P. 1
gabarito capítulo 3 bussab

gabarito capítulo 3 bussab

|Views: 397|Likes:
Publicado porLetícia Monclair

More info:

Published by: Letícia Monclair on Mar 21, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/18/2015

pdf

text

original

bussab&morettin estatística básica

Cap03-1
Capítulo 3
Problema 01.
(a) Sendo x o número médio de erros por página, tem-se:
66 , 0
50
33
50
1 4 1 3 3 2 20 1 25 0
= =
× + × + × + × + ×
= x
Representando o número mediano de erros por md, tem-se, pela ordenação dos
valores observados, que os valores de ordem 25 e 26 são 0 e 1, respectivamente. Assim
5 , 0
2
1 0
=
+
= md
(b)
( ) ( ) ( ) ( ) ( )
=
− × + − × + − × + − × + − ×
=
50
66 , 0 4 1 66 , 0 3 1 66 , 0 2 3 66 , 0 1 20 66 , 0 0 25
) var(
2 2 2 2 2
X
7044 , 0
50
22 , 35
50
1556 , 11 1 4756 , 5 1 7956 , 1 3 1156 , 0 20 4356 , 0 25
= =
× + × + × + × + ×
=
Logo,
8393 , 0 7044 , 0 ) ( = = X dp
(c)

0
5
10
15
20
25
30
0 1 2 3 4
Número de erros de impressão
F
r
e
q
ü
ê
n
c
i
a

a
b
s
o
l
u
t
a

(
n
i
)

Gráfico de barras do número de erros por página
(d) Uma vez que a média de erros por página é 0,66 e o livro tem 500 páginas, o número
esperado de erros no livro é 330 500 66 , 0 = ×
Problema 02.
Média:
595 , 2
10
64 , 2 63 , 2 50 , 2 61 , 2 55 , 2 57 , 2 62 , 2 60 , 2 64 , 2 59 , 2
=
+ + + + + + + + +
= x
Mediana:
605 , 2
2
610 , 2 600 , 2
=
+
= md
bussab&morettin estatística básica
Cap03-2
Desvio Padrão:
( ) ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) ( )
10
045 , 0 045 , 0 025 , 0 025 , 0 005 , 0 045 , 0 005 , 0
) var(
2 2 2 2 2 2 2
− + − + − + + + + −
= X
( ) ( )
0424 , 0 0018 , 0 ) ( 0018 , 0
10
095 , 0 015 , 0
2 2
= = ⇒ =
− +
+ X dp
Problema 03.
(a)
100 80 60 40 20 0
0.015
0.010
0.005
0.000
Número de casas por quarteirao
D
e
n
s
i
d
a
d
e

Histograma do número de casas por quarteirão
(b) Média: 40,42; desvio-padrão: 25,81.
Problema 04.
(a) A mediana é uma medida de posição mais importante do que a média, por
(b) exemplo, em situações em que a variável em estudo tem algum valor muito discrepante que
“puxa” a média para cima ou para baixo.
(c)
16 14 12 10 8 6 4
0.2
0.1
0.0

D
e
n
s
i
d
a
d
e

Histograma

bussab&morettin estatística básica
Cap03-3
Em distribuições simétricas, a média e a mediana coincidem.
(d)
30 20 10 0 -10
0.10
0.05
0.00
D
e
n
s
i
d
a
d
e

Média =10,0 e Variância = 4

30 20 10 0 -10
0.08
0.07
0.06
0.05
0.04
0.03
0.02
0.01
0.00

D
e
n
s
i
d
a
d
e

Média =10,0 e Variância = 16

30 20 10 0 -10
0.06
0.05
0.04
0.03
0.02
0.01
0.00

D
e
n
s
i
d
a
d
e

Média =10,0 e Variância = 36


bussab&morettin estatística básica
Cap03-4
Problema 05.
Nessa situação, tanto a média quanto a mediana (que coincidem) não se apresentam como boas
medidas de posição. Elas não retratam bem a distribuição da variável estudada. Nessas condições,
seria melhor considerar a moda, ou modas, pois nesse caso a distribuição é bi-modal.
Problema 06.
(a) A mediana do número de filhos é a média aritmética das observações de ordem
(b) 50 e 51, que é 2.
(c) A moda do número de filhos é 2.
(d) O cálculo da média fica prejudicado pelo fato de haver uma categoria representada por
“mais que 5” filhos, sem a especificação do valor exato. Neste caso, deve-se usar o
conhecimento empírico que se tem da variável para propor um valor máximo para o
intervalo, ou o ponto médio da classe. Aqui vamos supor que as famílias com “mais que
5”, tenham em média 8 filhos. Desse modo tem-se:
21 , 2
100
5 8 4 5 7 4 19 3 28 2 20 1 17 0
=
× + × + × + × + × + × + ×
= x
Problema 07.
50
31
20 61
2 97

• Intervalo interquartil: 41 20 61
1 3
= − = − q q
• Dispersão inferior (di): 29 2 31
) 1 ( 2
= − = − x q
• Dispersão superior (ds): 66 31 97
2 ) (
= − = − q x
n

Para que a distribuição dos dados tenha forma normal (simétrica, em geral), é necessário:
ds di ≅
2 3 1 2
q q q q − ≅ −
di e ds q q q q < − −
2 3 1 2
e
Os valores acima obtidos indicam que a distribuição dos dados não tem forma normal.
Problema 08.

37
35
31 40
21 49

• Intervalo interquartil: 9 31 40
1 3
= − = − q q
• Dispersão inferior (di): 14 21 35
) 1 ( 2
= − = − x q
• Dispersão superior (ds): 14 35 49
2 ) (
= − = − q x
n

Os valores acima obtidos indicam que a distribuição dos dados tem forma aproximadamente
normal.
bussab&morettin estatística básica
Cap03-5
Problema 09.
Temos que:
( )
5 , 13
2
14 13
) 10 , 0 ( =
+
= q , 5 , 19 ) 25 , 0 ( = q , 0 , 31 ) 50 , 0 ( = q , 0 , 61 ) 75 , 0 ( = q ,
( )
0 , 79
2
80 78
) 90 , 0 ( =
+
= q
Problema 10.
Temos que:
841 , 576 ) 10 , 0 ( = q , 217 , 580 , 1 ) 25 , 0 ( = q , 006 , 776 , 2 ) 50 , 0 ( = q , 113 , 095 , 5 ) 75 , 0 ( = q ,
975 , 704 , 6 ) 80 , 0 ( = q , 918 , 993 , 12 ) 95 , 0 ( = q
Problema 11.
25
15
5
S
a
l
a
r
i
o
s

(
S
.
M
.
)

Box-Plot dos Salários dos funcionários da Companhia MB

Pode-se perceber uma distribuição assimétrica à direita.
Problema 12.
100
90
80
70
60
50
40
30
20
10
0


