Você está na página 1de 7

EMBARGOS DE DECLARAÇÃO Nº 1.210.

137-0/01, DA COMARCA DE
CIANORTE – 1ª VARA CÍVEL.
EMBARGANTES: APARECIDO BATISTA DOS SANTOS E OUTROS
EMBARGADA:

AYMORÉ CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO
S/A

RELATOR:

DES. LAURI CAETANO DA SILVA

EMBARGOS DE DECLARAÇÃO EM APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO COM PEDIDO
DE

REVISÃO

BANCÁRIOS.
CERCEAMENTO

DAS

CLÁUSULAS

LITISCONSÓRCIO
DE

DEFESA.

FINANCEIRAS

FACULTATIVO

JULGAMENTO

DE

NO

CONTRATOS

POLO

ANTECIPADO

ATIVO.

DA

LIDE.

QUESTÃO NÃO VEÍCULADA NAS RAZÕES DE APELAÇÃO. MATÉRIA QUE
EXIGE INICIATIVA DA PARTE. SÚMULA 317 DO STF. PRECLUSÃO.
CAPITALIZAÇÃO
PRESTAÇÕES
CONTRATAÇÃO.

DE

JUROS.

PREFIXADAS.
MÉTODO

DE

CONTRATO
VALOR

DE

FINANCIAMENTO

APURADO

CÁLCULO

NO

VÁLIDO.

MOMENTO
VALORES

COM
DA
DAS

PRESTAÇÕES QUE NÃO ADICIONAM JUROS SOBRE JUROS VENCIDOS.
ORIENTAÇÃO DO STJ NO JULGAMENTO DO RESP Nº 973.827-RS.
INEXISTÊNCIA DE OMISSÃO E DE OBSCURIDADE. EMBARGOS DE
DECLARAÇÃO REJEITADOS.
1. Não pode ser qualificado de omisso o acórdão que deixa de
examinar questão não impugnada pelo recurso originário.
2. Os embargos de declaração são cabíveis somente para sanar
omissão, obscuridade ou contradição contida no decisum ou,
para sanar erro material.
3.

Não

se

admite

embargos

de

declaração

para

fins

de

prequestionamento, quando a parte embargante sequer aponta
qualquer dos vícios elencados no art. 535 do CPC.

Vistos, relatados e discutidos estes autos de Embargos
de Declaração nº 1.210.137-0/01, da 1ª Vara Cível da Comarca de
Cianorte, em que são embargantes Aparecido Batista dos Santos e
outros e embargada Aymoré Crédito, Financiamento e Investimento S/A.

Documento assinado digitalmente, conforme MP n.° 2.200-2/2001, Lei n.° 11.419/2006 e Resolução n.° 09/2008, do TJPR/OE
O documento pode ser acessado no endereço eletrônico http://www.tjpr.jus.br
Página 1 de 7

2. VALORES DAS PRESTAÇÕES QUE NÃO ADICIONAM JUROS SOBRE JUROS VENCIDOS 2.br Página 2 de 7 . Aparecido Cuida-se Batista dos de Santos embargos e de outros declaração em face do opostos por acórdão de f. EXIBIÇÃO GARANTIA PEDIDOS INCIDENTAL DO FIDUCIÁRIA. provocado pelo julgamento antecipado da lide. II . IMPOSSIBILIDADE. 264/288) alegam que o acórdão é omisso e obscuro porque (i) não houve manifestação sobre a alegação de cerceamento de defesa. DETERMINAÇÃO DE NO DE MÚTUO COM POLO ATIVO.jus. JULGADOS CONTRATO. conforme MP n. MÉTODO DE CÁLCULO VÁLIDO. AUSÊNCIA DE EFEITO Documento assinado digitalmente. do TJPR/OE O documento pode ser acessado no endereço eletrônico http://www. EXEGESE DO ART.° 09/2008. O acórdão embargado foi assim ementado: AÇÃO REVISIONAL. 3. DECLARAÇÃO DE NULIDADE DE CLÁUSULA CONTRATUAL EM TESE. CONTRATOS LITISCONSÓRCIO FACULTATIVO IMPROCEDENTES. 1.137-0/01 2 ACORDAM os Desembargadores integrantes da 17ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná. ORIENTAÇÃO DO STJ NO JULGAMENTO DO RESP Nº 973.251/262 que negou provimento ao recurso de apelação interposto pelos embargantes.RELATÓRIO 1. I.827-RS.° 11.tjpr.Embargos de Declaração nº 1.419/2006 e Resolução n. Os embargantes (f. CONTRATO DE FINANCIAMENTO COM PRESTAÇÕES PREFIXADAS. EFEITO VINCULANTE. HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS EXTRAJUDICIAIS. 359 DO CPC.210. 543C DO CPC. por unanimidade de votos. TARIFAS ADMINISTRATIVAS.200-2/2001. Lei n. em rejeitar os embargos de declaração. COMISSÃO DE PERMANÊNCIA. É o relatório. que veda a capitalização de juros. AUSÊNCIA DE ABUSIVIDADE. INEXISTÊNCIA DE VALORES A SEREM REPETIDOS. (ii) não foi observado o teor da súmula 121 do STF.VOTO O recurso foi oposto tempestivamente.° 2. VALOR APURADO NO MOMENTO DA CONTRATAÇÃO. 3. CAPITALIZAÇÃO DE JUROS. pelo que deve ser conhecido. QUESTÃO SUBMETIDA AO REGIME DO ART.

