de Planilha Orçamentária de um Prédio

10 • TCPO 13

Volare 12 - Manual do Usuário

Volare 12 - Manual do Usuário

TCPO 13 • 11

12 • TCPO 13 Volare 12 .Manual do Usuário .

Manual do Usuário TCPO 13 • 13 .Volare 12 .

14 • TCPO 13 Volare 12 .Manual do Usuário .

Volare 12 .Manual do Usuário TCPO 13 • 15 .

Manual do Usuário .16 • TCPO 13 Volare 12 .

indica-se a demanda média de materiais e de mão-de-obra para se executar uma unidade do produto. tradicionalmente têm sido apresentados através de composições individuais para cada serviço. ter-se um instrumento útil a diversas fases de empreendimento e indutor de uma maior integração entre as mesmas. dos desempenhos característicos de um serviço. de tecnologias utilizáveis e das diferentes formas de organização e gestão dos serviços que vêm sendo adotadas pelas empresas de Construção. o simples conhecimento da faixa de valores que caracteriza o mercado facilitará uma comparação com o conjunto de empresas concorrentes.72 horas de ajudante. dentre outros.72 horas de oficial e 0. indicava-se a necessidade de 20 litros de argamassa. subsidiando decisões de cunho mais estratégico por parte dos gestores. Tal postura. a idéia de se adotar valores médios de produtividade para um serviço significa uma postura talvez simplificada demais ante as atuais necessidades de entendimento mais aprofundado das atividades de construção. as diferenças de desempenho.015 – emboço – do TCPO 2000). em função da diversidade de tipologias de produtos. Enfim. além de permitir uma melhoria no processo de orçamento. para fins de orçamento. para cada um deles. nos últimos anos. Mais que isto. embora de fácil entendimento e aplicação. com o aumento da competição no mercado. Imagina-se que. Por exemplo.Manual do Usuário TCPO 13 • 17 . vinha sendo criticada. na escolha de tecnologias e de forma de gestão. paulatinamente. uma postura mais analítica pode ser bastante útil como subsídio para: o aprimoramento da programação (tanto no nível de cronogramas físicos de obras quanto na definição da constituição de equipes de trabalho para um determinado serviço). na política de remuneração de operários e de subcontratados. quando considerado necessário pela empresa. que já eram uma marca do setor. Volare 12 . sendo que. além disso. de 0. possa contribuir para. no caso da produção de 1 m² de revestimento interno de paredes com argamassa (antiga composição 09705. no controle da produtividade.Produtividade Variável Importância no contexto atual Os indicadores de produtividade na Construção Civil. devemos conhecer os limites. Enfim. tornaram-se ainda mais importantes de serem consideradas para garantir o sucesso das empresas. nesta versão do TCPO. É conveniente salientar ainda que. um aprimoramento da estimativa dos recursos demandados pelo mesmo. tanto no Brasil quanto no exterior. permitirá. imagina-se que a apresentação do conceito e de valores relativos à PRODUTIVIDADE VARIÁVEL. máximos e mínimos.

Veja o exemplo da produtividade do carpinteiro na execução de formas de pilares em obra e. o que provoca uma concomitante variação não desprezível da produtividade.3 horas de ajudante e 15 blocos para cada 1 metro quadrado de parede produzida). a PRODUTIVIDADE VARIÁVEL será aqui tratada através da seguinte postura: quanto à apresentação dos indicadores relativos aos recursos demandados para se fazer uma unidade de produto: em lugar de apenas citar um valor médio histórico. situações-limite do banco de dados disponível (portanto. isto é. ajudantes e materiais. A mensuração de tal produtividade pode ser feita através de um indicador que relacione a quantidade de recursos demandados à quantidade de produto obtido (por exemplo. sendo muito bem representada por um valor médio. entre outros aspectos).6 horas de pedreiro. inclui-se (para alguns serviços) a apresentação de uma faixa de valores (indicando-se os valores mínimo. o fornecimento de materiais fosse absolutamente infalível bem como a transferência de informações aos operários. os valores máximos e mínimos representam os extremos da faixa. etc).Definição Para se definir o que seja a já citada produtividade variável. com base nos fatores descritos. a ferramenta de aplicação da argamassa não se alterasse. do contra piso. por exemplo. se não houvesse variações dos fatores (de conteúdo e de contexto) que caracterizam o serviço. representa o desempenho que mais aconteceu nos casos estudados. o valor mediano representa a região central do conjunto de dados. aquele mais provável de acontecer. sendo. enquanto os produtos são as partes que constituem a obra em execução como. mediano e máximo) para o consumo de oficiais. Tal faixa foi composta com base na observação real do desempenho ocorrido em obras de construção recentes. isto é. embora pouco provável. obviamente. portanto. 0. a produção de paredes de alvenaria de vedação pode demandar 0.Manual do Usuário . Dentro do contexto descrito. é preciso antes definir produtividade como sendo a eficiência em transformar recursos em produtos (no caso deste manual. a produtividade seria constante. os recursos considerados são a mão-de-obra e os materiais. tais fatores variam de uma maneira não desprezível atualmente. certa porção das armaduras. da alvenaria. não se deve considerar impossível extrapolar tais limites em obras especiais ou em casos que se afastem das características das obras participantes da pesquisa realizada). localize a posição da sua obra: 18 • TCPO 13 Volare 12 . se todas as paredes tivessem o mesmo tamanho. representando. os componentes de alvenaria fossem exatamente os mesmos. No entanto. se não existissem ocorrências de problemas com o equipamento de transporte vertical bem como se tivesse condições estáveis do clima. Se as características de um serviço fossem sempre as mesmas (no caso do exemplo anterior.

UFC. ITQC e um grupo de construtoras. quanto à produtividade variável. UEFS.Associados às faixas. também percebendo a importância de uma abrangência maior. em direção ao valor mínimo ou ao máximo. os debates relativos às perdas nos canteiros associaram-se àqueles versando sobre a necessidade de se promover um desenvolvimento sustentável. UFSM.Manual do Usuário Em 1996 iniciou-se uma grande pesquisa nacional. UFRGS. trabalhos de Taylor na virada do século XX). por exemplo. UFPb. são frutos de trabalhos de pesquisa coordenados por professores do Departamento de Engenharia de Construção Civil da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (PCC-USP). Quanto à mão-de-obra. reuniu pesquisadores de 16 Universidades brasileiras (USP. sob a coordenação do PCC-USP (através dos Professores Doutores Ubiraci Espinelli Lemes de Souza e Vahan Agopyan). para se adotar um valor mais ou menos afastado do valor mediano. mas. tendo-se intensificado nos últimos tempos. UFPI e UEMA) para se estudar um conjunto de aproximadamente cem canteiros de obras brasileiros. UFS. e com o apoio da FINEPFinanciadora de Estudos e Pesquisas. UFRN. Quanto aos materiais. têm-se vários fatores que foram considerados responsáveis pelos desempenhos variáveis. esforço internacional no sentido de se promover uma avaliação com base em técnicas uniformizadas e apropriadas para as características da Indústria da Construção Civil. Os números apresentados neste manual. Tal trabalho permitiu a elaboração de um diagnóstico do consumo de material respaldado por um TCPO 13 • 19 . nos últimos anos. intitulada “Alternativas para a redução do desperdício de materiais na construção de edifícios”. em parte. tendo-se visto. UFSCar. o que induziu pesquisas em todo o mundo. isto é. são indicadas as razões que levaram o desempenho a se afastar mais para a esquerda ou para a direita da faixa. Portanto. o estudo da produtividade tem raízes internacionais muito antigas (podem-se citar. que.UPE. Senai-NE. UFES. Pesquisas que serviram de suporte A preocupação com o entendimento da variação da produtividade está presente no meio acadêmico e profissional há muitos anos. UFBA. normalmente mais preocupadas com a geração de entulho. Tais trabalhos foram realizados nos últimos seis anos e podem ser discutidos separadamente quanto aos materiais e à mão-de-obra. envolvendo a avaliação do consumo unitário de materiais nos serviços de construção. Unifor. UFMG. seria interessante avaliarse a previsão quanto à ocorrência dos fatores indutores de variação. Estudo do consumo unitário de materiais Volare 12 .

banco de dados nunca antes descrito formalmente em trabalhos profissionais ou acadêmicos. empreendeu outra grande pesquisa. a missão de ampliação do diagnóstico já realizado na pesquisa anterior. onde se tinha. tendo por parceiros a Prefeitura Municipal de Santo André e construtoras atuando na região. 20 • TCPO 13 Volare 12 . dentre outros objetivos.Manual do Usuário . continuando sua busca por uma ampliação do conhecimento sobre o consumo de materiais. O PCC-USP. Este banco de informações foi ainda ampliado a partir de trabalhos feitos por pesquisadores atuantes no mestrado e doutorado do PCC-USP.

e tendo o apoio do SECOVI-SP e de construtoras e fornecedores de materiais da cidade de São Paulo e imediações. gesso e cerâmica.Os dados relativos à mão-de-obra passaram a ser acumulados a partir dos trabalhos realizados pelo Prof. armação. Dr. os ajudantes diretos são aqueles que auxiliam os oficiais nas proximidades do produto que está sendo elaborado. e pequeno. Os ajudantes de apoio serão Volare 12 . H. a contribuição fundamental de inúmeros pesquisadores para a reunião de banco de dados tão rico. o grande banco de informações disponíveis diz respeito à coleta de campo que fez parte de dois grandes projetos de pesquisa. O segundo projeto relacionou-se à parte de característica mais fina da obra. Produtividade variável para a mão-de-obra Ao se avaliar a produtividade da mão-de-obra. preocupando-se. Randolph Thomas. e os ajudantes de apoio que. Na bibliografia podem ser encontradas referências bibliográficas que subsidiaram a compilação e análise das informações contidas na produtividade variável. normalmente movimentando os materiais para bem perto dos oficiais e sendo responsáveis por outras tarefas auxiliares comandados pelos oficiais. Ubiraci Espinelli Lemes de Souza. aplicados em paredes e pisos.Manual do Usuário TCPO 13 • 21 . trata-se do grupo de operários que realmente agrega valor à obra. cuja análise permite disponibilizar-se um conjunto de informações que pode ser considerado grande. durante sua permanência (de 1993 a 1995) na Pennsylvania State University. são responsáveis pelo suprimento de materiais para a frente de trabalho. ao se somar à mesma a equipe de apoio. o que permitirá futuras comparações entre desempenhos de diferentes países. daquela Instituição. Ubiraci. deve-se ter clara a abrangência da equipe demandada para que um serviço seja executado. trabalhando em parceria com o Prof. de argamassa. portanto. tendo-se estudado os revestimentos. Os dados de produtividade da mão-de-obra foram também enriquecidos com vários trabalhos de pesquisadores participantes dos programas de pósgraduação do PCC-USP. concretagem e alvenaria”. tanto no caso dos materiais quanto no da mão-deobra. como pesquisador visitante. em função das dificuldades que a coleta implica. Os oficiais e os ajudantes diretos compõem a denominada equipe direta. coordenados pelo PCC-USP através do Prof. Estudo da produtividade da mão-de-obra O primeiro projeto de pesquisa denominou-se “Estudo da produtividade da mão-de-obra na construção civil – fôrmas. Dr. Em termos deste manual. internos e externos. ao se apresentar as composições relativas aos diversos serviços e construção estar-se-á mostrando produtividade variável para os oficiais e para os ajudantes diretos. Cabe finalmente salientar. com os serviços que caracterizam a parte mais bruta da obra. Os oficiais são operários especializados responsáveis pela elaboração do produto final propriamente dito. isto é. em face da disposição de ter-se cada vez mais e melhores dados para aumentar nosso conhecimento sobre a produtividade variável. normalmente localizados mais distantes dos oficiais. Ainda no caso da mão-de-obra vale a pena citar que a metodologia aplicada nos trabalhos citados está sendo usada atualmente em pesquisa de âmbito internacional na qual outros países estão estimando e procurando entender sua produtividade. chega-se à equipe global. No entanto.

em que a produtividade é tratada através dos seus valores obtidos historicamente pela PINI. tais fatores podem ser associáveis tanto à quantidade teoricamente necessária (por exemplo. Produtividade variável para os materiais O consumo unitário de materiais pode ser considerado como sendo a soma de uma quantidade teoricamente necessária com outra quantidade. Dentro deste contexto. A figura a seguir ilustra um exemplo de consumo unitário variável para o caso de gesso utilizado na execução de revestimentos internos de paredes e tetos.contemplados na divisão 14. indo de um valor mínimo a um máximo. armação. A utilização dos indicadores de produtividade variável 22 • TCPO 13 Ao longo deste manual ter-se-á. tendo-se a indicação dos fatores que se detectou terem influência na obtenção de consumos mais próximos de um dos extremos da faixa. Em termos da apresentação da produtividade variável para o caso dos materiais. alvenaria. para os seguintes serviços: fôrmas. o nível de Volare 12 . denominada perda (parte evitável e parte inevitável) normalmente associada aos processos de produção. de uso das composições tradicionais (produtividade média histórica). No caso de se utilizar a produtividade variável. Adicionalmente a tais composições. há que se discutir como escolher o valor mais coerente para o caso particular para o qual está sendo definido. e semelhantemente ao que se viu para a mão-de-obra. passando-se pelo valor mediano. a apresentação das composições tradicionais dos serviços. a utilização que será dada ao indicador. ter-se-á a indicação de faixas de consumo unitário. semelhantemente ao que ocorria nas versões anteriores do TCPO. revestimento cerâmico. Alguns aspectos devem ser considerados.Manual do Usuário . revestimento com gesso e contra piso. para mão-de-obra direta (oficiais e ajudantes diretos) e para materiais. o usuário poderá continuar adotando o procedimento convencional. o que diminui a quantidade teoricamente necessária de chapas de compensado) quanto às perdas esperadas (o uso de pés-de-cabra na desforma provavelmente implicará demandas por reformas dos painéis mais freqüentes. induzindo um aumento da perda esperada de chapas de compensado por metro quadrado de superfície de estrutura de concreto moldada). em que são apresentadas composições de movimentação de materiais. No caso da produtividade média histórica. revestimento com argamassa interno e de fachada. De posse de tais informações. um maior número de andares-tipo permite a reutilização de um mesmo molde de fôrmas. estar-se-á indicando as faixas de valores e fatores influenciadores relativos à produtividade variável. concretagem. há fatores que fazem o consumo ser maior ou menor numa situação ou em outra. as faixas de valores da produtividade variável poderão servir para o usuário ter maior ciência dos eventuais afastamentos esperados com relação aos valores adotados. tais como: o momento da escolha do indicador com relação à vida do empreendimento. ou tentar adotar os indicadores escolhidos a partir da faixa proposta (produtividade variável).

Manual do Usuário TCPO 13 • 23 . para o serviço que será executado. poder escolher um valor mais ou menos afastado do valor mediano em direção a um dos extremos. de um indicador entre o valor mediano e o máximo da faixa e. acredita-se que o uso direto ou indireto da produtividade variável vá criando uma crescente familiaridade com a ocorrência de desempenhos variáveis e com a percepção das causas que determinam tal variação. já que este representa as situações de maior ocorrência no banco de dados. Tudo isto. No caso contrário. Volare 12 . Taxa de BDI . sempre que a previsão estiver mais próxima dos menores valores das faixas deve-se. portanto. A taxa de Benefício e Despesas Indiretas é a margem de acréscimo que se deve aplicar sobre o custo direto para incluir as despesas indiretas e o benefício do construtor na composição do preço da obra. Calcula-se inicialmente a necessidade de financiamento global do contrato. consumos mais acentuados do que os previstos. uma vez que se conheçam (ou se tenha confiança quanto à sua previsão) os fatores que influenciam a produtividade variável. chamada de NF e expressa em reais. poderia escolher os valores máximos das faixas. Tal decisão pode ser influenciada pelo tipo de uso a ser dado à previsão ou aos riscos que se pretende correr. durante o estudo de viabilidade). na obra B existe uma expectativa de balanceamento entre os fatores que melhoram e os que pioram a produtividade.Benefícios e Despesas Indiretas Para calcular mais detalhadamente essa despesa. o que constitui uma capacidade altamente valorizável no ambiente mutável e competitivo em que as empresas de construção vivem. no qual não se tem uma confiabilidade razoável para estimar vários dos fatores influenciadores da produtividade. o que significa uma relativa segurança quanto a não se ter. nem a obrigatoriedade de usar os dados aproximados da tabela acima. poder-se-ia fazer um balanço quanto à maior ou menor presença dos que levam a aumento ou diminuição da produtividade e. poderia escolher valores mais próximos do extremo esquerdo da faixa. sem a necessidade de simular o fluxo de caixa do contrato através de técnicas de matemática financeira.informações disponíveis para sua definição. aumentar seu domínio. pode-se pensar em adotar o valor mediano. por exemplo. entre outros. A Figura abaixo ilustra tal tipo de decisão: espera-se que. é a porcentagem de aumento que o orçamentista deve aplicar sobre o custo dos serviços listados na planilha do orçamento. como recomendação geral. durante seu prazo de execução. embora se queira atribuir valores coerentes não se queira correr riscos. sugere-se o procedimento de cálculo apresentado a seguir6. para caso da obra A. induz o treinamento dos usuários no exercício constante de entender melhor e. o que normalmente ocorre nas fases iniciais do empreendimento (por exemplo. investir mais num controle rigoroso para evitar surpresas quanto a desempenhos reais piores que os previstos. Em linhas gerais. o valor mediano seria o escolhido. quanto às variações da produtividade. caso se trate de uma proposta a ser feita numa situação em que. certamente. que consiste na soma de todos os empréstimos mensais de capital efetuados pelo construtor ao caixa da obra. Em palavras mais simples. Sempre que a quantidade de informações disponíveis for pequena. De qualquer maneira. para a obra B. com isto. na obra real futura. A Figura sugere a adoção. exista uma leve predominância de fatores que pioram a produtividade. na obra A.

está na hora de calcular a porcentagem de acréscimo. conforme equação ao lado. Para calcular a taxa de BDI deste caso. A formação do preço é tema de grande importância na área da engenharia econômica. Depois de calculado o custo da obra. cujos custos unitários podem ser calculados através das composições de consumo unitário apresentadas neste livro. basta calcular o custo de todos os serviços que estiverem listados no formulário do contratante (C) e. e quais não serão mencionados. A classificação técnica dos componentes do preço é composta de três categorias. O cálculo da taxa de BDI é uma atividade técnica. sob o ponto de vista da apresentação do preço. Os serviços ocultos devem ter seus gastos orçados à parte e posteriormente diluídos sobre o custo dos itens listados. b) serviço indireto: todos os demais itens e serviços. diferenciadas pelas suas bases de cálculo. no qual se define quais itens serão explicitamente orçados. ele poderá ser novamente classificado para possibilitar o preenchimento da planilha orçamentária de cada contratante. acrescidos do lucro do construtor. Margem Comercial A taxa de BDI. cujo custo é a base de formação do preço. Depois de conhecido o preço total. inclusive o lucro do construtor. A formação do preço na construção civil deve levar em consideração a projeção de todos os gastos gerados pela prestação dos serviços a serem produzidos em benefício do cliente. e da sua compreensão e correta aplicação depende o sucesso da empresa construtora. de forma a se obter o preço justo. que será denominada de margem comercial. Margem Técnica A taxa de BDI não deve ser vista meramente como uma margem bruta comercial. atendendo assim aos interesses comerciais. que depende do uso de um plano de contas adequado e da utilização de uma abordagem matemática sofisticada. de caráter interno.para incluir as demais despesas que não foram discriminadas. posteriormente. calculando assim a margem de aumento. também chamada de margem bruta. resultado da soma dos custos de todos os serviços que compõem a planilha orçamentária. examinando a documentação da obra e o conjunto de despesas da empresa construtora. para cada empresa construtora. preparar o orçamento dos demais itens (O). Eles se manifestam na criação do formulário de cada orçamento. acrescidos de uma margem bruta suficiente para garantir a entrega da obra. deve atender aos interesses comerciais de contratantes e empresas construtoras. a saber: 24 • TCPO 13 Volare 12 .Manual do Usuário . A classificação comercial dos componentes do preço é composta de duas categorias: a) serviço direto: aquele que aparece no orçamento. e concluir o orçamento.

Despesas indiretas e benefícios atuam em cascata. a formação do preço depende da correta conceituação do que é custo direto. devendo ambos resultar no mesmo valor. e das fórmulas de cálculo que serão apresentadas a seguir. que são todos classificados como custo direto pela empresa construtora principal. A formação técnica do preço enfoca a precisão do cálculo. dos equipamentos e da mão-de-obra diretamente utilizados na produção de cada um dos serviços de construção.a) custo direto: o gasto direta ou facilmente correlacionado com a quantidade do serviço de construção. em obras com prazo de execução de 12 meses ou menos. Materiais de construção civis naturais ou industrializados. no caso de contratos que não contemplem o reajuste mensal ou em contratos com índice de reajuste anual. reservada para possibilitar a superação das incertezas do contrato de construção e recompensar a construtora pelos serviços prestados. que serão processados. b) despesa indireta: o gasto vinculado ao tempo. fabricados ou montados. As categorias se aplicam sob o prisma da empresa que está apresentando o preço. O salário dos operários que manuseiam os materiais. Conceituação do custo direto O custo direto de uma obra é formado pelo levantamento do custo dos materiais de construção. sendo distribuídos entre os níveis hierárquicos existentes em função do preço final aceito pelo mercado e do poder de negociação de cada empresa participante do sistema de produção. o juro do capital utilizado em sua aquisição ou os custos do financiamento. Equipamentos que processam ou transportam os materiais dentro do canteiro (e seus operadores especializados). O material deve ser considerado sempre posto no local da obra. os equipamentos de proteção individual. seu transporte até a obra. despesa indireta e benefício. c) benefício: margem de segurança vinculada a um conjunto de custos diretos e despesas indiretas. devido ao fato de não variar diretamente com a quantidade de cada serviço em particular. enquanto a margem comercial se preocupa com sua aceitação. os encargos sociais. sua manutenção e todos os insumos consumidos durante sua utilização. com impostos sobre a nota do fornecedor inclusos (ICMS e IPI). deverá ser considerado no cálculo do custo horário de todos os equipamentos a serem utilizados na obra. A depreciação ou locação do equipamento. Tecnicamente. sua alimentação. despesas indiretas e seu benefício. seja através da inclusão da expectativa de inflação futura1. dentro ou fora do canteiro. seja através da utilização de um índice de correção monetária mensal.Manual do Usuário TCPO 13 • 25 . as ferramentas de uso pessoal e todos os demais gastos que são efetivamente pagos pela empresa e que podem ser facilmente vinculados à Volare 12 . fazendo parte efetiva dos serviços de construção produzidos e entregues ao cliente. às contingências ou ainda ao próprio preço. beneficiados ou instalados de acordo com o projeto. adotando-se no orçamento um preço que permita sua aquisição durante todo o prazo da obra. Uma empresa terceirizada considera em sua proposta custos diretos.

Resumindo. 26 • TCPO 13 Volare 12 . deverão ser embutidos no custo horário de todas as categorias de mão-de-obra. para fornecimento dos mesmos no local da obra durante o prazo da construção. beneficiamento e aplicação. Para levantamento do custo. O custo é sempre calculado considerando-se que tudo correrá bem durante a obra.Manual do Usuário .hora trabalhada. A previsão de problemas e despesas inesperadas é despesa indireta. o custo dos insumos e todos os demais gastos estritamente relacionados com sua aquisição. são estabelecidas metas para perdas de materiais de construção (consumo considerado normal para o método construtivo utilizado) e para a produtividade de mão-de-obra (consumo esperado para a realização do serviço em boas condições de trabalho). são considerados custos diretos.

com fornecimento de materiais e mão-de-obra. em seis grupos. condicionadores de ar. encarregado de produção3. tais como: contas de água. instalações provisórias de pequeno porte2 (abrigos de madeira. uma provisão de recursos para garantir o bom desempenho geral e a manutenção do custo orçado. técnico de segurança. podendo considerar-se uma taxa média de 11% sobre o orçamento do custo direto. na maioria dos casos. instalações provisórias de água. galerias. telefone e afins). para fins de elaboração de um orçamento preciso. sinalização. do tipo de fornecimento. mobiliário. que devem ser classificadas. b) equipamentos da administração (veículos. referentes a cada uma delas em particular. energia. despesa financeira. vigia e demais funcionários administrativos lotados no local da obra. tapumes. incluindo: medicina e segurança do trabalho. despesa comercial e contingências. Volare 12 . escadas.Administração local São as despesas indiretas geradas pela montagem e manutenção de uma estrutura administrativa no local da obra para possibilitar a direção e a fiscalização técnica (interna e externa) dos serviços e o controle dos custos. do nível de desenvolvimento técnico e gerencial e até do nível de ousadia de cada empresário em particular. despesa tributária. transporte de diretores e executivos. passarelas. As despesas indiretas estão relacionadas com a garantia de qualidade da obra. apontador. além do custo para fabricar seus produtos e do benefício esperado pelo construtor. 1 . malote. e se referem à prestação de serviços associados aos serviços de construção. engenheiro. administração central. tais como: a) instalação do canteiro: mobilização. São gastos facilmente vinculados às obras em andamento e. acesso à internet. as empresas efetuam despesas indiretas de várias naturezas. aluguel de imóveis e manutenção das instalações provisórias e imóveis. relógio de ponto. enfermeiro. almoxarife. geladeira e afins).Conceituação das despesas indiretas Para atuar no mercado da construção. e) consumos administrativos. transporte de funcionários dentro do canteiro de obras. celulares.Manual do Usuário TCPO 13 • 27 . a saber: administração local. c) mão-de-obra indireta: gerente. em função do tipo de contrato. bandeja salva-vidas. computadores. alimentação e transporte de funcionários administrativos. energia e telefone. fogão. materiais de limpeza e alimentos (água e café) e afins. acessos ao local da obra. rampas. mestre de obras. técnico de edificações. f) controle tecnológico: serviços de laboratório de materiais de construção e controles em geral. d) apoio à mão-de-obra direta e indireta. a despesa indireta de administração local fica entre 6% (para obras grandes) e 16% (para obras pequenas em que se dispõe da garantia de qualidade dos serviços prestados). telefones fixos. materiais de escritório. equipamentos de escritório. Para empresas do setor de edificações. do porte da empresa construtora e da obra. Estas categorias de despesas estão vinculadas ao prazo de execução da obra e a diversos outros fatores administrativos. com participações financeiras variáveis na composição do preço.

não discriminados na planilha orçamentária e. utiliza-se a seguinte fórmula: Em que Io é a taxa de despesa indireta na obra expressa em porcentagem. segurança patrimonial. geladeira e afins). 28 • TCPO 13 Volare 12 . café e afins) entre outros. materiais de limpeza e alimentos (água. obrigatoriamente. Refere-se à montagem e manutenção da estrutura administrativa central da empresa. 2 . ser incluídas na apresentação do preço e ser tratadas como custo. vigia. Logo após a conceituação teórica. aparelho de ar-condicionado. energia e telefone.Para fazer a conta exata da proporção da taxa de despesa indireta da administração local em relação ao custo de um caso específico. veja um exemplo de cálculo completo da taxa de BDI. e) apoio à mão-de-obra indireta (transporte de funcionários e diretores. d) mão-de-obra indireta: salários de funcionários administrativos (gerentes e auxiliares técnicos e administrativos. compra a obra e contrata explicitamente a administração do canteiro de obras. a engenharia de custo classifica as despesas indiretas de administração local como serviços indiretos. serviços de limpeza e afins). examine se os itens da administração local fazem parte da planilha orçamentária preparada pelo contratante da obra. isto é. Para fins de orçamento. para fornecer suporte gerencial e técnico a todas as obras. copeira. decoração e manutenção dos imóveis. as despesas abaixo relacionadas deverão ser apuradas e rateadas entre todas as obras: a) instalações: custos de propriedade e despesas com locações de imóveis da sede da empresa. Em contratos de empreitada. secretária. Em contratos por administração4. as despesas da administração local devem. treinamento e capacitação profissional). neste caso. AL é o orçamento da administração local e C é o custo direto da obra. g) consumos administrativos. manutenção de redes de computadores. medicina e segurança do trabalho. se for o caso). c) retiradas pró-labore de diretores. máquinas de escrever e calcular. fogão. materiais de escritório. entre outros). assessoria jurídica. veículos. alimentação de funcionários. b) equipamentos (custos de propriedade e despesas de locação e operação dos equipamentos da sede da empresa. Para calcular a margem comercial de seu orçamento.Administração central São as despesas indiretas geradas na sede da empresa (e filiais. tais como contas de água. ambos expressos em R$. filiais e depósito.Manual do Usuário . componentes da taxa de BDI. portanto. f) serviços terceirizados (assessoria contábil. entre os quais: computadores. pois o contratante. mobiliário.

expresso em R$. por meio da seguinte fórmula: Em que N é o número de obras simultâneas da construtora. fica entre 6% para empresas grandes e 14% para empresas pequenas. deste livro.Despesa financeira A despesa financeira é a remuneração do capital utilizado no financiamento da execução do contrato. ou ainda. A fórmula é válida para obras de mesmo custo. mas de precisão suficiente. Utilizando-se a fórmula sugerida. 3 . Esse número poderá vir da contabilidade da empresa (custo contabilizado de todas as obras nos últimos 12 meses). C é o custo da obra.Manual do Usuário TCPO 13 • 29 . da projeção das áreas a serem construídas nos próximos 12 meses multiplicadas pelos seus respectivos custos unitários. c) Relaciona-se a despesa anual central com o custo anual da empresa construtora por meio da seguinte fórmula: Em que Ic é a taxa de despesa indireta central expressa em porcentagem. d) Aplica-se o porcentual de rateio central da empresa sobre o custo direto da obra que está sendo orçada. de forma simultânea e consecutiva. Para fazer a conta exata da proporção da taxa de despesa indireta da administração central em relação ao custo de um caso específico. Tomando por base a despesa mensal atual.No setor de edificações. que vamos chamar de AC. o custo anual da empresa é rapidamente calculado e expresso em R$. b) projeta-se o custo de todas as obras que a administração central dará suporte nos próximos 12 meses. Veja um exemplo de cálculo completo da taxa de BDI na seção “Exemplos Práticos”. a despesa indireta de administração central para construtoras que fornecem materiais e mão-de-obra. as empresas precisam emprestar dinheiro ao caixa da obra para atender ao cronograma físico preestabelecido. T é o prazo da obra e Canual é o custo de todas as obras da empresa nos próximos 12 meses. supõe-se que continuará a mesma para os próximos 12 meses. Volare 12 . Salvo nos poucos casos em que o contratante fornece um sinal ou adiantamento significativo no momento da assinatura do contrato. AC é o orçamento administrativo da sede da empresa e Canual é o custo direto de todas as obras da empresa a serem construídas no próximo ano. executadas no mesmo prazo. pode ser utilizado o critério desenvolvido nas quatro fases apresentadas a seguir: a) elabora-se um orçamento anual das despesas indiretas da administração central. expresso em R$.000 m2 a cada 11 meses”. Por exemplo: um empresário poderia afirmar: “O custo anual de minha empresa é equivalente à construção de três edifícios de 1. podendo considerar-se uma taxa média de 10% sobre o orçamento do custo direto de cada obra. num cálculo simplificado. fato que possibilita a garantia de qualidade dos serviços prestados.

nem a obrigatoriedade de usar os dados aproximados da tabela acima. é a despesa financeira que precisará ser embutida no preço. expresso em reais. o tempo médio que o contratante leva para pagar as faturas do construtor. e contando-se. CV = custo total da obra. Para calcular mais detalhadamente essa despesa. da equação 8. 30 • TCPO 13 PV = preço de venda. PE = prazo entre faturas. Trata-se do valor aproximado da variável F. o custo de oportunidade do capital do construtor. é o período de tempo entre a emissão de cada fatura. durante seu prazo de execução. TP = tempo de pagamento das faturas. Calcula-se inicialmente a necessidade de financiamento global do contrato. também aumentam o capital de giro necessário para financiar a execução do contrato. expresso em número de meses. é o preço do contrato retirando-se o lucro previsto. A carta de fiança bancária também gera despesa financeira. sugere-se o procedimento de cálculo apresentado a seguir6.Os gastos antecedem as receitas gerando a necessidade de o construtor investir seu capital próprio (retirando-o de suas aplicações financeiras) para efetuar compras de materiais e contratar mão-de-obra. a partir da emissão. Descrição das variáveis: Volare 12 . expresso em reais. gerando despesa financeira. O depósito em garantia efetuado pela empresa construtora na licitação ou na assinatura do contrato. que consiste na soma de todos os empréstimos mensais de capital efetuados pelo construtor ao caixa da obra. é o prazo da obra. A perda desses – juros.Manual do Usuário . expresso em meses. considerando-se que estas são emitidas no final de cada mês. apresentada adiante. TC = tempo de construção. a fim de recuperar as perdas financeiras decorrentes do financiamento do contrato. apresentam-se na Tabela 15 as taxas porcentuais que devem ser utilizadas na fórmula para cálculo da Taxa de BDI. sem a necessidade de simular o fluxo de caixa do contrato através de técnicas de matemática financeira. é o valor do contrato. expresso em número de meses. calculado mensalmente sobre o saldo devedor do caixa do contrato –. Para dar uma noção da importância dessa despesa. chamada de NF e expressa em reais. bem como a retenção de parte do valor faturado a título de garantia da execução do serviço.

VR = Valor retido (somatória dos valores retidos pelo contratante). a contratante paga ao contratado um valor preestabelecido para a prestação dos serviços de construção. o planejamento e o orçamento da obra.N = número de faturas do contrato. Obtido o valor de NF através da equação4. Outros tipos de imprevistos são mais fáceis de avaliar e de estimar a probabilidade de sua ocorrência. Salvo pequenas exceções descritas no contrato de cada serviço em particular. Riscos estão relacionados com a produção dos serviços. o que. prazo e qualidade no canteiro da obra. expressa em porcentagem. Juro nominal para contrato com reajuste anual e juro real para reajuste mensal. expressa em porcentagem.Manual do Usuário TCPO 13 • 31 . que representa a taxa de acréscimo a ser aplicada sobre a soma do custo com as despesas administrativas. contado após a conclusão da obra. quer dizer que o custo só é válido se não aparecerem problemas. IR (%) = Idem. expresso em meses. CA = Taxa de caução/retenção mensal sobre o faturamento. o controle de custo. F = Taxa de acréscimo aplicado sobre a soma do custo com despesas administrativas. Esta variável será utilizada na fórmula de cálculo da taxa de BDI apresentada a seguir. Descrição das variáveis: I (%) = Taxa de juros mensais sobre o saldo devedor do caixa. expressa em porcentagem.Contingências No regime de empreitada. Existem gastos adicionais que podem acontecer no futuro que são muito difíceis de quantificar e avaliar. Como durante o levantamento do custo foram consideradas boas condições de execução da obra. 4 . em outras palavras. se o faturamento for mensal. Incertezas estão relacionadas com a comunidade. passa-se a calcular a taxa F(%). coincide com o prazo da obra. São os riscos. sobre os valores retidos pela contratante. administrativa e financeira das empresas contratante e contratada. todos os gastos relacionados com a produção dos serviços serão de responsabilidade do construtor. O orçamentista precisa dispor de uma abordagem matemática para considerar o impacto que as incertezas e riscos podem ter em relação ao preço que está sendo calculado. garantindo assim a entrega da obra. São as incertezas. para acrescentar as despesas financeiras no preço do contrato. NF = Necessidade de financiamento global. Volare 12 . a técnica construtiva. faz-se necessário incluir no preço uma provisão de recursos para fazer frente às despesas inesperadas. a economia e a capacitação técnica. TR = tempo de devolução do total retido.

devido à impossibilidade de definir sua probabilidade de ocorrer e de se estimar o volume do estrago que seria provocado caso ocorressem. enfermidade e faltas justificadas em nível superior ao esperado. e devem ser automaticamente incluídos no custo direto ou em outra categoria de despesa indireta. divergências ou incompatibilidade entre projetos. maremoto. cujos custos não poderão ser repassados ao cliente. jazidas. depredações. obrigando a empresa construtora a complementar o gasto com as companhias seguradoras com uma verba interna. poluição. com a qualidade na direção e fiscalização técnica e até com a elaboração do próprio orçamento. proporcional ao volume de riscos previsto e avaliado. evolução normal de taxas de inflação e de juros. atentado. saques e afins. infiltrações e drenagem. Alguns dos riscos podem ser enfrentados com a contratação de seguros. e) problemas com equipamentos: desempenho inferior ao esperado. A despesa indireta denominada de “contingências” consiste numa provisão de recursos inserida no preço. conforme o caso.Alguns tipos de incertezas. são chamados de “situações previsíveis”. São exemplos de situação previsível: época de chuvas. f) problemas com mão-de-obra: desempenho inferior à meta estabelecida como normal. riscos de engenharia. Existe sempre a possibilidade de repasses de riscos para o contratante. roubo e seguro coletivo de vida e acidentes. sócios do empreendimento. em que profissionais experientes estudam os fatores de risco relacionados com os métodos construtivos. devem ter seus eventuais ônus negociados e regulamentados via jurídica. cujos prêmios e franquias farão parte da previsão. precisão da topografia. baixa produtividade esperada de operários ou funcionários. levando em consideração suas probabilidades de acontecer. temperatura e umidade. rotatividade excessiva de operários. g) roubos de bens não segurados. com a capacitação de operários. agentes 32 • TCPO 13 Volare 12 . Devem ser consideradas na reserva para contingências as despesas com seguros contra incêndio. d) problemas com material de construção: consumo além do esperado (desperdício) e a qualidade de materiais industrializados. c) problemas com o projeto: detalhamento insuficiente. responsabilidade civil. A análise de risco é uma atividade complexa. retrabalho e afins. raios. b) problemas ambientais: climatologia. confiscos. com o consumo de materiais de construção. entre outros. etc. com o ambiente. alteração na jornada de trabalho. consumo de horas de equipamentos e consumo de horas de mão-de-obra e com a manutenção pós-entrega da obra. Outros riscos não são cobertos. chamados de “imprevistos de força maior”. São as seguintes: problemas com hidrogeologia. estabilizações. para fazer frente aos riscos contratuais. pluviometria. equilíbrio da fauna e flora. São imprevistos de força maior: terremoto. prejuízos com ações trabalhistas. golpe de estado.Manual do Usuário . com o projeto. multas por atraso na conclusão de obra ou de suas etapas construtivas. pacotes econômicos. Devem ser considerados na verba para contingências os seguintes itens: a) problemas com o subsolo: realidades possivelmente não detectadas pelos projetos de engenharia. guerrilha. Alguns tipos de riscos têm grande probabilidade de acontecer. A provisão interna para contingências deve considerar as despesas inesperadas ou problemas com o subsolo. greves. inundações. atrasos de pagamento sistemáticos. não fazendo parte do orçamento. criação de novos impostos ou mudança de alíquotas ou bases de cálculo de impostos existentes. contenções.

d) a receita bruta é o preço do contrato da obra. A previsão de problemas futuros com a produção deve ser considerada na verba para contingências. com alíquotas e bases de cálculo definidas por município. CT (%). Para uma abordagem simplificada. para o fornecimento de materiais de construção e mãode-obra.Manual do Usuário TCPO 13 • 33 . majorando-o artificialmente.financeiros ou fornecedores. são apresentadas na tabela a seguir: Observações: a) a maioria dos impostos que incidem sobre o preço da empresa construtora é federal.Despesa tributária A despesa tributária do contrato consiste no recolhimento dos impostos definidos na legislação tributária do País. c) a estimativa de lucro que aparece no quadro é arbitrada pelo governo para a estimativa do lucro presumido ou estimado para as empresas construtoras. pois o custo é o gasto para fabricar produtos em condições favoráveis. Este procedimento não é adequado. as estimativas de lucro estimado para cálculo do imposto de renda e a contribuição social se alteram. sugerimos a adoção das taxas de contingências apresentadas na tabela abaixo: Normalmente o orçamentista considera um risco através da aplicação de um coeficiente de segurança dentro do cálculo do custo. assumindo os valores da tabela abaixo: Volare 12 . b) o ISS – Imposto Sobre Serviços é municipal. cujas bases de cálculo e alíquotas para o ano de 2002. Deve ser considerado no preço apresentado apenas o risco do construtor. 5 . vigente em todo o País. Para o fornecimento apenas de mão-de-obra.

00% do preço ou receita bruta. visitas ao local da obra para preparação do orçamento e afins. em 2002 a alíquota é de 3.65% do preço ou receita bruta. e não do lucro líquido. porque na fórmula da taxa de administração será efetuada uma projeção do lucro bruto. o imposto incide sobre a receita bruta da empresa. ISS (%) é o imposto sobre serviços que incide sobre a receita global ou sobre a receita de mão-de-obra em alíquotas diferenciadas nos municípios brasileiros. tais como aquisição de edital. A inclusão dos impostos na formação do preço de contratos de empreitada. em 2002 a alíquota é de 1. combustível ou locação de veículos. em 2002 a alíquota é de 0. brindes.O ICMS e o IPI. Sendo o desempenho comercial um fator decisivo no sucesso da empresa construtora. CS (%) é a contribuição social sobre o lucro presumido ou estimado. calculada através da seguinte fórmula: As variáveis IR (%) e CS (%) não foram consideradas nesta equação. deve-se calcular uma alíquota equivalente ao preço global ou receita bruta.Manual do Usuário 34 • TCPO 13 . Quando os materiais puderem ser descontados da base de cálculo. será efetuada por meio da variável IE (%). IR (%) é o imposto de renda da pessoa jurídica presumido ou estimado sobre a receita bruta. calculada através da seguinte fórmula: Em que: Cofins (%) é a contribuição para o fundo de investimento social. seguros especiais ou outras exigências contratuais. d) qualquer outra despesa relacionada com o faturamento do contrato. A taxa de despesa comercial é a proporção entre a verba anual para a Volare 12 . São despesas comerciais: a) gastos com divulgação tais como anúncios.38% sobre as retiradas de dinheiro na conta corrente bancária. 6 . A inclusão dos impostos na formação do preço de contratos de empreitada. incluindo seu salário ou comissão. não são computados como custo direto. como no caso dos contratos por empreitada. passagens aéreas de representante comercial da empresa. será efetuada através da variável IA (%). mala direta.08% sobre o preço ou receita bruta. entre os quais: despesas de hospedagem.Despesa comercial A despesa comercial consiste nos gastos que a empresa faz para se divulgar no mercado e conseguir contratar novas obras. impressos. Como a receita da empresa é depositada nos bancos. alimentação. PIS (%) é o plano de integração social.20%. CPMF (%) é a contribuição provisória sobre movimentações financeiras com alíquota de 0. por exemplo. b) gastos com o preparo de propostas. em 2002 a alíquota é de 1. custo do preparo de documentação para qualificação da empresa. visto que devem ser embutidos nos preços dos insumos do orçamento. a provisão desses recursos deve ser isolada das despesas de administração central7 e relacionada com o preço final. c) gastos com representação comercial. como.

Não considerar lucro na composição do preço. na conclusão da obra. e deve englobar o suporte aos seguintes itens: A taxa de benefício é prevista através da adoção de uma margem de acréscimo no momento da formação do preço chamada de B (%). b) variação anormal da taxa de câmbio. o prêmio que a ela deve ser creditado pela superação das incertezas da construção através da entrega da obra. numa porcentagem sobre a soma do custo direto.representação comercial da empresa e a projeção de seu faturamento anual. sugerem-se na. da capacitação técnica. assim chamado por ter sido projetado visando ser transformado em benefício para o construtor. Volare 12 . f) Interferência não prevista em redes de instalação de serviços públicos. erros de conta. despesas financeiras e contingências9. após o pagamento do ônus gerado pelas incertezas. h) improdutividade da mão-de-obra indireta. a impor ou se submeter a trabalho escravo. interpretada como uma provisão da qual será retirado o lucro do construtor. depende da conjuntura econômica.Manual do Usuário TCPO 13 • 35 . adoção de metas insuficientes para consumo de materiais. a) encargos gerados por taxas de inflação e de juros surpreendentes. A construtora é uma pessoa. g) falhas no orçamento: esquecimentos na quantificação de serviços. i) problemas de saúde com funcionários importantes. j) pagamento de reclamações trabalhistas injustas. em obras em que se utilizem componentes importados ou no caso de financiamentos lastreados em moeda estrangeira. acima da tendência previsível. O valor do benefício é normalmente calculado em forma de taxa. d) impasses com desapropriações e reassentamentos. uma pessoa jurídica. taxas de despesa comercial. das exigências da comunidade. k) desentendimento entre sócios da construtora. l) insolvência da construtora. É aconselhável que o orçamentista solicite informações da diretoria da empresa sobre seu orçamento para o departamento comercial e sobre as perspectivas de faturamento. O fator B (%). numa comparação com a relação trabalhista. que deve receber o seu “salário”. e) lentidão exagerada para concessão de autorizações ambientais. chamadas de DC e expressas em porcentagem: 7 . administrativa e financeira da empresa construtora e da empresa contratante. equipamentos e serviços. Caso esses dados não estejam disponíveis. despesas administrativas. equivale. c) gastos inesperados com a comunidade e a imprensa.Conceituação do benefício do construtor Benefício da empresa construtora é a recompensa final pela prestação de seus serviços. Tabela 4.

órgãos de proteção ao consumidor.m) descumprimento de obrigações contratuais pelo contratante. conforme apresentados na tabela abaixo: Existe a possibilidade de repasses de incertezas para o contratante. n) atrasos de pagamento. Sugere-se a adoção dos valores de B. sócios do empreendimento. A margem de benefício do construtor tem duas conotações importantes: a) para o contratante: é a margem de segurança que vai garantir a entrega da obra. 36 • TCPO 13 Volare 12 . b) para o construtor: é o valor máximo que ele poderá obter de lucro.Manual do Usuário . através da existência de uma verba que vai possibilitar a superação de todas as incertezas e riscos. o) aplicação de rigor fiscal excessivo. p) insolvência do contratante. organizações não-governamentais). taxa de benefício do construtor. se ocorrer. agentes financeiros ou fornecedores. r) questões judiciais. q) mudança de poder político. Deve ser considerada no preço apresentado apenas a incerteza que. deverá ser suportada pelo construtor. inclusive em função de falhas de terceiros (agentes financeiros.

é a seguinte: Fórmula de cálculo para contratos de empreitada Em que: Io (%) = taxa porcentual da despesa indireta na obra Ic (%) = taxa porcentual da despesa indireta central F (%) = taxa porcentual da despesa financeira CT (%) = taxa porcentual de contingências B (%) = taxa porcentual de lucro LÍQUIDO estimado (sobre todos os custos envolvidos) IE (%) = soma de todos os impostos incidentes sobre o preço DC (%)= despesa comercial prevista sobre o preço Fórmula de cálculo para contratos por administração A fórmula para o cálculo da taxa de BDI em contratos de administração. logo. exceto imposto de renda e contribuição social sobre o lucro DC (%) = despesa comercial prevista sobre o preço Nota-se a desconsideração das variáveis Io. a taxa Io está sendo considerada. mas o custo acrescido da administração local. as despesas financeiras devem ser de TCPO 13 • 37 . • ao administrar recursos de terceiros. mas fora da fórmula. a base de cálculo para a aplicação da taxa de BDI não é apenas o custo. é a seguinte: Em que: BDI0 = estimativa inicial da taxa de BDI por administração BDI1 = estimativa atualizada da taxa de BDI por administração Ic (%) = taxa porcentual da despesa indireta central B (%) = taxa porcentual de lucro BRUTO estimado IA (%) = soma de todos os impostos incidentes sobre o preço.Manual do Usuário • nos contratos por administração. F e CT nos contratos por administração pelas seguintes razões: Volare 12 .A fórmula para o cálculo da taxa de BDI em contratos de empreitada.