Box-Plot para os dados do Problema 3
bussab&morettin estatística básica
Cap03-6

Problema 13.
30000
20000
10000
0
P
o
p
u
l
a
c
a
o

(
x
1
0
0
0
0
)

Box-Plot do Problema 10

Problema 14.
(a) ( ) 0
1 1 1
= − = − = −
∑ ∑ ∑
= = =
x n x n x x x x
n
i
n
i
i
n
i
i

(b) ( ) ( )
2
1
_
1 1
2
1
2
2
1
2
2 2
∑ ∑ ∑ ∑ ∑
= = = = =
|
¹
|

\
|
+ − = + − = −
n
i
n
i
i
n
i
i
n
i
i i
n
i
i
x x x x x x x x x x
( ) ( )
n
x
x x n x n x
n
i
i
n
i
i
n
i
i
2
1
1
2
2
2
1
2
2
|
¹
|

\
|
− = + − =

∑ ∑
=
= =

(c) ( ) ( ) = |
¹
|

\
|
+ − = + − = −
∑ ∑ ∑ ∑ ∑
= = = = =
2
1
_
1 1
2
1
2
2
2
1
2 2
k
i
i
k
i
i i
k
i
i i
k
i
i i i
k
i
i i
x n x n x x n x x x x n x x n
( )
2
1
2
x n x n
k
i
i i ∑
=
− =
(d) ( ) ( ) = |
¹
|

\
|
+ − = + − = −
∑ ∑ ∑ ∑ ∑
= = = = =
2
1
_
1 1
2
1
2
2
2
1
2 2
k
i
i
k
i
i i
k
i
i i
k
i
i i i
k
i
i i
x f x f x x f x x x x f x x f
( )
2
1
2
x x f
k
i
i i ∑
=
− =
Problema 16.
(a)
bussab&morettin estatística básica
Cap03-7
70 65 60 55 50 45 40 35 30
0.09
0.08
0.07
0.06
0.05
0.04
0.03
0.02
0.01
0.00
Vendas semanais (em S.M.)
D
e
n
s
i
d
a
d
e

Histograma das vendas semanais de vendedores de gêneros
alimentícios

(b) Supondo uma variável discreta com todas as observações do intervalo
concentradas no ponto médio:
=
× + × × + × + × + × + × + ×
=
200
2 5 , 67 18 5 , 3062 5 , 57 70 5 , 52 50 5 , 47 18 5 , 42 10 5 , 37 2 5 , 32
x
2 , 51
200
10240
= =
(c) ( ) ( ) ( ) ( ) + × − + × − + × − + × − = 25 , 0 7 , 3 09 , 0 7 , 8 05 , 0 7 , 13 01 , 0 7 , 18 ) var(
2 2 2 2
X
( ) ( ) ( ) ( ) 81 , 43 01 , 0 3 , 16 09 , 0 3 , 11 15 , 0 3 , 6 35 , 0 3 , 1
2 2 2 2
= × + × + × + × +
Logo,
62 , 6 ) ( = X dp
(d) Temos que: 96 , 37 62 , 6 2 2 , 51 2 = × − = − s x e 44 , 64 62 , 6 2 2 , 51 2 = × + = + s x
Assim, queremos achar as seguintes áreas do histograma:
% 04 , 2
96 , 37 40
% 5
35 40
= ⇒

=

A
A

% 99 , 7
60 44 , 644
% 9
60 65
= ⇒

=

B
B

Desse modo, o intervalo em questão abriga: % 03 , 94 % 15 % 35 % 25 % 9 % 04 , 2 = + + + +
(e) Pela distribuição de freqüências, vê-se que a mediana bruta é 52,5.
Problema 18.
(a) Mediana:
14 , 37
24
20
28
20 40
2
2
= ⇒

=

q
q

bussab&morettin estatística básica
Cap03-8
(b) 1º decil:
69 , 7
10
0
26
0 20
= ⇒

=

x
x

(c) Intervalo interquartil(dq):
23 , 19
25
0
26
0 20
1
1
= ⇒

=

q
q

00 , 63
03 , 0
60
20 , 0
60 80
3
3
= ⇒

=

q
q

Portanto, 77 , 43 23 , 19 00 , 63 = − = dq
Problema 19.
casamento. de tempo : X

X n
i
f
i
F
i

[0;6) 2800 0,56 0,56
[6;12) 1400 0,28 0,84
[12;18) 600 0,12 0,96
[18;24) 150 0,03 0,99
[24;30) 50 0,01 1,00
Total 5000 1,00

(a) 90 , 6 01 , 0 27 03 , 0 21 12 , 0 15 28 , 0 9 56 , 0 3 = × + × + × + × + × = x
36 , 5 = md
(b) ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) = × + × + × + × + × − = 01 , 0 1 , 20 03 , 0 1 , 14 12 , 0 1 , 8 28 , 0 1 , 2 56 , 0 9 , 3 ) var(
2 2 2 2 2
X
anos 26 , 5 ) ( 63 , 27 = ⇒ = X dp
(c)
30 24 18 12 6 0
0.10
0.05
0.00
Tempo de casamento
D
e
n
s
i
d
a
d
e

Histograma do tempo até o desquite
bussab&morettin estatística básica
Cap03-9

(d) 1º decil: anos 07 , 1
10
0
56
0 6
= ⇒

=

x
x

9º decil: anos 15
6
12
12
12 18
= ⇒

=

y
y

(e) 1º quartil: anos 68 , 2
25
0
56
0 6
1
1
= ⇒

=

q
q

(f) 3º quartil: anos 07 , 10
19
6
28
6 12
3
3
= ⇒

=

q
q

39 , 7 68 , 2 07 , 10 = − = dq
Problema 20.
(a)
10 6 4 2 0
0.2
0.1
0.0
Salario (em SM)
D
e
n
s
i
d
a
d
e

Histograma para os Salários mensais dos funcionários do
setor administrativo

(b) Média: 65 , 3 15 , 0 8 20 , 0 5 40 , 0 3 25 , 0 1 = × + × + × + × = x
Variância:
( ) ( ) ( ) ( ) 19 , 28 15 , 0 35 , 4 20 , 0 35 , 1 40 , 0 65 , 0 25 , 0 65 , 2 ) var(
2 2 2 2
= × + × + × − + × − = X
Variância: 31 , 5 19 , 28 ) ( = = X dp
(c) 1º quartil: 2
1
= q
Mediana: 25 , 3
25 , 0
2
40 , 0
2 4
= ⇒

=

md
md

(d) Se todos os salários aumentarem em 100%, ou seja, dobrados, a média dos salários dobrará
e a sua variância será multiplicada por 4.Trata-se de um resultado geral que pode ser
demonstrado da seguinte maneira.
bussab&morettin estatística básica
Cap03-10
Suponha que haja uma coleção de n valores, denotados por x
1
,x
2
,...,x
n
com média x e
variância s
2
(X). Seja k uma constante real. Se todos os n valores da coleção acima forem
multiplicados por k, teremos:
(i) Para a média:
x k
n
kx kx
x
n
k
=
+ +
=
...
1