200-2/2001. do TJPR/OE O documento pode ser acessado no endereço eletrônico http://www. ainda mais como meio transverso de se impugnar os fundamentos da decisão embargada”2. AGRAVO RETIDO.br Página 3 de 7 . 3ª Turma. 15.Embargos de Declaração nº 1. data da publicação da Medida Provisória nº 1. 01.jus. observo que o embargante pretende. em vigor como MP nº 2. ART.° 2.° 09/2008.573-RS sob o rito do art. 543-C do CPC.96317/2000. o que.04. pela via intentada. 3. evidencia que. também denominadas pelas financeiras como tarifas de abertura de crédito e de emissão de boleto. RECURSO DESPROVIDO.10. conforme o disposto no artigo 535 do Código de Processo Civil. de modo a obter o reconhecimento de sua tese. Relator Ministro Franciulli Neto. Lei n. Quando o contrato de financiamento estabelece o pagamento de parcelas prefixadas não há juro vencido a ser pago. j. 523.° 11.137-0/01 3 ECONÔMICO. j. 4. não se revela viável. o banco utilizou-se de método matemático que não é vedado pela legislação. omissão ou obscuridade na decisão.2001. 1. desde que expressamente pactuada. Precedentes do STJ no julgamento do REsp nº 1. -2 STJ/RESP nº 201383/SP. Documento assinado digitalmente.255. 2. RECURSO NÃO CONHECIDO. Não podemos esquecer que os embargos de declaração são cabíveis somente para sanar contradição. A princípio.170-01. Aliás. §1º DO CPC. Segunda Turma.tjpr. rediscutir a matéria já decidida. O valor de cada prestação a ser paga é composto pela fração do capital mais o juro remuneratório. A previsão no contrato bancário de taxa de juros anual superior ao duodécuplo da mensal é suficiente para permitir a cobrança da taxa efetiva anual contratada. -1 STJ/EDAGA 515067/RJ. ÔNUS DA SUCUMBÊNCIA MANTIDO.06. na verdade. conforme MP n. Uma breve leitura das razões ora apresentadas permite inferir que o presente recurso foi manejado em flagrante desvio de finalidade.518/2007 do Conselho Monetário Nacional. Relatora Ministra Nancy Andrighi. É permitida a capitalização de juros com periodicidade inferior a um ano em contratos celebrados após 31/3/2000. cumpre esclarecer ao embargante que “a omissão.210. de modo que a taxa efetiva anual divergente da taxa mensal. contradição e obscuridade suscetíveis de serem afastadas por meio de embargos declaratórios são as contidas entre os próprios termos ou entre a fundamentação e a conclusão do acórdão”1 e não “aquela que entenda o embargante.419/2006 e Resolução n. no processo de formação da taxa efetiva de juros do contrato. 4. O método de cálculo da prestação pelo sistema de juros compostos não pode ser confundido com anatocismo. sob o pretexto de que a decisão colegiada foi omissão e obscura. A capitalização dos juros em periodicidade inferior à anual deve vir pactuada de forma expressa e clara. A cobrança das tarifas de cadastro e de cobrança. 4. é legítima quando prevista no contrato firmado antes da vigência da Resolução nº 3.