Nota-se a inclusão de um fator de redução BDI/(1+BDI) na parte inferior da fórmula. Quanto maior for o nível de terceirização da empresa que está apresentando o preço. f) nível de terceirização de serviços de construção. • salvo imprevistos de grande monta. Quando o prazo da obra aumenta. Quando o custo direto está artificialmente inchado. administrativo ou financeiro. Quanto maior a diferença entre o valor inicialmente informado e a solução. c) precisão do custo direto. será obtido o mesmo valor final. g) tipo de fornecimento. b) exigências contratuais de caráter técnico. d) porte da obra. F é transferida para o contratante. Quanto mais exigente for o cliente. os impostos e a despesa comercial incidem sobre todos os gastos do contrato. calcula-se a margem comercial conforme orientação apresentada no início do texto.Manual do Usuário . Autor: Engenheiro Mozart Bezerra da Silva 38 • TCPO 13 Volare 12 . menor será a taxa de BDI. as contingências são suportadas pelos contratantes no regime de administração. exigindo a aplicação de um coeficiente redutor.terceiros e não do construtor. maior o número de iterações necessárias. e) porte da empresa construtora. c) no contrato por administração. Quanto maior for a empresa construtora. A fórmula da taxa de administração é uma fórmula iterativa. Isto se deve às seguintes razões: a) a taxa de BDI incide sobre o custo total da obra. mais recursos deverão ser alocados na estrutura administrativa local e central e mais segurança deve ser aplicada na definição das demais categorias de despesas indiretas e no benefício. depende de seu próprio resultado para obter a resposta. Quanto maior for a obra. os impostos e a despesa comercial incidem somente sobre a fatura do administrador. menor será a taxa de BDI. menor será a taxa de BDI. Qualquer que seja o valor inicial. Contratos somente de mão-de-obra têm taxa de BDI mais alta do que quando se fornecem também os materiais de construção. f) interesses comerciais. a incidência de impostos e despesas comerciais. sendo os principais: a) prazo da obra. Quando existe interesse em trabalhar com uma taxa de BDI pré-definida. Amplitude da taxa de BDI A taxa de BDI varia muito em função de diversos fatores. a taxa de BDI resultante será menor. b) no contrato de empreitada. maior a quantidade de parcelas mensais das despesas administrativas.

prazo entre faturas = 1 mês TP. ou seja.000. com custo direto da construção estimado em R$ 400. após apresent.00. juro mensal sobre a retenção = 1.000. de acordo com a equação 1.000.000.00 e o prazo de execução da obra igual a 12 meses. a despesa anual será igual a R$ 180.00 por mês para sustentar o escritório central.00. Despesa financeira Temos os seguintes dados: C. tempo de construção da obra = 12 meses Do contrato e do departamento financeiro. calcula-se o porte da empresa através da equação 2: Despesa indireta no escritório central Em seguida. fatura = 1 mês CA.Manual do Usuário TCPO 13 • 39 . temse: Despesa indireta na obra Supondo que a despesa mensal na sede da empresa é de R$ 15. retiramos as seguintes informações: PE. num período de 12 meses. cada obra pagará R$ 5.00 TC.000. taxa de caução sobre o faturamento = 3% TR.00 m2 de área construída. vamos calcular seu valor para um prédio de 1.5% a) Definição do preço de venda (preliminar) Como não se tem ainda a definição do BDI e da taxa de lucro em relação ao Volare 12 . para custear a sede da empresa.00 de cada uma das três obras. calcula-se o porcentual de rateio da despesa indireta da administração central através da equação 3: Serão retirados R$ 60. Custo direto da obra = R$ 600.Exemplo de cálculo de BDI Para exemplificar o cálculo da taxa de BDI.5% IR. prazo para pagam. Supondo que a construtora construirá três prédios de R$ 600. Custo direto Supondo que a despesa mensal do canteiro de obra será de R$ 5. tempo de devolução da retenção = 1 mês I.000. taxa de juro sobre o fluxo de caixa = 1.000.00 por m2.00 (iguais ao que está sendo orçado) nos próximos 12 meses.500.

000.50% da Tabela 5.00 + R$ 60.00 Despesa financeira = 2. Com o novo BDI obtido. Estimativa inicial da taxa de BDI: 42% Estimativa inicial do lucro líquido.00 Contingências Cálculo da despesa financeira 40 • TCPO 13 Obra considerada simples.00 Base de cálculo = R$ 720. calcula-se novamente F.000. Volare 12 . já executada várias vezes pela empresa.000.00 Despesa financeira = R$ 15.120. Se mudarmos o BDI e F permanecer inalterada encontramos a solução.10 % x R$ 720. Com essa taxa financeira inicial calculamos o BDI. proporcionalmente em relação ao custo: 6% Base de cálculo: custo + administração local + administração central Base de cálculo = R$ 600. será necessário estimá-los para calcular a taxa financeira (F).000. Se a nova taxa F for diferente da inicial continuamos o processo de cálculo.custo direto.00 + R$ 60.Manual do Usuário .000. Adotado o percentual de 0.

120.795.53% Ic = 9.675.000.34% CT = 0.50% x R$ 735.00% Cálculo do benefício Base de cálculo: custo + adm.78 Taxa de BDI para empreitadas Temos: Io = 11.120.000.50% B = 5.00 Contingências = R$ 3.50% sem a fatura Segundo os dados da Tabela 2.33% F = 1.38% Volare 12 .20% COF = 3. ou seja.00 + R$ 60.00 + R$ 15.795.00% CS = 1. de acordo com a Tabela 6.939.00% DC = 0.00 + 60.00 + R$ 60.Manual do Usuário TCPO 13 • 41 .00 + 60.000.60 Benefício do construtor A taxa de lucro líquido adotada sobre todos os custos foi de 5%.000.50% Cálculo das contingências Base de cálculo: custo + administração local + administração central + despesa financeira Base de cálculo = R$ 600.675.00 + 3.65% CPMF = 0.000.00 Base de cálculo = R$ 735. B = 5.00 Contingências = 0. tem-se: IR = 1. local + adm.120.50% Imposto sobre serviços do município da obra: ISS = adotado 5% de alíquota sobre 50% de mão-de-obra. considerando-se obra de curto prazo e muita concorrência. 2.08% PIS = 0.60 Base de cálculo = R$ 738.120. central + despesa financeira + contingências Base de cálculo = 600.60 Benefício = 5.00% x R$ 738.60 Benefício = R$ 36.000.CT = 0.00 + 15.

42561726 = R$ 855.00) x 1.Manual do Usuário .00 A contratante contrata a fabricação da obra e assume o ônus da administração local.005 = R$ 663.56% No contrato por administração.00 x 1. Os gastos da empresa administradora incluem as despesas com administração local. 42 • TCPO 13 Volare 12 . Devido ao critério definido no cálculo.300.370. BDI = 42.36 Arredondando.000.561726% PREÇO = R$ 600. aumentando seus custos anuais.00 + 60. a verba de contingências fica um pouco menor nos contratos por administração (deixa de incidir sobre a administração central e despesas financeiras).000. e ainda os encargos decorrentes de fatores imprevistos que acontecerem no canteiro de obras. Temos: Base de cálculo = (600. administração local e contingências. tem-se: BDI = 42.Conforme a equação 6. e passa a ser a soma de custo.000. a base de cálculo para a aplicação da taxa de BDI deixa de ser apenas o custo.

Manual do Usuário TCPO 13 • 43 .Que são agora de: Volare 12 .

44 • TCPO 13 Volare 12 .Manual do Usuário .

Manual do Usuário TCPO 13 • 45 .Volare 12 .

46 • TCPO 13 Volare 12 .Manual do Usuário .

Manual do Usuário TCPO 13 • 47 .Volare 12 .

48 • TCPO 13 Volare 12 .Manual do Usuário .

Volare 12 .Manual do Usuário TCPO 13 • 49 .

A inflação não deve ser considerada como contingência ou despesa inesperada pelo orçamentista. Os encarregados que “põe a mão na massa”. são classificados como custo direto. visto que em moedas fracas como o real. quando comparada aos níveis do índice vigente no mês de preparação do orçamento. deve ser considerada como incerteza. 50 • TCPO 13 Volare 12 . Incluindo o atendimento às normas das “Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção” – a NR-18. trabalham junto com os operários – como é o caso de pequenas equipes de mão-de-obra –. instalação provisória como custo direto. isto é. Boa parte do mercado considera. Somente uma elevação violenta da inflação. comercialmente.Manual do Usuário . tratase de uma situação plenamente previsível.

excluindo-os assim do cálculo da taxa de BDI.Manual do Usuário TCPO 13 • 51 . Neste caso. o que não é aconselhável durante o cálculo da margem técnica de caráter interno. Na prática. Apesar de não ser um bom procedimento técnico – pois transforma o contratante de obra por empreitada em comprador de construções provisórias. discriminando-as nos itens da planilha até em contratos de empreitada. O pró-labore do diretor garante sua manutenção pessoal. Não se deve confundir o benefício da empresa construtora com retirada prólabore da diretoria. A taxa de benefício também pode ser aplicada sobre o preço. quando as incertezas acontecem. é melhor uniformizar as porcentagens de lucro com o custo. Volare 12 . locatário de casas para alojamento. elas geram despesas que reduzem automaticamente o lucro do construtor. Considerando-se que o custo do capital próprio que vai financiar a obra seja de 1. existe o procedimento mais genérico de incluir as despesas comerciais na despesa administrativa central. que é um parâmetro mais estável. muitos contratantes consideram parcial ou totalmente as despesas de administração local como custo direto. patrão dos funcionários do construtor. Como alternativa.Com a finalidade de reduzir a taxa de BDI. não será apresentada a demonstração das duas fórmulas financeiras. comprador de alimentos e remédios. Não foram considerados custos com depósito em garantia. Por questão de espaço. mas não indicado pelo autor. entre outros fornecimentos – trata-se de um procedimento comum. o construtor deverá orçar sua despesa de administração local. retenções de faturas nem carta-fiança. que por sua vez também depende da existência da empresa. e que o custo da utilização de empréstimos bancários para este fim seja de 6% ao mês. locador de cofres e relógios de ponto.5% ao mês. descontando os itens incluídos na planilha do contratante. procedimento possível. Como o preço tem uma amplitude de variação ampla. O lucro da empresa possibilita sua permanência no mercado.

verifique se seu usuário possui direitos de instalação. Win2000 e XP).Manual do Usuário . Também recomendamos desabilitar o antivírus e os programas de gerenciamento. 52 • Instalação Volare 12 .exe. Na área de trabalho clique em Meu Computador. feche todos os aplicativos. Caso a versão do Windows seja com plataforma NT (NT.Instalação Instalação do Volare SQL Antes de iniciar o processo de Instalação. Introduza o CD de instalação no drive. então pressione um duplo clique no arquivo setup. clique sobre o drive de CD-Rom. O sistema irá executar o programa de instalação. Deverá ser apresentada a tela abaixo.

Na tela seguinte confira o diretório de instalação o qual não aconselhamos que fosse modificado. clique no botão “sim” para prosseguir a instalação. estando de acordo. em seguida clique no botão “Avançar”. Volare 12 . Leia atentamente as informações do Contrato de Licença de uso do Software Volare e.Manual do Usuário Instalação • 53 . caso contrário clique em “não” e o processo será cancelado.Na tela seguinte clique no botão Avançar.

BANCO DE DADOS: Será instalado o banco de dados e os componentes necessários. o banco de dados. Será necessário configurar o Servidor. pois nesta máquina não existirá banco de dados. LOCAL: Será instalado o sistema. O Volare poderá ser utilizado nesta máquina normalmente.Selecione o tipo de instalação a ser feita TERMINAL: Será instalado o sistema.Manual do Usuário . e o gerenciador. 54 • Instalação Volare 12 . O Volare não funcionará nesta máquina.

Isso ocorre em alguns casos.Manual do Usuário Instalação • 55 . A outra janela possível informará que o computador deve ser inicializado para concluir a instalação e pergunta se o usuário deseja fazer isso agora ou mais tarde.Instalação em Terminal Se a opção selecionada for Terminal serão apresentadas as telas abaixo: Uma janela será exibida apresentando o andamento do processo de instalação. Com a finalização do processo. existem dois tipos de janela que o assistente pode exibir: Uma apresentará simplesmente uma mensagem informando que a instalação foi feita com sucesso e solicitando que o usuário clique em Concluir para concluir a instalação. Clique no botão “Concluir” para encerrar a instalação. dependendo da instalação do Windows do computador que pode possuir alguns arquivos muito desatualizados e o instalador precisou atualizá-los. Volare 12 .

Instalação Local ou Banco de Dados Para as demais instalações. 56 • Instalação Volare 12 . precisaremos do CD de instalação do Volare. Agora iremos efetuar a instalação do gerenciador do banco de dados.Manual do Usuário . e. Local ou Banco de dados será necessário a instalação de outros componentes. clique no botão “OK”. Ao final da instalação será apresentada a tela do VolManager (conforme tela abaixo). Clique no botão “Instalação do (MSDE) na máquina Local”. para isso. para iniciarmos algumas configurações e instalações.

clique no Será exibida a mensagem abaixo: o Serviço na máquina Local”.Indique para o programa de instalação o drive de CD e localize a pasta MSDE. Pronto! Está instalado e inicializado o serviço SQL. botão “Inicializar Ao concluir a instalação. Abra esta pasta e selecione o arquivo Setup. em sua máquina.exe. então será iniciada a instalação do MSDE. Em seguida clique no botão “OK”. Volare 12 .Manual do Usuário Instalação • 57 . será apresentada a mensagem de confirmação. Ao concluir a inicialização. voltará a exibir a tela do VolManager.

em seguida clique no botão “Ok”.).Manual do Usuário . coloque a senha do sa (system administrador. na tela principal do VolManager. então clique no botão “Conectar”. 58 • Instalação Volare 12 .Instalando o Banco de Dados.: Caso possua MS SQL SERVER. O sistema irá apresentar a mensagem de confirmação de conexão. Agora temos que instalar o banco de dados. Obs.

então clique no botão ”OK” e na mensagem seguinte clique no botão ”Sim”. Indique o caminho do banco de dados. Instalação • 59 . Clique em OK.Será habilitada a guia Instalação do Banco. Será confirmada a instalação do Banco.Manual do Usuário Na tela seguinte informe seu login e senha para trabalhar no Volare. Volare 12 . Ao clicar no ícone do Volare surgirá a mensagem abaixo. caso tenha feito a instalação no diretório padrão. Agora você poderá acessar o Volare. basta clicar em Instalar Banco. No campo ”Nome do Servidor” digite o nome do servidor onde está o Banco de Dados e clique no botão (vermelho) “Salvar”. Clique nesta guia.

.

Registro Executando o Volare pela primeira vez Clique no ícone do Volare. de acordo com a nota fiscal e clique no botão “Ok”. Logo após. Volare 12 . digite o CNPJ ou o CPF.Manual do Usuário Registro • 61 . que foi criado após a instalação do Programa e a seguinte tela será apresentada: Digite o número de série que estará descrito na etiqueta do CD de instalação.

62 • Registro Volare 12 .Registrando o Volare Toda instalação do Volare precisa ser registrada. Não tenho acesso á Internet: permite fazer o registro por telefone. Na tela de Registro. apresentada acima.Manual do Usuário . você terá três opções: 1 Avançar: Inicia o processo de registro pela Internet. 2 3 Registrar mais tarde: Você terá a possibilidade de utilizar o programa sem ser registrado por mais 19 vezes.

Caso não tenha cadastrado ainda o login e a senha acesse o nosso site www.piniweb. A partir desse momento. a seguinte tela será apresentada: Digite o seu “Login e Senha”. O sistema irá checar o Login e a Senha. você deverá estar conectado a Internet. Digite os dados do Operador do Volare nessa máquina.com).piniweb.Registrando Pela Internet Clicando em “Avançar” na janela anterior.piniweb. sendo que nome.Manual do Usuário Registro • 63 . Caso o login ou a senha tenham sido esquecidos acesse o nosso site www.com e clique no botão “Cadastre-se”. Clique no botão “Autenticar”.com e clique em “Minha senha”. email e telefone. Volare 12 . que devem ter sido previamente cadastrados no site da Pini (www. os campos “Informações do Operador” ficarão liberados para preenchimento. Depois da checagem do login e senha. informe o e-mail que foi cadastrado e será enviado o login e a senha. são campos obrigatórios em seguida clique no botão “Registrar”.

então digite: Usuário: SUPER e Senha: VOLWIN. 64 • Registro Volare 12 .Logo após o registro. Clicando no botão “Fechar”. a tela de login para entrada no Volare será apresentada. onde será apresentado o dia e horário em que o registro foi feito e quais são os módulos disponíveis. serão apresentadas as “Características da Instalação”.Manual do Usuário .

a seguinte tela será apresentada: Ligue para a Pini: 2173-2400 (para São Paulo) ou 0800 .707 . O analista solicitará o seu login (que você já deverá ter previamente cadastrado no site da Pini: www. a seguinte tela será apresentada: Volare 12 . Digitado o “Código de Registro”. como nome do operador que trabalhará na máquina onde o Volare está sendo instalado. do primeiro e do último caractere da sua senha de acesso ao site da Pini.Não tenho acesso à Internet Ao clicar nesta opção. e seu telefone.Manual do Usuário Registro • 65 .piniweb. assim como seu email. Em seguida solicitará a confirmação do seu e-mail.6055 (para demais localidades) e informe ao analista que atender que você deseja “Registrar o sistema”. Após. serão solicitados alguns dados de registro.com) e o CPF ou CNPJ que está na nota fiscal do sistema. O analista solicitará o código “Chave” que está sendo exibido em sua tela e informará um “Código de Registro” que deverá ser digitado no espaço correspondente.

o sistema apresentará uma mensagem informando o número de execuções permitidas do Volare. conforme tela abaixo: Na próxima execução do Volare. 66 • Registro Volare 12 . antes de registrá-lo. o login e a senha do usuário do Volare serão solicitados e o programa poderá ser iniciado normalmente. voltará a ser apresentada a tela de Registro. Registrar mais tarde Se você optou por adiar o registro do software e clicou no botão “Registrar mais tarde”.Manual do Usuário .Clicando no botão “Ok”.

surgirá uma janela de Login. Esse é um procedimento importante para garantir o acesso apenas de pessoas autorizadas. para garantir o sigilo das informações cadastradas no sistema. denominado SUPER. onde deverá ser preenchido o Nome do usuário e sua Senha. personalizando-a. Depois. o sistema irá fazer uma cópia de segurança a cada acesso que seja feito ao sistema. sempre substituindo a cópia de segurança anterior. informe a senha inicial: VOLWIN. se estiver marcada esta opção. Nesta mesma tela de acesso.Iniciando o programa Acesso Após instalar o programa na área de trabalho estará criado o atalho do Volare.Manual do Usuário Iniciando o programa • 67 . O Volare nomeia um usuário comandante de todo o sistema. Veja a janela a seguir: Volare 12 . Depois de digitar o SUPER. É esse o Nome do usuário que você deverá preencher na primeira vez que for acessar o software. É só a partir dele que se pode definir o cadastro de usuários habilitados a usar o programa e selecionar para cada um deles as informações liberadas para a manipulação. Clicando nele. existe a opção “Fazer cópia de segurança do Banco de dados”. você deverá alterar a senha.

só será possível com a nova senha. 68 • Iniciando o programa Volare 12 . confirme a nova senha com no máximo 6 caracteres.Manual do Usuário . Para personalizar sua senha Digite a nova senha. Remover o Registro. na janela principal do Volare. Senha. A partir daí. Clique com o mouse no botão OK. pressione <TAB> e. e muitas outras funções. Em seguida. Menu Ferramentas No menu Ferramentas existem as funções de atualizar o Volare. em seguida. clique na opção Alt.Clique com seu mouse no menu Banco de Dados. o acesso ao Volare.

para gravar as alterações ou clique em Cancelar se o Nº de série e o CNPJ/CPF estiverem corretos. pode ser verificado e alterado o nº de série e o CNPJ/CPF. cadastrados no momento da instalação.Manual do Usuário Iniciando o programa • 69 . Para registrar. No botão corrigir CNPJ / CPF. clique no ícone do Volare e faça o registro normalmente.Esta função permite ao usuário remover o registro desta máquina para que o Volare seja utilizado e registrado em outro computador. Faça as alterações necessárias e clique em OK. Volare 12 . Remover o Registro dessa máquina Para isso você deverá digitar o seu login e senha que foi cadastrado no site da Pini e clicar no botão “autenticar”. mas não poderá ser acessado. como na primeira instalação. Isso fará com que o programa fique instalado na máquina atual.

Em seguida todos os módulos adquiridos estarão prontos para serem utilizados. lembrando sempre que a base de preços que acompanha o Volare está em Reais. Ao definir estas opções clique no botão “Salvar”. Você poderá também escolher como será o tamanho da fonte nos relatórios.Esta função permite ao usuário liberar os novos módulos adquiridos. 70 • Iniciando o programa Volare 12 . Moeda N os relatórios do Volare você poderá optar imprimir os valores com ou sem o símbolo da moeda. Atualização dos módulos liberados Para isso você deverá digitar o seu login e senha que foi cadastrado no site da Pini e clicar no botão “autenticar”. para isso basta digitar o símbolo correspondente a moeda no campo “Moeda para os relatórios”.Manual do Usuário .

Em todos os relatórios do Volare. Horas de Trabalho por Mês Nesta ferramenta será informado o número de horas trabalhadas. será apresentado o nome da empresa que está elaborando o orçamento. Volare 12 . e depois clique em “gravar” para que as novas alterações feitas sejam incorporadas. digite o número de casas decimais desejados para cada opção. Número de Casas Decimais Este item da ferramenta permite ao usuário definir o número de casa decimal para os preços e para as quantidades. esta informação será utilizada ao gerar o relatório de “Dimensionamento de Equipes” no módulo Planejamento.Manual do Usuário Iniciando o programa • 71 . Para configurar. Nome da Empresa Esta função permitirá que seja escolhido um nome de empresa “padrão” que o Volare apresentará em todos os relatórios.

Nessa ferramenta é necessário escolher quais regiões ficarão disponíveis para serem utilizados no orçamento e na base Geral (regiões estas que podem ser da PINI ou as regiões criadas pelo usuário). clique nas regiões desejadas e depois no botão para gravar. pela Internet ou arquivo gerado pelo usuário.Manual do Usuário . vermelho 72 • Iniciando o programa Volare 12 . Na tela apresentada. conforme mostraremos no próximo item. As atualizações desses preços serão feitas via disquete. Selecionar regiões de preços Todas as regiões onde existe a pesquisa de preços Pini e as criadas pelo usuário (criadas na Base Geral na ferramenta de Salvar Preços) poderão ser selecionadas.

para atualizar na Base Geral ou nos Orçamentos desejados. Volare 12 . optar por adquirir arquivos avulsos). Este procedimento não irá modificar automaticamente os preços dos itens na Base Geral e nem nos Orçamentos.Manual do Usuário Iniciando o programa • 73 . ou ainda ao invés de manter uma assinatura. As empresas que utilizam o Volare e que possuem o serviço de assinatura de atualização de preços recebem mensalmente um e-mail da Pini com os preços dos insumos atualizados (pode-se optar também por efetuar o download do arquivo de preço em nosso site. qualquer dúvida consulte o capítulo ”Atualizar preços” da Base Geral ou Orçamento. Teremos também a possibilidade de atualizar os preços dos arquivos gerados pelo usuário. a função deste procedimento é disponibilizar os preços de uma determinada região. Verifique os demais procedimentos dentro do capítulo de Bases para continuar o processo de atualização de preços. Arquivos estes que são gerados através da ferramenta de “Gerar Arquivo de Movpreço”.Carregar Arquivo MovPreço até Janeiro/2006 Essa opção deve ser utilizada caso você tenha um arquivo de Movpreço para atualizar os preços no Volare. isto deverá ser feito diretamente na Base Geral ou no Orçamento na ferramenta ”Atualizar preços” . que gera um arquivo com os preços do usuário.

selecione o arquivo no quadro a direita e clique em salvar.Manual do Usuário . Verifique os demais procedimentos dentro do capítulo de Bases para continuar o processo de atualização de preços.mov Selecione a região de preços desejada. Depois de selecionar clique em OK. 74 • Iniciando o programa Volare 12 . Para as regiões em que não for feita a cotação de todos os itens será apresentada a seleção da segunda região.: MovprecoFEV.MOV). Ex. Selecione a pasta onde está o arquivo de preços (. Se a região selecionada possuir a cotação de todos os itens não será exibida a seleção de outra região.Carregar Arquivo MovPreço a partir de Fevereiro/2006 Este recurso permitirá ao usuário selecionar a região principal e a região complementar.

qualquer dúvida consulte o capítulo “Salvar Preços” da Base Geral). de um nome para o arquivo e depois clique no botão vermelho para gerar o arquivo. Selecione o local onde será gerado o arquivo de MovPreço.Manual do Usuário Iniciando o programa • 75 . Clicando o sistema apresentará a tela com as regiões criadas pelo usuário. selecione a região dos preços cadastrados no sistema e depois no botão vermelho para gravar.Gerar Arquivo MovPreço Esse item da ferramenta permite ao usuário gerar um arquivo de Movpreço. Volare 12 . isso para as regiões do usuário (criadas na Base Geral na ferramenta de “Salvar Preços”. com as possíveis alterações de preços realizadas.

76 • Iniciando o programa Volare 12 . Informe o nome da obra desejada. Escolha a estrutura desejada. Esta função será utilizada por usuários que criam orçamentos estruturados por fases da Obra. e depois desejam ter um orçamento unificado. Ao clicar nesta opção abrirá uma janela para que seja criada uma obra que armazenará a base dos orçamentos que serão unidos e a planilha do orçamento com o resultado da união.Manual do Usuário .União de Orçamentos Esta ferramenta possibilita ao usuário unir mais de um orçamento em um novo. Clique no botão “Salvar”. Só é possível unir orçamentos da mesma estrutura.

Manual do Usuário Iniciando o programa • 77 . Volare 12 . Clique em Salvar. Selecione no quadro os orçamentos a serem unificados.Em seguida. na tela de “União de Orçamentos” informe: O nome do novo orçamento a ser criado onde serão unificados os orçamentos selecionados.

Informe no nome da região e clique no botão “salvar”. 78 • Iniciando o programa Volare 12 . Depois de gerado o cronograma das obras você poderá emitir o relatório de dimensionamento de equipes por obra e checar como sua equipe de mão-deobra estará alocada em suas obras numa determinada região. clique no botão .Manual do Usuário .Cadastrar nova região para a obra Utilize esta opção para cadastrar regiões onde seus empreendimentos estão sendo construídos. Para cadastrar uma Nova região.

Manual do Usuário Iniciando o programa • 79 . Escolhendo essa opção abrirá a calculadora do Windows. Volare 12 . foi adicionado no menu Ferramentas a opção “Calculadora”. Escolha a textura de sua preferência.Selecionar textura de Fundo Essa ferramenta permite que seja modificada a textura do fundo de tela do Volare. Existem 6 tipos de texturas. Calculadora Para facilitar os usuários do Volare.

Menu Banco de Dados Configurar Servidor Nesta janela.Manual do Usuário . o usuário poderá informar o nome/local do computador onde estará o Banco de Dados. Ao efetuar este procedimento o sistema é fechado e abre-se novamente a tela inicial pedindo usuário e a senha. Nunca se esqueça de clicar no botão para salvar as alterações. 80 • Iniciando o programa Digite o novo usuário e senha desejada. Volare 12 . Dependendo do tipo de senha específico do usuário. Realizar novo Login Esta função permite ao usuário modificar o usuário. trocando de usuário. escolha a opção “Realizar novo login”. Caso queira modificar o login para ter acesso a outros orçamentos. você terá restrições de acesso a alguns orçamentos. Com esta função é efetuado um Log out do sistema.

Senha. Raramente será utilizada esta função. em seguida. Ficando disponível para outros usuários. consultar capítulo de Geração de Relatórios Customizados. onde ficarão os relatório padronizados. Em seguida. só será possível com a nova senha. Volare 12 . você se conectará novamente ao Banco de Dados. Configurar pasta para Atualização do Sistema Configurar Pasta Comum no Servidor Esta ferramenta permite ao usuário configurar no servidor uma pasta onde serão armazenadas as planilhas geradas pelo volexcel. clique na opção Alt. Digite a nova senha. o acesso ao Volare. pressione <TAB> e. A partir daí. Conectar-se ao Banco de Dados Nesta opção. Essa ferramenta só deverá ser usada caso você desconfie que a conexão com o servidor (Banco de Dados) falhou. confirme a nova senha com no máximo 6 caracteres.Manual do Usuário Iniciando o programa • 81 . Para maiores informações. Configurar Diretórios para uso Relatórios Padronizados Neste menu o usuário poderá configurar o diretório (pasta). e os customizados. Em usuários que não trabalham em rede o Volare traz como padrão a pasta \Excel.O acesso agora será a partir da nova senha digitada e terá os acessos permitidos para esse novo usuário. localizada em \Arquivos de Programas\Volare. Alterar Senha Clique com seu mouse na palavra Ferramentas menu da janela principal do Volare. Clique com o mouse no botão OK.

Clique em localizar e indique o local onde deve ser instaladas as pastas referente ao suprimentos. Como padrão é configurado a pasta \Data Configurar Integração com o ConstruCompras Nesta tela o usuário do módulo Suprimentos que também for usuário do ConstruCompras (Sistema de cotações via Web).Configurar diretório para o Suprimentos Neste menu o usuário do módulo Suprimentos deve configurar o diretório para utilização do módulo Suprimentos.Manual do Usuário . fará as configurações para integração. 82 • Iniciando o programa Volare 12 .

Configurar Ambiente do Suprimentos Nesta ferramenta o usuário do módulo suprimentos irá configurar o ambiente de trabalho. Para que não seja perdido o trabalho feito anteriormente. Esta operação demora alguns minutos. pois a base de dados atual está sendo atualizada com as informações do usuário.Escritório Central : Selecionar esta opção quando as solicitações de materiais forem criadas somente no escritório. Com esta opção selecionada. . . Atualizar Base de Dados (Banco Pini) Esta função deverá ser utilizada depois de efetuar as atualizações dos novos releases do programa. o sistema gera uma cópia do banco de dados anterior para que o usuário possa se necessário recuperar os itens cadastrados anteriormente. as solicitações serão imediatamente liberadas para o suprimentos. Algumas ferramentas serão configuradas de acordo com a seleção feita.Manual do Usuário Iniciando o programa • 83 . . Com esta opção selecionada. várias outras funções ficarão desabilitadas. Também se todo o processo de compras for gerenciado pela obra esta opção deverá ser selecionada. as solicitações devem ser exportadas para depois serem importadas pelo suprimentos.Obra : Se for selecionada esta opção o usuário somente poderá cadastrar solicitações de materiais. Ao clicar surgirá a seguinte mensagem: Clique em Sim e o sistema irá efetuar a atualização. O Volare tem um desenvolvimento constante e estes novos releases além de atualizar o programa muitas vezes também atualizam a base de dados. Volare 12 .Escritório Central com Obras Remotas : Selecionar esta opção quando as solicitações de materiais forem criadas no escritório e também nas obras.

Instalar BASE EMOP via Internet Esta opção possibilita utilizar a Base de dados da EMOP . Será necessário preencher o formulário com as informações solicitadas.Manual do Usuário .Empresa de Obras Públicas do Rio de Janeiro. para liberação desta base. Informe o Login e a senha e clique em autenticar. Em seguida digite as demais informações e aguarde a confirmação 84 • Iniciando o programa Volare 12 .

Para isso.Menu Importação Importar Planilha Esta função permite que o usuário importe um orçamento feito no Excel.Manual do Usuário Iniciando o programa • 85 . é necessário que este arquivo tenha uma formatação de colunas e informações: Volare 12 .

ou seja. selecione a estrutura. Clique no botão gravar e aguarde a mensagem confirmando a importação.Manual do Usuário . Escolha de qual base o Volare deverá vincular os itens. quantos níveis tem seu orçamento no Excel. os códigos que estiverem em sua planilha que correspondam a um código de serviço da base selecionada serão adicionados ao orçamento com a composição completa (insumos e serviços componentes). Volare 12 . 86 • Iniciando o programa A opção Validar Itemização deverá ser habilitada caso queira utilizar os códigos dos itens da coluna Item de sua planilha como opção de itemização. ou seja.Selecione o arquivo a ser importado com a extensão xls. Em seguida.

Volare 12 .Importar Planilha do Orçamento Express O Volare também importa as planilhas de orçamento desenvolvidas no Orçamento Express. para importá-las para o Volare basta localizar o arquivo xls exportado do Orçamento Express e clicar no botão salvar.Manual do Usuário Iniciando o programa • 87 .

esteja instalado em outra pasta clique em alterar e configure o local onde está instalado o Volare Personal Casa.Importar Orçamento do Personal Casa Essa ferramenta permitirá ao usuário importar os Orçamentos do Volare Personal Casa (Sistema de Estimativa de Orçamento). 88 • Iniciando o programa Volare 12 . Caso o Volare Personal Casa.Manual do Usuário .

o Volare irá sugerir o mesmo nome da obra. a seguinte tela será apresentada: Volare 12 . Importar Base de Dados Volare 5. assim como as obras criadas no Volare 5.2. Clique em importar.Manual do Usuário Iniciando o programa • 89 .Clicando em “Avançar” o sistema apresentará a seguinte tela: Selecione a Obra a ser importada.2 Essa ferramenta permitirá ao usuário importar a Base de Dados. caso queira alterar digite o novo nome. sua obra já estará disponível no Volare. Escolhendo essa ferramenta.

Clique no botão “avançar”. Se não estiver. Logo após clicar no botão “avançar".Manual do Usuário .Localize o diretório da base de dados do Volare 5.2 (dados do usuário). clique em “Alterar” e localize o diretório correto da base de dados do Volare 5. como no exemplo do início deste capítulo: Após encontrar a localização do diretório Volwin.2.2.2” está correta. Verifique se a “localização do diretório do Volare 5. será possível optar para importar apenas a base de dados que foi criada no Volare 5. clique em “gravar” e o sistema voltará a apresentar a primeira tela. 90 • Iniciando o programa Volare 12 .

na opção “Bases Customizadas”. Importar Projeto do AutoPower O AutoPower é um software CAD para instalações elétricas.Manual do Usuário Iniciando o programa • 91 . Volare 12 . conforme exemplo abaixo: Clique no botão “importar” e a base do Volare 5. Ao clicar nesta opção será solicitado ao usuário para indicar o arquivo do desenho. escolha em “obra a ser importada” a opção “Base Geral”. Ao final da importação será emitida a mensagem de confirmação.2 estará automaticamente no Volare.Na tela que será apresentada.

Verifique na guia de obras que foi criada esta obra.Manual do Usuário . 92 • Iniciando o programa Volare 12 .

Ao clicar nesta opção será solicitado ao usuário para indicar o arquivo do desenho. Surgirá a tela onde o usuário deverá selecionar os Serviços desejados: Volare 12 . Clique com o botão direito do mouse sobre o item selecionado e clique em incluir item da Base de Dados.Manual do Usuário Iniciando o programa • 93 . Selecione o arquivo e clique em salvar.Importar Projeto do ICAD Plus O AutoPower é um software CAD para instalações elétricas.

Depois de selecionar os Serviços. Depois de selecionar os itens clique em Fechar. clique em salvar. clique em Incluir. 94 • Iniciando o programa Depois de selecionar os serviços.Manual do Usuário . na confirmação de inclusão de itens. para todos os itens do projeto. Clique OK. Volare 12 .

se optar por mudar o local informe a pasta desejada para exportação dos arquivos: Volare 12 .O Volare apresentará a confirmação da criação do orçamento.Manual do Usuário Iniciando o programa • 95 . a obra e o orçamento correspondente. é utilizada quando você quer transferir orçamentos de uma maquina para outra que não estão compartilhando uma mesma base de dados. Salvar Orçamento como Arquivo Esta ferramenta gera um arquivo de exportação de um orçamento do Volare. Verifique que foi criado dentro da guia obras. para ser importado em outra maquina que tenha o Volare pela opção “Carregar Base de Dados e Orçamentos de Arquivo”. Clicando será apresentada a seguinte tela: Clique em “Alterar” caso queira mudar o local de exportação do arquivo.

Manual do Usuário . Salvar Base Customizada Esta ferramenta gera um arquivo de exportação de uma base customizada. Na tela inicial de exportação selecione a obra e o orçamento a ser exportado. Não é recomendável colocar espaços ou acentuação no arquivo de exportação de orçamentos. clique em “Exportar” para o arquivo ser gerado. Pode-se selecionar exportar além do orçamento o Planejamento (Cronograma e compras). para ser importada em outra máquina que tenha o Volare. e digite o nome do arquivo a ser gerado no diretório indicado.Clique no botão vermelho para confirmar este diretório. 96 • Iniciando o programa Volare 12 . É utilizada quando você quer transferir uma ou mais bases de dados criadas pelo usuário de uma maquina para outra que não estão compartilhando uma mesma base de dados. e o Controle (Insumos Adquiridos e Medição Diária).

Verifique o local da pasta onde será exportada a base. selecione a base a ser exportada.Manual do Usuário Iniciando o programa • 97 . Volare 12 . Pode-se ainda exportar a base customizada. e selecione outra pasta. Carregar Base de Dados / Orçamento de Arquivo Esta ferramenta importa para o Volare uma base de dados customizada ou orçamento gerado em arquivo pela opção “Salvar base de dados / orçamento como Arquivo”.Em Bases Customizadas. caso queira alterar o caminho clique em alterar. clicando com o botão direito do mouse sobre a base e clicar em Exportar Base Customizada. Clique em Exportar para o Volare gerar o Arquivo referente a esta base customizada. Esta opção é utilizada quando você quer transferir orçamentos ou bases customizadas de uma maquina para outra que não estão compartilhando uma mesma base de dados. Clicando será apresentada a seguinte tela: Clique em “Alterar” caso queira mudar o local de importação do arquivo.

Na tela inicial de importação clicando em “Avançar” o sistema apresentará a seguinte tela: Selecione a Obra ou Base de Dados a ser importada e clique em “Importar”.Manual do Usuário . 98 • Iniciando o programa Volare 12 .Clique no botão vermelho para confirmar este diretório.

Ao clicar sobre cada botão será apresentado o seu conteúdo. deixando-as uma ao lado da outra. Ex. verticalmente.Manual do Usuário Iniciando o programa • 99 . horizontalmente.Tudo Recoloca as janelas. tanto as de referência como as customizadas. Organiza os ícones de cada um dos grupos de módulos. Volare 12 .Menu Janela Essa ferramenta do menu altera o modo de visualização das janelas da seguinte forma: Cascata Organiza as janelas abertas na tela na forma de uma cascata. Lado a Lado Horizontal Lado a Lado Vertical Org. Ao clicar em bases serão apresentadas todas as bases. Recoloca as janelas. Menu Ao lado da janela principal existe o menu de navegação. deixando-as uma ao lado da outra.

Bases Ao clicar no botão Bases serão apresentados na tela principal todas as bases cadastradas no Volare. Para maiores informações consulte o capítulo de orçamento de Obras. 100 • Iniciando o programa Volare 12 . Para maiores informações consulte o capítulo de bases de referência e customizadas.Obras Ao clicar no botão obras serão apresentadas na tela principal todas as obras cadastradas no Volare.Manual do Usuário .

Não se esqueça de clicar em para gravar o novo Usuário. com todos os itens em branco. login. Os campos e-mail.Manual do Usuário Iniciando o programa • 101 .Cadastros Ao clicar no botão Cadastros serão apresentados na tela principal os cadastros. Para criar um novo usuário. serão muito utilizados no módulo Suprimentos. e telefone. Manutenção de Usuários Essa ferramenta permite a criação de novos usuários e suas devidas alterações. Volare 12 . clique em e a tela acima aparecerá. Digite o nome do novo usuário. tipo e uma senha.

caso o mesmo tenha alguma restrição. estas permissões podem ser por módulos e por obras. 102 • Iniciando o programa Volare 12 . inclusive restringindo o acesso ao módulo selecionado.Segurança e Permissões Depois de gravado selecione o usuário e clique em para definir suas permissões. como será mostrado no próximo item. Verificamos abaixo quais as funções daquele modulo e desmarcamos as funções que aquele usuário não possuirá acesso.Manual do Usuário . Identificamos as permissões do usuário que foi selecionado e para restringir operamos da seguinte forma: Selecionamos o Módulo a ser restringido.

Não se esqueça de clicar em alteração realizada e por módulo). Planejamento.Manual do Usuário Iniciando o programa • 103 .Controle. Medições e Analise Econômica e Financeira) o sistema irá permitir “Aplicar em todas as obras” ou marcando o orçamento que serão aplicadas as permissões marcadas naquele modulo. para gravar (Importante: a cada Cadastro de Unidades Esse item da ferramenta permite ao usuário cadastrar novas unidades de medida.No caso de módulos vinculados ao orçamento (Orçamentos. Clicando será apresentada a seguinte tela: Volare 12 . deve ser utilizada caso você tenha alguma unidade de medida que não esteja cadastrada no Volare.

. clique em Incluir Novo . 104 • Iniciando o programa Volare 12 .“Usuário” visualização das unidades de medida cadastradas pelo usuário.Para cadastrar novas unidades de medidas. Para cadastrar um novo índice. para gravar a nova unidade Cadastro de índices Nesta ferramenta o usuário irá cadastrar novos índices para correção do contrato.Manual do Usuário . . o sistema irá diferenciar as unidades de medida criadas pelo usuário.“Todas” visualização de todas as unidades de medida cadastradas. Clique em para acrescentar uma nova unidade de medida. das criadas pela Pini.“Pini” visualização das unidades de medida cadastradas pela Pini. para isso o sistema disponibiliza em “Unidades” as opções: . o sistema irá apresentar a seguinte tela: Digite Abreviatura e a Descrição e clique em de medida.

Para incluir os valores do índice. Pressione enter para fechar a edição do valor. Volare 12 . desejado e clique em Incluir . selecione a data e pressione duplo clique sobre o dia escolhido. Será apresentado o calendário. pressione enter e digite o valor para este índice nesta data.Digite o nome do índice e a sua descrição e clique em Salvar.Manual do Usuário Iniciando o programa • 105 . pressione duplo clique sobre o índice Será criada uma nova linha com a data selecionada.

onde a seguinte tela será apresentada: 106 • Iniciando o programa Nessa tela iremos inserir todos os novos fornecedores. clique na opção “incluir novos itens”. Fornecedores Para acessar esse módulo.Ao final da digitação clique em salvar. é necessário estar na tela inicial do Volare e dar um duplo clique na pasta “Fornecedores”. Volare 12 . Para isso.Manual do Usuário .

Depois de todas as informações digitadas.Manual do Usuário Iniciando o programa • 107 . Caso seja necessário fazer alguma alteração nesse cadastro. Volare 12 .A seguinte janela de registro será apresentada: Escolha a opção de registro do fornecedor (CNPJ ou CPF). escolha um código para esse fornecedor e preencha todos os campos. selecione a linha do fornecedor desejado e dê um duplo clique. clique no botão para salvar.

onde a seguinte tela será apresentada: Nessa tela iremos inserir todos os empreiteiros. Estas informações serão úteis no módulo de Medições. e a seguinte janela de registro será apresentada: 108 • Iniciando o programa Volare 12 . etc. Iniciando e Inserindo Empreiteiros “Para acessar esse módulo.Manual do Usuário .Empreiteiros Esta opção nada mais é do que um cadastro dos empreiteiros que você utiliza na sua obra. Para isso. endereço. estado. Neste cadastro você deverá incluir um código e informações como nome. cidade. clique na opção “incluir novos itens”. é necessário estar na tela inicial do Volare e dar um duplo clique na pasta Empreiteiro”.

selecione a linha do empreiteiro desejado e dê um duplo clique Cadastro de Estruturas Nessa ferramenta será realizado o cadastro de estruturas que ficarão disponíveis na criação de novos orçamentos e também na criação de novas bases customizadas.Escolha a opção de registro do empreiteiro (CNPJ ou CPF). escolha um código para esse empreiteiro e preencha todos os campos. Caso seja necessário fazer alguma alteração nesse cadastro. Depois de todas as informações digitadas.( 2 Nível ) Itens (Serviços/Insumos) EXPRESS PRÉDIO .( 1 Nível ) Itens (Serviços/Insumos) Itens (Serviços/Insumos) Etapa EXPRESS CASA .( 3 Níveis ) Etapa Atividade LIVRE . O Volare já traz cadastradas 4 modelos de estruturas como pode ser visto na janela abaixo: TCPO 10 .Manual do Usuário Iniciando o programa • 109 .( 3 Nível ) Etapa Atividade Itens (Serviços/Insumos) Volare 12 . clique no botão para salvar .

Clique com o botão direito do mouse na estrutura criada e a opção “criar novo nível” será apresentada na tela: 110 • Iniciando o programa Volare 12 . clique em “Nova Estrutura” e a seguinte tela será apresentada: Digite o nome da nova estrutura a ser criada e clique em ok. A nova estrutura criada irá aparecer embaixo das já existentes.Manual do Usuário .Para utilizar essa ferramenta.

Assim que os nomes dos níveis forem digitados. será apresentada a tela pedindo o nome do nível a ser criado: Faça isso para quantos níveis forem necessários. conforme exemplo abaixo: Caso seja necessário renomear qualquer um dos níveis. irão aparecendo como sub-pastas na estrutura criada. clique em “atualizar” para que as novas informações sejam gravadas.Em seguida.Manual do Usuário Iniciando o programa • 111 . de um duplo clique no nível desejado o sistema irá habilitar a alteração como será apresentada na tela: Quando todos os níveis estiverem criados. Volare 12 .

.

determinadas configurações são para relatórios específicos.Manual do Usuário Relatórios • 113 . Volare 12 . Basta localizar o menu Relatórios.Relatórios Apresentação Em cada módulo do Volare 12 existem diversos tipos de relatórios. que podem ser configurados conforme as necessidades do usuário existem várias configurações que podem ser feitas no momento da impressão. Vamos optar por Orçamento Sintético Global (módulo de Orçamento de Obras). dentro de cada modulo e verificar os relatórios disponíveis.

. Etc. Com Coeficiente – Válido para Relatórios Analíticos.188 5. ADM ou L. Método Executivo. Ex.: por ordem de código ou por ordem de descrição (alfabética).85 H Qtde 100 M2 114 • Relatórios Com Detalhamento – O Volare apresentará os Relatórios Analíticos.148 Para visualizar o Relatório nos padrões que configuramos na tela acima. Ex.85 Volare 12 .00 1. Com Taxas (detalhada): Os Valores unitários serão apresentados sem taxas.) dos itens (Somente para usuários que possuem o módulo Memorial Descritivo. salvos na pasta \Arquivos de Programas\Volare\Logo.: Serviço Alvenaria Insumo Pedreiro Coeficiente 0. apresentando todos os insumos mesmo quando existir composição auxiliar. Exibir – O Volare possibilita em alguns relatórios selecionar algumas opções de exibição. Com Quantidade – Válido para Relatórios Analíticos.00%) BDI (30.S.85 H Qtde 100 M2 O relatório apresentará o insumo Pedreiro 85.: Serviço Alvenaria Insumo Pedreiro Coeficiente 0. Sem Taxas: O Relatório será apresentado com os valores unitários.).S ( 100.S. Com Memorial – O Volare irá apresentar o Memorial Descritivo (Normas Técnicas.). Ordem de Apresentação – O Volare possibilita em alguns Relatórios que o Usuário selecione a ordem de apresentação.00%) ADM (0. sem incidir nenhuma taxa (BDI. Quando marcada esta opção o Volare apresentará o coeficiente dos Insumos componentes.98 Com Taxas (distribuída): O Valor unitário de cada item será apresentado já incidindo as taxas (BDI.). Caso clique na opção “Emitir Relatório com Logotipo”.Manual do Usuário . 0. O relatório apresentará o insumo Pedreiro 0.. ADM ou L. Quando marcada esta opção o Volare apresentará a quantidade (quantidade x coeficiente) dos Insumos componentes. Exemplo: Pedreiro L.S. serão apresentados todos os arquivos BMP ou JPG.98 1. basta clicar OK.00 (Quantidade x Coeficiente). e será apresentado um resumo apresentando individualmente cada taxa. ADM ou L. Taxas – O Volare permite ao usuário a opção de imprimir os relatórios incidindo as taxas ou não.00%) Total 1.Logotipo – O Volare permite ao usuário imprimir os Relatórios Com ou Sem logotipo. Com Taxas final: O Valor unitário de cada item será apresentado sem as taxas e no valor final do Relatório será apresentado o total com taxas (BDI. Ex.

: Ao marcar a opção Material. Volare 12 . Classificação – Em alguns Relatórios o Volare possibilita ao usuário filtrar através da classificação os itens que serão apresentados no relatório. Com Estrutura – Ao marcar esta opção. o Volare irá apresentar os sub-totais das Etapas/Atividades. Ex. apresentando os totais das Etapas/Atividades. Exibir Sub-Totais – Ao marcar esta opção. o Volare irá apresentar o resumo do orçamento. Serviço Alvenaria Composição Pedreiro Servente Tijolo Cimento Diferenciar Item Pini / Usuário – O Volare apresentará os itens PINI com uma cor diferente. Intervalo – Em alguns Relatórios o Volare possibilita ao usuário filtrar as informações através de um período. determinando as datas de início e término.Manual do Usuário Relatórios • 115 . Quebras / Subtotais – O Volare possibilita ao usuário totalizar o orçamento por Etapas ou Atividades. dependendo do nº de níveis do orçamento.: Serviço Alvenaria Composição Servente Tijolo Argamassa ( Serviço composto) Pedreiro Ao marcar a opção o Volare apresentará os componentes do Serviço Argamassa.Ex. sem apresentar os Serviços. serão impressos somente os insumos cuja classificação está 3 – Material. Exibir Complemento – O Volare apresentará após a descrição dos itens a informação cadastrada no campo Complemento.

surgirá a tela abaixo. Para isso. descendo com a barra de rolagem.Manual do Usuário . Jpeg ou Gif”. você deverá transformar seu logotipo em um arquivo "Bitmap. Além de transformá-lo neste tipo de arquivo. os relatórios permitirão ao usuário inserir o logotipo de sua empresa. este deverá ter um tamanho conforme as medidas abaixo: Em Pixels Largura: 100 Altura: 80 Assim que o seu logotipo estiver pronto de acordo com os parâmetros acima.Como Inserir seu Logotipo nos Relatórios Agora no Volare 12. 116 • Relatórios Volare 12 . Visualizando os Relatórios no Vídeo Ao solicitar um relatório no Volare. você deverá salvar esse arquivo na pasta “logo” que se localiza no C: \arquivos de programa/Volare/Logo. Nesta tela você pode navegar no relatório.