(ii) Para a variância:
( ) ( ) ) (
1 1
2 2
1
2 2
1
2 2
X s k x x
n
k x k kx
n
s
n
i
i
n
i
i k
= − = − =
∑ ∑
= =

(e) Dar um abono de 2 SM para todos os funcionários significa aumentar a média e a mediana
em duas unidades. A variância não se altera. Novamente, esse resultado pode ser
generalizado para a soma de qualquer constante real k. Vejamos:
Para a média:
( ) ( )
k x
n
x x kn
n
x k x k
x
n n
+ =
+ + +
=
+ + + +
=
... ...
1 1
2

Um raciocínio semelhante serve para a mediana.
Para a variância:
( ) ( ) [ ] ( ) ( ) ) (
1 1 1
2
1
2
1
2
1
2 2
X s x x
n
k x k x
n
k x k x
n
s
n
i
i
n
i
i
n
i
i k
= − = − − + = + − + =
∑ ∑ ∑
= = =

Problema 21.
(a) – média: fica multiplicada por 2
- mediana: fica multiplicada por 2
- desvio-padrão: fica multiplicado por 2
(b) – média: aumenta em 10 unidades
- mediana: aumenta em 10 unidades
- desvio-padrão: não se altera
(c) – média: fica igual a zero:
(
¸
(

¸

= − =
− + +
=
− + + −
0
... ...
1 1
x x
n
x n x x
n
x x x x
n n

- mediana: fica reduzida em x unidades
- desvio-padrão: não se altera
(d) – média: fica igual a zero
- mediana: como todas as observações, fica reduzida em x unidadese dividida por ) (X dp
- desvio-padrão: fica igual a um. 1
) var(
) var(
) (
1
1
2
= =
|
|
¹
|

\
| −

=
X
X
X dp
x x
n
n
i
i


bussab&morettin estatística básica
Cap03-11
Problema 22.
(a) Se o terceiro quartil da distribuição dos salários da companhia A é 5000, a probabilidade de
um candidato receber mais de 5000 unidades é 0,25. Assim, o mais provável é receber
menos que essa quantia.
(b) Na empresa B, o salário seria de 7000 unidades, com certeza. Na empresa A, como foi visto
no item anterior, a probabilidade de se receber mais que 5000 unidades é 0,25. Desse modo,
é mais interessante empregar-se na empresa B.
Problema 23.
(a) Medidas descritivas obtidas na amostra-piloto

Média 30
Mediana 27
Variância 128,22
Amplitude 37
(b) Das medidas acima, a mais importante para a determinação do tamanho da amostra final é a
variância, pois fornece informação a respeito da variabilidade da variável Idade.
Problema 24.
(a) Distribuição de freqüências do consumo diário de leite
Consumo diário de leite f
i

Menos de 1 litro 0,20
1 a 2 litros 0,50
2 a 3 litros 0,20
3 a 5 litros 0,10
(b)
5 3 2 1 0
0.5
0.4
0.3
0.2
0.1
0.0
Consumo de leite (em litros)
D
e
n
s
i
d
a
d
e

Histograma
(c) litros 75 , 1 10 , 0 4 20 , 0 5 , 2 50 , 0 5 , 1 20 , 0 5 , 0 = × + × + × + × = x
Mediana: 6 , 1
30 , 0
1
50 , 0
1 2
= ⇒

=

md
md

bussab&morettin estatística básica
Cap03-12
(d) ( ) ( ) ( ) ( ) 9625 , 0 1 , 0 25 , 2 20 , 0 75 , 0 50 , 0 25 , 0 20 , 0 25 , 1 ) var(
2 2 2 2
= × + × + × − + × − = X
9811 , 0 ) ( = ⇒ X dp
(e) 1 , 1
05 , 0
1
50 , 0
1 2
1
1
= ⇒

=

q
q

Problema 25.
(a)
14 12 10 8 6 4 2 0
0.2
0.1
0.0
Salario anual (x 10SM)
D
e
n
s
i
d
a
d
e

Histograma
(b) 92 , 3 10 , 0 13 03 , 0 11 04 , 0 9 05 , 0 7 10 , 0 5 19 , 0 3 49 , 0 1 = × + × + × + × + × + × + × = x
( ) ( ) ( ) ( ) + × + × + × − + × − = 05 , 0 08 , 3 10 , 0 08 , 1 19 , 0 92 , 0 49 , 0 92 , 2 ) var(
2 2 2 2
X
( ) ( ) ( ) 96 , 3 ) ( 71 , 15 10 , 0 08 , 9 03 , 0 08 , 7 04 , 0 08 , 5
2 2 2
= ⇒ = × + × + × + X dp
(c) No bairro A, pois tem menor desvio-padrão.
(d)
Faixa salarial n
i
f
i
F
i

0|---2 10000 0.49 0.49
2|---4 3900 0.19 0.68
4|---6 2000 0.10 0.78
6|---8 1100 0.05 0.83
8|---10 800 0.04 0.87
10!---12 700 0.03 0.90
12|---14 2000 0.10 1.00
Total 20500 1.00

Isso posto, pode-se perceber que os 10% mais ricos da população são os que pertencem a faixa
salarial compreendida entre 12 e 14 salários mínimos anuais.
Problema 26.
Média:
9 , 6 10 , 0 11 30 , 0 9 20 , 0 7 25 , 0 5 15 , 0 3 = × + × + × + × + × = x
Mediana:
bussab&morettin estatística básica
Cap03-13
7
10 , 0
6
20 , 0
6 8
= ⇒

=

md
md

Moda: nesse caso, a moda é 9.
Variância:
= × + × + × + × − + × − = 10 , 0 ) 10 , 4 ( 30 , 0 ) 10 , 2 ( 20 , 0 ) 10 , 0 ( 25 , 0 ) 19 , 0 ( 15 , 0 ) 90 , 3 ( ) var(
2 2 2 2 2
X
19 , 6 =
• 1º quartil: 8 , 4
10 , 0
4
25 , 0
4 6
1
1
= ⇒

=

q
q

Problema 27.
(a) ( ) 8 , 1020 80 1070 160 1050 260 1030 280 1010 160 990 60 970
1000
1
= × + × + × + × + × + × × = x

(b) ( + × + × + × + × + × × = 160 64 , 852 260 64 , 84 280 64 , 116 160 64 , 948 60 64 , 2580
1000
1
) var(X
) 36 , 691 80 64 , 2420 = × +
(c)
1080 1060 1040 1020 1000 980 960
0.014
0.012
0.010
0.008
0.006
0.004
0.002
0.000
Peso (gramas)
D
e
n
s
i
d
a
d
e

Histograma
(d) A tabela baixo mostra o critério a ser utilizado na classificação dos frangos:

Peso(g) Categoria
Menos de 997,5 D
997,5 a 1020,0 C
1020,1 a 1045,0 B
Mais de 1045,0 A

5 , 997
14
980
16
980 1000
= ⇒

=

D
D

1045
4
1040
16
1040 1060
= ⇒

=

B
B

bussab&morettin estatística básica
Cap03-14
(e) Temos que: 21 , 968 ) ( 2 = − X dp x . Dos frangos desta granja , 2,46% estão abaixo deste
peso:
46 , 2
960 21 , 968
6
960 980
= ⇒

=

x
x

Também, 24 , 1060 ) ( 5 , 1 = + X dp x . Acima deste patamar, encontram-se 7,90% dos frangos:
90 , 7
24 , 1060 1080
8
1060 1080
= ⇒

=

y
y

Problema 28.
(a) Aparentemente, a campanha não produziu o efeito esperado. A média dos dados é 22,48
anos.
( ) 48 , 22 2 33 8 28 10 24 12 21 18 19
50
1
= × + × + × + × + × × = x
(b) A média dos dados é 22,48 e o desvio-padrão é 3,83. Assim, a diferença 22 − x é 0,48 e
n
X dp ) ( 2
é 1,08. Desse modo, o critério do outro pesquisador também indica que a
campanha não surtiu efeito.
(c)
36 30 26 22 20 18
0.2
0.1
0.0
Idade
D
e
n
s
i
d
a
d
e

Histograma da idade média dos candidatos

Esquema dos cinco números para a corretora A
18
55
54 60
38 70

Esquema dos cinco números para a corretora B
21
56
53 58
50 61

bussab&morettin estatística básica
Cap03-15
Representação gráfica:


70
60
50
40
A

60
55
50
B

Corretora A Corretora B

As medidas e a figura acima indicam que, a despeito do fato de o máximo lucro observado ser
proveniente da corretora A, é a corretora B que apresenta menor variabilidade nos lucros
proporcionados. As medianas das duas empresas estão bastante próximas. Estes elementos
permitem acreditar que é mais vantajoso ter o dinheiro investido pela corretora B.
Problema 30.
Se as populações são homogêneas, espera-se uqe suas variâncias sejam próximas, de modo que o
quociente F deve ser próximo de 1.
Problema 31.
A figura do Problema 29, nos mostra que os dados da corretora A têm maior variabilidade que os
da corretora B. A mediana dos lucros proporcionados pela segunda é um pouco mais alta que a
dos lucros da primeira corretora.
Problema 32.
53 , 32
37
66 , 1203
2 21 18
05 , 10 20 98 , 58 17
2
) | ( ) 1 ( ) | ( ) 1 (
2
*
= =
− +
× + ×
=
− +
− + −
=
B A
B A
n n
B X Var n A X Var n
S
03 , 0
41 , 10
29 , 0
32 , 0 53 , 32
43 , 55 72 , 55
1 1
2
*
= =
×

=
+

=
B A
B A
n n
S
x x
t
Como t =0,03 < 2, conclui-se que os desempenhos das duas corretoras são semelhantes.
Problema 33.
Média Inicial ( x ): 15,9
Desvio Padrão (dp): 3,5
9 , 22 ) ( 2 = + X dp x
8 , 8 ) ( 2 = − X dp x
Logo, os limites são 8,8 e 29,9, ou seja, valores maiores que 22,9 ou menores uqe 8,8 devem ser
retirados do cálculo. Para esse conjunto de dados, somente o valor 8 encontra-se abixo de 8,8.
Assim, calculando a média final, tem-se:
Média final = 16,8
bussab&morettin estatística básica
Cap03-16
Problema 34.


0.00
0.01
0.02
0.03
0.04
0.05
0.06
0.07
0.08
0.09
0.10
33 27 18 39 48
DP


32 43 48 23 18

Histograma para os dados da repartição A Histograma para os dados da repartição B
Problema 35.

20,00 14,00 42,00

20,00 42,00 14,00

Histograma para a Região A: Histograma para a Região B:

Basicamente, as diferenças entre os gráficos dizem respeito à variabilidade e à simetria. O gráfico
da região B apresenta maior variabilidade e é assimétrico.
Problema 36.
9
8
7
6
5
4
3
2
1
0



bussab&morettin estatística básica
Cap03-17
As taxas apresentam-se aproximadamente simétricas em torno de 4,32, que é o valor médio.A
taxa mínima é de 0,90 e a máxima é de 8,45.
Problema 37.
(a) 305 , 0 = x ; 305 , 0 ) var( = X
(b) O valor de x indica a proporção de empregados oriundos da capital.
(c)
1 0
0.7
0.6
0.5
0.4
0.3
0.2
0.1
0.0
X
D
e
n
s
i
d
a
d
e

Histograma de X

Problema 38.
(a) O valor Z é uma nota padronizada. Nessa padronização, o valor 0 indica que o indivíduo
que o indivíduo em questão obteve a nota média. A nota Z também fornece idéia sobre o
desempenho de cada elemento com relação a todo o grupo.
(b) As notas padronizadas são:
0,58 0,58 -0,18 -0,18 0,58
1,35 -0,18 -0,18 0,58 -0,18
1,35 -0,95 -0,95 0,58 0,58
-0,95 -0,18 0,58 -3,26 -0,95
-0,95 -0,18 1,35 0,58 0,58
(c) Como as notas foram padronizadas pela subtração da média e divisão pelo desvio-padrão,
tem-se (Problema 21) que 0 = z ; 1 ) ( = Z dp
(d) Existe um funcionário que obteve 26 , 3 − = Z , sendo, pois, considerado anormal.
(e) Para avaliar o seu desempenho relativo, é necessário comparar as notas padronizadas nas
três disciplinas. Em Direito, todos obtiveram 9,0; de modo
(f) que o funcionário 1 obteve a nota média, cujo valor padronizado é zero. Em Política, a
média das notas foi 7,76 e o desvio padrão, 1,67. Com isso, a nota padronizada do
funcionário 1 é 0,74. Com isso, seu desempenho relativo foi melhor em Política.
bussab&morettin estatística básica
Cap03-18
Problema 39.
Para os salários da Tabela 2.1, temos que:
12 , 11 = x
84 , 10 ) 10 , 0 ( = x (foram eliminadas as 4 primeiras e as 4 últimas observações)
52 , 10 ) 25 , 0 ( = x (foram eliminadas as 9 primeiras e as 9 últimas observações)
Problema 40.
Para a região A:
% 20 % 100
20
4
% 100 = × = × =
x
s
CV
A

Para a região B:
% 30 % 100
20
6
% 100 = × = × =
x
s
CV
A

Como já havia percebido no Problema 35, a variabilidade dos dados provenientes da região B é
maior que a dos dados da região A. O coeficiente de variação indica a dimensão da variabilidade
com relação à média.
Problema 42.
População Urbana
000 . 176 . 2 = med ; 000 . 413 . 1 = dam
População Rural
200 . 715 = med ; 900 . 546 = dam
Problema 44.
(a)
13 12 11 10 9 8 7 6 5 4
45
40
35
30
25
20
15
10
5
0
CO