Tal a incidência de prática passou juros a ser conhecida como “capitalização”. em sede de embargos. No caso em exame os contratantes e ora embargantes ajuizaram declaração ação de revisional de contratos ilegalidade/abusividade bancários. Juiz a quo julgou improcedente tal pedido (f. A orientação é no sentido de impedir que o credor. Não houve reforma da sentença. Ainda que desnecessário reiterar o que já foi dito no acórdão embargado. no momento da contratação. possa adicionar novos juros sobre os juros já vencidos em decorrência do inadimplemento da obrigação.137-0/01 4 Os embargos declaratórios não servem para que a parte requeira “complementação de fundamentação”.626 remuneratórios sobre de juros 1933. o valor prefixado da prestação. solicitando comentários acerca desta ou daquela matéria.° 2. nem se obriga a ater-se aos fundamentos indicados por elas e tampouco a responder um a um todos os seus argumentos”. 30ª ed. como dito. a legislação nunca proibiu a utilização de método de cálculo composto para determinar. conforme MP n. Quando a taxa de juros é integrada no valor prefixado da prestação antes de iniciar o cumprimento da obrigação. 535 do CPC e não atuar como “órgão de consulta”.200-2/2001. “juros compostos” ou “anatocismo”. Lei n. proíbe vencidos. (Código de Processo Civil. é sanar.. desde a edição do Decreto 22.tjpr. Esse é o fenômeno do anatocismo proibido pela legislação brasileira. a função deste órgão julgador. não está obrigado a responder todas as alegações das partes.419/2006 e Resolução n.° 09/2008. Theotonio Negrão. Por outro lado. quando já tenha encontrado motivo suficiente para fundar a decisão. 159/171). RJTJESP 115/207. após o vencimento do crédito. p. do TJPR/OE O documento pode ser acessado no endereço eletrônico http://www. os vícios descritos no art.Embargos de Declaração nº 1.br Página 4 de 7 . Primeiramente. discorrendo sobre temas escolhidos pela parte3. de algumas pedindo a cláusulas.210.jus. O direito brasileiro. Dr. Ora. 5.° 11. os embargantes sustentam que o acórdão afrontou a súmula nº 121 do Supremo Tribunal Federal. principalmente com a finalidade de afastar a capitalização de juros do cálculo das prestações. não é -3 Nesse sentido: “O juiz. O MM. friso que no contrato de financiamento com prestações prefixadas é possível calcular o seu valor pelo método matemático empregado pelo contratado. 566). Documento assinado digitalmente.

conforme MP n.° 11.963/2000. ainda que expressamente convencionada”. Ao decidir o pedido. confunde A com anatocismo. o juiz admitirá como verdadeiros os fatos que. Também não é razoável questionar a capitalização com base na súmula nº 121 do Supremo Tribunal Federal4. por meio do documento ou da coisa.° 2. Civil.419/2006 e Resolução n. provocado pelo julgamento antecipado da lide. diferentemente do que afirmam os embargantes. sob aplicada contratos o regime do ao suplantou caso. o valor da operação de crédito contratada. 174/210. -4 “É vedada a capitalização de juros. Em segundo plano.br Página 5 de 7 . a parte pretendia provar: Documento assinado digitalmente. 359. não consta pedido de nulidade da sentença sob a alegação de cerceamento de defesa. o valor prefixado de uma prestação.Embargos de Declaração nº 1. Assim. não encontra lógica reconhecer que.137-0/01 possível falar utilização do em incidência método de de juros 5 juros sobre compostos juros não se vencidos. vale dizer. restou prejudicado o pedido de declaração incidental de inconstitucionalidade da Medida Provisória nº 1. como de Processo súmula visto para acima. o devedor assume a obrigação de pagar. A orientação ditada pelo Superior Tribunal de Justiça no julgamento do REsp nº 973. em vigor como MP nº 2. bancários. 5 “Art. dispensaram a realização de prova pericial ou qualquer outro ato instrutório. Lei n.210. De artigo qualquer 543-C a do Código mencionada forma. Pelo contrário. quando da prefixação do valor das prestações foram incluídos juros sobre juros vencidos ou juros computados de forma exponencial. Segundo o entendimento esposado. ou seja. na data do vencimento.° 09/2008.tjpr. pois o valor de cada prestação é composto pela fração do capital (divisão do valor inicial da operação de crédito pelo número de meses) mais o juro remuneratório e eventual outro encargo contratado (imposto).170/2001.200-2/2001. Portanto. os nos contratos de mútuo com prestações pré-fixadas não há que se falar em capitalização de juros. O valor agregado ao capital integra a composição do débito assumido. os apelantes pediram a aplicação dos efeitos do artigo 359 do Código de Processo Civil5. do TJPR/OE O documento pode ser acessado no endereço eletrônico http://www. nas razões recursais de f.jus.827-RS.