. Verifique tela abaixo: Volare 12 .Arquivo No menu “Arquivo” o sistema irá te dar algumas opções: “Salvar Como. Formato HTML Configurar Página: Opção para configurar o relatório do Volare.: Para funcionar corretamente. Verifique tela abaixo: “Imprimir Formato HTML”: Opção para impressão do relatório no formato apresentado na tela e possibilidades de impressão. qualquer dúvida verifique o próximo capítulo “Exportando Relatórios do Volare” “Salvar Como Planilha Excel”: Ao clicar nesta opção o Volare exportará seu Relatório para o Excel.”: Opção para exportar o seu relatório em um determinado formato desejado. “Margens”. etc. Obs. o Excel deve ser 2000 ou superior. configurações de formato de relatório “Retrato ou Paisagem”.Manual do Usuário Relatórios • 117 ..

Verifique o formato do relatório abaixo: 118 • Relatórios Volare 12 . impressão será feita direto na impressora padrão do Windows.Formato PADRÃO “Imprimir Formato Padrão”: Opção para impressão no formato padrão.Manual do Usuário .

Exportando Relatórios do Volare Você poderá exportar um relatório do Volare no formato de alguns programas. Exibir Linhas Ao clicar nesta opção o sistema apresenta o Relatório Com linhas..Manual do Usuário Relatórios • 119 ..” e a seguinte tela aparecerá: Volare 12 .Ocultar Linhas Ao clicar nesta opção o sistema apresenta o Relatório sem linhas. depois de visualizar o Relatório na tela. o Word e o Excel. clique no menu “Arquivo” / “Salvar como. Para isso. como por exemplo.

O Relatório será transportado para o Excel. Nas outras opções do “Salvar como tipo” só poderá ser aberto no Internet Explorer. salve como tipo “Página da Web.Para exportar para Word ou Excel selecione um local para salvar o relatório. Depois de salvo.htm.*. o Excel deve ser 2000 ou superior 120 • Relatórios Volare 12 . Para conseguir executar este procedimento normalmente. dê um nome para o arquivo. somente HTML(*.Manual do Usuário . normalmente. esse arquivo poderá ser aberto no Internet Explorer.html)”. Para transferir os relatórios para o Excel. basta clicar no menu Arquivo / Salvar como Planilha Excel. Word ou Excel.

: 01.Ajudante Bases de Referência • 121 .1. TCPO 13 – Contém toda a base de dados do TCPO 2003 atualizada. utilizada no Volare 5.Bases de Referência Conceito de Bases de Referência Em bases de referência o usuário irá encontrar todos os itens cadastrados pela PINI que já estão prontos para serem utilizados durante a elaboração de orçamentos e planejamentos de obras.Ex.0.1.: 01270.01P . Sem estrutura os itens são livres.Ajudante TCPO 10 – Contém toda a base de dados do TCPO 10.01.Ex. Segue a estrutura de códigos criada pela PINI com 4 níveis de codificação.: 01270. Etapa Atividade Volare 12 . Divisão Subdivisão Descrição Genérica Volare Manutenção e Reforma – Contém toda a base de dados do TCPO 2003 atualizada e os coeficientes para manutenção e reforma. Insumos/Serviços . Segue a estrutura de códigos criada pela PINI com 4 níveis de codificação.1 .Ex.1 .: 01921 .Ajudante Descrição Genérica EMOP – Base de Dados criada pela Empresa de Obras Públicas.0.Manual do Usuário Serviço . Divisão Subdivisão Insumos/Serviços . Estrutura composta por 3 níveis.2 na mesma estrutura e codificação.Ex.Ajudante Insumos/Serviços .

O TCPO 13 é a base de dados de referência da PINI. Trata-se de uma base de insumos e serviços atualizada que é estabelecida no TCPO 2003 (publicação da Editora Pini) e no site da PiniWeb. 122 • Bases de Referência Volare 12 .Manual do Usuário . Para abrir pressione duplo clique sobre o item TCPO 13 [TCPO 13(WBS:4 Níveis)].TCPO 13 O Volare 12 já vem acompanhado da base de dados da PiniWeb.

e para Orçamentos de Obras de Alta Produtividade da MDO. Esse produto traz ao mercado um novo conceito que são as alternativas de produtividades da Mão-de-Obra. o TCPO Manutenção & Reformas. Volare 12 . diferenciadas por esforços de Racionalização da Produção. Poderemos ter os serviços intermediários (estrutura. Trata-se de um aplicativo criado e comercializado pela PINI com a colaboração da PINI Serviços de Engenharia. reparos. no sentido de embarcar conhecimento de Engenharia nos seus produtos. Oferece a possibilidade de se trabalhar com alternativas de produtividades e essa característica básica permite utilizá-lo para Orçamentos de Obras de Manutenção. O Volare Manutenção e Reforma representa um importante passo da PINI. alvenaria e cobertura) representados por produtividades relativas a contingências mínimas de canteiro e finalmente os serviços de acabamentos (revestimento interno e pintura) representados por altas produtividades (resultado de esforços de racionalização da produção). para Orçamentos de Obras Convencionais. para se antecipar às contingências. Ampliações e Recuperações (reformas. em colaboração com a PINI Serviços de Engenharia. sujeitas a Contingências de Execução.Conceitos do Volare Manutenção e Reforma O Volare Manutenção e Reforma ultrapassa a idéia de se trabalhar exclusivamente com produtividades médias da Mão-de-Obra. O programa tem uma base de dados. Assim numa obra de ampliação poderemos ter os serviços iniciais (movimento de terra e fundações) representados por produtividades relativas a contingências máximas de canteiro. Nossa contribuição é também no sentido de despertar e recuperar o interesse do Mercado pelo que chamamos de Engenharia Logística. dando lugar à Racionalização da Produção das Obras de Construção Civil. Em uma mesma planilha orçamentária de uma única obra. para lhe oferecer modelagens de custo mais representativas das diversas situações de canteiro a que as obras de Manutenção e Reformas estão sujeitas. além de incluir um importante recurso que permite que o usuário separe os serviços/insumos inclusos por ele daqueles existentes nesse Banco de Dados. uma articulação intensiva entre as atividades de Projeto e Planejamento. sujeita a Contingências de Canteiro Máximas e Mínimas. restauros e retrofites). o Volare Manutenção e Reforma permitirá a elaboração de orçamentos com maior sensibilidade a contingências e esforços de racionalização.Manual do Usuário Bases de Referência • 123 .

Trata-se de uma base de insumos e serviços.Manual do Usuário . Para abrir pressione duplo clique sobre o item EMOP [Livre(WBS:1 Nível)]. 124 • Bases de Referência Volare 12 .EMOP No Volare 12 é possível utilizar como referência a base de dados da EMOP – Empresa de Obras Públicas do Rio de Janeiro.

TCPO10 O Volare 12 além da base de dados do TCPO 13 também acompanha a base de dados do Volare 5. Caso o usuário utilize itens desta base terá que atualizar os insumos manualmente.2. Para esta base de dados não existe cotação de preços.Manual do Usuário Bases de Referência • 125 . também é uma base de dados de referência da PINI. Volare 12 .2. Trata-se de uma base de insumos e serviços que é estabelecida no TCPO 10 (publicação da Editora Pini). Esta base de dados era a base utilizada no Volare 5. Para abrir pressione duplo clique sobre o item VOLARE52 [TCPO 10(WBS:3 Níveis)].

cobertura em telha de amianto 6mm.caixa. Contém toda a base de dados do SINAPI atualizada. Veja as instruções a seguir: 73752–Sanitário com vaso/chuveiro para pessoal de obra Atualização de Preços SINAPI O primeiro passo será baixar do site da Caixa ( www. paredes em tábua de pinho. 126 • Bases de Referência Volare 12 .SINAPI Esta base está disponível no Volare para os usuários que possuem o módulo de Licitações.Manual do Usuário . incluso instalações. Geralmente este arquivo tem o nome Precos_Insumos_SP_FEV_2010 e ele é um arquivo com a extensão em PDF (Adobe). Segue a estrutura de códigos com 4 níveis de codificação. aparelhos.br ) o arquivo do Relatório de Insumos do mês que desejar. Divisão Subdivisão Descrição Genérica Insumos/Serviços Exemplo: CANT-Canteiro de Obras 0001–Construção do Canteiro 73752/001. dois módulos de vaso e chuveiro.gov. Com auxílio do programa Adobe Reader salve o arquivo PDF como formato TXT. esquadrias e ferragens. Os preços poderão ser baixados no site da Caixa e convertidos em texto para atualização no Volare.Sanitário com 4m².

No Volare acesse a Base de Referência SINAPI. em Texto e clique no botão salvar Execute o Recálculo Geral. Volare 12 . Clique no menu superior em Ferramentas / Carregar Arquivo de Preços SINAPI. Agora sua base SINAPI está atualizada. Indique o local onde foi salvo o arquivo de preços do SINAPI convertido .Manual do Usuário Bases de Referência • 127 .

1.2 .: 01520. Ex. NÃO ESTRUTURADO – o Volare fará a apresentação dos itens sem apresentar a estrutura PINI. Nível Como a base do TCPO 13 possui 4 Níveis.1 – Abrigo Provisório de madeira executado na obra 01520. 128 • Bases de Referência Volare 12 . com suas Divisões.8. EMOP ou TCPO 10 estarão disponíveis estas ferramentas.2 . ESTRUTURADO – O Volare fará a apresentação dos itens seguindo a estrutura PINI. ou seja. em qualquer uma das bases.1.. Tipo Neste filtro o usuário irá escolher como prefere visualizar os itens da base.1 – Abrigo Provisório de madeira executado na obra para alojamento e depósito de materiais e ferramentas 01520. Subdivisões.1.Abrigo Provisório de madeira executado na obra com dois pavimentos para alojamento e depósito de materiais e ferramentas Ao selecionar este tipo de apresentação os demais filtros ficam desabilitados.: 01 – Requisitos Gerais 01520 – Abrigos temporários para canteiros 01520.8.8.1.8. nesta ferramenta é possível selecionar o nível que se deseja visualizar.8. Para a base EMOP que só contém um nível estará desabilitado.1 – Abrigo Provisório de madeira executado na obra para alojamento e depósito de materiais e ferramentas 01520. Ex.Ferramentas Comuns a todas as Bases de Referência Agora iremos ver as ferramentas que são comuns em todas as bases de referência..Abrigo Provisório de madeira executado na obra com dois pavimentos para alojamento e depósito de materiais e ferramentas. TCPO 13.Manual do Usuário .

Para a base EMOP que só contém um nível estará desabilitado. Volare 12 .Manual do Usuário Bases de Referência • 129 . Serão apresentados os itens a partir da seleção feita. Lembre-se que o filtro de Níveis só estará disponível se no Campo Tipo estiver selecionado o tipo Não Estruturado.

. Pedreiro. A atualização dos preços dos insumos e serviços dos usuários do Volare é feita sistematicamente pela Pini com a entrega de disquetes contendo os novos preços (serviço disponível através de assinatura) de diversas regiões do país. Todos. Mão de obra. A Base Geral tem como objetivo gerenciar as informações de insumos e composições de serviços.. Materiais. automaticamente serão atualizadas também as composições de serviços do banco de dados. Servente. serão apresentados os itens de Mão de Obra. 130 • Bases de Referência Volare 12 . Ajudante etc.Manual do Usuário . Sempre observe com atenção o filtro que está selecionado. e os códigos de insumos criados pelo usuário não sofrerão mudanças. Para localizar mais facilmente os itens dentro da base do TCPO 13 o Filtro classificação será muito útil.: Se estiver selecionado o Filtro 0-Mão de Obra. Isso ocorrerá apenas para os códigos de insumos e serviços criados pela Pini. Ela armazena informações básicas que serão utilizadas pelos módulos do Volare.. pois o Volare apresentará sempre os itens da classificação selecionada. etc. Serviços Compostos. devendo ser atualizados manualmente quando necessário. Ao atualizar os insumos via disquete. Pode-se utilizar as teclas de atalho para trocar a classificação sem utilizar o mouse.Classificação Neste menu o usuário pode classificar os itens que deseja visualizar. facilitando a elaboração de orçamentos. Ex..

o ano e em seguida clique Volare 12 . clicando a seguinte tela será apresentada: em para Salvar a nova região que será criada com os preços armazenados na Base Geral. clicando em “Salvar Preços” a seguinte tela será apresentada: Escolha qual tipo de filtro que o sistema deverá fazer e clicando em regiões será apresentada a região conforme o filtro (itens Pini.Salvar Preços A opção “Salvar Preços” é utilizada para criar uma região de preços do usuário. clique em para criar uma nova região do usuário.Manual do Usuário Bases de Referência • 131 . itens do Usuário ou Todas). escolha o mês. digite o nome desejado. armazenando os preços dos itens PINI alterados pelo usuário. Caso queira criar uma nova região. Nessa tela.

aparecem em vermelho. 132 • Bases de Referência Volare 12 . são apresentadas em preto. todas as regiões de preços da PINI. Selecione a região de preços desejada e clique em Salvar. as regiões de preços criadas pelo usuário. Caso a região de preços da PINI carregada no sistema. O Volare apresentará a lista de regiões de preços atualizados pela PINI. e também todas as regiões de preços criadas pelo usuário. carregados no Volare através dos arquivos de Movpreço. não esteja sendo apresentada clique em disponibilizar região.Atualizar Preços Esta ferramenta será utilizada para selecionar qual região de preços será utilizada. Para facilitar a visualização.Manual do Usuário .

Lembre-se de sempre que alterar os preços. as cotações de preços para serem atualizados os preços automaticamente. Sempre no canto superior direito da tela da base será apresentada a região de preços que está sendo utilizada. Esta função deve ser utilizada. Para a base do TCPO 13 a PINI disponibiliza através de Assinatura ou compra avulsa. gerando uma nova região ou então substituindo uma existente. quando a tela ficar com resíduos de telas anteriores. o usuário deve clicar em Salvar preços.Selecione a região de preços e clique em salvar. Mesmo carregando o movpreço do TCPO 13 na base do TCPO 10. Volare 12 . Para a base EMOP. apurando o valor exato das composições de serviços. é necessário adquirir junto a EMOP o arquivo de atualização de preços. Sempre que for alterado preços ou carregada uma nova região de preços deve ser realizado o Recálculo Geral. Esta operação demora alguns minutos. os preços não serão atualizados. Recálculo Geral Esta função refaz todos os cálculos. Atualizar Este processo atualiza a tela do Volare. Para a base do TCPO 10 Não existe cotações de preços.Manual do Usuário Bases de Referência • 133 . e ser enviado para o Suporte PINI que irá gerar o arquivo de atualização de preços desta Base.

Após a digitação do valor.Alterar Taxas No Volare é possível visualizar os valores dos itens já calculados com as taxas (BDI. e será aberta a caixa para digitação do valor. clique em Gravar. Para inserir estas taxas clique em Alterar Taxas.Manual do Usuário . pressione enter. e o sistema Ordem de Descrição: Clique sobre a descrição sistema fará a apresentação dos itens em ordem alfabética. Apresentação dos itens A forma de apresentação dos itens pode ser alterada de acordo com a preferência do usuário. Ordem de Código: Clique sobre o código fará a apresentação dos itens em ordem de códigos.). Depois de inserir todos os valores em % necessários. eo 134 • Bases de Referência Volare 12 . Taxa Adm. Leis Sociais. pressione novamente o enter. Para inserir os valores.

Manual do Usuário Bases de Referência • 135 . Em seguida. Volare 12 .: Alvenaria + tijolo + comum. por código ou pelas duas opções. podemos efetuar uma busca que poderá ser feita por palavra-chave. o Volare fará a pesquisa em qualquer parte. Para isto basta digitar as palavras chaves separadas pelo “+” Ex. Pode-se utilizar a busca “inteligente”. onde a procura será feita por mais de uma palavra. escolha se deseja que a palavrachave digitada seja procurada “no início do campo” ou em “qualquer parte do campo”. Se for selecionada a opção em qualquer parte do campo. clique no botão “procurar” e serão apresentados todos os itens referentes a palavra digitada. Para conseguirmos essa busca. o Volare irá buscar todos os itens que comecem com a palavra digitada. escolha a opção desejada (código. inclusive no início do campo. Para a busca ficar ainda mais específica. descrição ou ambos).Buscando itens na Base Geral Para facilitar a procura por itens que desejamos editar ou mesmo consultar. Para que todos os itens sejam novamente apresentados. Se for selecionada a opção de procura no início do campo. digite o código ou palavra-chave que você deseja encontrar. clique na opção “mostrar tudo” e todos os itens referentes a classificação escolhida serão apresentados em tela.

No campo preço. informe o valor desejado. Depois clique no botão para salvar. este item deve ser salvo para a Base do Usuário. Para itens PiniWeb com Classificação : Sendo assim nestes itens o sistema não permitirá nenhum tipo de alteração.Manual do Usuário . Por esta base ser uma base de referência da PINI não é possível efetuar outras alterações nos itens. 136 • Bases de Referência Volare 12 .Alteração de preços 8-Serviços Compostos -Construção em Geral / 9-Serviços Compostos Custo Horário de Equipamento (preços vinculados aos itens que fazem parte da composição) 12-Manutenção / 11-Juros / 13-Diversos / 10-Depreciação preços vinculados aos equipamentos são calculados automaticamente pelo sistema através das horas produtivas e improdutivas dos equipamentos. Consultar capítulo sobre as bases customizadas. Para isso pressione duplo clique sobre o item e será apresentada a tela de edição de itens. Para as demais classificações será possível alterar o preço unitário dos itens. Se for necessário efetuar outras alterações. Na base é possível consultar os itens e editar os preços unitários.

Volare 12 . Será aberta a caixa de diálogo. Depois de digitar pressione enter novamente. Na Classificação ainda pode ser filtrado somente a classificação que sofrerá as alterações de preços. para que seja informado o valor. Ao alterar preços o Volare irá utilizar a data do sistema operacional. facilitando a procura dos itens. Para acessar. para fixar como data de cotação do item. ou Descrição o volare organizará os itens abaixo. Através das teclas de navegação do teclado. clique sobre o título da coluna Clique sobre o item desejado e pressione enter.Manual do Usuário Bases de Referência • 137 . Quando for necessário alterar preços de vários itens.Entrada Rápida de Preços Valor Unit. conforme sua escolha. clique no calendário e selecione a data desejada e com duplo clique sobre o dia escolhido pressione duplo clique. percorra a lista para cima ou para baixo até encontrar o item a ser alterado e repita o processo pressionando o enter. Clicando sobre a coluna Código. o Volare disponibiliza para o usuário esta ferramenta. Se desejar fixar outra data.

a guia de composições ficará habilitada. permitindo a utilização pelos usuários das composições tradicionais oferecidas pela Pini. 138 • Bases de Referência Volare 12 . CH). clique na linha do Serviço que está na Base Geral e automaticamente a pasta “Composição” será habilitada.Manual do Usuário . com seus respectivos coeficientes de consumo em cada serviço. a Pini Web incluiu no Volare todo o conteúdo da Classificação Pini. através do seu banco de dados o TCPO 13. aparecendo então a seguinte tela: Para facilitar a tarefa. Lembre que somente para itens com classificação 8 – Serviços Compostos – Construção em Geral (Ser CG) e 9 – Serviços Compostos – CHE – (Ser. permitindo o cálculo automático do preço do serviço (por unidade).Composições de Serviços Esta seção da Base Geral tem a função de mostrar as composições dos serviços que serão desenvolvidos no canteiro de obras. Para visualizar uma Composição. Na guia de composições o usuário irá encontrar a relação de insumos que fazem parte do serviço selecionado.

o conteúdo do campo pode ficar oculto. verifique tela abaixo: Serão apresentados todos os itens que fazem parte desta composição. Os insumos que forem comuns terão seus coeficientes somados. além de insumos. Leis Sociais.” O sistema irá apresentar a composição. Volare 12 .) Exibir Composição Detalhada – Um Serviço pode ter como componente. Ajustar coluna – Como cada coluna possui as informações respectivas aos seus títulos. outro Serviço. Clicando neste flag o Volare volta a apresentar todas as colunas na tela. deve-se marcar a opção Exibir Composição Detalhada.Manual do Usuário Bases de Referência • 139 . Exibir preços com taxa – Ao marcar esta opção os valores unitários serão apresentados incidindo as taxas (BDI. Para visualizar todo o conteúdo do campo clique entre as colunas e arraste aumentando o campo. Taxa Adm. Caso o usuário deseje visualizar os itens componentes deste serviço.Clicando em “Compos.

Serão apresentados também os totais de MO. será apresentado um gráfico com os totais de Mão de Obra e o Total de outros.Manual do Usuário . exibir composição detalhada. e Total Geral. o Volare apresentará os itens componentes do serviço filho. Outros. Recálculo Parcial – Faz o recálculo desta composição apurando os valores. Material. 140 • Bases de Referência Volare 12 .Ao clicar no Flag. Se clicar em exibir gráfico. Atualizar – Atualiza a tela limpando caso haja algum item desatualizado.

poderemos utilizar as ferramentas seguintes: Cadastro de Unidades Esse item da ferramenta permite ao usuário cadastrar novas unidades de medida. “Usuário” visualização das unidades de medida cadastradas pelo usuário. “Pini” visualização das unidades de medida cadastradas pela Pini. alterações de preços com fator de mutiplicação (porcentagem). deve ser utilizada caso você tenha alguma unidade de medida que não esteja cadastrada no Volare. Volare 12 . Clique em para acrescentar uma nova unidade de medida.Ferramentas Para fazer Cadastro de unidades. o sistema irá apresentar a seguinte tela: Digite Abreviatura e a Descrição e clique em de medida. para isso o sistema disponibiliza em “Unidades” as opções: “Todas” visualização de todas as unidades de medida cadastradas. Clicando será apresentada a seguinte tela: Para cadastrar novas unidades de medidas.Manual do Usuário para gravar a nova unidade Bases de Referência • 141 . o sistema irá diferenciar as unidades de medida criadas pelo usuário. das criadas pela Pini.

142 • Bases de Referência Volare 12 .85.Manual do Usuário . Selecione o arquivo e clique no botão Salvar. se desejar dar um desconto de 15%. Em seguida. Carregar arquivo MovPreço até Janeiro/2006 Esta opção deve ser utilizada caso você tenha um arquivo de Movpreço para atualizar os preços no Volare. Em seguida clique no botão “salvar” e as alterações serão realizadas. Nessa tela você deverá escolher de qual a classificação do item. conforme exemplo: se desejar acrescentar 10%.Alteração de Preços Essa ferramenta permitirá que a alteração de preços seja feita através de um fator. digite no campo “fator” o valor desejado. digite 1. digite 0.1. Marque com um clique do mouse quantos itens desejar alterar com o mesmo fator.

optar por adquirir arquivos de atualizações avulsos). Ex.: MovprecoFEV.mov Volare 12 . Teremos também a possibilidade de atualizar os preços dos arquivos gerados pelo usuário. a função deste procedimento é disponibilizar os preços de uma determinada região. qualquer dúvida consulte o capítulo ”Atualizar preços” da Base Geral ou Orçamento. para atualizar na Base Geral ou nos Orçamentos desejados. Selecione a pasta onde está o arquivo de preços (. Carregar arquivo MovPreço a partir Fevereiro/2006 As empresas que utilizam o Volare e que possuem o serviço de assinatura de atualização de preços recebem um e-mail da Pini com os preços dos insumos atualizados (pode-se optar também por efetuar o download destes arquivos na Internet. A partir de Fevereiro de 2006. Que permitirá ao usuário selecionar a região principal e a região complementar. estará disponível este novo recurso.Manual do Usuário Bases de Referência • 143 . isto deverá ser feito diretamente na Base Geral ou no Orçamento na ferramenta ”Atualizar preços”.Este procedimento não irá modificar automaticamente os preços dos itens na Base Geral e nem nos Orçamentos. ou ainda ao invés de manter uma assinatura.MOV). que gera um arquivo com os preços do usuário. Arquivos estes que são gerados através da ferramenta de “Gerar Arquivo de MovPreço”. selecione o arquivo no quadro a direita e clique em salvar.

Se a região selecionada possuir a cotação de todos os itens não será exibida a seleção de outra região. 144 • Bases de Referência Volare 12 .Manual do Usuário .Selecione a região de preços desejada. Será apresentada a mensagem de confirmação da atualização de preços. Verifique o processo “Atualizar Preços” para concluir o processo de atualização. clique OK. Depois de selecionar clique em OK. Para as regiões em que não for feita a cotação de todos os itens será apresentada a seleção da segunda região.

). Código – O relatório será impresso por ordem de código dos itens. Emitir Relatório com Logotipo – Possibilita ao usuário imprimir o relatório com o logotipo desejado.Manual do Usuário Ordem de apresentação Descrição – O relatório será impresso por ordem de descrição dos itens. unidades de medida. Bases de Referência • 145 . Exibir cabeçalho com taxa – Este item só é apresentado quando selecionado o item. Leis Sociais e Taxa Adm. descrições. Volare 12 . Sem taxas – Será impresso o relatório sem incidir as taxas (BDI. Taxa Adm. Para inserir o seu logotipo. Tipo de insumos (Classificação) – Possibilita ao usuário selecionar os insumos que serão impressos através da classificação dos itens. data de atualização e tipo. consulte o capítulo sobre. Taxa Adm. Leis Sociais. que foram inseridas na base. Emitir Relatório sem Logotipo – O relatório será impresso sem logotipo.). preços unitário (se for selecionada a opção exibir preços). selecionando a opção Global (todos os tipos). com taxas. que foram inseridas na base. Ou imprimir itens de várias classificações. Como inserir seu logotipo nos relatórios.Relatórios Neste Menu o usuário poderá imprimir os relatórios disponíveis Relatório de Insumos Este relatório apresentará a lista de itens com seus respectivos códigos. Leis Sociais. Quando selecionado é impresso no cabeçalho as porcentagens de BDI. Taxas Com taxas – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI.

onde você deverá escolher os itens que deseja imprimir. Em seguida.Selecionar itens – Quando marcada esta opção. Em seguida clique no botão “OK” e o relatório solicitado será exibido na tela. Exemplo de Relatório 146 • Bases de Referência Volare 12 . Exibir Preço – Quando selecionado será impresso o valor unitário dos itens. antes de imprimir o relatório será apresentada uma tela para seleção dos itens desejados. uma tela será apresentada.Manual do Usuário .

selecionando a opção Global (todos os tipos). consulte o capítulo sobre. unidades de medida. Exibir cabeçalho com taxa – Este item só é apresentado quando selecionado o item. Mão de Obra. Taxa Adm. preços (Material. Modo de Apresentação Analítico – Será impresso o relatório analítico. Sem taxas – Será impresso o relatório sem incidir as taxas (BDI. serviços compostos. Leis Sociais. que foram inseridas na base. Leis Sociais. Taxa Adm. Ou imprimir todos os serviços. Volare 12 . Emitir Relatório com Logotipo – Possibilita ao usuário imprimir o relatório com o logotipo desejado. Emitir Relatório sem Logotipo – O relatório será impresso sem logotipo. Como inserir seu logotipo nos relatórios. ou de equipamentos. Taxa Adm. descrições. Total) e tipo.Relatório de Composições Este relatório apresentará a lista de serviços com seus respectivos códigos. somente com o serviço. Outros.). Quando selecionado é impresso no cabeçalho as porcentagens de BDI. Sintético – Será impresso o relatório sintético. sendo apresentados os valores para cada taxa. com taxas. que foram inseridas na base. distribuídas nos valores unitários. Leis Sociais e Taxa Adm.).). Taxas Com taxas distribuídas – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. Com taxas detalhadas – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. Para inserir o seu logotipo. com todos os itens que fazem parte da composição de cada serviço. Leis Sociais. que foram inseridas na base. Tipo de insumos (Classificação) – Possibilita ao usuário selecionar os serviços que serão impressos.Manual do Usuário Bases de Referência • 147 .

Código – O relatório será impresso por ordem de código dos itens. antes de imprimir o relatório será apresentada uma tela para seleção dos itens desejados. a seguinte tela será apresentada. onde você deverá escolher os itens que deseja imprimir. Descrição – O relatório será impresso por ordem de descrição dos itens. Exemplo de Relatório Sintético Exemplo de Relatório Analítico 148 • Bases de Referência Volare 12 . Selecionar itens – Quando marcada esta opção.Manual do Usuário . Em seguida clique no botão “OK” e a tela do relatório solicitado será mostrado na tela. Ordem de Apresentação Com memorial – Será impresso o relatório com as informações do memorial descritivo de cada item. Com detalhamento – Será impresso o relatório onde além dos insumos das composições. Em seguida. serão impressos os insumos dos serviços filhos.

sendo apresentados os valores para cada taxa. Sintético – Será impresso o relatório sintético.). descrições. que foram inseridas na base. unidades de medida. Volare 12 . Ou imprimir todos os serviços. ou de equipamentos. preços (Material. Modo de Apresentação Analítico – Será impresso o relatório analítico. Leis Sociais. somente com o serviço. que foram inseridas na base.2) Este relatório apresentará a lista de serviços com seus respectivos códigos. consulte o capítulo sobre. Taxa Adm. Leis Sociais. Como inserir seu logotipo nos relatórios. selecionando a opção Global (todos os tipos). Sem taxas – Será impresso o relatório sem incidir as taxas (BDI. Taxas Com taxas distribuídas – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI.Manual do Usuário Bases de Referência • 149 . Taxa Adm. distribuídas nos valores unitários. serviços compostos. Para inserir o seu logotipo. Emitir Relatório sem Logotipo – O relatório será impresso sem logotipo. Taxa Adm.Relatório de Composições (Volare 5. Leis Sociais. Tipo de insumos (Classificação) – Possibilita ao usuário selecionar os serviços que serão impressos.). Emitir Relatório com Logotipo – Possibilita ao usuário imprimir o relatório com o logotipo desejado. que foram inseridas na base. Com taxas detalhadas – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. com todos os itens que fazem parte da composição de cada serviço.). e Total) e tipo. Mão de Obra.

onde você deverá escolher os itens que deseja imprimir. Código – O relatório será impresso por ordem de código dos itens. serão impressos os insumos dos serviços filhos.Manual do Usuário . Descrição – O relatório será impresso por ordem de descrição dos itens. Em seguida. Selecionar itens – Quando marcada esta opção. Em seguida clique no botão “OK” e a tela do relatório solicitado será mostrado na tela. Com detalhamento – Será impresso o relatório onde além dos insumos das composições. a seguinte tela será apresentada. com taxas. Exemplo de Relatório Sintético Exemplo de Relatório Analítico 150 • Bases de Referência Volare 12 . antes de imprimir o relatório será apresentada uma tela para seleção dos itens desejados.Exibir cabeçalho com taxa – Este item só é apresentado quando selecionado o item. Quando selecionado é impresso no cabeçalho as porcentagens de BDI. Ordem de apresentação Com memorial – Será impresso o relatório com as informações do memorial descritivo de cada item. Leis Sociais e Taxa Adm.

onde você deverá escolher os itens que deseja imprimir. Código do item.. Em seguida. Ou imprimir itens de várias classificações. selecionando a opção Global (todos os tipos). Será apresentado o relatório com os seguintes campos. Unidade de medida. Descrição. Coeficiente de consumo.Relatório de Insumos Componentes Este relatório apresentará os itens escolhidos (materiais.) e informar em quais composições esse item é componente.. mão de obra. Selecionar itens – Quando marcada esta opção. antes de imprimir o relatório será apresentada uma tela para seleção dos itens desejados. Tipo de insumos (Classificação) – Possibilita ao usuário selecionar os insumos que serão impressos através da classificação dos itens.Manual do Usuário Bases de Referência • 151 . Código dos serviços que o item é componente e a descrição do serviço. a seguinte tela será apresentada. Em seguida clique no botão “OK” e a tela do relatório solicitado será exibida na tela. serviços. Exemplo do relatório Volare 12 .

onde você deverá escolher os itens que deseja imprimir. Preços – Selecione qual a região de preços desejada.Manual do Usuário . data de atualização e tipo. unidades de medida. Os preços que serão apresentados referem-se a região selecionada. selecionando a opção Global (todos os tipos). preços unitário.Relatório de Preços dos Insumos Este relatório tem a finalidade de apresentar os valores unitários dos itens. Ou imprimir itens de várias classificações. Tipo de insumos (Classificação) – Possibilita ao usuário selecionar os insumos que serão impressos através da classificação dos itens. Em seguida. descrições. Selecionar itens – Quando marcada esta opção. Em seguida clique no botão “OK” e a tela do relatório solicitado será mostrado na tela. Serão apresentados os códigos. a partir da seleção feita. a seguinte tela será apresentada. Exemplo do relatório 152 • Bases de Referência Volare 12 . antes de imprimir o relatório será apresentada uma tela para seleção dos itens desejados.

). que foram inseridas na base. de Material. Leis Sociais. Taxa Adm. Taxas Com taxas distribuídas – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. Taxa Adm. Sem taxas – Será impresso o relatório sem incidir as taxas (BDI. a unidade de medida. Leis Sociais. os Valores.). de Mão de Obra e o Valor final. Apresentará os códigos. a descrição. Exemplo do relatório Volare 12 . que foram inseridas na base.Manual do Usuário Bases de Referência • 153 . Com memorial – Será impresso o relatório com as informações do memorial descritivo de cada item. distribuídas nos valores unitários.Relatório de Itens Estruturado Sintético Esse relatório apresentará toda a estrutura da base.

pois são efetuadas várias operações. selecione-o. 12 – Juros ou 13 – Diversos. ou para a base do orçamento. Existe no Cd de instalação uma pasta chamada Mdacjet. Escolher o tipo de relatório. Não tem como alterar direto o preço do Serviço.Manual do Usuário . 11 – Manutenção. Para conseguir efetuar estas alterações deve-se levar o item da base de referência para uma base customizada. não sendo permitida qualquer outra alteração. Aguarde até finalizar o processo. 7-) Ao acessar as bases de referência não são apresentados os itens? R-) Alterar a classificação para todas. 154 • Bases de Referência Volare 12 . o usuário poderá criar suas bases dentro de bases customizadas.Dúvidas freqüentes sobre Bases de Referência 1-) Como alterar a descrição dos itens? Apresentamos abaixo as dúvidas mais freqüentes referente as bases de Referência. ou seja. nesta pasta estão os arquivos para solucionar este problema. Não sendo possível criar novas bases de referência. Se não apresentar nada possivelmente alguns componentes do Windows desta máquina estão desatualizados ou corrompidos. sintético ou analítico. contate o Suporte técnico para maiores informações. ou para a base do orçamento. não sendo permitida qualquer outra alteração. 8-) Como alterar o coeficiente de alguns itens dentro da composição? R-) Dentro de bases de referência só é permitido alterar o preços dos itens. 10 – Depreciação. são serviços compostos. deve-se alterar os preços dos insumos componentes deste serviço. 3-) Como imprimir a relação com todos os serviços? R-) Clicar em Relatórios / Composições. 2-) Como alterar os preços dos Serviços? R-) Todos os itens das classificações. 5-) Depois de alterar os valores dos insumos ou carregar movpreços (Atualizações de preços PINI) os valores dos Serviços não se alteram? R-) Executar o Recálculo Geral. 9 – Serviços CHE. seu preço é composto pela multiplicação dos coeficientes pelo preço unitário de cada componente. 6-) Ao executar o recálculo geral trava a máquina? R-) Esta operação de Recálculo Geral é a função mais demorada do Volare. R-) Dentro de bases de referência só é permitido alterar o preços dos itens. Para verificar quais são os componentes deste serviço. 4-) Como criar nova base de referência? R-) Em bases de referência somente são apresentadas as bases criadas pela PINI ou empresas parceiras (EMOP). Para conseguir efetuar estas alterações deve-se levar o item da base de referência para uma base customizada. e clique na guia Compôs. 8 – Serviços Compostos.

Se já existiam anteriormente itens criados no Volare 12.Manual do Usuário Bases Customizadas • 155 .Bases Customizadas Apresentação Além das bases de referência no Volare 12 existem as bases customizadas. Se o Cliente está instalando direto o Volare 12 em bases customizadas não existirá nenhuma base. Volare 12 . e o sistema foi atualizado para o Volare 12. dentro de Bases Customizadas ainda existirão três outras bases de dados. Nas bases customizadas o usuário poderá criar suas próprias bases de dados com as estruturas desejadas que possam ser utilizadas na criação de orçamentos.

Manual do Usuário . Nesta base o usuário fica completamente livre para efetuar as alterações necessárias e até mesmo criar seus próprios itens. Ainda o usuário poderá incluir em sua base de dados qualquer item das bases de referência. 156 • Bases Customizadas Volare 12 .2 para o Volare 12.Importado90 [Livre(WBS: 1 nível)] Nesta base de dados o usuário encontrará todos os itens do usuário que haviam sido importados do Volare 5.

0 [TCPO2003(WBS: 4 níveis)] Nesta base de dados o usuário encontrará todos os itens do usuário que haviam sido criados no Volare 7.0.Manual do Usuário Bases Customizadas • 157 .Similares Volare 7. nesta base estarão todos os itens existentes anteriormente. Volare 12 . Como na versão 7. o Volare possibilitava ao usuário a criação de novos itens na base somente a partir de itens similares aos itens PINI. Nesta base o usuário fica completamente livre para efetuar as alterações necessárias e até mesmo criar seus próprios itens.0. Ainda o usuário poderá incluir em sua base de dados qualquer item das bases de referência ou customizadas.

Volare 5.2 [TCPO10(WBS: 3 níveis)] Esta base de dados será apresentada caso o usuário importe os itens do Volare 5. Nesta base de dados o usuário encontrará todos os itens cadastrados na versão antiga do Volare 5.2. Nesta base o usuário fica completamente livre para efetuar as alterações necessárias e até mesmo criar seus próprios itens.2. 158 • Bases Customizadas Volare 12 . Ainda o usuário poderá incluir em sua base de dados qualquer item das bases de referência ou customizadas.Manual do Usuário .

Caso a estrutura que será utilizada nesta base de dados.Manual do Usuário Bases Customizadas • 159 .Criando uma nova base O Volare 12 possibilita ainda que o usuário crie sua própria base de dados. e clique em Criar nova base. Volare 12 . não esteja cadastrada. Clique no botão gravar. com a estrutura desejada. clique com o botão direito do mouse sobre Bases customizadas. digite o nome da nova base de dados e selecione a estrutura que será utilizada nesta base de dados. Pode-se ainda utilizar a estrutura do TCPO 10 para auxiliar a criação dos itens. Antes de criar a base de dados deve-se criar a estrutura (Ferramentas/Cadastro de Estruturas). Para criar sua própria base de dados. O Volare apresentará a tela de cadastro da nova base de dados.

160 • Bases Customizadas Volare 12 .Manual do Usuário .

Pressione duplo clique sobre a base criada. Volare 12 . Incluir novos itens Ao clicar em incluir novos itens surgirá a tela para que o usuário indique qual função deseja realizar. automaticamente irá ser apresentada a tela para apropriação dos itens. Para incluir os itens nesta base de dados. clique em Incluir novos itens.Manual do Usuário Bases Customizadas • 161 . Ao clicar em “Criar um novo item”. O Volare cria automaticamente uma estrutura com os itens necessários.

162 • Bases Customizadas Volare 12 . clique com o botão direito do mouse sobre a base criada. Crie novos níveis nesta base sempre desta maneira. Ao clicar em salvar este novo nível é salvo dentro da base de dados.Para criar novos níveis.Manual do Usuário .

pressione duplo clique sobre o nível e clicando com o botão direito do mouse sobre o nível selecionado.Projetos 010101 – Projeto de instalações elétricas Bases Customizadas • 163 Volare 12 . Será criado um sub-nível Ao criar o sub-nível.Depois de criar os níveis.: 01 – Serviços Preliminares 0101 . Ex. clique em Incluir novo. pressione duplo clique sobre o item. e clique com o botão direito do mouse para inserir os itens neste sub-nível.Manual do Usuário .

a tela para criação deste novo item será diferente pois. CHE.Quando a criação deste novo item for uma classificação que seja uma composição (8-Serv.. 164 • Bases Customizadas Volare 12 . Comp. Preencha os campos solicitados. o usuário terá que incluir os componentes.. O campo preço estará desabilitado pois.). o seu preço será o resultado da soma dos componentes. 9-Serv.Manual do Usuário . etc. para inserir os itens desta composição.. Clique em Incluir Componente.

Volare 12 .Ao incluir os itens o Volare apresentará a mensagem confirmando a inclusão. Repita o processo incluindo todos os componentes. Depois de inserir todos os itens clique em Salvar.Manual do Usuário Bases Customizadas • 165 .

Manual do Usuário . ao importar o item será importada também a estrutura (Etapas/Atividades). O Volare possibilita ao usuário além de incluir novos itens . importar itens de outras bases. Indique de qual base será importado o item desejado e utilize as formas de procura por classificação ou palavra chave (em caso de dúvidas consultar capítulos anteriores). Para isto clique com o botão direito do mouse sobre o sub-nível selecionado e clique na opção Trazer um item da Base. 166 • Bases Customizadas Volare 12 .Depois de incluir os novos itens. o Volare apresentará os itens inseridos no quadro a direita. Se for selecionada a opção de “Trazer um Item de outra base com estrutura“.

excluir itens alterar os coeficientes. Volare 12 . Nesta guia de composições.Alterando as composições Clique no item desejado e clique na guia de composições.Manual do Usuário Bases Customizadas • 167 . o usuário pode incluir novos itens nesta composição.

Para adicionar componentes. 168 • Bases Customizadas Volare 12 . clique em Adicionar novos itens.Manual do Usuário . Selecione os itens e clique em incluir.

para abrir a caixa de digitação párea o seguindo item.Para alterar ou digitar os coeficientes. Ao final da digitação clique em Salvar. pressione duplo clique sobre o item. clique sobre o título da coluna . Clique sobre o coeficiente do primeiro item e abrirá a caixa para digitação do coeficiente. Depois de digitar o coeficiente. pressione enter novamente. Digite o coeficiente e clique em salvar.Manual do Usuário Bases Customizadas • 169 . pressione enter. Volare 12 . O Volare possibilita a entrada rápida dos coeficientes.

Todas as demais funções estão nos capítulos anteriores sobre Bases customizadas.Para excluir itens da composição clique em excluir itens.Manual do Usuário . Selecione os itens a serem excluídos e clique em excluir. 170 • Bases Customizadas Volare 12 .

8...1 – Abrigo Provisório de madeira executado na obra para alojamento e depósito de materiais e ferramentas 01520.1. com suas Divisões. Nível Como a base do TCPO 2003 possui 4 Níveis. Subdivisões.Ferramentas Comuns a todas as Bases Customizadas Tipo Dentro de qualquer base customizada estarão disponíveis os recursos abaixo: Neste filtro o usuário irá escolher como prefere visualizar os itens da base.1 – Abrigo Provisório de madeira executado na obra para alojamento e depósito de materiais e ferramentas 01520.1. Volare 12 .Manual do Usuário Bases Customizadas • 171 .8.1. ESTRUTURADO – O Volare fará a apresentação dos itens seguindo a estrutura PINI. nesta ferramenta é possível selecionar o nível que se deseja visualizar. NÃO ESTRUTURADO – o Volare fará a apresentação dos itens sem apresentar a estrutura PINI.Abrigo Provisório de madeira executado na obra com dois pavimentos para alojamento e depósito de materiais e ferramentas Ao selecionar este tipo de apresentação os demais filtros ficam desabilitados. Ex.Abrigo Provisório de madeira executado na obra com dois pavimentos para alojamento e depósito de materiais e ferramentas.8.1.: 01 – Requisitos Gerais 01520 – Abrigos temporários para canteiros 01520.2 .: 01520. Ex.1 – Abrigo Provisório de madeira executado na obra 01520.2 .8.8.

Manual do Usuário .Serão apresentados os itens a partir da seleção feita. Lembre-se que o filtro de Níveis só estará disponível se no Campo Tipo estiver selecionado o tipo Não Estruturado. 172 • Bases Customizadas Volare 12 .

facilitando a elaboração de orçamentos.. Para localizar mais facilmente os itens dentro da base. Volare 12 .. Serviços Compostos. Ex. 5 ..Manual do Usuário Bases Customizadas • 173 . pois o Volare apresentará sempre os itens da classificação selecionada.Equipamento (Aquisição). 3 – Material. 9 – Serviços Compostos (Equipamentos). 12 – Manutenção (Equipamentos).Classificação Neste menu o usuário pode classificar os itens que deseja visualizar. Sempre observe com atenção o filtro que está selecionado. 10 – Depreciação (Equipamentos).. Ela armazena informações básicas que serão utilizadas pelos módulos do Volare. Pedreiro. Servente. Todos. serão apresentados os itens de Mão de Obra. 8 – Serviços Compostos (Construção em geral). A Base Geral tem como objetivo gerenciar as informações de insumos e composições de serviços. 1 – Empreitada. Materiais. 11 – Juros (Equipamentos). 0 – Mão de Obra. 2– Verba. 4 – Equipamento (Custo Horário). Mão de obra. etc. 7 – Equipamento (Locação).: Se estiver selecionado o Filtro 0-Mão de Obra. 6 – Serviços – Material e Mão de Obra. o Filtro classificação será muito útil. Ajudante etc.

Incluir Novos Itens Em qualquer uma das bases customizadas é possível incluir novos itens a sua base de dados.Manual do Usuário . Pode-se criar um item novo em qualquer nível. surgirá a tela abaixo onde o usuário deverá identificar ou criar os níveis que o item fará parte. 174 • Bases Customizadas Volare 12 . Para isto clique com o botão direito do mouse e selecione a opção Incluir um item novo. Como esta base de dados é estruturada ao clicar em incluir novos itens.

Volare 12 . Ao selecionar as Classificações abaixo o sistema apresentará a tela simplificada de cadastro. Será criado o item selecionado. 6 – Serviços – Material e Mão de Obra.Equipamento (Aquisição). e clique com o botão direito do mouse sobre o item selecionado e clique em Criar um item novo. 5 . 2– Verba. 0 – Mão de Obra.Digite as informações solicitadas e clique em salvar. Pressione duplo clique sobre o item.Manual do Usuário Preencha os campos necessários e clique em gravar. Bases Customizadas • 175 . Ao clicar em “Criar um item novo”. 7 – Equipamento (Locação). o Volare irá apresentar a tela de cadastro de itens. 1 – Empreitada. 4 – Equipamento (Custo Horário). preencha os campos e clique em Gravar. 3 – Material.

será apresentada a mensagem abaixo: 176 • Bases Customizadas Volare 12 . 10 – Depreciação (Equipamentos). Se clicar no botão Gravar/Salvar. antes de inserir os componentes. 9 – Serviços Compostos (Equipamentos) . 8 – Serviços Compostos (Construção em geral). 11 – Juros (Equipamentos). o preço final deste item será calculado através da multiplicação entre os coeficientes e os preços unitários dos componentes deste item. além das informações de cadastro o usuário deverá incluir a composição deste item. pois. 12 – Manutenção (Equipamentos).Manual do Usuário . Ao selecionar as Classificações abaixo.Ao cadastrar um novo item é muito importante preencher a classificação de maneira correta. pois dependendo da classificação o Volare incidirá as taxas (Leis Sociais). O campo preço também ficará desabilitado.

clique em .Manual do Usuário Bases Customizadas • 177 .Para inserir os itens componentes deste Serviço. Volare 12 . Altere a classificação selecionando os itens que farão parte desta composição.

Manual do Usuário . Bases de referência ou bases customizadas. Pode-se ao invés de criar um item novo. Depois de selecionar. 178 • Bases Customizadas Volare 12 . possui o item desejado. clique em avançar. Classificação Ao clicar em classificação o usuário deverá selecionar as informações solicitadas. trazer um item da base geral. Pode-se ainda utilizar a busca por palavra chave para encontrar mais facilmente os itens desejados. Repita a operação até incluir todos os itens desejados. Base: Selecione qual das bases disponíveis. Filtros Bases: Selecione neste filtro em qual base geral está o item desejado. A procura pelo item desejado pode ser feita através da classificação ou através da palavra chave.Selecione os itens desejados e clique em incluir.

Manual do Usuário Bases Customizadas • 179 .Selecione os níveis até alcançar os itens desejados. Volare 12 .

O sistema incluirá os itens e apresentará mensagem.Manual do Usuário .Selecione os itens desejados e clique em incluir. 180 • Bases Customizadas Volare 12 . confirmando a inclusão.