Histograma para a variável CO


bussab&morettin estatística básica
Cap03-19

4 : 77
5 : 12
5 : 55677789
6 : 1111122222222233333444444
6 : 5666677777899999999
7 : 0012233444
7 : 5566777778888899999999
8 : 012334
8 : 55678999
9 : 0114
9 : 557
10 : 1333
10 : 8
11 : 4
Ramo e folhas

High: 11.6 11.9 12.0 12.5
13
12
11
10
9
8
7
6
5
4
C
O

Box-Plot para a variável CO

(b) Salários Mecânicos
40 30 20 10 0
9
8
7
6
5
4
3
2
1
0
Salarios (x10000)
F
r
e
q
u
e
n
c
y

Histograma para a variável Salários Mecânicos
bussab&morettin estatística básica
Cap03-20

0 : 24
0 : 566789
1 : 012234
1 : 678
2 : 004
2 : 6667
3 : 3
3 : 567
4 : 00
Ramo e folhas

40
30
20
10
0
S
a
l
a
r
i
o
s

(
x
1
0
0
0
0
)

Box-Plot para a variável Salários Mecânicos

(c)
40000 30000 20000 10000 0
10
5
0
Preco
F
r
e
q
ü
e
n
c
i
a

Histograma para a variável Preço

bussab&morettin estatística básica
Cap03-21

0 : 0
1 :
2 :
3 :
4 :
5 : 7
6 : 23337
7 : 78
8 :
9 : 34
10 : 48
11 : 46
12 : 099
13 : 178
14 : 5
15 : 5
16 : 3
17 :
18 :
19 :
20 :
21 : 5
22 : 2
23 :
24 : 6
Ramo e folhas

40000
30000
20000
10000
P
r
e
c
o

Box-Plot para a variável Preço

bussab&morettin estatística básica
Cap03-22
Problema 45.
10,0
15,0
20,0
25,0
30,0
0 0,2 0,4 0,6 0,8 1


0,0
2,0
4,0
6,0
8,0
10,0
0,0 2,0 4,0 6,0 8,0 10,0
u
v

Gráfico de Simetria

Problema 48.
(a) 120 = n , 16 =
q
d , ( ) 47 , 5 039896 , 0 16
3
1
= × = ∆
(b) 30 = n , 20374 =
q
d , ( ) 7600 049237 , 0 20374
3
1
= × = ∆

bussab&morettin

estatística básica

Desvio Padrão: (− 0,005)2 + (0,045)2 + (0,005)2 + (0,025)2 + (− 0,025)2 + (− 0,045)2 + (− 0,045)2 var( X ) = 10 2 2 (0,015) + (− 0,095) = 0,0018 ⇒ dp( X ) = 0,0018 = 0,0424 + 10 Problema 03. (a)

0.015

Densidade

0.010

0.005

0.000 0 20 40 60 80 100

Núm ero de casas por quarteirao

Histograma do número de casas por quarteirão
(b)

Média: 40,42; desvio-padrão: 25,81.

Problema 04. (a) (b) (c)

A mediana é uma medida de posição mais importante do que a média, por exemplo, em situações em que a variável em estudo tem algum valor muito discrepante que “puxa” a média para cima ou para baixo.

0.2

Densidade

0.1

0.0 4 6 8 10 12 14 16

Histograma

Cap03-2

10 Densidade 0.02 0.04 0.06 0. (d) 0.04 0.08 0.0 e Variância = 36 Cap03-3 .02 0. a média e a mediana coincidem.0 e Variância = 16 0.00 -10 0 10 20 30 Média =10.0 e Variância = 4 0.01 0.03 0.06 0.bussab&morettin estatística básica Em distribuições simétricas.01 0.05 0.03 0.00 -10 0 10 20 30 Média =10.00 -10 0 10 20 30 Média =10.07 Densidade 0.05 0.05 Densidade 0.

seria melhor considerar a moda. sem a especificação do valor exato. é necessário: di ≅ ds q 2 − q1 ≅ q3 − q 2 q 2 − q1 e q3 − q 2 < di e ds Os valores acima obtidos indicam que a distribuição dos dados não tem forma normal. (a) (b) (c) (d) A mediana do número de filhos é a média aritmética das observações de ordem 50 e 51. ou modas. tenham em média 8 filhos.bussab&morettin estatística básica Problema 05. Problema 06. Problema 08.21 100 Problema 07. em geral). que é 2. Elas não retratam bem a distribuição da variável estudada. Nessas condições. ou o ponto médio da classe. pois nesse caso a distribuição é bi-modal. Cap03-4 . deve-se usar o conhecimento empírico que se tem da variável para propor um valor máximo para o intervalo. A moda do número de filhos é 2. Desse modo tem-se: 0 × 17 + 1 × 20 + 2 × 28 + 3 × 19 + 4 × 7 + 5 × 4 + 8 × 5 x= = 2. Aqui vamos supor que as famílias com “mais que 5”. 37 35 31 21 40 49 • Intervalo interquartil: q3 − q1 = 40 − 31 = 9 • Dispersão inferior (di): q 2 − x(1) = 35 − 21 = 14 • Dispersão superior (ds): x ( n ) − q 2 = 49 − 35 = 14 Os valores acima obtidos indicam que a distribuição dos dados tem forma aproximadamente normal. tanto a média quanto a mediana (que coincidem) não se apresentam como boas medidas de posição. Neste caso. 50 31 20 2 61 97 • Intervalo interquartil: q3 − q1 = 61 − 20 = 41 • Dispersão inferior (di): q 2 − x (1) = 31 − 2 = 29 • Dispersão superior (ds): x( n ) − q 2 = 97 − 31 = 66 Para que a distribuição dos dados tenha forma normal (simétrica. Nessa situação. O cálculo da média fica prejudicado pelo fato de haver uma categoria representada por “mais que 5” filhos.

q(0.5 .095.975 .217 . q(0.95) = 12. 100 90 80 70 60 50 40 30 20 10 0 Box-Plot para os dados do Problema 3 Cap03-5 .0 .918 Problema 11.704.25) = 1. Temos que: q(0.50) = 2. q(0.113 .841 . q(0.25) = 19. 25 Salarios (S.bussab&morettin estatística básica Problema 09.0 . q(0.75) = 61. Temos que: (13 + 14) = 13.75) = 5.10) = 576.M.006 .993.80) = 6. Problema 12.580. q(0. q(0. q(0.) 15 5 Box-Plot dos Salários dos funcionários da Companhia MB Pode-se perceber uma distribuição assimétrica à direita.90) = (78 + 80) = 79. q(0.776.50) = 31.10) = 2 q(0.5 .0 2 Problema 10.

