Você está na página 1de 3

RESUMO DO LIVRO DE DAVE ROBERSON

ANDANDO NO ESPÍRITO ANDANDO NO PODER

CAP 5 – AS QUATRO FORMAS BÁSICAS DAS VARIEDADES DE


LÍNGUAS

• Na igreja é pouco ensinado sobre as variedades de línguas e também sobre as


operações do espírito;
• A palavra “variedades”, significa “diferenças”;
• Variedades de línguas ou várias línguas significa diferentes moveres sobrenaturais
ou manifestações das línguas;
• As manifestações de línguas não obedecem a um mesmo conjunto de regras;
• As quatro manifestações das línguas estão descritas na bíblia:
1. Línguas para edificação pessoal (1 cor 14:4)- decorrente do batismo com o
Espírito Santo – O Espírito Santo ora de acordo com o nosso desejo –
orando hora após hora.
2. Línguas para interpretação- (1 cor 14:5)- É apresentada em uma assembéia
e interpretada pela mesma pessoa ou outra;
3. Línguas com profundos gemidos para intercessão – (Rom 8:26)- interceder
por si mesmo, pela família, nação, como também por uma situação
desconhecida;
4. Línguas como um sinal para o incrédulo- (1 cor 14:22)- pregar, ensinar ou
testificar sobre Cristo em uma língua dos homens da qual o crente não tenha
conhecimento.
• Línguas para edificação pessoal e línguas para intercessão são usadas na vida de
oração pessoal do crente;
• As línguas para interpretação e como sinal para o incrédulo, são usadas na
assembléia.
Línguas para edificação pessoal

• É a mais comum das Manifestações de línguas; transferência de mistérios divinos


para o nosso espírito; e a recebemos no batismo com o Espírito Santo.
• Ela edifica, construindo o amor, construindo a capacidade divina ou sabedoria para
saber o que certo ou errado;
• Os nove dons do espírito, as operações e as variedades de línguas são todas dadas
pela vontade do Espírito Santo, com exceção das línguas para a edificação pessoal;
• O Espírito Santo cria a linguagem sobrenatural em nosso espírito, hora após hora;
• A oração exalta a Palavra de Deus em nós;
• O espírito e a Palavra são um (1 João 5:7);
• Orar no espírito nos dá maior revelação já contida dentro da Palavra e assim andar
no poder de Deus;
• Na oração em línguas para edificação pessoa,l o Espírito Santo libera o plano do Pai
para nós;
• Oramos em línguas também as necessidades que não conhecemos e Deus ora por
nós;
• Neste processo de edificação, a autoridade espiritual cresce e a fé é fortalecida;
• Deus criou um lugar de paz o qual podemos entrar em oração;
• A língua para edificação pessoal também desenvolve o caráter, quanto à santidade;

Línguas para interpretação

• As línguas para interpretação é uma mensagem que é dada em uma língua


desconhecida e então interpretada em nossa língua nativa, como uma mensagem
divina para o Corpo de Cristo;
• Não podemos operá-la em qualquer hora;

Línguas com profundos gemidos para intercessão


• Não pode ser gerada pela nossa própria vontade;
• Sem conhecimento prévio de uma situação, o Espírito Santo ora sabendo;
• Você pode impedir de uma vida ir ao inferno, através da intercessão;

As línguas como um sinal para o incrédulo

• Acontece somente com a vontade do Espírito Santo;


• Você prega em um idioma estrangeiro sem ter a idéia do que está dizendo;
• Uma coisa é o Espírito Santo se mover através de você, inspirando a pregar o que
Ele quer. E outra é Ele pregar a mensagem que você recebeu pela revelação e
traduzi-la em francês, isso significa, que a sua revelação está certíssima;

Todos falam em línguas

• (1cor 12:29-30)- O que Paulo dizia?


• Porventura são todos apóstolos? Ou todos profetas....A resposta é: “Claro que não”;
• Todos do Corpo de Cristo são chamados para cumprir a missão de (Mar 16:16-18):
Falar em novas línguas, impor as mãos sobre os enfermos e expelir demônios;
• Nem todos são chamados para o ministério quíntuplo;
• Falam todos em outras línguas? Interpretam-nas todos? Se você não acredita nas
línguas você argumentará o versículo 30 de 1 Cor 12;
• No versículo 30 Paulo está falando de línguas para interpretação; ele não estava se
referindo a línguas para edificação pessoal.