Além disto lembre-se que pode-se colocar mais de uma palavra na busca. possui o item desejado.: Alvenaria + tijolo + comum Clique em Procurar.Manual do Usuário Selecione os itens desejados e clique em Incluir Bases Customizadas • 181 . Ex. Bases de referência ou bases customizadas. Base: Selecione qual das bases disponíveis. Ao digitar uma ou mais palavras chave. Volare 12 .Palavra Chave O usuário poderá importar os itens de outra base utilizando a procura por palavra chave. Filtros Bases: Selecione neste filtro em qual base geral está o item desejado. selecione no quadro a esquerda a forma de localização.

clique em “Compos.Manual do Usuário .Surgirá a mensagem de que os itens foram inclusos com sucesso. Adicionando Itens na Composição Para adicionar insumos em uma composição. selecione a composição do usuário.” e em seguida na opção “Adicionar um componente” : 182 • Bases Customizadas Volare 12 .

existem duas maneiras. O Volare irá apresentar a tela de entrada rápida de coeficientes. Pressionando duplo clique sobre o item. Digite o coeficiente e clique em salvar. Para inserir os coeficientes. aparecerá a tela abaixo. . onde poderemos escolher os itens a serem acrescentados à composição.Manual do Usuário Bases Customizadas • 183 Outra maneira é clicar sobre a coluna de coeficientes. Volare 12 .Em seguida. Selecione o item desejado e clique em incluir.

184 • Bases Customizadas Volare 12 . Utilize as teclas de navegação para navegar sobre os itens. clique em excluir itens. Ao final clique em salvar. . Para salvar e ir para o próximo coeficiente pressione enter. para abrir a caixa de digitação no próximo item pressione enter novamente. Para excluir alguns componentes.Manual do Usuário .Clique com o mouse sobre o coeficiente do primeiro item e digite o coeficiente.

Selecione os itens que serão excluídos e clique em excluir. armazenando os preços dos itens da base EMOP alterados pelo usuário. ou então. Salvar Preços A opção “Salvar Preços” é utilizada para criar uma região de preços do usuário. Toda vez que alterar os valores unitários. itens do Usuário ou Volare 12 . clicando em “Salvar Preços” a seguinte tela será apresentada: Escolha qual tipo de filtro que o sistema deverá fazer e clicando em regiões será apresentada a região conforme o filtro (itens Pini. os coeficientes dos itens deve-se clicar em recálculo parcial. para que o valor do serviço seja atualizado.Manual do Usuário Bases Customizadas • 185 . .

Todas). Para facilitar a visualização. aparecem em vermelho. clique em para criar uma nova região do usuário. digite o nome desejado. clicando a seguinte tela será apresentada: em para Salvar a nova região que será criada com os preços armazenados na Base Geral. Selecione a região de preços desejada e clique em Salvar. escolha o mês. as regiões de preços criadas pelo usuário. carregados no Volare através dos arquivos de Movpreço.Manual do Usuário . o ano e em seguida clique Atualizar Preços Esta ferramenta será utilizada para selecionar qual região de preços será utilizada. todas as regiões de preços da PINI. Nessa tela. O Volare apresentará a lista de regiões de preços atualizados pela PINI. são apresentadas em preto. 186 • Bases Customizadas Volare 12 . e também todas as regiões de preços criadas pelo usuário. Caso queira criar uma nova região.

Esta operação demora alguns minutos. Recálculo Geral Esta função refaz todos os cálculos. Selecione a região de preços e clique em salvar. apurando o valor exato das composições de serviços. não esteja sendo apresentada clique em disponibilizar região. o usuário deve clicar em Salvar preços. Lembre-se de sempre que alterar os preços. Volare 12 . Esta função deve ser utilizada. quando a tela ficar com resíduos de telas anteriores.Manual do Usuário Bases Customizadas • 187 . Atualizar Este processo atualiza a tela do Volare. Sempre que for alterado preços ou carregada uma nova região de preços deve ser realizado o Recálculo Geral. Sempre no canto superior direito da tela da base será apresentada a região de preços que está sendo utilizada. gerando uma nova região ou então substituindo uma existente.Caso a região de preços da PINI carregada no sistema.

Manual do Usuário . Depois de inserir todos os valores em % necessários. Ordem de Código: Clique sobre o código fará a apresentação dos itens em ordem de códigos e o sistema Ordem de Descrição: Clique sobre a descrição sistema fará a apresentação dos itens em ordem alfabética. clique em Gravar.Alterar Taxas No Volare é possível visualizar os valores dos itens já calculados com as taxas (BDI. Leis Sociais. e será aberta a caixa para digitação do valor.). pressione novamente o enter. Após a digitação do valor. pressione enter. Para inserir estas taxas clique em Alterar Taxas. Taxa Adm. eo 188 • Bases Customizadas Volare 12 . Para inserir os valores. Apresentação dos itens A forma de apresentação dos itens pode ser alterada de acordo com a preferência do usuário.

escolha se deseja que a palavrachave digitada seja procurada “no início do campo” ou em “qualquer parte do campo”. clique no botão “procurar” e serão apresentados todos os itens referentes a palavra digitada. digite o código ou palavra-chave que você deseja encontrar. Para a busca ficar ainda mais específica. Para isto basta digitar as palavras chaves separadas pelo “+” Ex. o Volare fará a pesquisa em qualquer parte. descrição ou ambos).Manual do Usuário Bases Customizadas • 189 . Para conseguirmos essa busca.Buscando itens na Base Geral Para facilitar a procura por itens que desejamos editar ou mesmo consultar . Para itens PiniWeb com Classificação : Sendo assim nestes itens o sistema não permitirá nenhum tipo de alteração. escolha a opção desejada (código. Se for selecionada a opção em qualquer parte do campo. Pode-se utilizar a busca “inteligente”. por código ou pelas duas opções. Consultar capítulo sobre as bases customizadas. clique na opção “mostrar tudo” e todos os itens referentes a classificação escolhida serão apresentados em tela. este item deve ser salvo para a Base do Usuário. inclusive no início do campo. Em seguida. Alteração de preços Na base é possível consultar os itens e editar os preços unitários. Por esta base ser uma base de referência da PINI não é possível efetuar outras alterações nos itens. podemos efetuar uma busca que poderá ser feita por palavra-chave. 8-Serviços Compostos -Construção em Geral / 9-Serviços Compostos Custo Horário de Equipamento (preços vinculados aos itens que fazem parte da composição) 12-Manutenção / 11-Juros / 13-Diversos / 10-Depreciação (preços vinculados aos equipamentos são calculados automaticamente pelo sistema através das horas produtivas e improdutivas dos equipamentos).: Alvenaria + tijolo + comum. onde a procura será feita por mais de uma palavra. Para que todos os itens sejam novamente apresentados. o Volare irá buscar todos os itens que comecem com a palavra digitada. Se for selecionada a opção de procura no início do campo. Se for necessário efetuar outras alterações. Volare 12 .

clique sobre o título da coluna Valor Unit. informe o valor desejado. 190 • Bases Customizadas Volare 12 . Para acessar. Entrada rápida de preços Quando for necessário alterar preços de vários itens. o Volare disponibiliza para o usuário esta ferramenta.Manual do Usuário . No campo preço. Para isso pressione duplo clique sobre o item e será apresentada a tela de edição de itens. Depois clique no botão para salvar.Para as demais classificações será possível alterar o preço unitário dos itens.

Depois de digitar pressione enter novamente.Manual do Usuário Bases Customizadas • 191 . facilitando a procura dos itens.Clique sobre o item desejado e pressione enter. selecione a data desejada e com duplo clique sobre o dia escolhido pressione duplo clique . percorra a lista para cima ou para baixo até encontrar o item a ser alterado e repita o processo pressionando o enter. ou Descrição o volare organizará os itens abaixo. Ao alterar preços o Volare irá utilizar a data do sistema operacional. Volare 12 . para que seja informado o valor. Se desejar fixar outra data. clique no calendário . Na Classificação ainda pode ser filtrada somente a classificação que sofrerá as alterações de preços. conforme sua escolha. Através das teclas de navegação do teclado. para fixar como data de cotação do item. Será aberta a caixa de diálogo. Clicando sobre a coluna Código.

Clicando em “Compos. permitindo o cálculo automático do preço do serviço (por unidade). com seus respectivos coeficientes de consumo em cada serviço.Manual do Usuário . Para visualizar uma Composição. e possibilitar ao usuário executar as alterações necessárias. CH). verifique tela abaixo: 192 • Bases Customizadas Volare 12 .Composições de Serviços Esta seção da Base Geral tem a função de mostrar as composições dos serviços que serão desenvolvidos no canteiro de obras. aparecendo então a seguinte tela: Na guia de composições o usuário irá encontrar a relação de insumos que fazem parte do serviço selecionado. clique na linha do Serviço que está na Base Geral e automaticamente a pasta “Composição” será habilitada.” O sistema irá apresentar a composição. a guia de composições ficará habilitada. Lembre que somente para itens com classificação 8 – Serviços Compostos – Construção em Geral (Ser CG) e 9 – Serviços Compostos – CHE – (Ser.

Manual do Usuário Bases Customizadas • 193 . Os insumos que forem comuns terão seus coeficientes somados. Exibir preços com taxa – Ao marcar esta opção os valores unitários serão apresentados incidindo as taxas (BDI. Caso o usuário deseje visualizar os itens componentes deste serviço.Serão apresentados todos os itens que fazem parte desta composição. Taxa Adm. um outro Serviço. deve-se marcar a opção Exibir Composição Detalhada. Leis Sociais. Ajustar coluna – Como cada coluna possui as informações respectivas aos seus títulos. o conteúdo do campo pode ficar oculto. Para visualizar todo o conteúdo do campo clique entre as colunas e arraste aumentando o campo. Clicando neste flag o Volare volta a apresentar todas as colunas na tela. Volare 12 .) Exibir Composição Detalhada – Um Serviço pode ter como componente. além de insumos.

será apresentado um gráfico com os totais de Mão de Obra e o Total de outros. exibir composição detalhada. alterações de preços com fator de mutiplicação (porcentagem). Se clicar em exibir gráfico.Manual do Usuário . poderemos utilizar as ferramentas seguintes: Volare 12 . Atualizar – Atualiza a tela limpando caso haja algum item desatualizado. Serão apresentados também os totais de MO.Ao clicar no Flag. Recálculo Parcial – Faz o recálculo desta composição apurando os valores. Material. e Total Geral. o Volare apresentará os itens componentes do serviço filho. Ferramentas 194 • Bases Customizadas Para fazer Cadastro de unidades. Outros.

Empreitada Esta função irá eliminar todos os itens classificados como mão de obra da composição substituindo os itens de mão de obra por um único item de classificação de empreitada. Volare 12 . O novo item criado terá o coeficiente 1 e seu preço unitário será a soma dos valores totais dos itens de mão de obra.Manual do Usuário Bases Customizadas • 195 . O código deste novo item criado será o código do serviço + E1.

“Todas” visualização de todas as unidades de medida cadastradas.“Usuário” visualização das unidades de Clique em para acrescentar uma nova unidade de medida. . para gravar a nova unidade 196 • Bases Customizadas Volare 12 .Manual do Usuário . o sistema irá diferenciar as unidades de medida criadas pelo usuário. para isso o sistema disponibiliza em “Unidades” as opções: . deve ser utilizada caso você tenha alguma unidade de medida que não esteja cadastrada no Volare.Cadastro de Unidades Esse item da ferramenta permite ao usuário cadastrar novas unidades de medida. Clicando será apresentada a seguinte tela: Para cadastrar novas unidades de medidas. .“Pini” visualização das unidades de medida cadastradas pela Pini. das criadas pela Pini.o sistema irá apresentar a seguinte tela: Digite Abreviatura e a Descrição e clique em de medida. medida cadastradas pelo usuário.

Em seguida clique no botão “salvar” e as alteraçõe serão realizadas. digite 1.1.Alteração de Preços Essa ferramenta permitirá que a alteração de preços seja feita através de um fator. Volare 12 . conforme exemplo: se desejar acrescentar 10%. digite 0. Nessa tela você deverá escolher de qual a classificação do item. digite no campo “fator” o valor desejado. Em seguida. Marque com um clique do mouse quantos itens desejar alterar com o mesmo fator.Manual do Usuário Bases Customizadas • 197 .85. se desejar dar um desconto de 15%.

Alteração de Coeficientes Nessa ferramenta serão alterados os coeficientes dos serviços compostos. 198 • Bases Customizadas Volare 12 .Manual do Usuário . a seguinte tela será apresentada: Dê um clique de mouse no serviço desejado. Em seguida clique em “salvar” e as novas alterações de coeficientes estarão modificadas. ou seja. aquelas que possuem os nomes dos serviços a serem criados. com seus respectivos códigos e coomponentes. você poderá importar dois tipos de planilhas: 1 – Planilhas simples. Importar Planilha Excel Com essa ferramenta. Quando essa é a opção escolhida. ou seja. tanto os “serviços compostos – construção em geral” como os “serviços compostos de equpamentos (CHE). aquelas que possuem apenas os nomes dos serviços e seus códigos 2 – Planilhas completas. digite o valor a ser modificado nos coeficientes e escolha aonde essa alteração deve ser aplicada (em quais insumos).

verba. que identificará o insumo. A coluna Nível indica a posição do item na hierarquia da estrutura da planilha. fontes ou tamanho das células. Volare 12 . O que deve ser respeitado é a ordem das colunas e seu preenchimento correto. Os insumos e serviços deverão ser preenchidos com números entre 1 a 51 e todos os outros itens da estrutura deverão ser preenchidos com 0. por exemplo: mão de obra.Importar Planilha Excel Completa Para que essa ferramenta seja utilizada corretamente. Ela deverá ser preenchida de acordo com a tabela abaixo. A coluna Classe indica o tipo do item . Após o nível 4 colocamos os insumos e portanto a numeração 0. é necessário ter uma planilha excel nos padrões mencionados abaixo: A planilha a ser preparada para ser importada pelo Volare não exige nenhuma formatação especial como cores.Manual do Usuário Bases Customizadas • 199 . No exemplo acima cada nível é indicado com uma numeração 1/2/3 ou 4.material.

deve ser preenchida com a unidade do item. A coluna Ordem deve ser preenchida livremente. Escolha o local onde está salvo a planilha do excel desejada na tela a seguir: O Volare trará automoaticamente todos os itens que estavam na planilha do excel. com números inteiros para que o Volare saiba qual a ordem correta de apresentação quando for solicitada a exibição da planilha estruturada. Clique no nome da planilha escolhida e em seguida no botão salvar. Sedesejar fazer qualquer alteração. A coluna Descrição pode ser preenchida livremente pelo usuário com a descrição do item. será adicionada ao cadastro de unidades. prencha o preço do item se assim o desejar. Se a unidade desejada não existir no Volare. que não deve conter aspas simples ou duplas. A coluna Coeficiente deve ser preenchida com os coeficientes dos insumos e deve ter até 6 caracteres. você deverá criar uma base customizada com o mesmo número de níveis da planilha do excel.A coluna Unidade. Na coluna Preço. Na coluna Código preencha o código do item. clique na opção ‘importar planilha excel – completa. basta entrar nos filtros desejados e alterar normalmente. Para utilizar a ferramenta. 200 • Bases Customizadas Volare 12 . Em seguida.Manual do Usuário . Essa coluna só deve ser preenchida na linha dos INSUMOS das composições (nível 0). estruturado. É possível deixar a coluna vazia e colocar os preços depois por dentro do Volare. que deve ter até 250 caracteres.

Se já houver algum item dentro de sua base customizada. Para utilizar a ferramenta.Importar Planilha Excel .Selecionando Equivalência Para que essa ferramenta seja utilizada corretamente. TODOS os itens que fizerem parte da sua base customizada SERÃO EXCLUÍDOS. o programa irá perguntar se o usuário deseja manter os itens contidos nessa base de dados. Uma vez escolhida a opção ‘NÃO’.Manual do Usuário Bases Customizadas • 201 . é necessário ter uma planilha nos padrões mencionados abaixo: A planilha do excel deverá conter apenas esses 3 campos citados acima. os itens existentes serão mantidos. Volare 12 . Caso clique na opção ‘SIM’. clique na opção ‘importar planilha excel – selecionando equivalência. que na verdade será uma lista de serviços.

clique no botão + à direita da linha. contendo os dados de sua planilha excel. escolha o local aonde está salvo a planilha do excel desejada na tela a seguir: Clique no nome da planilha escolhida e em seguida no botão salvar. Aparecerá então a seguinte caixa de diálogo. já lidos pela tela do Volare: Selecione o serviço desejado. quando aparecerá então a tela de base de dados so Volare: 202 • Bases Customizadas Volare 12 .Manual do Usuário .Em seguida.

e em seguida na opção incluir. Clique no serviço desejado. escolha a base desejada e na palavra chave. e acessando a guia ‘compos’ serão mostrados os componentes que foram associados de acordo com o serviço escolhido de uma base do Volare: Volare 12 . digite o nome doserviço do volare que deseja fazer a equivalência. com o código e a descrição iguais aos da planilha do excel. será mostrado o novo serviço. quando será confirmado que a associação foi feita com sucesso: Voltando para a tela de base geral.Nessa tela.Manual do Usuário Bases Customizadas • 203 .

Selecione o arquivo e clique em OK. qualquer dúvida consulte o capítulo ”Atualizar preços” da Base Geral ou Orçamento. isto deverá ser feito diretamente na Base Geral ou no Orçamento na ferramenta ”Atualizar preços” .Carregar arquivo MovPreço até Janeiro/2006 Esta opção deve ser utilizada caso você tenha um arquivo de Movpreço de data anterior a janeiro/2006 para atualizar os preços no Volare. a função deste procedimento é disponibilizar os preços de uma determinada região. 204 • Bases Customizadas Volare 12 . Este procedimento não irá modificar automaticamente os preços dos itens na Base Geral e nem nos Orçamentos.Manual do Usuário . para atualizar na Base Geral ou nos Orçamentos desejados.

MOV).mov Selecione a região de preços desejada. Para as regiões em que não for feita a cotação de todos os itens será apresentada a seleção da segunda região. Se a região selecionada possuir a cotação de todos os itens não será exibida a seleção de outra região.Carregar Arquivo MovPreço a partir de Fevereiro/2006 A partir de Fevereiro de 2006. estará disponível este novo recurso.: MovprecoFEV. selecione o arquivo no quadro a direita e clique em salvar.Manual do Usuário Bases Customizadas • 205 . Volare 12 . Selecione a pasta onde está o arquivo de preços (. Que permitirá ao usuário selecionar a região principal e a região complementar. Ex.

As empresas que utilizam o Volare e que possuem o serviço de assinatura de atualização de preços. utilize esta ferramenta. somente com a ajuda do Suporte Técnico. Verifique os demais procedimentos dentro do capítulo de Bases para continuar o processo de atualização de preços. 206 • Bases Customizadas Volare 12 .Depois de selecionar clique em OK. com esta opção o Volare tentará recuperar as composições de sua origem. Ex. que gera um arquivo com os preços do usuário.: TCPO 2003. ou ainda ao invés de manter uma assinatura. Teremos também a possibilidade de atualizar os preços dos arquivos gerados pelo usuário. recebem um e-mail da Pini com os preços dos insumos atualizados (pode-se optar também por efetuar o download destes arquivos na Internet. Será apresentada a mensagem de confirmação da atualização de preços. optar por adquirir arquivos de atualizações avulsos). Verificar Composições Esta opção deve ser utilizada caso ocorra algum problema com as composições. clique OK. Arquivos estes que são gerados através da ferramenta de “Gerar Arquivo de MovPreço”.Manual do Usuário .

Recodificação Automática para Base Customizada Esta opção ajuda a recodificar os itens da base customizada. Para que esta ferramenta funcione corretamente. Volare 12 . a base customizada.Manual do Usuário Bases Customizadas • 207 . deve estar 2 ou mais níveis.

Tipo de insumos (Classificação) – Possibilita ao usuário selecionar os insumos que serão impressos através da classificação dos itens. Leis Sociais e Taxa Adm. Emitir Relatório com Logotipo – Possibilita ao usuário imprimir o relatório com o logotipo desejado.). Leis Sociais. 208 • Bases Customizadas Volare 12 .). Para inserir o seu logotipo. Quando selecionado é impresso no cabeçalho as porcentagens de BDI. selecionando a opção Global (todos os tipos) Taxas Com taxas – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. que foram inseridas na base. com taxas. que foram inseridas na base. Taxa Adm. Exibir cabeçalho com taxa – Este item só é apresentado quando selecionado o item. unidades de medida. Sem taxas – Será impresso o relatório sem incidir as taxas (BDI. descrições. preços unitário (se for selecionada a opção exibir preços). Taxa Adm. Emitir Relatório sem Logotipo – O relatório será impresso sem logotipo.Relatórios Neste Menu o usuário poderá imprimir os relatórios disponíveis Relatório de Insumos Este relatório apresentará a lista de itens com seus respectivos códigos. Como inserir seu logotipo nos relatórios. consulte o capítulo sobre. data de atualização e tipo. Leis Sociais.Manual do Usuário . Ou imprimir itens de várias classificações.

Manual do Usuário Bases Customizadas • 209 . Em seguida.Ordem de apresentação Código – O relatório será impresso por ordem de código dos itens. Em seguida clique no botão “OK” e a tela do relatório solicitado será mostrado na tela. Selecionar itens – Quando marcada esta opção. Exibir Preço – Quando selecionado será impresso o valor unitário dos itens. onde você deverá escolher os itens que deseja imprimir. antes de imprimir o relatório será apresentada uma tela para seleção dos itens desejados. Descrição – O relatório será impresso por ordem de descrição dos itens. Exemplo de Relatório: Volare 12 . a seguinte tela será apresentada.

Modo de Apresentação Sintético – Será impresso o relatório sintético. Emitir Relatório com Logotipo – Possibilita ao usuário imprimir o relatório com o logotipo desejado. Leis Sociais. Como inserir seu logotipo nos relatórios. Total) e tipo. com todos os itens que fazem parte da composição de cada serviço. Mão de Obra. somente com o serviço. 210 • Bases Customizadas Volare 12 . Taxa Adm. preços (Material.Relatório de Composições Este relatório apresentará a lista de serviços com seus respectivos códigos. consulte o capítulo sobre.). Leis Sociais e Taxa Adm. Outros. Taxa Adm. unidades de medida. Para inserir o seu logotipo. descrições. serviços compostos. Taxa Adm. Ou imprimir todos os serviços. Com taxas distribuída – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. selecionando a opção Global (todos os tipos) Taxas Sem taxas – Será impresso o relatório sem incidir as taxas (BDI.Manual do Usuário . distribuídas nos valores unitários. Com taxas detalhada – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. que foram inseridas na base. Emitir Relatório sem Logotipo – O relatório será impresso sem logotipo. Exibir cabeçalho com taxa – Este item só é apresentado quando selecionado o item. ou de equipamentos. Leis Sociais. que foram inseridas na base. Tipo de insumos (Classificação) – Possibilita ao usuário selecionar os serviços que serão impressos. Quando selecionado é impresso no cabeçalho as porcentagens de BDI.). sendo apresentados os valores para cada taxa. Leis Sociais. com taxas.). Analítico – Será impresso o relatório analítico. que foram inseridas na base.

Em seguida. Selecionar itens – Quando marcada esta opção. antes de imprimir o relatório será apresentada uma tela para seleção dos itens desejados. Em seguida clique no botão “OK” e a tela do relatório solicitado será mostrado na tela.Ordem de apresentação Código – O relatório será impresso por ordem de código dos itens. Exemplo de Relatório Sintético: Exemplo de Relatório Analítico: Volare 12 .Manual do Usuário Bases Customizadas • 211 . Descrição – O relatório será impresso por ordem de descrição dos itens. Com detalhamento – Será impresso o relatório onde além dos insumos das composições. serão impressos os insumos dos serviços filhos. Com memorial – Será impresso o relatório com as informações do memorial descritivo de cada item. onde você deverá escolher os itens que deseja imprimir. a seguinte tela será apresentada.

Manual do Usuário . Emitir Relatório com Logotipo – Possibilita ao usuário imprimir o relatório com o logotipo desejado. Com taxas distribuída – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI.).Relatório de Composições (Volare 5. que foram inseridas na base.2) Este relatório apresentará a lista de serviços com seus respectivos códigos. ou de equipamentos. preços (Material. Como inserir seu logotipo nos relatórios. 212 • Bases Customizadas Volare 12 . Ou imprimir todos os serviços. com todos os itens que fazem parte da composição de cada serviço. serviços compostos. Emitir Relatório sem Logotipo – O relatório será impresso sem logotipo. Analítico – Será impresso o relatório analítico. Modo de Apresentação Sintético – Será impresso o relatório sintético. unidades de medida. Tipo de insumos (Classificação) – Possibilita ao usuário selecionar os serviços que serão impressos. e Total) e tipo. distribuídas nos valores unitários. Mão de Obra. Leis Sociais. Taxa Adm. somente com o serviço. Leis Sociais. Taxa Adm. selecionando a opção Global (todos os tipos) Taxas Sem taxas – Será impresso o relatório sem incidir as taxas (BDI. descrições.). Para inserir o seu logotipo. consulte o capítulo sobre. que foram inseridas na base.

sendo apresentados os valores para cada taxa. serão impressos os insumos dos serviços filhos. Ordem de apresentação Código – O relatório será impresso por ordem de código dos itens. Descrição – O relatório será impresso por ordem de descrição dos itens. antes de imprimir o relatório será apresentada uma tela para seleção dos itens desejados. Com memorial – Será impresso o relatório com as informações do memorial descritivo de cada item. Leis Sociais. que foram inseridas na base. Leis Sociais e Taxa Adm. Em seguida.Manual do Usuário Bases Customizadas • 213 . com taxas. a seguinte tela será apresentada. Selecionar itens – Quando marcada esta opção. onde você deverá escolher os itens que deseja imprimir.Com taxas detalhada – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI.). Quando selecionado é impresso no cabeçalho as porcentagens de BDI. Em seguida clique no botão “OK” e a tela do relatório solicitado será mostrado na tela. Taxa Adm. Exemplo de Relatório Sintético: Exemplo de Relatório Analítico: Volare 12 . Com detalhamento – Será impresso o relatório onde além dos insumos das composições. Exibir cabeçalho com taxa – Este item só é apresentado quando selecionado o item.

a seguinte tela será apresentada. Em seguida. mão de obra. Em seguida clique no botão “OK” e a tela do relatório solicitado será mostrado na tela. serviços.) e informar em quais composições esse item é componente. Código do serviços que o item é componente e a descrição do serviço. antes de imprimir o relatório será apresentada uma tela para seleção dos itens desejados.Manual do Usuário .. Coeficiente de consumo.. Unidade de medida. selecionando a opção Global (todos os tipos) Selecionar itens – Quando marcada esta opção. Ou imprimir itens de várias classificações. 214 • Bases Customizadas Volare 12 . Código do item.Relatório de Insumos Componentes Este relatório apresentará os itens escolhidos (materiais. Descrição. Tipo de insumos (Classificação) – Possibilita ao usuário selecionar os insumos que serão impressos através da classificação dos itens. Será apresentado o relatório com os seguintes campos. onde você deverá escolher os itens que deseja imprimir.

Exemplo de Relatório Sintético: Volare 12 .Manual do Usuário Bases Customizadas • 215 .

a seguinte tela será apresentada.Relatório de Preços dos Insumos Este relatório tem a finalidade de apresentar os valores unitários dos itens. antes de imprimir o relatório será apresentada uma tela para seleção dos itens desejados. Em seguida clique no botão “OK” e a tela do relatório solicitado será mostrado na tela. Os preços que serão apresentados referem-se a região selecionada. Em seguida. onde você deverá escolher os itens que deseja imprimir. Ou imprimir itens de várias classificações. selecionando a opção Global (todos os tipos) Selecionar itens – Quando marcada esta opção. descrições. unidades de medida. Serão apresentados os códigos.Manual do Usuário . a partir da seleção feita. Exemplo de Relatório Sintético: 216 • Bases Customizadas Volare 12 . preços unitário. Tipo de insumos (Classificação) – Possibilita ao usuário selecionar os insumos que serão impressos através da classificação dos itens. data de atualização e tipo. Preços – Selecione qual a região de preços desejada.

Volare 12 .Manual do Usuário Bases Customizadas • 217 .

Taxa Adm. Exemplo de Relatório Sintético: 218 • Bases Customizadas Volare 12 . os Valores. Com memorial – Será impresso o relatório com as informações do memorial descritivo de cada item. de Mão de Obra e o Valor final. Com taxas distribuída – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. Leis Sociais. Taxa Adm. que foram inseridas na base. distribuídas nos valores unitários. a unidade de medida. a descrição.Manual do Usuário . Apresentará os códigos.).Relatório de Itens Estruturado Sintético Esse relatório apresentará toda a estrutura da base. Leis Sociais. Taxas Sem taxas – Será impresso o relatório sem incidir as taxas (BDI. de Material.). que foram inseridas na base.

não aparecem os insumos que serão componentes desta composição? R-) Antes de criar os serviços. Para isto importe os insumos necessários das bases de referência. 6-) Porque estou usando a atualização de preços da PINI. 2-) Qual a melhor opção referente ao nº de níveis? R-) Não temos como especificar a melhor opção. na minha base customizada e os preços não estão sendo alterados? Volare 12 .Dúvidas freqüentes sobre Bases de Customizadas 1-) Como criar uma nova base customizada? Apresentamos abaixo as dúvidas mais freqüentes referente as bases de Customizada. Bases Customizadas • 219 . pois isto vai variar de empresa para empresa. os preços dos insumos serão atualizados. e não foram trocados os códigos sim. devem estar na base customizada todos os insumos componentes. para usuários iniciais fica mais fácil criar as bases em nível livre. R-) Clique com o botão direito do mouse sobre Base Customizada. pressione enter e digite as taxas. 4-) Como inserir taxas sobre os itens? R-) Clique em alterar taxas. Execute o recálculo geral. e selecione a opção Criar Nova Base. 3-) Ao montar os serviços.Manual do Usuário R-) Verifique se os códigos dos insumos não foram alterados. ou crie novos itens. 5-) Consigo atualizar os preços dos insumos através do arquivo de preços da PINI? R-) Se os insumos foram importadas da base de referência TCPO 2003.

Manual do Usuário .220 • Bases Customizadas Volare 12 .

Manual do Usuário Memorial • 221 . procedimentos executivos e Normas Técnicas. estando disponível para consulta e também possibilita a inclusão de novas informações e figuras para itens do usuário. critérios de medições. Volare 12 . As informações ficam armazenadas na base de dados.Memorial Conceito de Memorial O módulo de Memorial Descritivo é formado pelas informações complementares dos itens da base TCPO e tem como objetivo armazenar as especificações dos serviços.

Se desejar incluir alguma imagem referente a esse serviço. Para isso. Depois de clicar neste botão todas as informações das janelas serão excluídas. ou ainda poderá ser copiada a especificação de um ou mais itens Pini. Esta operação é irreversível. jpeg. então abra o documento que contem a especificação. clique em + na tela abaixo.Manual do Usuário .Modificando o Memorial da Base Customizada Dentro da base customizada. existe a possibilidade de alterar os textos do memorial. Portanto se existir um arquivo que contenha a especificação desejada. . A extensão do arquivo a ser importado deve ser bmp. Altere os textos e em seguida clique no botão salvar. Nesta função do Volare será possível ainda utilizar as funções Copiar/Colar do Windows. pode ser copiada para o Volare. gif ou jpg. marque o texto e clique com o botão direito do mouse selecionando a opção copiar. 222 • Memorial Volare 12 . clique no serviço desejado e em seguida nas guias do memorial. Se desejar excluir algum conteúdo clique em Excluir.

ela aparecerá em tamanho maior. veremos o significado de cada uma das guias do módulo de memorial.Manual do Usuário Memorial • 223 . dê um duplo clique no nome do arquivo da figura desejada. Isso fará com que a figura seja apresentada na tela do memorial: Com um duplo clique na figura inserida.Escolha o caminho onde a figura desejada está salvo. clique no nome do arquivo desejado e no delete do teclado: Confirme “Sim” na pergunta e a figura será excluída da tela. Volare 12 . Para excluir a figura. A seguir.

Manual do Usuário .Conteúdo do Serviço Nesta guia será apresentado a especificação do serviço. 224 • Memorial Volare 12 . será apresentado o código e a descrição do serviço. Selecione o item desejado na guia Base e clique na guia Conteúdo. Na parte superior da janela. Critério de Medição Nesta janela será apresentado o critério de medições. Na janela abaixo toda especificação do serviço. Selecione o item na base e clique em Critério de Medição. Note que somente nos itens do usuário será possível alterar ou incluir novas especificações.

Na janela abaixo o critério de medição. será apresentado o código e a descrição do serviço. Na parte superior da janela. Note que somente nos itens do usuário será possível alterar ou incluir novas especificações. Na janela abaixo todos os procedimentos de execução.Na parte superior da janela. será apresentado o código e a descrição do serviço.Manual do Usuário Memorial • 225 . Note somente nos itens do usuário será possível alterar ou incluir novas especificações. Selecione o item na base geral e clique em Procedimento Executivo. Procedimento Executivo Esta janela tem como objetivo armazenar e apresentar os métodos de execução de cada item. Volare 12 .

Manual do Usuário .Normas Técnicas Esta janela apresentará as Normas Técnicas de cada item. 226 • Memorial Volare 12 . Na janela abaixo todas as normas técnicas relativas a este item. todos os itens do módulo Memorial referente a esse item já serão automaticamente criados. Lembre-se que sempre que um item da base de referência for incluído na base customizada. Na parte superior da janela. Selecione o item na base geral e clique em Normas Técnicas. Note que somente nos itens do usuário será possível alterar ou incluir novas normas. será apresentado o código e a descrição do serviço.

Volare 12 .Relatórios com as imagens do Memorial Ao solicitar os relatórios no Volare você encontrará as opções de imprimi-lo com o Memorial. Além disso. você poderá escolher se quer a impressão das imagens ou não com a opção de tamanho (grande e pequeno).Manual do Usuário Memorial • 227 .

Manual do Usuário .Abaixo você está vendo um relatório do Memorial com imagens pequenas: 228 • Memorial Volare 12 .

O arquivo de Fornecedores é utilizado no módulo de Controle.Manual do Usuário Fornecedores • 229 . é necessário estar na tela inicial do Volare e dar um duplo clique na pasta “Fornecedores”. Iniciando e Inserindo “Fornecedores” Para acessar esse módulo. onde a seguinte tela será apresentada: Volare 12 .Nesta pasta você incluirá todos os seus fornecedores.Fornecedores Como utilizá-lo Clique no botão Cadastros do Menu .

Nessa tela iremos inserir todos os novos fornecedores. Depois de todas as informações digitadas. e a seguinte janela de registro será apresentada: Escolha a opção de registro do fornecedor (CNPJ ou CPF). fazer a cotação de preços. que são os fornecedores e fabricantes que a Pini trabalha para.Verifique que já existem alguns fornecedores cadastrados.Manual do Usuário . escolha um código para esse fornecedor e preencha todos os campos. Caso seja necessário fazer alguma alteração nesse cadastro. 230 • Fornecedores Volare 12 . selecione a linha do fornecedor desejado e dê um duplo clique. por exemplo. Para isso. clique na opção “incluir novos itens”. clique no botão para salvar.

etc.Manual do Usuário Empreiteiros • 231 . endereço. onde a seguinte tela será apresentada: Volare 12 . é necessário estar na tela inicial do Volare e dar um duplo clique na pasta “Empreiteiros”.Empreiteiros Esta opção nada mais é do que um cadastro dos empreiteiros que você utiliza na sua obra. estado. Neste cadastro você deverá incluir um código e informações como nome. Iniciando e Inserindo “Empreiteiros” Para acessar esse módulo. Estas informações serão úteis no módulo de Medições. cidade.

e a seguinte janela de registro será apresentada: Escolha a opção de registro do empreiteiro (CNPJ ou CPF). escolha um código para esse empreiteiro e preencha todos os campos. Depois de todas as informações digitadas.Nessa tela iremos inserir todos os empreiteiros. selecione a linha do empreiteiro desejado e dê um duplo clique. clique no botão para salvar . Para isso.Manual do Usuário . 232 • Empreiteiros Volare 12 . Caso seja necessário fazer alguma alteração nesse cadastro. clique na opção “incluir novos itens”.

. melhorando a competitividade de sua empresa. possibilitando assim a divisão das etapas de uma obra (civil. E mais: Monta automaticamente. elétrica.. O programa trabalha com arquivos de composições e insumos que constam no módulo Banco de Dados. em orçamentos diferentes. durante o processo de seleção de quantidades para o orçamento.Orçamentos Conceitos básicos Clique no botão obras do menu lateral para apresentar as obras.Manual do Usuário Orçamentos • 233 . com os insumos e serviços já cadastrados. O módulo de Orçamentos do Volare permite ao usuário elaborar orçamentos com mais precisão. confiabilidade e velocidade. arquivos de insumos e serviços específicos para a obra que está sendo orçada. Cria vários orçamentos dentro de uma mesma obra. Volare 12 .). hidráulica.

antes de iniciar um orçamento. por isso. Se você ainda não tiver criado uma obra. ou deseja que o novo orçamento esteja dentro de uma nova obra.Orçamentos de Obras Os orçamentos estarão sempre dentro de uma obra. pretos ou vermelhos 234 • Orçamentos Volare 12 . você precisará criar uma Nova Obra. e os orçamentos são os ícones.Manual do Usuário . As Obras são as pastas amarelas . escolha a obra em que o mesmo deverá ser inserido.

Manual do Usuário Orçamentos • 235 . com até 20 dígitos.Criando uma obra Para criar uma nova obra. Volare 12 . Não informe caracteres como: / -* .’ Clicando em sua obra será criada. clique em “Nova Obra” e digite as informações na janela de criação de obras: Nessa tela você deverá digitar o nome da nova obra. Atenção: O código da obra deverá ser composto por dígitos alfa numéricos.

devemos seguir os passos: Criando a logo após a criação da obra Clicando no botão orçamento.Alvenaria de tijolo comum. com menos ou mais níveis do que as estruturas existentes. 236 • Orçamentos Volare 12 . Nessa janela. você digitará o nome do Novo Orçamento. 01 – Alvenarias 0101 – Alvenaria de vedação.Alvenaria de tijolo comum. 01 . você poderá criar um novo Lembrando que o Volare possibilita ao usuário criar sua estrutura (Cadastro de Estruturas). As estruturas criadas pelo usuário também estarão disponíveis. a Estrutura de Trabalho que deseja utilizar e escolher se deseja utilizar um orçamento como modelo ou não. você poderá utilizar qualquer orçamento que estiver na obra “Modelos do Usuário” (onde você poderá criar vários modelos de orçamento) ou na obra “Modelos PINI” (onde já existem alguns modelos prontos.Criando um Orçamento Para criar um orçamento. 2 Níveis. inclusive as etapas e serviços do TCPO). As estruturas irão influenciar na montagem do orçamento. 4 Níveis.Alvenaria de tijolo comum. 01010101. Se a opção “Utilizar um Modelo” estiver selecionada. 01.Manual do Usuário . 010101. 0101. 01 – Bloco A 0101 – Alvenarias 010101 – Alvenaria de vedação. Ex.: 1 Nível.Alvenaria de tijolo comum.Alvenarias 3 Níveis.

: Qualquer informação referente a obra pode ser cadastrada neste campo. Data Inicial: Clique sobre o calendário e selecione a data inicial da obra. semanal. Descrição: Nome da Obra. cadastrado no menu de ferramentas (Nome da Empresa). Selecione a data e pressione duplo clique sobre o dia desejado. Data Final: Clique sobre o calendário e selecione a data final da obra. Período: Selecione o período desejado para gerar os cronogramas.Editando os dados da Obra Clicando com o botão direito do mouse no nome da Obra será possível Editar os Dados da Obra: Empresa: Este campo virá preenchido com o nome da empresa. Volare 12 . Área: Digite a área da obra.Manual do Usuário Orçamentos • 237 . Diário. gerenciamento e controle: Selecione o orçamento válido para esta obra. Orçamento a ser utilizado no planejamento. quinzenal ou mensal. Caso queira inserir um nome diferente para este orçamento. Obs. Selecione a data e pressione duplo clique sobre o dia desejado. Só é permitido gerar um Cronograma por obra. Endereço: Digite o endereço da obra. este orçamento irá gerar o planejamento e também o controle. informe o nome desejado.

basta clicar com o botão direito do mouse e selecionar a opção “Editar dados gerais da obra” e a mesma tela aparecerá. basta dar um duplo clique no nome do orçamento desejado e aguardar. os dados inseridos serão gravados e aparecerão nos Para modificar qualquer dado inserido depois de gravado. Para entrar em um orçamento. A partir deste momento você já poderá trabalhar em seu orçamento.Manual do Usuário . 238 • Orçamentos Volare 12 . Base do Orçamento Ao abrir o orçamento deve-se clicar na base do orçamento para selecionar os itens que farão parte deste orçamento.Clicando em relatórios.

será necessário inserir os seguintes dados: Volare 12 . ou das bases customizadas. a janela “Inclusão de Itens” aparece: Criando um item novo Esta opção deverá ser escolhida quando o item desejado não existir nas bases ou nos outros orçamentos. e ou criar um novo item. Aqui criamos novas Etapas.Manual do Usuário Ao incluir itens novos cujas classificações que não sejam composições a tela apresentada pelo Volare solicitará ao usuário os seguintes campos: Orçamentos • 239 . Atividades e Serviços/Insumos. Você poderá localizar os itens a serem utilizados no seu orçamento nas bases de referência. Clicando na opção “Incluir novos itens”. Para criar um novo item.Incluindo Novos itens Através desta função o usuário irá selecionar ou criar os itens que farão parte do orçamento.

Ao selecionar outros níveis acima de Serviços/Insumos. Código: Este campo é livre para o usuário definir o código desejado. 240 • Orçamentos Volare 12 . neste campo deverá ser selecionado o nível desejado.: Etapas / Atividades / Serviço/Insumo. Classificação: Selecione a classificação referente ao item novo criado. após inserir os dados. 11 – Juros (Equipamentos).Manual do Usuário . Nunca esqueça de clicar no botão Este novo item criado já estará na sua Base do Orçamento. 12 – Manutenção (Equipamentos). 9 – Serviços Compostos (Equipamentos) . Ex. 8 – Serviços Compostos (Construção em geral) . Preço: Digite o valor do item criado. Ao selecionar as Classificações abaixo. 10 – Depreciação (Equipamentos).Nível: Se o orçamento estiver com estrutura superior a um nível. Unidade: Selecione a unidade desejada. a tela apresentará as seguintes informações. além das informações de cadastro o usuário deverá incluir a composição deste item. Complemento: Pode-se cadastrar qualquer informação neste campo referente a este item criado.

O campo preço também ficará desabilitado pois, o preço final deste item será calculado através da multiplicação entre os coeficientes e os preços unitários dos componentes deste item. Se clicar no botão Gravar/Salvar, antes de inserir os componentes, será apresentada a mensagem abaixo:

Volare 12 - Manual do Usuário

Orçamentos • 241

Para inserir os itens componentes deste Serviço, clique em

.

Altere a classificação selecionando os itens que farão parte desta composição.

242 • Orçamentos

Volare 12 - Manual do Usuário

Selecione os itens desejados e clique em incluir. Repita a operação até incluir todos os itens desejados. Pode-se ainda utilizar a busca por palavra chave para encontrar mais facilmente os itens desejados. Classificação

Ao clicar em classificação o usuário deverá selecionar as informações solicitadas.

Selecione os itens desejados e clique em avançar. Selecione os níveis até alcançar os itens desejados. E clique em Incluir.

Palavra Chave

Ao digitar uma ou mais palavras chave, selecione no quadro a esquerda a forma de localização.

Além disto lembre-se que pode-se colocar mais de uma palavra na busca. Ex.: tijolo + comum Clique em Procurar. Volare 12 - Manual do Usuário

Orçamentos • 243

Selecione os itens desejados e clique em Incluir

Surgirá a mensagem de que os itens foram inclusos com sucesso.

Depois de inserir todos os componentes, clique em fechar. O Volare apresentará a tela com os componentes inseridos.

do item correspondente . Depois de digitar o coeficiente digite enter e através das teclas de navegação desça para o próximo item, e repita a operação até concluir todos os itens. Depois de digitar os coeficientes clique em salvar .

Sobre a linha do primeiro item, pressione a tecla enter para digitar os coeficientes. Ao pressionar enter surgirá um campo para digitar o coeficiente

244 • Orçamentos

Volare 12 - Manual do Usuário

Trazer um item da Base Geral

Aqui serão utilizados os itens existentes nas bases de referência e customizadas do Volare. Esses itens poderão ser localizados pela Classificação ou por Palavra Chave. Ao clicar o Volare apresentará a seguinte tela.

Filtro Base: Selecione qual será o local em que a base desejada está, Bases de referência, bases customizadas, ou ambas. Base: Selecione de qual base será exportado o item desejado. Serão apresentadas todas as bases existentes.

Classificação: Selecione a classificação do item a ser inserido no seu orçamento. Lembre-se que quando for inserido no orçamento um Serviço composto, todos os itens componentes serão inseridos automaticamente.

Digite uma ou mais palavras chave, selecione no quadro à esquerda a forma de localização, e clique em procurar.

Volare 12 - Manual do Usuário

Orçamentos • 245

Selecione os itens desejados e clique em incluir. Repita a opearação até inserir todos os itens desejados.

Pode-se inserir itens de bases diferentes. Não é necessário inserir itens sempre da mesma base. Para isto selecione outra base e refaça o procedimento de localização.

246 • Orçamentos

Volare 12 - Manual do Usuário

Se a opção for a de localizar pela Classificação, deve-se selecionar a base de dados desejada e clicar em avançar.

Selecione as fases desejadas e clique em avançar.

Volare 12 - Manual do Usuário

Orçamentos • 247

Selecione os itens desejados, e clique em incluir.

Repita a operação até inserir todos os itens desejados no seu orçamento.

248 • Orçamentos

Volare 12 - Manual do Usuário

Trazer um item da Base Geral – Volare Manutenção e Reforma

Aqui serão utilizados os itens existentes nas bases de referência e customizadas do Volare Manutenção e Reforma. Esses itens poderão ser localizados pela Classificação ou por Palavra Chave. Ao clicar o Volare Manutenção e Reforma apresentará a seguinte tela.

Filtro Base: Selecione qual será o local em que a base desejada está, Bases de referência, bases customizadas, ou ambas. Base: Selecione de qual base será exportado o item desejado. Serão apresentadas todas as bases existentes.

Classificação: Selecione a classificação do item a ser inserido no seu orçamento. Lembre-se que quando for inserido no orçamento um Serviço composto, todos os itens componentes serão inseridos automaticamente.

Níveis de Produtividade X Contingência: Selecione qual o tipo de coeficiente que deseja utilizar para cada serviço incluído. Pode-se escolher diferentes coeficientes por orçamento.

Digite uma ou mais palavras chave, selecione no quadro à esquerda a forma de localização, e clique em procurar.

Volare 12 - Manual do Usuário

Orçamentos • 249

Selecione os itens desejados e clique em incluir. Repita a opearação até inserir todos os itens desejados.

Pode-se inserir itens de bases diferentes. Não é necessário inserir itens sempre da mesma base. Para isto selecione outra base e refaça o procedimento de localização. Não esqueça de escolher o nível de Produtividade X Contingência desejado

250 • Orçamentos

Se a opção for a de localizar pela Classificação, deve-se selecionar a base de dados desejada e clicar em avançar.

Volare 12 - Manual do Usuário

Selecione as fases desejadas e clique em avançar.

Volare 12 - Manual do Usuário

Orçamentos • 251

Selecione os itens desejados e o nível de Produtividade X Contingência, e clique em incluir.

Repita a operação até inserir todos os itens desejado no seu orçamento.

252 • Orçamentos

Volare 12 - Manual do Usuário

Trazer um Item da Base Geral com Estrutura
Através desta ferramenta o usuário do Volare poderá importar para o seu orçamento os itens que estão nas bases importando para o seu orçamento inclusive a estrutura criada, eliminando desta maneira a fase de montar o orçamento. Ao clicar será apresentada a tela para selecionar os itens.

Como no orçamento selecionado está em 3 Níveis somente poderá ser selecionados os itens das bases com 3 níveis. Selecione os itens e clique em Incluir.

Depois de incluir os itens ao clicar na guia orçamento, será apresentado o orçamento já montado com a estrutura dos itens.

Volare 12 - Manual do Usuário

Orçamentos • 253

Trazer um Item de um Modelo

Através desta ferramenta o usuário do Volare poderá importar para o seu orçamento os itens que estão dentro de qualquer orçamento modelo.

Filtro Modelos: Selecione se o modelo que contém os itens desejados são Modelos PINI, Usuário ou utilize ambos. Classificação: Selecione a classificação desejada. Modelo: Selecione o orçamento modelo que contém os itens desejados.