ou seja. 357. -6 NERY J. do TJPR/OE O documento pode ser acessado no endereço eletrônico http://www. sobre ponto que exigia manifestação. 6ª T. DJe 04/05/2011) “(.br Página 6 de 7 . EDcl no HC 108293/DF. DJe 30/03/2011) I .° 09/2008.137-0/01 Não podemos 6 esquecer que é vedado ao julgador se manifestar sobre questão que exige a iniciativa da parte e não for impugnada pelo recurso.. quando não pedida a declaração do julgado anterior. Rel. A omissão capaz de ensejar complementação por meio de embargos de declaração é a que incorreu o juízo ou tribunal. nos ditames do art. o acórdão não pode ser qualificado de “omissão ou obscuro”. Como se vê.200-2/2001. do CPC. pois indicou de modo claro e preciso os prequestionamento.se o requerido não efetuar a exibição... obscuridade ou contradição.210.. Benedito Gonçalves. "A jurisprudência desta Corte é firme no sentido de que os embargos de declaração. 5. bem como para sanar a ocorrência de erro material.) (STJ... conforme MP n. Maria Thereza de Assis Moura. ainda que manejados para fins de prequestionamento. TERCEIRA SEÇÃO. 11ª ed. Min. ainda que opostos com o objetivo de prequestionamento visando à interposição do apelo extraordinário.) Os embargos de declaração. vícios inexistentes na espécie. é fundamentos jurídicos que embasaram a decisão.Embargos de Declaração nº 1. II . Documento assinado digitalmente. contradição ou obscuridade. Rel. a súmula nº 317 do Supremo Tribunal Federal preceitua que “são improcedentes os embargos declaratórios. PAULO GALLOTTI. (. contradição ou obscuridade na decisão recorrida" (EDcl no MS 11. Código de Processo Civil Comentado: Revista dos Tribunais. Min.. Min. DJ 2/10/2006). são cabíveis quando o provimento jurisdicional padece de omissão. Rel. 947.484/DF. quer porque a parte expressamente o requereu. Nelson.) 4. Nesse sentido: “(. 6. 535.419/2006 e Resolução n. quer porque a matéria era de ordem pública e o juízo tinha de decidi-la de ofício6.° 2.jus.° 11. EDcl no AgRg nos EREsp 884. Embargos de declaração rejeitados. não podem ser acolhidos quando inexistentes omissão.. Por fim. p. 1ª Seção.621/RS.tjpr. para fins de necessário respeitar os rígidos contornos do artigo 535 do CPC. a indiscutível presença no acórdão recorrido de qualquer dos vícios apontados - omissão. Lei n. (STJ.se a recusa for havida por ilegítima”.. Nesse sentido. nem fizer qualquer declaração no prazo do art. I e II. em que se verificou a omissão”.

conforme MP n. INOCORRÊNCIA. AUSÊNCIA. Juiz Subst.210. A mera indicação de dispositivos legais. 13/12/2010) (TJPR. Ante o exposto.br Página 7 de 7 . e dele participaram os Desembargadores LUIS SÉRGIO SWIECH e TITO CAMPOS DE PAULA. vez que a matéria. do TJPR/OE O documento pode ser acessado no endereço eletrônico http://www. Rejeitam-se os embargos de declaração. PREQUESTIONAMENTO. em rejeitar os embargos de declaração. diante da fundamentação apresentada. Curitiba. 2º G. EDC nº 662. "O acolhimento de embargos de declaração. DES. 19 de novembro de 2014. NÃO REPERCUÇÃO NO FUNDAMENTO. Des.137-0/01 EMBARGOS DE DECLARAÇÃO 7 VÍCIOS INEXISTENTES NOVA TENTATIVA DE REAPRECIAÇÃO DA MATÉRIA JÁ DECIDIDA E FUNDAMENTADA PREQUESTIONAMENTO RECURSO REJEITADO.° 09/2008. até mesmo para fins de prequestionamento de dispositivos constitucionais.05. (TJPR. Órgão Especial. O julgamento foi presidido pelo Desembargador LAURI CAETANO DA SILVA.DECISÃO ACORDAM os Desembargadores integrantes da 17ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná.176-7/03. I. restou amplamente apreciada e em consonância do contido nos autos.2011) EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. voto no sentido de rejeitar os embargos declaração. EDC nº 592814-9/01. J. o que não se vislumbra na presente hipótese consoante a argumentação supra." (STJ EDcl no REsp1110005/DF.200-2/2001. julg.jus. quando no aresto embargado não existem os vícios apontados. 12ª CC. Benjamin Acacio de M e Costa. Lei n. 04.° 2. sem o cotejo com o cenário fático ou sem a adução de argumentos relativos à aplicabilidade de tais dispositivos não implica em prequestionamento suprível pela via dos embargos de declaração.05.2011) 7. 06. Prestes Mattar – Unânime.tjpr. III.419/2006 e Resolução n. relator. J.Embargos de Declaração nº 1. Benedito Gonçalves. Rel. OBSCURIDADE. FUNDAMENTAÇÃO SUFICIENTE. 535 do CPC.° 11. Rel. CONTRADIÇÃO. Rel. LAURI CAETANO DA SILVA Relator Documento assinado digitalmente. EMBARGOS REJEITADOS. II. por unanimidade de votos. OMISSÃO. impõe a presença de algum dos vícios do art.