bussab&morettin estatística básica Problema 13. 30000 Populacao (x10000) 20000 10000 0 Box-Plot do Problema 10 Problema 14. (a) ∑ (x n i =1 n i − x = ∑ xi − ∑ x = n x − n x = 0 i =1 i =1 ) n n (b) ∑ (x i =1 i −x ) = ∑( 2 n i =1 _ x − 2 xi x + x = ∑ x − 2 x ∑ xi + ∑  x  i =1 i =1 i =1   2 i 2 n n n 2 i ) 2 = ∑ xi2 − 2n x + n x i =1 n () 2 () 2  n   ∑ xi  n i =1  2 = ∑ xi −  n i =1 2 2 (c) ∑ n (x k i =1 i k i =1 i −x ) 2 = ∑ ni xi2 −n x () _ = ∑ n i x − 2 x i x + x = ∑ ni x − 2 x ∑ n i x i + ∑ ni  x  =   i =1 i =1 i =1 i =1 k k k k 2 i 2 i 2 ( ) 2 (d) ∑ f (x k i =1 i k i =1 i −x ) = ∑ f (x 2 k = ∑ f i xi2 − x () i =1 i 2 i − 2 xi x + x = ∑ f i x − 2 x ∑ f i xi + ∑ 2 i =1 2 i i =1 i =1 ) k k k _ fi  x  =   2 2 Problema 16. (a) Cap03-6 .

M.00 30 35 40 45 50 55 60 65 70 Vendas sem anais (em S.5 × 10 + 42.62 (d) Temos que: x − 2 s = 51.) Histograma das vendas semanais de vendedores de gêneros alimentícios (b) Supondo uma variável discreta com todas as observações do intervalo concentradas no ponto médio: 32.01 + (− 13.5 × 18 + 67.7 ) × 0.5 × 70 + 57.99% 9% B Desse modo. dp( X ) = 6.2 + 2 × 6.03% (e) Pela distribuição de freqüências. o intervalo em questão abriga: 2.44 Assim.7 ) × 0.44 − 60 = ⇒ B = 7.05 + (− 8.09 + (− 3.25 + 2 2 2 2 Logo.09 0.5 × 3062.5 × 50 + 52.5 × 2 + 37.06 0.62 = 37.3) × 0.35 + (6.01 = 43. Problema 18.2 200 x= (c) + (1.04% + 9% + 25% + 35% + 15% = 94.81 2 2 2 2 var( X ) = (− 18.3) × 0.7 ) × 0.96 = ⇒ A = 2.03 0.7 ) × 0.bussab&morettin estatística básica 0.05 0.96 e x + 2 s = 51.3) × 0.5 × 2 = 200 10240 = = 51. queremos achar as seguintes áreas do histograma: 40 − 35 40 − 37.14 28 24 Cap03-7 . vê-se que a mediana bruta é 52.04% 5% A 65 − 60 644.04 0.08 0.07 Densidade 0.09 + (16.15 + (11.02 0.3) × 0.5 × 18 + 47. (a) Mediana: 40 − 20 q 2 − 20 = ⇒ q 2 = 37.5.62 = 64.01 0.2 − 2 × 6.

05 0.36 (b) (c) var( X ) = (− 3.56 + (2.12 + (14.30) Total ni 2800 1400 600 150 50 5000 fi 0.56 + 9 × 0.00 − 19.03 + (20. X : tempo de casamento.03 + 27 × 0.77 (c) Problema 19.23 26 25 80 − 60 q3 − 60 = ⇒ q3 = 63.24) [24.96 0.00 0.56 0.00 0 6 12 18 24 30 Tem po de casam ento Histograma do tempo até o desquite Cap03-8 .18) [18.12 0.03 0.99 1. dq = 63.10 Densidade 0.84 0. X [0.1) × 0.90 md = 5.1) × 0.20 0.00 Fi 0.12) [12.23 = 43.1) × 0.28 + (8.01 = 6.28 0.6) [6.63 ⇒ dp( X ) = 5.1) × 0.00 (a) x = 3 × 0.01 = = 27.28 + 15 × 0.03 Portanto.56 0.12 + 21 × 0.26 anos 2 2 2 2 2 0.9 ) × 0.69 26 10 Intervalo interquartil(dq): 20 − 0 q1 − 0 = ⇒ q1 = 19.01 1.bussab&morettin estatística básica (b) 1º decil: 20 − 0 x − 0 = ⇒ x = 7.

15 = 28.25 Se todos os salários aumentarem em 100%.68 = 7. a média dos salários dobrará e a sua variância será multiplicada por 4. ou seja.40 + 5 × 0.07 anos 56 10 18 − 12 y − 12 9º decil: = ⇒ y = 15 anos 12 6 6 − 0 q1 − 0 = ⇒ q1 = 2.Trata-se de um resultado geral que pode ser demonstrado da seguinte maneira.20 + 8 × 0.39 Problema 20.2 Densidade 0.07 − 2.19 2 2 2 2 Variância: dp( X ) = 28.65 Variância: var( X ) = (− 2.0 0 2 4 6 10 Salario (em SM) Histograma para os Salários mensais dos funcionários do setor administrativo (b) Média: x = 1 × 0.35) × 0.15 = 3.1 0. (a) 0.25 0.25 + 3 × 0.40 0.bussab&morettin estatística básica (d) 1º decil: 6−0 x−0 = ⇒ x = 1.07 anos 28 19 dq = 10. dobrados.65) × 0.65) × 0.68 anos 56 25 (e) (f) 1º quartil: 3º quartil: 12 − 6 q3 − 6 = ⇒ q3 = 10.31 (c) 1º quartil: q1 = 2 4 − 2 md − 2 Mediana: = ⇒ md = 3.19 = 5.40 + (1.20 + (4. (d) Cap03-9 .25 + (− 0.35) × 0.

desvio-padrão: não se altera (b) (c) (d) – média: fica igual a zero .mediana: aumenta em 10 unidades . denotados por x1. + xn = x+k n Um raciocínio semelhante serve para a mediana.. Vejamos: Para a média: x2 = (k + x1 ) + . Novamente..mediana: como todas as observações.bussab&morettin estatística básica Suponha que haja uma coleção de n valores. Para a variância: 2 sk = 1 n 1 n 1 n ∑ [(xi + k ) − (x + k )]2 = n ∑ (xi + k − x − k )2 = n ∑ (xi − x )2 = s 2 ( X ) n i =1 i =1 i =1 Problema 21.. + kxn = kx n Para a variância: 2 sk = 1 n 1 n ∑ (kxi − kx )2 = k 2 n ∑ (xi − x )2 = k 2 s 2 ( X ) n i =1 i =1 (e) Dar um abono de 2 SM para todos os funcionários significa aumentar a média e a mediana em duas unidades. + (k + x n ) n = kn + x1 + ..mediana: fica multiplicada por 2 . A variância não se altera. Seja k uma constante real. + xn − nx  – média: fica igual a zero:  1 = = x − x = 0 n n   .....x2.desvio-padrão: fica multiplicado por 2 – média: aumenta em 10 unidades . Se todos os n valores da coleção acima forem multiplicados por k. teremos: (i) Para a média: xk = (ii) kx1 + ..desvio-padrão: não se altera  x − x + .. esse resultado pode ser generalizado para a soma de qualquer constante real k.xn com média x e variância s2(X).. ∑  i  dp( X )  = var( X ) = 1  n i =1   2 Cap03-10 .. fica reduzida em x unidadese dividida por dp(X ) 1 n  x −x  var( X ) .mediana: fica reduzida em x unidades ..desvio-padrão: fica igual a um. (a) – média: fica multiplicada por 2 . + x n − x x1 + ..