Os demais procedimentos são iguais aos procedimentos anteriores para importar itens das bases, visto no título anterior.

Trazer um Item de um Modelo com Estrutura

Através desta ferramenta o usuário do Volare poderá importar para o seu orçamento os itens que estão dentro de qualquer orçamento modelo, importando inclusive a estrutura deste orçamento modelo. Desta forma não 254 • Orçamentos Volare 12 - Manual do Usuário

será necessário montar o orçamento, pois os itens serão importados dentro de sua estrutura.

Somente será possível importar itens de orçamentos modelos que estiverem na mesma estrutura do orçamento, ou seja, se o orçamento estiver em dois níveis, somente será possível inserir itens de outros orçamentos de dois níveis.

Volare 12 - Manual do Usuário

Orçamentos • 255

Trazer um Item de outro Orçamento

Através desta ferramenta o usuário do Volare poderá importar para o seu orçamento os itens que estão dentro de qualquer orçamento.

Orçamentos: Selecione o orçamento que contém os itens desejados Classificação: Selecione a classificação desejada. Os demais procedimentos são iguais aos procedimentos anteriores para importar itens das bases, visto no título anterior. Depois de inserir os itens em seu orçamento os itens serão apresentados conforme a classificação selecionada.

256 • Orçamentos

Volare 12 - Manual do Usuário

Através desta ferramenta o usuário do Volare poderá importar para o seu orçamento os itens que estão dentro de qualquer outro orçamento, importando inclusive a estrutura deste orçamento. Desta forma não será necessário montar o orçamento, pois os itens serão importados dentro de sua estrutura.

Trazer um Item de outro Orçamento com Estrutura

Somente será possível importar itens de orçamentos que estiverem na mesma estrutura do orçamento, ou seja, se o orçamento estiver em dois níveis, somente será possível inserir itens de outros orçamentos de dois níveis.

Volare 12 - Manual do Usuário

Orçamentos • 257

Manual do Usuário . 258 • Orçamentos Volare 12 .Busca por palavra chave Esta opção é utilizada para encontrar um item inserido na base do orçamento. Digite uma ou mais palavras chave e clique procurar.

Para isso. desde que já estejam na sua Base do Orçamento. como por exemplo: adicionar um novo insumo. Para transformar um item da base de referência em item do usuário. à direita da tela. podemos entrar em sua composição e fazer algumas modificações. é necessário que este item seja um item do usuário. pressione duplo clique sobre o item e clique no botão .Para modificar uma composição. basta selecionar o serviço e entrar na pasta “Composição” na guia ao lado. Volare 12 . material ou serviço.Manual do Usuário Orçamentos • 259 . Modificando uma Composição Como o item que escolhemos era um Serviço e o transformamos em um item do usuário.

Para alterar os coeficientes da composição. será possível excluir. incluir ou gravar o novo coeficiente. o sistema apresentará a tela abaixo.Manual do Usuário .Todos os componentes que foram utilizados para montar essa composição aparecerão nessa tela. Nessa mesma tela. clique no campo coeficiente e digite o novo coeficiente. de um duplo clique no item a ser alterado. 260 • Orçamentos Volare 12 .

Lembre-se esta opção só estará disponível para itens do usuário. clicando em . Para modificar vários coeficientes de uma só vez.Não esqueça de gravar. Editando Coeficientes Dentro de composições. clique em Coeficiente como demonstrado na tela abaixo: Volare 12 . podemos editar os coeficientes dos itens que fazem parte deste serviço.Manual do Usuário Orçamentos • 261 .

Manual do Usuário . 262 • Orçamentos Volare 12 . podemos escolher a opção “Recálculo Parcial” Pressionando Enter sobre o item componente o Volare abrirá a tela de edição. tecle enter e digite o novo coeficiente.O sistema apresentará a tela de “Entrada rápida de Coeficientes”. e o valor Total será corrigido. clique na linha do item escolhido. clique no botão . Para modificar. onde o usuário poderá alterar o coeficiente e o preço deste item (Lembrando que o preço será alterado em todos os Serviços que este item é componente). Também será possível se movimentar nessa tela com as setas do teclado. Como modificamos alguns coeficientes. lembrando sempre de digitar enter para modificar o coeficiente e enter para confirmar a mudança. Depois das alterações todas. Digite enter novamente e o cursor passará para a linha debaixo.

Ao pressionar enter automaticamente este item estará salvo.Manual do Usuário Orçamentos • 263 . Incluindo/excluindo Serviços ou Insumos na Composição Volare 12 . Digitar o coeficiente desejado e pressionar enter.Digitar o novo preço e pressionar TAB.

Para incluir um novo Serviço ou Insumo na Composição. lembrando sempre de lançar os coeficientes dos novos itens. etc). Para exclusão dos itens que já fazem parte da composição. clique na opção “Excluir itens” . clique na opção “Adicionar um Componente”. Filtre a classificação do item (Material. Lembre-se ainda que somente os itens que já estiverem cadastrados na Base do Orçamento poderão ser inseridos na Composição e que também é necessário salvar o item como item do usuário para alterar sua composição. Clique no botão “Incluir” e os itens escolhidos já farão parte desta composição. 264 • Orçamentos Volare 12 . localizada na parte de cima. serviços compostos. Mão de obra. à esquerda da tela de Composição.Manual do Usuário . Selecione os itens que você deseja inserir nessa composição clicando com o mouse ou selecionando todos na opção “Selecionar Todos”.

Alterar Taxas Na Base do Orçamento. escolha a opção “Alterar Taxas”. podemos alterar as taxas (BDI.Selecione os itens a serem exclusos e clique em Atualizar Preços para excluir os itens. Podemos ainda. na Base do Orçamento. Orçamentos • 265 . Não esqueça de clicar no botão para salvar sua nova opção. Leis Sociais e Adm.) do Orçamento.Manual do Usuário Para isso. clicando na opção “Alterar Preços” e escolhendo a nova região. Volare 12 . alterar a região dos preços de referência.

Para que as taxas que acabamos de digitar sejam aplicadas à Base do Orçamento. 266 • Orçamentos Volare 12 . pressione enter novamente e digite a descrição. clique no botão . Em seguida pressione enter novamente e digite o percentual. pressione enter e digite o nome da taxa abreviado.Nessa tela. será aberta uma linha. clique em Recálculo Geral e clique na opção . Montando as Taxas Caso deseje compor esta taxa pressione um duplo clique sobre a taxa desejada e indique os componentes e seu respectivo percentual. digite enter para cada item que você deseja alterar e confirme o novo valor com enter novamente. Para inserir os itens componentes .Manual do Usuário .

Para que as taxas que acabamos de digitar sejam aplicadas à Base do Orçamento. Volare 12 . clique em salvar. para cada classificação. Clique no botão Detalhar Taxas Se desejar aplicar a taxa por tipo de insumo.Ao final da digitação clique em salvar e será apresentada a mensagem abaixo. . clique em Recálculo Geral e clique na opção Taxa diferenciada por tipo de insumo É possível incidir uma taxa diferenciada. Clique Ok. clique sobre a classificação desejada e digite o percentual desejado. Orçamentos • 267 . .Manual do Usuário Depois de digitar o percentual desejado clique em outro classificação ou se for somente esta alteração. para cada taxa que foi alterada.

Neste caso. para os itens que possuírem a classificação 2. Para que as taxas que acabamos de digitar sejam aplicadas à Base do Orçamento. Clique sobre a classificação desejada. ou ainda colocar uma taxa diferenciada.Manual do Usuário . o Volare irá ignorar o BDI lançado na obra e irá considerar o BDI informado para este item. 268 • Orçamentos Volare 12 . Clique Ok. para cada taxa que foi alterada. . clique em Recálculo Geral e clique na opção Taxa diferenciada por item É possível selecionar sobre quais itens irá incidir as taxas. para cada item.Verba. Em seguida clique em Incluir Novos Itens. Ao final da digitação clique em salvar e será apresentada a mensagem abaixo. Clique no botão Detalhar Taxas Selecione a opção Detalhar aplicação de taxa por: Itens .

Volare 12 . o Volare irá ignorar o BDI. Ao final da digitação clique em salvar.Manual do Usuário Para estes itens selecionados. Pressione enter e digite o percentual para cada um dos itens.Selecione os itens desejados e clique em salvar. lançado na obra e incidirá o bdi lançado para estes itens. Orçamentos • 269 .

Para que as taxas que acabamos de digitar sejam aplicadas à Base do Orçamento.Ao final da digitação clique em salvar e será apresentada a mensagem abaixo. e clique no sinal . Clique Ok. Ao final da digitação clique em salvar e será apresentada a mensagem abaixo. clique em alterar taxas. clique em Recálculo Geral e clique na opção Excluindo as Taxas Para excluir as taxas do orçamento clique em alterar taxas e zere os valores. . Clique Ok. Se foi colocada taxa para cada classificação.Manual do Usuário . para cada taxa que foi alterada. para cada taxa que foi alterada. 270 • Orçamentos Volare 12 .

Manual do Usuário Orçamentos • 271 . Se foi colocada taxa para cada item. clique em alterar taxas. Volare 12 . Clique em selecionar todos e em seguida em excluir. Em seguida clique em excluir itens. e clique no sinal Selecione a opção Itens e clique em . Feche a janela e clique em salvar.Digite zero na taxa e clique em salvar.

dê um duplo clique na linha que você deseja apagar.Excluir Itens Para excluir apenas um item. clique na opção “Excluir itens” . Se desejar excluir mais de um item. 272 • Orçamentos Volare 12 .Manual do Usuário . à direita aparecerá o botão excluir . A tela “Edição de Itens” aparece e na parte debaixo.

dê um duplo clique na linha do item que você deseja alterar. clique no botão Orçamento.Manual do Usuário Orçamentos • 273 . clique na coluna “Valor Unitário”. Depois. e todos os itens selecionados serão excluídos do Alterando Preços dos Insumos e Serviços Para alterar o preço de apenas um item. Uma tela com todos os itens inseridos na Base do Orçamento aparecem. Se desejar alterar mais de um item.Basta clicar nos itens que serão excluídos ou “Selecionar Todos”. A tela “Edição de Itens” aparece e você deverá digitar o novo preço. Volare 12 .

digite enter para cada preço que você deseja alterar e confirme o novo valor com enter. clique em “Alterar Data” Caso queira incluir a mesma data para todos os itens cuja a data esteja em branco.Nessa tela. Não esqueça de clicar no botão para salvar as novas alterações. Para definir a mesma data para todos os itens. marque a opção e selecione a data.Manual do Usuário . e defina a nova data para ser atribuída aos itens. 274 • Orçamentos Volare 12 .

Volare 12 .Edição de Itens Dentro da Base do Orçamento ainda podemos editar todos os itens que já foram inseridos. Para isso.Manual do Usuário Orçamentos • 275 . permitindo apenas alterar o preço se necessário. aparecerá ao lado do Quando editamos um item PiniWeb. o símbolo nível do item. basta dar um duplo clique no item desejado e a seguinte tela aparecerá: Quando editamos um item do usuário. o símbolo aparecerá ao lado do nível do item.

Clique em incluir para inclusão deste item. Selecione o local de onde deve ser incluso o item. O campo quantidade somente será habilitado quando o orçamento estiver em apenas 1 nível.Manual do Usuário . para os orçamentos com mais de um nível não será habilitado o campo quantidade pois não é possível montar o orçamento automaticamente. 276 • Orçamentos Volare 12 .Entrada Rápida Tem como finalidade facilitar a inclusão de itens quando o usuário já souber o código do item a ser incluso. No campo código digite o código do Serviço desejado e pressione Enter.

voltar com estes preços salvos. e clique em salvar. estes preços estão salvos e podem ser utilizados através da Ferramenta Atualizar Preços. para salvar esta cotação de preços. sem considerar a busca da “palavra chave” Volare 12 .Salvar Preços Esta ferramenta do Volare possibilita salvar os preços atuais do orçamento. Depois de salvar os preços o usuário pode a qualquer momento.Manual do Usuário Orçamentos • 277 .. recomendados ser executado quando for feita atualização de preços de insumos e alterações de coeficientes de serviços. Recálculo Geral Executa o recálculo do orçamento. ou ainda utilizar estes preços em outros orçamentos ou então nas bases. Clique no + Incluir Novo Usuário. Digite a região e selecione o mês e o ano referente a estes preços. Mostrar tudo Mostra todos os itens da base do orçamento. Toda vez que o Volare verificar a necessidade de executar o recálculo geral este item ficará em vermelho. Pronto.

depois a Atividade e por último os Serviços/Insumos. e clique na 278 • Orçamentos Volare 12 . sendo necessário obedecer a seguinte ordem: Etapa. Se ao criar o orçamento foi utilizada a opção de modelos de estrutura PINI. não tem uma regra para inserção dos itens. Sendo assim. Primeiro inserimos a Etapa e dentro dela os Serviços. Toda vez que o Volare verificar a necessidade de executar o recálculo geral este item ficará em vermelho. Devemos sempre lembrar que é necessário obedecer às regras de cada tipo de Orçamento. temos primeiro que inserir a Etapa. as Etapas e Atividades já podem estar inseridas nesse modelo. vamos fazer alguns exemplos. Express Casa – 2 Níveis Esse orçamento necessita da Etapa e então dos Serviços. e assim. Atividade e Serviço.Atualizar Atualiza os dados da base de orçamento.Manual do Usuário . clique em Montar orçamento.3 Níveis Esse orçamento seguirá o mesmo modelo do TCPO. precisaríamos apenas inserir os Serviços/Insumos. no quadro a esquerda selecione os itens que serão alocados na atividade selecionada. do tipo livre. Lembrando ainda que se tivermos escolhido um modelo-estrutura quando criamos o Orçamento. no quadro a direita selecione as etapas e atividades. Montando o Orçamento Para montar o Orçamento. TCPO . Livre – 1 Nível Esse orçamento. Para fixar essas regras.

desta forma os itens selecionados serão lançados para dentro da atividade escolhida. Para voltar a visualizar todos as atividades da etapa selecionada deve-se pressionar duplo clique sobre a etapa. Selecione outra atividade desejada e pressione duplo clique sobre ela. Volare 12 . No quadro a esquerda selecione os itens que serão alocados nesta atividade e clique na seta.Manual do Usuário Orçamentos • 279 .seta entre os quadros. e desta forma todas as atividades desta etapa serão apresentadas.

a descrição e selecione o Nível Etapa. estrutura do orçamento Se a etapa desejada não aparece no quadro a direita. Informe o código. 280 • Orçamentos Volare 12 . Caso não exista clique em Incluir Novos Itens / Criar um Item Novo. Selecione a atividade desejada de dentro desta nova etapa e selecione os itens no quadro a esquerda. . Repita a operação até inserir todos os itens.Ao terminar de alocar todos os itens para esta etapa selecionada pressione duplo clique sobre “Toda estrutura do Orçamento”. e desta forma todas as etapas irão ser apresentadas.Manual do Usuário . clique em Ocultar a Deixe o filtro marcado para a opção “Etapa”. Verifique se a etapa desejada existe na relação apresentada. Selecione outra etapa.

Volare 12 . lançando as etapas selecionadas para o quadro a direita. As etapas que foram levadas para o Orçamento irão aparecer á direita de sua tela.Manual do Usuário Orçamentos • 281 . Selecione as novas etapas criadas e clique na seta entre os quadros. Á esquerda mude o filtro para Atividades que poderão ser inseridas dentro de cada Etapa.Selecione o filtro etapa e clique novamente em montar orçamento.

clique no botão “>> Próximo Passo” (seta azul). pressione um duplo clique na etapa escolhida. Lembrando as Etapas e Atividades podem ser criadas em “Incluir novos itens – Criar um item novo”.Para associar as atividades a uma etapa. excluir alguma Atividade associada em um Etapa incorretamente selecione a Atividade e use a tecla Delete de seu teclado. Atividade ou Serviço/Insumo. essa mesma regra vale para Etapa.Manual do Usuário . Para inserir os serviços às atividades. 282 • Orçamentos Volare 12 . Uma mesma atividade pode estar associada a quantas etapas você desejar. clicando na linha desejada. e os serviços e insumos aparecerão dentro da atividade escolhida. deixe o filtro marcado na opção “Serviço/Insumo” e a classificação como “Serviços”. Agora levaremos os Serviços/Insumos para o Orçamento. Selecione à esquerda os serviços desejados. deixe o filtro marcado na opção “atividade”. escolha a nova etapa desejada e repita o procedimento. Depois das atividades escolhidas. clique no botão “>> próximo Passo” (seta azul). dê um duplo clique “Toda Estrutura do orçamento”. Caso seja necessário. por exemplo. selecione a etapa desejada dando um duplo clique de mouse em seguida escolha as atividades. Se desejar associar a uma outra etapa. depois um duplo clique na atividade desejada e todos os serviços serão apresentados à esquerda da tela.

mão de obra. voltando para a “Base do Orçamento” (Clicando em “Ocultar Estrutura do Orçamento ou abrindo novamente o orçamento”). Atividade ou Serviço/Insumo for inserido no Orçamento. Nessa tela também é possível selecionar todos os insumos desejados. Toda vez que uma Etapa. clicando na linha desejada ou em escolha a opção “Selecionar Todos”. filtre-os pela opção “classificação”. material.Se você desejar incluir apenas serviços. clique na opção “Ocultar Estrutura do Orçamento” Volare 12 . os serviços inseridos no orçamento estarão vermelhos e não estarão disponíveis para exclusão. Essa tela também se parece bastante com a que inserimos as Etapas e as Atividades e a associação também é bem parecida. Para voltar apenas na tela de Base do Orçamento.Manual do Usuário Orçamentos • 283 .

Á esquerda aparecem os Itens que poderão ser inseridos dentro de cada Etapa. Esse tipo de Orçamento necessita apenas da Etapa e do Serviço. sem a estrutura das Etapas da Pini. Clique no botão “Próximo Passo” (seta azul para a direita) e o item será enviado ao Orçamento. As etapas que foram levadas para o Orçamento irão aparecer á direita de sua tela. ou seja. 284 • Orçamentos Volare 12 . Depois de clicarmos em “Montar Orçamento”. Como estamos sem modelo. Lembrando que essa nova estrutura de Etapas que estão sendo criadas. Deixe o filtro marcado para a opção “Etapa”.Manual do Usuário . Clique na opção “selecionar todos” ou selecione as Etapas que você realmente deseja levar para o Orçamento.Casa Express – 2 Níveis Agora vamos fazer um exemplo de Orçamento com 2 níveis e sem nenhum modelo. as Etapas devem ser criadas em “Incluir novos itens”. podem ser salvas como modelo e utilizada em novos orçamentos.

Se você desejar incluir apenas serviços. Selecione à esquerda os serviços desejados. os serviços inseridos no orçamento estarão vermelhos e não estarão disponíveis para exclusão. mão de obra. dê um duplo clique na etapa escolhida e todos os serviços serão apresentados à esquerda da tela. material. filtre-os pela opção “classificação”. Para voltar apenas na tela de Base do Orçamento.Manual do Usuário Orçamentos • 285 . Para voltar apenas na tela de Base do Orçamento. clique na opção “Ocultar Estrutura do Orçamento”. e os serviços e insumos aparecerão dentro da etapa escolhida. Também é possível selecionar todos os serviços desejados. clique na opção “Ocultar Estrutura do Orçamento”. Volare 12 . voltando para a “Base do Orçamento” (Clicando em “Ocultar Estrutura do Orçamento ou abrindo novamente o orçamento”). clicando na linha desejada ou em escolha a opção “Selecionar Todos”. deixe o filtro marcado na opção “Serviço”. clique no botão “Próximo Passo” (seta azul). Toda vez que uma Etapa ou Serviço/Insumo for inserido no Orçamento. Esta tela também se parece bastante com a que inserimos as Etapas e as Atividades e a associação também é bem parecida.Para inserir os itens às Etapas.

e os serviços e insumos aparecerão à direita da tela.Manual do Usuário . Se você desejar incluir apenas serviços. 286 • Orçamentos Volare 12 .Livre – 1 Nível Agora vamos fazer um exemplo de Orçamento Livre. Esse tipo de Orçamento não necessita de Etapas ou Atividades associadas aos Serviços/Insumos. mão de obra. Depois de clicarmos em “montar Orçamento” . Para inserir os itens desejados. material. clique no botão adicionar (seta azul).apresentados à esquerda da tela. clique no item escolhido. portanto. filtre-os pela opção “classificação”. a opção de filtro para Etapas/Atividades e Serviços/Insumos fica desabilitada.

clicando na linha desejada ou em escolha a opção “Selecionar Todos”. Toda vez que um Serviço/Insumo for inserido no Orçamento. Volare 12 . os serviços inseridos no orçamento estarão vermelhos e não estarão disponíveis para exclusão.Nessa tela também é possível selecionar todos os insumos desejados.Manual do Usuário Orçamentos • 287 . clique na opção “Ocultar Estrutura do Orçamento” Para voltar apenas na tela de Base do Orçamento. clique na opção “Ocultar Estrutura do Orçamento”. Para voltar apenas na tela de Base do Orçamento. voltando para a “Base do Orçamento” (Clicando em “Ocultar Estrutura do Orçamento ou abrindo novamente o orçamento”).

clicamos na opção “exibir itens não orçados”. Assim ficará mais fácil para continuarmos montando nosso Orçamento.Manual do Usuário . conforme tela abaixo: Se desejarmos visualizar apenas os itens que ainda não foram orçados. 288 • Orçamentos Volare 12 . Somente os itens que ainda não foram adicionados ao Orçamento serão visualizados na tela. e assim podemos continuar a adicioná-los ao Orçamento. os itens que adicionamos ficam com a fonte na cor vermelha.Itens não Orçados Já aprendemos que quando adicionamos itens ao Orçamento e voltamos a “Base do Orçamento”.

Ferramentas Neste menu o usuário encontrará ferramentas para facilitar a utilização do Volare As funções serão apresentadas de acordo com a guia atual. Volare 12 .Manual do Usuário Orçamentos • 289 .

Clique em Ferramentas / Empreitada. que será exatamente o valor do item novo criado com a classificação Empreitada. por exemplo. Note que o total de Mão de obra nesta composição é de R$ 0. então.Manual do Usuário .584. 290 • Orçamentos Volare 12 . No exemplo acima os dois itens cuja classificação é mão de obra. Será utilizada. quando. alguns serviços serão feitos por empresa contratada por empreita. Para executar esta função o item desejado tem que ser um item do usuário. Para transformar o item em usuário. Conseqüentemente sobre este item de classificação Empreitada não irá incidir as Leis Sociais.Empreitada Esta função irá substituir os insumos com classificação de mão de obra. por um único insumo com a classificação de Empreitada. serão substituídos por um único item. Selecione os serviços desejados e clique no botão salvar. Carpinteiro e Servente. cujo preço será a somatório dos totais dos insumos de Mão de Obra. pressione duplo clique sobre o serviço desejado e clique em . no seu orçamento ao invés de utilizar a mão de obra própria será contratada uma empresa para execução.

não tem como voltar. Note na tela abaixo que os itens de Mão de Obra foram substituídos por um único item. depois de executar esta operação.Manual do Usuário Orçamentos • 291 .Esta operação é irreversível. Volare 12 .

Confirmando OK. facilitando desta maneira as alterações nas composições. Também eliminará todas as Etapas e Atividades que também não estão sendo utilizadas. Ao clicar o Volare irá apresentar a mensagem de confirmação. Ao clicar o Volare emitirá a mensagem de confirmação. Salvar Itens como Usuário Esta função transformará todos os itens do seu orçamento em itens do usuário.Excluir Itens Não Orçados Esta função irá eliminar da base do orçamento todos os itens que não estão sendo utilizados no orçamento.Manual do Usuário . Sempre que o orçamento já estiver montado e pronto. Clicando em Sim o sistema fará a eliminação dos itens que não estão sendo utilizados. todos os itens serão transformados em itens do usuário. 292 • Orçamentos Volare 12 . pode-se utilizar esta função para eliminar os itens que estão sendo utilizados.

a seguinte tela será apresentada: Nessa tela você deverá escolher de qual filtro base deseja alterar o preço e qual a classificação do item. Quando esta é a opção escolhida. tanto os “serviços compostos – construção em geral” como os “serviços compostos de equpamentos (CHE). digite 1.Alteração de Preços Essa ferramenta permitirá que a alteração de preços seja feita através de um fator (porcentagem). conforme exemplo: se desejar acrescentar 10%. digite no campo “fator” o valor desejado.1. Marque com um clique do mouse quantos itens desejar alterar com o mesmo fator. Em seguida clique no botão “salvar” e as alteraçõe serão realizadas. Lembrando ainda que somente os itens do Usuário poderão ser alterados dessa forma. Em seguida. Volare 12 .Manual do Usuário Orçamentos • 293 . Alteração de Coeficientes Nessa ferramenta serão alterados os coeficientes dos serviços compostos.

digite o valor a ser modificado nos coeficientes e escolha aonde essa alteração deve ser aplicada (em quais insumos). Em seguida clique em “salvar” e as novas alterações de coeficientes estarão modificadas.Dê um clique de mouse no serviço desejado. 294 • Orçamentos Volare 12 .Manual do Usuário .

Arquivos estes que são gerados através da ferramenta de “Gerar Arquivo de Movpreço”. isto deverá ser feito diretamente na Base Geral ou no Orçamento na ferramenta ”Atualizar preços” .Carregar Arquivo MovPreço até Janeiro/2006 Essa opção deve ser utilizada caso você tenha um arquivo de Movpreço para atualizar os preços no Volare. Este procedimento não irá modificar automaticamente os preços dos itens na Base Geral e nem nos Orçamentos. Teremos também a possibilidade de atualizar os preços dos arquivos gerados pelo usuário. que gera um arquivo com os preços do usuário. recebem mensalmente um e-mail da Pini com os preços dos insumos atualizados (pode-se optar também por efetuar o download do arquivo de preço em nosso site. qualquer dúvida consulte o capítulo ”Atualizar preços” da Base Geral ou Orçamento. Verifique os demais procedimentos dentro do capítulo de Bases para continuar o processo de atualização de preços. para atualizar na Base Geral ou nos Orçamentos desejados. As empresas que utilizam o Volare e que possuem o serviço de assinatura de atualização de preços. ou ainda ao invés de manter uma assinatura. a função deste procedimento é disponibilizar os preços de uma determinada região.Manual do Usuário Orçamentos • 295 . optar por adquirir arquivos avulsos). Volare 12 .

Manual do Usuário . Ex.Carregar Arquivo MovPreço a partir de Fevereiro/2006 A partir de Fevereiro de 2006. 296 • Orçamentos Volare 12 .: MovprecoFEV. Se a região selecionada possuir a cotação de todos os itens não será exibida a seleção de outra região. Selecione a pasta onde está o arquivo de preços (. selecione o arquivo no quadro a direita e clique em salvar. Para as regiões em que não for feita a cotação de todos os itens será apresentada a seleção da segunda região. Que permitirá ao usuário selecionar a região principal e a região complementar.mov Selecione a região de preços desejada. estará disponível este novo recurso.MOV).

clique OK. Verifique os demais procedimentos dentro do capítulo de Bases para continuar o processo de atualização de preços. Será apresentada a mensagem de confirmação da atualização de preços. Caso o procedimento acima tenha sido feito o sistema apresentará no menu “Ferramentas” do Orçamento a seguinte opção: Clicando o sistema apresentará a seguinte tela: Volare 12 . qualquer duvida consulte o capítulo de “Editar dados gerais da obra”. gerenciamento e controle”. Totalizar Orçamento para o uso do Strato Esta ferramenta só será habilitada caso seu orçamento já esteja selecionado no “Editar dados gerais da obra” como o “Orçamento a ser utilizado no planejamento.Depois de selecionar clique em OK.Manual do Usuário Orçamentos • 297 .

a seguinte tela será apresentada: Após encontrar a localização do diretório do Strato 7.0 . eo 298 • Orçamentos Volare 12 . clique em sistema voltará a apresentar a primeira tela.Verifique se a “Localização do diretório do Strato 7.0” está correta. caso não esteja instalado no local indicado clique em “Alterar”.Manual do Usuário .

para qual será enviada o referido orçamento efetivado.Manual do Usuário Orçamentos • 299 .Clique em “Avançar” e a seguinte tela será apresentada: Selecione entre as obras já cadastradas no Strato. depois de selecionado clique em “OK” e a seguinte tela será apresentada: Volare 12 .

Clicando em “Exportar” os dados (insumos e serviços) vão ser exportados para o Strato 7.0 vinculados a obra selecionada. Faça o procedimento novamente desde seu início. No final do processo o sistema irá apresentar a seguinte tela: Clique em “OK” e verifique os dados no software Strato 7. Caso no momento de totalizar o orçamento para uma obra do Strato. 300 • Orçamentos Volare 12 .0. você tenha selecionado a obra errada. abra a tela de exportação novamente de um “Avançar” na primeira tela e a seguinte tela será apresentada: Clique em “Excluir Obra” para desvincular seu orçamento da obra do Strato selecionada.Manual do Usuário .

Para efetuar a integração entre os softwares. Totalizar o orçamento para o uso do Versato Nesta função o usuário irá efetuar a integração do Volare com o Versato (Software ERP – PINI). Calculadora Para facilitar os usuários do Volare. foi inserida nas ferramentas a opção “Calculadora”. Volare 12 . Escolhendo essa opção.Configura Integração com o Versato Nesta função o usuário irá configurar o diretório do Versato (Software ERP – PINI). a calculadora do Windows será apresentada na tela. Depois de concluída a integração será apresentada a mensagem de confirmação.Manual do Usuário Orçamentos • 301 .

uma guia a direita com o memorial descritivo dos serviços. 302 • Orçamentos Volare 12 . Para maiores detalhes desta ferramenta .Memorial Descritivo (Orçamento) Conforme vamos incluindo os serviços. Verifique as guias na tela abaixo. o sistema disponibiliza na Base do Orçamento e no próprio Orçamento.localize neste manual a parte do Memorial Descritivo (Base Geral). o sistema irá permitir a edição do memorial.Manual do Usuário . Caso seja selecionado na telas mencionadas um determinado serviço do usuário. cujo tenham este memorial descrito na Base Geral.

Atividades e Serviços/Insumos. vamos conhecer a tela do Orçamento. Volare 12 . se desejado. inserindo as quantidades e itemizando. Podemos quantificar os Serviços/Insumos pela “Entrada Rápida de Quantidades” ou um a um. vamos trabalhar o nosso Orçamento.Orçamento Depois de inserir todas as Etapas.Manual do Usuário Orçamentos • 303 . Antes disso.

Manual do Usuário .Entrada Rápida de Quantidades Para quantificar todos os serviços/Insumos de uma só vez. clicamos no item e a tela de “Entrada Rápida de Quantidades” aparecerá. digitamos enter. Para trabalhar nessa tela. botão . não podemos esquecer de salvá-las. clicamos com o mouse na primeira linha. Para mudar de linha também podemos utilizar as setas do teclado. Podemos também ordenar por código e descrição. clicando em “Código” ou “Descrição”. no 304 • Orçamentos Volare 12 . depois digitamos a quantidade desejada e novamente enter para confirmar. Depois de inserir todas as quantidades.

Manual do Usuário Orçamentos • 305 . Volare 12 .Inserindo quantidades individualmente Se desejarmos inserir as quantidades item a item. basta inserir a nova quantidade desejada. nunca esquecendo de salvar a alteração no botão . basta dar um duplo clique com o mouse no item escolhido e a tela de “Edição de Itens” aparecerá: Nessa tela.

clique em Recálculo Geral e clique na opção . 306 • Orçamentos Volare 12 .Manual do Usuário . digite enter para cada item que você deseja alterar e confirme o novo valor com enter novamente. escolha a opção “Alterar Taxas”.) do Orçamento. Para que as taxas que acabamos de digitar sejam aplicadas à Base do Orçamento. podemos alterar as taxas (BDI. Para isso.Alterar Taxas Na Base do Orçamento. Montando as Taxas Caso deseje compor esta taxa pressione um duplo clique sobre a taxa desejada e indique os componentes e seu respectivo percentual. Nessa tela. Leis Sociais e Adm.

clique no botão .Manual do Usuário Orçamentos • 307 . . clique sobre a classificação desejada e digite o percentual desejado. pressione enter novamente e digite a descrição. Em seguida pressione enter novamente e digite o percentual. pressione enter e digite o nome da taxa abreviado. Clique no botão Detalhar Taxas Se desejar aplicar a taxa por tipo de insumo. Ao final da digitação clique em salvar e será apresentada a mensagem abaixo.Para inserir os itens componentes . Para que as taxas que acabamos de digitar sejam aplicadas à Base do Orçamento. para cada taxa que foi alterada. . para cada classificação. clique em Recálculo Geral e clique na opção Taxa diferenciada por tipo de insumo É possível incidir uma taxa diferenciada. Volare 12 . será aberta uma linha. Clique Ok.

Ao final da digitação clique em salvar e será apresentada a mensagem abaixo. Neste caso. clique em Recálculo Geral e clique na opção Taxa diferenciada por item É possível selecionar sobre quais itens irá incidir as taxas.Manual do Usuário . para cada item.Depois de digitar o percentual desejado clique em outro classificação ou se for somente esta alteração. para cada taxa que foi alterada. clique em salvar. 308 • Orçamentos Volare 12 . o Volare irá ignorar o BDI lançado na obra e irá considerar o percentual informado para este item. para os itens que possuírem a classificação 2. Para que as taxas que acabamos de digitar sejam aplicadas à Base do Orçamento.Verba. . Clique Ok. ou ainda colocar uma taxa diferenciada.

Manual do Usuário Orçamentos • 309 . Selecione os itens desejados e clique em salvar.Clique no botão Detalhar Taxas Selecione a opção Detalhar aplicação de taxa por: Itens . Volare 12 . Clique sobre a classificação desejada. Em seguida clique em Incluir Novos Itens.

clique em Recálculo Geral e clique na opção Excluindo as Taxas Para excluir as taxas do orçamento clique em alterar taxas e zere os valores. Ao final da digitação clique em salvar. Para estes itens selecionados. . 310 • Orçamentos Volare 12 . Clique Ok.Pressione enter e digite o percentual para cada um dos itens. para cada taxa que foi alterada. Para que as taxas que acabamos de digitar sejam aplicadas à Base do Orçamento.Manual do Usuário . lançado na obra e incidirá o bdi lançado para estes itens. Ao final da digitação clique em salvar e será apresentada a mensagem abaixo. o Volare irá ignorar o BDI.

Clique Ok. no sinal Digite zero na taxa e clique em salvar.Manual do Usuário Orçamentos • 311 . Volare 12 . Se foi colocada taxa para cada item.Ao final da digitação clique em salvar e será apresentada a mensagem abaixo. clique em alterar taxas. para cada taxa que foi alterada. e clique no sinal Selecione a opção Itens e clique em . e clique . Em seguida clique em excluir itens. clique em alterar taxas. Se foi colocada taxa para cada classificação.

Para tornar o Volare 12 mais rápido o Recálculo que no Volare 7. Atualizar Toda vez que sair da guia de orçamento para inserir itens no orçamento ou efetuar qualquer alteração deve-se clicar em Atualizar que deve ficar em vermelho toda vez que houver a necessidade . Essa ferramenta irá atualizar o valor total do seu Orçamento.Manual do Usuário .Clique em selecionar todos e em seguida em excluir. Toda vez que sair da guia de Orçamento e navegar nas demais guias ao voltar o Volare 12 o Recálculo Geral estará em Vermelho . inserirmos ou excluirmos algum item devemos fazer um “Recálculo Geral”. Feche a janela e clique em salvar. Recálculo Geral Toda vez que modificarmos alguma quantidade. Desta forma toda vez que se alterar preços ou coeficientes o recálculo geral é obrigatório. 312 • Orçamentos Volare 12 .0 era automático ficou por responsabilidade do usuário.

Podemos Itemizar nosso Orçamento de duas maneiras: Item a Item ou pela “Entrada Rápida de Itemização”. o número 10 virá após o número 1 antes do número 2. pois. A itemização é um campo alfanumérico.Itemizando o Orçamento Como aprendemos anteriormente. temos “Itemização”. Dentre algumas opções. Para que isto não ocorra ao itemizar devemos inserir o número com dois dígitos ficando 01. portanto serão alinhados à esquerda. a tela do Orçamento pode ser filtrada quanto a Ordem de Visualização. aceita letras e números. Volare 12 . ou seja. É preciso tomar cuidado.Manual do Usuário Orçamentos • 313 .

digitamos enter.Entrada Rápida de Itemização Para itemizar todos os serviços/Insumos de uma só vez.Manual do Usuário . Para mudar de linha também podemos utilizar as setas do teclado. aparecerá no Orçamento da seguinte forma: Devemos então clicar no na coluna “Código” e começar a itemização pela tela de “Entrada Rápida de Itemização”: Para trabalhar nessa tela. 314 • Orçamentos Volare 12 . no botão . Depois de inserir todos os itens. depois digitamos o número do item desejado e novamente enter para confirmar. filtramos a Ordem de Apresentação para “Itemização”. clicamos com o mouse na primeira linha. não podemos esquecer de salvá-los.

clique duas vezes com o mouse na linha da Etapa ou da Atividade desejada e edite o item . conforme exemplo abaixo e em seguida clique no botão salvar. basta dar um duplo clique com o mouse no item escolhido e a tela de “Edição de Itens” aparecerá: Nessa tela. Volare 12 .Itemizando itens individualmente Se desejarmos inserir os itens individualmente. nunca esquecendo de salvar a alteração no botão Para itemizar as Etapas e as Atividades. basta inserir o número do item desejado. .Manual do Usuário Orçamentos • 315 .

podemos mover este item para outra Atividade qualquer. vamos fazer um exemplo: Vamos modificar a associação do Serviço “Concreto estrutural dosado em central”. nunca devemos esquecer de clicar no botão A mesma modificação pode ser feita com a Atividade. Para isso.Concreto” para outra Atividade. Depois de fazer a alteração.Manual do Usuário . que já esteja inserida no Orçamento. que faz parte da Etapa “Infra-Estrutura” e da Atividade “InfraEstrutura . temos a possibilidade de modificar as associações que fizemos das Atividades dentro dos Serviços e dos Serviços/Insumos dentro das Atividades. 316 • Orçamentos Volare 12 . vamos seguir os passos abaixo: Com um duplo clique na linha do Item a ser modificado (Concreto Estrutural). Se clicarmos no botão Atividade. para salvar. Dentro do Orçamento. Para entender melhor esta função.Modificando as associações das Etapas. dando um duplo clique com o mouse na linha de Atividade e mudando a Etapa na qual a mesma estava associada. Atividades e Serviços. chegamos até a tela “Edição de Itens”.

basta dar um duplo clique no item desejado e a seguinte tela aparecerá: Quando editamos um item do usuário. Quando editamos um item PiniWeb. Para isso. o símbolo nível do item.Manual do Usuário Orçamentos • 317 . aparecerá ao lado do aparecerá ao lado do Volare 12 . o símbolo nível do item.Edição de itens do Orçamento Dentro do Orçamento. ainda podemos editar todos os serviços que já foram orçados.

Excluindo Itens Para excluir apenas um item. clique na opção “excluir itens”. à direita aparecerá o botão excluir. Se desejar excluir mais de um item. e todos os itens selecionados serão excluídos do Volare 12 . Basta clicar nos itens que serão excluídos ou “Selecionar Todos”. A tela “Edição de Itens” aparece e na parte debaixo.Manual do Usuário 318 • Orçamentos . então uma tela com todos os itens inseridos no Orçamento aparecerão. clique no botão Orçamento. Depois. dê um duplo clique na linha que você deseja apagar.

Opções do botão da direita do mouse sobre a Obra Na tela principal do Volare. clique na pasta obras e o sistema apresentará as obras cadastradas conforme tela abaixo: Clicando com o botão da direita do mouse sobre uma obra.Manual do Usuário Orçamentos • 319 . o sistema irá apresentar a seguintes opções: Excluir Obra Esta opção excluirá a obra selecionada. Somente estará habilitada quando não existir nenhum orçamento dentro da obra. Volare 12 .

320 • Orçamentos Volare 12 . basta clicar com o botão direito do mouse. basta dar um duplo clique no nome do orçamento desejado e aguardar. A partir deste momento você já poderá trabalhar em seu orçamento. os dados inseridos serão gravados e aparecerão nos Para modificar qualquer dado inserido e salvo.Manual do Usuário .Editar dados gerais da obra Clicando com o botão direito do mouse no nome da obra que será editada e a seguinte tela será apresentada: Clicando em relatórios. selecionar a opção “Editar dados gerais da obra” e a mesma tela aparecerá. Para entrar em um orçamento.

As estruturas e regiões criadas pelo usuário também estarão disponíveis. Nesta janela. você digitará o nome do Novo Orçamento. selecionar a região da Base Preços desejada e escolher se deseja utilizar um orçamento como modelo ou não. você poderá utilizar qualquer orçamento que estiver na obra “Modelos do Usuário” (onde você poderá criar vários modelos de orçamento) ou na obra “Modelos PINI” (onde já existem alguns modelos prontos. Volare 12 .Manual do Usuário Orçamentos • 321 . inclusive as etapas e serviços do TCPO).Criar novo orçamento Clicando nesta opção será apresentada a seguinte tela: Lembrando que o Volare disponibiliza ao usuário criar sua estrutura (Cadastro de Estruturas). Se a opção “Utilizar um Modelo” estiver selecionada. com menos ou mais níveis do que as estruturas existentes. a Estrutura de Trabalho que deseja utilizar.

A mesma opção será apresentada da pasta de “Obras Inativas”. movendo para a pasta “Obras” Desta forma você pode organizar suas obras. sempre movendo as obras que não foram efetivadas ou que foram concluídas para a pasta de “Obras Inativas”.Manual do Usuário . observe tela abaixo: Clicando o sistema irá mover sua obra para a pasta de “Obras Inativas”. 322 • Orçamentos Volare 12 . quando você quiser tirar uma obra da sua pasta principal de obras (“Obras”) e mover a mesma para a pasta de “Obras Inativas”.Mover obra para a pasta Obras Inativas Esta opção deve ser utilizada.

Manual do Usuário Orçamentos • 323 . Excluir Orçamento Esta opção excluirá o orçamento selecionado.Opções do botão da direita do mouse sobre o Orçamento Clique com o botão direito do mouse no orçamento desejado e a seguinte tela será apresentada: Renomear Orçamento Esta opção possibilita ao usuário renomear o orçamento. Somente estará habilitada quando o orçamento não estiver em Vermelho (selecionado para geração dos outros módulos). Altere o nome do orçamento e clique em Salvar. Volare 12 .

para reaproveitar o mesmo em outra obra.Manual do Usuário . Caso seja necessário mudar alguma informação do orçamento. usando a opção com quantidades e faça as alterações neste novo orçamento. uma tela com as informações do Orçamento serão apresentadas. 324 • Orçamentos Volare 12 .Informações Gerais do Orçamento Escolhendo essa opção. é só duplicar o orçamento e mover o mesmo para outra obra. Mover Orçamento Nesta opção você poderá mover um orçamento para uma outra obra. clicando nesta opção a seguinte tela será apresentada: Selecione a Obra em que este orçamento vai passar a pertencer e clique em Esta opção pode ser utilizada quando você quiser duplicar um orçamento existente. verifique no exemplo abaixo: É uma tela apenas para visualização. para que o sistema mova o orçamento para a determinada obra. duplique o orçamento.

Medições e Análise Econômica e Financeira”.Duplicando o Orçamento No Volare 12 é possível duplicar um orçamento já existente. Volare 12 . Para utilizar essa ferramenta. procedimento a ser feito em “Editar dados gerais da obra”. qualquer duvida consulte os capítulos dos respectivos módulos.Manual do Usuário Orçamentos • 325 . Marque a opção com quantidades se quiser que o sistema copie o orçamento inclusive com as quantidades. clique com o botão direito do mouse no orçamento desejado .clicando com o botão da direita o sistema irá apresentar as opções de criar os módulos “Controle. Se você já fez o procedimento acima seu orçamento vai estar com o ícone vermelho. Planejamento. Clique no botão “salvar” para que as informações sejam gravadas e o novo orçamento criado. Essa estrutura tem que ser a mesma do orçamento que será duplicado. gerenciamento e controle”. escolha a opção “duplicar orçamento” e a seguinte tela será apresentada: Escreva o nome do novo Orçamento e escolha o tipo de estrutura que o mesmo terá. qualquer dúvida consulte o capítulo de “Editar dados gerais da obra”. Criar módulos a partir de orçamentos efetivados Se o seu orçamento já foi selecionado como “Orçamento a ser utilizado no planejamento.

apenas clicando com o botão direito do mouse no orçamento desejado e clicando na opção “Salvar como modelo”.Após elaborar um orçamento. A seguinte tela será apresentada: Salvando Orçamento como modelo Escolha o nome que esse modelo terá. marque a opção “com quantidades” se quiser que o sistema salve como modelo o orçamento inteiro inclusive com as quantidades e clique no botão “salvar” para gravar as informações. 326 • Orçamentos Volare 12 . podemos torná-lo um dos modelos do Volare.Manual do Usuário .

é utilizada quando você quer transferir orçamentos de uma maquina para outra que não estão compartilhando uma mesma base de dados.Salvar Orçamento como Arquivo Esta ferramenta gera um arquivo de exportação de um orçamento do Volare. se optar por mudar o local informe a pasta desejada para exportação dos arquivos: Volare 12 .Manual do Usuário Orçamentos • 327 . Clicando será apresentada a seguinte tela: Clique em “Alterar” caso queira mudar o local de exportação do arquivo. para ser importado em uma outra maquina que tenha o Volare pela opção “Carregar Orçamento de Arquivo”.

que não foram executados (Medição Diária – Controle).Clique no botão vermelho para confirmar este diretório. 328 • Orçamentos Volare 12 . Ferramentas Estando na guia de Orçamento ao clicar em ferramentas. além de algumas já explicadas na base do orçamento existem três novas ferramentas.Manual do Usuário . clique em “Exportar” para o arquivo ser gerado. Replanejamento dos itens não executados Esta ferramenta gera uma nova obra e um novo orçamento com os saldos dos serviços. Não recomendamos colocar espaços ou acentuação no arquivo de exportação de orçamentos. Permitindo desta forma o usuário refazer o planejamento destes itens. Na tela inicial de exportação selecione a obra e o orçamento a ser exportado. e digite o nome do arquivo a ser gerado no diretório indicado.

por exemplo. o valor exato. Para utilizar esta função é necessário clicar em Recálculo geral para que o valor apresentado. Selecione abaixo se a alteração será feita sobre os preços unitários ou sobre os coeficientes das composições. Caso a alteração desejada não seja possível. chegar a um determinado valor alterando somente os itens de Mão de Obra. e que não seja possível. seja. Informe o valor desejado. Após a seleção clique em Salvar.” (ponto) e o separador decimal “.” (vírgula). Escolha ainda se esta alteração será feita na mão de obra ou no material. Volare 12 . com o separador de milhar “. o Volare apresentará a seguinte mensagem. aumentando ou diminuindo o valor atual.Manual do Usuário Orçamentos • 329 .Fixar Preço final no orçamento Através desta função é possível aplicar um valor final ao orçamento.

330 • Orçamentos Volare 12 . Utilize as setas do teclado para ir para os outras fases abaixo. pressione enter. Pressione enter sobre a linha do primeiro item e insira a porcentagem da obra em que este Serviço se iniciará. Pressione enter novamente para salvar.Criar padrão para Geração de Cronogramas O Volare possibilita ao usuário criar um “cronograma” padrão com os tempo estimados para realização de cada fase da obra. e digite a porcentagem final. Este padrão criado ficará guardado e poderá ser utilizado na geração de qualquer cronograma cuja estrutura seja a mesma.Manual do Usuário .

Desta forma entro com os percentuais de todas as fases da minha obra.No exemplo acima a Etapa “Instalação do Canteiro de obra” se iniciará com 0% da obra em andamento e terminará com 10% da obra em andamento. O Volare apresentará a janela para digitar o nome deste cronograma padrão.Manual do Usuário Orçamentos • 331 . Ao final. Volare 12 . deve-se clicar no botão salvar.

Pode-se gerar este cronograma padrão por Atividades. Depois de digitar os percentuais de todas as atividades.Clique em OK para o Volare salvar este padrão. Para isto ao clicar em Criar Padrão para Geração de Cronogramas. Digite o nome clique em OK. clique em nível e selecione a opção Atividades. 332 • Orçamentos Volare 12 . clique no botão Salvar. Ao gerar os cronogramas de qualquer obra que esteja nesta mesma estrutura estará disponível este padrão criado.Manual do Usuário . Desta maneira o meu cronograma será gerado com os prazos definidos nas atividades.

Volare 12 .Manual do Usuário Orçamentos • 333 . Será apresentado o padrão existente para possíveis alterações. Editar padrão para geração dos cronogramas Selecione o item desejado e clique em Editar. clique em ferramentas / Editar padrão para geração dos cronogramas.Dentro de qualquer orçamento é possível editar o padrão criado anteriormente. Para isso. então Faça as alterações desejadas e clique em Salvar. O Volare irá pedir para que seja selecionado o padrão desejado.

