Você está na página 1de 3

EDUCAÇÃO FÍSICA GANHA STATUS DE "MATÉRIA NOBRE"

Março/2005

Por Nuno Cobra


Prof de Educação Física –

Considerada durante muito tempo um apêndice no cotidiano escolar, a


Educação Física ganha fôlego e marca importante território no currículo
das escolas de ponta, na rede privada em São Paulo (SP). Isto porque
o professor dessa disciplina tem um papel importante como elo entre o
corpo e a cabeça dos alunos.

Há 40 anos falo sobre a importância desse elo. Cérebro e músculo não


podem ser separados. O cérebro se pronuncia através do músculo e o
músculo interage com o cérebro. Quando você melhora seu consumo
máximo de oxigênio, ou seja, a quantidade de sangue que passa no
coração por minuto, você abastece com mais nutrientes e oxigênio
todas as células de seus órgãos vitais, inclusive o cérebro, que se torna
mais rápido, lúcido e afiado em relação às respostas. Então a natureza
do homem é chegar ao cérebro pelo músculo e vice-versa.

Mas falar desse elo ainda é pouco. Outra fator essencial para a
valorização da Educação Física nas escolas é o desenvolvimento do
lado emocional dos alunos.

Este desenvolvimento emocional será a base do seu sucesso no futuro.


Sendo o ser humano um verdadeiro animal emocional, o controle e
desenvolvimento desta força emocional será fundamental para que ele
consiga ser bem sucedido e principalmente feliz.

Corpo emocional = disciplina e auto-imposição

O simples fato de a criança se envolver em algo que a entusiasme, faz


com que ela passe a se exigir e a se obrigar a uma disciplina de
envolvimento com o seu corpo, onde ela tem que se impor novas
atitudes, tipo: ir para cama mais cedo, alimentação adequada e
imposição de exercícios de ginástica, que a tornará mais hábil em
relação aos outros. Quando ela impõe ações com o objetivo de
melhorar sua performance e não ficar sedentária, desenvolve seu corpo
emocional.

Caso contrário, na vida adulta ficará com debilidade emocional. Ou


seja, sabe o que é preciso fazer para ter melhor qualidade de vida, mas
não consegue implementar essas atitudes e sabe que a doença é fruto
da determinação de não fazer nada. Muita gente sabe que está no
caminho errado, mas não consegue mudar porque possui um fraco
corpo emocional.

Quando recebo um empresário no meu escritório e passo a ele meu


método de condicionamento físico, sugiro que comece caminhando por
25 minutos, isto exigirá um sólido corpo emocional para que ele se
imponha esse novo hábito. Ao iniciar essa caminhada, uma série de
hormônios estimulantes como adrenalina e endorfina serão
derramados na corrente circulatória e quando tiver no auge da
caminhada aos 25 minutos, terá que interromper. Em suma, o corpo
emocional o ajuda a lutar para caminhar e a lutar para encerrar a
caminhada.

Criança não leva só a cabeça para as aulas e nem só o corpo para


as quadras

É impossível separar quadra e sala de aula. Isto porque todo


movimento implica numa ação direta do nosso cérebro, coordenando
dezenas de músculos e sinergias musculares para que o movimento
seja perfeito. Esta exigência do nosso cérebro realizada pelos
movimentos complexos, vão promover não só o aumento de neurônios
como também o aumento da rede de ligações interneurais, melhorando
a inteligência.

Fora os efeitos no próprio corpo físico melhorando a eficiência


cardiovascular, que dará a esse jovem mais sustentação física para
abrigar as futuras competições da vida. Enfim, ginásticas, jogos e
esportes vão assim deixá-los mais aptos nos aspectos físico, mental e
emocional para atingir uma vida plena.

Aula de sociedade

A educação física é o elemento mais dinâmico que a escola possui


para educar crianças e jovens, formando seu caráter e desenvolvendo
sua personalidade, já que as outras matérias visam preparar os jovens
para o mercado.
O jogo esportivo é uma verdadeira aula de sociedade. A criança ou
jovem ali envolvido, está naquela efervescência de atitudes e
comportamentos, desenvolvendo no âmago da sua alma, de maneira
concreta e matemática, atitudes de respeito ao adversário, de interação
e de relacionamento com seus companheiros, sempre obrigados a
seguir normas e regras para que o próprio jogo possa ser desenvolvido.

Eles estão, sem perceber, sendo preparados para uma vida em


harmonia na futura sociedade com seus regulamentos e leis.

Nuno Cobra é formado pela Escola de Educação Física de São Carlos


e pós-graduado pela Universidade de São Paulo. Foi preparador físico
de Ayrton Senna, Mika Hakkinen, Rubens Barrichello, Abílio Diniz entre
outros. É autor do best-seller A Semente da Vitória

Fonte:
http://www1.uol.com.br/vyaestelar/nuno_cobra.htm