com certeza. a mais importante para a determinação do tamanho da amostra final é a variância.3 0. como foi visto no item anterior. pois fornece informação a respeito da variabilidade da variável Idade.5 × 0.5 × 0. Problema 24.50 0. (a) Medidas descritivas obtidas na amostra-piloto Média Mediana Variância Amplitude (b) 30 27 128.10 = 1.10 (b) 0.75 litros 2 − 1 md − 1 Mediana: = ⇒ md = 1. o salário seria de 7000 unidades.2 0. Desse modo.bussab&morettin estatística básica Problema 22.25.5 0.20 + 1.20 1 a 2 litros 0. a probabilidade de se receber mais que 5000 unidades é 0. o mais provável é receber menos que essa quantia. a probabilidade de um candidato receber mais de 5000 unidades é 0.22 37 Das medidas acima.50 + 2. Assim.25.4 Densidade 0. (b) Problema 23.0 0 1 2 3 5 Consum o de leite (em litros) Histograma (c) x = 0. (a) Se o terceiro quartil da distribuição dos salários da companhia A é 5000. Na empresa B. Na empresa A.20 3 a 5 litros 0. é mais interessante empregar-se na empresa B.5 × 0.30 Cap03-11 .20 + 4 × 0. (a) Distribuição de freqüências do consumo diário de leite Consumo diário de leite fi Menos de 1 litro 0.6 0.50 2 a 3 litros 0.1 0.

pode-se perceber que os 10% mais ricos da população são os que pertencem a faixa salarial compreendida entre 12 e 14 salários mínimos anuais.49 + (− 0.04 + (7.1 0.bussab&morettin estatística básica 2 2 2 2 (d) var( X ) = (− 1.9625 ⇒ dp ( X ) = 0.10 + 7 × 0.10 1.04 0.04 + 11 × 0.92) × 0.08) × 0.20 + (2. (a) 0. Faixa salarial 0|---2 2|---4 4|---6 6|---8 8|---10 10!---12 12|---14 Total ni 10000 3900 2000 1100 800 700 2000 20500 fi 0. pois tem menor desvio-padrão.00 Isso posto.0 0 2 4 6 8 10 12 14 Salario anual (x 10SM) Histograma (b) var( X ) = (− 2.9811 2 − 1 q1 − 1 = ⇒ q1 = 1.49 0.50 + (0.25 + 7 × 0.50 0.2 Densidade 0.75) × 0.20 + 9 × 0.92 ) × 0.49 + 3 × 0.19 + (1.25) × 0.03 + 13 × 0.10 = 6.1 = 0.08) × 0.05 (e) Problema 25.49 0.10 = 15.08) × 0.19 0.92 + (5. Problema 26.9 Mediana: Cap03-12 .05 0.78 0.10 + (3.25) × 0.05 + 2 2 2 2 x = 1 × 0.08) × 0.20 + (− 0.15 + 5 × 0.03 + (9.25) × 0.05 + 9 × 0.10 = 3.1 0.87 0.30 + 11 × 0.03 0.10 0.08) × 0.96 2 2 2 (c) (d) No bairro A.00 Fi 0.83 0.90 1.71 ⇒ dp ( X ) = 3.68 0.19 + 5 × 0. Média: x = 3 × 0.

5 a 1020.012 Densidade 0. Variância: var( X ) = (−3.64 × 160 + 116.bussab&morettin estatística básica 8 − 6 md − 6 = ⇒ md = 7 0.19) 2 × 0.006 0.36 var(X ) = (c) 0.10 = = 6.010 0.10) 2 × 0.0 C 1020.25 0.20 0.014 0.30 + (4.8 0.000 960 980 1000 1020 1040 1060 1080 Peso (gram as) Histograma (d) A tabela baixo mostra o critério a ser utilizado na classificação dos frangos: Peso(g) Categoria Menos de 997.002 0.19 6 − 4 q1 − 4 • 1º quartil: = ⇒ q1 = 4.64 × 280 + 84. a moda é 9.5 D 997.10) 2 × 0. (a) x= 1 × (970 × 60 + 990 × 160 + 1010 × 280 + 1030 × 260 + 1050 × 160 + 1070 × 80 ) = 1020.0 B Mais de 1045.0 A 1000 − 980 D − 980 = ⇒ D = 997.90) 2 × 0.004 0.1 a 1045.64 × 80) = 691.64 × 260 + 852.64 × 160 + 1000 + 2420.5 16 14 1060 − 1040 B − 1040 = ⇒ B = 1045 16 4 Cap03-13 .10 Moda: nesse caso.25 + (0.15 + (−0.10) 2 × 0.64 × 60 + 948.8 1000 (b) 1 × (2580.008 0.10 Problema 27.20 + (2.

Desse modo.08. 2.24 = ⇒ y = 7. Acima deste patamar.48 e 2dp( X ) é 1. encontram-se 7.46% estão abaixo deste peso: 980 − 960 968.90 8 y Problema 28. (b) (c) 0.83. A média dos dados é 22.48 anos. a diferença x − 22 é 0.90% dos frangos: 1080 − 1060 1080 − 1060.2 Densidade 0.1 0.48 e o desvio-padrão é 3. x + 1.21 .24 .48 50 A média dos dados é 22.21 − 960 = ⇒ x = 2.0 18 20 22 26 30 36 Idade Histograma da idade média dos candidatos Esquema dos cinco números para a corretora A 18 55 54 38 60 70 Esquema dos cinco números para a corretora B 21 56 53 50 58 61 Cap03-14 .5dp( X ) = 1060. Assim. (a) Aparentemente.bussab&morettin estatística básica (e) Temos que: x − 2dp( X ) = 968. 1 x= × (19 × 18 + 21 × 12 + 24 × 10 + 28 × 8 + 33 × 2 ) = 22.46 6 x Também. a campanha não produziu o efeito esperado. o critério do outro pesquisador também indica que a n campanha não surtiu efeito. Dos frangos desta granja .