Um terá uma única base de preços e itens que serão as informações de suas Sub-Obras e Orçamentos o que facilitará e muito na hora de ajustar preços. pois alterando os preços desta Base todos os seus orçamentos ficarão com os valore unitários iguais.Manual do Usuário .Sub-Obras Este é um novo recurso do Volare que oferece ao usuário a possibilidade de estruturar sua obra em sub-obras como desejar. 334 • Orçamentos Volare 12 . O Sub-Obras dará a possibilidade de escolhermos entre duas maneiras de administrarmos os orçamentos. Esta opção limitará seus orçamentos a serem do mesmo nível (estrutura). então terá quer alterar os preços de cada Base de orçamento. tratando cada sub-obra de forma independente ou em conjunto com outras. possibilitando elaborar o planejamento e o controle individual ou em grupos. O outro terá uma base de preços e itens para cada Orçamento. Esta opção permitirá que seus orçamentos sejam de níveis (estrutura) diferentes. assim você poderá ter diversos orçamentos com valores unitários diferentes.

Sub-Obras com vários orçamentos do mesmo Nível (Estrutura) Você poderá criar Sub-Obras com vários orçamentos do mesmo nível (estrutura). O padrão do Volare será criar a Obra com a Estrutura de 4 níveis. sendo eles controlados por uma única base de dados e preços. Nesta opção com base única vale lembrar que as Taxas de Leis Sociais. caso queira outro nível clique no campo para selecionar uma opção diferente. Este indicará de quantos níveis serão os orçamentos que estarão nas Sub-Obras. Volare 12 .Manual do Usuário Orçamentos • 335 . BDI e ADM serão as mesmas para todas as Sub-Obras.

Manual do Usuário . Para criar as Sub-obras clique com o botão direito do mouse no nome da Obra e selecione a opção “Criar Sub-Obra”.Além disso. também como padrão ele criará um arquivo que será a base dos orçamentos das sub-obras. 336 • Orçamentos Volare 12 .

Manual do Usuário Orçamentos • 337 .Informe o nome e clique no botão “OK”. Você poderá criar Sub-Obras sem limite. Volare 12 . para isso clique com o botão direito do mouse na Sub-Obra e será criada uma nova Sub-Obra abaixo dela. Agora você poderá criar os orçamentos.

Nesta opção com uma base para cada Sub-Obra as Taxas de Leis Sociais.Sub-Obras com vários orçamentos com Níveis (Estrutura) diferentes Poderá também criar sub-obras com vários orçamentos de níveis diferentes e cada um deles controlados por sua base de dados e preços. BDI e ADM poderão ser diferentes. O padrão do Volare será criar a Obra com a Estrutura de 4 níveis. Este indicará de quantos níveis serão os orçamentos que estarão nas Sub-Obras. 338 • Orçamentos Volare 12 . uma para cada Sub-Obra.Manual do Usuário . caso queira outro nível clique no campo para selecionar uma opção diferente.

Para criar as Sub-obras com bases diferentes clique com o botão direito do “Definir Obra como Clique novamente com o botão direito do mouse no nome da Obra e selecione a opção “Criar Sub-Obra”.Manual do Usuário Orçamentos • 339 . também como padrão ele criará um arquivo que será a base dos orçamentos das sub-obras. Volare 12 . mouse sobre a Obra e clique na caixa de seleção Base dos Orçamentos” para desabilitá-la.Além disso.

Você poderá criar Sub-Obras sem limite. 340 • Orçamentos Volare 12 . Agora você poderá criar os orçamentos. Para imprimir relatórios globais da obra. ou seja. um relatório unificado de todos os orçamentos de uma obra.Manual do Usuário . Observe que agora cada Sub-Obra possui sua base de dados. clique no menu superior da janela inicial do Volare na opção “Ferramentas / Relatórios Globais”. para isso clique com o botão direito do mouse na Sub-Obra e será criada uma nova Sub-Obra abaixo dela.Informe o nome e clique no botão “OK”.

Com taxas (distribuída) – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. ou seja. que foram inseridas no orçamento. escolha a opção Orçamento Sintético. que foram inseridas no orçamento. Emitir Relatório sem Logotipo – O relatório será impresso sem logotipo. as taxas estarão inseridas nos valores unitários dos serviços. Taxa Adm. que foram inseridas no orçamento. Para acessar esse relatório. Leis Sociais.). Volare 12 . Com taxas final – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. e somente no Total Geral. Leis Sociais. Leis Sociais. Taxa Adm. sem apresentar as composições. Emitir Relatório com Logotipo – Possibilita ao usuário imprimir o relatório com o logotipo desejado. Os itens apresentarão os valores sem taxas. Taxas Sem taxas – Será impresso o relatório sem incidir as taxas (BDI.). total de LS e Total de ADM. Com taxas detalhada – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI.Manual do Usuário Orçamentos • 341 . que foram inseridas no orçamento. Taxa Adm. as taxas estarão em destaque separadas o total de BDI.). Leis Sociais. consulte o capítulo sobre. Taxa Adm. Para inserir o seu logotipo.Relatórios Relatório Orçamento Sintético Global Este relatório apresentará os valores finais de seu orçamento. clique no menu “Relatório”. Como inserir seu logotipo nos relatórios.). de maneira sintética.

Exibir Código – O relatório será impresso exibindo os códigos dos itens. Leis Sociais e Taxa Adm. Quando selecionado é impresso no cabeçalho as porcentagens de BDI. Exemplo de Relatório de Orçamento Sintético. Ordem de apresentação Código – O relatório será impresso por ordem de código dos itens. Exibir complemento – Será impresso o relatório exibindo as informações cadastradas no campo Complemento de cada item.Se for selecionada esta opção será impresso um resumo do orçamento totalizando o nível selecionado. com taxas.Exibir cabeçalho com taxa – Este item só é apresentado quando selecionado o item.Manual do Usuário . Itemização – Esta opção estará disponível ao selecionar em exibir a opção de itemização. sem taxas: Exemplo de Relatório de Orçamento Sintético. Com memorial – Será emitido o relatório de orçamento com as informações complementares do memorial descritivo de cada item. Itemização – Se foi itemizado este orçamento ao selecionar esta opção o relatório será impresso ordenado pela itemização. Exibir Sub-totais – Será impresso o total do nível selecionado Etapa / Atividade. Descrição – O relatório será impresso por ordem de descrição dos itens. com taxas distribuída: 342 • Orçamentos Volare 12 . Diferenciar Item PINI/Usuário – Irá imprimir os itens PINI de uma cor e os itens do usuário de outra cor. Selecione as opções desejadas e clique em OK. Com estrutura .

Para inserir o seu logotipo. apresentando as composições. Como inserir seu logotipo nos relatórios.Manual do Usuário Orçamentos • 343 .Relatório Orçamento Analítico Este relatório apresentará os valores finais de seu orçamento. consulte o capítulo sobre. Volare 12 . ou seja. Para acessar esse relatório. Emitir Relatório sem Logotipo – O relatório será impresso sem logotipo. clique no menu “Relatório”. escolha a opção Orçamento Analítico. de maneira analítica. Emitir Relatório com Logotipo – Possibilita ao usuário imprimir o relatório com o logotipo desejado.

Com memorial – Será emitido o relatório de orçamento com as informações complementares do memorial descritivo de cada item. com taxas. Leis Sociais e Taxa Adm. Exibir complemento – Será impresso o relatório exibindo as informações cadastradas no campo Complemento de cada item. Taxa Adm.). Itemização – Se foi itemizado este orçamento ao selecionar esta opção o relatório será impresso ordenado pela itemização. Leis Sociais.Taxas Sem taxas – Será impresso o relatório sem incidir as taxas (BDI. total de LS e Total de ADM. Com estrutura . Quando selecionado é impresso no cabeçalho as porcentagens de BDI. Leis Sociais. Exemplo de Relatório de Orçamento Analítico.).). as taxas estarão em destaque separadas o total de BDI. Exibir cabeçalho com taxa – Este item só é apresentado quando selecionado o item. Ordem de apresentação Código – O relatório será impresso por ordem de código dos itens. as taxas estarão inseridas nos valores unitários dos serviços. Taxa Adm. Exibir Código – O relatório será impresso exibindo os códigos dos itens. que foram inseridas no orçamento. que foram inseridas no orçamento. que foram inseridas no orçamento.). Itemização – Esta opção estará disponível ao selecionar em exibir a opção de itemização. Taxa Adm. Os itens apresentarão os valores sem taxas. Com Taxas Detalhadas: 344 • Orçamentos Volare 12 . Leis Sociais. Com taxas detalhada – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. Descrição – O relatório será impresso por ordem de descrição dos itens. e somente no Total Geral. Com taxas final – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. Exibir Sub-totais – Será impresso o total do nível selecionado Etapa / Atividade. Com taxas (distribuída) – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. Leis Sociais.Se for selecionada esta opção será impresso um resumo do orçamento totalizando o nível selecionado. Selecione as opções desejadas e clique em OK.Manual do Usuário . que foram inseridas no orçamento. Diferenciar Item PINI/Usuário – Irá imprimir os itens PINI de uma cor e os itens do usuário de outra cor. Taxa Adm.

Volare 12 .Manual do Usuário Orçamentos • 345 .

Volare 12 . Taxa Adm. itens.Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. irá mostrar quais são os itens com maior peso em seu orçamento.Pode-se filtrar através da classificação qual tipo de insumo será impresso. consulte o capítulo sobre. que foram inseridas no orçamento. com taxas. Taxas Sem taxas – Será impresso o relatório sem incidir as taxas (BDI. Insumos (Classificação) . facilitando o processo de cotação com seus fornecedores.). ou selecionar todos os tipos. Emitir Relatório com Logotipo – Possibilita ao usuário imprimir o relatório com o logotipo desejado. Quando selecionado é impresso no cabeçalho as porcentagens de BDI. Emitir Relatório sem Logotipo – O relatório será impresso sem logotipo. Para inserir o seu logotipo. Exibir 346 • Orçamentos Código – O relatório será impresso exibindo os códigos dos itens. Este relatório é muito importante pois.Mão de obra.).Será impresso o relatório com todos os Todos Insumos (Exceto mão de obra) – Serão apresentados todos os itens. Exibir cabeçalho com taxa – Este item só é apresentado quando selecionado o item. Leis Sociais.Manual do Usuário . Como inserir seu logotipo nos relatórios. Leis Sociais. Global (Todos os tipos) .Relatório de Curva ABC de insumos Este relatório apresentará todos os insumos selecionados por ordem de valor total. excedo os classificados como 0. Taxa Adm. Leis Sociais e Taxa Adm. que foram inseridas no orçamento. Com taxas .

Selecione as opções desejadas e clique em OK. irá mostrar quais são os itens com maior peso em seu orçamento. Com Taxas: Relatório de Curva ABC de Serviços Serão apresentados todos os serviços selecionados por ordem de valor total. Este relatório é muito importante pois.Exibir complemento – Será impresso o relatório exibindo as informações cadastradas no campo Complemento de cada item. Volare 12 .Manual do Usuário Orçamentos • 347 . Exemplo de Relatório de Curva ABC de Insumos Global. facilitando o processo de cotação com seus fornecedores. Diferenciar Item PINI/Usuário – Irá imprimir os itens PINI de uma cor e os itens do usuário de outra cor.

consulte o capítulo sobre. Exibir cabeçalho com taxa – Este item só é apresentado quando selecionado o item.Pode-se filtrar através da classificação qual tipo de insumo será impresso. Exemplo de Relatório de Curva ABC de Serviços Global. Leis Sociais.Emitir Relatório com Logotipo – Possibilita ao usuário imprimir o relatório com o logotipo desejado. Diferenciar Item PINI/Usuário – Irá imprimir os itens PINI de uma cor e os itens do usuário de outra cor. com taxas. Taxa Adm. Tipo de Insumo (classificação) .Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI.Manual do Usuário . Exibir complemento – Será impresso o relatório exibindo as informações cadastradas no campo Complemento de cada item. Como inserir seu logotipo nos relatórios. Exibir Código – O relatório será impresso exibindo os códigos dos itens. que foram inseridas no orçamento. Leis Sociais. Selecione as opções desejadas e clique em OK. Leis Sociais e Taxa Adm. Para inserir o seu logotipo. que foram inseridas no orçamento. Com Taxas: 348 • Orçamentos Volare 12 . ou selecionar todos os tipos. Com taxas . Emitir Relatório sem Logotipo – O relatório será impresso sem logotipo.). Taxas Sem taxas – Será impresso o relatório sem incidir as taxas (BDI. Taxa Adm. Quando selecionado é impresso no cabeçalho as porcentagens de BDI.).

Manual do Usuário Orçamentos • 349 . Volare 12 . Leis Sociais. que foram inseridas no orçamento. Exibir cabeçalho com taxa – Este item só é apresentado quando selecionado o item. Taxa Adm.Pode-se filtrar através da classificação qual tipo de insumo será impresso. com taxas. Descrição – O relatório será impresso por ordem de descrição dos itens. Exibir Código – O relatório será impresso exibindo os códigos dos itens. Taxa Adm. Emitir Relatório sem Logotipo – O relatório será impresso sem logotipo.Relatório de Insumos do Orçamento Serão apresentados todos os insumos selecionados que estão neste orçamento. Emitir Relatório com Logotipo – Possibilita ao usuário imprimir o relatório com o logotipo desejado. Leis Sociais. Leis Sociais e Taxa Adm.Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. Tipo de Insumo (classificação) .).). Para inserir o seu logotipo. consulte o capítulo sobre. Quando selecionado é impresso no cabeçalho as porcentagens de BDI. Como inserir seu logotipo nos relatórios. Ordem de apresentação Código – O relatório será impresso por ordem de código dos itens. que foram inseridas no orçamento. ou selecionar todos os tipos. Taxas Sem taxas – Será impresso o relatório sem incidir as taxas (BDI. Com taxas .

Com preço – Exibirá o preço unitário de cada item Intervalo Ambos – Exibirá ambos os campos. Exibir Com quantidade – Exibirá a quantidade (Coeficiente x Quantidade do Serviço). automaticamente irá desabilitar esta função. apresentando todos os itens. Exibir Sub-totais – Será impresso o total do nível selecionado Etapa / Atividade. quantidade e preço.Manual do Usuário . Com estrutura .Possibilita ao usuário imprimir o relatório de insumos apresentando qual a etapa ou atividade que este item pertence. independente da data. Com Taxas: 350 • Orçamentos Volare 12 . Diferenciar Item PINI/Usuário – Irá imprimir os itens PINI de uma cor e os itens do usuário de outra cor. Exemplo de Relatório de Insumos do Orçamento. cuja data de alteração esteja dentro deste intervalo. Data inicial e Final –Filtro por data de alteração do insumo. Ao selecionar a opção com preço. Ao selecionar informe o período e será apresentado o relatório com os itens.Exibir complemento – Será impresso o relatório exibindo as informações cadastradas no campo Complemento de cada item.

Exibir Código – O relatório será impresso exibindo os códigos dos itens. Taxa Adm. Taxa Adm. Com taxas detalhada – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. Taxas Sem taxas – Será impresso o relatório sem incidir as taxas (BDI. Com taxas final – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI.Manual do Usuário Orçamentos • 351 . Taxa Adm. Quando selecionado é impresso no cabeçalho as porcentagens de BDI. Para inserir o seu logotipo. que foram inseridas no orçamento. Volare 12 . as taxas estarão em destaque separadas o total de BDI. que foram inseridas no orçamento. e somente no Total Geral. as taxas estarão inseridas nos valores unitários dos serviços.).). Com taxas (distribuída) – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. e um total geral do Serviço. total de LS e Total de ADM. Taxa Adm.). que foram inseridas no orçamento.). Leis Sociais.Relatório de Material e Mão de Obra Sintético Este relatório apresentará os preços dos materiais e mão de obra por serviço. Leis Sociais. Exibir cabeçalho com taxa – Este item só é apresentado quando selecionado o item. que foram inseridas no orçamento. Como inserir seu logotipo nos relatórios. Leis Sociais. consulte o capítulo sobre. Leis Sociais. Emitir Relatório com Logotipo – Possibilita ao usuário imprimir o relatório com o logotipo desejado. Emitir Relatório sem Logotipo – O relatório será impresso sem logotipo. Leis Sociais e Taxa Adm. Os itens apresentarão os valores sem taxas. com taxas.

Itemização – Se foi itemizado este orçamento ao selecionar esta opção o relatório será impresso ordenado pela itemização. Diferenciar Item PINI/Usuário – Irá imprimir os itens PINI de uma cor e os itens do usuário de outra cor. Ordem de apresentação Código – O relatório será impresso por ordem de código dos itens. Com Taxas. Selecione as opções desejadas e clique em OK. Com estrutura . Descrição – O relatório será impresso por ordem de descrição dos itens.Manual do Usuário . Exibir complemento – Será impresso o relatório exibindo as informações cadastradas no campo Complemento de cada item. Com memorial – Será emitido o relatório de orçamento com as informações complementares do memorial descritivo de cada item. Exibindo sub-totais. Exibir Sub-totais – Será impresso o total do nível selecionado Etapa / Atividade. Exemplo de Relatório de Orçamento de Material e Mão de Obra Sintético.Se for selecionada esta opção será impresso um resumo do orçamento totalizando o nível selecionado. Itemização – Esta opção estará disponível ao selecionar em exibir a opção de itemização.: 352 • Orçamentos Volare 12 .

Quando selecionado é impresso no cabeçalho as porcentagens de BDI. as taxas estarão em destaque separadas o total de BDI. que foram inseridas no orçamento. apresentará a composição dos serviços. com taxas. Com taxas detalhada – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI.Relatório de Material e Mão de Obra Analítico Este relatório apresentará os preços dos materiais e mão de obra por serviço.). as taxas estarão inseridas nos valores unitários dos serviços. Taxas Sem taxas – Será impresso o relatório sem incidir as taxas (BDI. Taxa Adm.). Os itens apresentarão os valores sem taxas. Como inserir seu logotipo nos relatórios. Taxa Adm. que foram inseridas no orçamento. Exibir Código – O relatório será impresso exibindo os códigos dos itens. Com taxas (distribuída) – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. Com taxas final – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. consulte o capítulo sobre. Volare 12 . total de LS e Total de ADM. e somente no Total Geral. Leis Sociais. Orçamentos • 353 . que foram inseridas no orçamento. Leis Sociais. Leis Sociais.).). Para inserir o seu logotipo. Exibir cabeçalho com taxa – Este item só é apresentado quando selecionado o item. Emitir Relatório sem Logotipo – O relatório será impresso sem logotipo. Taxa Adm. Leis Sociais e Taxa Adm. Taxa Adm. que foram inseridas no orçamento. e um total geral do Serviço. Emitir Relatório com Logotipo – Possibilita ao usuário imprimir o relatório com o logotipo desejado.Manual do Usuário Itemização – Se foi itemizado este orçamento ao selecionar esta opção o relatório será impresso ordenado pela itemização. Leis Sociais.

Exemplo de Relatório de Orçamento de Material e Mão de Obra Analítico. Com memorial – Será emitido o relatório de orçamento com as informações complementares do memorial descritivo de cada item. Itemização – Esta opção estará disponível ao selecionar em exibir a opção de itemização. Com Taxas. Selecione as opções desejadas e clique em OK.Manual do Usuário . Descrição – O relatório será impresso por ordem de descrição dos itens. Diferenciar Item PINI/Usuário – Irá imprimir os itens PINI de uma cor e os itens do usuário de outra cor. Exibir complemento – Será impresso o relatório exibindo as informações cadastradas no campo Complemento de cada item.Ordem de apresentação Código – O relatório será impresso por ordem de código dos itens.Se for selecionada esta opção será impresso um resumo do orçamento totalizando o nível selecionado. Exibir Sub-totais – Será impresso o total do nível selecionado Etapa / Atividade. Com estrutura .: 354 • Orçamentos Volare 12 .

Com taxas detalhada – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI.). com taxas. Taxas Sem taxas – Será impresso o relatório sem incidir as taxas (BDI. as taxas estarão inseridas nos valores unitários dos serviços. Com taxas (distribuída) – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. que foram inseridas no orçamento. Leis Sociais e Taxa Adm. Leis Sociais. Emitir Relatório com Logotipo – Possibilita ao usuário imprimir o relatório com o logotipo desejado.). que foram inseridas no orçamento.2) Este relatório apresentará os preços dos materiais e mão de obra por serviço. Emitir Relatório sem Logotipo – O relatório será impresso sem logotipo. Exibir Volare 12 . total de LS e Total de ADM. Taxa Adm. e somente no Total Geral.). Taxa Adm. e um total geral do Serviço. Orçamentos • 355 . Os itens apresentarão os valores sem taxas. Taxa Adm. Para inserir o seu logotipo. Exibir cabeçalho com taxa – Este item só é apresentado quando selecionado o item.). consulte o capítulo sobre. Formato igual ao relatório da versão 5.Relatório de Material e Mão de Obra Sintético (Volare 5. Leis Sociais. Taxa Adm. Com taxas final – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI.Manual do Usuário Código – O relatório será impresso exibindo os códigos dos itens.2. que foram inseridas no orçamento. as taxas estarão em destaque separadas o total de BDI. que foram inseridas no orçamento. Quando selecionado é impresso no cabeçalho as porcentagens de BDI. Leis Sociais. Como inserir seu logotipo nos relatórios. Leis Sociais.

Itemização – Esta opção estará disponível ao selecionar em exibir a opção de itemização.2.: 356 • Orçamentos Volare 12 .Se for selecionada esta opção será impresso um resumo do orçamento totalizando o nível selecionado. Diferenciar Item PINI/Usuário – Irá imprimir os itens PINI de uma cor e os itens do usuário de outra cor. igual ao Relatório da Versão 5. Com estrutura . Exibir Sub-totais – Será impresso o total do nível selecionado Etapa / Atividade. Selecione as opções desejadas e clique em OK. Ordem de apresentação Código – O relatório será impresso por ordem de código dos itens. Exibir complemento – Será impresso o relatório exibindo as informações cadastradas no campo Complemento de cada item. Exemplo de Relatório de Orçamento de Material e Mão de Obra Sintético (Lay-out. Com Taxas.Manual do Usuário .Itemização – Se foi itemizado este orçamento ao selecionar esta opção o relatório será impresso ordenado pela itemização. Descrição – O relatório será impresso por ordem de descrição dos itens. Com memorial – Será emitido o relatório de orçamento com as informações complementares do memorial descritivo de cada item.

Taxa Adm. Orçamentos • 357 .). Taxa Adm. Leis Sociais. Taxa Adm. Emitir Relatório sem Logotipo – O relatório será impresso sem logotipo. total de LS e Total de ADM. que foram inseridas no orçamento. e um total geral do Serviço. Quando selecionado é impresso no cabeçalho as porcentagens de BDI. Taxa Adm. Como inserir seu logotipo nos relatórios. Leis Sociais. e somente no Total Geral. Leis Sociais e Taxa Adm.). Exibir cabeçalho com taxa – Este item só é apresentado quando selecionado o item. Leis Sociais.Manual do Usuário Código – O relatório será impresso exibindo os códigos dos itens. Leis Sociais.2) Este relatório apresentará os preços dos materiais e mão de obra por serviço. Com taxas detalhada – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. com taxas. Com taxas (distribuída) – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI.). Com taxas final – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. as taxas estarão em destaque separadas o total de BDI. Relatório com o mesmo formato do relatório da versão 5. Para inserir o seu logotipo. que foram inseridas no orçamento. consulte o capítulo sobre.). Os itens apresentarão os valores sem taxas. Taxas Sem taxas – Será impresso o relatório sem incidir as taxas (BDI. as taxas estarão inseridas nos valores unitários dos serviços.Relatório de Material e Mão de Obra Analítico (Volare 5. que foram inseridas no orçamento. apresentará a composição dos serviços.2 Emitir Relatório com Logotipo – Possibilita ao usuário imprimir o relatório com o logotipo desejado. que foram inseridas no orçamento. Exibir Volare 12 .

Com Taxas. Selecione as opções desejadas e clique em OK. Descrição – O relatório será impresso por ordem de descrição dos itens. Com memorial – Será emitido o relatório de orçamento com as informações complementares do memorial descritivo de cada item. Diferenciar Item PINI/Usuário – Irá imprimir os itens PINI de uma cor e os itens do usuário de outra cor.: 358 • Orçamentos Volare 12 .Se for selecionada esta opção será impresso um resumo do orçamento totalizando o nível selecionado.Manual do Usuário . Exibir Sub-totais – Será impresso o total do nível selecionado Etapa / Atividade.Itemização – Se foi itemizado este orçamento ao selecionar esta opção o relatório será impresso ordenado pela itemização. Exibir complemento – Será impresso o relatório exibindo as informações cadastradas no campo Complemento de cada item. Itemização – Esta opção estará disponível ao selecionar em exibir a opção de itemização. Exemplo de Relatório de Orçamento de Material e Mão de Obra Analítico. Ordem de apresentação Código – O relatório será impresso por ordem de código dos itens. Com estrutura .

Com memorial – Será emitido o relatório de orçamento com as informações complementares do memorial descritivo de cada item.Pode-se filtrar através da classificação qual tipo de insumo será impresso. que foram inseridas no orçamento. Leis Sociais. ou seja. Para inserir o seu logotipo. Como inserir seu logotipo nos relatórios. com taxas.). Emitir Relatório sem Logotipo – O relatório será impresso sem logotipo.Manual do Usuário Orçamentos • 359 . Taxa Adm. Leis Sociais.Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. Exibir complemento – Será impresso o relatório exibindo as informações cadastradas no campo Complemento de cada item.Relatórios de Relação de Itens Orçados Sintético Este relatório apresentará todos os itens orçados. Leis Sociais e Taxa Adm. que foram inseridas no orçamento. Taxa Adm. Com taxas . Exibir Código – O relatório será impresso exibindo os códigos dos itens. todos que foram lançadas as quantidades. Tipo de Insumo (classificação) . com seu custo unitário. Emitir Relatório com Logotipo – Possibilita ao usuário imprimir o relatório com o logotipo desejado. Taxas Sem taxas – Será impresso o relatório sem incidir as taxas (BDI. Volare 12 .). Exibir cabeçalho com taxa – Este item só é apresentado quando selecionado o item. ou selecionar todos os tipos. Quando selecionado é impresso no cabeçalho as porcentagens de BDI. consulte o capítulo sobre.

de maneira analítica apresentando todos os componentes do serviço. Com Taxas. todos que foram lançadas as quantidades.: Relatórios de Relação de Itens Orçados Analítico Este relatório apresentará todos os itens orçados. Selecionar Itens . com seu custo unitário.Diferenciar Item PINI/Usuário – Irá imprimir os itens PINI de uma cor e os itens do usuário de outra cor. 360 • Orçamentos Volare 12 . Selecione as opções desejadas e clique em OK.Manual do Usuário .Estando marcando antes de imprimir o relatório o sistema irá apresentar uma janela onde o usuário irá selecionar quais itens serão impressos.Possibilita ao usuário imprimir o relatório de insumos apresentando qual a etapa ou atividade que este item pertence. Com estrutura . Exemplo de Relação de Itens orçados Sintético. ou seja.

Selecione as opções desejadas e clique em OK. Exibir cabeçalho com taxa – Este item só é apresentado quando selecionado o item. Leis Sociais e Taxa Adm. Como inserir seu logotipo nos relatórios. Exibir Código – O relatório será impresso exibindo os códigos dos itens. que foram inseridas no orçamento. Quando selecionado é impresso no cabeçalho as porcentagens de BDI.Emitir Relatório com Logotipo – Possibilita ao usuário imprimir o relatório com o logotipo desejado.Manual do Usuário Orçamentos • 361 . Exibir complemento – Será impresso o relatório exibindo as informações cadastradas no campo Complemento de cada item. Volare 12 . com taxas.Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI.Pode-se filtrar através da classificação qual tipo de insumo será impresso. Taxa Adm. Leis Sociais.). Para inserir o seu logotipo. Tipo de Insumo (classificação) . Com memorial – Será emitido o relatório de orçamento com as informações complementares do memorial descritivo de cada item. Emitir Relatório sem Logotipo – O relatório será impresso sem logotipo. que foram inseridas no orçamento. Taxa Adm. Taxas Sem taxas – Será impresso o relatório sem incidir as taxas (BDI. consulte o capítulo sobre.Estando marcando antes de imprimir o relatório o sistema irá apresentar uma janela onde o usuário irá selecionar quais itens serão impressos. Leis Sociais. Com taxas . Com estrutura . Diferenciar Item PINI/Usuário – Irá imprimir os itens PINI de uma cor e os itens do usuário de outra cor.Possibilita ao usuário imprimir o relatório de insumos apresentando qual a etapa ou atividade que este item pertence.). Selecionar Itens . ou selecionar todos os tipos.

serviços.: Relatório de Insumos Componentes Este relatório apresentará os itens escolhidos (materiais. consulte o capítulo sobre... 362 • Orçamentos Volare 12 . Para inserir o seu logotipo.Manual do Usuário .Pode-se filtrar através da classificação qual tipo de insumo será impresso. Com Taxas.Exemplo de Relação de Itens orçados Analítico. ou selecionar todos os tipos. Emitir Relatório com Logotipo – Possibilita ao usuário imprimir o relatório com o logotipo desejado. Tipo de Insumo (classificação) . Diferenciar Item PINI/Usuário – Irá imprimir os itens PINI de uma cor e os itens do usuário de outra cor.) e dizer de quais composições este item é componente. mão de obra. Como inserir seu logotipo nos relatórios. Emitir Relatório sem Logotipo – O relatório será impresso sem logotipo.

Selecione as opções desejadas e clique em OK. Com Taxas.Selecionar Itens . Exemplo de Relatório de Insumos Componentes.Estando marcando antes de imprimir o relatório o sistema irá apresentar uma janela onde o usuário irá selecionar quais itens serão impressos.: Volare 12 .Manual do Usuário Orçamentos • 363 .

ou selecionar todos os tipos. separando os itens de material. Ordem de Apresentação Código – O relatório será impresso por ordem de código.Manual do Usuário .Pode-se filtrar através da classificação qual tipo de insumo será impresso. Emitir Relatório com Logotipo – Possibilita ao usuário imprimir o relatório com o logotipo desejado. mão de obra e equipamentos.: 364 • Orçamentos Volare 12 . Como inserir seu logotipo nos relatórios. Com Taxas.Relatório de Composição Analítica Este relatório apresentará as composições dos serviços selecionados. Tipo de Insumo (classificação) . Para inserir o seu logotipo. Descrição – O relatório será impresso por ordem alfabética Selecionar Itens . Será impressa uma composição por página. Emitir Relatório sem Logotipo – O relatório será impresso sem logotipo. Exemplo de Relatório de Insumos Componentes. Selecione as opções desejadas e clique em OK.Estando marcando antes de imprimir o relatório o sistema irá apresentar uma janela onde o usuário irá selecionar quais itens serão impressos. consulte o capítulo sobre.

Planilha Sintética Este relatório apresentará o orçamento com uma coluna para ser cotado os preços dos serviços.Manual do Usuário Orçamentos • 365 . Volare 12 .

as taxas estarão inseridas nos valores unitários dos serviços. Com taxas detalhada – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. e somente no Total Geral.Manual do Usuário .Taxas Sem taxas – Será impresso o relatório sem incidir as taxas (BDI. Taxa Adm. as taxas estarão em destaque separadas o total de BDI. Exemplo de Planilha com quantidades. Leis Sociais. que foram inseridas no orçamento. Com taxas final – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI. Ordem de apresentação Código – O relatório será impresso por ordem de código dos itens.). Leis Sociais. que foram inseridas no orçamento.: Descrição – O relatório será impresso por ordem de descrição dos itens. total de LS e Total de ADM. Taxa Adm. Taxa Adm. Exibir taxas no cabeçalho – Será impresso no cabeçalho os percentuais das taxas. Taxa Adm. que foram inseridas no orçamento.). Os itens apresentarão os valores sem taxas. que foram inseridas no orçamento. Leis Sociais. Com taxas (distribuída) – Será impresso o relatório incidindo as taxas (BDI.). Leis Sociais. 366 • Orçamentos Volare 12 .).

Memorial Este relatório apresentará o Memorial Descritivo dos itens do orçamento.Manual do Usuário Orçamentos • 367 . Exemplo de Planilha com quantidades: Volare 12 . Ao clicar OK. será apresentada a tela para seleção dos itens. Selecione os itens desejados e visualize o relatório. você poderá imprimi-lo com ou sem as imagens.

000. existe a ferramenta Volexcel. 256.: Qtde 1.19257 Preço Total 256.00 Volare 12 .00 1. Depois de selecionar a opção o usuário pode escolher como deseja que o Volexcel apresente os cálculos.190.Volexcel Além da integração de qualquer relatório do Volare com o Excel clicando em Arquivo / Salvar como planilha Excel. e somente na apresentação final do valor é apresentado com o nº de casas configurado. serão efetuados os cálculos considerando todas as casas decimais.00 1.00 368 • Orçamentos Preço Unitário Será exportado para o Excel o relatório desejado onde os cálculos serão realizados com os valores unitários arredondados para duas casas decimais.57 Arredondar com 2 casas decimais Ex.Manual do Usuário .19657 256. inclusive com algumas fórmulas.200.192.00 Preço Unitário 256. Cálculo Normal Será exportado para o Excel o relatório selecionado.196. Ex. que exporta o relatório selecionado para o Excel. onde os cálculos serão iguais aos utilizados no Volare.57 256.000. Clique em Volexcel e selecione o relatório desejado.: Qtde 1.000. ou seja.19 Preço Total 256.00 256.20 256.000.

19 Preço Total 256.190. o relatório com os valores unitários dos serviços truncados em duas casas decimais. Ao clicar na opção desejada será apresentada a tela contendo a apresentação do relatório.000.000.00 Preço Unitário 256. Estes são os relatórios que normalmente são utilizados em licitações.000.000.190.20 Preço Total 256.: Qtde 1.200.00 1.Arredondar para baixo com 2 casas decimais Será exportado para o Excel o relatório desejado onde os cálculos serão realizados com os valores unitários arredondados para baixo com duas casas decimais.Manual do Usuário Orçamentos • 369 .000.200.190.19 256.00 Preço Unitário 256. 256. Ex.000. Ex.00 256.00 Arredondar para cima com 2 casas decimais Será exportado para o Excel o relatório desejado onde os cálculos serão realizados com os valores unitários arredondados para cima com duas casas decimais.00 1.00 1.190. Volare 12 .19 Preço Total 256.20 256.00 Preço Unitário Será exportado para o Excel o relatório desejado onde os cálculos serão realizados com os valores unitários truncados com duas casas decimais.00 Truncar com 2 casas decimais Ex.00 Licitações Será exportado para o Excel.: Qtde 1.00 256.: Qtde 1.00 256.19 256.

Exemplo de Volexcel Orçamento Sintético 370 • Orçamentos Volare 12 .Selecione as opções desejadas e clique em OK.Manual do Usuário .

(Etapa / Atividade). 7-) Ao imprimir o orçamento apresenta informe o nome da empresa? R-) Feche o orçamento e clique em ferramentas / Nome da empresa. feche o arquivo salvando-o. R-) O orçamento deve estar estruturado em mais de um nível e ao criar o orçamento não foi marcada a opção de utilizar um modelo. Localize a chave [Excel]. Coloque o nome da empresa e salve. Imprima novamente o relatório. altere a linha XP=0 para XP=1. e selecione a opção editar dados gerais da obra. em formato bmp ou gif. é possível colocar taxas diferenciadas.Dúvidas freqüentes sobre Orçamentos Apresentamos abaixo as dúvidas mais freqüentes referente a Orçamentos. R-) Utilize a ferramenta de Itemização e ao imprimir os relatórios selecione a opção Itemizado. e abra o Volare novamente. 6-) Ao passar para o Excel apresenta ponto no lugar de vírgula. 3-) Não quero que o orçamento seja apresentado com os códigos PINI. Etapas e Atividades). R-) Este serviço deve ser PINI. por isso não habilita as alterações. R-) Fechar o Volare. 5-) Posso colocar 10% de BDI para a Mão de obra e 30% para o restante da obra? R-) Sim através das taxas diferenciadas. Marque a opção com Estrutura. Ao imprimir o relatório selecione a opção com logotipo e selecione o seu logotipo. e selecione a opção desejada. 8-) Como inserir o logotipo no relatório? R-) Salve o seu arquivo de logotipo na pasta \Arquivos de Programas\Volare\Logo. 1-) Não aparece a seta o montar o orçamento.ini. 4-) Como imprimir o resumo do orçamento? (Total das Etapas) R-) Clique em Relatórios / Orçamento Sintético. abra a pasta \Arquivos de Programas\Volare. volte para a base do orçamento. Deve-se criar as estruturas (Etapas. por classificação e até mesmo por insumo. e transforme-o em item do usuário. 2-) Não consigo alterar os coeficientes de um serviço. Coloque o nome da empresa e salve. Para alterar neste orçamento já realizado. e pressione duplo clique sobre o arquivo volare. pressione duplo clique sobre o serviço. pressione duplo clique sobre a etapa desejada para que o sistema apresente a seta entre os quadros. Através do Windows Explorer. Volare 12 .Manual do Usuário Orçamentos • 371 . Caso estejam criadas as etapas. clique com o botão direito do mouse sobre obras. preciso apresentar a planilha com uma codificação própria.

.

). Nesta versão. TCPO. Essas planilhas serão importadas pelo Volare apresentando um relatório comparativo entre os empreiteiros.Licitações Principais Funções Com o objetivo de otimizar o trabalho tanto para os Licitantes como para os participantes da concorrência. EMOP. Distribuir planilhas orçamentárias aos empreiteiros que preencherão de forma eletrônica com suas informações e devolverão ao órgão. poderão importar estas planilhas para o Volare e elaborar seus orçamentos com a mesma base de dados do órgão responsável pela licitação (SINAPI. Volare 12 . o Volare oferece este novo módulo que permitirá ao órgão público realizar as seguintes tarefas: Elaborar orçamentos.Manual do Usuário Licitações • 373 . a Pini criou este módulo que é muito simples e ágil na hora de encaminhar e controlar os orçamentos recebidos no processo da licitação. etc. Os empreiteiros por sua vez.

Volare 12 .”. ao contrário do orçamento normal do Volare. com algumas ressalvas. 374 • Licitações O funcionamento do Licitações é igual ao do orçamento de obras. Para habilitá-lo clique com o botão direito do mouse na opção “Criar Licitação”.Como utilizá-lo Logo após a montagem do orçamento no Volare você poderá habilitar o LICITAÇÕES. Caso haja necessidade de realizar alterações nas composições. o módulo Licitações permite alteração dos itens somente pela guia “ORÇAM. então com um duplo clique você abrirá o seu orçamento neste módulo. Clicando no sinal + ao lado do orçamento será exibida a opção do Licitações.Manual do Usuário .

então clique nela para realizar alterações.” Conforme indicação na tela abaixo.” ficará habilitada quando o item a ser alterado for selecionado através da guia “ORÇAM. A visualização de valores com taxas sempre estará visível na tela desta guia para facilitar o cálculo das composições. Volare 12 . A guia “COMPOS..Para alterar a composição basta clicar no link “Editar Comp.Manual do Usuário Licitações • 375 .

Manual do Usuário . 376 • Licitações Volare 12 . preço unitário. quantidade. serviço. então o Volare importará esta planilha Excel como um novo orçamento. com estas informações o usuário poderá enviar esta planilha para preenchimento de códigos e quantidades para um terceiro. Salvar Licitação como Arquivo Esta função salvará o arquivo do orçamento para ser enviado aos Fornecedores participantes do processo de Licitação. Ao receber de volta esta planilha ele poderá utilizar o menu Importação/Importar Planilha que está na janela principal do Volare.Menu Ferramentas Exportar Orçamento como Planilha Excel Nesta opção o Volare irá gerar uma planilha Excel com todas as informações do orçamento: item. preço total e classificação. unidade.

Junto a este arquivo deverá ser enviado também o programa Fornecedores. Volare 12 . veja imagem abaixo: Verifique a localização do diretório para exportação das licitações.Manual do Usuário Licitações • 377 . escolha as Restrições e Permissões necessárias e clique no botão exportar.Neste arquivo você poderá escolher antes de salvá-lo como ele deverá ser apresentado ao Fornecedor.

Manual do Usuário . Eles serão automaticamente exibidos no Excel.Relatórios Os relatórios estão disponíveis no menu superior do Licitações conforme indicação na imagem abaixo. 378 • Licitações Volare 12 .

auxiliando na montagem dos cronogramas e programação de compras.Planejamento Conceitos Básicos O avanço dos princípios de gerenciamento tem possibilitado melhorias em termos de desempenho e redução de custos nas empresas de Engenharia. Volare 12 .Manual do Usuário Planejamento • 379 . Este módulo tem como objetivo auxiliar o planejamento das obras. Para facilitar este trabalho a Pini desenvolveu no Volare uma poderosa ferramenta para planejamento e controle de obras.

Manual do Usuário . e selecione a opção Editar dados gerais da obra. Você poderá clicar no ícone nos campos de Data inicial e final e selecionar a data de início e término da sua obra. os dias em vermelho são sábados. Vale lembrar que os dias do calendário são úteis e estarão em preto. domingos e feriados.Iniciando o Planejamento Para iniciar os trabalhos com o planejamento é necessário indicar no cadastro da obra qual o orçamento ativo para o Licitação. 380 • Planejamento Volare 12 . Controle e Medições. Planejamento. Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta da obra. Nesta edição o usuário deve indicar qual o orçamento ativo e também o período desejado para montar o cronograma.

Manual do Usuário Planejamento • 381 . domingos e feriados nacionais e estaduais. Volare 12 .As datas do calendário do Volare compreendem os sábados. Caso queira incluir os feriados municipais você deverá fazê-lo depois de gerar o cronograma pela guia editar. Ao definir estas configurações clique no botão salvar . Nas páginas seguintes informaremos como.

a desejada: Sem Padrão: O sistema irá gerar o cronograma com uma data inicial. O sistema apresentará a janela para seleção do tipo de planejamento a ser gerado.Manual do Usuário .Cronograma Para gerar o cronograma clique com o botão direito do mouse sobre o orçamento e selecione a opção 'Criar Planejamento'. localizado no menu Ferramentas do Orçamento de Obras. 382 • Planejamento Volare 12 . Lembre-se que a opção de gerar o planejamento só estará habilitada após efetivar o orçamento válido para aquela obra. para que o usuário entre com as reais datas nos itens. Selecione a opção. Aplicar Padrão: O sistema irá gerar o cronograma padrão. informadas no Criar Padrão de Cronograma. com base no padrão criado no orçamento para cada etapa ou atividade.

Criar Padrão de Cronograma Ao selecionar esta opção o sistema abrirá a janela abaixo. Para isso. Volare 12 . escolha como irá informar o padrão. basta utilizar o mouse ou as setas de navegação do teclado para selecionar o item e teclar enter para editar e validar os campos. Após a digitação de todas as etapas e a informação total de 100% de conclusão da obra clique no botão salvar . selecione a Etapa ou Atividade desejada e informe o percentual de conclusão da obra para início do serviço e o percentual de conclusão da obra para o término do mesmo. Em seguida. se por Etapa ou por Atividade.Manual do Usuário Planejamento • 383 . De acordo com os níveis do seu orçamento. Informe um nome para este padrão e clique em OK.

informe os novos percentuais e clique no botão salvar. Tecle enter nos itens que deseja alterar. Selecione o padrão desejado e clique no botão Editar.Editar Padrão de Cronograma Caso queira fazer alguma alteração em um padrão existente clique nesta opção. 384 • Planejamento Volare 12 .Manual do Usuário .

Gerando um Cronograma aplicando Padrão Após escolhermos a opção "Aplicar Padrão" o sistema irá gerar uma planilha onde a data inicial e final de cada serviço.Manual do Usuário Planejamento • 385 . Aqui você poderá ajustá-lo. Para uma melhor visualização do cronograma algumas funções estarão disponíveis: Volare 12 . clique no símbolo + ao lado do nome da obra desejada. Clique no módulo Cronograma. Navegando na janela do Cronograma Esta é a janela principal do cronograma. em seguida no símbolo + do orçamento. atividade ou etapa estará de acordo com os prazos informados na criação do padrão para geração de cronogramas. Para acessar o módulo de cronograma. no símbolo + do planejamento e assim os módulos "Cronograma e Compras" serão apresentados. no módulo de Orçamentos.

mês. etc. mês. etc.Posicionar Aqui você poderá escolher que mês deseja visualizar. Atualizar 386 • Planejamento Esta tem a função de atualizar as informações do cronograma de acordo com as alterações realizadas. Para os usuários que realizarem alterações manuais de quantidade de serviço a ser executado diariamente não deverão utilizar esta opção.Manual do Usuário . Navegar Nesta opção você escolherá se a visualização do cronograma será por dia. Volare 12 . pois a mesma apagará as alterações manuais e voltará ao cronograma original. Zoom O Zoom maximizará a visualização do cronograma indicando até o dia da semana. quinzena. Recálculo Geral Este tem a função de redistribuir todas as quantidades do cronograma de acordo com as datas de início e término e percentuais definidos no padrão do cronograma. semana.

Manual do Usuário Planejamento • 387 .Volare 12 .

atividade ou serviço desejado.Manual do Usuário . e a seguinte tela será apresentada: Você poderá modificar a data inicial e a data final. e assim o prazo assumirá a quantidade de dias solicitado. será possível modificar as datas desejadas.Modificando o Cronograma Depois de gerado. acessando o cronograma. dê um duplo clique na linha da etapa. por atividade ou por serviço. Siga as orientações da tela teclando “S” para salvar as modificações. Podemos modificar por etapa. Para essas modificações. 388 • Planejamento Volare 12 .

Manual do Usuário Planejamento • 389 . Datas e Feriados Com um duplo clique nos campos data de início e data de término a mesma janela da guia cronograma permitirá as alterações nas respectivas datas. Volare 12 . Do lado direito desta guia você encontrará um calendário onde será possível visualizar. incluir e alterar datas de feriados.Guia Editar As funções desta guia disponibilizarão uma série de alterações e informações para seu cronograma.

Manual do Usuário . 390 • Planejamento Volare 12 . logo abaixo do calendário abrirá uma pequena janela onde deverá ser informada a descrição do feriado e o atributo (dias não trabalhado ou trabalhado). Observe na imagem abaixo do lado esquerdo que o dia 10/05/2010 foi considerado como feriado e o Volare automaticamente alterou a quantidade do serviço a ser executado dia a dia.Para isso. então. basta um duplo clique na data desejada.

Volare 12 .Manual do Usuário Planejamento • 391 .

Para visualizar os feriados considerados neste calendário. 392 • Planejamento Volare 12 .Manual do Usuário . basta clicar no link Lista de feriados/Dias Especiais.

Volare 12 . selecione os dias que deseja alterar as quantidades. caso queira para todos selecione o combo com a opção Selecionar/Desmarcar todos. Logo acima do quadro de distribuição existe um campo chamado Atribuir a quantidade.Distribuição de Quantidades Ao gerar o cronograma e alterar as suas datas o Volare ajustará automaticamente a quantidade de serviço a ser executado diariamente. neste campo você poderá informar a quantidade desejada a ser aplicada nos itens que foram selecionados anteriormente. é possível alterar manualmente estas quantidades. caso queira.Manual do Usuário Planejamento • 393 . Para isso. informe a quantidade desejada no campo Atribuir a quantidade e clique no botão .

394 • Planejamento Volare 12 .Manual do Usuário . Se a soma das quantidades distribuídas não forem igual a quantidade total do serviço. não será apresentado o Para alterar as quantidades manualmente. selecione o dia com um duplo clique e informe a nova quantidade no campo Quantidade Distribuída e tecle “S” para salvar. então você deverá ajustá-las até que a soma de todas sejam iguais a quantidade total do serviço.botão . pois as quantidades informadas serão perdidas. Ao alterar as quantidades manualmente não recomendamos que o Recálculo Geral seja executado.

Predecessor Você poderá escolher no cronograma os serviços que deverão começar quando outros terminarem de ser executados. clique na Guia Editar.Manual do Usuário Planejamento • 395 . Para isso. selecione o serviço. então. Em seguida. Volare 12 . clique no link ao lado Salvar. clique na seta do campo Predecessor e escolha o serviço que deverá terminar para que este comece a ser executado.

Em Observe na imagem abaixo que o serviço que possui um percentual de execução informado fica representado na barra com a respectiva parte em verde. clique na Guia Editar.Serviço Executado campo Você poderá informar ao Volare que um serviço só poderá começar quando outro terminar. Para isso.Manual do Usuário . 396 • Planejamento Volare 12 . selecione o serviço. . e no seguida clique no botão informe o percentual.

Guia Composição Aqui você poderá visualizar as quantidades dos componentes de cada serviço conforme composição original.Guia Recursos Aqui você poderá visualizar as quantidades totais dos componentes de cada serviço considerando a quantidade total orçada. Volare 12 .Manual do Usuário Planejamento • 397 .

o sistema trará como padrão as datas de início e término da obra. a diferença entre estas opções é que o sintético apresentará a quantidade total do início e término de execução de cada serviço. ou ainda selecionar a ordem de apresentação. 398 • Planejamento Volare 12 . Sempre que o usuário solicitar os relatórios do planejamento.Relatórios Relatório Quantidade Planejada Esse relatório apresentará a quantidade planejada dos itens com datas de início e término de cada item. O usuário pode ainda selecionar imprimir o relatório com logotipo ou não. Exemplo de Relatório de Quantidade Planejada. e o detalhado irá apresentar a quantidade distribuída para cada período. ou selecionar um período desejado.Manual do Usuário . Existe ainda a opção de optar entre o sintético ou o detalhado.

Manual do Usuário Planejamento • 399 .Exemplo de Relatório de Quantidade Planejada Detalhada. Volare 12 .

Relatório Quantidade Planejada Analítica Mensal Esse relatório apresentará as quantidades (do serviços e dos itens) e coeficiente dos itens mensalmente.Manual do Usuário . ou selecionar um período desejado. ou ainda selecionar a ordem de apresentação. Sempre que o usuário solicitar os relatórios do planejamento. o sistema trará como padrão as datas de início e término da obra. 400 • Planejamento Volare 12 . O usuário pode ainda selecionar imprimir o relatório com logotipo ou não. Exemplo de Relatório de Quantidade Planejada Analítica.

O usuário pode ainda selecionar imprimir o relatório com logotipo ou não. ou ainda selecionar a ordem de apresentação.Cronograma Físico em Mapa Esse relatório informa a Data de Início. ou selecionar um período desejado. Duração da Obra e as quantidades distribuídas por períodos.Manual do Usuário Planejamento • 401 . Volare 12 . Sempre que o usuário solicitar os relatórios do planejamento. o sistema trará como padrão as datas de início e término da obra. Exemplo de Relatório de Cronograma Físico em Mapa. Término.

Existe a opção de imprimir este relatório incidindo as taxas do orçamento. de acordo com o cronograma da obra. 402 • Planejamento Volare 12 . Exemplo de Relatório de Cronograma Financeiro em Mapa. Apresentando desta forma o valor que será gasto em cada período.Cronograma Financeiro em Mapa Esse relatório distribui o orçamento dos serviços em cada mês.Manual do Usuário . o sistema trará como padrão as datas de início e término da obra. ou selecionar um período desejado. Sempre que o usuário solicitar os relatórios do planejamento. O usuário pode ainda selecionar imprimir o relatório com logotipo ou não. ou ainda selecionar a ordem de apresentação.

o sistema trará como padrão as datas de início e término da obra. Existe a opção de imprimir este relatório incidindo as taxas do orçamento. Sempre que o usuário solicitar os relatórios do planejamento. ou ainda selecionar a ordem de apresentação.Manual do Usuário Planejamento • 403 . Volare 12 .Cronograma Físico Financeiro em Mapa Esse relatório apresentará as quantidades e valores previstos para execução em mapa e por item. ou selecionar um período desejado. O usuário pode ainda selecionar imprimir o relatório com logotipo ou não.

ou ainda selecionar a ordem de apresentação. ou selecionar um período desejado. 404 • Planejamento O usuário pode ainda selecionar imprimir o relatório com logotipo ou não.Manual do Usuário . com seus respectivos valores. Cronograma Financeiro por Período Esse relatório apresentará os itens agrupados por período. Existe a opção de imprimir este relatório incidindo as taxas do orçamento. Volare 12 .Exemplo de Relatório de Cronograma Físico Financeiro em Mapa.

Cronograma por estrutura Esse relatório apresentará o cronograma em um diagrama de barras do tipo “Gantt” será gerado com os prazos definidos para cada serviço na obra.Manual do Usuário Planejamento • 405 . Exemplo de Relatório de Cronograma Financeiro por período. Volare 12 . o sistema trará como padrão as datas de início e término da obra.Sempre que o usuário solicitar os relatórios do planejamento.

Existe a opção de imprimir este relatório incidindo as taxas do orçamento. Poderá ainda selecionar agrupar por Etapa ou Atividade (Dependendo dos níveis do orçamento).O usuário pode ainda selecionar imprimir o relatório com logotipo ou não. Sempre que o usuário solicitar os relatórios do planejamento. Exemplo de Relatório de Cronograma por Estrutura.Manual do Usuário . o sistema trará como padrão as datas de início e término da obra. 406 • Planejamento Volare 12 . ou ainda selecionar a ordem de apresentação. ou selecionar um período desejado.

Volare 12 . ou selecionar um período desejado.Gráfico de Gantt de serviços Esse relatório apresentará o cronograma em um diagrama de barras do tipo “Gantt” será gerado com os prazos definidos para cada serviço na obra. Sempre que o usuário solicitar os relatórios do planejamento. Exemplo de Relatório de Gráfico de Gantt. o sistema trará como padrão as datas de início e término da obra. ou ainda selecionar a ordem de apresentação. O usuário pode ainda selecionar imprimir o relatório com logotipo ou não.Manual do Usuário Planejamento • 407 .

o sistema trará como padrão as datas de início e término da obra. ou selecionar um período desejado. Exemplo de Relatório de Gráfico de Gantt comparativo 408 • Planejamento Volare 12 . e uma barra logo abaixo. Sempre que o usuário solicitar os relatórios do planejamento.Manual do Usuário . ou ainda selecionar a ordem de apresentação. O usuário pode ainda selecionar imprimir o relatório com logotipo ou não. que será o cronograma original. definindo os prazos para cada serviço na obra.Gráfico de Gantt de serviços Comparativo Esse relatório apresentará o cronograma em um diagrama de barras do tipo “Gantt” .

Sempre que o usuário solicitar os relatórios do planejamento. Existe a opção de imprimir este relatório incidindo as taxas do orçamento. o sistema trará como padrão as datas de início e término da obra. Volare 12 .Manual do Usuário Planejamento • 409 . e sua participação no total do cronograma.Desembolso Planejado por Período Esse relatório apresentará os totais dos períodos. O usuário pode ainda selecionar imprimir o relatório com logotipo ou não. Exemplo de Relatório de Desembolso Planejado por Período . e selecionar um período desejado.

e selecionar um período desejado.Planilha de Cronograma em Mapa Esse relatório apresentará uma planilha para preenchimento com as datas de início e término de cada serviço. O usuário pode ainda selecionar imprimir o relatório com logotipo ou não. 410 • Planejamento Volare 12 . Sempre que o usuário solicitar os relatórios do planejamento. Exemplo de Planilha de Cronograma em Mapa. Existe a opção de imprimir este relatório incidindo as taxas do orçamento. o sistema trará como padrão as datas de início e término da obra.Manual do Usuário .

e selecionar um período desejado.Relatório de Previsão de Consumo Esse relatório apresentará as quantidades e a data de compra de cada item. O usuário pode ainda selecionar imprimir o relatório com logotipo ou não. O sintético irá apresentar os serviços e o analítico apresentará os itens componentes. Volare 12 .Manual do Usuário Planejamento • 411 . O Volare possibilita ao usuário imprimir o relatório sintético ou o detalhado.

412 • Planejamento Volare 12 . Exemplo de Relatório de Previsão de Consumo Sintético.Manual do Usuário .Sempre que o usuário solicitar os relatórios do planejamento. o sistema trará como padrão as datas de início e término da obra.

Manual do Usuário Planejamento • 413 . O usuário pode ainda selecionar imprimir o relatório com logotipo ou não.Exemplo de Relatório de Previsão de Consumo Detalhado. totalizadas por período. Relatório de Previsão de Consumo por Período Esse relatório apresentará as quantidades e a data de compra de cada item. Volare 12 . o sistema trará como padrão as datas de início e término da obra. e selecionar um período desejado. Sempre que o usuário solicitar os relatórios do planejamento. O usuário pode ainda alterar a ordem de apresentação do relatório e selecionar incidir as taxas do orçamento ou não.

e selecionar um período desejado. 414 • Planejamento Sempre que o usuário solicitar os relatórios do planejamento. O usuário pode ainda alterar a ordem de apresentação do relatório e selecionar incidir as taxas do orçamento ou não.Manual do Usuário . o sistema trará como padrão as datas de início e término da obra. Tipo de Insumo: O usuário poderá selecionar qual a classificação dos itens desejados ou imprimir todas as classificações (Insumos). O usuário pode ainda selecionar imprimir o relatório com logotipo ou não. Volare 12 .Exemplo de Relatório de Previsão de Consumo Detalhado. Relatório de Previsão de Despesas por Tipo de Insumo em Mapa Esse relatório apresentará os valores dos itens distribuídos por período.

Dimensionamento de Equipes em Mapa Esse relatório apresentará o nº de pessoas necessárias para cumprir o cronograma planejado. Planejamento • 415 .Exemplo de Relatório de Previsão de Consumo Detalhado. e selecionar um período desejado. Volare 12 .Manual do Usuário O usuário pode ainda selecionar imprimir o relatório com logotipo ou não.

Sempre que o usuário solicitar os relatórios do planejamento. o sistema trará como padrão as datas de início e término da obra. 416 • Planejamento Volare 12 . Exemplo de Relatório de Previsão de Consumo Detalhado. Para montar este dimensionamento de equipes o Volare irá considerar o nº de horas trabalhadas no mês.Manual do Usuário . informado na janela principal do Volare em Ferramentas / Horas de Trabalho por Mês.

em seguida no símbolo + do orçamento. de acordo com o cronograma gerado. o Volare gera automaticamente uma programação de compras para a sua obra. aqui você irá escolher se as datas de programação de compras serão de acordo com as datas do cronograma físico ou se as compras devem ser antecipadas em X dias. de acordo com suas necessidades no momento. depois no símbolo + do planejamento e assim os módulos "Cronograma e Compras" serão apresentadas. Para acessar o módulo de compras. Com essa função. clique no símbolo + ao lado do nome da obra desejada. Em Compras. Clique no módulo Compras.Compras O módulo cronograma e o módulo compras serão criados automaticamente pelo sistema. assim que clicamos na opção "criar planejamento".Manual do Usuário Planejamento • 417 . Observe a imagem abaixo: Volare 12 . A primeira tela a ser apresentada será a que Define o critério para atualização da previsão de compras. você poderá também fazer as alterações no seu planejamento de compras.

Desta forma todas as alterações realizadas no cronograma serão refletidas no Compras. por ordem de código ou então por ordem alfabética.Manual do Usuário . Ordem de Apresentação O usuário pode selecionar como ordenar os insumos na tela. 418 • Planejamento Volare 12 .Logo carregar o Compras deve-se clicar em Ferramentas / Atualizar Programação de Compras. Modo de Apresentação O usuário pode selecionar como apresentar os itens totalizando as quantidades (Sintético) ou apresentando as quantidades por períodos (Analítico).

Pressione duplo clique sobre a data específica. clique no menu "Ferramentas/Atualizar Programação de Compras". Para modificar a data de compra de algum item. pressione um duplo clique no item desejado. Escolha a data de compra através do calendário. Volare 12 .Modificando as datas de compra As datas para a compra de cada item dos serviços estarão "amarradas" às datas dos serviços que estão no cronograma. Caso você tenha modificado alguma data no cronograma e deseje que fique compatível.Manual do Usuário Planejamento • 419 .

selecione este período com o mouse e clique no botão excluir . . Digite a quantidade para todos os períodos e suas respectivas datas. ou seja.Ou então. clique no botão incluir Menu Ferramentas Apagar Programação de Compras Essa ferramenta irá excluir TODOS OS ITENS da planilha de compras. pressione enter sobre a linha a ser alterada e digite a nova data respeitando o formato dd/mm/aaaa. você terá que começar a inserir todos os dados novamente Atualizar Programação de Compras Essa ferramenta irá atualizar a planilha de compras. Caso queira excluir algum período.Manual do Usuário . Para incluir algum novo período de compra. Digite a quantidade e data e clique em salvar. 420 • Planejamento Volare 12 . É interessante utilizá-la se você tiver feito muitas modificações no cronograma.

Ou o formato Analítico. onde as quantidades dos itens serão apresentados totalizados. O usuário poderá ainda selecionar a ordem do relatório. e as datas desejadas. o sistema trará como padrão as datas de início e término da obra. contendo basicamente os insumos e quantidade e data prevista para compra. onde as quantidades dos itens são apresentadas por períodos. Exemplo de Relatório de Previsão de Compras Sintético: Volare 12 . Sempre que o usuário solicitar os relatórios do planejamento. O Volare permite ao usuário imprimir o relatório com logotipo ou sem.Relatórios do Compras Relatório de Programação de Compras Nesse relatório você visualizará o planejamento de compras.Manual do Usuário Planejamento • 421 . Este relatório ainda possibilita ao usuário imprimir este relatório em formato sintético.

Exemplo de Relatório de Previsão de Compras Detalhado: 422 • Planejamento Volare 12 .Manual do Usuário .

O usuário poderá ainda selecionar a ordem do relatório. as quantidades e data prevista para compra. o sistema trará como padrão as datas de início e término da obra.Programação de Compras por Período Neste relatório o Volare apresentará o planejamento de compras por período.Manual do Usuário Planejamento • 423 . Sempre que o usuário solicitar os relatórios do planejamento. e as datas desejadas. Exemplo de Relatório de Previsão de Compras por Período: Volare 12 . O Volare permite ao usuário imprimir o relatório com logotipo ou sem.

Programação de Compras por Período por Tipo de Insumo em Mapa Neste relatório será apresentado o cronograma de compras em mapa. O usuário pode ainda alterar a ordem de apresentação do relatório e selecionar incidir as taxas do orçamento ou não. o sistema trará como padrão as datas de início e término da obra. Para acessar esse relatório. onde o usuário poderá selecionar a classificação desejada. clique no menu “Relatório” e escolha a opção desejada. Tipo de Insumo: O usuário poderá selecionar qual a classificação dos itens desejados ou imprimir todas as classificações (Insumos). e selecionar um período desejado. Exemplo de Relatório de Programação de Compras por Tipo de Insumo: 424 • Planejamento Volare 12 .Manual do Usuário . O usuário pode ainda selecionar imprimir o relatório com logotipo ou não. Sempre que o usuário solicitar os relatórios do planejamento.

Escritório Central : Selecionar esta opção quando as solicitações de materiais forem criadas somente no escritório. Com esta opção selecionada.Escritório Central com Obras : Selecionar esta opção quando as solicitações de materiais forem criadas no escritório e também nas obras. Volare 12 . .Suprimentos Conceitos Básicos O módulo de Suprimentos possui rotinas para auxiliar e agilizar o processo de compras. Com esta opção selecionada. passando por todo processo de cotação.Manual do Usuário Suprimentos • 425 . as solicitações devem ser exportadas para depois serem importadas pelo suprimentos. da solicitação do material. as solicitações serão imediatamente liberadas para o suprimentos. . várias outras funções ficarão desabilitadas. a emissão do pedido e finalizando com o recebimento da mercadoria. Existem 3 tipos de ambientes que podem ser configurados no Menu Banco de Dados / Configurar Ambientes do SUPRIMENTOS.Obra : Se for selecionada esta opção o usuário somente poderá cadastrar solicitações de materiais. que são: .

Ambiente Escritório Central Este ambiente do suprimentos é utilizado quando todo o processo de compras estiver centralizado em um único local. Planejamento da obra e efetuar todo o processo de compras. Ao abrir a obra.Manual do Usuário . Através deste ambiente o usuário poderá consultar o Orçamento. No menu superior são apresentadas as mesmas funções dos menus anteriores. o Volare apresentará os módulos e funções disponíveis. 426 • Suprimentos Volare 12 . clicando sobre a pasta amarela. caso tenha alguma dúvida consulte o capítulo referente a cada menu. desde a requisição até o recebimento do material.

Planejamento Ao clicar sobre o Planejamento serão exibidos o cronograma e o compras. Apenas estarão disponíveis para consultas o cronograma e também o compras.Manual do Usuário Suprimentos • 427 .Orçamento Ao pressionar duplo clique sobre o orçamento o Volare apresentará o orçamento. Qualquer dúvida consulte o capítulo de atualizar preços do módulo Orçamento de Obras. mas o usuário apenas poderá consultar este orçamento. Disponível na base do orçamento. o usuário pode atualizar o orçamento com os preços através da função atualizar preços. Volare 12 . não sendo possível efetuar qualquer tipo de alteração. Todas as ferramentas que ficam disponíveis no Volare não ficam disponíveis no ambiente obras.

428 • Suprimentos Volare 12 .Manual do Usuário .

serão apresentadas todas já criadas. podendo o usuário filtra-las para facilitar as pesquisas por requisições antigas. clique no calendário selecionado. Volare 12 . Pode-se filtrar por datas. Para isto. .Requisições Através desta ferramenta o usuário irá efetuar todas as solicitações de materiais que estão sendo necessárias na obra.Manual do Usuário Suprimentos • 429 . Nesta tela além de incluir novas requisições. colocando um intervalo. Selecione a data desejada e pressione duplo clique sobre o dia Pode-se ainda filtrar por situação. Clique no filtro e selecione a opção desejada.

430 • Suprimentos Volare 12 .Manual do Usuário .

este campo será preenchido pelo usuário do sistema . este campo já virá preenchido pelo sistema com a respectiva hora. mas em breve ao selecionar o tipo de dados. Obra: Nome da obra. Telefone: Número de telefone para contato. este campo já virá preenchido pelo sistema com a respectiva data. Incluir nova Requisição. Dados: Por enquanto este campo não está sendo utilizado. neste campo o usuário deverá preencher o telefone para contato. este campo já virá preenchido pelo sistema com o respectivo usuário. este campo já virá preenchido pelo sistema com a respectiva obra. já virá preenchido. clique sobre o link. Usuário: Usuário ativo no sistema.Manual do Usuário Suprimentos • 431 . serão apresentadas informações diferentes para elaboração das requisições. Volare 12 . Neste campo o usuário poderá preencher com qualquer informação para o seu próprio controle. Emissão: Data de emissão da requisição. E-Mail: Este campo deverá ser preenchido pelo usuário com seu e-mail para contato. Se foi cadastrado o telefone no cadastro de usuários. Por exemplo.Incluir Nova Requisição Para criar uma nova solicitação de material. o nº da requisição. Se foi cadastrado o telefone no cadastro de usuários. Controle: Código de controle. Hora: Horário de emissão da requisição. já virá preenchido.

Depois de digitar estas informações. Clique sobre a requisição criada e clique na guia itens. No cabeçalho da requisição serão exibidas as informações cadastradas na tela anterior.Manual do Usuário . clique em incluir . Local de Entrega: Este campo deverá ser preenchido pelo usuário com o local de entrega. o usuário pode cadastrar qualquer informação adicional sobre esta requisição. Incluir novos itens agora: Clique neste link para incluir novos itens nesta requisição. Incluir novos itens do Compras agora: Clique neste link para incluir novos itens do compras nesta requisição. e pressione duplo clique sobre a requisição que deseja alterar 432 • Suprimentos Volare 12 . volte na guia Requisição. se precisar alterar alguma informação.Observação: Neste campo.

Volare 12 . Serão apresentados todos os itens que contém a palavra digitada.Para incluir os itens desta requisição. Selecione a classificação desejada.Manual do Usuário Suprimentos • 433 . clique em Incluir Itens. Clique em procurar. Digite uma palavra ou mais referente ao item que deseja localizar.

Se clicar em procurar sem digitar nenhuma palavra serão apresentados todos os itens do orçamento. Neste caso clique em Localizar Itens. e selecione em qual base deseja localizar o item. Selecione os itens que deseja incluir na requisição e clique em incluir .Manual do Usuário . Caso o item desejado não esteja orçado. Na Base de Dados. não irá ser apresentado na primeira pesquisa. 434 • Suprimentos Volare 12 .

Selecione o item desejado e clique em incluir . Serão apresentados todos os itens que apresentem esta palavra chave na descrição.Manual do Usuário Suprimentos • 435 . Volare 12 .Clique em procurar.

Orçado. Depois de selecionar e incluir todos os itens desta requisição o Volare apresentará todos os itens.Se não localizar o item no orçamento ou nas bases.Manual do Usuário . Será apresentada a seguinte tela: 436 • Suprimentos Volare 12 . Cadastre o item e clique em salvar. Desta forma selecione todos os itens desejados até concluir esta requisição de materiais. pode-se criar um novo item. com as quantidades deste item no orçamento e a coluna situação. Para isto clique Incluir Novo. Para digitar as quantidades desejadas clique sobre o item e pressione a tecla enter. que apresentação a situação atual dos itens. Note que existem as colunas.

Na tela inicial das requisições é possível visualizar as requisições ou os itens das requisições. clique em Fechar Requisição. situação dos itens ou ainda por palavra chave. Pode-se filtrar os itens por data de emissão da requisição. Digite a observação referente a este item e pressione enter. Ao terminar a digitação das quantidades e datas de entregas de todos os itens.Manual do Usuário Suprimentos • 437 . Se estiver tudo OK. Digite a data de entrega e pressione enter. para aprovar esta requisição.Digite a quantidade requerida. Ao finalizar a digitação. está pronta a requisição somente aguardando a aprovação. e pressione enter. Para facilitar a localização do item desejado. Execute este procedimento até concluir a digitação das quantidades de todos os itens. Volare 12 . Depois de fechar as requisições o sistema altera a situação das requisições para aguardando retorno. ao digitar a data utilize a “/” para separar o dia. pressione ESC do teclado para fechar esta janela. Ao clicar serão exibidos os itens. Para isto clique em Visualizar por itens. mês e ano. pode-se utilizar os filtros de tela facilitando a localização. data de entrega do item.

o Volare irá apresentar um + Ao clicar o sistema abrirá a tela de configuração de conversão. pressione duplo clique sobre o item selecionado. Exemplo Cimento é comprado em saco mas é orçado em kilo. Nesta tela podemos especificar o item e existem as unidades orçadas e requisitadas. Ao alterar a unidade requisitada. para isto o Volare adota o sistema de conversão de unidades. 438 • Suprimentos Volare 12 . facilitando a compra. Depois de incluir o item na requisição. ao lado da unidade requisitada .Conversão de Unidades O Volare permite a troca de unidades.Manual do Usuário .

.: para converter de KG para SACO. confirme que sim.Informe as fórmulas de conversão.Manual do Usuário Suprimentos • 439 . Pronto o sistema fará a conversão automática dos itens. Volare 12 . O usuário deverá efetuar o arredondamento da quantidade quando necessária. Ex. o sistema irá apresentar a mensagem se o usuário Ao clicar em salvar deseja aplicar a fórmula já nesta quantidade. utilizamos a fórmula KG * 50 = SACO.

Manual do Usuário . Relatórios Clique em relatórios para visualização dos relatórios disponíveis. 440 • Suprimentos Volare 12 .Digite a quantidade correta e clique em salvar.

Manual do Usuário Suprimentos • 441 .Relatório de Requisições Clique neste menu para impressão da requisição. Selecione a requisição e clique em OK. Exemplo de Requisição. Volare 12 .

Relatório de Itens da Requisições Clique neste menu para impressão dos itens das requisições. Exemplo de Relatório de Itens da Requisição.Manual do Usuário . 442 • Suprimentos Volare 12 . Selecione a obra e a requisição e clique em OK.

cotação e Pedido). Volare 12 . Exemplo de Relatório de Resumo da Quantitativo. Requisição.Manual do Usuário Suprimentos • 443 . Selecione a requisição e clique em OK.Relatório de Resumo Quantitativo Ao imprimir este relatório serão apresentadas as alterações de unidades de medidas no decorrer do processo.

Exemplo de Relatório Orçado x Requisitado. Relatório Orçado x Requisitado 444 • Suprimentos Volare 12 .Este relatório fará um comparativo entre o orçamento e os itens requisitados.Manual do Usuário .

Manual do Usuário Suprimentos • 445 . Volare 12 . Este relatório fará um comparativo entre os itens requisitados e os itens comprados. Relatório Requisitado x Comprado Exemplo de Relatório Requisitado x Comprado.Relatório Orçado x Comprado Exemplo de Relatório Orçado x Comprado. Escritório Central Neste item o usuário irá importar as requisições e elaborar a cotação e o pedido. Este relatório fará um comparativo entre o orçamento e os itens comprados.

Ao clicar será apresentada a tela para observações dos itens reprovados. Para aprovar clique sobre o quadro da primeira coluna A.Controle de Requisições Nesta tela o responsável irá aprovar ou reprovar as requisições de compras. marcando os itens desejados. Para facilitar a localização o usuário poderá filtrar as informações. Digite a observação e pressione enter para salvar a digitação. Ao pressionar duplo clique sobre o item pode-se ainda aprovar o item alterando a quantidade solicitada. por situação ou ainda por um período de datas. por Obra. Para reprovar clique sobre o quadro da segunda coluna R. 446 • Suprimentos Volare 12 . por requisição.Manual do Usuário . em seguida pressione esc para fechar. marcando os itens desejados.

Volare 12 .Manual do Usuário Suprimentos • 447 . É possível visualizar informações gerais do Insumo e da requisição.Altere a quantidade e clique em salvar.

Receber Requisições Caso esta obra seja remota. clique neste link para importar estas requisições para o sistema do Escritório Central. pressione duplo clique sobre o item e clique em Cancelar.Caso queira cancelar o item. 448 • Suprimentos Volare 12 . Depois de feita todas as aprovações ou reprovações.Manual do Usuário . clique em salvar para que o sistema processe os itens das requisições aprovadas e reprovadas. ao receber os arquivos de requisições da obra.

retificar ou excluir as requisições. com estas informações.Manual do Usuário Suprimentos • 449 . Caso as requisições sejam lançadas no mesmo banco de dados do Escritório não é necessário efetuar este procedimento. Atenção – Este recurso deve ser utilizado somente se a obra não lançar as informações diretamente na mesma base do Escritório. Volare 12 . reprovar. depois de aprovar. Gerar arquivo para as obras Caso esta obra seja remota. pode ser gerado o arquivo de retorno para a obra.Selecione o local onde foram salvas as requisições e clique em Salvar.

para geração do arquivo de remessa para a obra. Atenção – Este recurso deve ser utilizado somente se a obra não lançar as informações diretamente na mesma base do Escritório. Ao clicar no link. será apresentada a quantidade em estoque do item requisitado em todas as obras.Depois de filtrar as informações desejadas. clique em gerar. 450 • Suprimentos Volare 12 .Manual do Usuário . Caso as requisições sejam lançadas no mesmo banco de dados do Escritório não é necessário efetuar este procedimento. Transferência de Estoque Nesta tela o usuário poderá decidir se o item requisitado seguirá o processo de compra (Cotação e Pedido). ou se irá ser atendida através de transferência do material de outra obra.

Será apresentada a tela de confirmação. selecione a obra desejada e clique em Salvar.Manual do Usuário Suprimentos • 451 . Clique em Sim e será efetuado a transferência.Se optar por efetuar a transferência. Volare 12 .

Clique em Incluir Nova Coleta. estes serão desmembrados novamente por obra. e depois ao gerar os pedidos. aumentando desta forma seu poder de negociação.Manual do Usuário . 452 • Suprimentos Volare 12 . Com o Cotação do Volare o comprador poderá reunir na mesma cotação requisições de várias obras. .Cotações – Coleta de Preços Nesta ferramenta serão realizadas as Cotações.

Manual do Usuário Suprimentos • 453 . Controle: Informe o código de controle desta cotação. estiver desmarcada o Volare irá levar em consideração o local de entrega cadastrado na requisição. Centralizar entrega do Material: O Volare possibilita centralizar a entrega dos materiais em um único local (Estoque central) ou entregar os materiais levando em consideração o endereço de entrega de cada item. Volare 12 . Se marcar esta opção o usuário poderá selecionar para qual obra irá efetuar esta cotação. E-mail: Virá preenchido com o e-mail de contato do usuário logado no sistema. Observação: Campo para observações gerais. Se estiver desmarcada o Volare apresentará os itens de todas as obras. Telefone: Virá preenchido com o telefone de contato do usuário logado no sistema. Depois de digitar as informações clique em Incluir. o usuário poderá digitar o endereço onde serão entregues os materiais. Usuário: Virá preenchido com o usuário logado no sistema. Pode-se digitar o nome do usuário se necessário. Incluir Novos Itens da Requisições Clique neste link para selecionar os itens requisitados.Validade: Clique no calendário e defina uma data de validade para coleta de preços. Se marcar esta opção. Se esta opção. Filtrar Requisições de uma única Obra: O Volare possibilita efetuar as cotações separando os itens por obra ou agrupando itens de várias obras.

Digite uma palavra chave e clique em procurar ou então clique direto em procurar para apresentar todos os itens requisitados. clique em Incluir Novos Itens. Incluir Novos Itens Caso desejar incluir itens diretamente na cotação. sem ter que criar a requisição antes. se for preciso alterar.Manual do Usuário . Selecione os itens e clique em incluir. pressione enter e digite as informações. 454 • Suprimentos Volare 12 . Note que a quantidade Cotada é inserida igual a requirida.

Caso o item não esteja cadastrado no orçamento. Volare 12 .Manual do Usuário Suprimentos • 455 . Selecione os itens e clique em incluir.Digite a palavra chave ou clique em procurar para apresentar todos os itens do orçamento. Selecione os itens e clique em incluir. clique em base e selecione a base que contém o item desejado.

Depois de incluir o item na requisição. para isto o Volare adota o sistema de conversão de unidades. Exemplo Cimento é comprado em saco mas é orçado em kilo. . pressione duplo clique sobre o item selecionado. Ao alterar a unidade requisitada. Para inserir as quantidades cotadas. facilitando a compra.Neste caso as quantidades requisitadas ficarem zeradas e o usuário deverá digitar as quantidades cotadas.Manual do Usuário . pressione enter e digite as informações. o Volare irá apresentar um + ao lado da unidade requisitada Ao clicar o sistema abrirá a tela de configuração de conversão. Nesta tela podemos especificar o item e existem as unidades orçadas e requisitadas. 456 • Suprimentos Volare 12 . Conversão de Unidades O Volare permite a troca de unidades.

·.Manual do Usuário Suprimentos • 457 .: para converter de KG para SACO. Ex.Informe as fórmulas de conversão. Volare 12 . utilizamos a fórmula KG * 50 = SACO. confirme que sim. Pronto o sistema fará a conversão automática dos itens. o sistema irá apresentar a mensagem se o usuário Ao clicar em salvar deseja aplicar a fórmula já nesta quantidade. O usuário deverá efetuar o arredondamento da quantidade quando necessária. Digite a quantidade correta e clique em salvar.

Manual do Usuário .Itens x Fornecedores Clique neste link para associar os fornecedores aos itens da cotação. Selecione os fornecedores e clique em Salvar. Selecione os itens que serão cotados com os mesmos fornecedores e clique em Associar Fornecedores. selecione-os em um limite de cinco fornecedores por item cotado. Serão apresentados todos os fornecedores do cadastro. 458 • Suprimentos Volare 12 .

Preços Quando já estiver com os preços dos fornecedores. Imprima os relatórios e envie aos fornecedores para coleta de preços. Caso queira excluir algum fornecedor selecionado clique em excluir fornecedor.Depois de selecionado os fornecedores. Os usuários do ConstruCompras podem gerar o arquivo para que seja enviado para o ConstruCompras. Ao final do processo clique em fechar coleta para colocar os valores nos itens. Selecione o fornecedor a ser excluído da coleta e clique em excluir. Clique em Ferramentas / Gerar arquivo para o ConstruCompras. está pronta a cotação destes itens para coleta de preços. Volare 12 . na tela principal da cotação clique em Preços.Manual do Usuário Suprimentos • 459 .

Entrada Rápida de Preços Clique em entrada rápida para colocar os valores. 460 • Suprimentos Volare 12 . estará a razão social dos fornecedores associados.Manual do Usuário .Note que no título das colunas.

Repita a operação clique sobre os demais fornecedores para incluir os valores dos outros fornecedores. pressione enter novamente para fechar esta janela.Selecione o fornecedor. Utilize as teclas de navegação para incluir os preços dos demais itens. descontos ou taxas para os fornecedores. e pressione enter para digitar o valor. e gravar este valor. Pressione enter e digite o valor referente ao item desejado.Manual do Usuário Suprimentos • 461 . Ao concluir a digitação dos valores de todos os itens. clique em fechar. Antes de trocar o fornecedor. Volare 12 . Para cadastrar o valor de frete. clique em Salvar. Ao finalizar clique em Salvar. clique sobre o nome do fornecedor no título da coluna. Depois de digitar os valores para todos os fornecedores.

Clique sobre o fornecedor desejado. se estiver em verde o melhor preço está abaixo do orçado. Existe uma coluna meta que são os melhores preços de cada item. Note que existem valores coloridos. Se estiverem em vermelho. Abaixo dos itens temos os totais por fornecedor. 462 • Suprimentos Volare 12 .Análise da Cotação Clique em análise da cotação para verificar os preços e decidir com qual fornecedor efetuar a compra. o total orçado e o total da meta. estes são os melhores preços entre os fornecedores. para o caso de se optar fechar a compra em um único fornecedor.Manual do Usuário . são itens cujo melhor preço está acima do valor orçado.

Volare 12 .Podemos ainda clicar em análise por item e verificarmos os melhores preços por item.Manual do Usuário Suprimentos • 463 . Nesta tela o Volare já seleciona os melhores preços. para que sejam gerados os pedidos.

Manual do Usuário . 464 • Suprimentos Volare 12 . Vencimentos Clique em Vencimentos. o nº de parcelas e clicar em Gerar Parcelas. Repetir o procedimento até concluir o 100% Intervalo de dias – O usuário deve clicar no calendário para selecionar a data do 1º vencimento. para informar os vencimentos. Existem 3 formas de cadastrar os vencimentos. clique em gerar pedido. depois de clicar sobre o fornecedor desejado. informar o intervalo de dias.Gerar Pedido Podemos gerar os pedidos de duas maneiras. Intervalo de Dias e Mensal. Caso a compra seja feita de todos os itens em um único fornecedor. Livre – O usuário deve clicar no calendário para selecionar a data de vencimento. Livre. informar o percentual desta parcela e clicar em Gerar Parcelas.

informar o nº de parcelas e clicar em Gerar Parcelas. Outra opção é estando na tela de análise por item. clique em Resumo do pedido. Depois de gerados os vencimentos clique em salvar.Mensal – O usuário deve clicar no calendário para selecionar a data do 1º vencimento. Volare 12 .Manual do Usuário Suprimentos • 465 .

Existem 3 formas de cadastrar os vencimentos. para informar os vencimentos.Manual do Usuário . Clique em Gerar Pedido. Intervalo de Dias e Mensal. informar o percentual desta parcela e clicar em Gerar Parcelas. Livre. Repetir o procedimento até concluir o 100% 466 • Suprimentos Volare 12 . Livre – O usuário deve clicar no calendário para selecionar a data de vencimento. Gerar Pedido Vencimentos Clique em Vencimentos.No Campo fornecedor pode-se visualizar os pedidos que serão gerados de cada fornecedor.

Mensal – O usuário deve clicar no calendário para selecionar a data do 1º vencimento. o nº de parcelas e clicar em Gerar Parcelas. Volare 12 .Manual do Usuário Suprimentos • 467 . informar o intervalo de dias.Intervalo de dias – O usuário deve clicar no calendário para selecionar a data do 1º vencimento. informar o nº de parcelas e clicar em Gerar Parcelas.

Altere o fornecedor e repita o procedimento até serem gerados todos os pedidos. 468 • Suprimentos Volare 12 . Relatórios Ao Clicar em Relatórios.Manual do Usuário .Depois de gerados os vencimentos clique em salvar. os seguintes relatórios estarão disponíveis Relatório de Emissão de Coleta Este relatório será utilizado para que seja enviada a cotação ao fornecedor.

cotação e Pedido). Requisição.Manual do Usuário Suprimentos • 469 .Depois de selecionar o fornecedor desejado e a coleta desejada será impresso o relatório com as informações desejadas. Relatório de Resumo Quantitativo Ao imprimir este relatório serão apresentadas as alterações de unidades de medidas no decorrer do processo. Volare 12 .

Pedidos Nesta função estão armazenados todos os pedidos de compras. Pressione duplo clique sobre Pedidos de Compra. criados através das cotações além de possibilitar ao cliente criar novos pedidos.Manual do Usuário . 470 • Suprimentos Volare 12 .Selecione a requisição e clique em OK. Exemplo de Relatório de Resumo da Quantitativo.

Incluir Pedido Clique em incluir pedido para incluir um novo pedido. Obra: Selecione a obra para qual será gerado o pedido.Manual do Usuário Suprimentos • 471 . Controle: Digite o nº de controle do usuário. Volare 12 .

Manual do Usuário . Hora: O sistema preencherá este campo com a hora atual do sistema operacional. deve-se preencher o campo Nome do fornecedor e o endereço. Se for digitado um CPF ou CNPJ que não esteja cadastrado o sistema irá apresentar a janela. 472 • Suprimentos Volare 12 . neste caso clique em Pressione duplo clique sobre o fornecedor desejado. . E-mail: O sistema preencherá este campo com o e-mail de contato. cadastrado no cadastro de usuários. Fornecedor CPF/CNPJ: Se for digitado um CPF ou CNPJ já cadastrado em fornecedores automaticamente irá ser apresentado o fornecedor ao pressionar a tecla TAB ou clicar no campo abaixo. cadastrado no cadastro de usuários. Ao clicar será apresentada a tela com todos os fornecedores já cadastrados. Usuário: O sistema preencherá este campo com o usuário que está ativo no sistema. Telefone: O sistema preencherá este campo com o telefone de contato.Emissão: O sistema preencherá este campo com a data atual do sistema operacional. perguntando se deseja cadastrar um novo fornecedor ou não. Pode-se ainda localizar os fornecedores já cadastrados. Ao clicar sim. Observação: Digite a observação referente a este pedido.

Endereço: Endereço para entrega do material.Manual do Usuário Suprimentos • 473 . Telefone: Telefone de contato da pessoa responsável pelo recebimento. clique sobre este novo pedido e clique na guia Itens. Volare 12 . E-mail: E-mail de contato da pessoa responsável pelo recebimento. Informações para a Entrega Responsável: Pessoa responsável pelo recebimento do material. Itens do Pedido Para inserir os itens. Depois de cadastradas as informações clique em .Endereço: Este campo virá preenchido quando o fornecedor já estiver cadastrado ou deve ser preenchido se o fornecedor não estiver cadastrado.

Existe a possibilidade de localizar os itens desejados no orçamento. serão apresentados todos os itens que contém a palavra chave. selecione a base que deseja incluir os itens. o usuário pode incluir um novo item diretamente neste pedido. Depois de selecionar os itens desejados. .Manual do Usuário .Incluir Itens Novos Clique neste link para incluir novos itens. Digite a palavra chave e clique em procurar. Para isto clique em Incluir novo. clique em Base de Dados. serão apresentados todos os itens do orçamento. 474 • Suprimentos Volare 12 . clique em Incluir Caso o item desejado não esteja no orçamento nem nas bases. Caso o item não esteja no orçamento. Sem digitar nenhuma palavra chave e clicar em Procurar.

Preencha os campos e clique em salvar. Volare 12 . Ao concluir o processo de inclusão os itens serão apresentados em tela.Manual do Usuário Suprimentos • 475 .

para informar os vencimentos. informar o percentual desta parcela e clicar em Gerar Parcelas. Livre. Repetir o procedimento até concluir o 100% Intervalo de dias – O usuário deve clicar no calendário para selecionar a data do 1º vencimento. Intervalo de Dias e Mensal.Manual do Usuário . Existem 3 formas de cadastrar os vencimentos. 476 • Suprimentos Volare 12 . informar o intervalo de dias. o nº de parcelas e clicar em Gerar Parcelas.Vencimentos Clique em Vencimentos. Livre – O usuário deve clicar no calendário para selecionar a data de vencimento.

Depois de gerados os vencimentos clique em salvar.Manual do Usuário Suprimentos • 477 .Mensal – O usuário deve clicar no calendário para selecionar a data do 1º vencimento. Volare 12 . informar o nº de parcelas e clicar em Gerar Parcelas.

Relatórios Clique em Relatórios.Manual do Usuário . para confirmar o pedido. clique em Aprovar Pedido.Aprovar Pedido Depois de verificar se está tudo Ok com o pedido. 478 • Suprimentos Volare 12 .

Volare 12 .Manual do Usuário Suprimentos • 479 .Relatório de Pedidos Este relatório permite ao usuário imprimir o pedido de compra. Selecione a obra e o pedido e clique OK.

por obra. Este relatório permite ao usuário selecionar os itens a serem impressos. situação e intervalo de datas.Manual do Usuário .Relatório de Itens do Pedido Este relatório permite ao usuário visualizar os itens do pedido. Depois de selecionar clique OK. 480 • Suprimentos Volare 12 . pedido.

Volare 12 . Requisição. Exemplo de Relatório de Resumo da Quantitativo. cotação e Pedido).Manual do Usuário Suprimentos • 481 . Selecione a requisição e clique em OK.Relatório de Resumo Quantitativo Ao imprimir este relatório serão apresentadas as alterações de unidades de medidas no decorrer do processo.

de Relatório Simples Pode-se ainda selecionar o relatório Simples ou Comparativo. Ex. Ex. Selecione a obra e clique em OK.Relatório Pedido x Comprado Faz o comparativo entre os itens que foram pedidos e os que foram efetivados a compra. de Relatório Comparativo 482 • Suprimentos Volare 12 .Manual do Usuário .

Relatório de Itens Pedidos X Itens Comprados Este relatório compara os itens pedidos com os que realmente foram comprados. Selecione a obra e o pedido e clique OK.Manual do Usuário Suprimentos • 483 . Volare 12 .

484 • Suprimentos Volare 12 .Manual do Usuário . bem como dados da nota fiscal.Baixa de Pedidos / Notas Fiscais Nesta tela o usuário do Suprimentos irá informar o recebimento do material. Incluir Nova Nota Fiscal Clique neste link para informar uma nota fiscal recebida.

. Fornecedor: Digite o nome do fornecedor.Nota Fiscal: Informe o nº da nota fiscal. Endereço: Digite o endereço de entrega do material. Observação: Campo livre para digitação de qualquer observação referente ao pedido. Selecione a Volare 12 . Responsável: Digite o nome do responsável pelo recebimento do material na obra. Informações do Recebimento do Material Endereço: Digite o endereço do fornecedor. Telefone: Digite o telefone de contato do responsável pelo recebimento do material. Depois de digitar todas as informações clique em incluir nota e clique em Itens da Nota Fiscal. Valor: Digite o valor total da nota fiscal. Fornecedor CPF/CNPJ: Digite o Nº do CPF ou CNPJ do fornecedor. Controle: Campo para controle do usuário.Manual do Usuário Suprimentos • 485 . E-Mail: Digite o e-mail de contato do responsável pelo recebimento do material. Emissão: Clique no calendário e selecione a data de emissão da nota fiscal. Obra: Selecione a obra para o qual foi entregue o material.

sem digitar nenhuma palavra chave.Manual do Usuário . Incluir Novos Itens Para incluir uma nota fiscal e informar o recebimento do material. Para isto clique em Incluir Novos Itens. clique em procurar. altere o campo necessário e clique em gravar . 486 • Suprimentos Volare 12 . Digite a palavra chave e clique em procurar. sem ter emitido o pedido anteriormente. clique neste link. ou então. neste caso serão apresentados todos os itens do orçamento.Editar Dados Se for necessário corrigir alguma informação referente a nota fiscal.

. na base de dados.Selecione o item desejado e clique em Incluir Caso não localize o item desejado no orçamento. digite a palavra chave e clique em procurar. selecione a base de dados que contém o item.Manual do Usuário Suprimentos • 487 . Volare 12 . clique em localizar itens.

Manual do Usuário . Digite a quantidade recebida. Para digitar as quantidades recebidas e os valores unitários. clique em Incluir Itens Baixando dos Pedidos.Selecione o item desejado e clique em Incluir Caso o item a ser incluso. ao pressionar enter. Baixa por Itens dos Pedidos Caso esta nota seja de um pedido de compra realizado depois de incluir a nota . 488 • Suprimentos Volare 12 . Depois de digitar as informações clique em salvar. . o valor. Para mudar de campo pressione enter. Depois de informada a data de entrega. será fechado a linha de edição. o Volare permite inserir novos itens diretamente nesta Nota Fiscal. pressione enter sobre a linha do item a ser alterado. a observação sobre o item e a data de entrega. não esteja cadastrado no orçamento e nem nas bases.

Depois de informada a data de entrega. seja maior do que a quantidade pedida. o Volare. e se o usuário quer distribuir a quantidade em outros pedidos. o Volare abrirá um tela para que o usuário confirme o recebimento da quantidade maior. Para mudar de campo pressione enter. pressione enter sobre a linha referente ao item a ser alterado. a observação sobre o item e a data de entrega. Se clicar Sim. ou então. será fechado a linha de edição.Digite a palavra chave e clique em procurar. Se clicar Não. a quantidade baixada será maior do que a quantidade pedida. Selecione os itens desejado e clique Automaticamente o sistema preencherá a quantidade recebida com a mesma quantidade selecionada. Caso a quantidade recebida. Digite a quantidade recebida. ao pressionar enter. apresentará a tela com os itens dos outros pedidos para que seja distribuída a quantidade. neste caso serão apresentados todos os itens pedidos que ainda não foram baixados.Manual do Usuário Suprimentos • 489 . clique em procurar. em incluir . Caso a quantidade recebida ou o valor do item seja diferente da quantidade pedida ou valor pedido. sem digitar nenhuma palavra chave. o valor. e também o preço pedido. Volare 12 .

Selecione os pedidos que deseja baixar o item e clique em Incluir . 490 • Suprimentos Volare 12 .Manual do Usuário .

o frete. Intervalo de Dias Mensal. Livre. Repetir o procedimento até concluir o 100% Volare 12 . outras taxas ou descontos. Existem 3 formas de cadastrar os vencimentos.Clique sobre este link para informar. Livre – O usuário deve clicar no calendário para selecionar a data de vencimento. Ao finalizar. Vencimentos Clique em Vencimentos. clique em Salvar . para informar os vencimentos.e Taxas/Descontos/Fretes Pressione enter sobre o item desejado e digite o valor.. informar o percentual desta parcela e clicar em Gerar Parcelas.Manual do Usuário Suprimentos • 491 .

informar o nº de parcelas e clicar em Gerar Parcelas. informar o intervalo de dias o nº de parcelas e clicar em Gerar Parcelas.Manual do Usuário . 492 • Suprimentos Volare 12 .Intervalo de dias – O usuário deve clicar no calendário para selecionar a data do 1º vencimento. Mensal – O usuário deve clicar no calendário para selecionar a data do 1º vencimento.

Depois de gerados os vencimentos clique em salvar . Volare 12 . clique em Fechar Nota Fiscal.Manual do Usuário Suprimentos • 493 . finalizando o processo desta nota. Fechar Nota Fiscal Depois de verificar se está tudo OK. com o lançamento da nota.

Baixar Pedido Outra maneira de efetuar os recebimentos dos materiais é selecionar o pedido e baixar os itens deste pedido. Pedido: Informe o nº do Pedido. Clique em Baixar pedidos Selecione o pedido e pressione duplo clique sobre pedido. 494 • Suprimentos Volare 12 .Manual do Usuário . ou clique na lupa para localizar os pedidos.

Manual do Usuário Suprimentos • 495 . Fornecedor: O sistema apresentará o nome de Fornecedor referente ao pedido informado. para que sejam selecionados os itens recebidos. O Volare apresentará a tela com os itens deste pedido. Endereço: Digite o endereço do fornecedor. Endereço: Digite o endereço de entrega do material. Volare 12 . Observação: Campo livre para digitação de qualquer observação referente ao pedido. E-Mail: Digite o e-mail de contato do responsável pelo recebimento do material. CPF/CNPJ: O sistema apresentará o CPF/CNPJ do fornecedor referente ao pedido informado. Responsável: Digite o nome do responsável pelo recebimento do material na obra. Obra: O sistema apresentará a obra referente ao pedido informado. Nota Fiscal: Informe o nº da nota fiscal. Telefone: Digite o telefone de contato do responsável pelo recebimento do material. Depois de digitar todas as informações clique em incluir . Valor: Digite o valor total da nota fiscal.Controle: Informe um código de controle. Emissão: Clique no calendário e selecione a data de emissão da nota fiscal.

Selecione os itens recebidos e clique em incluir . 496 • Suprimentos Volare 12 .Manual do Usuário . Para alterar a quantidade recebida pressione enter e digite a quantidade e preço.

Volare 12 . ou clique em selecionar notas para marcar várias notas.Relatórios Os relatórios disponíveis são: Relatório de Notas Fiscais Este relatório apresentará as informações das notas fiscais. Selecione a nota.Manual do Usuário Suprimentos • 497 .

de Relatório de Notas Relatório de Itens da Nota Fiscal Este relatório apresentará os itens relacionados à nota fiscal.Ex. 498 • Suprimentos Volare 12 .Manual do Usuário .

se preferir pode ser utilizado o filtro de obra e também por situação. para selecionar mais de uma nota clique em selecionar itens. Depois de selecionar clique em OK.Manual do Usuário Suprimentos • 499 .Selecione a nota. Volare 12 .