5 x + 2dp( X ) = 22. Problema 32. Média Inicial ( x ): 15. é a corretora B que apresenta menor variabilidade nos lucros proporcionados. Problema 31.53 × 0. Assim.43 0.03 < 2. (n − 1)Var ( X | A) + (n B − 1)Var ( X | B ) 17 × 58.8 e 29. os limites são 8. A mediana dos lucros proporcionados pela segunda é um pouco mais alta que a dos lucros da primeira corretora. conclui-se que os desempenhos das duas corretoras são semelhantes.05 1203. As medianas das duas empresas estão bastante próximas. Para esse conjunto de dados.29 t= = = = 0.9 x − 2dp( X ) = 8. valores maiores que 22. calculando a média final.66 2 S* = A = = = 32.9 ou menores uqe 8. espera-se uqe suas variâncias sejam próximas.8 Logo. nos mostra que os dados da corretora A têm maior variabilidade que os da corretora B.8. somente o valor 8 encontra-se abixo de 8.72 − 55.8 Cap03-15 .98 + 20 × 10.9 Desvio Padrão (dp): 3. Estes elementos permitem acreditar que é mais vantajoso ter o dinheiro investido pela corretora B. Se as populações são homogêneas. tem-se: Média final = 16.32 10. A figura do Problema 29. ou seja.8 devem ser retirados do cálculo.03 32. a despeito do fato de o máximo lucro observado ser proveniente da corretora A.9.53 n A + nB − 2 18 + 21 − 2 37 x A − xB 55.41 1 1 2 S* + n A nB Como t =0. de modo que o quociente F deve ser próximo de 1.bussab&morettin estatística básica Representação gráfica: 60 70 B 60 55 A 50 50 40 Corretora A Corretora B As medidas e a figura acima indicam que. Problema 33. Problema 30.

03 0. 9 8 7 6 5 4 3 2 1 0 Cap03-16 .04 0.06 0. 18 23 32 43 48 Histograma para os dados da repartição B 14.bussab&morettin estatística básica Problema 34.05 0.00 14. 0.07 0. O gráfico da região B apresenta maior variabilidade e é assimétrico.10 0.02 0.00 DP 18 27 33 39 48 Histograma para os dados da repartição A Problema 35.00 20.00 42. Problema 36.09 0.00 42.00 Histograma para a Região A: Histograma para a Região B: Basicamente.08 0. as diferenças entre os gráficos dizem respeito à variabilidade e à simetria.01 0.00 20.

(a) (b) (c) x = 0.32.18 0. Para avaliar o seu desempenho relativo. que é o valor médio.0.45.bussab&morettin estatística básica As taxas apresentam-se aproximadamente simétricas em torno de 4. Em Política. As notas padronizadas são: 0.67.26 -0.0 0 1 X Histograma de X Problema 38. seu desempenho relativo foi melhor em Política. A nota Z também fornece idéia sobre o desempenho de cada elemento com relação a todo o grupo.18 -0. a nota padronizada do funcionário 1 é 0.35 -0.305 O valor de x indica a proporção de empregados oriundos da capital.26 .18 0. var( X ) = 0.58 0.95 0.18 (c) (d) (e) (f) -3. todos obtiveram 9.5 0.58 1. tem-se (Problema 21) que z = 0 .95 0. dp( Z ) = 1 Existe um funcionário que obteve Z = −3. (a) O valor Z é uma nota padronizada.58 0.18 -0.58 Como as notas foram padronizadas pela subtração da média e divisão pelo desvio-padrão.6 Densidade 0.90 e a máxima é de 8. Em Direito.58 0. Com isso.58 (b) -0.4 0. de modo que o funcionário 1 obteve a nota média. Cap03-17 .58 -0. é necessário comparar as notas padronizadas nas três disciplinas.58 -0.95 -0. cujo valor padronizado é zero. sendo.95 -0. pois.3 0.A taxa mínima é de 0.2 0.74. a média das notas foi 7.18 -0. 0. 1. Nessa padronização. considerado anormal.35 0.305 .95 -0. o valor 0 indica que o indivíduo que o indivíduo em questão obteve a nota média.58 1.1 0.18 -0. Com isso.76 e o desvio padrão. Problema 37.35 1.7 0.

População Urbana med = 2.000 População Rural med = 715. (a) 45 40 35 30 25 20 15 10 5 0 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 CO Histograma para a variável CO Cap03-18 .25) = 10.200 . Problema 42. temos que: x = 11. Para a região A: s 4 CV A = × 100% = × 100% = 20% x 20 Para a região B: s 6 CV A = × 100% = × 100% = 30% x 20 Como já havia percebido no Problema 35. O coeficiente de variação indica a dimensão da variabilidade com relação à média. a variabilidade dos dados provenientes da região B é maior que a dos dados da região A.84 (foram eliminadas as 4 primeiras e as 4 últimas observações) x (0.52 (foram eliminadas as 9 primeiras e as 9 últimas observações) Problema 40.413. Para os salários da Tabela 2.bussab&morettin estatística básica Problema 39. dam = 546.176. dam = 1.000 .10) = 10.900 Problema 44.12 x (0.1.

6 11.bussab&morettin estatística básica 4 5 5 6 6 7 7 8 8 9 9 10 10 11 : : : : : : : : : : : : : : 77 12 55677789 1111122222222233333444444 5666677777899999999 0012233444 5566777778888899999999 012334 55678999 0114 557 1333 8 4 Ramo e folhas High: 11.0 12.9 12.5 13 12 11 10 CO 9 8 7 6 5 4 Box-Plot para a variável CO (b) Salários Mecânicos 9 8 7 Frequency 6 5 4 3 2 1 0 0 10 20 30 40 Salarios (x10000) Histograma para a variável Salários Mecânicos Cap03-19 .

bussab&morettin estatística básica 0 0 1 1 2 2 3 3 4 : : : : : : : : : 24 566789 012234 678 004 6667 3 567 00 Ramo e folhas 40 Salarios (x10000) 30 20 10 0 Box-Plot para a variável Salários Mecânicos (c) 10 Freqüencia 5 0 0 10000 20000 30000 40000 P reco Histograma para a variável Preço Cap03-20 .

bussab&morettin estatística básica 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : 0 7 23337 78 34 48 46 099 178 5 5 3 5 2 6 Ramo e folhas 40000 30000 Preco 20000 10000 Box-Plot para a variável Preço Cap03-21 .

0 2.47 1 3 n = 30 .0 0 0.bussab&morettin estatística básica Problema 45.0 0.0 6. d q = 20374 .8 1 10.049237) = 7600 Cap03-22 .0 2.0 v 4. ∆ = 20374 × (0.0 4. d q = 16 . ∆ = 16 × (0.0 6.0 8.0 0.0 20.0 10.039896) 1 3 = 5. (a) (b) n = 120 .0 8.0 25.0 15.6 0.2 0.0 u Gráfico de Simetria Problema 48.4 0. 30.0 10.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->