Exemplo de Relatório de Resumo da Quantitativo. 500 • Suprimentos Volare 12 . Selecione a requisição e clique em OK. cotação e Pedido).Manual do Usuário . Requisição.Relatório de Resumo Quantitativo Ao imprimir este relatório serão apresentadas as alterações de unidades de medidas no decorrer do processo.

Exemplo de Relatório de Resumo da Quantitativo.Manual do Usuário Suprimentos • 501 . Selecione a requisição e clique em OK. Volare 12 .Relatório de Itens Pedidos x Comprados Ao imprimir este relatório será apresentado um comparativo entre os itens pedidos e os itens comprados (recebidos).

Estoque Transferência de Estoque Nesta tela o usuário poderá consultar e incluir as transferências de materiais de uma obra para outra. 502 • Estoque Volare 12 .Manual do Usuário .

Pressione enter e digite a Quantidade a ser transferida.Incluir Nova transferência Clique neste link para incluir uma nova transferência Selecione a obra origem e destino e clique em Salvar. Selecione a transferência criada e clique em itens. Incluir Novos Itens Digite a palavra chave e clique em procurar. Clique em incluir novos itens. neste caso serão apresentados todos os itens que estão em estoque na obra origem. clique em procurar. sem digitar nenhuma palavra chave. Volare 12 .Manual do Usuário Estoque • 503 . ou então. Selecione os itens que queira transferir e clique em Salvar.

Todos os materiais que foram recebidos (Baixados. para aprovar esta transferência. já estarão na lista. Estoque Nesta tela estará toda a posição de estoque desta obra.Aprovar Transferência Clique neste link.Manual do Usuário . 504 • Estoque Volare 12 .

Estoque • 505 . neste caso serão apresentados todos os itens do orçamento. sem digitar nenhuma palavra chave. ou então.Incluir Novos itens Clique em incluir Novos Itens para inclusão de itens que estão no estoque. Selecione o item desejado e clique em Incluir Volare 12 .Manual do Usuário . clique em procurar. Para incluir novos itens no estoque digite a palavra chave e clique em procurar.

.Manual do Usuário . na base de dados. digite a palavra chave e clique em procurar. clique em localizar itens. selecione a base de dados que contém o item. 506 • Estoque Volare 12 .Caso não localize o item desejado no orçamento. Para digitar as quantidades em estoque pressione duplo clique sobre o item. Selecione o item desejado e clique em Incluir Caso o item a ser incluso. não esteja cadastrado no orçamento e nem nas bases. Depois de digitar as informações clique em salvar. o Volare permite inserir novos itens diretamente nesta Nota Fiscal.

Para isso selecione o material recebido e pressione enter. nesta tela o sistema irá armazenar toda a movimentação do estoque deste material. selecione a opção de entrada e clique em incluir. Recebimento de Materiais Nesta tela serão apresentados os materiais que foram transferidos para esta obra. a data.Manual do Usuário Estoque • 507 .Digite a quantidade. Volare 12 . Depois clique em salvar. O usuário deve colocar as quantidades que foram recebidas.

Manual do Usuário . Ao final clique em salvar. Relatórios Os seguintes relatórios estarão disponíveis: 508 • Estoque Volare 12 .Digite a quantidade recebida e pressione enter novamente.

Manual do Usuário Estoque • 509 . Selecione a obra o tipo de movimentação desejada e clique OK. Volare 12 .Relatório de Movimento de Estoque Este relatório apresentará toda a movimentação registrada.

510 • Estoque Volare 12 .Relatório de Posição de Estoque Este relatório apresentará a posição do estoque de cada material.. Selecione a obra o tipo de movimentação desejada e clique OK.Manual do Usuário .

Relatório de Planilha de Estoque Este relatório apresentará uma planilha para facilitar o levantamento do estoque..Manual do Usuário Estoque • 511 . Volare 12 . Selecione a obra o tipo de movimentação desejada e clique OK.

Ex. A única diferença que irá existir é a transferência de arquivos entre a Obra e o escritório. Através deste ambiente o usuário poderá consultar o Orçamento. 512 • Estoque Volare 12 . caso tenha alguma dúvida consulte o capítulo referente a cada menu. etc. Não possibilita ao usuário criar obras ou orçamentos. apresenta algumas limitações ao usuário. As Funções são exatamente iguais as explicadas anteriormente.: Não apresenta o menu ferramentas.Manual do Usuário . Note que o Volare quando configurado para o ambiente obras. Consulte o capítulo anterior sobre Requisições e Baixa de Pedidos/Notas Fiscais.. o volare apresentará os módulos e funções disponíveis. Ao abrir a obra.. Planejamento da obra e lançar suas requisições de materiais para compra e lançar o recebimento da mercadoria. clicando sobre a pasta amarela.Ambiente Obras O Volare possibilita ao usuário do módulo Suprimentos a instalação do Volare no ambiente obras em todas as suas obras sem cópias adicionais. No menu superior são apresentadas as mesmas funções dos menus anteriores.

Ao clicar neste link.Manual do Usuário Estoque • 513 . Enviar arquivo para a central Depois de geradas as requisições o usuário deve clicar neste link para gerar o arquivo de remessa para o escritório continuar o processo de compra. o sistema apresentará a tela para selecionar quais requisições serão enviadas. Volare 12 .Note na tela abaixo os dois links: Enviar arquivo para a central Receber arquivo da central.

será encaminhado um arquivo de volta para a obra. indicando a situação das requisições: . Receber arquivo da central. O Volare abrirá a tela para o usuário selecionar o local onde será gerado o arquivo.Cancelado – Item foi cancelado enviar nova requisição corrigindo o problema pela qual foi cancelado.Manual do Usuário . Depois que o escritório central receber e analisar as requisições. O Volare confirmará a geração do arquivo. porém a quantidade foi alterada .Retificada – Item aprovado.Selecione as requisições e clique em salvar.Reprovada – Item foi reprovado. 514 • Estoque Volare 12 .Aprovada – Item foi aprovado e está em processo de cotação . Selecione o local e clique em salvar. Envie o Arquivo para a central efetuar o restante do processo de compras. verificar motivo . no local especificado estará o arquivo gerados com as requisições. Pronto.

Conforme o processo de compras for avançando o Escritório irá gerando arquivos que ao serem importados atualizarão a situação dos itens requisitados. . selecione o local onde foi salvo o arquivo anexado ao e-mail. etc. Se o usuário preferir clique em exibir itens e através do filtro da situação verifique as situações dos itens.. selecione o Local A:\ (Drive de disquete 3 ½). Clique em Salvar Clique sobre a requisição e clique em itens para verificar a situação dos itens. Em Cotação. Por exemplo. se for feito o envio por e-mail. Se foi recebido por disquete..Manual do Usuário Estoque • 515 .. Volare 12 . Aguardando entrega.O Volare apresentará a tela para que o usuário selecione o local onde foram salvos os arquivos.

toda a criação de requisições e baixa de pedidos fica desabilitada.Ambiente Escritório com Obras Remotas Este ambiente deve ser configurado quando as requisições de compras forem executadas pelas obras e o restante do processo de compra executado no escritório. Para isto clique com o botão direito do mouse sobre a obra e selecione a opção Comunicação Remota. As obras definidas com comunicação remota.Manual do Usuário . pois serão processos executados pela obra. 516 • Estoque Volare 12 . Para as obras que forem gerenciar as requisições e recebimentos de materiais. Consulte o capítulo do Suprimentos. Todas as demais funções são iguais as relacionadas acima. deve-se configurar para obterem o retorno das informações.

Manual do Usuário Controle • 517 .Controlar financeiramente a obra por meio das notas fiscais dos produtos adquiridos pela obra.Controlar a quantidade de serviços e insumos envolvidos no processo de construção. que o usuário registra no Volare. Volare 12 . .Controle Conceitos Básicos O módulo de Controle de Obras tem 2 funções básicas: .

por quinzena ou Mensal. O Controle Financeiro da Obra poderá ser feito no Volare de maneira ágil e eficiente.Iniciando o módulo Controle Para controlar as quantidades de itens de uma obra. e selecione a opção Nesta edição o usuário deve indicar qual a orçamento ativo e também o período desejado para montar o cronograma. Esta opção pode ser por dia. Depois de selecionar as opções clique no botão . para salvar a seleção. você deve informar as quantidades de serviços executados por mês. semana ou diário e as quantidades utilizadas de insumos utilizados nessa execução (materiais e mão-de-obra). 518 • Controle Volare 12 . você deverá informar as quantidades de insumos adquiridos.Manual do Usuário . Para isso. por semana. Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta da obra. seus preços unitários e condições de pagamento. Controle e Medições. Para iniciar os trabalhos com o controle é necessário indicar no cadastro da obra qual o orçamento ativo para Planejamento.

Clique no módulo Insumos Adquiridos. Para acessar o módulo de Insumos Adquiridos. Volare 12 . depois no símbolo + do Controle e assim os módulos "Insumos Adquiridos e Medição Diária" serão apresentados.Manual do Usuário Controle • 519 .Insumos Adquiridos Para gerar as funções "insumos adquiridos e medição diária" clique com o botão direito do mouse sobre o orçamento e selecione a opção 'Criar Controle'. Cada insumo deve ser registrado aqui. Esse aplicativo funciona como um banco de dados que contém uma série de informações sobre cada insumo comprado. clique no símbolo + ao lado do nome da obra desejada. em seguida no símbolo + do orçamento desejado .

digite o CPF ou CNPJ do fornecedor e tecle <Tab>. O programa apresentará a seguinte mensagem: 520 • Controle Volare 12 .Lançando Insumos Adquiridos Quando entramos no aplicativo "Insumos adquiridos". clique no botão de Se você desejar incluir um novo fornecedor. clique na opção "incluir novos itens" e uma nova tela será apresentada: Nessa tela serão inseridos dados iniciais sobre a nota fiscal. Para isso. também poderá fazê-lo através dessa tela. Se você já tiver cadastrado seus Fornecedores no Volare.Manual do Usuário . procura e encontre o fornecedor desejado. a seguinte tela será apresentada: Para começar a inserir as notas fiscais.

Continue preenchendo os campos solicitados.Manual do Usuário Controle • 521 . clique na linha da nota fiscal desejada e em seguida na guia "Detalhes". No final. clique no botão salvar e os dados iniciais entrarão na tela inicial dos "Insumos Adquiridos". O sistema apresentará uma nova tela: Volare 12 .localizada abaixo e a direita da tela. Para incluir os itens comprados nesta nota fiscal inserida.

o usuário poderá escolher um item da Base Geral. Digite a palavra chve que está procurando e em seguida clique no botão "procurar". os preços unitários e seus vencimentos. Agora será necessário inserir a quantidade do insumo comprado.Manual do Usuário .Nesta tela ficarão registrados os insumos adquiridos. O sistema mostrará vários itens relacionados a palavra chave digitada. Para isso você deverá dar um duplo clique na linha do insumo desejado e mais uma tela será apresentada: 522 • Controle Volare 12 . caso tenha comprado algum item que não estava orçado. Escolha os itens desejados para essa Nota Fiscal e clique na linha do mesmo. Para incluir os insumos clique na opção " Incluir novos itens" e a janela seuinte será apresentada: Aqui você poderá escolher um item do Orçamento que está ativo ou. Logo em seguida clique no botão salvar e o sitema voltará para a tela da Nota Fiscal.

Atividade. ao pressionar duplo clique sobre o item comprado. os preços do mesmo item no Orçamento permanecerão inalterados.Manual do Usuário Controle • 523 . ou seja. Apropriação de itens No Volare 12 existe a possibilidade de se efetuar a apropriação dos itens.. apresentar para o sistema onde está sendo utilizado o item comprado. Serviço etc. clique em salvar. Lembre-se que se o preço for modificado nesse módulo. Você deverá fazer esses passos para cada insumo que referentes a essa nota fiscal..). Depois das informações adicionadas. Para habilitar a Apropriação deve-se selecionar o nível de apropriação desejado (Etapa. para isto deve-se clicar em Ferramentas / Definir Nível para Apropriação.Digite no campo "quantidade" a quantidade do insumo comprado. Volare 12 . Nessa tela também é possível modificar o preço unitário do insumo. Depois de definido o nível que se deseja efetuar a apropriação. será possível efetuar a apropriação clicando sobre o link Apropriar Insumo.

Será apresentada a lista de fases selecionada (Etapas / Atividades ou Serviços). 524 • Controle Volare 12 . Clique sobre a fase desejada e pressione Enter.Manual do Usuário . Selecione as fases desejadas e clique em Salvar. Nesta tela o usuário poderá selecionar uma ou mais fases.

Caso queira acrescentar uma nova fase. Editando vencimentos Clicando duas vezes no campo "Vencimentos" o usuário entrará com os vencimentos desta Nota Fiscal.Após digitar as quantidades para as fases. e será exibida novamente a listagem com os itens para seleção. clique em Apropriar Insumo. Botão acima do botão gravar.Manual do Usuário Controle • 525 . e clique em excluir. Ao final da apropriação. clique no botão Salvar. Volare 12 . clique no botão salvar. Caso tenha selecionado uma fase por engano e queira deletar. clique sobre esta fase.

Manual do Usuário . clique em salvar. o campo de "Check" estará com um aviso de OK! Menu Ferramentas Neste menu o usuário encontrará ferramentas. 526 • Controle Volare 12 . para auxiliar a utilização do módulo. Escolha o mês desejado e em dê um duplo clique no dia. Será inserida uma linha com a data selecionada.Aqui você deverá clicar no botão "adicionar" quando será apresentado um calendário. Ao término dos lançamentos. Quando todos os valores já estiverem digitados. tecle <enter> e digite o valor. conforme tela abaixo: Quando os valores estiverem corretos. O sistema mostrará um aviso caso a soma dos valores não correspondam ao valor da Nota Fiscal. clique na linha da data desejada e em seguida. recomendamos que você verifique a mensagem no campo "check dos totais". Para entrar com o valor.

você terá que começar a inserir todos os dados novamente Definir nível para Apropriação Através desta função o usuário irá selecionar qual o nível de apropriação que deseja efetuar. Nesta ferramenta o usuário irá indicar o estoque da obra.Manual do Usuário Controle • 527 . mas ao realizar esta alteração todos os dados já apropriados são perdidos.Apagar Insumos Adquiridos Essa ferramenta irá excluir TODOS OS INSUMOS ADQUIRIDOS (inclusive os dados das Notas Fiscais). Selecione o nível desejado e clique em Salvar. Volare 12 . Este levantamento pode ser feito mensalmente e as informações lançadas neste módulo serão utilizadas para apresentar as quantidades consumidas. A qualquer momento o usuário pode selecionar um novo nível para efetuar a apropriação. ou seja. Calculadora Inventário Essa ferramenta permite que a calculadora do Windows seja acessada de maneira mais rápida.

Ao clicar nesta opção será exibida a mensagem Apagar Inventário 528 • Controle Volare 12 .Selecione a data de levantamento do inventário. pressione enter novamente para gravar.Manual do Usuário . Depois de digitar todas as quantidades clique em salvar. Esta ferramenta irá excluir todas as quantidades lançadas no inventário. e sobre o item desejado pressione enter e digite a quantidade em estoque.

Antes de imprimir o usuário deve selecionar a nota que será impressa. bem parecido como uma nota .Relatórios do “Insumos Adquiridos” Os Relatórios disponíveis neste módulo são: Relatório de Insumos Adquiridos É um relatório importante para a conferência. Esse relatório apresentará os insumos adquiridos. e o usuário poderá ainda selecionar imprimir o relatório com ou sem logotipo.Manual do Usuário Controle • 529 . Volare 12 .

marcado antes de imprimir o relatório o usuário poderá selecionar quais os itens quer imprimir. Escolher a ordem de apresentação do relatório. 530 • Controle Volare 12 . Deixando “selecionar itens”. O usuário poderá ainda selecionar imprimir o relatório com ou sem logotipo. Selecionar o período que as notas foram lançadas.Manual do Usuário . ou ainda selecionar a classificação desejada.Relatório de Insumos Adquiridos no Período Esse relatório apresentará os itens lançados no Insumos Adquiridos.

Manual do Usuário Controle • 531 . O usuário poderá ainda selecionar imprimir o relatório com ou sem logotipo. Selecionar o período que as notas foram lançadas. Escolher a ordem de apresentação do relatório.Relatório de Insumos Orçados x Adquiridos Este relatório fará uma comparação entre o orçamento e o adquirido. Volare 12 . ou ainda selecionar a classificação desejada.

532 • Controle Volare 12 .Manual do Usuário .

O usuário poderá ainda selecionar imprimir o relatório com ou sem logotipo.Relatório de Insumos Planejados x Adquiridos Este relatório fará uma comparação entre os itens planejados e os adquiridos. Escolher a ordem de apresentação do relatório. Selecionar o período que as notas foram lançadas.Manual do Usuário Controle • 533 . Volare 12 . ou ainda selecionar a classificação desejada.

ou ainda selecionar a classificação desejada.Relatório de Insumos Orçados x Consumidos Este relatório fará uma comparação entre os itens planejados e os consumidos.Manual do Usuário . 534 • Controle Volare 12 . Selecionar o período que as notas foram lançadas. Escolher a ordem de apresentação do relatório. O usuário poderá ainda selecionar imprimir o relatório com ou sem logotipo.

Manual do Usuário Controle • 535 . ou ainda selecionar a classificação desejada. O usuário poderá ainda selecionar imprimir o relatório com ou sem logotipo. Volare 12 .Relatório de Insumos Orçados x Apropriados Este relatório fará uma comparação entre os itens orçados e os apropriados. Escolher a ordem de apresentação do relatório. Selecionar o período que as notas foram lançadas.

O usuário poderá ainda selecionar imprimir o relatório com ou sem logotipo. Escolher a ordem de apresentação do relatório. 536 • Controle Volare 12 .Relatório Orçados x Apropriados Este relatório fará uma comparação entre os itens orçados e os apropriados. Poderá ainda filtrar os itens por classificação.Manual do Usuário .

Manual do Usuário Controle • 537 .Relatório Realizado x Apropriado Este relatório fará uma comparação entre os itens planejados e os adquiridos. Escolher a ordem de apresentação do relatório. O usuário poderá ainda selecionar imprimir o relatório com ou sem logotipo. Volare 12 .

Somente estará disponível se for efetuada a apropriação dos itens por serviço. Selecione as opções desejados e clique em OK..Manual do Usuário .Relatório de Coeficiente de Consumo Este relatório o coeficiente de consumo. 538 • Controle Volare 12 .

Este relatório apresenta as despesas de sua obra com suas respectivas datas. e determinar o intervalo de datas. Regime de Competência: Apresentará os itens cuja data de emissão dos títulos esteja dentro do intervalo selecionado.Manual do Usuário Controle • 539 . O usuário poderá ainda digitar a taxa de administração que incidirá sobre os valores. Tipo: Regime de Caixa: Apresentará os itens cujo vencimento das notas esteja dentro do intervalo selecionado. Volare 12 . Relatório de Despesas O usuário poderá ainda selecionar imprimir o relatório com ou sem logotipo.

Escolher a ordem de apresentação do relatório. Poderá imprimir ainda a planilha com insumos da mesma classificação. Basta solucionar o tipo de classificação desejada.Manual do Usuário .Relatório de Inventário / Planilha / Quantitativo Este relatório apresenta uma planilha com os itens para facilitar o levantamento do inventário. 540 • Controle Volare 12 . O usuário poderá ainda selecionar imprimir o relatório com ou sem logotipo.

Medição Diária Neste módulo você vai registrar medições diárias. temos também a guia "Base da Medição". Isso vai possibilitar uma noção exata do andamento da sua obra em relação aos prazos estabelecidos. que deverá ser perfurada e que não estava prevista no orçamento. Exemplo: estamos fazendo uma fundação e no meio da cravação de estacas é encontrado uma rocha. é essencial sempre registrar o seu andamento.Manual do Usuário Controle • 541 . No módulo de Medição Diária. Esse serviço poderá ser inserido pela guia Base da Medição. Isso indica que podemos inserir já nesse módulo algum serviço que tenhamos feito depois do orçamento já concluído. Volare 12 . Não importa se o seu serviço já foi ou não concluído.

Ao abrir esta tela todos os itens do orçamento serão apresentados. 542 • Controle Volare 12 . Muito semelhante a base do orçamento.Base da Medição Na base da medição ficarão todos os itens que estão sendo utilizados na guia medição. Na base da medição é possível consultar os itens e incluir novos itens Incluir Novos itens Ao clicar nesta opção será exibida as opções de inclusão.Manual do Usuário .

neste campo deverá ser selecionado o nível desejado. Ex.Criar um item Novo Ao clicar nesta opção será apresentada a tela para criação dos itens. Classificação: Selecione a classificação referente ao item novo criado. Volare 12 .: Etapas / Atividades / Serviço/Insumo. Ao incluir itens novos cuja as classificações que não sejam composições a tela apresentada pelo Volare solicitará ao usuário os seguintes campos: Complemento: Pode-se cadastrar qualquer informação neste campo referente a este item criado. Código: Este campo é livre para o usuário definir o código desejado. Nível: Se o orçamento estiver com estrutura superior a um nível.Manual do Usuário Controle • 543 .

Nunca esqueça de clicar no botão Este novo item criado já estará na sua Base do Orçamento. Se for selecionada uma classificação onde a composição deve ser criada. 10 – Depreciação (Equipamentos). 544 • Controle Volare 12 . 9 – Serviços Compostos (Equipamentos) . após inserir os dados. 8 – Serviços Compostos (Construção em geral) . Digite os campos necessários e clique em salvar. Ao selecionar as Classificações abaixo.Unidade: Selecione a unidade desejada. Ao selecionar outros níveis acima de Serviços/Insumos. Preço: Digite o valor do item criado. 12 – Manutenção (Equipamentos).Manual do Usuário . será exibida a tela para criação da composição. além das informações de cadastro o usuário deverá incluir a composição deste item. 11 – Juros (Equipamentos). a tela apresentará as seguintes informações.

repetindo o processo até incluir todos os . Volare 12 . deve-se clicar em “Incluir Componente” Selecione a classificação desejada selecione os itens componentes e clique em “Adicionar Itens na Composição”. para selecionar os itens componentes desta composição.Manual do Usuário Controle • 545 .Depois de digitar as informações necessárias. . Se existirem mais itens a serem solucionados deve clicar novamente em “Incluir Componente” componentes.

Manual do Usuário . Ao clicar o Volare apresentará a seguinte tela. Esses itens poderão ser localizados pela Classificação ou por Palavra Chave. Trazer um item da Base de Dados Aqui serão utilizados os itens existentes nas bases de referência e customizadas do Volare. 546 • Controle Volare 12 .Digite as informações necessárias e clique em salvar.

bases customizadas. Bases de referência. Repita a opearação até inserir todos os itens desejados. ou ambas.Filtro Base: Selecione qual será o local em que a base desejada está.Manual do Usuário Controle • 547 . Selecione os itens desejados e clique em incluir. Serão apresentadas todas as bases existentes. Lembre-se que quando for inserido no orçamento um Serviço composto. Volare 12 . selecione no quadro à esquerda a forma de localização. Base: Selecione de qual base será exportado o item desejado. Classificação: Selecione a classificação do item a ser inserido no seu orçamento. e clique em procurar. todos os itens componentes serão inseridos automaticamente. Digite uma ou mais palavras chave.

Manual do Usuário . 548 • Controle Volare 12 . Para isto selecione outra base e refaça o procedimento de localização.Pode-se inserir itens de bases diferentes. Não é necessário inserir itens sempre da mesma base.

deve-se selecionar a base de dados desejada e clicar em avançar. Selecione as fases desejadas e clique em avançar.Manual do Usuário Controle • 549 .Se a opção for a de localizar pela Classificação. Volare 12 .

550 • Controle Volare 12 . Repita a operação até inserir todos os itens desejado no seu orçamento. e clique em incluir.Manual do Usuário .Selecione os itens desejados.

Trazer um Item da Base Geral com Estrutura Através desta ferramenta o usuário do Volare poderá importar para o seu orçamento os itens que estão nas bases importando para o seu orçamento inclusive a estrutura criada. Selecione os itens e clique em Incluir. Como no orçamento selecionado está em 3 Níveis somente poderá ser selecionados os itens das bases com 3 níveis.Manual do Usuário Controle • 551 . Ao clicar será apresentada a tela para selecionar os itens. Volare 12 . Depois de incluir os itens ao clicar na guia orçamento. será apresentado o orçamento já montado com a estrutura dos itens. eliminando desta maneira a fase de montar o orçamento.

pois os itens serão importados dentro de sua estrutura.Manual do Usuário . Somente será possível importar itens de orçamentos modelos que estiverem na mesma estrutura do orçamento. visto no título anterior. somente será possível inserir itens de outros orçamentos de dois níveis. Trazer um Item de um Modelo com Estrutura Através desta ferramenta o usuário do Volare poderá importar para o seu orçamento os itens que estão dentro de qualquer orçamento modelo. ou seja. importando inclusive a estrutura deste orçamento modelo. Filtro Modelos: Selecione se o modelo que contém os itens desejados são Modelos PINI. Modelo: Selecione o orçamento modelo que contém os itens desejados. Os demais procedimentos são iguais aos procedimentos anteriores para importar itens das bases. Usuário ou utilize ambos.Trazer um Item de um Modelo Através desta ferramenta o usuário do Volare poderá importar para o seu orçamento os itens que estão dentro de qualquer orçamento modelo. Classificação: Selecione a classificação desejada. 552 • Controle Volare 12 . se o orçamento estiver em dois níveis. Desta forma não será necessário montar o orçamento.

Depois de inserir os itens em seu orçamento os itens serão apresentados conforme a classificação selecionada. importando inclusive a estrutura deste orçamento. Orçamentos: Selecione o orçamento que contém os itens desejados Classificação: Selecione a classificação desejada. Volare 12 .Manual do Usuário Controle • 553 . visto no título anterior. ou seja. Trazer um Item de outro Orçamento com Estrutura Através desta ferramenta o usuário do Volare poderá importar para o seu orçamento os itens que estão dentro de qualquer outro orçamento. se o orçamento estiver em dois níveis.Trazer um Item de outro Orçamento Através desta ferramenta o usuário do Volare poderá importar para o seu orçamento os itens que estão dentro de qualquer orçamento. Somente será possível importar itens de orçamentos que estiverem na mesma estrutura do orçamento. somente será possível inserir itens de outros orçamentos de dois níveis. pois os itens serão importados dentro de sua estrutura. Os demais procedimentos são iguais aos procedimentos anteriores para importar itens das bases. Desta forma não será necessário montar o orçamento.

554 • Controle Volare 12 .Incluindo Serviços ou Insumos na Composição Para incluir um novo Serviço ou Insumo na Composição. Não esqueça de inserir os coeficientes e salvar em seguida. localizada na parte de cima. A tela “Edição de Itens” aparece e na parte debaixo. à direita aparecerá o botão excluir. Selecione os itens que você deseja inserir nessa composição clicando com o mouse ou selecionando todos na opção “Selecionar Todos”. dê um duplo clique na linha que você deseja apagar. à esquerda da tela de Composição. clique na opção “Adicionar um Componente”.Manual do Usuário . Excluindo Itens Para excluir apenas um item. Clique no botão e os itens escolhidos já farão parte dessa Composição.

Atualizar Sempre que estiver em Vermelho clique sobre este Link para atualizar a tela. Volare 12 .Manual do Usuário Controle • 555 . clique no botão Medição.) do Orçamento. escolha a opção “Alterar Taxas”. Basta clicar nos itens que serão excluídos ou “Selecionar Todos”. Alterar Taxas Na Base do Orçamento. podemos alterar as taxas (BDI. Depois. Ou se for excluir muitos itens clique no Link Excluir Itens e serão exibidos todos os itens possíveis para exclusão. e todos os itens selecionados serão excluídos da Excluir Itens Pode-se excluir itens da base da medição que não serão utilizados. Para isso.Uma tela com todos os itens inseridos na Base da Medição aparecem. Se desejar excluir mais de um item. Leis Sociais e Adm. Para isto pressione duplo clique sobre o item selecionado e clique em excluir. clique no botão .

Para inserir os itens componentes . clique em Recálculo Geral e clique na opção .Manual do Usuário .Nessa tela. Montando as Taxas Caso deseje compor esta taxa pressione um duplo clique sobre a taxa desejada e indique os componentes e seu respectivo percentual. pressione enter e digite o nome da taxa abreviado. pressione enter novamente e digite a descrição. será aberta uma linha. digite enter para cada item que você deseja alterar e confirme o novo valor com enter novamente. Em seguida pressione enter novamente e digite o percentual. 556 • Controle Volare 12 . Para que as taxas que acabamos de digitar sejam aplicadas à Base do Orçamento. clique no botão .

clique em salvar. clique sobre a classificação desejada e digite o percentual desejado. Volare 12 . para cada classificação.Ao final da inclusão dos itens.Manual do Usuário Controle • 557 . Clique no botão Detalhar Taxas Se desejar aplicar a taxa por tipo de insumo. clique em Recálculo Geral e clique na opção . Para que as taxas que acabamos de digitar sejam aplicadas à Base do Orçamento. Taxa diferenciada por tipo de insumo É possível incidir uma taxa diferenciada. . Depois de digitar o percentual desejado clique em outro classificação ou se for somente esta alteração. clique em salvar.

para cada item.Verba.Manual do Usuário . Clique no botão Detalhar Taxas Selecione a opção Detalhar aplicação de taxa por: Itens . Clique sobre a classificação desejada. clique em Recálculo Geral e clique na opção . para os itens que possuírem a classificação 2. 558 • Controle Volare 12 . Taxa diferenciada por item É possível selecionar sobre quais itens irá incidir as taxas.Neste caso. Em seguida clique em Incluir Novos Itens. Para que as taxas que acabamos de digitar sejam aplicadas à Base do Orçamento. ou ainda colocar uma taxa diferenciada. o Volare irá ignorar o BDI lançado na obra e irá considerar o percentual informado para este item.

Selecione os itens desejados e clique em salvar. Pressione enter e digite o percentual para cada um dos itens.Manual do Usuário Controle • 559 . Ao final da digitação clique em salvar. Volare 12 .

lançado na obra e incidirá o bdi lançado para estes itens. o Volare irá ignorar o BDI. 560 • Controle Volare 12 . Para que as taxas que acabamos de digitar sejam aplicadas à Base do Orçamento. ou alterar as taxas. clique em Recálculo Geral e clique na opção .Manual do Usuário . Recálculo Geral Sempre que for modificada alguma composição.Para estes itens selecionados. deve-se clicar em recálculo geral para refazer os cálculos dos itens.

Volare 12 . da mesma maneira que fizemos em Orçamento. Para recordar melhor esse passo. Somente será necessário montar a medição para itens novos.Manual do Usuário Controle • 561 . Depois dos itens que desejamos incluir na Medição estarem na base. Para isso. 2 níveis ou livre).Montar Medição Para todos os itens do orçamento não é necessário montar a medição. consulte o capítulo "Montando um Orçamento". pois já estará montada. Basta clicar na opção "montar medição" e inserir o serviço dentro da etapa ou atividade desejada. necessitamos montar a Medição. devemos sempre lembrar que é necessário obedecer às regras de cada tipo de Orçamento (3 níveis.

clique no botão adicionar eo calendário será apresentado. Para excluir uma data incorreta. escolha o serviço desejado.Manual do Usuário . clique em salvar. clique no botão excluir (Ao lado do Salvar) e o item será excluído da MEDIÇÃO. clique sobre a linha referida e clique no botão excluir que fica ao lado do Incluir Para apagar o item desejado. Clique na linha da data inserida e tecle <enter> e em seguida o valor medido do dia. Para começar a inserir as medições. Em seguida. Escolha o mês e o dia desejado e uma nova linha será inserida no campo "Medições Diárias". 562 • Controle Volare 12 . pressione um duplo clique na linha e a seguinte tela será apresentada: Para incluir as medições realizadas. Clique <enter> novamente e assim sucessivamente para todas as datas.Planilha de Medição É nessa opção que iremos fazer a medição dos itens da obra.

caso queira alterar clique sobre a taxa desejada. Pressione enter novamente para fechar a caixa de digitação. Volare 12 . e pressionando enter será permitida a digitação do novo percentual. Alterar Taxas Serão exibidas as taxas que foram utilizadas no orçamento.. Excluir Itens Atualizar Ao clicar neste link. Recálculo Geral Sempre que for alterado algum componente. Sempre que estiver em vermelho. Selecione os itens desejados e clique em Excluir. Modo de Apresentação O usuário pode escolher como prefere visualizar as quantidades medidas.Depois de digitar todas as quantidades executadas clique em salvar . será possível excluir itens de sua medição. Acumulado ou detalhado. Menu Ferramentas Neste menu o usuário encontrará o apagar Medições e a calculadora. e clique em salvar. atualizando a tela da Medição. será necessário clicar sobre este link. clique em Recálculo Geral para que o Volare refaça todos os cálculos.Manual do Usuário Controle • 563 .

Apagar Medição Diária Calculadora Essa ferramenta irá excluir TODAS AS MEDIÇÕES DIÁRIAS. 564 • Controle Volare 12 . você terá que começar a inserir todos os dados novamente Essa ferramenta permite que a calculadora do Windows seja acessada de maneira mais rápida.Manual do Usuário . ou seja.

O usuário poderá selecionar imprimir este relatório com ou sem logotipo. Selecionar a ordem de apresentação. e escolher imprimir a medição com ou sem aplicação das taxas. Volare 12 .Relatórios Os relatório disponíveis são: Relatório de Medição Diária Este relatório apresentará as quantidades medidas. de Relatório Sintético. Pode ser emitido sintético (Quantidades acumuladas) ou detalhado (quantidades diárias). Ex.Manual do Usuário Controle • 565 .

de Relatório Detalhado.Ex.Manual do Usuário . 566 • Controle Volare 12 .

Volare 12 .Relatório Orçado X Realizado Este relatório faz um comparativo do valor e quantidades orçadas com o realizado. e escolher imprimir a medição com ou sem aplicação das taxas. apresentando o desvio e o total realizado até o momento. O usuário poderá selecionar imprimir este relatório com ou sem logotipo.Manual do Usuário Controle • 567 . Selecionar a ordem de apresentação.

Relatório Orçado X Realizado Acumulado em Mapa
Este relatório faz um comparativo do valor e quantidades orçadas com o realizado, apresentando o realizado em períodos.

O usuário poderá selecionar imprimir este relatório com ou sem logotipo. Selecionar a ordem de apresentação, e escolher imprimir a medição com ou sem aplicação das taxas.

568 • Controle

Volare 12 - Manual do Usuário

Acompanhamento de Itens Orçados

Este relatório apresentará o custo total para executar saldo da quantidade, em relação ao orçamento. Possibilitando um acompanhamento dos serviços executados.

O usuário poderá selecionar imprimir este relatório com ou sem logotipo. Selecionar a ordem de apresentação, e escolher o período em que foram realizadas as medições. .

Volare 12 - Manual do Usuário

Controle • 569

Planilha para Medição Diária

Este relatório apresentará uma planilha para ser impressa e tornar mais fácil o acompanhamento da medição na obra.

O usuário poderá selecionar imprimir este relatório com ou sem logotipo. Selecionar a ordem de apresentação.

570 • Controle

Volare 12 - Manual do Usuário

Relatório Planejado X Realizado, Sintético e Detalhado

Este relatório faz um comparativo das quantidades planejadas com as quantidade executadas. Traz o cálculo do desvio. O Volare possibilita ao usuário imprimir o relatório Sintético ( quantidades acumuladas), ou o detalhado (quantidades apresentadas por período).

O usuário poderá selecionar imprimir este relatório com ou sem logotipo. Selecionar a ordem de apresentação, escolher o período em que foram realizadas as medições e ainda imprimir o relatório incidindo as taxas ou não.

Volare 12 - Manual do Usuário

Controle • 571

572 • Controle

Volare 12 - Manual do Usuário

Medições
Conceitos Básicos

O módulo de Medições foi desenvolvido para fornecer aos usuários do Volare ferramentas eficientes para agilizar os trabalhos de fiscalização de obras e controle as execuções de serviços da obra.

Volare 12 - Manual do Usuário

Medições • 573

Planilha de Medições

Iniciando o módulo Medições

Para iniciar os trabalhos com o Medições é necessário indicar no cadastro da obra qual o orçamento ativo para Planejamento, Controle e Medições. Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta da obra, e selecione a opção Editar dados Gerais da Obra.

Nesta edição o usuário deve indicar qual a orçamento ativo e também o período desejado para montar o cronograma. Esta opção pode ser por dia, por semana, por quinzena ou Mensal.

Depois de selecionar as opções clique no botão

, para salvar a seleção.

574 • Medições

Volare 12 - Manual do Usuário

Gerando o Medições

Para gerar o módulo de medições, após selecionar o orçamento válido, clique com o botão direito do mouse sobre o orçamento e selecione a opção Criar Medições.

Ao clicar nesta opção o Volare apresentará a tela para criação da planilha de medição.

Nome da Planilha: Insira o nome da Planilha de medição em questão. Para um mesmo orçamento, o usuário poderá criar quantas planilhas de medição forem necessárias. Data: Data da criação da planilha (Também será a data do i0 da correção do índice).

Empreiteiro: Selecione o Empreiteiro que efetuará os serviços desta planilha. Campo não obrigatório.

Volare 12 - Manual do Usuário

Medições • 575

Retenção: Informe o percentual de retenção que será utilizado neste contrato. Selecione o índice para Reajuste:

Caução: Informe o percentual de Caução que será utilizado neste contrato. Fonte: Selecione a fonte que forneceu o índice. Ex.: PINI, Fundação Getúlio Vargas, etc... Nome do índice: Selecione o índice de reajuste deste contrato. Ao digitar as informações clique em salvar. Será criado abaixo do módulo medições esta planilha.

Pressionando duplo clique será apresentada a planilha de medições.

Ao abrir a planilha todo o orçamento já será apresentado exatamente como foi montado. Ordem de Apresentação: O usuário poderá selecionar a apresentação da planilha por ordem de código ou por ordem de descrição. Modo de Apresentação: O usuário poderá visualizar a planilha de maneira sintética (quantidade acumulada) ou Analítico (quantidades por períodos).

576 • Medições

Volare 12 - Manual do Usuário

Atualizar: Ao digitar as quantidades clique em atualizar para que o Volare atualize a tela. Montar Planilha: O irá utilizar esta ferramenta para montar a planilha. Consultar capítulo sobre Montar a planilha.

Excluir Itens

Como ao abrir o medições automaticamente o Volare monta a planilha de medição igual ao orçamento, a função de Excluir itens será muito utilizada.

Para excluir um serviço da planilha de medição, pressione duplo clique sobre o item desejado e clique no botão excluir (Parte inferior da tela). Ao clicar em excluir o Volare apresentará a mensagem de confirmação.

Se clicar em uma Fase (Etapa ou Atividade), todos os itens componentes desta fase serão excluídos. O Volare antes de excluir emitirá a mensagem de confirmação.

Desta forma posso excluir todos os itens que não irei controlar nesta planilha de medição.

Volare 12 - Manual do Usuário

Medições • 577

Criar nova planilha

O Volare possibilita a criação de várias planilhas de medições para o mesmo orçamento. Para criar uma nova planilha clique com o botão direito do mouse sobre o módulo Medições e clique em Criar nova planilha.

Sempre a primeira medição criada apresentará todos os itens do orçamento. Ao criar a segunda medição o sistema emitirá a pergunta se deseja excluir a primeira medição.

Se clicar Sim a primeira planilha gerada será excluída e esta segunda planilha será criada, sem nenhum item, tendo o usuário que montar a planilha, estando disponível todos os itens do orçamento.

Se clicar Não, o Volare apresentará esta planilha também vazia e ao clicar em Montar a Planilha, estarão disponíveis somente os itens do orçamento que não fazem parte da primeira planilha criada.

578 • Medições

Volare 12 - Manual do Usuário

Montar Planilha

Esta ferramenta é muito semelhante ao montar orçamento. Ao clicar a tela ficará dividida ao meio, deve-se selecionar os itens do lado esquerda e clicar na seta entre os quadros, transferindo os itens para o quadro a direita.

Se for selecionado uma etapa ou atividade, todos os itens componentes destas fases serão copiadas para o quadro a direita.

Volare 12 - Manual do Usuário

Medições • 579

e o sistema apresentará uma nova linha dentro do quadro de medições. Pressione enter novamente. se houver variação ao executar o Serviço. será apresentado pelo Volare o preço orçado. Depois de digitar todas as informações clique em Salvar. insira a data de medição.Registrando as Medições Para informar no sistema as medições executadas. No campo preço unitário. Clique em Incluir Medição .Manual do Usuário . indique o valor combinado para execução do serviço. Pressione enter e digite a quantidade executada. pressione enter para fechar a edição desta linha. 580 • Medições Volare 12 . pressione duplo clique sobre o item medido.

Para cadastrar um novo índice. Digite o nome do índice e a sua descrição e clique em Salvar. clique em Incluir Novo . Volare 12 . Cadastro de índices Nesta ferramenta o usuário irá cadastrar novos índices para correção do contrato.Ferramentas Neste menu o usuário encontrará ferramentas que podem auxiliar o usuário.Manual do Usuário Medições • 581 .

Calculadora Ao clicar nesta Ferramenta o Volare abrirá a calculadora do Windows. selecione a data e pressione duplo clique sobre o dia escolhido. pressione duplo clique sobre o índice desejado e clique em Incluir . Ao final da digitação clique em salvar. Será apresentado o calendário. 582 • Medições Volare 12 .Para incluir os valores do índice. Pressione enter para fechar a edição do valor.Manual do Usuário . Será criada uma nova linha com a data selecionada. pressione enter e digite o valor para este índice nesta data.

Relatórios Os Relatórios disponíveis são: Relatório de Medições (Sintético e Analítico) Este relatório apresentará as quantidades executadas dos itens. Exemplo de Relatório de Medição Sintético. Volare 12 . e o período das medições. O usuário poderá emitir o Relatório Sintético (quantidades executadas acumuladas) ou o Analítico (quantidades apresentadas por período).Manual do Usuário Medições • 583 . escolher a ordem de apresentação (Ordem de código ou alfabética). O usuário poderá selecionar imprimir o relatório com ou sem logotipo.

com seus respectivos valores unitários e totais.Manual do Usuário . O usuário poderá selecionar imprimir o relatório com ou sem logotipo. 584 • Medições Volare 12 .Exemplo de Relatório de Medição Analítico. Apresentará também o saldo e o acumulado até a data inicial solicitada. escolher a ordem de apresentação (Ordem de código ou alfabética). e o período das medições. Relatório de Medição Base Este relatório apresentará as quantidades executadas dos itens.

Volare 12 . e o período das medições. escolher a ordem de apresentação (Ordem de código ou alfabética). O usuário poderá selecionar imprimir o relatório com ou sem logotipo. Apresentará também o saldo e o acumulado até a data inicial solicitada.Relatório de Medição Reajustada Este relatório apresentará as quantidades executadas dos itens. com seus respectivos valores unitários e totais. Índice para Reajuste: Selecione na lista o índice desejado que o Volare irá utilizar para atualizar os valores do relatório. Podendo o usuário emitir o relatório atualizando os valores pelo índice selecionado.Manual do Usuário Medições • 585 .

Manual do Usuário .586 • Medições Volare 12 .

e o período das medições.Manual do Usuário Medições • 587 . Volare 12 . escolher a ordem de apresentação (Ordem de código ou alfabética).Planilha para Medições Este relatório apresentará uma planilha para facilitar a medição. O usuário poderá selecionar imprimir o relatório com ou sem logotipo.

Relatório de Autorização de Pagamento Este relatório apresentará uma autorização de pagamento contendo os valores inclusive por extenso.Manual do Usuário . Índice para Reajuste: Selecione na lista o índice desejado que o Volare irá utilizar para atualizar os valores do relatório. e o período das medições. O usuário poderá selecionar imprimir o relatório com ou sem logotipo. escolher a ordem de apresentação (Ordem de código ou alfabética). 588 • Medições Volare 12 .

Análise Econômica e Financeira Conceitos Básicos O módulo de Análise Econômica e Financeira reaproveita informações dos módulos de planejamento e controle. * Real. temos as guias: * Plano de Contas.Manual do Usuário Análise Econômica e Financeira • 589 . Dentro do módulo de Análise Econômica e Financeiro. * Previsto. É nesse módulo que controlaremos a entrada das receitas previstas e reais. Volare 12 . * Baixas.

Iniciando o Módulo de Análise Econômica e Financeira Para iniciar os trabalhos com o Módulo de análise econômica e financeira. é necessário indicar no cadastro da obra qual o orçamento ativo para Planejamento. por quinzena ou Mensal. e selecione a opção Nesta edição o usuário deve indicar qual a orçamento ativo e também o período desejado para montar o cronograma. Controle e Medições.Manual do Usuário . Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta da obra. Depois de selecionar as opções clique no botão . Esta opção pode ser por dia. para salvar a seleção. 590 • Análise Econômica e Financeira Volare 12 . por semana.

depois no símbolo + do “Análise Econômica e Financeira”.Desempenho Financeiro Para gerar. Volare 12 . Para acessar esse módulo.Manual do Usuário Análise Econômica e Financeira • 591 . clique no símbolo + ao lado do nome da obra desejada. em seguida no símbolo + do orçamento desejado . clique com o botão direito do mouse sobre o orçamento e selecione a opção 'Criar Análise Econômica e Financeira'.

você poderá incluir itens. Incluindo novos itens Além dos insumos adquiridos que já estarão nessa tela.Manual do Usuário . Todos os insumos adquiridos que você informou em “Controle” são automaticamente transportados para este arquivo. clique na opção “incluir novos itens” e a seguinte tela será apresentada: Informe o código e a descrição que esse registro terá.Plano de Contas Neste arquivo você vai informar os itens onde serão alocados as despesas e as receitas. Para isso. 592 • Análise Econômica e Financeira Volare 12 .

Previsto Neste arquivo você vai informar os recebimentos ou desembolsos que estão planejados. Para isso. você poderá incluir itens. de acordo com o plano de contas selecionado. Incluindo novos itens Além dos vencimentos que foram inseridos em insumos adquiridos.Manual do Usuário Análise Econômica e Financeira • 593 . Todos os vencimentos que foram inseridos no Insumos adquiridos já estarão automaticamente nessa tela. clique na opção “incluir novos itens” e a seguinte tela será apresentada: Volare 12 .

Não esqueça de salvar as informações. Note que o saldo será apresentado na coluna “Saldo” sendo que se o valor for apresentado entre parênteses será um valor negativo.Manual do Usuário . você deverá dar um duplo clique na coluna na linha a ser editada e digitar o valor e data desejado. Não esqueça de salvar as informações digitadas. de acordo com o plano de contas selecionado. 594 • Análise Econômica e Financeira Volare 12 . Para isso. Escolha no calendário a data prevista e o valor.Escolha a opção “Recebimento” ou “Baixa”. clicando no botão “salvar”. de acordo com a informação que será inserida. Selecione o item desejado e pressione enter. Baixas Nesse arquivo será efetuado o recebimento ou o pagamento dos itens. clicando no botão salvar. Nessa tela você deverá informar a data real e o valor real de pagamento ou recebimento.

as baixas serão apresentadas. clique na opção “incluir novos itens” e a seguinte tela será apresentada: Escolha a opção “Recebimento” ou “Baixa”. Volare 12 . clicando no botão “salvar”.Real Nesta tela o usuário deverá informar as despesas que já foram efetivadas. Incluindo novos itens Você poderá incluir itens. Escolha no calendário a data prevista e o valor. Para isso. de acordo com a informação que será inserida.Manual do Usuário Análise Econômica e Financeira • 595 . Não esqueça de salvar as informações digitadas.

596 • Análise Econômica e Financeira Volare 12 .Menu Ferramentas Calculadora Essa ferramenta permite que a calculadora do Windows seja acessada de maneira mais rápida.Manual do Usuário .

Para acessar esse relatório.Relatórios “Desempenho Financeiro” Segue abaixo os relatórios disponíveis Relatório Previsto Esse relatório apresentará a lista dos lançamentos previstos. clique no menu “Relatório”. Volare 12 .Manual do Usuário Análise Econômica e Financeira • 597 . por plano de contas. escolha a opção.

clique no menu “Relatório” e escolha a opção. Para acessar esse relatório. por plano de contas. 598 • Análise Econômica e Financeira Volare 12 .Manual do Usuário .Relatório Realizado Esse relatório apresentará a lista dos lançamentos realizados. por plano de contas. Relatório Baixas de Previstos Esse relatório apresentará a lista das baixas realizadas. Para acessar esse relatório. clique no menu “Relatório” e escolha a opção.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->